Princípios do SUS

Universalidade "A saúde é um direito de todos", como afirma a Constituição Federal. Naturalmente, entende-se que o Estado tem a obrigação de prover atenção à saúde, ou seja, é impossível tornar todos sadios por força de lei. Integralidade A atenção à saúde inclui tanto os meios curativos quanto os preventivos; tanto os individuais quanto os coletivos. Em outras palavras, as necessidades de saúde das pessoas (ou de grupos) devem ser levadas em consideração mesmo que não sejam iguais às da maioria. Eqüidade Todos devem ter igualdade de oportunidade em usar o sistema de saúde; como, no entanto, o Brasil contém disparidades sociais e regionais, as necessidades de saúde variam. Por isso, enquanto a Lei Orgânica fala em igualdade, tanto o meio acadêmico quanto o político consideram mais importante lutar pela eqüidade do SUS. Participação da comunidade O controle social, como também é chamado esse princípio, foi melhor regulado pela Lei nº 8.142. Os usuários participam da gestão do SUS através das Conferências de Saúde, que ocorrem a cada quatro anos em todos os níveis, e através dos Conselhos de Saúde, que são órgãos colegiados também em todos os níveis. Nos Conselhos de Saúde ocorre a chamada paridade: enquanto os usuários têm metade das vagas, o governo tem um quarto e os trabalhadores outro quarto. Descentralização político-administrativa O SUS existe em três níveis, também chamados de esferas: nacional, estadual e municipal, cada uma com comando único e atribuições próprias. Os municípios têm assumido papel cada vez mais importante na prestação e no gerenciamento dos serviços de saúde; as transferências passaram a ser "fundo-a-fundo", ou seja, baseadas em sua população e no tipo de serviço oferecido, e não no número de atendimentos. Hierarquização e regionalização Os serviços de saúde são divididos em níveis de complexidade; o nível primário deve ser oferecido diretamente à população, enquanto os outros devem ser utilizados apenas quando necessário. Quanto mais bem estruturado for o fluxo de referência e contra-referência entre os serviços de saúde, melhor a eficiência e eficácia dos mesmos. Cada serviço de saúde tem uma área de abrangência, ou seja, é responsável pela saúde de uma parte da população. Os serviços de maior complexidade são menos numerosos e por isso mesmo sua área de abrangência é mais ampla, abrangência a área de vários serviços de menor complexidade. Ser eficiente e eficaz, produzindo resultados com qualidades. A Lei Orgânica da Saúde estabelece ainda os seguintes princípios: • • • • • Preservação da autonomia das pessoas na defesa de sua integridade física e moral; Direito à informação, às pessoas assistidas, sobre sua saúde; Divulgação de informações quanto ao potencial dos serviços de saúde e sua utilização pelo usuário; Utilização da epidemiologia para o estabelecimento de prioridades, a alocação de recursos e a orientação programática; Integração, em nível executivo, das ações de saúde, meio-ambiente e saneamento básico;

• Conjugação dos recursos financeiros. É responsável pela atenção básica em saúde de uma área determinada.org/wiki/Sistema_%C3%9Anico_de_Sa%C3%BAde • • Programa Saúde da Família Estratégia prioritária adotada pelo Ministério da Saúde para a organização da atenção básica. Agente Comunitário de Saúde O ACS mora na comunidade em que atua e é um personagem-chave do Programa de Agentes Comunitários de Saúde (Pacs). dispondo de recursos específicos para seu custeio. É um elo cultural do SUS com a população e seu contato permanente com as famílias facilita o trabalho de vigilância e promoção da saúde.wikipedia. segundo o modelo adotado pelo SUS. Capacidade de resolução dos serviços em todos os níveis de assistência. que são: clínica médica (clínica geral). materiais e humanos da União.400 e no máximo 4. do Distrito Federal e dos Municípios.500 pessoas. Ele liga a equipe à comunidade. obstetrícia e ginecologia. Cada equipe (médico. Estudos demonstram que a atenção básica é capaz de . na prestação de serviços de assistência à saúde da população. Atenção Básica à Saúde Trata-se do primeiro nível de atenção à saúde. podendo solucionar 80% dos casos em saúde das pessoas sob sua responsabilidade. http://pt. a “porta de entrada” do sistema de saúde. tecnológicos. no âmbito do SUS. É. pediatria. enfermeiro e auxiliar de enfermagem) deve atender no mínimo 2. destacando-se pela comunicação com as pessoas e pela liderança natural. dos Estados. preferencialmente. e Organização dos serviços públicos de modo a evitar duplicidade de meios para fins idênticos. A população tem acesso a especialidades básicas. vinculado à Unidade de Saúde da Família (USF).

