COMUNICAÇÃO E REDES (BC-0506

)
Prof. Fabrício Olivetti de França

PARTE I – APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

O UNIVERSO ESTÁ CONECTADO!

dependendo da força gravitacional e da distância entre eles.O UNIVERSO ESTÁ CONECTADO Cada objeto no universo exerce uma força gravitacional. Essa força gravitacional afeta todos os outros objetos em maior ou menor escala. .

OS CONTINENTES ESTÃO CONECTADOS! .

OS CONTINENTES ESTÃO CONECTADOS! Os continentes estão interligados através das placas tectônicas Uma pequena perturbação em uma placa pode gerar perturbações de diferentes intensidades em todas as outras! .

. Dessa forma podemos obter produtos que não existem em certos países trazendo de seus países de origem.OS PAÍSES ESTÃO CONECTADOS! Já os países. como o avião. estados e cidades estão interligados por meios de transporte.

Dessa forma. a energia proveniente do sol pode atingir todos os seres de forma otimizada.OS SERES VIVOS ESTÃO CONECTADOS! Os seres vivos estão conectados através da cadeia alimentar. .

Por causa disso.AS PESSOAS ESTÃO CONECTADAS! As pessoas estão conectadas através do convívio social. . o vírus da gripe é capaz de se espalhar para um grande número de indivíduos.

Cada interação corresponde a uma função diferente e também podem estar conectadas a diversas doenças! .AS CÉLULAS ESTÃO CONECTADAS! Proteínas interagem entre si para cumprir funções biológicas dentro do organismo vivo.

Tudo está conectado? Alguns experimentos:  Se listarmos todos os pares de alunos que se conhecem. ainda assim seria possível interligar todo mundo? . conseguiríamos ligar quaisquer duas pessoas através de um amigo do amigo do amigo?  Se dissermos que dois alunos estão ligados se e somente se eles tiverem nascidos na mesma cidade ou em cidades vizinhas.

podem nos levar a:  Prevenir terremotos. .  Evitar desequilíbrio ambiental.  Encontrar curas para doenças.  Acabar com epidemias. ter pleno conhecimento do funcionamento dessas interações / conexões.E por que isso importa? Como vimos nos exemplos.  Transportar produtos gerando economia.

O processo de interação e o que é transmitido por ela é a COMUNICAÇÃO.Comunicação e Redes Essa interação e conexão entre objetos de estudo é chamado de REDES. .

.Comunicação e Redes Na rede de cadeia alimentar os objetos de estudo são os seres vivos e a comunicação é a energia que é transmitida da presa para o predador.

: aeroportos) e a comunicação é o produto que está sendo transportado de um ponto à outro. .Comunicação e Redes Em uma rede de transporte os objetos são os pontos que servem de origem e destino (ex.

Comunicação e Redes Já na rede social os objetos são as pessoas e a comunicação pode ser desde uma fofoca até a transmissão de vírus. .

 modelos matemáticos.Objetivos do Curso Apresentar conceitos básicos de comunicação em redes:  conceitos. .  ferramentas de apoio.  métodos de análise e.

de forma . envolvendo:  computação.  biologia.  engenharia.  sociologia e.Objetivos do Curso Mostrar o uso desses conceitos multidisciplinar.

Metodologia 3 horas-aulas semanais Atividades e exercícios extraclasses de pesquisa e aplicação. em grupo Horário de atendimento do professor: segundas e quartas: 17-18 horas Sala 507-2 .

Avaliação Provas: 75% Prova Inicial – 30% Prova Final – 45% Projeto Final: 25% .

Menos do que 75% de presença em aula Prova Substitutiva fechada (apenas para quem perdeu uma das provas) .5 C: 6.0 <=Nota final < 7.0 D: 5.0 F: Nota final < 5.0 Condições para reprovação (F ou O) Média geral abaixo de 5.5 B: 7.0 <=Nota final < 6.Conceito A: Nota final >= 8.0 <=Nota final < 8.Cálculo do Conceito Final Relação Nota .

Cronograma Semana 1 2 Data 17-19 / 09 24-26 / 09 Teoria Conceitos Básicos de Redes e Comunicação Percurso da Informação na Rede 3 4 5 6 01-03 / 10 08-10 / 10 15/ 10 17-22 / 10 Modelos de Redes Leis de Potência e Redes Invariantes em Escala Prova I Centralidade dos Nós e Comunidades .

