You are on page 1of 53

Página 1

8 A CONEXÃO DOS JESUÍTAS (A Companhia de Jesus) No século XVIII, os jesuítas foram acusados de ter uma ligação íntima com Maçonaria, ea invenção do Grau de Kadosh foi ainda atribuído aos membros do Sociedade que constituía o Colégio de Clermont. Esta teoria de uma Maçonaria jesuítica parece ter originado com o Illuminati. Enciclopédia Mackey da Maçonaria 1 Conspiração jesuíta? Alguns autores revisionistas têm sugerido que a Igreja Católica é o controlador do maçônica conspiração através da Ordem dos Jesuítas. Há várias razões para este ponto de vista: (1) os jesuítas precedida Maçonaria organizado por quase dois séculos, (2) como os maçons, os jesuítas têm vários graus de iniciação; (3) como os maçons, os jesuítas fazem um juramento, (4) como os maçons, os jesuítas fizeram no passado subvertido governos; (5) jesuítas vieram à tona na Maçonaria; (6) jesuítas foram incentivados e protegidos por Maçom Frederico, o Grande, durante a sua supressão em 1773, e (7) Weishaupt foi ao mesmo tempo uma Jesuíta. 2

Charles W. Heckethorn, em sociedades secretas de todas as idades e países, os jesuítas acreditavam na cabeça da conspiração maçônica porque suas cerimônias foram semelhantes aos da Maçonaria. "Não há analogia considerável ", ele supôs," entre graus maçônicos e jesuítico, e os jesuítas também trilhar até o sapato e levou o joelho, porque Inácio de Loyola, assim, apresentou-se em Roma e pediu a confirmação da encomenda. "3 Dr. Mackey despreza a comparação: "Como água e óleo tolerância da Maçonaria ea intolerância da "Companhia de Jesus" não pode misturar. " 4 Quais são as vantagens do cargo, citada no início deste capítulo, que a Maçonaria "jesuítica parece ter se originado com os Illuminati "? 211 Nesta Webster aborda a questão perguntando se ou não os jesuítas eram o canal da Iluministas idéias orientais para Weishaupt, o "Professor bávaro": "Como é que estes métodos orientais penetrar no

Baviera professor? De acordo com alguns autores, através dos jesuítas. O fato de que tinha sido Weishaupt criada por esta Ordem tem fornecido os inimigos dos jesuítas com o argumento de que eles eram a inspiradores secreta dos Illuminati. " 5 Webster conclui: "que no século XVII jesuítas certos o papel de intrigantes políticos suponho seus melhores amigos dificilmente negar, mas que eles empregada segredo de maçônica [sic] sistema parece-me perfeitamente incapaz de prova .... O facto é que a acusação de jesuíta intriga por trás sociedades secretas emanou principalmente das sociedades secretas si e parece ter sido um dispositivo adotado por eles para cobrir suas próprias faixas. " 6 O debate e especulação tem derramado muita tinta. Como observa Mackey, "Quase uma biblioteca de livros tem sido escrita em ambos os lados deste assunto na Alemanha e na França. " 7 Alguns desses livros que ser Maçônica. Maurice Pinay, citando o Dicionário Enciclopédico Abreviado da Maçonaria em seu livro A Conspiração contra a Igreja (1967), relata que a Estrita Observância, que nós aprendemos foi indiretamente fundada por Charles Radcliffe, "'foi o terceiro maçónica [sic] a inovação dos jesuítas, que despertou a esperança entre os seus partidários a entrar na posse das riquezas dos velhos Templários. A história cronológica dos Grandes Mestres corresponde ao dos generais da Sociedade de

Jesus '. " 8 Os jesuítas, de fato, seguir os Stuarts dos templários para o continente para apoiar a causa Stuart - não porque os Stuarts foram templários, mas porque eram católicos. Charles Radcliffe, portanto, pode muito bem desenvolveram um rito jesuíta para disfarçar a atividade dos Templários. Se assim for, o Rite parecia temporária, visto que a Stuarts foram derrotados em 1745. ---

Página 2

Devemos considerar também que o pedido do Dicionário maçônico que existia um Rito jesuíta, pode ser desinformação. Tal rito dentro da Observância Estrita Sionist-Templários nunca foi mencionado pelo autores de Holy Blood, Holy Grail, e sua pesquisa foi extensa.

O Dicionário Maçônico também menciona a Ordem Martinista da outra organização jesuíta de inspiração. Pinay diz que o Dicionário Maçônico define o rito escolhido Cohen como "" um filosófica espiritual, ultraRito jesuítico, que foi fundada em 1754. "" Mas nós já mostramos que os Martinistas são Sionist, proteger certos documentos do Priorado. O Dicionário Maçônico parece ser desinformação publicação. Isto pode ser uma manobra para alvenaria implicar e envolver os jesuítas na Maçonaria. Romano do Vaticano Cúria pensa assim. Afirma o fim 212 para que a Maçonaria iria usar os jesuítas: "As infiltrações de ... Maçonaria para a Companhia de Jesus seguido visivelmente os mesmos objectivos, para este rito maçônico-templária dos jesuítas aparentemente deseja fazer da Companhia de Jesus em uma nova Ordem dos Templários, com retenção de sua estrutura oficial exterior .... [Os jesuítas então poderia ser] secretamente governada pelos inimigos da Igreja e, em seguida, [ser] usado para destruir a sua defensores e com o objetivo de tornar mais fácil a vitória da .. Maçonaria ... "10 A Supressão e os jesuítas Houve um tempo quando os jesuítas fizeram rebanho para a Loja Maçônica. Em 14 de junho de 1773, o Papa Clemente XIV dissolveu a Ordem dos Jesuítas, após o que os reis da Europa seus bens confiscados. A supressão continuou sob a administração do Papa Pio VI. Em 1814, os jesuítas foram reintegrados pelo papa Pio VII. Curiosamente, no momento da dissolução (1773), fundador da dinastia de banqueiros

Rothschild Meyer supostamente se encontrou com Weishaupt para planejar a revolução mundial. Alguns acreditam que estes dois eventos foram conectados, desde Weishaupt, um jesuíta, não foi prejudicada pela supressão dos Jesuítas. Uma análise adicional, no entanto, revela que, apesar de muitos jesuítas juntou Maçonaria iluminado naquela época, eles fizeram não porque eles eram à frente de uma conspiração, mas porque foram buscar a proteção de perseguição tanto papal e do estado. Para alcançar revolução na França, era imperativo que os conspiradores maçônicas se livrar dos poderosos Jesuítas. Maçonaria, e não a Igreja, era na verdade por trás da supressão dos Jesuítas. Papa Clemente XIV sucumbiu à pressão maçônica. Monsenhor Dr. Dillon em seu breve relato sustenta que a supressão dos Jesuítas era mais do que maçônico Católica: "O duque de Choiseul, um maçom, com a ajuda do de abominável

