Matriz do 4º Teste de Filosofia – 10º ano/ Duração: 50 minutos/ Ano letivo: 2012/2013/ Professora: Sara

1. Dar exemplos de questões abordadas no âmbito da Ética ou da filosofia moral. 2. Esclarecer a noção de norma moral. 3. Dar exemplos de diferentes normas morais e dos valores a que estas apelam. 4. Explicar o que é um dilema moral. 5. Analisar dilemas morais, identificando os valores e as normas em conflito. 6. Esclarecer o significado da expressão “fundamentação da moral”. 7. Identificar diferentes critérios que permitem avaliar a moralidade das ações. 8. Distinguir as éticas consequencialistas das éticas deontológicas. 9. Esclarecer a noção de dever em Kant. 10. Distinguir, a partir de exemplos, ações praticadas contra o dever, por dever e - Correspondências. - Itens Verdadeiros/falsos. - Identificação e análise de exemplos. - Análise e interpretação textos e/ou imagens. - Escolha múltipla. - De resposta(s) curta(s). - De resposta extensa e orientada.

1. A questão da fundamentação da moral.

1.1. A teoria ética de Kant.

em conformidade com o dever. 11. Distinguir, a partir de exemplos, imperativo categórico de imperativo hipotético. 12. Conhecer o significado das noções de máxima e de boa vontade.
13. Explicar as duas formulações da lei moral: a lei universal e o respeito pela humanidade. 14. Justificar porque motivo a lei moral é racional, universal e formal. 15. Esclarecer, a partir de exemplos, em que consiste a autonomia e a

1.2. A teoria ética de Stuart Mill.

heteronomia da vontade. 16. Avaliar, acordo com a ética kantiana, a moralidade de determinadas ações. 17. Discutir a perspetiva kantiana, apresentando objeções a esta teoria. 18. Apresentar a sua posição pessoal relativamente à ética kantiana. 19. Diferenciar, de acordo com Stuart Mill, os prazeres sensíveis dos prazeres intelectuais. 20. Explicar o critério que permite, na perspetiva de S. Mill, distinguir as ações moralmente corretas das incorretas. 21. Justificar o carácter hedonista e não relativista do princípio da utilidade. 22. Avaliar, de acordo com os pressupostos da ética utilitarista, a moralidade de determinadas ações. 23. Justificar, segundo o utilitarismo, a inexistência de normas morais absolutas. 24. Discutir a perspetiva de S. Mill, apresentando objeções a esta teoria. 25. Comparar as teorias de Kant e S. Mill em relação à fundamentação da moral. 26. Analisar, criticamente, situações concretas nas perspetivas de Kant e S. Mill. 27. Apresentar a sua posição pessoal relativamente a dilemas morais. 28. Discutir as duas teorias éticas estudadas: Stuart Mill e Kant.

-----------------------Manual, vol I: - pág. 176 à 203.

Posts do Blogue Dúvida Metódica indicados no post a seguir a este).

Bom Trabalho!

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful