You are on page 1of 46

GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA Secretaria de Estado da Fazenda Diretoria de Auditoria Geral

MANUAL MÓDULO DE TRANSFERÊNCIAS PROPONENTE
Cadastro, Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho.
(Convênios, Subvenções Sociais e Contrato de Apoio Financeiro)

Agosto/2012

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS

GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA João Raimundo Colombo Governador do Estado de Santa Catarina

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA Nelson Antônio Serpa Secretário de Estado

DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL Augusto Puhl Piazza Diretor geral

GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS César Fernando Cavalli Gerente de Auditoria de Recursos Antecipados Auditoras Responsáveis: Daniela Potrich Oliveira Larissa Heuko

Rua Saldanha Marinho, 392 – Centro Cep: 88.010-450 Florianópolis - SC

1ª edição __________________________________________________________________________
Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro, Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho.

1

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL - DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS - GERAN

SUMÁRIO
Consultar Programa Transferência no Portal SCtransferências.............................. 3 1.1. Funcionalidade Consultar Programa Transferência........................................... 3 2. Cadastrar Proposta de Trabalho ................................................................................... 9 2.1. Acessar o Módulo de Transferências na Internet – Portal SCtransferências 9 2.2. Funcionalidade Cadastrar/Alterar Proposta ...................................................... 11 2.2.1. Aba Identificação ........................................................................................... 11 2.2.2. Aba Descrição ................................................................................................ 14 2.2.3. Aba Interveniente........................................................................................... 15 2.2.4. Aba Recursos ................................................................................................. 15 2.2.5. Aba etapas...................................................................................................... 17 2.2.6. Aba Despesas ................................................................................................ 20 2.2.7. Aba Doação .................................................................................................... 24 2.2.8. Aba Cronograma............................................................................................ 25 2.2.9. Aba SEITEC ................................................................................................... 27 3. Enviar Proposta de Trabalho ................................................................................... 29 3.1. Funcionalidade Enviar Proposta/Alteração ....................................................... 29 4. Alterar Proposta de Trabalho................................................................................... 31 4.1. Funcionalidade Cadastrar/Alterar Proposta ...................................................... 31 4.1.1. Alteração da proposta de trabalho antes de ser enviada ao concedente.. ................................................................................................................... 31 4.1.2. Alteração da proposta de trabalho depois de ser enviada ao concedente. .................................................................................................................... 33 5. Consultar Proposta de Trabalho ............................................................................. 36 5.1. Funcionalidade Consultar Proposta Transferência .......................................... 36 5.1.1. Consultar Dados da Proposta de Trabalho ................................................... 36 5.1.2. Consultar Trâmite de Aprovação da Proposta de Trabalho ....................... 38 ANEXO I – Documentos para Análise da Proposta ......................................................... 40 ANEXO II – Documentos de Regularidade ....................................................................... 42 ANEXO III – Documentos para Ativar a Conta Corrente................................................. 43 1.

__________________________________________________________________________
Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro, Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho.

2

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL - DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS - GERAN

Este Manual tem por objetivo orientar os proponentes sobre a realização do cadastro, alteração e consulta das propostas de trabalho no Módulo de Transferências, por meio do Portal SCtransferência. Observa-se que: Nas notas de rodapé estão descritas as regras de negócio aplicadas ao sistema. Todos os campos com asterisco * são de preenchimento obrigatório. Todos os campos descritivos podem ter informações coladas, ou seja, pode ser utilizada a opção “Ctrl c” para copiar determinado texto e “Ctrl v” para incluir no campo descritivo do sistema. 1. Consultar Programa Transferência no Portal SCtransferências O usuário interessado em receber recursos estaduais para executar projetos nas áreas da educação, saúde, assistência social, segurança pública, entre outras, deverá consultar no Portal SCtransferências (www.sctransferencias.sc.gov.br) os programas transferência disponíveis para o recebimento de propostas. 1.1. Funcionalidade Consultar Programa Transferência

Tela 1

Para consultar um programa transferência deve ser informado pelo menos um parâmetro de pesquisa para depois clicar no botão . Os campos apresentados na tela acima representam os parâmetros de pesquisa que poderão ser utilizados pelo usuário: __________________________________________________________________________
Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro, Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho.

3

o programa transferência está disponível para receber propostas. Programa Transferência: utilizar esse parâmetro apenas se conhecer o número do programa transferência. Natureza Jurídica : pesquisar o programa transferência pelo tipo de natureza jurídica do proponente. conforme segue: Convênio.Prazo Não Iniciado – PN: quando. o programa transferência não está disponível para receber propostas devido ao prazo para recebimento não ter se iniciado ainda. Exemplo: Clicando no botão do campo “Unidade Gestora/Gestão” o sistema apresentará a relação de órgãos e entidades estaduais. 4 . ou seja: o Voluntário: indica que o concedente aceita receber propostas de vários proponentes.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . o programa transferência não está disponível para receber propostas devido ao prazo para recebimento de propostas ter se encerrado. que contém 10 dígitos. o Emenda Parlamentar: proponente definido por meio de emenda parlamentar ou previamente definido no orçamento.Prazo Encerrado – PE: quando. Tipo Proponente: nesse combo é possível selecionar os programas transferência por tipo de proponente. Disponibilidade: nesse combo o usuário pode buscar os programas orçamentários pelas seguintes situações: o Disponível para Propostas – DI : quando. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. Subvenção Social ou Contrato Apoio Financeiro. desde que esses atendam às exigências legais e preencham os requisitos definidos pelo concedente.GERAN Unidade Gestora/Gestão: órgão ou entidade estadual responsável pelo programa transferência. na data da consulta. Instrumento Transferência: pesquisar os programas transferência disponibilizados por tipo de instrumento. Identificador do Proponente: pesquisar o(s) programa(s) transferência definido(s) para um proponente Específico do Concedente ou de Emenda Parlamentar por meio do número do CPF ou CNPJ. Palavra-Chave: descrever uma palavra-chave que possa localizar o programa transferência desejado. o Específico do Concedente: proponente previamente definido pelo concedente. na data da consulta. conforme demonstrado na tela a seguir: __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . o Indisponível . o Indisponível . exemplo “saúde”. na data da consulta. Ano: informar o ano para listar todos os programas transferências publicados no ano informado.

DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . 5 .ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . Tela 03 Depois de selecionado o órgão ou entidade ao clicar no botão sistema apresentará a tela de validação a seguir: o __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. clicar no número da UG/Gestão (código vermelho).GERAN Tela 02 Para selecionar o órgão ou entidade desejado.

O sistema listará todos os programas transferência publicados pelo órgão ou entidade selecionado. conforme demonstrado a seguir: Tela 05 Clicando no número do programa transferência (código vermelho) o sistema apresentará todos os detalhes do programa transferência.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL .DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . 6 . Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. conforme demonstrado a seguir: Tela 06 __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro.GERAN Tela 04 Incluir os caracteres apresentados na tela e clicar no botão .

GERAN Clicando em cada aba da tela acima (“Detalhamento”. desde que esses atendam às exigências legais e preencham os requisitos definidos pelo concedente. Deverá ser digitado o seu identificador (CPF ou CNPJ). “Dados Proposta”. o sistema só aceitará proposta do proponente identificado. “Critérios de Seleção”: indica os critérios definidos pelo concedente para seleção de propostas ou de proponentes. Quando o proponente é determinado pelo concedente. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. o Emenda Parlamentar: proponente definido por meio de emenda parlamentar ou previamente definido no orçamento. “Identificador do Proponente”: indica o CNPJ do proponente que pode fazer propostas.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . Deverá ser digitado o seu identificador (CPF ou CNPJ). qualquer proponente poderá fazer propostas para o programa transferência selecionado.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . o Específico do Concedente: proponente previamente definido pelo concedente. 7 . se tiver em branco. conforme segue: Tela 07 Tela 08 Na tela acima é importante ficar atento para os seguintes campos: “Tipo Proponente”: podem existir três tipos de proponentes: o Voluntário: indica que o concedente aceita receber propostas de vários proponentes. __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. Neste caso o sistema só aceitará proposta do proponente identificado. “Natureza Jurídica”. “Subação” e “Contrapartida”) poderão ser visualizados todos os dados e requisitos do programa transferência.

Tela 11 __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . “Haverá chamamento público”: indica se o concedente irá realizar chamamento público.GERAN “Data início propostas” e “Data término propostas”: indica o período em que o proponente pode enviar propostas para o programa transferência.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . “Número edital”: indica o número do edital elaborado pelo concedente. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. No exemplo em questão o programa destina-se às prefeituras (municípios). 8 . Tela 09 Na tela anterior constam as naturezas jurídicas autorizadas a enviar propostas para o programa transferência. por meio de edital onde constam regras e critérios de seleção mais detalhados. Tela 10 Na tela anterior são listadas as subações que constam no orçamento e financiarão o Programa Transferência.

2. tendo em vista que o Sistema não permite a inclusão parcial das informações da proposta. No exemplo.sctransferencias. Se o proponente não se enquadrar nos requisitos estabelecidos pelo concedente não deve enviar propostas para aquele programa.GERAN Na tela anterior estão demonstradas as regras de contrapartida estabelecidas pelo concedente para o programa transferência selecionado. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. tipo de proponente. se atende aos requisitos definidos pelo concedente. pois foi definido anteriormente que somente esses podem fazer propostas. Acessar o Módulo SCtransferências de Transferências na Internet – Portal O proponente deverá acessar o site www.br e clicar no ícone “SIGEF”. primeiramente.gov. 2. Recomendamos ter em mãos todos os dados da proposta. Após a validação do cadastro o sistema envia ao proponente uma senha para acessar o Módulo de Transferências na Internet por meio do Portal SCtransferências e encaminhar sua proposta de trabalho. entre outros. O usuário não poderá ficar mais que 30 minutos sem usar o sistema. só existem regras para municípios com IDH > ou = 90% e < 95% do IDH médio do Estado. critérios de seleção.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . Orientações de como realizar um cadastro.1. natureza jurídica autorizada a enviar proposta. consultar sua situação e atualizá-lo podem ser encontradas no Manual de Cadastro do Proponente. tais como. visto que sua proposta será recusada.sc. Ao selecionar um programa transferência para a realização de uma proposta o proponente deve verificar.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . sob pena de perder as informações registradas que ainda não foram incluídas. regras de contrapartida. onde aparecerá a tela a seguir: __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. 9 . Cadastrar Proposta de Trabalho Para cadastrar e enviar uma proposta de trabalho é necessário que o proponente esteja com o seu cadastro atualizado no CAUP – Cadastro Único de Proponentes.

a senha recebida por e-mail e o código verificador. se for o caso.GERAN Tela 13 Incluir o CPF do usuário. Clicar no botão apresentará a tela a seguir: .DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . Ao posicionar o cursor na palavra “Transferências” será apresentada uma relação de funcionalidades em ordem alfabética. __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. Na sequência serão explicadas apenas as funcionalidades necessárias para elaborar e enviar uma proposta de trabalho: Consultar Programa Transferência: essa funcionalidade além de estar disponível no acesso restrito do usuário. Consultar/Alterar Cadastro Proponente: para encaminhar propostas é necessário estar com o cadastro atualizado. Havendo necessidade de atualização novos documentos deverão ser encaminhados para a SDR de abrangência do município sede do proponente (consultar o Manual Cadastro do Proponente). pode ser consultada por qualquer pessoa no Portal SCtransferência. O sistema Tela 14 No canto superior esquerdo irá aparecer o nome do usuário logado.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL .1 desse Manual. Todas as funcionalidades servem para a interação entre o concedente e o beneficiário do recurso e cada uma tem sua função. 10 . Essa consulta segue os passos descritos no item 1. o identificador do proponente (CPF ou CNPJ). Por meio dela o usuário poderá consultar os dados do programa transferência criado pelo concedente. Por meio dessa funcionalidade o usuário poderá consultar seu cadastro e atualizá-lo. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho.

Seguem as especificidades de cada campo: Proponente: preenchimento automático pelo sistema.GERAN Cadastrar/Alterar Proposta: serve para o proponente cadastrar a sua proposta de trabalho e para alterá-la em caso de o concedente solicitar readequação da proposta. de acordo com o usuário logado.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . Funcionalidade Cadastrar/Alterar Proposta Para cadastrar uma proposta de trabalho o usuário deverá clicar na funcionalidade “Cadastrar/Alterar Proposta”. O sistema apresentará a tela a seguir: 2. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. 11 .2.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . Consultar Proposta Transferência: por meio dessa funcionalidade o proponente poderá consultar o trâmite de análise da sua proposta. pois no momento da inclusão da proposta o sistema irá gerar o número automaticamente. Enviar Proposta/Alteração: serve para enviar ao concedente uma proposta de trabalho já cadastrada.2. Programa Transferência: clicando no botão seguinte tela: o sistema apresentará a __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. 2. Proposta Transferência: trata-se do campo número da proposta.1. Não deve ser preenchido. Aba Identificação Tela 15 O botão só deve ser selecionado após o preenchimento das informações constantes de todas as abas e não ao término de cada aba.

Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. poderá selecionar o programa transferência por código.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . subvenção social. Se o usuário preferir.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . contrato de apoio financeiro) clicando nas abas específicas.GERAN Tela 16 Clicando no botão o sistema apresentará todos os programas transferência cadastrados. poderá ser utilizada para Ao clicar no número do programa transferência (código vermelho) o sistema incluirá as informações do programa na proposta. conforme demonstrado na tela a seguir: __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. conforme demonstrado na tela a seguir: Tela 17 A barra de rolagem procurar o programa desejado. nome ou tipo de instrumento (convênio. 12 .

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . quando informada. Observe se a agência indicada é a mais conveniente. o sistema o preencherá automaticamente após a inclusão da proposta. 13 . pois ela não poderá ser alterada a qualquer tempo e. 1 2 A Data Início Execução e Data Início Evento. Agência Banco do Brasil: indicar a agência bancária do Banco do Brasil para o recebimento e movimentação dos recursos. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. Situação: esse campo não deve ser preenchido. que poderá ser: o “Em edição”: indica que o proponente está incluindo as informações na proposta o “Em readequação”: quando a proposta já foi analisada pelo setor técnico do concedente e encaminhada ao proponente para fazer alterações. Gestão: preenchimento Transferência. automático após a seleção do Programa Instrumento Transferência: preenchimento automático após a seleção do Programa Transferência. Esse campo indica qual a situação da proposta. Preencher corretamente o número da agência e seu dígito verificador. devem ser maiores ou iguais à data atual. __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. Data Início Execução1 e Data Término Execução: informar o período em que será executado o objeto da proposta2.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . A Data Início Execução e Data Término Execução são obrigatórias. você deverá comparecer à agência para ativar a conta corrente. Data Início Evento1 e Data Término Evento: esse campo só deve ser preenchido se o objeto referir-se a um evento com data pontual para acontecer.GERAN Tela 18 Unidade Gestora: preenchimento automático após a seleção do Programa Transferência. após a aprovação da proposta.

ou seja. Aba Descrição Tela 19 Título: informar o título da proposta relacionado ao objeto. __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. o “Em descentralização”: quando a proposta foi aprovada e aguarda que o órgão responsável descentralize os créditos orçamentários. Essa informação facilita o reconhecimento do objeto e da proposta.2. Justificativa: justificar a necessidade de executar o objeto proposto. Capacidade Técnica: detalhar a capacidade técnica e operacional do proponente para executar o objeto e atingir a sua finalidade. está sendo realizada a reserva orçamentária e financeira do valor da proposta aprovada. 14 . o “Em análise CDR”: quando a proposta encontra-se em análise no Conselho de Desenvolvimento Regional.2. o “Em análise Secretário”: quando a proposta encontra-se em análise do Secretário/Dirigente do concedente. e o “Em pré-empenho”: quando a proposta está sendo pré-empenhada pelo concedente. o “Em reanálise técnica”: quando o proponente já realizou as readequações na proposta e encaminhou novamente ao concedente para reanálise. Finalidade: descrever que finalidade pública a execução do objeto pretende alcançar. Público Alvo: descrever qual é o público alvo do objeto.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . Objeto: descrever detalhadamente o objeto a ser financiado. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . 2.GERAN o “Em análise técnica”: a proposta foi enviada pelo proponente e encontra-se em análise no setor técnico do concedente.

15 .GERAN Local/Região Execução: descrever o(s) local(is) em que será executado objeto. pois quem define se haverá interveniente ou não é o concedente do recurso.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro.3. Aba Interveniente Tela 20 Essa aba não deve ser preenchida pelo proponente. Aba Recursos Tela 21 Valor Global: incluir o valor total necessário para executar o objeto.2.4. 2.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . Se houver interveniente o concedente encaminhará as informações ao proponente para preenchimento 2.2.

Demais Recursos: esse campo só deve ser preenchido se existirem outros recursos públicos ou privados que serão utilizados na execução do objeto. Se não houver contrapartida deve-se inserir o valor 0. Esse campo será preenchido automaticamente pelo sistema. após clicar no botão “calculadora” .00. 3 __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. As normas de contrapartida devem estar de acordo com aquelas estabelecidas pelo concedente no programa transferência. Valor Contrapartida Financeira4: informar o valor da contrapartida financeira que será aportada no objeto e clicar no botão “calculadora” . 4 O “Valor Contrapartida Financeira (R$)” e “Valor Contrapartida Bens e Serviços (R$)” devem ser maiores ou iguais a zero. Os percentuais de contrapartida devem estar de acordo com o estabelecido pelo concedente no programa transferência. Valor Contrapartida Bens e Serviços4: esse campo será preenchido automaticamente pelo sistema. Para preenchê-lo basta clicar no botão e preencher os campos conforme demonstrado a seguir: Tela 22 A soma dos campos “Valor contrapartida financeira (R$)” e “Valor contrapartida bens e serviços (R$)” deve ser igual ao campo “Valor Contrapartida (R$)”.00. Esse campo será preenchido automaticamente pelo sistema. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. após clicar no botão “calculadora” . Valor Contrapartida3: valor a ser aportado pelo proponente (valor global menos o valor do concedente).DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . Se não houver contrapartida deve-se inserir o valor 0. Valor Repasse: valor a ser repassado pelo concedente (valor global menos o valor da contrapartida).ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . 16 . depois de clicado no botão “calculadora” .GERAN Contrapartida: incluir o percentual de contrapartida que o proponente aportará no instrumento e clicar no botão “calculadora” . No exemplo acima a contrapartida é de 10%.

o Recurso: selecionar no combo a opção financeiro ou bens e serviços. 17 . Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. para Após a inclusão dos dados de cada parceiro clicar no botão incluir as informações dos demais recursos na aba “Recursos”.2.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS .GERAN o CNPJ: incluir o identificador do parceiro que irá participar do financiamento do objeto com recursos financeiros ou com bens e serviços. __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. Aba etapas e .ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL .5. Todos os parceiros incluídos na proposta poderão ser editados ou removidos por meio dos botões 2. o Valor: valor que será oferecido para financiamento do projeto o Materiais/Bens/Serviços: descrever os materiais/bens/serviços que serão doados ou comprados com recurso recebido do órgão ou entidade parceiro. o Nome Parceiro: nome completo do parceiro que também financiará o objeto. o Aplicação do Recurso: indicar como esses materiais / bens / serviços serão aplicados no objeto. conforme tela a seguir: Tela 23 O campo “Total Demais Recursos” irá apresentar um somatório dos valores de todos os parceiros inseridos.

