You are on page 1of 23

DATA: OM: 5º R C MEC PLANO DE SESSÃO Nº --HORA: CURSO: Formação do Soldado TURMA: PERÍODO: Instrução Individual GRUPAMENTO: FASE: Básica

MATÉRIA: Projeto Esperança. UNIDADE DIDÁTICA: ASSUNTO: A valorização da vida. OBJETIVOS: a. Da sessão: Atitudes contrárias ao álcool e as drogas. b. Intermediários: 1- Valorização da vida 2- Fatores que repercutem na saúde 3- Efeitos de certas substâncias no organismo

LOCAL DA INSTRUÇÃO: TÉCNICA(S) DE INSTRUÇÃO: MEIOS AUXILIARES: INSTRUTOR(ES): MONITOR(ES): AUXILIAR(ES)

MEDIDAS ADMINISTRATIVAS: MEDIDAS DE SEGURANÇA: FONTES DE CONSULTA: ASSINATURA: VISTO: VISTO:

TEMPO 1. INTRODUÇÃO

DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO

MAI E OBS

Observações para os instrutores: 1. Finalidade O Projeto Esperança um apêndice ao PPO-2, que amplie substitui o Objetivo individual de instrução E/2-m2, Atitude Contrária a tóxicos e ao álcool, durante o Período de Instrução Individual, e define objetivos que permitem padronizar o comportamento necessário para desenvolver no “Combatente Básico’ uma atitude contrária às drogas”. 2. Objetivos a. Objetivo Geral Criar meios para a educação preventiva dos recrutas no tocante ao uso indevido de drogas, propondo uma metodologia a ser desenvolvida na Instituição Militar. b. Objetivos Parciais 1) Promover a mudança de atitudes em relação às drogas. 2) Elevar o sentimento de auto-estima e propiciar a incorporação de valores construtivos. 3) Auxiliar o adolescente na organização de sua própria escala de valores e fortalecer a sua capacidade de resistir às pressões sociais no sentido de consumir drogas. 4) Oferecer condições que levem o instruendo a crescer em competência pessoal e social. 5) Desenvolver o campo sócio-afetivo, promovendo um estilo saudável de vida, em que o uso da drogas sequer desperte interesse. 6) Fazer do soldado agente multiplicador de rejeição após seu afastamento das fileiras do Exército. 3. Estrutura da Instrução O programa do treinamento constante deste PP baseia-se na REFLEXÃO. Tem cm vista, portanto, fazer com que os recrutas reflitam, desenvolvendo uma atitude contrária à droga. a. Responsabilidade 1) O responsável pela Direção da Instrução é o Comandante, Chefe ou Diretor da OM. Cabe-lhe, assessorado pelo S/3, planejar, orientar e fiscalizar as ações que permitirão aos Comandantes das Subunidades (ou correspondentes) elaborar a programação semanal de atividades. 2) O Comandante de Subunidade (ou correspondente) é o responsável pela programação semanal e execução das atividades de instrução, de modo a conseguir que os recrutas, em sua maioria, atinjam os objetivos previstos. b.Ação do Cmt de SU O Comandante de Subunidade (ou correspondente) deve ser um exemplo constante de devotamento à instrução, e envidar todos os esforços necessários à consecução dos objetivos deste programa.

deixando que as pessoas tirem suas próprias conclusões através do que lhes foi passado. prejulgando. meio de introdução no organismo etc. empatia e respeito mútuo. O desenvolvimento da atitude depende dos exemplos modelares oferecidos pelos chefes. tendo uma visão geral para uma abordagem biopsicossocial e não apenas a droga como tal. revendo seus conhecimentos e conceitos em relação à droga. despertando no instruendo o senso crítico. pois. deve deixar de lado determinados preconceitos. — crise de religiosidade. 9) O uso indevido de drogas “não” deve ser abordado do ponto de vista da crítica moral e do sectarismo religioso. dependendo basicamente de fatores como: tipo e quantidade da droga. mitos. antes de tudo. conselhos. 12) O ato de educar pressupõe um relacionamento baseado na confiança. devendo procurar estudar os assuntos. quando mal orientado. — atividade social reivindicatória. na indagação. através dos livros citados na bibliografia. na reflexão. estereotipando certas características que são próprias da adolescência como: — busca de sua identidade (si mesmo). MAI E OBS . desenvolvendo-os com harmonia e eficácia. Os Atributos da Área Afetiva Os objetivos são desenvolvidos durante todo o Ano de Instrução e deverão ser evidenciados no decorrer do tempo. 8) O instrutor deve ter em mente o contexto cultural em que vivem seus instruendos para não trabalhar fora dos valores desse grupo. do acompanhamento e orientação e do ambiente global em que ocorre a atividade de instrução. — falta de conceito de tempo (deslocamento temporal). o processo tem que ser contínuo e pedagógico para ser eficaz. 3) Com o assunto drogas. visando à perfeita absorção dos conteúdos.TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO c. aguçando sua curiosidade. 10) O efeito de uma droga não pode ser exatamente previsto. 4) Todo o trabalho deve ser calcado na discussão dirigida. 13) O instrutor deve estar sempre atento a comportamentos e atitudes estranhas no instruendo sem. o trabalho pode induzir o instruendo à experiência com tóxico. Para tal não deve se limitar à leitura dos textos de apoio. sem apelos emocionais. possibilitando a emissão de suas idéias sobre o assunto. 2) O instrutor deve estar bem preparado antes de começar a desenvolver o programa. 5) Todos os integrantes do corpo devem estar orientados nos trabalhos de prevenção. ratificando em todos os instantes o que foi discutido em sala Nenhum programa logrará êxito se for executado e fiscalizado só pelo Cmt de Subunidade. d. agindo como uma equipe interdisciplinar. — tendência grupal. E necessário contar com os demais integrantes da unidade. encenações ou atemorizações. 11) As informações a respeito do perigo das drogas não devem ser falseadas ou exageradas. Devem ter caráter científico. personalidade do indivíduo. momento sócio-econômico-Cultural. Procedimentos Essenciais 1) O oficial instrutor deve estar capacitado no assunto. — necessidade de intelectualizar e fantasiar. contudo. virar “Sherlock Holmes”. 7) O instrutor. 6) É de suma importância adequar a mensagem à capacidade de compreensão do grupo. para ampliar seus conhecimentos.

— Falta de sono e. insatisfação. 16) Na prevenção. — Recusa em conversar. perda de peso. por estar preocupado consigo mesmo. autodisciplina e amor próprio. energia. — Diminuição do interesse por atividades extracurriculares e “hobbies”. — Indiferença com a higiene e a aparência. — Redução da motivação. Prevenção implica numa educação voltada para o indivíduo. — Aparência doentia. que elabora os conteúdos aprendidos até então. — Ódio. contrariando a afirmação: “faça o que eu digo. a repressão. a violência. flutuação de humor e estado de ânimo. Mudanças no comportamento — Aumento de faltas ou de atrasos. separação progressiva dos pais. a coação somente estabelecem um distanciamento maior entre o instrutor e o instruendo. — Camisas de mangas longas no calor. — Fala indistinta ou incoerente. contribuindo para a formação equilibrada de suas personalidades. — Depressão e sonolência. — Olhos injetados e pupilas dilatadas. insegurança. mas não faça o que eu faço”. agressividade. — Mentiras frequentes. Suas ações devem ser condizentes com suas palavras. Sinais de deterioração física — Narinas escorrendo constantemente. furto e fraudes). MAI E OBS 14) Ter em mente que a busca da identidade é a formação de uma nova escala de valores do indivíduo. 17) Existem sinais que são comuns nos usuários de drogas. — Desnutrição. conseqüentemente. — Mudança de amigos e atitudes evasivas. educação afetiva e não só cognitiva. — Posse de grande volume de dinheiro repentinamente. — Desaparecimento de objetos de valor dos armários companheiros. — Fraca coordenação física. hostilidade e irritabilidade constantes. 15) O instrutor deve ser um modelo exemplar. curto alcance da atenção. — Dificuldade de concentração. mas lembramos mais uma vez o cuidado para não rotular as pessoas. — Desonestidade crônica (mentira. — Uso intenso de colírio. Outros sinais — Uso de óculos escuros mesmo sem excesso de luz. baseada na modificação de sua personalidade. — Inquietação e insônia.TEMPO — — — — — — DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO contradições sucessivas em manifestação de conduta. paralisadas ou brilhantes. no qual possam se mirar os instruendos. — Falta de interesse por atividades físicas. dos .