Colocando em prática/Tópicos Avançados Prova Substitutiva / Entrega de Projeto 11 12 13 21/ 11 26-28 / 11 03-05 / 12 Apresentação dos Projetos I Apresentação dos Projetos II Apresentação dos Projetos III / Finalização .Cronograma Semana 7 8 9 10 Data 24 / 10 29-31 / 10 05-07 / 11 12-14 / 11 Teoria Difusão de Informação Robustez da Rede / Revisão Prova Final.

Regras de Conduta  Desligar ou deixar o celular no modo silencioso  Evitar conversas paralelas durante explicação  Evitar entrar e sair da sala com frequência .

coursera.org/course/friendsmoneybytes Social Network Analysis (24/09): https://www.Material Complementar Cursos no Coursera: Networked Life: https://class. and Bytes: https://www.org/course/sna .coursera.coursera. Money.org/networks-2012-001/class/index Networks: Friends.

Material Complementar Livro “Networks.edu/home/kleinber/networks-book/ GRÁTIS!!! . and Markets” http://www.cornell. Crowds.cs.

artigos complementares. . avisos. modelo de projeto final. etc.Material Complementar TIDIA: BC0506 – Diurno – Fabricio BC0506 – Noturno – Fabricio Material de aula.

CONCEITOS BÁSICOS .

A “informação” deve ser entendida genericamente como o objetivo da transmissão. Exemplos:  Telefonar para seu colega para estudarem juntos  Transportar produtos em um navio  Transmitir gripe para outras pessoas .Comunicação O conceito de comunicação refere-se à transmissão de informação de um ponto A até um ponto B.

.Telefonar para seu colega A comunicação ocorre ao você ligar de seu telefone para o telefone de seu colega.

Telefonar para seu colega Mas seu colega está a quilômetros de distância de você! .

Telefonar para seu colega Para sua mensagem chegar até ele é preciso que torres de transmissão carreguem sua informação até ele. .

Telefonar para seu colega Para interligar todas as pessoas é necessário que existam várias torres interligadas entre si! .

Telefonar para seu colega Reparem que nessa composição das torres todos podem telefonar para todos! .

Transporte de produtos O transporte por vias marítimas torna possível levarmos produtos originários do continente A ao continente B mesmo estes sendo separados por um oceano. .

Transporte de produtos Para tornar esse transporte viável é necessário a construção de vários portos interligados. .

.Transmissão de doenças A transmissão de uma doença ocorre quando um indivíduo infectado entra em contato com uma pessoa saudável.

Transmissão de doenças A doença se espalha conforme as pessoas infectadas interagem em seu ambiente social. .

Transmissão de doenças A doença se espalha conforme as pessoas infectadas interagem em seu ambiente social. .

.Transmissão de doenças A doença se espalha conforme as pessoas infectadas interagem em seu ambiente social.

Transmissão de doenças A doença se espalha conforme as pessoas infectadas interagem em seu ambiente social. .

o envio da informação do ponto de origem até o ponto de destino se dá através de intermediários. Esses intermediários estão interconectados de tal forma que seja possível definir caminhos para. chegar até qualquer outro ponto. .Redes Em todos esses exemplos. partindo de qualquer ponto.

rede também é .Redes Essas estruturas interconectadas denominadas REDES. são Na matemática uma chamada de GRAFO.

vértices e objetos. .Redes Cada ponto que pode atuar como transmissor ou receptor de informações é chamado de NÓ e também conhecidos como atores.

.Redes As ligações que servem de caminho para o envio de informação entre dois nós é chamado de ARESTA.

Redes Para facilitar a visualização de uma rede os nós são representados por círculos e as arestas por traços cheios. .

Redes Para facilitar a visualização de uma rede os nós são representados por círculos e as arestas por traços cheios. .

Redes Matematicamente dizemos que a rede ou grafo G é composta pelos conjuntos V de nós (vértices) e o conjunto A de arestas: G = {V. A} .

9} 6 5 2 1 4 7 9 8 3 .7.3.5.4.Redes Com isso é importante que cada nó seja identificado com um nome ou identificador: V = {1.6.2.8.