Tarefas: clicar no botão para adicionar todas as tarefas necessárias à execução de uma etapa: __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. Data Início e Data Fim: incluir a data de início e data fim em que será executada a etapa. conforme demonstrado a seguir: Tela 25 Descrição: descrever a primeira etapa necessária à execução do objeto. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho.GERAN Tela 24 Etapas . Esta data deve estar compreendida entre a data de início e a data fim da execução da proposta.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . 18 .Botão : incluir as etapas e as tarefas necessárias para a execução do objeto.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . prevista na aba “Identificação”.

que se deseja alterar e clicar no botão __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. 19 . conforme exemplo a seguir: . Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. conforme demonstrado na tela a seguir: Tela 28 Para inserir nova etapa clicar no botão já mencionado. Botão e preencher a tela conforme : serve para alterar uma etapa adicionada. Selecionar a etapa .ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . Uma Tela 27 Depois de incluídas todas as tarefas clicar no botão para adicionar a etapa e suas tarefas na aba “Etapas”.GERAN Tela 26 Descrever cada tarefa pertencente à etapa e clicar no botão etapa pode ter uma ou várias tarefas.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS .

Botão : Nessa aba devem ser adicionadas todas as despesas necessárias à execução do objeto.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . etapa que se deseja remover e clicar no botão 2. bem ou serviço que será adquirido detalhando as especificidades dessa despesa.6.GERAN Botão : serve para remover uma etapa já adicionada. inclusive aquelas que serão arcadas com recursos da contrapartida.2. Aba Despesas Tela 29 Despesas . Clicar no botão .DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . Selecionar a . Em caso de obra há o projeto básico que irá descrever todas as despesas de forma detalhada. enfim. Exemplo: marca. potência. tamanho. todas as características que interferem no preço do produto. 20 . conforme a seguir: Tela 30 Material/Serviço/Obra: descrever o material. Essas despesas não precisarão ser inseridas uma a uma no __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho.

abrangendo. a compra de instalações. No campo quantidade deve-se inserir o número 1. 21 . material permanente. 5 __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. inversão financeira e transferência de capital.º 3. entre outras ações. bem como as amortizações de dívida e concessões de empréstimos.: Hospital Nossa Senhora da Luz. o sistema apresentará a tela a seguir: e depois no botão Tela 31 O Decreto (estadual) n. mencionando no campo descritivo o nome da obra. Clicar no código “3” para despesas correntes5 ou no código “4” para despesas de capital6 e o sistema retornará a tela com o campo preenchido: Aquela necessária à manutenção da ação governamental e à prestação de serviço público.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . O que deve ser cadastrado como despesa é a própria obra.00 e no valor unitário o valor total da obra.221/2010 prevê quais despesas classificam-se como correntes e quais despesas classificam-se como de capital. ex. compra de material de consumo e gasto com reforma e conservação de bens móveis e imóveis. Essa classificação orçamentária foi reduzida a “Despesas Correntes” e “Despesas de Capital” para facilitar o preenchimento pelo usuário. equipamentos. Classificação Orçamentária: clicar no botão pesquisar . Desdobram-se em investimento. 6 As realizadas com o propósito de formar e/ou adquirir ativos reais.GERAN sistema. títulos representativos do capital de empresas ou entidades de qualquer natureza. o planejamento e a execução de obras. tais como: pagamento de pessoal e de serviços de terceiros. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS .

DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . ISSQN. metro quadrado. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. o Bens/Serviços8: deve ser selecionado quando a despesa que está sendo cadastrada refere-se a um bem ou serviço que será dado como contrapartida pelo proponente. Recurso: esse combo possui duas opções: o Financeiro7: deve ser selecionado quando a despesa que está sendo cadastrada será paga com recursos financeiros do instrumento. Unidade de Medida: descrever a unidade de medida da despesa. o Serviço: deve ser selecionado quando a despesa for a contratação de serviço. fabricação. recuperação ou ampliação de bem.GERAN Tela 32 Tipo despesa: esse combo possui quatro opções de classificação: o Bem: deve ser selecionado quando a despesa for aquisição de um bem/material. construção. metro. Por exemplo: unidade. litro.). o Obra: deve ser selecionado quando a despesa for do tipo obra. quilometro. etc. quilowatt-hora. o Tributo: deve ser selecionado quando a despesa for pagamento de tributo (INSS. Essa opção só deve ser usada nos casos em que a proposta prever contrapartida em bens e serviços. por isso também as despesas de contrapartida em bens e serviços que devem ser economicamente mensuráveis serão incluídas com o seu respectivo valor de mercado. recursos do concedente e recursos da contrapartida financeira. reforma. etc. 22 . ou seja. 8 O somatório das despesas do recurso “Contrapartida Bens/Serviços” deve ser igual ao campo “Valor contrapartida bens e serviços (R$)”. grama. tonelada. 7 __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. se houver. O valor total das despesas deve coincidir com o valor do convênio.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . ou seja. O somatório das despesas do recurso “Financeiro” deve ser igual à soma dos campos “Valor Repasse” e “Valor Contrapartida Financeira”.

clicar no botão . O sistema incluirá as informações na aba despesas. Tela 33 Depois de preencher todas as informações da despesa. Valor Total7: esse campo é preenchido automaticamente pelo sistema quando clicar no botão “calculadora” .DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . Para adicionar mais despesas clicar no botão conforme já mencionado.GERAN Quantidade9: descrever a quantidade que será adquirida do produto especificado. 23 . Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. conforme demonstrado a seguir: Tela 34 Ao final da tela podem-se conferir os valores inseridos que estão totalizados nos campos “Total Financeiro (R$)” e “Total Contrapartida Bens/Serviços (R$)” a título de despesas correntes e de capital. __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . Valor Unitário7: descrever o valor unitário do produto. 9 e preencher a tela O “Valor Unitário (R$)” e “Quantidade” das despesas e “Valor (R$)” devem ser maiores que zero.