desenvolvendo a mentalidade de levar vantagem em tudo. A prevenção é um tipo de aprendizagem social alicerçada no “modelo exempla?’. um número superior a 25 (vinte e cinco) instruendos no local de realização de instrução. Instruções Metodológicas 1) Condições Ambientais a) O local de realização de instrução deve comportar de 20 a 25 instruendos. entrevistas com ex-drogados. 18) A prevenção implica numa mudança de atitude em relação à droga. — Não comparar o álcool às drogas proibidas. simplistas e de curto prazo. usado aqui. os estimulantes. mental e social. impossível de ser resolvido. tendo em vista a modalidade da técnica empregada. os alucinógenos. b) Apesar de não ser desejável. contudo. esse efetivo ser aumentado para o nível pelotão ou mesmo subunidade. Será usado como sinônimo de psicotrópico. aceitando o “porre” como procedimento natural. em casos excepcionais. — Subestimar a força dos interessados na dissemição das idéias de liberação. — Adotar linhas punitivas ao invés de educativas. e. — Desenvolver palestras. — Omitir-se por achar que é um problema insolúvel. Deve ser arejado e situarse livre de ruídos e interferências que fatalmente prejudicarão as sessões. sermões contra o uso de drogas por pessoas não habilitadas. MAI E OBS . Negligenciar a atualização dos próprios conhecimentos. com espargimento rio ar de desodorantes ou queima de incenso. campanhas. nem recomendável. — Valorizar excessivamente as coisas materiais. abrange os barbitúricos. deverá ser encarado sob essa óptica pelo instrutor. os tranqüilizantes. o policiamento próprio. com conhecimento superficial do assunto. o álcool e as substâncias voláteis. — Deixar ex-drogado prestar depoimentos para os instruendos. dito e linguagem popular. pode. permitindo o livre trânsito do instrutor. — Não levar em consideração a pressão do grupo. — Elaborar feiras. em face da aceitação. 20) “NUNCA” dar indicações sobre a maneira de utilizar as diferentes drogas. — Pretender soluções rápidas. 21) MEDIDAS QUE ATRAPALHAM A PREVENÇÃO E DEVEM SER EVITADAS A TODO CUSTO: — Desinteressar-se dos cuidados da prevenção por acreditar que a unidade está imune às drogas. — Pensar que o conhecimento a respeito de drogas basta para restringir o seu uso. c) O termo droga. desenvolvendo a autodisciplina. aceitação e legalização das drogas. — Não basear sua informação em literatura científica e acadêmica.TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO — Disfarce do cheiro da droga. murais. principalmente da maconha. 19) O Instrutor deverá conscientizar o instruendo no sentido de direcionar todo seu potencial interior para atividades que tenham como meta principal a “valorização da vida”. dizendo não a tudo que prejudica sua saúde física.

COM SITUAÇÕES REAIS! h) A família tem papel decisivo na ação sistemática de um programa de prevenção. É mister que o instrutor respeite-as e tenha flexibilidade para elaborá-las. b) A técnica deve fazer com que os participantes do grupo cheguem a certas conclusões predeterminadas. se possível CAP ou OF SUP indicados pelo CMI daOM. Esta técnica baseia-se no intercâmbio de opiniões sobre um tema (neste caso. com o objetivo de clarificar os conteúdos abordados. c) A condução do programa deverá ser realizada por oficiais da área de Saúde ou habilitados na área Biomédica. encorajando o instruendo à maior participação possível. o distanciamento entre soldado e o instrutor. qual seja. f) O tema drogas normalmente está envolto numa aura de mistério e punição. a empatia. não diretamente vinculados à Instrução. 3) Tipo de Sessão e Coordenação a) É de fundamental importância que a técnica utilizada para desenvolver o programa seja a de Discussão Dirigida. d) As sessões de discussão dirigida devem ser desenvolvidas num clima capaz de facilitar a liberdade de pensamentos. existe um texto de apoio. direcionando-a5 aos objetivos preconizados. controle. o instrutor deverá desenvolver a prática preestabelecida pela Organização Militar. mantendo o SIGILO. as medidas de avaliação da aprendizagem. ao final de cada unidade. baseada na flexibilidade de atitudes e idéias. culminando na absorção dos objetivos individuais de instrução. seja promovendo idéias e controvérsias. participação de todos. NÃO ESTARÁ O INSTRUTOR LIDANDO COM SITUAÇÕES FICTÍCIAS E SIM. seja por meio de perguntas e exemplos. b) O instrutor deverá elaborar quadros murais. culminando na expressão máxima de comunicação. ou instrutores possuidores de boa comunicação e tato. Para tal devem ser utilizados todos os artifícios e meios necessários para fazê-lo. c) O instrutor deverá utilizar.TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO 2) Instrumentos de Apoio a) Ao término de cada unidade didática. É importante quebrar o gelo. g) É IMPRESCINDÍVEL que o instrutor seja um profissional capacitado4 dedicado e que se esmere no preparo para bem ministrar as instruções. condição essencial para a cooperação e participação sincera É FUNDAMENTAL GANHAR A CONFIANÇA DOS INSTRUENDOS.de todos. Para se atingir este objetivo é imprescindível que se estabeleça uma perfeita comunicação instruendo/instrutor. Embora algumas opiniões emitidas pelos participantes possam divergir de alguns preceitos da instituição no que se refere a drogas. cartazes. conhecimento mútuo e consenso. na honestidade de propósitos. e) Ao final da aplicação da parte teórica do programa. d) Ao término de cada Unidade Didática. na lealdade e na sinceridade. o conteúdo da sessão deverá ser reforçado através da projeção do audiovisual referente ao assunto. uso indevido de drogas) sob a coordenação do instrutor que deve promover a participação . e) É aconselhável limitar o número máximo de 20 a 25 instruendos por sessão para se alcançar maior coesão do grupo. MAI E OBS . que visa a ampliar os conhecimentos do instrutor e que deverá ser lido “ANTES” do desenvolvimento da sessão. estas opiniões devem ficar restritas ao grupo.

Esta saúde está directamente ligada ao estado de ânimo. desenvolvimento orgânico normal e produção de energia”.TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO Para tal. carece alimentar-se. 2. mental e social” —. E importante. poderá resultar em diversos benefícios — inclusive. Por outro lado se deixarmos a nossa saúde individual exclusivamente sob a responsabilidade do governo. de forma a possibilitar que sejam levadas a termo as atividades que determinam a vida O grupo de peritos da FAO (Food Agency Organization) e da OMS considera. fatalmente. nutrir-se. social e mental. para o progresso e desenvolvimento do país em que vivemos. para que se desenvolva toda essa dinâmica. dividiremos os fatores de que depende a saúde nas três áreas da definição: física. Tanto é verdade que há preocupação por parte do governo. possibilita-nos estabelecer contato com os mundos exterior e interior. se não nos tornamos um peso para suas instituições. em suma. Valorização da vida Todos nós já temos consciência de que nosso corpo é uma máquina maravilhosa e de que. faz-se necessário que o corpo esteja pleno de todas as suas faculdades e dotado de saúde. igualmente. Pelo que verificamos do conceito de saúde da OMS (Organização Mundial de Saúde) — “um estado de bem-estar físico. depende de dois fatores fundamentais: alimentação/nutrição e hábitos de higiene. Por exemplo. MAI E OBS . elaborado pelo Centro de Estudos de Pessoal. mas. “o conjunto de processo por meio dos quais o organismo vivo recolhe e transforma as substâncias sólidas e líquidas exteriores para sua manutenção. dentro das possibilidades da OM. Uma nação depende da saúde de seus cidadãos.chegamos a conclusão de que só dispomos de saúde quando nosso corpo e nossa mente estão bem e nos sentimos satisfeitos em relação ao nosso ambiente social. uma vez que a sociedade é formada por todos nós e cada um de per si. através de suas capacidades. O alimento é a fonte de energia que abastece o organismo. São eles os combustíveis necessários para manter a nossa “máquina” em perfeito e harmonioso funcionamento. no sentido de manter seu povo saudável. como nutrição. criando normas ou leis que concorram para a manutenção da saúde. desenvolvendo um processo de inter-relação social. DESENVOLVIMENTO 1. Leis de Preservação do Meio Ambiente. Todos sabemos que. passa a ser uma contribuição para a nossa pátria Visando ao nosso estudo. O montante de dinheiro economizado pelo governo. além das campanhas de vacinação e outras. A saúde social depende de cada um de nós. à nossa família. além de responsabilidade individual e de benefício próprio. Preservar nossa saúde. portanto. à nossa comunidade. à capacidade de produção e de trabalho. Fatores que repercutem na saúde SAÚDE FÍSICA Basicamente. do Silêncio. o salvamento de vidas. 2. levaremos o país ao caos e estaremos colaborando para a perda de qualidade de vida. estarmos sempre atentos e vigilantes na proteção de nossa saúde. a elementos que resultarão na parcela de contribuição não só para o crescimento individual. para o homem sobreviver. a sua participação se efetivará segundo orientação contida no documento explicativo sobre o programa. No entanto.

