You are on page 1of 5

MATEMÁTICA

DIVISÃO PROPORCIONAL

A divisão proporcional é representada por um conjunto de números proporcionais e grandezas proporcionais.

NÚMEROS PROPORCIONAIS
Em toda proporção o produto dos extremos é igual ao produto dos meios. Assim, considerando o exemplo acima temos: • Produto dos Extremos: 3 . 4 = 12 • Produtos dos Meios: 2 . 6 = 12 EXEMPLOS: 1. As proporções 3 5 e 4 , formam uma proporção 7

R.: Não, pois, 3 . 7 = 21 e 5 . 4 = 20 2. Calcule x nas proporções: a) x = 6 5 10 Solução: Aplicando a propriedade fundamental das proporções, temos: 10x = 30

PROPRIEDADE RECÍPROCA
Se tivermos quatro números diferentes de zero, onde o produto do primeiro pelo quarto é igual ao produto do segundo pelo terceiro, então esses quatro números formam uma proporção.

3, 6, 2, 4 (1º) (2º) (3º) (4º) Como 3 . 4 = 6 . 2, então esses números formam uma proporção que pode ser escrita de oito formas diferentes (transformadas):

EXEMPLO: Considerando os números

1ª) 3 6 2ª) 3 2 3ª) 4 6 4ª) 4 2

=

2 4 6 4 2 3 6 3 (permutando-se os meios)

=

=

(permutando-se os extremos)

=

(permutando-se os meios e os extremos)

Página 1 de 5.

.5ª) 6 3 6ª) 2 3 7ª) 6 4 8ª) 2 4 = 4 2 4 6 3 2 3 6 invertendo-se as razões das proporções 1ª. Exemplo: 9 6 e 8 4 6 4 16 8 . = 9 3 5 15 . 30 x = 7 . 12 x = 5 .Cálculo da Quarta Proporcional A) A QUARTA PROPORCIONAL É UM EXTREMO Veja 4 = 12 5 x Aplicamos a propriedade fundamental das proporções.PROPORÇÃO CONTÍNUA Quando uma proporção tem meios ou os extremos iguais ele é contínua. = = = TERCEIRA E QUARTA PROPORCIONAIS .QUARTA PROPORCIONAL Quarta proporcional é quando um número forma com outros três uma proporção. B) A QUARTA PROPORCIONAL É UM MEIO Veja: 7 = 35 x 30 Aplicaremos a propriedade fundamental: 35. 3ª e 4ª. então o 3 é a quarta proporcional. 9 e 15 formamos uma proporção.x = 7 . . 2ª. 5. 30 35 x = 6 Logo: O produto dos extremos dividimos por meio conhecido é igual a um meio desconhecido.TERCEIRA PROPORCIONAL Página 2 de 5. Exemplo: Com os números 3. 12 4 x = 15 Logo: O produto dos meios dividido pelo extremo conhecido é igual a um extremo desconhecido.x = 5 . 4.

temos: 10 = 1 20 2 = 1 10 R$ 5. se comprasse 30m. percorre 300 km ou: I 1 hora ------------.00 15.600 tijolos 4 horas ------.300 km Donde: 60 1= 2 120 .00 2 20 R$ 10. Então: 1 hora --------. pagaria R$10.É um dos termos desiguais de uma proporção contínua. .120 km III 5 horas ----------.60 km II 2 horas ----------.00 As grandezas comprimento da peça de arame e preço da peça são diretamente proporcionais. Logo: O número que forma com dois outro uma proporção contínua é a terceira proporcional GRANDEZAS DIRETAMENTE PROPORCIONAIS Marcos foi comprar 10m de arame e pagou R$5.00 R$ 10. 300 2 5 = 120 300 Um pedreiro assenta 200 tijolos por hora.00 = 1 R$ 15.00 15. pagaria a importância de R$15.00 10 = 1 30 3 R$ 5.00 3 20 = 2 30 3 R$ 10. percorre 120 km.00 e assim por diante. Exemplo: 15 3 15 15 • o 75 é a terceira proporcional entre os números 3 e 15. Comparando-se. Em duas horas.00 I e II R$ 5.800 tijolos GRANDEZAS INVERSAMENTE PROPORCIONAIS Página 3 de 5.00 pela compra. 1 5 = 60 . a segunda (preço) aumenta na mesma razão da primeira.00 II 20 m R$ 10. aumentando-se uma delas.00 3 I e II 10 30 R$ R$ 5. Portanto: Duas grandezas são diretamente proporcionais quando. Em uma hora. Em cinco horas. Um automóvel se desloca numa estrada.00 = 2 R$ 15.00 II e III 20 30 R$ R$ 10.200 tijolos 3 horas ------. percorre 60 km.00 Vemos que. a outra aumenta na mesma razão da primeira. Se comprasse 20m. aumentando-se a primeira grandeza (arame).00. • o 3 é a terceira proporcional entre os números 15 e 75. Esquematizando as compras: Comprimento do arame Preço do arame I 10 m R$ 5. com velocidade média constante de 60 km/h.00 III 30 m R$ 15.