Pompadour, a prostituta do ainda mais abominável Louis XV, conseguiu conduzir os jesuítas França. Ele, então, começou a influenciar os maçons seu irmão, o Conde de Aranda, Primeiro Ministro de Charles III de Espanha, eo infame Carvalho-Pombal. . . Fazer o mesmo trabalho nos Estados Católica de sua soberanos respectivos. " 11 Embora os jesuítas foram restabelecidas em 1814 pelo Papa Pio VII, o dano já havia sido feito. Alguns Jesuítas se juntaram Maçonaria iluminado. Isso tem erroneamente levou alguns pesquisadores a concluir que o conspiração para aniquilar a Igreja eo Estado era de origem jesuíta em retaliação à sua supressão. De acordo com Jack Chick (o mais fanático anti-católica no país), em seu livro em quadrinhos "Alberto", o ordem superior dos jesuítas são hoje ainda 213 membros da Loja Maçônica, incluindo o Padre Geral atual. 12 Jesuíta envolvimento na Maçonaria também é confirmado em Os jesuítas (1987), pelo ex-jesuíta, Dr. Malachi Martin. Em Os jesuítas, Martin traça a história da Companhia de Jesus. Ele diz que os jesuítas 'original missão era apoiar o Papa, em todas as suas directivas. Estes sacerdotes eram conhecidos como os "Homens Papa." Martinete observa o sofrimento dos jesuítas sofreu como resultado da supressão 1773. Quando o Papa, diz ele, "colocar Pai geral e seus assessores em masmorras papais, como ele mesmo impôs exílio e morte

lenta em milhares de jesuítas que foram presos sem ajuda ou apoio em partes perigosas do mundo, [quando foram restabelecidas em 1814], [o] jesuítas revivificado começou de novo, com renovado zelo pela vontade papal .... "13 Embora alguns jesuítas juntou os Illuminati e Maçonaria durante a sua supressão, Martin acredita como um todo, eles permaneceram fiéis ao Papa. Ele coloca sua mudança de lealdade após o Concílio Vaticano II ---

Página 3

1965. Ele escreve: Nunca, pode-se dizer, que a Sociedade de Jesus como um corpo desviar do que a missão [de ser o "Papas homens"] até 1965. Naquele ano, o Concílio Vaticano II terminou o último de seus quatro sessões;

e Pedro de Arrupe y Gondra foi eleito para ser o Padre Geral 27 dos jesuítas. Sob Arrupe liderança, e na expectativa inebriante de mudança provocada pelo próprio Conselho, a nova perspectiva antipapal e sociopolítica na natureza - que havia sido florescendo de forma secreta por mais de um século foi defendida pela sociedade como um órgão social. 14 A Cúria Romana foi correta. Em vez de os jesuítas que penetram na Ordem Maçônica Maçonaria, penetrado os jesuítas. Malachi Martin sugere que a Maçonaria se infiltrou na Ordem dos Jesuítas em todo o século passado, cujos efeitos foram finalmente se manifestar durante a administração do Padre Geral Arrupe. Ele confirma que muitos dos jesuítas são agora maçons. O padre Arrupe tarde também foi maçom. Martinete documentos que a "Teologia da Libertação", marxista apoiada pelos jesuítas na América do Sul, é maçônica em origem. 15 O assassinato maçônico de um Papa moderno A participação atual de padres católicos, que não jesuítas, na Maçonaria está documentada por David Yallop em seu livro contemporâneo, 214 Em Nome de Deus. Seu livro tem como subtítulo Uma investigação sobre o assassinato do Papa João Paulo I. Yallop revela informações surpreendentes que incrimina Maçonaria na morte do primeiro João Paulo. Ele observa a correlação misteriosa entre os 33 graus da Maçonaria e na hora da morte do novo papa:

"Às vezes, durante a tarde da noite de 28 de setembro de 1978, e início da manhã de 29 de setembro de 1978, 33 dias depois de sua eleição, Albino Luciani [Papa João Paulo I] morreu. " 16 Yallop confirma que todos os Cardeais e Bispos no Vaticano que eram fisicamente próxima do Papa naquela noite eram maçons do Grande Oriente. Ele enumera algumas das lojas em que foram iniciadas e dá seus nomes de código maçônicos. Ele também observa que a Maçonaria Grande Oriente Italiano fundou uma loja chamado Propaganda Dois (P-2), a associação de que era, e ainda é, principalmente máfia. O que traria a mão violenta da Maçonaria sobre tal pontífice um popular e não foi testado? Conforme Yallop, transgressão Papa João Paulo I foi que ele descobriu alguns sacerdotes no Vaticano havia se juntado à Loja Maçônica e estavam, naquele momento, a lavagem de dinheiro da droga e condução ilegal bancário ilegal

práticas através do Banco do Vaticano, em nome da Loja Maçônica P-2. Palavra que vazou em 29 de setembro o novo papa poderia substituir cerca de 20 dos Bispos e Cardeais que ele conhecia estavam envolvidos. Durante o noite de 28 de setembro, no entanto, que ele morreu misteriosamente. Yallop oferece evidências convincentes de que o Papa foi envenenado. Ele também sugere que matar o Papa no dia de seu trigésimo terceiro no escritório era um maçom assinatura. Infiltração da Igreja Católica Como foi a Maçonaria capaz de penetrar a Igreja Católica? Quando seu plano para se infiltrar começar? Edith Starr Miller lança luz sobre estas duas questões Oculta Theocrasy Miller explica que depois de 1789. 1793 destruição da velha França, e antes do reinado de Napoleão, o objetivo do Grande Oriente da Maçonaria era destruir o cristianismo na sua fonte. Da acta da Loja Maçônica italiana, intitulado Permanente Instruções, ou código de prática das regras: guia para os chefes das maiores notas da Maçonaria, Miller citações: Agora que estamos constituído em um corpo ativo, e que a nossa Ordem começa a reinar também em lugares mais remota como naqueles que estão mais próximos nosso centro, um grande pensamento surge, um pensamento que tem sempre grandemente pré-ocupados os homens que aspiram ao ---

Página 4

215 regeneração universal do mundo, que o pensamento é, a libertação da Itália, por provenientes de Itália um dia emitir a liberdade de todo o mundo - uma República da Fraternidade, Harmonia, e da Humanidade. Nosso objetivo final é o de Voltaire e da Revolução Francesa, - a aniquilação completa de Catolicismo, e, finalmente, do cristianismo. Sob essa capa [da Maçonaria], podemos conspirar em nossa conveniência, e chegar, pouco a pouco, no nosso objetivo final. O Papa, seja ele quem for, nunca entrará em uma sociedade secreta. Torna-se então o dever de a Sociedade Secreta de fazer o primeiro avanço para a Igreja e ao Papa, com o objetivo de conquistar ambos. O trabalho para o qual nós nos cingir-se, não é o trabalho de um dia, nem um mês, nem um ano. Ela pode durar por muitos anos, talvez um século, em nossas fileiras o soldado morre, mas a guerra é

continuou. Nós não fazemos no presente a intenção de ganhar o Papa para a nossa causa, nem para fazer dele um neófito nossos princípios, ou um propagador de nossas idéias. Tal seria um sonho. O que devemos procurar, o que devemos esperar, como os judeus esperam o Messias, é um Papa de acordo com nossos desejos. 17 O Grande Oriente desejado ou era um Papa fraco, ou um que pode ser manipulado diretamente. Que o Papa surgiu em 1958. Ele não era um homem fraco, mas um ardilosamente preparado pelo Grão-Mestre da Priorado de Sião. Segundo os autores de Holy Blood, Holy Grail, enquanto age como núncio papal na Turquia em 1935 este prelado tinha secretamente se juntou a uma ordem Rose-Croix, possivelmente, o Priorado de Sião. 18 Grand Master (GM) do Priorado de Sião na época era artista Jean Cocteau (1918-1963 GM). Como timoneiro de Sião, sua missão era aparente para orientar a Igreja Católica longe de seu centenário, anti-maçônico para uma atitude que iria favorecer a Irmandade. Um papa cuidadas em seus anos de juventude em uma Ordem Rosacruz iria fazer o trabalho para o Sion. Cardeal Angelo Roncalli de Veneza foi o padre escolhido pelo Cocteau. Para certificar-se este prelado conheceu as pessoas certas, Cocteau apresentou-o a aqueles com quem ele passou boa parte de sua vida - os membros do monarquistas e aristocrática círculos católicos. Quando chegou tempo para nomear o núncio papal à Turquia, o aceno foi para o cardeal Roncalli. Quando chegou o momento para a