Os alimentos de construção fornecem os nutrientes que permitem o desenvolvimento e o crescimento do organismo. de três tipos de alimentos: ALIMENTO DE CONSTRUÇÃO. no livro “Nutrição Básica e Aplicada”. O peso do nascituro depende do estado nutricional durante a gestação. sobretudo. a restauração. os pais começam a ensinar as crianças essas normas de saúde. ” Nós não podemos esquecer que o Sistema Nervoso está sendo formado nessa época. VITAMINAS.). nos ovos. queijo. lentilha. O analfabetismo e a débil educação nutricional também são fatores que estão diretamente ligados à desnutrição calórico-proteica. fundamentalmente. normalmente. Durante a gestação. impetigo etc. Em suma. Cuidados com a alimentação nos primeiros anos de vida são de suma importância. CELULOSES e AGUA. no livro “Brasil. o crescimento celular e orgânico. — aparar bem as unhas. GLICIDIOS. pois formarão a base de estruturado futuro homem e. secos e protegidos de insetos. hipovitaminose A. faixa etária. enquanto que a nutrição é involuntária e inconsciente. a nutrição é de capital importância. GORDURA. — comer mastigando bem os alimentos. soja etc. São esses elementos que irão proporcionar ao organismo a formação de energia. ervilha. bócio. São as proteínas encontradas nas carnes (músculos.). a fim de que sejam satisfeitas as solicitações orgânicas do embrião e do infante para que haja desenvolvimento e crescimento normais. olho. vísceras ou miúdos). segundo avisão de G. o indivíduo adquirirá uma carência nutricional. proteínas e demais nutrientes. Como afirma Nelson Chaves. SAIS MINERAIS. cárie dental etc. São sete os tipos de constituintes químicos essenciais (nutrientes). “o estado nutricional de uma gestante e seu regime alimentar são de fundamental importância para a formação normal do embrião e para o desenvolvimento pós-natal. que foram adquiridos no seio da família através do tempo. às anemias nutricionais. Todo organismo precisa. — proteger qualquer ferimento na pele. Sabe-se que. MAI E OBS . além de corresponder à realidade sócio-econômicocultural da comunidade. — tomar banho diariamente.TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO Devemos diferenciar alimentação de nutrição. Há necessidade também de o indivíduo manter os hábitos de higiene pessoal. A imaturidade resulta. a manutenção e a reprodução. nas leguminosas (feijão. — lavar frutas e verduras com água limpa e guardá-las em lugares asseados e frescos. da deficiência nutricional materna antes e durante a gestação. — lavar as mãos antes das refeições. O esquema de alimentação deve ater-se a fatores como tipo de atividade.. se não houver atenção. roedores. no leite e seus derivados (manteiga. ALIMENTOS ENERGÉTICOS e ALIMENTOS DE PROTEÇÃO. os alimentos são constituídos por diversos nutrientes necessários à saúde e ao crescimento.. abrangendo toda uma série de processos que ocorrem independentes da vontade do indivíduo. citamos: — escovar os dentes após as refeições. Cedo. são mais elevadas as necessidades de energia. nela e na lactação. Processo e Integração”: PROTEINAS. provavelmente.. uma vez que alimentação é um processo voluntário e consciente — pelo qual o ser humano obtém produtos para seu consumo —. clima etc.. As — guardar os cereais e leguminosas em locais limpos. coalhada etc. — filtrar e ferver a água que se bebe. André. preocupação com a alimentação. Galache e M.. poeira etc. evitando penetração de micróbios etc. Como exemplo.

enumeraremos algumas das principais vitaminas. Como os animais. com objetivos MAI E OBS . durante o seu preparo ou conservação. VITAMINA B: auxilia o crescimento e facilita o trabalho do estômago e do intestino. limão. aveia etc. mandioca. Além da alimentação. ou de combustão. as frutas e as hortaliças. são aqueles que fornecem a energia necessária para o funcionamento de nossos órgãos e nos dão condição de trabalharmos e de nos distrairmos. Abaixo. hábitos regionais e situação sócio-econômica-cultural. banana. que. encontra-se na goiaba. que atenda às características de cada pessoa e às necessidades alimentares. laranja. conforme idade. encontra-se no leite e nos ovos. óleo de fígado de bacalhau. VITAMINA C: aumenta a resistência do organismo. o homem necessita de boa alimentação para manter sua saúde. doenças infecto-contagiosas. Obviamente. mamão. as sociedades animais servem de base para o estudo das condições determinantes das relações sociais. se. VITAMINA D: combate o raquitismo. para seguir vivendo. são os que defendem o organismo contra as doenças. Alimentos de proteção. manga. vitaminas etc.TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO — tomar sol e se recrear ao ar livre. além de ajudarem o indivíduo a se integrar no seu ambiente social. tomate etc. artérias e veias. — evitar. que a mantêm. ovos. Outros autores acham que as diferenças são tão grandes que as eventuais semelhanças se tornam triviais e superficiais. Resumindo. Além das proteínas. De nada adianta a posse de alimentos. conserva e melhora a saúde das gengivas. estado fisiológico. podemos citar — comer somente carne bem cozida de animais sadios. Fazem parte desse grupo. Semelhantes ou não às humanas. encontra-se no leite e em seus derivados. não forem observadas as normas de higiene — pois.. sacarose e amido). Uma boa alimentação deve ser suficiente na quantidade. em lugar de nutrientes. doces e as gorduras. pimentão. Fazem parte desse grupo os seguintes tipos de alimentos: cereais (milho. são fatores que influenciam na saúde física os bons hábitos de higiene. necessitamos de água. os tubérculos (batatas. saúde dos olhos e da pele. cenoura.. precisamos também de oxigênio. do nascimento à morte. além de abundante na natureza e importante para o organismo. queijos. cuidando para que haja entre eles uma adequada proporcionalidade. — ferver o leite para destruir os micróbios.. trigo. Alimentos energéticos. participa de todas as atividades orgânicas. abacaxi. E viver numa sociedade é estar interagindo diariamente com ela — sob constante influência social. açucares (glicose. inhame).) e seus derivados (farinhas. para continuar realizando suas atividades. encontrase no leite. canjica. SAÚDE SOCIAL Alguns autores opinam que as sociedades humanas e as dos animais guardam tantas semelhanças que se torna difícil estabelecer diferenças reais entre elas. Deve-se atentar à harmonia das porções de nutrientes. contribuindo significativamente para a soma total de nossos conhecimentos — ainda que se tenha que respeitar a idéia de que a perfeita compreensão do comportamento social humano requer o estudo de seres humanos. ou reguladores. macarrões e outras massas). que tenham sido sacrificados em locais bem limpos. estaremos ingerindo toxinas. o homem vive seu tempo como membro de uma sociedade. desempenhando papel fundamental na conservação de uma vida saudável e feliz. suas funções e origens: VITAMINA A: resistência à infecção. através da profilaxia. tangerina. espinafre etc. principalmente. pois qualquer excesso alimentar é prejudicial à saúde. Como exemplo de hábitos de higiene alimentar.