Média Complexidade Tem o objetivo de atender os principais agravos de saúde da população. do atendimento ambulatorial/hospitalar ao fornecimento dos remédios para tratamento prescrito por médico responsável. São serviços como consultas hospitalares e ambulatoriais. Assistência Farmacêutica Abrange todas as etapas do abastecimento de medicamentos. É constituída por procedimentos ambulatoriais e hospitalares situados entre a atenção básica e a alta complexidade. A compra dos medicamentos básicos é descentralizada para as secretarias estaduais e municipais de saúde. como as de cirurgias cardíacas e de atenção oncológica. As principais áreas estão organizadas em redes. Alta Complexidade Procedimentos que envolvem alta tecnologia e/ou alto custo. com procedimentos e atendimento especializados. cardiologia. de forma a garantir o atendimento integral à população e a evitar a fragmentação das ações em saúde. O acesso à população ocorre preferencialmente pela rede básica de saúde (atenção básica) e os casos de maior complexidade são encaminhados aos serviços especializados. Redes de Atenção As ações e serviços de saúde estão organizados em redes de atenção regionalizadas e hierarquizadas. terapia renal substitutiva e oncologia. que podem ser . exames e alguns procedimentos cirúrgicos. São exemplos de procedimentos de alta complexidade: traumatoortopedia.resolver cerca de 80% das necessidades e problemas de saúde.

• e redes para cirurgia reprodutiva. • assistência aos pacientes portadores de queimaduras. • procedimentos endovasculares extracardíacos. • procedimentos da cardiologia intervencionista. conforme determinações constitucionais e legais do SUS.organizados de forma municipal ou regional. • cirurgia da calota craniana. terapia nutricional. estabelecendo parcerias com municípios vizinhos para garantir o atendimento necessário à sua população. distrofia muscular progressiva. Cabe à direção municipal do SUS a gestão da rede de serviços em seu território. • procedimentos em fissuras labiopalatais. • assistência aos pacientes portadores de obesidade (cirurgia bariátrica). • cirurgia cardiovascular pediátrica. • laboratório de eletrofisiologia. • cirurgia vascular. • procedimentos de neurocirurgia. • assistência ao paciente portador de oncologia. Descentralização Processo de transferência de responsabilidades de gestão para o município. • reabilitação protética e funcional das doenças da calota craniana. • cirurgia cardiovascular. . da face e do sistema estomatognático. • procedimentos para a avaliação e tratamento dos transtornos respiratórios do sono. fibrose cística e reprodução assistida. • assistência em traumatoortopedia. • cirurgia das vias aéreas superiores e da região cervical. dependendo do porte e da demanda do município. osteogênese imperfeita.da face e do sistema estomatognático. • assistência em otologia. genética clínica. As principais redes de atenção de alta complexidade do SUS são: • assistência ao paciente portador de doença renal crônica (diálise).

pdf SISTEMA SANITÁRIA APRESENTAÇÃO NACIONAL DE VIGILÂNCIA A Lei Orgânica da Saúde traz um conceito bastante amplo para Vigilância Sanitária: “Art.compreendida todas as etapas e processos. Representa a articulação entre os gestores estaduais e municipais na implementação de políticas. integralidade e resolutividade na atenção à saúde da população. da produção ao consumo. da produção e circulação de bens e da prestação de serviços de interesse de saúde. direta ou indiretamente.saude.gov.Regionalização É um dos princípios que orientam a organização do SUS. Significa organizar os serviços de saúde em cada região para que a população tenha acesso a todos os tipos de atendimento. Quando recebido pelo sistema de saúde.br/portal/arquivos/pdf/cartilha_entendendo_o_sus_ 2007. se relacionem com a saúde. ações e serviços de saúde qualificados e descentralizados. 6o (. diminuir ou prevenir riscos à saúde e de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente.Entende-se por Vigilância Sanitária um conjunto de ações capazes de eliminar... http://portal. o cidadão será encaminhado para um serviço de saúde de referência daquela região. abrangendo: I – o controle de bens de consumo que. garantindo acesso. II – o controle da prestação de serviços que se relacionam direta ou indiretamente com a saúde”.) § 1o . .