Aristocracia católica para fazer lobby por um Papa, uma sugestão de Jean Cocteau foi suficiente. Um ponto interessante nesta intriga é que dois anos antes Roncalli ascendeu ao trono papal, o Documentos do Priorado de 1956 Jean lista 216 Cocteau como Jean (João) XXIII. Os autores de Holy Blood, Holy Grail relatório que dois anos mais tarde, "em 1958, enquanto Coctean ainda presumivelmente realizou o Grão-Mestrado .. os cardeais reunidos eleito como seu novo Pontífice Cardeal Angelo Roncalli de Veneza. "' 9 O novo papa tomou o nome de João XXIII, o mesmo nome apresentados nos documentos do Priorado de seu mentor Rosacruz. Um Papa recém-eleito tradicionalmente escolhe seu próprio nome papal, cujo nome significa em que direção

o Vigário de Cristo vai liderar a Igreja. Se ele leva o nome de um Papa anterior, acrescentando um romano numeral para ele, ele vai seguir os passos que Papa. Holy Blood autores relatam que "o cardeal Roncalli causou consternação considerável quando ele escolheu o nome de João XXIII. Consternação tal não era injustificada. Em primeiro lugar, o nome de João havia sido implicitamente anatematizados desde que foi usado pela última vez no século XV cedo - por um Antipapa ". 20 Quem era este Antipapa? A Encyclopaedia Britannica afirma que Baldassare Cossa foi o Antipapa João XXIII, um papa cismático 1410-1415. Cossa viveu durante os dias de forte protestante Reforma, uma vez também quando Rosacrucianismo estava em ascensão. Desde que ele era ecumênico na filosofia que ele do lado dos cismáticos. E como um cismático, reivindicação Cossa para o nome de João XXIII é geralmente considerado pela Igreja Católica Romana para ser ilegal. 21 Por causa do estigma Cossa, o nome "João" não tinha sido usado pelos Papas até Roncalli, em 1958. O que é tão significativo sobre avivamento cardeal Roncalli de linha de Johns é que ele levou o romano preciso numeral do Antipapa cismático, sinalizando para o mundo católico, não somente seguir neste passos prelado cismático, mas que duplicá-los. Cardeal Roncalli era conhecido como o ecumênico " Papa ". Os autores de Holy Blood ver uma outra camada de significado no nome:

---

Página 5

"Se o papa João foi filiado a uma organização Rose-Croix, e se essa organização foi o de Prieure Sion, as implicações seriam extremamente intrigante. Entre outras coisas, gostaria de sugerir que o cardeal Roncalli, em tornar-se papa, escolheu o nome de seu próprio mestre grande segredo - de modo que, para alguns simbólico razão, haveria um João XXIII presidindo Sion e do papado simultaneamente. "22 Acreditamos que o significado do nome é o contrário. O Grande Mestre de Sião certamente conhecia esta século XV Antipapa cismático ecumênico. A "razão simbólica" para a escolha do nome não foi em o fato de que dois de João XXIII reinou simultaneamente em meados do século XX. Era mais provável que um

confirmação da identidade. Grande Mestre Jean Cocteau, ao publicar seu próprio nome como Jean (João) XXIII nos documentos Priory em 1956, foi o envio de uma mensagem 217 ao Priorado de Sião Rei Perdido: "O Papa que nomeia-se João XXIII, como eu me chamado em Neste documento, é o que eu tenho sido aliciamento na doutrina do Antipapa com o mesmo nome! "O nome seria um sinal do "Rei Perdido" de Sião que Cocteau tinha sucedido em sua missão. Em 1963, ambas Johns morreu. Os autores de Holy Blood resumir os efeitos profundos de João XXIII pontificado para a Igreja Católica: Seja qual for a verdade subjacente a estas estranhas coincidências, não há dúvida de que mais do que qualquer outro homem o Papa João XXIII foi responsável pela reorientação da Igreja Católica Romana - e trazendo-o, como comentaristas freqüentemente dizia, no século XX. Muito disso foi realizado pelas reformas do Concílio Vaticano II, que John inaugurada. Ao mesmo tempo, tempo, no entanto, John foi responsável por outras mudanças também. Ele revisou a posição da Igreja em Maçonaria, por exemplo -, rompendo com pelo menos dois séculos de tradição enraizada e pronunciando que um católico pode ser maçom. 23 Grand Master Cocteau enviou outro Mensagem simbólico para Sion Cocteau, como um artista, ajudou a redecorar muitas igrejas católicas destruídas pela Segunda Guerra Mundial. Sua mensagens simbólicas da arte oferecer mais uma confirmação de que o Priorado de Sião

tinha virado a Igreja Romana pró-maçônico. Um exemplo pode ser visto na igreja de Notre Dame de France, ao virar da esquina Leicester Square, em Londres. Durante a guerra, a igreja foi seriamente danificado. Após a guerra, foi restaurado e redecorado por artistas de toda a França. Os autores de Holy Blood, Holy Grail estaduais que Cocteau era um deles, que, em 1960, três anos antes de sua morte, executou um mural representando a crucificação. É um Crucificação extremamente singular. Há um sol negro e uma tingida, verde e sinistra figura não identificada no canto inferior direito. Há um soldado romano segurando um escudo com um pássaro esculpido nela - Um pássaro altamente estilizado sugerindo uma prestação egípcia de Horus. Entre as mulheres de luto e Dice-centuriões jogando Há duas figuras incongruente modernos - um dos quais é Cocteau lheauto, apresentado como um auto-retrato, de costas significativamente

218 virou na cruz. O mais impressionante de tudo é o fato de que o mural retrata apenas a parte inferior do atravessar. Quem se dependura é visível apenas na medida em que os joelhos -, de modo que não se pode ver o rosto ou determinar a identidade de quem está sendo crucificado. E fixado na cruz, imediatamente abaixo do pé da vítima anônima, é uma rosa gigante. O projeto, em resumo, é um dispositivo de Rose-Croix flagrante. 24 A simbologia é tanto surpreendente e blasfemo. A rosa afixada na base da cruz em que um pessoa sem rosto trava é representante da doutrina rosacruz de opostos. Sabemos que, em Simbolismo Rosacruz a rosa entrelaçadas ao redor da porção vertical da cruz representa a Serpente (Satanás). Portanto, a pessoa anônima na cruz seria o adversário, a antítese Rosacruz de Cristo. A hierarquia do Priorado de Sião seriam facilmente compreender a mensagem simbólica: "Na cabeça ---

Página 6

da Igreja Católica é o nosso papa que representa, não a Cristo, mas o adversário. "O Grande Mestre Sion, dada a tarefa de dirigir a Igreja Católica em direção a uma postura pró-maçônico, pintou seu triunfo neste mural! Bases Malachi Martin documentos de Cocteau, em que a aquisição maçônica da Católica Igreja realmente seguido após a morte de Jean Cocteau e do Papa João em 1963. Martin observa o

violência e rapidez do que se seguiu na Igreja Católica: "Nada do que aconteceu previu a violenta mudança que o esperava a Igreja, o papado e os jesuítas em 1960 .... [I] t é a primeira vez que a Companhia de Jesus se transformou em papado .... Nunca, pode-se dizer, que a Companhia de Jesus como um corpo desviar essa missão até 1965 "25. O Papa Roncalli que seguiu em 1963 foi Giovanni Battista Montini. Montini tomou o nome de Paulo Vi em uma pausa de John. Notas Yallop, no entanto, que o Papa Paulo estava doente e fraca, e tempo de documentos e, novamente, como ele, por causa da fraqueza física e emocional, foi manipulado. Paulo VI fraco desempenho fez seu 33 dias de duração sucessor do Papa João Paulo I, em 1978, para perguntar: "Será que o Papa Paul prever uma mudança de posição da Igreja sobre a Maçonaria? " 26 João Paulo I foi logo assassinado por os maçons.