essas necessidades se resumiam em alimentação. demonstram que. o homem não pode viver apenas trabalhando de sol a sol. Portanto. O trabalho. que dignifica o homem perante si mesmo e perante seus semelhantes. nessa interação. Sempre houve a preocupação de se possibilitar ao homem o . comportamento sexual. ao contrário. “somos todos e cada um de nós. é parte da energia altruísta que nutre os membros de uma sociedade. em benefício do progresso de todos. adquirindo um conjunto de maneiras de viver indicado pela moldagem cultural de sua percepção. da influência maciça que exerce sobre o indivíduo.. comparados a outros macacos criados normalmente. comportamento social. mas. por Harlow. a amar como ser humano”. o homem é incompleto. MAI E OBS TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO No entanto. e suas necessidades de vida foram diversificando-se. “se o homem cresce como um animal. a recreação. é também um direito que lhe dá oportunidade de se tornar proprietário de bens e lhe assegura a possibilidade de uma melhor saúde social. assim como aprende a ser humano. desenvolvida E é através do contato com outros seres humanos que vai recebendo esses estímulos.. o homem foi desenvolvendo-se. em seu aspecto individual. Ao nascer. agirá como animal. com paradas a crianças que têm família. trazendo somente uma carga genética que necessita ser estimulada. existem fatores sociais que auxiliam ou prejudicam o estabelecimentoda perfeita harmonia. evoluindo. incorporando uma série de experiências e valores. possibilitar o despertar das potencialidades latentes no indivíduo. abrigo e vestuário.. que a estabilidade da sociedade é mantida e perpetuada Experiências feitas com macacos. Séculos atrás. é notória a necessidade de se desenvolver a inteligência. recursos e estímulos (ambientes pobres). que remonta. não se limitando a pequenos grupos. Mais do que um dever que enobrece.) O trabalho humano é o meio de o homem fazer uso de sua energia mental. E através da cultura. independente do seu grupo social — sob pena de perderas características peculiares do seu grupo. aos tempos dos jograis. há o lazer.. com o correr do tempo. aliás. também aprende a sentir como ser humano. sua memória e suas atitudes.comuns. Os homens formam a sociedade que. exercita suas capacidades e aptidões. expande sua energia construtora Em seu aspecto social.. vai crescendo. Com o aprimoramento da inteligência. E. onde as crianças freqüentemente recebem pouca atenção. Experiências em orfanatos. como diz Eduardo Kalina. pois o homem aprende a ser humano. com a cultura passando de pai para filho. O homem jamais poderia viver isolado. com a finalidade de produzir bens para as suas necessidades. dos trovadores. a identidade pessoal. evidenciavam deficiências em vários aspectos: índice de aprendizagem. de se enriquecer o ambiente com estímulos (o que se consegue através do convívio com seus semelhantes na sociedade) e. são retardadas em desenvolvimento mental e social. Por outro lado. (Segundo outros autores. é fonte de crescimento material e espiritual para o próprio ser.. Por conseguinte a responsabilidade pelo que nela ocorre também é nossa” O indivíduo. Precisa recuperar-se. é parte integrante do sistema e sua relação com a sociedade não afeta apenas algumas pessoas. Como diz Leo Buscaglia. refazer-se física e mentalmente. foi a produção de bens que geraram novas necessidades. uma vez que é através dele que o homem dá vazão à sua criatividade. Para revitalizar suas energias. multiplicaram-se. nas quais alguns foram criados em isolamento a partir do nascimento mostraram que esses. assim. do perfeito equilíbrio. comprometendo ou não a saúde social do grupo. mas é vivida em camadas mais amplas. aumentando a produção de bens. O trabalho é a mola impulsionadora do progresso social e da realização pessoal.

as contravenções. Aceitar limitações. no intuito de obter a liberdade (direito reconhecido mundialmente). reagem. esquecem o cumprimento dos deveres que lhe asseguram. Nenhuma sociedade sobrevive.m geral. torna-se imperiosa a necessidade do lazer. Por exemplo. são aquelas que gastam suas horas livres em atividades perniciosas. o diferente. isolam-se dentro de si mesmas. E através dos esportes. é ele o único remédio que. Contudo. tem que ser a sua saúde mental.repouso. esse direito inalienável. “nosso direito termina onde começa o do outro”. Sabemos que todas as vezes em que as pessoas agem. estão. outras se fecham. Isso atinge esse tipo de pessoa de diversas maneiras: umas se revoltam. justamente. do brotar das fábricas). a cooperação. aquilo que lhe convém. buscar fazer o melhor são atitudes importantes para se conservar o equilíbrio emocional. consolidando a disciplina. Conforme o ditado popular. engarrafamentos monumentais. primeiro. há pessoas que. as atividades desportivas. Foi.. Cada indivíduo se acharia no direito de dirigir onde bem lhe aprouvesse e se daria sempre o direito da primazia. E. os desrespeitos às normas sociais. seguramente. por sua vez. choques de veículos etc. O homem precisa reaprender a comparar. se não houver disciplina. e a única válvula de escape (o único redutor de tensão. tentam não sofrer. tentando racionalizar as situações. de ansiedade. as drogas. é necessário. sobretudo. Tornam-se permissivas. que normalmente não aproveitam as enormes oportunidades que o lazer e a boa recreação oferecem. se não houver ordem. ampliam-se em objetivos da educação e. a bebida. poderá ajudar-nos a combater o STRESS. na verdade. em doses exatas. Procurar formas saudáveis de conviver com as dificuldades. precisamos praticar a obediência de forma a se tornar um hábito. em última instância. Diversas são as formas de lazer e muitas delas contribuem para o enriquecimento físico e cultural. do desenvolvimento —. com a revolução industrial (do maquinismo. de fuga. o descanso. que o homem criou as leis. TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO Contudo. ao delineamento de direitos e deveres dos cidadãos. Em suma. é o melhor caminho.. Vamos inventar uma situação hipotética: imagine se não houvesse leis ou normas sociais como. Os tempos modernos são de angústia. sobretudo. cumprir nossos deveres para conosco e para com a sociedade. Sua opção. uma vez que ter uma imagem verdadeira a respeito de si mesmo é fator fundamental para a manutenção da saúde mental. todos os crimes estão no caminho dos “perdulários do tempo” — como os chamou Celso Kelly. saber recomeçar. as pessoas. disseminando a ideia do “Laissez-Faire”. que se multiplicam efeitos educativos e se concretizam algumas metas da educação moral. além de propiciar um melhor condicionamento físico. o único facultador de equilíbrio) é o lazer. as agressões.. se não houver leis. Ambas são atitudes infrutíferas. da preferência Seria o caos: pedestres atropelados. “o Ócio é a oficina do diabo” e. nessa luta cruenta entre indústria e natureza — em nome do progresso. anti-sociais e até criminosas. por exemplo. deixando de admitir quão falho e MAI E OBS . as Leis do Trânsito. o recreio. agridem. o desengonçado. a sociabilidade. aumentando a vitalidade do indivíduo. a julgar e a avaliar todas as idéias que lhe são apresentadas — no sentido de escolher. no sentido de superá-las. as normas sociais. Todos nós conhecemos alguém que foi — ou ainda é — considerado o “patinho feio” do grupo. Portanto. embora se deva ter o cuidado de não criar mecanismos que sempre venham a funcionar como tábua de salvação. então. a partir da crítica adequada e madura.. Felizmente. ver-se como uma pessoa passível de errar. visando ao estabelecimento de limites.

a disciplina não deve ser uma máscara para nos ocultarmos. quando um desses fatores deixa de ser atendido. pois os crimes lesivos. as possibilidades de desenvolvimento do homem são muito grandes (e a isso já nos referimos em textos anteriores). senão o de inviabilizar os processos de crescimento individual. O homem. amadurecidas. Há muitas coisas impossíveis de serem feitas sem aparato técnico. Quando perguntamos se “o homem pode bater asas e voar”. mais do que uma fachada. antes de tudo. As causas perinatais são os partos prematuros. portanto. As principais causas pré-natais são os agentes infecciosos que afetam a mãe: vírus da rubéola. particularmente. No entanto. a nutrir sentimentos de fraternidade. vão afetar a MAI E OBS . o fumo. SAÚDE MENTAL Dentre os fatores que afetam a Saúde Mental. justifica-se a ânsia para superar esses limites. radiações — especialmente. os partos acompanhados de sofrimento fetal (que resultam em redução do suprimento de oxigênio ao cérebro). quando destruímos seus patrimônios. Contudo. possibilitando a intervenção de pessoas que não têm outros interesses. ter responsabilidade. ter respeito por nós mesmos. como diabetes. voltar-se-ão contra esta própria sociedade de que todos fazemos parte. TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO Todo ser humano tem limitações e. Contudo. Basta citar que o homem é o único animal apto a se conscientizar de suas qualidades e defeitos. pelo exemplo que pode ser seguido e aprimorado. Quando lesamos o Estado. As causas pós-natais se referem. o homem se fragiliza e se torna vulnerável a determinado tipo de investida. às privações emocional e cultural (das quais decorre quase a totalidade de fatores que. estamos lesando. as conseqüências recairão sobre nós. calcadas na realidade de cada indivíduo. essa busca deve ser feita através de atitudes coerentes. de amor. que se venham a praticar contra a sociedade. o uso imoderado de álcool e de outras drogas. não podemos deixar de citar as causas ambientais. para mostrarmos aos outros que temos educação. pelo outro. na realidade.limitado é o ser humano. respeito ao próprio homem e a seu habitat. hormônios e vitaminas ingeridos em doses altas. drogas. à desnutrição. em contrapartida. Percebe-se que. hipertireoidísmo etc. para que possamos sobreviver dignamente. pela natureza e por tudo mais que nos cerca. além das incompatibilidades sangüíneas materno-fetais. para que não se perca no vazio existencial. como ser grupai. os raios X —. A apologia do “levar vantagem em tudo” é um engodo. O homem deve cultuar a responsabilidade. Faz-se necessário. estabelecermos a segurança e o bem-estar de nossa coletividade. facilitara reflexão acerca de nossas limitações. Não é só voar que o homem não consegue. contrariando as leis e as normas sociais. De uma forma direta ou indireta. que podem ser de origem pré-natal. quando poluímos nosso rios e solos. perinatal ou pôs-natal. Na nossa sociedade. aos traumas físicos ocorridos no parto (os quais afetam diretamente o sistema nervoso). destruindo e poluindo a nós mesmos.. deve ser uma linha de conduta para podermos viver em harmonia. o modelo cultural é transmitido. com esse questionamento. precisa aprender a condescender. por isso. de uma forma ou de outra. de suas capacidades e limitações. às infecções. Tem necessidade dela. Saúde é. através das gerações. além das doenças metabólicas. desejamos.