6). (2.4). (7.9).Redes As arestas passam a ser o conjunto de pares de nós que tem uma ligação: A = {(1. (4. (3. (7.9)} 6 5 2 1 3 4 8 9 7 .7).8). (2.3). (2.4).2).7).8). (8. (6.5). (5. (5.

Redes Quando existe uma aresta ligando dois nós diz-se que esses dois nós são adjacentes: os nós 1 e 2 são adjacentes!! 6 5 2 1 3 4 8 9 7 .

..Redes Obviamente cada nó e cada aresta pode receber um nome que a identifica em uma leitura: 1: Torre de transmissão Jardim 2: Torre de transmissão Bangú .7): ponte Tietê .2): ponte Jabaquara (5. (1.

Redes Vale notar que em uma rede é possível existir mais de um caminho possível para transmitir uma informação entre dois nós. 6 5 2 1 3 4 8 9 caminho 1 caminho 2 7 .

.Redes Caminho em uma rede G é a sequência de nós v1.5.7 Caminho 2: 2. .8. v2.1.5.7 Caminho 3: 2.2.7 9 .4.4...7 7 Caminho 4: 2. vk tal que dois vértices consecutivos vi e vi+1 sejam adjacentes 6 5 2 1 3 4 8 Caminho 1: 2.

7 7 Caminho 4: 2.Redes Caminho em uma rede G é a sequência de nós v1.7 Caminho 2: 2. .2..5.. v2.8.7 Caminho 3: 2.1.4.5. vk tal que dois vértices consecutivos vi e vi+1 sejam adjacentes 6 5 2 1 3 4 8 Caminho 1: 2..4.7 9 .

Redes A existência de múltiplos caminhos faz com que exista a necessidade em encontrarmos os melhores caminhos para transmitir a informação! 6 5 2 1 3 4 8 9 7 .

Redes Se estou levando um produto de um ponto à outro. quero passar pelo menor número de nós. 6 5 2 1 3 4 8 9 7 .

6 5 2 1 3 4 8 9 Caminho 1: 2.8.7 Caminho 3: 2.7 Caminho 2: 2.7 7 .Redes O primeiro fato a ser observado é que caminhos que tem repetição de nós não podem ser os melhores.2.5.5.1.4. pois alonga o caminho de forma redundante.

1.5.8.7 Caminho 3: 2.7 Caminho 2: 2.5.2.7 7 9 .4.Redes Caminhos sem repetições de nós são denominados CAMINHOS SIMPLES 6 5 2 1 3 4 8 Caminho 1: 2.

5.Redes Levando em conta apenas o número de nós em um caminho. o caminho 2 é o melhor! 6 5 2 1 3 4 8 Caminho 1: 2.7 7 9 .7 Caminho 2: 2.4.8.

Redes
Mas em certas Redes cada aresta tem um valor numérico que representa o custo da transmissão de informação.
6 5 2 1 3 4 8 9

Caminho 1: 2,4,8,7 Caminho 2: 2,5,7 7

Redes
Esse custo pode ser: capacidade de receber o sinal de uma torre de transmissão (ex.: distância entre elas) combustível gasto para percorrer tal aresta energia gasta para consumir a presa menos o ganho de energia ao comê-la
5
2 1 3 4 8 6

7

Caminho 1: 2,4,8,7 Caminho 2: 2,5,7 9

Redes
Se somarmos os custos para cada caminho, percebemos que agora o caminho 1 é o melhor! Caminho 1: 2,4,8,7
Caminho 2: 2,5,7 6 2 1 3 5 2 4 5 6 Custo 1: 2+4+2 = 8 Custo 2: 5+6 = 11

7
4

2
8 9

6 2 1 3 5 2 4 5 6 7 4 2 8 9 .Redes As redes com arestas que apresentam custo são denominadas REDES PONDERADAS.

Redes Se temos uma rede de cadeia alimentar percebemos outra característica que uma rede pode ter! .

Redes Em algumas arestas a informação só poderá seguir em determinada direção: a presa transfere energia para o predador. mas o contrário não ocorre! .

5 2 7 4 8 .Redes Carros podem seguir em apenas um direção em redes rodoviárias que tem pistas de mão única.

