You are on page 1of 2

Acórdão do Supremo Tribunal de JustiçaAcórdãos STJAcórdão do Supremo Tribunal de Justiça Processo:01B324 Nº Convencional:JSTJ00041238 Relator:ARAÚJO BARROS

Descritores:CONTRATO DE AGÊNCIA CONTRATO DE CONCESSÃO DENÚNCIA DE CONTRATO PRAZO EXCEPÇÃO DE NÃO CUMPRIMENTO INDEMNIZAÇÃO Nº do Documento:SJ200105100003242 Data do Acordão:10-05-2001 Votação:UNANIMIDADE Tribunal Recurso:T REL ÉVORA Processo no Tribunal Recurso:556/00 Data:28-06-2000 Texto Integral:N Privacidade:1 Meio Processual:REVISTA. Decisão:CONCEDIDA PARCIALMENTE A REVISTA. Área Temática:DIR CIV - DIR CONTRAT / DIR RESP CIV. Legislação Nacional:CCIV66 ART405 ART428 N1 ART483 ART793 N2 ART799 N1 ART801 N2 ART802 ART808. DL 178/86 DE 1986/07/03 ART12 ART24 ART25 ART26 ART27 N1 ART28 N1 A B C ART30 N1 N2 ART35. DL 118/93 DE 1993/04/13. DL 422/83 DE 1983/12/03 ART3 C ART11 ART12 B ART13. Legislação Comunitária:DIR 86/653/CEE DO CONSELHO RELATIVA A ALTERAÇÕES AO REGIME JURÍDICO DO CONTRATO DE AGÊNCIA DE 1986/12/18. Jurisprudência Nacional:AC RP DE 1994/10/18 IN CJ ANOXIX TIV PAG212. AC STJ PROC102/00 DE 2000/05/03 6SEC. AC RP DE 1995/06/27 IN RLJ ANO130 PAG26. AC STJ DE 1995/01/22 IN CJSTJ ANOIII TIII PAG116. AC STJ PROC444/98 DE 1999/06/08 1SEC. AC STJ PROC458/97 DE 1997/01/23 2SEC. AC RP PROC767/00 DE 2000/06/21 3SEC. AC STJ PROC235/99 DE 1999/04/29 2SEC. AC STJ PROC1660/98 DE 1999/12/03 2SEC. AC STJ DE 1995/01/17 IN BMJ N443 PAG353. AC STJ PROC182/96 DE 1996/10/09 1SEC. AC STJ PROC1119/99 DE 2000/02/01 1SEC. Sumário :I- O contrato de concessão comercial é aquele pelo qual uma das partes (o concessionário) se obriga a comprar a outras (o concedente), para revender numa zona determinada, bens produzidos pelo concedente. II- Exprime-se tal negócio jurídico por uma relação contratual duradoura entre o produtor e o distribuidor, através da qual o concessionário actua em nome e por conta própria. III- Distingue-se, esse contrato do contrato de agência por o concessionário, ao contrário do agente, actuar em seu nome e por conta própria, adquire a propriedade da mercadoria, não sendo também de qualificar como contrato de fornecimento ou de distribuição autorizada. IV- Aplica-se a esse tipo contratual inominado e atípico o regime do contrato de agência regulado inicialmente pelo DL 178/86, de 3 de Julho depois alterado pelo DL 118/93 de 13 de Abril, que transpôs para a ordem jurídica interna a Directiva 86/653/CEE do conselho de 18 de Fevereiro de

condicionando-o ao pagamento da indemnização devida pela denúncia por parte do concedente. 1 do DL 178/86. IV.Não existindo nexo sinalagmático entre as obrigações do concedente e do concessionário nos termos e para os efeitos do disposto no n.artigos 24. Decisão Texto Integral: . não pode pois libertar-se do pagamento dos fornecimentos e vasilhame em dívida.Tal contrato é livremente determinável por qualquer das partes desde que respeitado o pré-aviso legal . não pode a última invocar a "exceptio non adimpleti contractus" ou seja. V.1986. sendo que a denúncia sem pré-aviso ou com pré-aviso inferior aos prazos legalmente estabelecidos fez incorrer o denunciante na obrigação de indemnizar a contraparte. 1 do artigo 428 do CCIV. 1 e 29 n. 28 n.