com autoridade legal para intervir sobre ambientes e sobre o setor produtivo. ao mesmo tempo” (Campos. A transferência dos recursos relativos a investimentos federais no SUS.saude. com poder de interferir em toda a cadeia do processo saúde-doença. ao ganhar condição para eliminar. É também um conjunto de conhecimentos (uma parte da Saúde Coletiva) sobre a produção de saúde e de doenças.Por esta definição o campo de atuação da Vigilância Sanitária é bastante extenso e corresponde.br). recursos -.gov. mais comumente. Avaliação e Auditoria Informação e Informática em Saúde Gestão e Desenvolvimento de Recursos Humanos GESTÃO SUS DE INVESTIMENTOS NO Os recursos federais para o custeio das ações de saúde são transferidos pelo Fundo Nacional de Saúde para os Fundos Estaduais e Municipais de Saúde ou diretamente como pagamento aos prestadores de serviços. Os recursos para investimentos podem ser disponibilizados por meio de projetos especiais com recursos próprios.fns. Gestão do SUS • • • • Planejamento da Gestão do SUS Controle. a Vigilância Sanitária é uma organização. Regulação. São exemplos dessa modalidade o Programa de Apoio à Implantação de Sistemas Estaduais de Referência Hospitalar em Atendimento de Urgência e Emergência ou o Programa de Apoio à Implantação de Sistemas Estaduais de Referência . talvez. à sua verdadeira dimensão. no entanto. 2002). diminuir ou prevenir riscos decorrentes do meio ambiente. “Assim. neste sentido. é efetuada por meio da celebração de contratos e. e um conjunto de regras (procedimentos técnicos) consideradas potentes para assegurar saúde às pessoas: uma organização com poder legal e um campo de conhecimento especializado. site do Fundo Nacional de Saúde (www. de convênios. da produção e circulação de bens e da prestação de serviços de interesse da saúde. e. equipamentos. faz parte do SUS – uma rede de pessoas. A celebração de convenio somente pode se dar com instituições públicas ou filantrópicas e deve seguir normas próprias estabelecidas pelo MS que podem ser encontradas na Internet.

Considerando o importante papel desempenhado pelas emendas parlamentares. bem como bebidas e águas para consumo humano. • Colaborar na proteção do meio ambiente. ampliação e conclusão de estabelecimentos de saúde e a compra de equipamentos médicohospitalares e de veículos. para orientar a proposição de emendas que contribuam com melhoria do sistema e não criem. REFORSUS O REFORSUS foi criado em 1996. • Fiscalizar e inspecionar alimentos. nele compreendido o do trabalho. produtos e substâncias de interesse para a saúde e participar da produção de medicamentos. compete ao SUS: • Controlar e fiscalizar procedimentos. . compreendido o controle de seu teor nutricional. • Ordenar a formação de recursos humanos na área de saúde. etc. Ou ainda por projetos com recursos de Emendas Parlamentares. BID. • Participar do controle e fiscalização da produção. tendo por base um acordo de empréstimo firmado entre o governo brasileiro e os Bancos Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Mundial (BIRD). no valor de US$ 650 milhões. bem como as de saúde do trabalhador.Hospitalar em Atendimento à Gestação de Alto Risco. Este acordo. no futuro. • Incrementar em sua área de atuação o desenvolvimento científico e tecnológico.). O Componente I permite a execução de obras de reforma. Os investimentos também são feitos por projetos com recursos externos (Banco Mundial. se torna estratégico que o gestor estadual busque manter contato com a bancada do seu Estado no Congresso Nacional. O Componente II financia atividades que objetivam a melhoria da gestão de serviços e de sistemas de saúde. demandas indevidas por recursos de custeio.conass. transporte.br/arquivos/file/paraentenderagestaodosus. equipamentos. O Reforsus deve ser encerrado em agosto de 2003. tóxicos e radioativos. imunobiológicos. guarda e utilização de substâncias e produtos psicoativos. destinou-se a investimentos de recuperação da rede física de serviços de saúde. • Executar as ações de vigilância sanitária e epidemiológica. O REFORSUS é dividido em dois componentes. http://www. a exemplo do REFORSUS.pdf Segundo o artigo 200 da Constituição Federal. hemoderivados e outros insumos. • Participar da formulação da política e da execução das ações de saneamento básico.org.