o homem é bombardeado por estímulos e informações novas a todo momento. respeitando aqueles com quem convivemos. c) sistema muscular. aqueles que amamos. pêlos. se gostamos de nós mesmos. TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO Desde o início da civilização. j) sistema endócrino (glândulas) e 1) sistema sensorial. de negar sua realidade. unhas). o ectoderma. b) sistema esquelético. forma-se a crista neural. amar. evoluir. A reflexão é suprimida. Em outras palavras. Se gostamos de quem somos. E através dela que se estuda o homem. Grosso modo. buscando encobrir suas dificuldades e não aceitar suas limitações.. O poder de persuação da propaganda — evidenciado através de imagens que agem ao nível das motivações profundas. que se aprofunda para formar a goteira neural. g) sistema digestivo.. compõem o organismo são: a) sistema tegumentar (pele. O desenvolvimento da mídia é um exemplo típico. a origem da formação do sistema nervoso. Dangelo e GA. os sitemas. de uma forma sucinta. enquanto que a crista dá origem a elementos do Sistema nervoso Periférico. Os lábios da goteira neural se fundem e formam o tubo neural. acompanhamos a tentativa de o homem querer superar-se a todo custo. A Anatomia (ANA = em partes. No mundo de hoje. e) sistema circulatório. toda campanha publicitária. desenvolver. Esta cresce. Sabemos que a saúde está em aceitarmos nossas limitações. Segundo J. no que está em contato com o meio externo. visando a acompanhar a MAI E OBS . Dentre todos esses sistemas. que. mais aperfeiçoado se torna seu sistema nervoso. 3. buscarmos crescer. além de elementos não pertencentes ao sistema nervoso. existe um que controla e coordena as funções de todos os demais. reconhecendo seus órgãos e os sistemas por eles constituídos. E essa. melhoramos nossas relações conosco e com aqueles que nos cercam. torna-se espessa também e adquire um sulco longitudinal. enxergarmos nossos defeitos. O tubo neural dá origem a elementos do Sistema Nervoso Central. influenciando o inconsciente — é hoje mais uma arma poderosa Isso repercute profundamente na saúde mental. sendo este — muito especial — denominado: SISTEMA NERVOSO.G. TOMEIN = cortar) pode ser definida como a ciência que estuda a conformação e o desenvolvimento dos seres organizados. ou seja. chamado sulco neural. d) sistema nervoso. o espessamento do ectoderma forma a placa neural. progredir. i) sistema genital . Fattini. em conjunto. não tendo tempo para raciocinar e escolher o que é melhor para si mesmo ou para sua família. Efeitos de certas substâncias no organismo O sistema nervoso tem sua origem num dos três folhetos embrionários. em que as transformações ocorrem com velocidade espantosa. Portanto. h) sistema urinário.saúde mental). À medida que o animal vai atingindo mais um degrau na escala evolutiva. f) sistema respiratório. No dorso lateral do tubo neural.feminino e masculino.

do Le Club des Haschischins. para outras partes do mundo. Há quase dois mil anos. muito abundante nos Andes. onde era empregada no tratamento da malária. as quais são trituradas e transformadas em cigarro. como diz o Dr. com a fundação. O Haxixe também é obtido da Cannabis Sativa. dentre as espécies animais. Na primeira metade do século XIX. usado para designar a planta cannabis sativa. A Maconha é preparada pela secagem das folhas. MAI E OBS . pois é preparado com a resina da extremidade florida ou frutificada da planta feminina (a planta é dióica. Até o final de 1700. de onde se expandiu para a China. que se responsabiliza por muitas funções voluntárias e involuntárias. posteriormente. dependendo do clima e de outros fatores. ouve. Enfim. inclusive.maior complexidade de seu organismo. África e. transformou-se em droga da moda. prisão de ventre. sendo um produto mais elaborado. com flores masculinas e femininas. Permite três colheitas ao ano. presume-se que tenha entrado (oculta nas tangas e amuletos) através dos negros escravizados. primeiramente. sementes e partes superiores da planta do cânhamo. No século V aC. índica e ruderalis. o cânhamo indiano. Como diz Mauro Weintraub. TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO Todos temos conhecimento de que é. que o sistema nervoso atinge o seu máximo desenvolvimento. pensa. movimenta-se. No Brasil. Dizem alguns historiadores que. Os hebreus e os assírios já conheciam as suas propriedades intoxicantes. flores. sendo os maiores cultivadores a Bolívia e o Peru. limitando-se à curiosidade nos meios ocidentais. sempre verde. suas gerações de jovens saudáveis e livres de tóxico é um dos melhores investimentos que uma nação pode realizar para seu futuro’: COCAÍNA (PSICODISLÉPTICAS): É o princípio ativo que se extrai da coca (Erythoxylon coca). da Suécia. O uso disseminado da Maconha parece que começou na Arábia sendo restrito. cheira. Percebe o mundo à sua volta. Há notícias de seu uso na China há 5000 anos. o uso da Maconha não era significativo. um arbusto tropical. “a Maconha decididamente não é uma droga inócua’: E. O cânhamo possui uma única espécie cannabis sativa com três subespécies americana. A introdução da Maconha nas Américas teria sido através de soldados espanhóis e de escravos africanos. o Oeste da Europa. no homem. foi cultivada para utilização em fins têxteis. “manter sua população e. em particular. tudo que o homem faz só é possível graças à existência do seu sistema nervoso. inicialmente. Heródoto registrou que alguns povos a usavam com a finalidade de limpar o corpo. sente. que a usavam para fins intoxicantes e que a plantavam nas clareiras dos canaviais. em pés distintos). MACONHA (PSICODISLÉPTICAS): Ë um nome tipicameflte brasileiro.. A planta é originária da América do Sul. Hans Hartelius. mais potente. as culturas pré-incaicas já conheciam a coca. aos xeques e seus protegidos. até que a expedição que Napoleão fez ao Egito mudou essa óptica — bem como a colonização inglesa na índia. vê. possibilitando fenômenos psíquicos altamente elaborados. Tudo leva a crer que a maconha tenha sua origem na Ásia Central. isto é. beribéri e dores reumáticas. ficando para a Colômbia o processamento e a exportação.