O atentado contra João Paulo II Karol Woityla da Polônia foi eleito o novo Vigário de Cristo. Woityla tomou o nome de João Paulo II, acrescentando um numeral romano, que 219 significava que ele iria ocupar seu antecessor cruzada anti-maçônica. Martin confirma que a Maçonaria mais uma vez, passou a trabalhar para se opor ao novo papa: Houve revelações que certos círculos da seção internacional da Loja Maçônica em Europa e América Latina foram se organizando oposição ao Pontífice na Polónia; que o Vaticano prelados - alguns 20 no total - eram membros formais da Loja italiana, e que mais uma vez Arrupe Jesuítas parecia envolvido com os círculos Lodge oposição ao Pontífice. O Papa Paulo VI já tinha em 1965 alertou Arrupe e os delegados para a 31 ª Congregação Geral dos Jesuítas dos perigos em pertencente ao [maçônica] Compact, que começou a aparecer a João Paulo que o aviso não tivesse sido muito gama da marca. 27 Em maio de 1981 houve um atentado contra a vida de João Paulo II. Vários investigadores suspeitam Maçonaria. França, dominada pelo Grande Oriente da Maçonaria, tentou transferir a culpa para a tentativa de assassinato de comunista Bulgária. O líder diário de Paris, Le Monde, informou em 03 de dezembro de 1982 que, "soviético adversários facções do ex-chefe da KGB Yuri Andropov eram suspeitos de estar por trás revelações de uma

Conexão búlgara para a 13 maio de 1981 tentativa de assassinar o Papa João Paulo II ". 28 Com base na evidência de subsequente, no entanto, o artigo de Le Monde era aparentemente maçónico desinformação. O governo búlgaro lançou sua própria investigação para limpar seu nome e descobriu que os controladores de Mehmet Ali Agca, o assassino would-be, eram turcos Mafia figura Bekir Celenk e dois espiões italianos realizada na Bulgária. Em resposta direta à atenção internacional para o caso Celenk, o governo búlgaro anunciou em 22 de dezembro de 1982, que foi colocar os dois acusados Italiano espiões, Paolo Farsetti e sua namorada Gabriella Trevisini, em julgamento. A carga, de acordo com o relatório emitido, foi a de que os dois estavam agentes de um escocês Grande Oriente Rito Livre Loja Maçônica chamado Propaganda Dois, o Lodge mesmo acusado de assassinar o Papa João Paulo Eu! 29

Curiosamente, o atentado contra a vida do Papa João Paulo II fez mudar de direção e modificar seu oposição à Maçonaria. Em 12 de janeiro de 1983, o Papa emitiu uma revisão do Código de Direito Canônico. George W. Cornell, o escritor religião Associated Press, afirmou que a revisão do código "avança em legislar reformas e princípios aprovados pelo Concílio Vaticano II, de 1962-1965 .... O código implementa outro 220 ---

Página 7

mudanças nas regras da igreja, tais como permitir que os católicos a se tornar maçons. " Como é prática padrão com a imprensa maçonicamente controlada, jornalista Cornell está esticando a verdade. Em 17 de agosto de 1985, ele esclareceu que o código 1983 revista de direito canônico efectivamente prestado. É "omitido um disposição do código de 1917 de idade excomungar os católicos que se juntam ordens maçônicas. "Embora o resultado é essencialmente o mesmo, que os católicos podem juntar-se a Maçonaria sem medo de represálias, o Vaticano ainda é oposição à Maçonaria. No entanto, o Papa João Paulo II abriu a porta para muitos católicos a se juntar ao Ordem Maçônica. Jack Chick e Malachi Martin ambos afirmam que muitos jesuítas são maçons. Assim, propõe que o pintainho Igreja Católica, através da ordem dos jesuítas maçônicos, são os conspiradores. Em apoio desta teoria é

o fato de que Adam Weishaupt, fundador dos Illuminati, era uma vez um jesuíta. A associação de alguns sacerdotes católicos na Maçonaria, no entanto, não é prova suficiente para estabelecer a Igreja Católica como chefe da conspiração. Ao considerar as oito partes da Teoria do polvo, não evidência emerge que os jesuítas penetrou na hierarquia da maçonaria. Pelo contrário. Maçonaria, usando um traidor Rosacruz Papa e jesuítas apóstatas maçônicos, se infiltrou na Igreja. Lembre-se, Maçonaria é um fator comum a todos os oito pernas da Teoria Octopus não, o catolicismo (Veja Prefácio.) Portanto, da mesma maneira em que visa a utilização de alvenaria Reforma judeus renegados executar sua destruição planejada do judaísmo, de modo que os maçons, os jesuítas usado para ajudar a aniquilar a sua própria Igreja. O cisma entre a Igreja e os jesuítas começaram em 1773, quando o papado excomungado os jesuítas.

Ação do Vaticano na época, certo ou errado, é de nenhuma conseqüência. De importância é o fato de que ele definir em movimento uma cadeia de eventos que resultaram na Maçonaria penetrar no Vaticano. Weishaupt foi o vencedor. Neste ano crucial quando os jesuítas correu para se juntar à sua Ordem dos Illuminati, eles fizeram não porque eles amavam Weishaupt, pois detestava tanto quanto ele desprezava, nem porque Iluminismo foi uma conspiração jesuíta. Eles se juntaram a sua Ordem, por uma razão - para se proteger contra a perseguição da Igreja e do Estado. Elas não percebiam que estavam se unindo com a tendência Ordem em a destruição de sua amada Igreja. Nós podemos ver nitidamente a principal arma dos conspiradores, pois entra em foco. Ao envolver os judeus e os jesuítas por meio de engano e desinformação na Maçonaria, a Maçonaria poderia promover sua agenda e deixar seus planos crescer e amadurecer, desviando os cães da conspiração 221 para false presa. O "jogo indescritível" em todas as teorias da conspiração, quando finalmente encurralado, é a Maçonaria. Judeus e jesuítas são chamarizes apenas. Weishaupt usado ambos. Maçônica de Voltaire Anti-catolicismo O ex-jesuíta Weishaupt foi a figura de proa de uma conspiração, mas não uma conspiração jesuíta. Sua envolvimento com Voltaire, um inimigo feroz dos jesuítas, é a prova de seu ódio profundo não só de Jesuítas, mas de todas as coisas cristã. As vidas de Weishaupt e Voltaire [um dos mais prolíficos iluminado Os autores maçons] sobreposta por 30 anos. Tempo um iluminista antes Weishaupt criou a Ordem de que

nome, Voltaire regozijou-se sobre o sofrimento dos jesuítas. Em 1773, ao receber a notícia de sua situação, ele , exclamou: "Veja, uma cabeça da hidra caiu. levanto os meus olhos para o céu e gritar" esmagar o desgraçado. "' 30 Voltaire não foi tranqüila a respeito de sua intensa oposição ao cristianismo. Dillon cita-o dizendo: "Eu sou cansado de ouvir dizer que doze homens foram suficientes para estabelecer o cristianismo, e desejo de mostrar que exige, mas um homem para puxá-lo para baixo. "' 31 Nascido Francisco Maria Arouet, Voltaire entrou para a Maçonaria Inglês, enquanto residente em Londres, em 1726 1728. Nosso próprio Benjamin Franklin empossado dele na Maçonaria francesa em 1778. Voltaire não escrevia em seu próprio nome, mas usou um nome de código para se proteger. 32 (Anteriormente,

discutida a razão para nomes secretos e mudanças de nome.) De acordo com Dillon, "Voltaire descobriu que a Maçonaria para a qual havia sido filiado em Londres, foi um capital de meios de difusão de suas doutrinas entre os cortesãos, os homens de letras, e do público da França .... Nos recessos de suas lojas, o conspirador político encontrou os homens e os meios para chegar a seus fins em segurança. "33 ---