não é necessário o cadastro detalhado das despesas. 24 . medicamentos.2. Aba Doação Tela 35 Essa aba só deve ser preenchida para os casos em que o objeto tratar de doação. 2. pois o proponente encaminhará o projeto básico detalhando a mesma.7.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . cestas básicas. Exemplo: doação de cadeira de rodas para deficientes físicos. basta a inclusão de um item com os dados da obra.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . O Sistema incluirá as informações na aba “Doação”. etc. O Sistema apresentará a tela a seguir: Tela 36 Preencher os dados pessoais das pessoas que receberão os objetos doados e clicar no botão . Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. conforme demonstra a tela a seguir: __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. Clicar no botão .GERAN Todas as despesas incluídas na proposta poderão ser editadas ou removidas por meio dos os botões e . No caso de obra.

conforme sua disponibilidade financeira. Todos os beneficiados incluídos na proposta poderão ser editados ou removidos por meio dos os botões 2.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . Eventuais modificações serão informadas __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. pois quem definirá quando e qual o valor de cada repasse será o concedente. Cabe destacar que esse cronograma é apenas uma sugestão do proponente.8.2. Tela 37 No cronograma deverão ser detalhados os valores e o mês que o proponente precisará do recurso para a execução do objeto. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . 25 . Aba Cronograma e .GERAN Caso existam vários beneficiados todos devem ser incluídos clicando no botão .

Para adicionar o Cronograma10 11 deve ser clicado no botão : Tela 38 Os meses preenchidos na tela acima devem estar compreendidos entre as datas de início e fim de execução da proposta. com Recurso igual a “Financeiro” informadas nas Despesas. 11 Os valores definidos no cronograma devem estar dentro do período de vigência da Transferência: mês/ano da “Data início execução” e mês/ano da “Data término execução”. 15 O Total Cronograma Contrapartida Financeira deve ser igual ao “Valor Contrapartida Financeira (R$)”. conforme apresentado na tela a seguir: Para adicionar/editar um cronograma os campos Valor global (R$).GERAN ao proponente. Mês: preencher o valor a ser repassado pelo concedente no campo repasse14 e o valor da contrapartida financeira proporcional do proponente no campo contrapartida financeira15. 13 O somatório das Despesas de Capital informadas no Cronograma deve ser igual ao somatório das Despesas de Capital. e clicar no botão “Calculadora” . um para as despesas correntes e outro para as despesas de capital. Despesa: selecionar o tipo de despesa incluído na proposta: “Despesa Corrente” ou “Despesa de Capital”12 13. 26 . O somatório de ambos os cronogramas deve fechar com os valores previstos na aba “Recursos”. deverá incluir dois cronogramas. O sistema fará o cálculo automático dos campos totais. Data início execução e Data término execução devem ter sido informados. Ano: preencher o ano em que deverá ocorrer o repasse do recurso financeiro. Contrapartida (%).DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. 10 __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. previstas na aba “Identificação”. 12 O somatório das Despesas Correntes informadas no Cronograma deve ser igual ao somatório das Despesas Correntes. se for o caso. Importante saber que se o proponente tiver cadastrado despesas correntes e despesas de capital na aba “Despesa”.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . O cronograma final do instrumento constará no plano de trabalho aprovado. 14 O Total Cronograma Repasse deve ser igual ao “Valor Repasse (R$)”. com Recurso igual a “Financeiro” informadas nas Despesas.

2.GERAN Tela 39 Clicar no botão para adicionar os valores na aba “Cronograma”. 27 .DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS .9. conforme demonstrado na tela a seguir: Tela 40 Todas as despesas incluídas no cronograma poderão ser editadas ou removidas por meio dos os botões 2.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . Aba SEITEC e . Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro.

GERAN Tela 41 Essa aba só deve ser preenchida para o caso de contrato de apoio financeiro do SEITEC. o proponente deverá clicar no botão . Modalidade: selecionar a modalidade do projeto. conforme o Fundo que o Programa Transferência estiver vinculado (Fundo da Cultura.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . conforme a tela a seguir. O sistema apresentará a mensagem “Operação Realizada com Sucesso” e informará o número da proposta. Fundo do Turismo ou Fundo do Esporte). Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. e Caracterização do Serviço: selecionar a caracterização do serviço de acordo com o projeto previsto na proposta. 28 . Tipo Fundo: esse campo será preenchido pelo sistema. na qual foi gerada a proposta número (código) 0000066: __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . Após o preenchimento de todas as abas.

Para enviar a proposta de trabalho deve ser acessada a funcionalidade “Enviar Proposta/Alteração”: Tela 43 Tela 44 Tela 45 Conforme demonstrado nas telas anteriores. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. Nesse caso.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL .DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . Enviar Proposta de Trabalho 3. Para isso. basta clicar no botão demonstrado a seguir: . pois elas informam qual a regra que o sistema está prevendo. a proposta pode ser pesquisada por número (código).GERAN Tela 42 Se não aparecer a mensagem “operação realizada com sucesso”. Funcionalidade Enviar Proposta/Alteração Depois de cadastrar a proposta de trabalho o proponente deve enviá-la por meio do sistema para o concedente realizar a análise da proposta. Na tela 43 o usuário pode buscar todas as propostas cadastradas. os erros serão descritos pelo sistema para que sejam corrigidos. por objeto ou por instrumento. 3. conforme __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. quer dizer que os campos não foram preenchidos corretamente. 7). Cada mensagem de erro é exibida na aba em que há o erro. Se não conseguir entender o erro somente pela mensagem consulte as regras de negócio constantes do rodapé relacionadas a aba em que se encontra o erro.1. 29 . A data de envio da proposta de trabalho deve estar compreendida dentro do período de recebimento de proposta previsto no programa transferência (ver a Tela 08 da pág. nenhum dado deve ser preenchido.