está no Gênesis 9. famoso psicanalista. é convertida em NORCOCAINA. bem como sua divulgação. Entra na corrente sangüínea e circula pelo corpo todo alcançando o SNC e levando a pessoa a uma mudança de comportamento. o sono e o trabalho: o único objetivo é obter e usar a droga. recomendando-a para desordens digestivas. pelo seu peso molecular e por ser solúvel em água. cevada. na mulher grávida. os índios do Amazonas usam o EPADU/COCA como estimulante. Essa permissividade e tolerância da sociedade. No Brasil. pasta básica. pois não contém substâncias alimentícias necessárias à manutenção do corpo saudável —como vitaminas. quando sóbrio. tem um enfoque cultural e religioso. geradorade sonhos e apaziguadora de espíritos. A pasta de coca é obtida nas primeiras etapas da extração da cocaína das folhas com um solvente apropriado. liberar o alcalóide da folha. de que se tem registro. tendo o mesmo enfoque cultural e religioso. essa intoxicação é motivo de riso e. em relação ao álcool. a substância alcalina. pelo suor e pela . esgotamento físico. solúvel em água e em álcool. em relação ao Peru. tóxico mais prejudicial do que a coca. é atribuído aos árabes: AL+ KOHOL. no livro “A Droga. sal (clorid rato ou sulfato) e base livre. os egípcios usaram álcool em forma de cerveja fermentada’ O fato de as bebidas alcoólicas serem aceitas social mente e de ser imensa a oferta de mercado facilita muito a sua propagação. Nesses povos. Noé embriagou-se com vinho. A pasta contém grande concentração de cocaína e pode ser fumada com tabaco e maconha mento. guerras e migrações. ÁLCOOL Q álcool é uma das drogas mais antigas e mais conhecidas no mundo inteiro. “a coca é o combustível que aciona a máquina humana. além de melhorar seu sabor. realizou alguns experimentos com a Cocaína. Apesar das calorias que fornece — sete calorias por grama de álcool —. vários aditivos são misturados à folha de coca para. asma e anestesia local. o que os levou à desnutrição.. posta de lado. milho. que quer dizer “sutil’ Como afirma Salete Maria Vizzolto. a Escola e a Prevenção”: “O primeiro porre da humanidade. grãos de centeio. Pelo contrário. Comumente. por isso. O termo é oriundo ou. Como diz Sangerardi Jr. cana de açúcar. no final do século XIX.dando energia e diminuindo a fome. E uma substância obtida por síntese em laboratório ou derivada da fermentação de frutas. pelo menos. então. de forma arrastada. — solúvel em gorduras. É um pó branco. Quatro mil anos antes de Cristo. levando o indivíduo a um estado de carência nutricional múltipla O álcool após ingerido. servindo como estimulante das longas caminhadas de caça. os indígenas (que só produziam bens para as colônias) tiveram a produção de seus alimentos escasseada e. atravessa a placenta e. o indivíduo dela se vangloria. MAI E OBS TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO Foi utilizada como analgésico até a descoberta da xilocaína e novacaína. sendo. no corpo do bebê. ao ser mastigada. verifica-se diariamente. o álcool não tem valor nutricional. é absorvido imediatamente. passaram a mascar coca para amenizar a fome. Com a conquista espanhola. pois ninguém se escandaliza ao ver um bêbado falando sem coerência.Sigmundo Freud.21. Só 2 a 40/o são eliminados pela urina. E é moeda corrente. trôpego. aminoácidos e proteínas —. é encontrada sob a forma de folha de coca. A folha é usada pelos indígenas dos Altiplanos dos Andes através da mastigação (coqueo). pois parte do salário dos trabalhadores é paga com folhas de coca’ Em algumas tribos.

E.. proporcionado pelas drogas. do pensamento. ingerido habitualmente. acarretando uma série de transtornos.5 gramas por quilograma de peso corporal. é que existe. Vejamos alguns deles: — Nosso organismo precisa de um pouco de álcool.) O que se verifica. além de nos fornecerem paralelos. Desde os primórdios da civilização. que é qualquer uso de bebida alcoólica. (Já verificamos que o álcool nada tem de nutriente — nem vitaminas ou proteínas etc. como o vinho e a cerveja. perdendo apenas para as doenças do coração e o câncer. É importante salientar que o hábito não nasceu de uma única cultura — nem sequer é recente. O alcoolismo. O álcool é metabolizado a uma taxa em torno de 30 gramas de bebida por hora. o homem vem abusando do álcool e se tornando seu escravo. o resto é metabolizado nos tecidos através de um processo de oxidação. o mecanismo central de termorregulação se deprime. as drogas já eram usadas. São milhões e milhões de pessoas tentando retirar de um copo de bebida a solução para os problemas. direcionando a vontade dos indivíduos. mediado por uma enzima produzida pelo fígado e pelos rins. daquilo que provém do raciocínio. à sociedade ou a ambos: é a segunda causa de internações em hospitais psiquiátricos. ultrapassam esses senhores o limite do beber social. (Não é verdade: existe. Em níveis de alcoolização muito altos. sim..respiração. que tinham por dever estabelecer aproximação com as eritidades divinas. Por muitas vezes. como na liberação da maconha. através da propaganda.. adentrando um mundo de sensações e poderes ilimitados. “bonzão”. é de 1. Como a maconha. da oração. no espaço de uma hora mais ou menos. esquecendo que as respostas só se encontram dentro de si mesmos — através da reflexão. no afã de provar valentia a si mesmos. Existem mais de 16. (Mentira a fisiologia do organismo se encarrega de manter sempre uma pequena dose de álcool no sangue — 0. Também a maconha e o haxixe eram usados para “suavizar males físicos e espirituais”. valente. forte. quando. é causador de 3O0/o dos acidentes de trabalho. para tal... é responsável por 70% dos acidentes de trânsito. Por exemplo. . três. interesses outros por trás dos mitos. E esse próprio interesse. atitudes e normas culturais que prevaleceram outrora e nos auxiliam a compreender o uso abusivo e indevido de drogas na atualidade..5 a 2.) — O álcool aquece no inverno. são alimentos nutritivos. esperto. vai manipulando. da meditação. o álcool também tem seus mitos. o ópio. dissipando-se o calor com maior facilidade. FATORES QUE LEVAM AS PESSOAS À DROGADIÇÃO Os aspectos históricos do uso de substâncias tóxicas nos mostram hábitos. debilita o organismo.). uma sensação de calor devido aos efeitos vasodilatadores cutâneos. do seu interior. relaxamento etc. é a terceira maior causa de morte em todo o mundo. estão demonstrando quão fracos são por se deixarem dominar por um simples copo! E o que é beber socialmente? Duas. devido às causas mais variadas (stress.. acentuando mais a queda de temperatura interna. principalmente os fermentados. os chefes. era necessário transcender o próprio eu. Em quase todos os povos existem sempre referência (as ao uso de drogas. aliando a essa capacidade adjetivos como macho. em cerimônias grupais. no cotidiano. O álcool. ocasiona prejuízo ao indivíduo. logo após o horário comercial.) — O álcool. Como já dissemos. na verdade.000 marcas de aguardente e mais de 2. lazer. Paralelo a isso ocorre o aumento da transpiração e também a redução da temperatura interna. no ano 5000 aC na Mesopotâmia. são muitos os que se vangloriam de serem capazes de ingerir grandes quantidades de bebidas alcoólicas.000 em presas produtoras. na realidade. na realidade. usadas principalmente pelos líderes religiosos. O econômico e o industrial são os interesses mais gritantes. Basta notar o número de bares repletos nos fins de semana ou. MAI E OBS TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO A dose letal de etanol introduzida rapidamente no organismo. dez doses?! O que se vê é que.03 g por litro — produzida pelo próprio organismo.

que. a maconha. por outro lado. produzido pelo consumo repetido de droga natural ou sintética”. a sociedade. outros fatores. nesse trabalho. fatores religiosos. a afetividade e o secreto!” Na verdade. capítulo 9. nociva ao indivíduo e à sociedade. A OMS define toxicomania como: “um estado de intoxicação periódica ou crônica.. a cocaína. familiares e sociais gerados pelo alastramento dessa dolorosa prisão física e psicológica Segundo Claude Olievenstein: “Tomar droga significa responder a uma falta que se situa em vários níveis: o corpo.proporcionando “viagens” da alma a terras de eterna bem-aventurança e magia. E claro que. Também certos habitantes das margens do Rio Grande (entre EUA e México) há muito tempo adotam processo semelhante com o cacto peyotl ou mescal. sim. após a 2~ Guerra Mundial) etc. a fim de obter os mesmos efeitos da mescalina Nossos índios utilizavam o cauim. porém.os versículos 20 e 21 se referem às vinhas de Noé. o indivíduo poderá pagar com a própria vida Entende-se por droga toda substância. ao abuso e uso indevido das mesmas. mas nos ateremos. No Gênesís. O interessante é que uma mesma droga pode ser aceita ou rejeitada. tendo bebido do vinho. Pelo que verificamos acima. de um somatório ínferente de fatores. fatores psicológicos. e. MAI E OBS TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO Bem mais perto de nós. no Brasil. que. começou a cultivar a terra e plantou uma vinha. o prazer. o psiquismo. não existe um fator único a levar o indivíduo ao encontro das drogas: trata-se. a lei. a sua transformação em problema social é característica do nosso século. indígenas dos planaltos andinos há séculos mascam folhas de coca (na Amazônia. alguns dos nossos mascam o EPADU). na Bolívia. segundo sua própria cultura. a cafeína e a nicotina. E. Jurema e outras. Só descobrindo esses motivos será possível com pará-los aos enormes problemas pessoais. FATORES SÓCIO-ECONÔMICO-CULTURAIS As drogas já eram usadas há milênios. somente á óptica negativa. a Guerra da Anfetamína (no Japão. o álcool é expressamente proibido pela religião e. que parece transgredir com entusiasmo todos os tabus de nossa sociedade adulta. Vemos. além do chá de ervas — uma infusão de alucinógenos feita de Caapi (AYAHUASCA). Perante um desenvolvimento tão crescente da droga. Para efeito de estudo. a família. o álcool. cujo princípio ativo é a Psilocibina.” Contudo. o uso abusivo e indevido de drogas é bem antigo. as drogas tanto podem trazer benefícios como malefícios. No lrã. havendo violação das leis vigentes. dependendo dos costumes da raça. a qual faz parte de sua tradição. Como se pode ver. são conhecidos como Chapéu de Cobra). a toxicomania é nociva e várias são as constatações científicas que comprovam sua ação prejudicial ao indivíduo e à . uma vez que não existe comportamento humano sem causa. pela própria definição. na Jamaica. o ópio é aceito sem muita discriminação. o por quê de tantos seres humanos fazerem uso indevido de drogas. dividiremos os fatores em quatro grandes grupos: fatores sócio-econômico-culturais. na Malásia. a Guerra do Vietnam. por exemplo. embebedou-se e apareceu nu na sua tenda. enquanto populações do México vêm mastigando cogumelos sagrados (que. por sua natureza. Nos tempos modernos. que fatores levam as pessoas das mais distintas faixas etárias afazerem uso das drogas? Na realidade. que só mais recentemente teve investigadas suas propriedades alucinatórias. os responsáveis pela cultura das drogas foram movimentos como a filosofia hippie. a Guerra do Opio. no Ocidente. todo país — todo povo — tem uma droga eleita. que culminam na drogadição. há que se buscar o motivo. indiferentes aos prejuízos por elas causados. afeta a estrutura e o funcionamento do organismo vivo. “Como Noé era lavrador.