Página 8

Voltaire defendeu a mentira como uma virtude quando praticada para o "bem", ele defendeu. Dillon citações de Voltaire como dizendo: "A mentira é um vício quando faz mal. Ele é uma grande virtude, quando se faz o bem. Seja, portanto, mais virtuoso do que nunca. É necessário mentir como um demônio, não timidamente e, por um tempo, mas com coragem e sempre. "'34 Comandante Carr, em The Conspiracy, também mostra Voltaire justificando todos os tipos de mentira, dizendo a sua companheiro iluminado "," Temos de fazê-los [a população em] promessas generosas e usar frases extravagantes .... O oposto do que prometemos poderá ser feito depois .. . Que é de nenhuma conseqüência. "' 35 Voltaire era um homem que desprezou todas as restrições morais tradicionais. Diz Dillon, "Ele viveu sem vergonha e até ostensivamente em aberto 222

adultério. Ele riu de todas as restrições morais. Ele pregou a libertinagem e praticou. "36 Durante seu apogeu Voltaire foi o herói dos irreligionists. De acordo com a Durant historiadores, sob a influência de Voltaire e seus companheiros, o tom de toda a sociedade francesa tinha mudado. Quase todos os escritores na França seguiu a linha e procurou a aprovação dos philosophes; philosophie foi em uma centena de marés e de mil bocas, "uma palavra de louvor a partir de [maçons] Voltaire, Diderot, d'Alembert ou foi mais valorizada do que a favor de um príncipe ". Visitantes estrangeiros angulado para admissão salões onde possam conhecer e ouvir o famoso filósofos, retornando às suas próprias terras, eles se espalharam as novas idéias. [Maçom] Hume, embora em muitas de suas opiniões, ele precederam Voltaire, olhou para ele como um mestre .... [Maçom Benjamin]

Franklin, e outros se juntaram na preparação de uma tradução em Inglês e edição de obras de Voltaire em trinta e sete volumes (1762). Na América os fundadores da nova república foram profundamente agitada pelos escritos dos philosophes. Quanto à Alemanha, ouvir observações [maçom] de Goethe ao irmão Eckermann em 1820 e 1831: "Você não tem idéia da influência que Voltaire e seus grandes contemporâneos tive na minha juventude, e como eles governaram o [mente do] mundo civilizado .... Parece-me bastante exTraordinary para ver o que os homens os franceses tinham em sua literatura no século passado. Estou espantado quando eu simplesmente olhar para ele. Foi a metamorfose de uma literatura de cem anos de idade, que vinha crescendo desde Luís XIV, e agora estava em pleno poder. "37 Próprio Voltaire, superando o pessimismo natural da velhice, soou uma nota de vitória maçônica em 1771, como ele avaliou o sucesso de sua "filosofia": Bem-constituídas mentes agora são muito numerosos, eles estão na cabeça das nações; eles influenciam costumes públicos, e ano a ano o fanatismo que povoou a terra está retrocedendo em sua detestável usurpação .... Se a religião já não dá a luz a guerras civis, é a filosofia que estamos sozinhos grato .... Uma usurpação [através de Cristianismo] odioso e prejudicial, fundou em fraude aceso lado e estupidez no outro, está estando a todo momento arruinado por razão que está estabelecendo seu reinado. 38 223

Voltaire comparou "fanatismo" com Cristianismo e "filosofia" com Iluminou Alvenaria. Na Prússia, vinte anos mais cedo, o Voltaire tinha disposto para o rei de Templar, Frederick II, o plano maçônico para arruine Cristianismo através de "razão." Frederick II tinha sido iniciado em Maçonaria dentro 1738. Em 1761 ele tinha sido a cabeça reconhecida do Rito escocês, ele do 32º grau. De 1750-1755,

Voltaire tinha sido um convidado ao Monsenhor Dillon de Frederick esboça a extensão das pontarias de Voltaire e trabalho durante aquela visita: Ele esboçou fora para eles o modo inteiro de procedimento contra a Igreja. A política dele como revelado pela correspondência de Frederick II, e outros com ele, era não começar um imediato perseguição, mas primeiro suprimir os Jesuítas e todas as ordens Religiosas, e secularizar os bens deles/delas; então

privar o Papa de autoridade temporal, e a Igreja de propriedade e reconhecimento de estado. Primário e educação de alto-classe de uma posição e Infiel [assim] caráter seria estabelecido, o princípio de divórcio afirmou, e respeita para ecclesiastics se diminuído e destruiu. Ultimamente, quando o corpo inteiro de a Igreja deveria ser debilitada suficientemente e Infidelidade [assim] forte bastante, o final sopro era ser ---

Página 9

negociado pela espada de perseguição aberta, inexorável. Um reinado de terror era esparramar em cima da terra inteira, e continuar enquanto um Christian deveria ser achado obstinado bastante para aderir Cristianismo. Isto, de curso, seria seguido por uma Fraternidade Universal sem matrimônio, família, propriedade, Deus, ou lei... 40 Claro que a Revolução francesa pôs a Igreja à espada. Dr. Dillon, escrevendo em 1885, trinta-dois, anos antes da Revolução russa, previu outro tumulto que no 20º século irrompido novamente com toda a fúria das sugestões de Voltaire. Dillon ilustra o intenso ódio de Voltaire pela Igreja citando o autor é blasfemo

comentários: "'Eu termino todas minhas cartas dizendo, nos "Deixe esmagar o infeliz, esmague o infeliz! ""' 41 Novamente, Dillon cita escrevendo a Damilaville para ele: "'A religião Cristã é uma religião infame, um hydra abominável, que deve ser destruído através de cem mãos invisíveis. É necessário que os filósofos devam curso pelas ruas destruir isto como curso de missionários em cima de terra e mar propagar isto. Eles devem ouse todas as coisas, arrisque todas as coisas, até mesmo ser queimado para destruir isto. Nos deixe esmagar o infeliz! Esmague o infeliz! "' 42 Os homens depravados tremerão o punho deles/delas corajosamente em face a Deus Todo-poderoso ao montar a crista de mocidade, saúde e popularidade. Mas quando 224 enfrentado com morte que eles se encolhem. Assim estava com Voltaire. No leito de morte dele ele estava em solidão extrema e medo. Ele pensou nas invenções a mente corrupta dele tinha inventado contra Jesus Christ e A Igreja dele. Quando

ele põe morrendo, horror encheu os olhos dele como ele clamou "Oh, Deus! Oh, Cristo! Eu desejo que eu tinha prestado atenção para suas palavras mais. Agora que eu estou morrendo que eu sinto os fogos de inferno! Oh, Deus! Oh, Cristo! "43 Até que da morte dele, Voltaire tivesse sido um sócio de Maçonaria inglesa para cinqüenta anos. Cinqüenta-um dias antes da morte dele ele uniu Maçonaria francesa. Ainda o Grande Arquiteto maçônico de o Universo era não lá o confortar. Mergulhando apressadamente em uma eternidade de Christiess, o Voltaire gritou as últimas palavras dele dentro a fúria de desespero e agonia, "eu sou abandonado por Deus e homem." 44 Dillon cita um Dr. Fruchen que testemunhou o espetáculo terrível da morte de Voltaire: "Vá que tudo que foi seduzido pelas escritas de Voltaire tinha sido testemunha da morte dele, seria impossível para ofereça [de se tornar um Christian] em face a tal um espetáculo terrível". ' 45 Em contraste, a Enciclopédia de Mackey de relatórios de Maçonaria só o fato da morte de Voltaire e a tristeza causou os Pedreiros da mesma categoria: Voltaire era facilmente mal-entendido. Ele foi iniciado no Chalé das Nove Irmãs [um iluminou chalé] em Paris, 7 de abril de 1778. Benjamim Franklin e outros distinguiram em Maçonaria era sócios deste Chalé famoso. Franklin na hora da iniciação de Voltaire era uma visita só mas