O sistema apresentará a tela a seguir: Tela 47 Na parte superior da tela o sistema permite a consulta de todos os dados cadastrados. Enviar Proposta/Alteração: selecionar o check-box “Sim” e clicar no botão . Na parte inferior constam os campos a serem preenchidos.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. Essas informações não podem ser alteradas. 30 .DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . O sistema apresentará a seguinte mensagem: __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro.GERAN Tela 46 Clicar no número da proposta (código vermelho). como segue: Observação Proponente: nesse campo o proponente pode incluir observações sobre sua proposta. Se o proponente verificar algum erro deverá retornar à funcionalidade cadastrar/alterar proposta e realizar a alteração pretendida.

Alterar Proposta de Trabalho 4. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. Alteração da proposta de trabalho antes de ser enviada ao concedente.GERAN Tela 48 Clicando no botão o sistema apresentará a seguinte tela: Tela 49 Após. clicar no botão para voltar à tela inicial.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . para isso basta acessar a funcionalidade “Cadastrar/Alterar Proposta”: __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro.1. 31 . A proposta de trabalho pode ser alterada a qualquer momento antes do envio ao concedente. Funcionalidade Cadastrar/Alterar Proposta 4.1.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . 4.1. A relação dos documentos que devem ser encaminhados para análise consta no Anexo Único desse manual.

DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . No caso de não saber essas informações o proponente pode clicar no botão e o sistema listará todas as propostas cadastradas por ele.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL .GERAN Tela 50 Clicar no botão o sistema apresentará a tela a seguir: Tela 51 A proposta pode ser buscada por número (código) ou por objeto. conforme demonstra a tela a seguir: __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. 32 .

DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS .ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . Para consultar a proposta de trabalho e a análise do concedente ver o item 2. __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. conforme demonstra a tela a seguir: Tela 53 Alterar as informações necessárias constantes nas abas e clicar no botão .5 desse Manual. Alteração da proposta de trabalho depois de ser enviada ao concedente. salvo se o concedente durante a sua análise retornar a proposta para readequação.1. no caso de verificado algum problema a ser corrigido. O sistema retornará todas as informações da proposta selecionada.2. O sistema retornará a informação “Operação realizada com sucesso”. o proponente não poderá mais alterá-la. Depois de enviar a proposta. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. 4. 33 .GERAN Tela 52 Clicar no número da proposta (código vermelho).

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . O Sistema apresentará todas as propostas cadastradas pelo proponente. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. conforme tela a seguir: __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . Tela 54 Clicar no botão : Tela 55 Clicar no botão .GERAN Para alterar uma proposta por solicitação do concedente o proponente deve acessar a funcionalidade “Cadastrar/Alterar Proposta”. 34 .

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . Tela 57 Alterar os dados solicitados pelo concedente e clicar no botão . 35 .DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . conforme demonstrado na tela a seguir: __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro.GERAN Tela 56 Clicar no número da proposta (código vermelho) que se deseja alterar.O sistema apresentará a mensagem “Operação realizada com Sucesso”. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho.

1.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . tipo de instrumento ou situação.GERAN Tela 58 Após a alteração ser realizada a proposta deve ser reenviada para o concendente. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. 36 .3 desse Manual. Tela 59 O proponente pode consultar sua proposta por número (código . Consultar Dados da Proposta de Trabalho Para consultar a proposta enviada o proponente deverá acessar a funcionalidade “Consultar Proposta Transferência”. Funcionalidade Consultar Proposta Transferência 5. 5.1.1. para isso seguir os mesmos passos descritos no item 2. Consultar Proposta de Trabalho 5. conforme demonstrado nas telas a seguir: __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro.conforme demonstrado na tela acima).ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . objeto.

para visualizar a situação da proposta transferência.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS .ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL .GERAN Tela 60 Tela 61 Tela 62 Para selecionar todas as propostas enviadas. Clicar no número da proposta (código vermelho) para visualizar as informações constantes na proposta. __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. não incluir nenhuma informação na tela 59 e clicar no botão . 37 . Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. conforme demonstrado na tela a seguir: Tela 63 Posicionar o mouse sobre as siglas da última coluna.

__________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. Aba Técnico: demonstra o resultado da análise técnica.GERAN Tela 64 Poderão ser visualizados todos os dados da proposta clicando em cada aba da tela anterior. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. consta o botão para consulta do tramite de aprovação da proposta. Clicar nesse botão para o sistema apresentar a tela a seguir: Tela 65 Acessando cada aba o proponente poderá conhecer o resultado da análise de sua proposta.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . Consultar Trâmite de Aprovação da Proposta de Trabalho Na parte inferior da Tela 64.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . 38 .2. 5. Aba CDR: demonstra o resultado da deliberação do Conselho de Desenvolvimento Regional.1. caso já tenha sido realizada.

GERAN PDIL: demonstra o resultado da análise da Diretoria de Políticas Públicas da SOL (somente para o instrumento Contrato de Apoio Financeiro). Comitê Gestor: demonstra o resultado do parecer do Comitê Gestor (somente para o instrumento Contrato de Apoio Financeiro). Existem três momentos que o proponente deve encaminhar documentos no processo de aprovação de sua proposta. CECTE: demonstra o resultado do parecer dos Conselhos de Turismo. o proponente deve encaminhar à SDR de abrangência do seu município os documentos necessários à celebração do instrumento. veja o quadro abaixo: TIPO DOCUMENTO ÓRGÃO/ ENTIDADE RECEBEDOR MOMENTO DOCUMENTOS CADASTRAIS16 SDR DEPOIS DE TER SE CADASTRADO NO PORTAL SCTRANSFERÊNCIAS DEPOIS DE TER ENCAMINHADO PROPOSTA DE TRABALHO POR MEIO DO PORTAL SCTRANSFERÊNCIA DEPOIS DE TER SUA PROPOSTA APROVADA PELO SECRETÁRIO/DIRIGENTE DO CONCEDENTE DESPOIS DE TER ASSINADO O INSTRUMENTO JUNTO AO CONCEDENTE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS À ANÁLISE TÉCNICA DAPROPOSTA17 CONCEDENTE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS À CELEBRAÇÃO18 DOCUMENTOS NECESSÁRIOS À ATIVAÇÃO DA CONTA CORRENTE JUNTO AO BANCO DO BRASIL19 SDR BANCO DO BRASIL 16 17 A relação dos documentos cadastrais encontra-se descrita no Manual de Cadastro do Proponente. 39 .DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . A relação de documentos necessários à análise da proposta consta no Anexo I desse Manual. 18 A relação de documentos necessários à celebração do instrumento consta no Anexo II desse Manual. 19 A relação de documentos necessários à ativação da conta corrente junto ao Bando do Brasil conta no Anexo III desse Manual. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. Quando a proposta tiver sido aprovada pela Casa Civil. Cultura e Esporte (somente para o instrumento Contrato de Apoio Financeiro). __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. Secretário: demonstra o resultado do parecer do Secretário/Dirigente do órgão ou entidade concedente. e SCC: demonstra a autorização da Casa Civil (Governador).ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL .

registro no CPF ou no CNPJ. 1. 3.1.320.2. registro no CPF ou no CNPJ. quando se tratar de obras em estabelecimentos de saúde. Nas obras ou serviços de engenharia. O modelo desse documento pode ser encontrado no site www. valor unitário e valor total. Projeto aprovado pelos órgãos sanitários estaduais competentes. data da pesquisa.2.4. Projeto Básico. telefone de contato. no caso de haver contrapartida e o proponente ser ente da federação. Na aquisição de bens e prestação de serviços.3. detalhamento do bem ou serviço.gov.2. Termo de Repasse (Subvenção Social) 2. O modelo desse documento pode ser encontrado no site www. Licenças ambientais expedidas pelos órgãos competentes. acompanhados da indicação do nome ou razão social. detalhamento do bem ou serviço. 25 da Lei nº 6. Orçamento Prévio contendo. no mínimo.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . três fornecedores pesquisados. 1. expedidas pelos órgãos competentes.sctransferências.2. 17 e no § 1º do art. patente industrial.1. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. encaminhar Orçamento Prévio. Certidão emitida pelo Cartório de Registro de Imóveis comprovando a propriedade plena do imóvel com data não superior a 30 (trinta) dias. Projeto de captação de águas pluviais.sctransferências.2.3. data da pesquisa. se for o caso. e 1. e 2.br. Previsão Orçamentária referente à contrapartida. encaminhar: 1. Comprovantes de que o proponente é o detentor dos direitos de exploração comercial de marca. Previsão Orçamentária referente a contrapartida. que poderá ser dispensado pela autoridade competente no caso de objeto padronizado. 40 . 2.2. 1. 1.sc. quando o convênio envolver obras.GERAN ANEXO I – Documentos para Análise da Proposta Documentos necessários à análise técnica da proposta que deverão ser encaminhados ao concedente: 1. conforme previsto no art.6.2. incluindo quantidade. no caso de haver contrapartida e o proponente ser ente da federação. de 20 de dezembro de 1983. Termo de Convênio 1. 1.sc. Registro fotográfico das condições atuais do bem no caso de pequenos reparos.2. incluindo quantidade. em caso de construção nova. no mínimo. Alvarás e licenças municipais necessárias à realização de obras.1.br . conforme o Decreto nº 99.1. processo de produção. 3. acompanhados da indicação do nome ou razão social.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro.gov. instalações ou serviços que exijam estudos ambientais. valor unitário e valor total. produto ou obra intelectual ou artística original. contendo. Termo de Contrato de Apoio Financeiro (SEITEC) 3. 1.2.2. telefone de contato.5. de 1º de março de 2007. três fornecedores pesquisados.

telefone de contato.br. três fornecedores pesquisados. 3. O modelo desse documento pode ser encontrado no site www. 3. 3. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho.sctransferências. por meio da SOL e respectivo fundo. 3. conforme o Decreto nº 99.8. Na aquisição de bens e prestação de serviços.8. e 3. contendo. Plano de distribuição dos produtos resultantes da execução do contrato. Nas obras ou serviços de engenharia encaminhar: 3. acompanhados da indicação do nome ou razão social.8. Edital elaborado pelo proponente definindo as regras de julgamento e os valores para aprovação prévia do contratante. incluindo quantidade. se for o caso. Registro fotográfico das condições atuais.3. 41 . o apoio institucional do Governo do Estado de Santa Catarina.8.GERAN 3.RRT expedida pelo conselho profissional competente. no caso de despesas com premiações. Projeto Básico.8. quando o contrato envolver obras. obrigatoriamente. 3.5. no caso de patrimônio tombado. Documentos específicos para cada tipo de projeto previstos em instrução normativa da SOL. valor unitário e valor total. Projeto de captação de águas pluviais. 3.4. Licenças ambientais expedidas pelos órgãos competentes. 3.3. detalhamento do bem ou serviço. de 1º de março de 2007. em caso de construção nova. e 3.7. registro no CPF ou no CNPJ. Plano de mídia para a divulgação do projeto onde deverá constar. __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. instalações ou serviços que exijam estudos ambientais.8. 3. 3.9.8.gov. Cópia autenticada da Anotação de Responsabilidade Técnica – ART ou Registro de Responsabilidade Técnica .DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS .8.8.5.6.1.8. 3.sc.7.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL .6.4. Certidão emitida pelo Cartório de Registro de Imóveis comprovando a propriedade plena do imóvel com data não superior a 30 (trinta) dias. encaminhar Orçamento Prévio. no mínimo. Alvarás e licenças municipais expedidas pelos órgãos competentes. Estimativa de bordereaux de evento nos casos em que houver cobrança de ingresso.2. 3. data da pesquisa. Projeto arquitetônico aprovado pelas autoridades responsáveis pelo tombamento e decreto de tombamento.

Pessoa Física 1. Certificado de Regularidade Previdenciária. e 2. Certidão de Regularidade perante o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço .1. Entes Públicos 3. Não existe documentos a serem apresentados nessa fase.FGTS.2.1. e 3.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL .1. 3.FGTS. Certidão de regularidade perante a Previdência Social. Certidão de regularidade perante a Previdência Social. Entidade Privada sem Fins Lucrativos 2. 42 . __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro.2.3.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . 3. Certidão de Regularidade perante o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço . 2. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho.GERAN ANEXO II – Documentos de Regularidade Documentos de regularidade necessários à celebração do instrumento que deverão ser encaminhados à SDR de abrangência do município sede do proponente: 1.

