CURSO: TECNÓLOGO EM RADIOLOGIA – BLOCO 03 DISCIPLINA: RADIOLOGIA INDUSTRIAL PROFª.

: LILLIAN LEMOS

RESUMO DE ARTIGO:

Radiologia industrial: Aplicações

GRUPO 01 Roberto Mesquita, Antonio Henrique

Parnaíba 2013

pois não causa danos ou modificação ao material examinado. pela Petrobras. Na área industrial é utilizado no controle de qualidade de peças. O primeiro sistema de certificação da radiologia industrial foi criado em 1989 pelo SNQC/END. A Associação brasileira de ensaios não destrutivos foi criada em 1979. prolonga a durabilidade de alimentos. Em 1969 FURNAS. Foram utilizado no artigo revisão de literatura que abordaram a historia dos raios x desde sua origem em 1895 por W. Abordou seu uso militar em 1896. que funciona com voltagem de 440 v. As principais fontes de radiação gama são os: Cobalto60. tiveram muito avanços tecnológicos. Este tipo de radiação ionizante tem vasta aplicação na industria. produzindo um feixe de alta velocidade ampliando a área de varredura a ser irradiada. O uso das radiações ionizantes como causador de danos. que devido seu baixo poder de penetração é ideal para uso em esterilização e processos de reticulação de fios. Em 1922 Horoce Lester contribuiu muito com a com sua descoberta de falhas internas em peças e soldas. sejam na medicina clinica. que mostrou seu uso industrial radiografando seu próprio rifle. que eram mais caras. fato que favoreceu o crescimento da radiologia industrial por raios gamas. por muito tempo foi erroneamente imaginado.000 volts.Radiologia Industrial Resumo de Artigo Radiologia Industrial: Aplicações O Artigo tem como objetivo mostrar as tecnologias usadas pela radiologia na industrial. Cesio137e selênio75. muda a cor de algumas pedra. substituído as fontes naturais. As pesquisas foram baseadas no irradiador de multipropósitos do IPEN/CNEN-SP. ou na industrial. tornando-a mais valorizada. foi encarregada da construção da primeira usina nuclear. Entre os equipamentos de radiologia industrial podemos citar o acelerador de elétrons. que localizava balas alojadas nos soldados. Hoje com seu uso nos mais diversos setores. até na industria alimentar. o que leva então a definição de END – ensaios não destrutivos. na prevenção de obras de artes. Peças muito volumosas foram possíveis ser analisadas através de raios x de potencia de até 200. na construção de suas plataformas. Irídio192. Em 1933 as fontes artificiais começaram a ser produzidas pelo casal Curie e sua filha Irene. Em 1975 foi assinado um tratado para sua utilização na produção de energia. C. Na radiologia industrial são utilizadas dois tipos de fontes radioativas: aceleradores lineares de raios x e fontes de raios gama. A Era nuclear no Brasil teve inicio na década de 50. na mineração. A Metalest foi a primeira empresa brasileira a fazer uso da radiologia industrial. em 1963. cabos e espumas de polietileno usada na industria de calçados. com o Almirante Álvaro Alberto que importou duas últra-centrifugadora para enriquecimento de urânio. sendo eficaz no controle de qualidade. Roentgen. de tratamento ou preventiva. Em 1970 a marinha fez uso de raios x na industria naval. O . Na industria de madeira a substituição de produtos químicos pela radiação no processo de cura trouxe beneficio para a natureza. que demonstraram seu crescimento no mundo. A certificação dos trabalhadores em radiologia industrial se iniciou na década de 80.

validade dos alimentos. o que diferencia os métodos de radioproteção. Nas áreas abertas faz-se uso de paredes baritadas de até 60mm. que são poucas conhecida pelo público. tem a capacidade de irradiar até 6. etc. Nas áreas fechadas a proteção. Pode ser usado também o irradiador panorâmico tipo gamma cell na industria alimentar. . membrana usada no tratamento de queimadura e infecções da pele. dosímetros. tem como principais aplicações a esterilização de produtos médicos. e que o mercado profissional nesta área só tende a crescer. alem de não fazer mal algum.7 m³. pois o processo elimina microrganismo. são obtidas através de processo de reticulação por radiação. possui como fonte o Cobalto60. farmacêuticos e cirúrgicos e laboratoriais. O Processo de irradiação de alimentos. colimadores. que devem obedecer a legislação pertinete. bem como o aumento do prazo de armazenagem de sementes. que falta divulgar mais informações nesta área. começa pelo respeito aos limites de doses. A Conclusão dos autores do artigo foi que o uso de irradiação ionizante na industria contribuiu muito com os avanços tecnológico do setor. prolongando a durabilidade dos mesmos. Na área industrial faz-se uso de instalações abertas ou fechadas para END. que foi projetado e construído com tecnologia nacional pelo CTR.hidrogel. No caso dos equipamentos irradiadores multiproposito cobalto60. trouxe beneficio ao consumidor.