subseqüentemente se tornado Worshipful Master do Chalé. A morte de Voltaire, no dia 30 de maio de 1778, dado origem um Chalé memorável de Tristeza que foi segurada no dia o 28.46 de novembro sucessivo Uma nota triste em Cristandade é soada por Dr. Dillon quando ele confirmar isso os protestantes estava alegre ver Os seguidores de Voltaire triunfam em cima da Igreja católica. Em uma advertência para protestantes, este padre católico escrito a "nossos irmãos Cristãos separados [que] foi um ponto cardeal de política com [Voltaire] seguidores para tirar proveito das diferenças infelizes entre as várias seitas de cristãos dentro o mundo e a Igreja para arruinar ambos; para a destruição de toda forma de Cristianismo, como também Catolicidade, era a pontaria de Voltaire, e restos como certamente a pontaria dos discípulos" dele. 47 Olhando para a vida de Voltaire, e o esforço incessante dele para destruir a Igreja católica por iluminou Intriga maçônica, não era provável que os Jesuítas tivessem usado Maçonaria iluminada para avançar um papista 225

conspiração mundial. Ao invés, deceptively de Maçonaria promove a idéia que alguns Jesuítas e os Papas eram Pedreiros. ---

Página 10

Desinformação maçônica: Divisão Cristã Desinformação é a ferramenta primária usada por Maçonaria para destruir todo o Cristianismo. Era usado dentro O dia de Weishaupt e ainda é usado hoje alcançar quatro metas: (1) atrair os cristãos para unir o maçônico Chalé; (2) descaroçar os protestantes contra católicos; (3) destruir a credibilidade de qualquer anti - maçônico publicação; e (4) desacreditar clero nos olhos da populaça. Nós examinaremos alguns exemplos nisto ordem. Cristãos em Maçonaria Maçonaria fabricou histórias que alguns Papas uniram a Ordem maçônica. Embora os Papas quase condenou Maçonaria sem interrupção e, até recentemente, tenha católicos proibidos para una a Ordem, os Pedreiros usaram esta mentira para atrair os católicos em sociedade. Para exemplo, a história, circulado aproximadamente 1884 de Papa Pius Ix (1846-1878) parece concordar com o maçônico fotocópia azul de mentiras esparramando para o propósito expresso de atrair os católicos para

reconsiderar as "virtudes" de Maçonaria. O Pedreiros no continente de Europa acreditado que colocando a iniciação suposta de um papa na América, as mentiras deles/delas poderiam escapar investigação. O a Maioria Reverendo Cardinal o Caro y Rodriguez, Arcebispo de Santiago, o Chile conta a história: A declaração que houve Papas que eram os Pedreiros foi um do mais mais desprezível invenções que aconteceram em Alvenaria enganar e enganar os católicos ignorantes e simples.... Eles declararam positivamente aquele Pius Ix tinha sido recebido em um certo chalé maçônico na Filadélfia, eles citaram os discursos deles/delas e declararam aquele vários dos autógrafos dele foi mantido neste chalé.... O reivindicação foi investigada e foi achado que naquela cidade, há nenhum chalé maçônico do nome dado.... Pedreiros que eles testemunharam que o assunto inteiro somente era uma invenção. A calúnia assim refutado foi reavivado de vez em quando, e no último cuidado de versão foi levado não especificar o

chalé ou a cidade. Fazer isto mais acreditável eles colocaram na fotografia de um Mason com insignias, a cabeça do Papa, cortaram do retrato dele e substituíram em lugar do Mason 226 Protestantes contra católicos Uma década depois em 1894 para agitar os protestantes, desinformação maçônica foi dirigida uma vez mais contra a Igreja católica nos Estados Unidos. A organização esparramava a desinformação era a Associação Protetora americana (APA), fundou no dia 13 de março de 1887, a Clinton, Iowa, por Henry Francis Bowers, um 32º grau entusiástico o Mason. Pavilhões insistiram que a América fosse fundado por Pedreiros contra os desejos de Roma. Ele considerou o APA uma descendência de Alvenaria, "'protegendo o republicano instituições que os Pedreiros tinham estabelecido Em 1894 Revista de Século expuseram Pavilhões como um fraude. Paul Pescador, em Atrás de A Porta de Chalé, esboços a origem e expansão da calúnia:

Revista de século contou como o APA circulou uma falsa encíclica de Papa XIII de Leo que pretendeu afirmar que os Estados Unidos pertencem a ele, e aqueles cidadãos de EUA são perdoados do deles/delas juramento de submissão para o país deles/delas. O falso documento também disse que o Papa era tomar "posse forçosa" do Unido Estados, e "isto

será o dever do crente para exterminar todos os hereges achado dentro da jurisdição do Unido Estados." [Ênfase em original.] Aquele documento e falsas declarações semelhantes relativo à Igreja, inclusive uma variedade de alegado "juramentos de líderes papais e extratos adulterados de escritas católicas", era "usado como literatura de campanha tudo em cima da terra, de toda a maneira de publicações, e.. . a autenticidade deles/delas foi editorially afirmado e defendido nos órgãos do [maçônico] ordem." Adicionalmente havia contos de consignações de braços que são enviados por toda parte para reitorias o país, como Católicos perfuraram para preparações de guerra nos porões das igrejas deles/delas. Ainda, não um único exemplo de já foram confirmados tal imaginings selvagem, apresentados como fatos. 50 ---

Página 11

Embora deseja provado ser uma fabricação de Alvenaria desde então, esta propaganda anti-católica durou para meio um século. Esses de idade de votação durante a campanha presidencial de John F. Kennedy podem se lembrar

sentimento anti-católico difundido. Até mesmo para este dia uma parte boa de Cristandade protestante assalta Católicos. Outra seita maçônica que esparrama desinformação para adicional divide os protestantes e Católicos eram o Ku Klux Klan reorganizado fundou em 1915 através de Arco Real Mason, Coronel William, Simmons. 51 Simmons 227 era um admirador ardente do Ku Klux Klan de dias de Guerra civil de poste (1866-1869). Novamente, de acordo com Paul Pescador, o ponto de vista do Klan reorganizado era notavelmente semelhante à filosofia do APA de previamente períodos. 52 Por exemplo, ele nota que a "maioria dos líderes principais do Klan era Maçons." Pescador então documentos a reivindicação dele os nomeando nas próximas duas páginas. 53 Antes das 1924 - 1,125,000 Pedreiros eram os sócios do KKK. Um do Klansman mais proeminente era 33º grau o Mason, Justiça o Hugo Preto do Tribunal supremo.