criar. Um fator que também concorre em muito para o abuso e uso de drogas é o grupo social. apesar de não ser muito comum. envolvendo o indivíduo em suas teias. fazendo-o agir de forma involuntária (propaganda subliminar). amados. inicia o jovem inexperiente nas drogas. é o amigo.sociedade. ante a necessidade de buscar uma solução para preencher o vazio interior. trata-se de um verdadeiro retorno à mendicância. o adolescente. sua carência. tornando-a permissiva à aceitação da própria intoxicação. não cairá fatalmente na drogadição por experimentar um cigarro de maconha ou qualquer outro tóxico. modificam os valores aceitos por uma sociedade. constata-se que muitas vezes o tabaco e o álcool são estimulados recebendo mesmo grandes destaques nos meios de comunicação. seja ele o mais insignificante possível. a sua opção será por experimentar a droga. a ansiedade. MAI E OBS TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO O jovem. préfabricadas. a fobia e. poderá culminar numa esquizofrenia. da criatividade. não podendo amar. o traficante. que. destituído de qualquer conotação ou repercussão ideológica. a droga se apresenta como a panacéia para aqueles que procuram o sentido da vida. Provavelmente. é um fator impossível de ser evitado. São esses mesmos meios de comunicação que. através de um bombardeamento contínuo de informações (na maioria das vezes divergentes de nossas tradições e cultura). A pressão dos pares. agravando cada vez mais a sua interiorização. além de se destruírem. Um segundo elemento: os meios de comunicação dificultam o desenvolvimento do senso crítico. “ser careta”. um conflito muito grande: ou o jovem participa das normas preconizadas pelo grupo ou é alijado dele — o que aumentaria demais sua insegurança. o companheiro escolar — e não. O que os jovens precisam saber é que. Essa falta de análise crítica das informações recebidas se deve à inexistência de orientação e de indagação. Assim. Essa opção é explicada. usando a droga. Na verdade. no grupo ou na turma. o indivíduo se sente fragilizado e por qualquer motivo. Impedido de atender sua necessidade básica de pertencer ao grupo tanto na família quanto na escola. como um verdadeiro autômato. com os filhos assistidos. por intermédio da droga. o colega do dia-a-dia. a depressão. aparecem a angústia. das discussões e é excluído das decisões maiores do país. que conta com uma retaguarda familiar. então. A propaganda. Outro elemento não menos importante é que os jovens trazem dentro de si grandes ideais de participação e altruísmo. educados” ocorram mesmo assim problemas com drogas — fruto das mais diversas e intensas influências do ambiente social em que vivem. estão ajudando outros a enriquecerem ilicitamente. na . por restos de citações confusas e artificiais. sufocando nossas tradições e nos induzindo ao consumismo. então. Igualmente. construídas com o único intuito de se defender de um modo passivo-agressivo. que deve ser estimulada na família e na escola. Quem. Dá-se. do trabalho. em decorrência de suas técnicas apuradas. viver satisfatoriamente. que logo será lembrança Pode acontecer também. A falta de integração grupal também é tida como fator marcante no abuso e uso indevido de drogas. tenta buscar a salvação na fuga da realidade. estereotipadas. sua insatisfação (características da fase em que se encontra). que em algumas “famílias boas. pessoal ou social bem mais adequada para seu desenvolvimento normal. “não estar com nada”. segundo múltiplas pesquisas científicas. Os adolescentes se influenciam uns aos outros — e distoar do grupo é “estar por fora”. o uso da droga é uma renúncia. Ficará na experiência. na maioria das vezes. provavelmente. é muito elaborada. a utilização inadequada que o indivíduo faz de sua riqueza poderá trazer muitos malefícios para ele mesmo e para a sociedade. fica marginalizado da vida. ser rejeitado. No entanto. No entanto. embotando o seu senso crítico pouco treinado.

caracterizam a inconteste realidade da dependência psíquica como produto acabado dos problemas sociais. de uma fuga da realidade que lhe propiciará ver o mundo sob uma óptica mais agradável. apaziguar as lutas internas através de um estado de torpor momentâneo. é necessário que o indivíduo custeie a dro9a. E o desenvolvimento dessas atitudes que possibilitará a recusa em utilizar a droga como tábua de salvação. sua facilitação do prazer e seu encaminhamento regressivo à vida intrauterina. Aborrecido com tudo. Sim. passam a ser objeto de nosso estudo. mais flexível. valorizando as qualidades inerentes à sua pessoa. na incessante busca de seus caminhos existenciais. o modismo. Por outro lado. poderíamos verificar também.. procurará. a busca de realização de todos os desejos do indivíduo leva-o à droga — principalmente o adolescente. para aliviar as tensões. como causa sócio-econômica-cultural do abuso e uso indevido de drogas. Que fazer? A melhor solução é envolver-se no tráfico: alem de possibilitar o auto-sustento. levando-o. num passo seguinte. menos dura No entanto. para estabilizar. para adaptá-lo à sociedade. coloca-se também. existenciais. Por último. uma sensação de euforia incontida e outros sintomas. embora muitos autores não a aceitem como verdade. Dentro da dimensão dinâmica desse enfoque. criando uma idéia positiva de si mesmo e aceitando suas próprias limitações. que sejam falsos potenciais ou ilusões procuradas. experimentará a droga no desejo de encontrar uma nova fonte de lazer e prazer. que conduzem à dependência das drogas. por outro ângulo. posto que. como milagre. familiares. TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO É nessa hora que surge a droga: primeiramente. Além desse ponto de vista. não encontra onde adquirir energia para mobilizá-lo. FATORES PSICOLÓGICOS As drogas. integrando-o e o adaptando à sociedade. enfim. ao caminho das drogas. para adaptar o indivíduo a si próprio e. muitas vezes se ressente ao constatar que a fortaleza de sua mente e de seu corpo é limitada Portanto. para harmonizar. exercitando a sua auto-avaliação e. psicológicos por que passa o indivíduo.. que está à procura de si mesmo. já que seu próprio organismo. inclusive. com isso. é necessário que esse mesmo homem desenvolva um sentimento de auto-estima. que o indivíduo faria uso de droga para inibir a sua fome e para lhe aumentar a disposição. estando o ser saturado das coisas materiais e dos prazeres que a sociedade lhe oferece.medida em que o torna desviante e divergente das normas sociais. vai destruindo paulatinamente a sua constituição física e psíquica. que lhe oferecerão a oportunidade de satisfazer as solicitações do consumismo e de se ajustar ao “modus vivendi”. como a panacéia capaz de solucionar todos os males. b) Dores Físicas e Psicológicas: MAI E OBS . um novo divertimento mais ousado. com todo seu pseudopotencial curativo do vazio existencial. oferecem um ilusório mundo resolvido. de uma identidade. a) Limitações pessoais: O homem. É nesse afã que o indivíduo se deteriora. em face da carência alimentar nutricial. então. os fatores psicológicos. quando o indivíduo busca liberar-se das tensões. que não é barata. permite-lhe auferir rendosos lucros. pois. ao mascarar sinais de alerta do corpo. para se manter nesse estado. está tentando voltar ao equilíbrio. Alguns autores costumam afirmar que.

