You are on page 1of 2

DIREITO DOS ANIMAIS BEM ESTAR ANIMAL LEGISLAÇÃO Bem-estar animal

O conhecimento do comportamento animal e o uso de estratégias de manejo racional podem assegurar o bem-estar animal e gerar ganhos diretos e indiretos na produtividade e na qualidade do produto final. Por outro lado, o manejo inadequado além de causar estresse e sofrimento desnecessário, afeta diretamente a qualidade da carne em fatores como cor, pH, consistência e tempo de prateleira, além de reduzir significativamente o rendimento de carcaça, devido à incidência de hematomas e contusões. Outros cuidados como dieta, condições higiênicas e instalações adequadas, assim como saúde animal, entre outros, também devem ser observados e praticados pelo produtor rural. No manejo pré abate, principalmente, os cuidados precisam ser intensificados, pois, na maioria das vezes, nesse período os animais são expostos a ambientes adversos, como transporte e grupos de animais diferentes. Tendo em vista, organismos federais e internacionais estabelecem critérios mínimos de bemestar dos animais de produção. No Brasil, o Ministério da Agricultura é responsável pelo fomento de ações que garantam o bem-estar animal, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo (SDC), que coordena a Comissão Técnica Permanente (criada pela Portaria nº 185, de 17 de março de 2008) e de parceiros como oGrupo de Estudos e Pesquisas em Etologia e Ecologia Animal e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Legislação - BRASIL

A legislação de bem-estar animal no Brasil teve inicio com o Decreto nº 24.645 de julho de 1934, que estabelece medidas de proteção animal. A Portaria nº 185, de março de 2008, instituiu a Comissão Técnica Permanente de Bem-estar Animal do Mapa, cujo objetivo é coordenar as diversas ações de bem-estar animal do Ministério e fomentar a adoção das Boas Práticas para o Bem Estar Animal pelos produtores rurais. A Instrução Normativa Nº 56, por sua vez, define e recomenda a adoção das boas práticas de bem-estar para animais de produção e de interesse econômico, desde a produção até o transporte. Decreto n° 30.691 de 1952 Aprova o novo Regulamento da Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal.

Portaria n° 185, de março de 2008

645 de julho 1934 Estabelece Medidas de Proteção Animal. Instrução Normativa nº 56.794.899.Institui a Comissão Técnica Permanente para estudos específicos sobre bem-estar animal nas diferentes áreas da cadeia pecuária. Instrução Normativa n° 03 de 2000 . abrangendo os sistemas de produção e o transporte. Decreto nº 24. Instrução Normativa nº 64. Outras Legislações que contemplam o Bem Estar Animal Lei Nº 11.Aprova o Regulamento Técnico de Métodos de Insensibilização para o Abate Humanitário de Animais de Açougue. de 6 de novembro de 2008 Estabelece os procedimentos gerais de Recomendações de Boas Práticas de Bem-Estar para Animais de Produção e de Interesse Econômico (Rebem). estabelece as normas para o seu funcionamento e de sua Secretaria-Executiva. Decreto nº 6. cria o Cadastro das Instituições de Uso Científico de Animais (Ciuca). . de 18 de dezembro de 2008 Aprova o Regulamento Técnico para os Sistemas Orgânicos de Produção Animal e Vegetal. de 15 de julho de 2009 Define a composição do Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (Concea). de 8 de outubro de 2008 Estabelece procedimentos para o uso científico de animais.