54 Desde então tantos Pedreiros no Sul eram Klansmen, fanatismo maçônico foi transferido o Klan. Em esses dias era a exigência para unir a Jurisdição Sulista de Maçonaria que você deve nascer livre (que excluiu pretos), branco nascido, (que excluiu pretos), seja protestante (o qual católicos excluídos), e é 21 anos de idade. Goste de Maçonaria, o Klan não só odiou pretos, odiou os católicos. Então, incitar o Protestantes contra os católicos, um sócio maçônico do Klan escreveu e publicou o juramento denominado levado por 4º sócios de grau dos Cavaleiros católicos de Colombo. O falso juramento declarou que "'o Papa.. . hath dão poder a para depor os reis heréticos, príncipes, Estados, Comunidades e Governos, e eles podem ser seguramente destruído.... "' O juramento declarou mais adiante que os Cavaleiros também empreenderiam guerra 'secretamente' usando 'o xícara venenosa, a corda de estrangulação, o aço do poniard, ou a bala plúmbea.... "' Deva o Cavaleiro prove falso, o falso juramento diz que ele concorda em "ter o brethern dele [assim] 'corte fora minhas mãos e pés e minha garganta de orelha para orelha, abriu minha barriga e enxofre queimou nisso.... "55

Embora um Nova Iorque investigação de três-mês Mundial provou o juramento falso (veja 6 de setembro de 1921 assunto) ,56 esta desinformação maçônica realizou o que tinha tido a intenção de alcançar. Protestantes de Estados Unidos, que já era possesso de um preconceito de anti-católico nas primeiras determinações coloniais, tinha estado agitado por Maçonaria para opor Catolicismo a todo nível. Isto estendeu até mesmo aos 1960 candidatura presidencial de John R Kennedy. O assassinato dele, como nós aprenderemos em Volume m de Escarlata e a Besta, era plotted através de Maçons. Depois que a 1960s Maçonaria cessasse sua guerra contra católicos e virou contra fundamentalista e protestantes evangélicos. O que aconteceu para causar esta troca? - o Segundo Conselho Vaticano que permitiu Católicos para unir Maçonaria. Então, e só então, fez a Fraternidade cesse sua guerra contra o romano Igreja, dirigindo seus esforços ao invés em direção a Cristianismo protestante evangélico e fundamentalista. Coincidência? Nem um pouco. A estratégia foi calculada, para tal um plano esteve dentro Escritas maçônicas para durante um século. Maçonaria italiana 228

escrito mais de 150 anos atrás: "'Nosso objetivo final é isso de Voltaire e da Revolução francesa, - o completo aniquilação de Catolicismo, e no final das contas de (tudo) Cristianismo". '(Veja nota de rodapé 17.) Publicações Anti-maçônicas Alvenaria também usa desinformação contra si mesmo. Por que razão? Criar fora de relatórios sensacionais isso pode ser provado errado depois. O motivo é criar dúvida na mente da populaça sobre qualquer coisa negativo disse impresso sobre Maçonaria. O recente jornalista Stephen Knight britânico descobriu isto dentro o Anos oitenta enquanto pesquisando para o livro dele, A Fraternidade,: [O investigador de T]he tem que enfrentar o problema de segredo organizado e "desinformação." Este posterior pode ser grosseiro e facilmente manchado, como a informação passada a mim covertly um alto Maçom enfileirando que posa como um nark que disse que a um certo grau um Candidato foi requerido ---

Página 12

defeque em um crucifixo. Este tipo absurdo de tática é apontado ao anti-Mason crédulo em que é o

vigia para escândalo e sensação, e que acreditará qualquer coisa que espetáculos o Fraternidade em um luz desfavorável. Tais escritores existem, e em algum número como eu tive que preparar o relatório. Estes é as pessoas que repetem o que eles são contados sem inspecionar fatos e fontes, e que ignoram tudo evidência que contra corre ao próprio argumento deles/delas. E é eles que caem para o tipo de tática de desinformação que vários Maçons tentaram praticar em mim. 57 Desacreditando o Clero Finalmente, a desinformação mais efetiva é significada desacreditar o clero nos olhos da populaça. Maçonaria de Oriente Principal italiana explicou a tática nos cedo 1800s: Pouco pode ser feito com Cardeais velhos e com prelados de caráter decidido. Tal incorrigibles deve ser deixado à escola de Gonsalve, e em nossas revistas de popularidade e unpopularity, nós devemos ache os meios para utilizar, ou poder ridículo nas mãos deles/delas. Um relatório bem inventado deve ser esparramado com tato 229 entre Christian bom as famílias: tal um Cardeal por exemplo, é um avaro; tal um prelado é licencioso; tal um funcionário é um livre-pensador, um infiel, um Maçom, e assim por diante na mesma tensão. Estas coisas vão esparrame depressa para os cafés, por isso para os quadrados, e um relatório às vezes é bastante para

arruine um homem. Os jornais estrangeiros aprenderão e copiarão estes fatos que eles saberão como para embeleze e colour de acordo com o estilo habitual deles/delas. Para respeito devido a espetáculo de verdade, ou melhor ainda, cita de algum bobo respeitável como tendo citado o número do diário que deu os nomes, atos e ações destes personagens. Em de Como Inglaterra e tão também na Itália na França, haverá nenhuma falta de escritores que bem conhecem como contar mentiras para a causa boa, e não tem nenhuma dificuldade fazendo assim. Um jornal que publica o nome de um Monsenhor Delegate, a Excelência dele, ou Eminência, ou Deus Justice, será prova bastante suficiente para o pessoas; eles requererão nenhum outro. 58 Se esparramando mentiras sobre a moralidade de cristãos notáveis fosse prática maçônica 150 anos atrás, é infeliz que hoje cristãos denominados, inclusive evangelistas de televisão, criam freqüentemente o próprio deles/delas escândalos.

O autor pediu para um investigador privado que descobrisse em referência para um dos evangelistas, se Maçonaria era envolvido. O investigador é um Rito de York o Mason e um Shriner na segurança proveja de pessoal deste infeliz ministro mundo-renomado. O autor cumprimentou estas várias vezes de investigador com um Aperto de mão maçônico e recebeu informação maçônica em retorno. O investigador disse que quando ele pessoalmente polygraphed a mulher envolveu, ela fracassou o polígrafo. O investigador acredita que ela era um planta. Ele disse, O que as notícias informaram e o que de fato aconteceu é propele separadamente." Na pergunta de o envolvimento de Maçonaria, não diria ele. Uma mais recente história, amplamente esparrame, é aquele Billy Graham é um 33º grau o Mason. 59 Tão absurdo quanto isto poderia soar, nós temos que olhar para as circunstâncias que cercam esta acusação para determinar se o rumor é Desinformação maçônica. A acusação foi feita através de Rotação. Jim Shaw. Shaw, dando o seu, Testemunho Cristão em fita de cassete, reivindicações que o Billy Graham estava presente à 33ª iniciação de grau dele cerimônia. Se verdadeiro, Graham é na realidade um 33º grau o Mason, desde através de lei maçônica nenhuma pessoa profana (significando o non-Mason), nem qualquer Mason debaixo do grau dos iniciaram, pode estar presente durante

cerimônias de iniciação. 230 Shaw oferece para os nomes de alguns mais que estava presente à 33ª iniciação de grau dele, entre eles o J. Edgar Hoover, Príncipe Bernhardt do Países Baixos e um Presidente dos Estados Unidos, (que era provavelmente a Gerald Ford). Shaw é um homem honrado, um homem que não mentiria, um homem que contaria exatamente o que ele pensou que ele viu. Se nós consideramos o que aconteceu a Jim Shaw duas semanas antes de ele foi iniciado no 33º grau, ---