o usuário tem acesso aos principais programas e projetos desenvolvidos recentemente pelo ministério e fica sabendo como o dinheiro público está sendo investido na promoção da saúde e na qualidade de vida do brasileiro. O socorro é feito após chamada para o telefone 192.org/wiki/Sistema_%C3%9Anico_de_Sa%C3%BAde Ações e Programas Cidadão – Ações e Programas O Ministério da Saúde realiza várias ações programas com a finalidade de trazer a saúde para perto do cidadão e. é realizada por parcerias do ministério com a rede privada de farmácias e drogarias. Ele está estruturado em duas linhas de atuação. focado em produtos contra diabete. alterando. o modelo de saúde centrado em hospitais. Neste caso. o elenco de medicamentos é reduzido. hipertensão e contraceptivos.wikipedia. conhecida como Aqui Tem Farmácia Popular. a especialização necessária para que ele possa exercer seu trabalho com mais qualidade. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer lugar do país. Lançado em 1993. onde são vendidos todos os medicamentos que fazem parte do elenco do programa. Farmácia Popular do Brasil O Farmácia Popular do Brasil é o programa do Ministério da Saúde criado para ampliar o acesso da população aos medicamentos essenciais. bem como na prevenção de doenças. Neste espaço. locais de trabalho ou vias públicas. o . Saúde da Família O objetivo do Saúde da Família é atuar na promoção e manutenção da saúde das pessoas. assim. O SAMU realiza atendimento em qualquer lugar: residências. dar ao profissional.http://pt. SAMU 192 Prestar socorro à população em casos de urgência é a finalidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência. do Ministério da Saúde. A outra linha de atuação. A primeira funciona por meio de parceria do ministério com estados e municípios para a construção física de uma rede própria de estabelecimentos. Conheça abaixo as principais ações ou clique aqui para visualizar todas elas.

o Brasil avançou muito na prevenção e no controle da cárie em crianças. Todos os anos. Nos anos 90. tem o objetivo de promover a expansão quantitativa e qualitativa dos bancos de Leite Humano no Brasil. localizadas em uma área geográfica específica. o foco do mosquito está nas residências. O sucesso dessa ação depende de você: como. iniciativa privada e sociedade. Conheça outros programas e ações do ministério Bancos de Leite Humano A Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano. é necessária a construção de cadastros de usuários. Além de visitar as casas dos brasileiros. aliadas a características urbanas. o Ministério da Saúde realiza campanha nacional de combate à doença. favorecem o desenvolvimento e a proliferação do mosquito transmissor. Cada equipe de profissionais é responsável pelo acompanhamento de um número definido de famílias. a situação de adolescentes. especialmente em países tropicais como o Brasil. A partir desses cadastros. mediante integração e construção de parcerias entre órgãos federais. Para tanto. o Brasil Sorridente têm promovido ações para reverter esse cenário. alguns cuidados devem ser adotados por todos.programa atende hoje 103 milhões de indivíduos. onde as condições do meio ambiente. Programa Nacional de Combate à Dengue A dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo. adultos e idosos ficou entre as piores do mundo. em 90% dos casos. os usuários do SUS e os profissionais de saúde recebem um número nacional de identificação. Brasil Sorridente O Brasil Sorridente é um programa que está presente em diversas ações do Ministério da Saúde e busca melhorar as condições da saúde bucal dos brasileiros de todas as idades. criada em 1998. contudo. creches e atendem nas Unidades Básicas de Saúde. pelo Ministério da Saúde e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). . profissionais de saúde fazem trabalhos educativos em escolas. ao profissional que os realizou e também à unidade de saúde onde foram realizados. Lançado em 2004. de profissionais de saúde e de unidades de saúde. Cartão Nacional de Saúde O Cartão Nacional de Saúde é um instrumento que possibilita a vinculação dos procedimentos executados no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) ao usuário.