Suponhamos que três veículos estejam percorrendo 90km numa determinada estrada. isto é. a divisão se faz em partes proporcionais aos tempos. O ônibus leva uma hora no percurso. diz-se que a regra de sociedade é simples. antes de qualquer partilha. mas eles ficam na sociedade durante tempos diferentes.00.25 = 1. Vários casos se podem apresentar: 1. com 45 km/h de velocidade média. admitiram um terceiro sócio que entrou com R$ 1. a outra diminui na mesma razão da primeira.500. ela é composta.25 100 Resta a repartir 1. com 90 km/h de velocidade média.575 X 15 = R$ 236.600. ou: = 2 ou 45 = 3 I e II) 30 45 3 30 2 I e III) 30 90 II e III) 45 90 = 1 3 1 2 ou 90 30 90 45 = 3 1 2 1 = ou = Duas grandezas são inversamente proporcionais quando.338. a divisão deve ser feita em partes proporcionais aos números que se obtêm multiplicando o capital de cada sócio pelo tempo em que permaneceu na empresa. aumentando-se uma delas. conservando-se a ordem de uma das razões e invertendo-se a outra. Se os capitais são diferentes e diferentes são também os tempos. Nos dois primeiros casos.250. sobre o qual o primeiro sócio.575. Então: O ciclista leva três horas no percurso.00. 2. II e III formam proporções. . A partilha deve ser feita proporcionalmente aos produtos dos capitais pelos tempos correspondentes. tem direito a 15%.Um ônibus. com 30 km/h de velocidade.00.Um caminhão.75 reais. 3.00 e a segunda com R$ 7. 1º . Se os capitais são diferentes. No fim do ano. no terceiro. 2º . Comparando-se temos: Velocidade I 30 km/h II 45 km/h III 90 km/h Tempo 3 horas 2 horas 1 hora Vemos que I. os três sócios têm a dividir um lucro líquido de R$ 1. a divisão se faz em partes proporcionais aos capitais. seis meses depois.Um ciclista. que fundou a empresa. mas os sócios ficam na empresa o mesmo tempo.575 . Exemplo: Duas pessoas fundaram uma casa de negócio. a Página 4 de 5. 3º .236. Chamamos mais especialmente regra de sociedade quando se tem a dividir os lucros ou prejuízos provenientes de uma empresa com dois ou mais sócios. Se os capitais dos sócios são iguais. REGRA DE SOCIEDADE Chamamos regra de partilha a toda questão em que se tenha de dividir um número em partes proporcionais a números dados. Quanto cabe a cada um? O primeiro sócio recebe primeiramente 1. O caminhão leva duas horas no percurso. A primeira entrou com R$5.

95.03. E 2. o novo preço foi novamente diminuído em p% do seu valor.338.80 b) R$ 228. A razão das áreas de duas figuras é 4/7. a 224.5 m. B 3. B 4.80 5.95 era: a) R$ 225.600 X 12.00 2. a) 22cm² e 44cm² b) 20cm² 46cm² c) 21cm² e 45cm² d) 24cm² e 42 cm² e) 23cm² e 43cm² GABARITO 1. Em 1º.5.25 + 1.400. 7.95. . 300 e 25.00 EXERCÍCIOS 1.00 c) R$ 11.200.48 reais. a) 14 e 20 anos b) 14 e 21 anos c) 15 e 20 anos d) 18 e 17 anos e) 13 e 22 anos 4. Quanto receberia se tivesse trabalhando 8 dias a mais? a) R$ 12. No mesmo instante em que um prédio de 4.03.100.75 x 300 = 731.5m de altura projeta uma sombra de 13.00 d) R$ 13.00 teve seu preço diminuído em p% do seu valor. um artigo que custava R$ 250.00 e) R$ 13.55 reais 549 Parte do terceiro: 1.00 c) R$ 228.300. Achar estas idades sabendo que sua soma é 35 anos.75 x 25 = 60. Em 1º.75 x 224 = 782.60.338. qual a sombra projetada por uma torre de 130 m de altura? a) 290m b) 390m c) 490m d) 590m e) 690m 3. Parte do primeiro = 236.04. D Página 5 de 5.00 e) R$ 230. 549 Parte do segundo: 1.60 d) R$ 230. Uma pessoa recebe R$ 10.96 reais 549 Total: R$ 1.575. D 5.500 X 12 e 1. O preço desse artigo em 31.00 b) R$ 10.300. A razão das idades de duas pessoas é 2/3.000 por 25 dias de trabalho. Achar essas áreas sabendo que a soma é 66 cm². passando a custar R$ 211.338.250 X 6 ou seja.