Página 13

O aparecimento de Billy Graham à iniciação dele poderia ter sido bem um disfarce - planejado para o efeito. Shaw diz ele foi conduzido a um conhecimento econômico de Jesus Christ só duas semanas antes da iniciação dele. Mas desde que ele teve trabalhado dezenove anos para esta posição prestigiosa, ele sentia ele teve que realizar a iniciação dele. Porém, anteriormente a comunidade maçônica tinha aprendido aquele Shaw tinha se tornado um Christian. A seu

iniciação que o Conselho Supremo lhe perguntou se o rumor fosse verdade. Shaw afirmou que era, e procedeu testemunhar o Jesus Christ aos atores principais do mundo. Então "Billy Graham" entrou o quarto. Se nós consideramos que cem anos atrás para enganar os católicos em unir Maçonaria, um quadro da cabeça do Papa foi sobreposto no retrato de um Mason vestido em seu Regalia maçônica - e se duzentos anos atrás Charles Radcliffe, o Mestre Principal do Priorado de Sion, se disfarçado como Príncipe Charles Edward Stuart durante uma iniciação maçônica para fazer o iniciado acredite o Rei de Pretendente presidido em cima da iniciação dele, nós podemos entender prontamente por que Livre-alvenaria disfarçaria um Mason para olhar goste de Billy Graham para enganar Jim Shaw. Fazendo assim eles esperaram que Shaw ficaria em Maçonaria. São administradas iniciações maçônicas em quartos vagamente-iluminados. Considere a tecnologia avançada de maquilagem arte hoje, os espelhos enganosos usados por mágicos, e representadores e impressionistas que podem olhar e som idêntico à real celebridade ou dignitário. Com todas estas possibilidades, Rotação. Shaw pôde bem viu e ouviu um "Billy Graham" o representador. Nós não deveríamos ser pegados de surpresa a tal um sensação puxada por Maçonaria. É projetado para lançar a comunidade Cristã em tumulto. Cem anos atrás o italiano Maçonaria de Oriente principal planejou tal um programa para a destruição da igreja. O Meia-verdade

Outro exemplo de desinformação é meia-verdade maçônico. Recentemente o autor recebeu um maçônico panfleto que lista alguns dos Pedreiros proeminentes nos Estados Unidos. Astronauta Jim Irwin estava na lista. Esta declaração confundiu o autor, desde que ele tinha ouvido o Christian de Irwin 231 testemunho. Durante o verão de 1989, o autor teve o privilégio de transportar Irwin para e de um aeroporto. Durante três dias ele era a escolta de Irwin, enquanto conseguindo saber quanto este lua-passeador amado o Deus Jesus Christ. En dirigem atrás para o aeroporto o autor perguntou para Irwin a opinião dele de Maçonaria. O conversação foi algo assim: Irwin: "Eu penso que é uma ferramenta enganosa de Satanás." Autor: "Então você renunciou Maçonaria? " Irwin: "Como você soube que eu já era um Mason? " Quando o autor contou para Irwin sobre o panfleto maçônico que Irwin disse, "eu era inadvertidamente eles ainda estava usando meu nome. Eu renunciei anos de Maçonaria atrás."

61 Weishaupt e Desinformação Desinformação para dividir Cristianismo não é um Johnny-vir-ultimamente política de Maçonaria. Em 1776 estava a ferramenta primária empregada por Weishaupt na guerra dele contra a Igreja. Vantagem levando do por animosidade existente entre os protestantes e católicos, e a recente supressão dos Jesuítas em 1773, Weishaupt pôde descaroçar os cristãos contra um ao outro. Ele usou os Jesuítas para escrever sentimentos liberais para o propósito de incitar os protestantes e alimentou as mentiras de protestantes sobre os Jesuítas na suposição que Os protestantes o acreditariam desde que ele era uma vez um Jesuíta ele. Na campanha de desinformação dele contra católicos, Weishaupt aprendeu de um Leuchtsenring, um quente encabeçado, protestante fanático, que espiou os Jesuítas em todo canto. Durante a supressão Jesuítica, Weishaupt Leuchtsenring introduzido para Maçom Christoph Friedrich Nikolai (1733-1811), um Livreiro alemão que se encantou ainda trazendo Cristianismo abaixe na opinião das pessoas publicando o anti-Christian literatura. Quando a união entre os dois homens foi feita, Weishaupt estava atrás e assistido Leuchtsenring enviam Nikolai ao longo da Alemanha caçar abaixo Jesuítas para exposição nas publicações dele. ---

Página 14

Quando Nikolai descobriu que os Jesuítas foram odiados igualmente pelo Illuminati, Weishaupt, ganhado um mais mais zeloso e campeão de unwearied. 62 Antes de Nikolai unisse o Illuminati que ele era um íntimo do judeu de Frankist, Moses Mendelssohn que morado na casa de Nikolai de 1762 gaveta o dia que ele morreu. Nikolai tinha encorajado Mendelssohn para traduzir em Platão alemão República. 63 Ideais republicanos foram trazidos então em 232 o Illuminati. Weishaupt planejou adotar esta forma de governo que segue a Revolução francesa. Depois Nikolai ajudou para Weishaupt a projetar os símbolos ensinados em Illuminism depois da moda de Alvenaria de Rosicrucian. Nikolai teve a intenção de orar então que o Illuminati era um Christian Ordem e ele ganharam

muitos protestantes para seus graus. Salem Kirban cita Weishaupt que se regozija em cima dos sucessos dele em uma carta para Illuminatus Cato: A coisa mais admirável de tudo é aquele grande protestante e as teólogas reformadas [Os luteranos e Calvinists] que realmente pertencem a nossa Ordem acredita que eles vêem nisto a verdadeira e genuína mente do Religião Cristã. Oh o homem, o que não pode ser trazido você para acreditar? Estas pessoas incham nossos números e enchem nossa tesouraria; se ponha ocupado e faça estas pessoas lambisque a nosso isca.. . mas não lhes conta nossos segredos. Eles devem ser feitos acreditar que o baixo grau que eles têm alcançado é o mais alto. 65 Weishaupt empregou dois oposição Chalés maçônicos lhe ajudar a ganhar clero protestante como Illuminati convertido. O primeiro era a Observância Rígida de ritos de Templar. O segundo era o Rosicrucian de Sion Martinists. Nesta Webster conta a história: O primeiro corpo maçônico com que o Illuminati formou que uma aliança era a Observância de Stricte, para o qual o Illuminati Knigge e Pressagia ambos pertenceram. Cagliostro também tinha sido iniciado no Stricte Observância perto de Frankfurt e foi empregado agora como agente da ordem combinada. De acordo com seu

própria confissão que a missão dele "era trabalhar para virar Maçonaria na direção de Weishaupt projetos"; e os fundos que ele utilizou eram esses do Illuminati. Cagliostro também formou uma ligação com o Martinistes cujas doutrinas, entretanto zombadas por Weishaupt, eram úteis ao plano dele atraindo por o caráter místico deles/delas esses de que teriam sido repelidos pelo cinismo o Illuminati. De acordo com Barruel, era o Martinistes que - seguindo nos passos do Rosicrucians - teve sugerido a Weishaupt o dispositivo de apresentar o Cristo como um "Illuminatus" que tinha conduzido para tal resultados triunfantes entre o clero protestante. 66 O ódio dos teólogos protestantes para Catolicismo era tão intenso que uma vez eles foram enganados por as mentiras do Illuminati, eles sempre foram enganados. 233 A ressaca de Satanás é visível como ele manipula eventos para completar o desígnio mau que ele tem implantado nas mentes de homens degenerados. Antes da Revolução francesa, estava Weishaupt o Satanás é primário

ferramenta para destruir a Igreja e o poder Jesuítico. As decisões vacilantes de Papas, um que suprime os Jesuítas, o outro restabelecendo eles, tão irracional quanto eles podem parecer a nós, era manobras brilhantes por Satanás. Deu para Maçonaria iluminada a oportunidade para penetrar o Vaticano. Também permitiu maçônico entrada em educação secular, para todas as Academias Jesuíticas tinha estado abaixo fechado. Além disso, as posições políticas segurado pelos Jesuítas como os "Confessores de Rei" (os aconselhadores para realeza) foi substituído depois das 1773 por Iluminou Pedreiros. Eles permanecem nestes posições governamentais em todas as nações grátis para este dia. ---

Página 15

234