avise sua família se você quiser ser um doador. O remédio será fracionado sob a supervisão e responsabilidade do farmacêutico. Programa de Controle do Tabagismo e Outros Fatores de Risco de Câncer O Instituto Nacional de Câncer (Inca) é o órgão do Ministério da Saúde . No Brasil. ágil e com locais de prestação de serviço mais confortáveis. Medicamento fracionado Medicamentos fracionados são remédios fabricados em embalagens especiais e vendidos na medida exata recomendada pelo médico. medula óssea.Doação de Órgãos O Ministério da Saúde tem investido na conscientização da doação de órgãos para serem transplantados a pessoas doentes que precisam de uma nobre atitude de doação para viver. tem o objetivo principal de identificar problemas visuais em alunos matriculados na rede pública de ensino fundamental e em pessoas com mais de 60 anos de idade. basta apresentar a receita em uma drogaria habilitada. sangue e órgãos podem salvar vidas. A idéia é trabalhar em parceria para que o SUS seja mais acolhedor. não é necessário comprar a caixa com seis. A política estimula a implantação de práticas de humanização e a troca solidária de contribuições entre gestores. a doação só acontece com o consentimento dos familiares. O HumanizaSUS também oferece cursos. o HumizaSUS. em um período de três anos. a Política Nacional de Humanização (PNH). em 2007. propõe uma nova relação entre o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) e o profissional que o atenderá. Seus tecidos. HumanizaSUS Instituída pelo Ministério da Saúde em 2003. Para adquirir um medicamento fracionado. realiza oficinas e certifica experiências de humanização bem-sucedidas. Se o paciente tem que tomar quatro comprimidos. O projeto prevê a assistência direta a 44 milhões de pessoas. bem como de promover práticas alimentares saudáveis e prevenir e controlar distúrbios nutricionais. Política Nacional de Alimentação e Nutrição A Política Nacional de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde tem o propósito de garantir a qualidade dos alimentos disponíveis para consumo no país. criado em parceria pelos ministérios da Educação e da Saúde. Olhar Brasil O projeto Olhar Brasil. profissionais de saúde e usuários. Portanto.

Programa Nacional de Controle do Câncer do Colo do Útero e de Mama Viva Mulher Lançado em 1997.responsável por coordenar e executar o Programa de Controle do Tabagismo no Brasil. assim como tratamento e reabilitação em todo o território nacional. entre outras.708. além do Distrito Federal. Como conseqüência. propõe a reintegração social de pessoas acometidas de transtornos mentais e egressas de longas internações. A atuação . o QualiSUS contribui para salvar um maior número de vidas. são oferecidos serviços de prevenção e detecção precoce em estágios iniciais da doença. a fim de obter um padrão de alta qualidade na cobertura da população. é possível obter diversos dados sobre o programa. permitindo à mulher um acesso mais rápido e fácil ao diagnóstico precoce. com a redução dos danos à saúde. orientações sobre como parar de fumar e perguntas freqüentes sobre o uso do tabaco. por meio de ações que estimulem a adoção de comportamentos e estilos de vida saudáveis. Por meio de ação conjunta do Ministério da Saúde com os 26 estados brasileiros. o Projeto Expande tem o principal de objetivo estruturar a integração da assistência oncológica no Brasil. de 31 de julho de 2003. do Ministério da Saúde. atendimento de acordo com o grau de risco do paciente e redução do tempo de permanência nos hospitais da rede pública de saúde. Programa de Volta para Casa O Programa de Volta para Casa. além de assegurar a satisfação por parte da população com o atendimento recebido nos estabelecimentos de saúde. QualiSUS O QualiSUS é o programa do Ministério da Saúde que busca a qualificação do Sistema Único de Saúde (SUS). No site do instituto. além de também estarem disponíveis informações sobre tabagismo passivo. além do tratamento adequado para o tumor. Ele prevê um conjunto de mudanças para proporcionar maior conforto para o usuário. que também prevê o pagamento do auxílio-reabilitação psicossocial. O objetivo é prevenir doenças e reduzir a incidência do câncer e de outras doenças relacionadas ao tabaco. este programa tem o objetivo de reduzir o número de mortes causadas pelo câncer do colo do útero e de mama. segundo critérios definidos na Lei nº 10. Projeto Expande Lançado em 2001 pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca) e pelo Ministério da Saúde.

entre outras ações.saude. http://portal.cfm? idtxt=12592&janela=2 .do programa prevê o envio de equipamentos novos e reforma das instalações dos hospitais.br/portal/saude/visualizar_texto.gov.