1. Pessoa Física Para cadastramento no Banco do Brasil.2. requerimento de empresário. Autorização de aplicação dos recursos financeiros (documento fornecido na agência do Banco do Brasil).1. carteira de trabalho.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL .DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . Certidão de nascimento para menor representado ou assistido e mandato de tutela ou curatela se for o caso. Autorização para o Banco do Brasil consultar o Sistema de Informações de Crédito gerido pelo Banco Central do Brasil (documento assinado na agência do Banco do Brasil). atas. Assinar a Declaração de Propósitos e Natureza da Relação de Negócio (documento assinado na agência do Banco do Brasil).6. para fins de fiscalização. Dados Profissionais: exceto se trabalhador informal. devidamente registrados nos órgãos competentes). apresente à agência originais e cópias dos documentos abaixo. contrato social. 43 . e 1. fornecida e assinada por profissional de contabilidade. que deverão ser entregues ao Banco do Brasil: 1.4.GERAN ANEXO III – Documentos para Ativar a Conta Corrente Documentos necessários à ativação da conta corrente. Documento de constituição e suas alterações posteriores (estatuto. 1. 1. 2. Cópia do CPF. referentes à Empresa/Entidade: 2. 1. telefone em nome do próprio e relativo ao mês corrente ou anterior).7. 1. apresentar um dos comprovantes a seguir: contracheque. DECORE Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos. 1.). Comprovante de residência (talão de água. 1. 2. 1. declaração comprobatória de rendimentos fornecida pela empresa ou comprovante de recolhimento do INSS.3. Pessoa Jurídica Para cadastramento no Banco do Brasil. __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro.8. apresente à agência os originais e cópias dos documentos: 1. 1.9. Cópia do documento de identidade e CPF do cônjuge.2. etc. Comprovante de inscrição e de situação cadastral do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda/Secretaria da Receita Federal.1. 1. luz. Cópia do documento de Identidade.12. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. Apresentação de cópia do Instrumento celebrado. Certidão de Casamento.10. Autorização para fornecimento de extratos com a movimentação financeira da conta corrente ao Governo do Estado e ao Tribunal de Contas do Estado. análise dos dados e disponibilização das informações no Portal SCtransferências (documento fornecido na agência do Banco do Brasil).11.5.

3. Estadual ou Municipal e decreto do poder executivo. 3.7.4. Assinar a Declaração de Propósitos e Natureza da Relação de Negócio (documento fornecido na agência do Banco do Brasil). referentes aos Entes Públicos: 3. Autorização para fornecimento de extratos com a movimentação financeira da conta corrente ao Governo do Estado e ao Tribunal de Contas do Estado.DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . Autorização de aplicação dos recursos financeiros (documento fornecido na agência do Banco do Brasil). 2. Quando não constar na Lei a data de constituição da prefeitura. Cópia do documento de identidade e CPF do Representante Legal de sócio considerado por lei incapaz. 2. 2. Relação de Faturamento (documento fornecido na agência do Banco do Brasil).2.5. quando houver representação diferente da indicada no documento de constituição ou alteração. __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. carteira de trabalho. Para Prefeitura: Lei Orgânica. 2. ou órgão público: Lei Federal. 44 . DECORE . Ficha de inscrição estadual. há 30 dias. fornecida e assinada por profissional de contabilidade.12. Cópia do comprovante de residência dos dirigentes e cônjuges ((talão de água. Autorização para o Banco do Brasil consultar o Sistema de Informações de Crédito gerido pelo Banco Central do Brasil (documento fornecido na agência do Banco do Brasil). Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho. 2.9. apresente à agência originais e cópias dos documentos abaixo. Apresentação de cópia do Instrumento celebrado. Entes Públicos Para cadastramento no Banco do Brasil. por mei de consulta à internet (www. luz.fazenda.6. Para autarquia.3. Preenchimento do Formulário de Coleta de Dados da Empresa (documento fornecido na agência do Banco do Brasil). 2.gov.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL .br).1. análise dos dados e disponibilização das informações no Portal SCtransferências (documento fornecido na agência do Banco do Brasil). No caso de Procurador.3. fundação pública. anexar a procuração. 2. 2. 2. Documento de constituição e suas alterações posteriores devidamente registrados nos órgãos competentes.14. podendo ser dispensado o último caso a lei contenha o respectivo decreto. 2.10.GERAN emitido.11. telefone em nome do próprio e relativo ao mês corrente ou anterior). 2. quando houver.Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos. para fins de fiscalização. 3. no máximo. Cópia da Carteira de Identidade e CPF dos dirigentes e cônjuges. Ato de nomeação ou procuração.receita. 3. Cópia do comprovante de renda dos dirigentes e cônjuges: contracheque. quando existente. e 2.13. pode ser informada a data de constituição/abertura do CNPJ obtido na SRF. declaração comprobatória de rendimentos fornecida pela empresa ou comprovante de recolhimento do INSS.8.4.

3. 3. Declarações/Autorizações para registro de característica especial.gov. decreto ou ato administrativo para tal finalidade). (O comprovante de endereço poderá ser o cartão do CNPJ).5. 3.14. 3.10. análise dos dados e disponibilização das informações no Portal SCtransferências (documento fornecido na agência do Banco do Brasil). Receita Orçamentária. há 30 dias.6. 3. 3. no máximo. Comprovante de inscrição e de situação cadastral do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda/Secretaria da Receita Federal. citando a lei.br).fazenda.9.ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE AUDITORIA GERAL . 3. Autorização para o Banco do Brasil consultar o Sistema de Informações de Crédito gerido pelo Banco Central do Brasil (documento fornecido na agência do Banco do Brasil).DIAG GERÊNCIA DE AUDITORIA DE RECURSOS ANTECIPADOS . Autorização de aplicação dos recursos financeiros (documento fornecido na agência do Banco do Brasil).11. alterações e os atos de nomeação de representantes devem ser publicados em diário oficial ou. Cópia do documento de identidade e CPF do representante legal No caso de Procurador. Autorização para fornecimento de extratos com a movimentação financeira da conta corrente ao Governo do Estado e ao Tribunal de Contas do Estado. Ato delegatório de poderes para os representantes legais (documento de nomeação indicando o nome do representante. 3. de acordo com o determinado na lei orgânica. Apresentação de cópia do Instrumento celebrado.receita. Alteração e Consulta da Proposta de Trabalho.15. Assinar a Declaração de Propósitos e Natureza da Relação de Negócio (documento fornecido na agência do Banco do Brasil). e 3. emitido. Comprovante de Endereço. __________________________________________________________________________ Manual de Sistema Módulo de Transferências – Cadastro. as atribuições do cargo. por meio de consulta à internet (www. para fins de fiscalização.13. 45 . anexar a procuração.7.12. no caso de órgão e entidade municipal. 3. OBS: Os documentos de constituição.8.GERAN 3.