entre elas. sem temores ou mistérios.. E saber quem é significa rejeitar o que não é. de certo modo. as perdas pessoais e materiais. ganhar em experiência e maturidade. de produzir. Não estariam eles. incentivando os filhos em direção à droga? Qual a diferença entre usar abusivamente no cotidiano. Estas são diversas e. de buscar sua identidade etc. de adquirir. particularmente nas situações de angústia. a Família e a Droga: Para que possa trabalhar em si mesmo todo esse complexo de fatores. por exemplo. Os pais devem seros primeiros a conversar sobre drogas com os filhos — sem medo. de consumir. bebem duas a três doses de bebida para relaxar. fantasiar. têm fraquezas. os pais têm. a dor pelas perdas — da namorada. a partir da honestidade dos pais. antes de tudo.. Na realidade. um caminho nem sempre seguro e eficaz.A utilização de drogas. para minimizar as dores físicas e psicológicas.. na verdade. A busca de identidade é a formação da escala de valores próprios. Ele precisa descobrir quem é. MAI E OBS TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO Há necessidade de que o homem aprenda a suportar a dor psicológica. sem tabus. tomam estimulantes para acordar. Não há tempo para os pais nutrirem a vida psicológica de seus filhos com melhores “alimentos”.. tomam calmante para dormir. Isso lhes propiciaria edificar com mais solidez a personalidade. de evidenciar que não são perfeitos. É necessário haver tempo para a conversa. Deveriam. são humanos: fracassam às vezes. o homem do século XX está cada vez mais afastado do afeto.. tomou-se fenômeno de abusiva freqüência. medo de falar de si próprios. aqueles que mais os divertem e mais amor e mais admiração lhes despertam. para minimizar sintomas ou sinais físicos ou personalógicos. de depressão. a partir da reflexão sobre os valores que a sociedade e a família transmitem ao adolescente. da família. de ser reconhecido como pessoa. Como os adolescentes poderão formar uma personalidade sadia e equilibrada. se carecem modelos e não têm em quem se mirar? O que falta aos pais da atualidade é tornarem-se os companheiros dos filhos. O que ocorre é que a família moderna se tornou um grupo de estranhos. tão distantes afetiva e psicologicamente. aprender a vida. No anseio de realizar.. podemos citar: necessidade de intelectualizar.. aceitando a derrota de uma maneira sadia e aproveitando seus ensinamentos. a não conscientização da necessidade de aprender a perder. O não desenvolvimento do homem. c) O Adolescente. porque não gostam de mostrar fragilidade. no qual seus membros estão próximos fisicamente e. dar oportunidade aos filhos de perceberem que. Nos tempos de hoje.. como. aqueles que os preenchem. os pais chegam em casa. crescer mais inteiros. por conta própria. o adolescente necessita de ambientes familiar e escolar que não ofereçam resistência às suas propostas e impulsos desordenados e que lhe satisfaçam também as necessidades. é necessário que as pessoas mostrem mais do que uma fachada exterior para que possam ser respeitadas e admiradas. os verdadeiros amigos. Transmitindo-lhes os conceitos reais. que interferem física e psiquicamente na estrutura de sua personalidade. cometem erros. estimulantes ou depressores do SNC e fumar maconha? Não seria somente a aceitação social? A verdade é que o homem busca. pelo exemplo de automedicação. que suas atitudes nem sempre são maduras. para a troca de afeto. podendo. faz com que o homem procure aliviar essas dores em remédios outros que não em seu fortalecimento interior. ao mesmo tempo. não deixariam a criança construir em sua personalidade . de ambivalência e de sentimento de inferioridade.

Negar ao tóxico a sensação de prazer. ditadas normalmente pela experiência de vida. é o espírito de curiosidade. tudo isso surge como uma forma fácil. pela dependência. f) Pressões Grupais: A Psicologia Social procura caracterizar bem este fenómeno. eventualmente. ao mesmo tempo.idéias. não tem nada a temer. de adentrar o desconhecido. a curto prazo. o jovem experimenta a droga para provar que não é mais criança — ou mesmo que não é diferente de seus supostos pares. afirmando que o ser humano é gregário. união. Torna-se difícil resistir aos apelos que sugerem companheirismo e solidariedade. E a etapa da vida em que a pessoa se abre para o mundo e o caráter exploratório do ser humano se manifesta com mais vigor. é natural a necessidade de se oporem às normas vigentes. A droga as provoca e. O jovem usa também a droga no afã de experimentar sensações excitantes e estimuladoras. a fim de obter apoio. inibidoras da iniciativa No entanto. Para ser aceito pelo grupo. passa afeto. este prazer será trocado pela necessidade. d) Curiosidade e Busca do Prazer E na adolescência que a curiosidade e a busca do prazer estão mais emergentes. usar. busca a interação grupal. particularmente entre os adolescentes. sua experiência e seguirá em frente. de acordo com as mais variados correntes psicológicas. e) Contestação: Esse é outro fator muito concorrido. é querer tapar o sol com a peneira. teve uma retaguarda familiar adequada. A propaganda desempenha aqui um papel importante. no seu desenvolvimento. com certeza. O adolescente vive sua rebelião particular. O pai que dialoga. mas não sabe ainda. de materializar as fantasias. TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO O adolescente que. É a busca da autodeterminação. A família e a sociedade impõem suas regras. quer tomar parte. o que quer. pelos condicionamentos ancestrais. no início. É o espírito de aventura. não trabalhosa. Vivendará. Ele sabe — ou pensa que sabe — o que não quer. guardando-a na lembrança. ser membro efetivo de um grupo de iguais. o jovem se submete às pressões grupais. não define o que é ser “avançado” ou que normas mais flexíveis poderiam ser implantadas. do ponto de vista da maioria dos autores. divulgar a droga. percebe que a sociedade estabelece regras de vida sufocantes. Reconhece que os pais são “quadrados”. g) Problemas Familiares: É o fator mais freqüentemente apontado por psicólogos e psiquiatras MAI E OBS . segurança frente à nova experiência. retrógrados. alivia momentaneamente as tensões. pelas pressões sociais. significações ou representações errôneas. pela ansiedade. É uma procura incessante. Experimentar. Na fase evolutiva em que se encontram. não se tornará um toxicômano por experimentar qualquer tóxico. de contestar os artigos da “Constituição da Vida” com os quais não concorda. mas urge mostrar que. Então. impõe-se sem ser autoritário e ensina ao filho a “higiene psicológica”.

do “attachment”. MAI E OBS TEMPO DISTRIBUIÇÃO DO ASSUNTO A maioria dos educadores ressalta a importância do apego. são aspectos que levam o jovem à experimentação. de onde vieram. CONCLUSÃO Será passado um áudio visual para os instruendos e os mesmos deverão prestar atenção para responder perguntas feitas pelo instrutor. A melhor forma é através do amor. da amizade. difícil de contentar. do respeito. ao vício. do afeto. — Controle materno: mãe superprotetora. da compreensão. o alcoolismo e outros. dar a ela toda a intimidade de tato e odor da pele materna. despreocupado. mandão ou sabe-tudo..como desencadeante. para onde vão. quem é o ser humano) precisa ser preenchido. os filhos podem receber forte potencial em desvios sociais. Um ambiente com carência de amor — seja entre pais e filhos. como necessidade básica do ser humano. tornando-se fortes candidatos aos entorpecentes.. ao contrário. pai omisso. O vazio existencial dos jovens (que questionam quem são. . à busca de uma mudança ou à fuga da situação e. seja entre ambos os pais —‘ a preferência por um filho em detrimento de outro etc.” No relacionamento com os pais. mantenedor e agravante do problema da drogadição. ou. é a mãe que asfixia a personalidade do filho. podem ser observados dois prismas: — Controle paterno: pai autoritário. 3. consiste no agarrar a criancinha. Desses pais. pode leválos à toxicomania. que compra o filho com presentes e o controla excessivamente — muito exigente. que é a vida. Ou o pavor desse vazio. muito facilmente. posteriormente. físicos e personalógicos. Diz Helena Demétrio Gasparini: “O acalento. fazer corpo a corpo. acomodado. como o homossexualismo.