You are on page 1of 20

Inovação e Design

Pólo Cachaceiro de PE
Grupo de Estudo: Estratégias de Inovação em Design Professor: Leonardo Castillo Orientandas: Gabriella Martins e Aline Cesário

Eduardo Andrade Erivaldo Sousa Madyana Torres

2/20

Agentes Associações e Organizações
- Associação Brasileira dos Exportadores e Importadores de Alimentos e Bebidas (ABBA); - Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA); - Associação Brasileira de Bebidas (ABRABE); - Associação Pernambucana dos Produtores de Aguardente de Cana (APAR); - Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (ASBRAER);

Agentes Associações e Organizações
- Confraria da Cachaça do Brasil (CCB); - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA); - Federação dos Plantadores de Cana do Brasil (FEPLANA); - Instituto Brasileiro da Cachaça (IBRAC); - Federação Nacional das Associações dos Produtores de Cachaça de Alambique (FENACA); - Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB); - SEBRAE;

Agentes
Regulamentação e Controle de Qualidade
- Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT); - Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (INMETRO);

Agentes Setor Público
- Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB); - Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI); - Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA);

Agentes Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (1860)
O MAPA formula e implementa políticas para desenvolvimento do agronegócio, integrando os aspectos de mercado, tecnológicos, organizacionais e ambientais, para o atendimento dos consumidores do país e do exterior, promovendo a segurança alimentar, a geração de renda e emprego, a redução das desigualdades e a inclusão social.

Agentes
Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Cachaça (2004)
Fórum de discussões que identifica oportunidades de desenvolvimento das cadeias produtivas da cachaça e define ações prioritárias de interesse para o agronegócio brasileiro e seu relacionamento com os mercados interno e externo, como ações de marketing, valorização e regulamentação de uso. Sua última reunião (32ª) aconteceu em 12 de dezembro do ano passado em Brasília e conta com cerca de 20 organizações integrantes em todo Brasil.

Agentes IBRAC (2006)
O Instituto Brasileiro da Cachaça envolve grandes, médias, pequenas e micro empresas na construção de uma entidade nacional. Em âmbito nacional e internacional, tem como grande missão a defesa da Cachaça unindo os produtores, buscando a padronização da cachaça de acordo com os critérios definidos por lei e agregando valor a ela. Participa dos grandes fóruns de discussão setorial possibilitando uma maior interação entre o Instituto e os diversos órgãos do governo brasileiro, como a Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Cachaça (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e o Fórum de Competitividade do Sistema Agroindustrial (Ministério do Desenvolvimento Industrial e Comércio Exterior).

Agentes ABRABE (1974)
Associação Brasileira de Bebidas reúne produtores, representantes, importadores e exportadores de dezenas de tipos de bebidas, como cachaça, vinho e cerveja. Em 1997, para organizar e resgatar o valor histórico e cultural da categoria, a ABRABE criou o Programa Brasileiro de Desenvolvimento da Cachaça (PBDAC).

3/20

Agentes
Câmara Setorial da Cana-de-Açúcar, Açúcar e Álcool do Estado de Pernambuco (2007)
Pernambuco é o primeiro estado a criar sua própria câmara. É um órgão colegiado de ação compartilhada entre o governo, industrias, produtores e trabalhadores do segmento sucroalcooleiro. Busca o fortalecimento e modernização de políticas públicas no setor e identifica os entraves da região canavieira no estado. Tem a participação do Sindicato da Indústria do Açúcar e Álcool no Estado de Pernambuco (Sindaçucar), do Sindicato dos Cultivadores de Cana-de-açúcar do Estado de Pernambuco (Sindicape) e da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco (Fetope).

Agentes APAR (2001)
A Associação Pernambucana dos Produtores de Aguardente de Cana e Rapadura é uma organização civil sem fins lucrativos, que congrega produtores, engarrafadores, envasadores e envelhecedores de aguardente de cana-de-açúcar, produtores de rapadura, produtores de açúcar mascavo e de melado do Estado de Pernambuco, onde juntos são responsáveis pela produção de mais de 100 milhões de litros anuais.

Agentes Legislações e Programas
Programa Brasileiro de Desenvolvimento da Cachaça (PBDAC, 1997)

O Programa Brasileiro de Desenvolvimento da Cachaça (PBDAC) foi criado dentro da Associação Brasileira de Bebidas (ABRABE) em novembro de 1997, pelos produtores de Cachaça com a participação do Governo Federal, através dos Ministérios da Agricultura e Abastecimento, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e da Ciência e Tecnologia, com o propósito de organizar o setor em torno de três objetivos básicos:

Agentes
Programa Brasileiro de Desenvolvimento da Cachaça (PBDAC, 1997)

1. Valorizar a imagem da Cachaça como produto genuinamente nacional, com características históricas, culturais e econômicas significativas para o povo brasileiro; 2. Organizar o setor de Cachaça com o intuito de capacitá-lo para a disputa do mercado internacional de bebidas, visando a competitividade, eficiência e qualidade e o aumento das exportações brasileiras, gerando assim, divisas e empregos para o país; 3. Dar suporte técnico-comercial aos produtores para proporcionar sua inserção tanto no mercado nacional, quanto no internacional.
14/20

Agentes Legislações e Programas
Programa Nacional de Certificação da Cachaça (2005)

É uma parceria entre o Inmetro, através do Sistema Brasileiro de Avaliação de Conformidade (SBAC), e o MAPA que busca destacar as bebidas cuja produção segue corretamente os padrões técnicos, legais, sociais e ambientais, dando às cachaças certificadas um maior valor agregado, o que pode levar a um aumento de sua competitividade e do seu potencial de entrada em novos mercados, sobretudo no exterior, contribuindo para uma nova prática de consumo responsável.

Agentes Legislações e Programas
Programa Nacional de Certificação da Cachaça (2005)

Além de estimularem práticas políticas voltadas para o cooperativismo, melhoria do produto e conquista de um novo público consumidor. O Programa ressalta o incentivo à melhoria contínua da qualidade da bebida e do processo de produção.

Agentes Mapa Hierárquico

Agentes Mapa Hierárquico

Agentes Desdobramento da Agenda Estratégica da Cachaça

Créditos: Margareth Rezende/APAR

Fim

Obrigado :)