6 5 2 7 4 8 3 Caminho 1: 2.4.8.Redes Essas redes são denominadas REDES DIRECIONADAS e as arestas são representadas através de setas indicando a direção.7 1 9 .7 Caminho 2: 2.5.

4.7 1 9 .8.7 Caminho 2: 2.5. 6 5 2 7 4 8 3 Caminho 1: 2.Redes Note que com as arestas direcionadas o caminho 2 se torna impraticável.

Redes Em uma rede pequena aparentemente é fácil descobrir o melhor caminho entre dois nós. Mas nas redes que queremos estudar?  Uma rede de portos marítimos tem mais de 700 nós!  Uma rede de cadeia alimentar pode contar com mais de 8 milhões de seres vivos!  Uma rede epidêmica envolve milhares ou até milhões de pessoas em contato todos os dias! .

.Redes O estudo de comunicação e redes se concentra em formas de determinar e conhecer o melhor caminho da transmissão através da estrutura e características particulares da rede.

 Encontrar a melhor forma de espalhar uma informação.Redes Determinar o melhor caminho nos ajuda a:  Economizar o custo de transporte de produtos.  Detectar pontos saturados congestionamentos) na rede (ex.: evitar .

Redes Conhecer o melhor caminho nos ajuda a:  Entender como um vírus se espalha e destruí-lo o quanto antes.  Verificar que a transmissão de energia na natureza segue um caminho ótimo e copiá-los em redes de transporte .

. No geral as redes reais. mesmo aquelas criadas pelo homem. assumem sua forma por um processo de auto-organização.Redes podem ser complexas! Até então pode-se perceber que a forma como a rede é construída foge de um “controle central” responsável pela sua criação.

Cada nó age individualmente para obter energia faz com que a natureza atinja um equilíbrio entre o número de indivíduos de cada espécie para o aproveitamento máximo da energia. ela é construída através do equilíbrio ecológico.Redes podem ser complexas! No exemplo de uma rede de cadeia alimentar. .

o formato dela. revela padrões comportamentais importantes na área de sociologia. . A topologia dessa rede.Redes podem ser complexas! Vamos ver um outro exemplo de rede: Em uma rede social temos que cada nó representa uma pessoa e cada aresta indica que duas pessoas se conhecem. ou seja.

jpg .Redes Sociais http://cliquecluster.org/files/cbr_viz.

jpg .org/files/cbr_viz. http://cliquecluster.Redes Sociais Em uma visão global podemos perceber que essa rede é formada por diversos “grupos” de pessoas.

org/files/cbr_viz.Redes Sociais Esses grupos são interligados entre si por apenas poucas arestas.jpg . http://cliquecluster.

jpg . percebemos que existem muitas arestas interligando todos os nós do grupo.Redes Sociais Porém. aproximando e visualizando um desses grupos.org/files/cbr_viz. http://cliquecluster.

Coletivamente. quando cada indivíduo segue esse comportamento. leva a formação dessa rede com vários grupos “densos” (com todos conhecendo todos) e com pouca relação entre os grupos.Redes Sociais Isso ocorre porque o comportamento de cada pessoa é de formar um laço de amizade com pessoas parecidas. .

. geralmente não é feito um planejamento a priori para atender o crescimento da cidade (embora deveria). por exemplo a rede de metrô. Quando essa rede é concebida.Redes podem ser complexas! Em uma rede de transporte. temos que cada nó representa uma estação e cada aresta a ligação entre duas estações.

Redes de Transporte Portanto ela é ampliada com o passar do tempo para atender novas demandas. .

Redes de Transporte Portanto ela é ampliada com o passar do tempo para atender novas demandas. .

.Redes de Transporte Portanto ela é ampliada com o passar do tempo para atender novas demandas.

http://www.com/watch?v=ZBsj2ThOiGc .youtube.Redes de Transporte Portanto ela é ampliada com o passar do tempo para atender novas demandas.

o surgimento da demanda individual de cada região direcionou o crescimento da rede de transporte para que o caminho da maioria dos usuários fosse ótimo (ou quase).Redes de Transporte Nesse caso. .

Para conduzir as diversas funções do corpo humano ocorre a interação entre proteínas.Redes podem ser complexas! Muitos dos processos biológicos que ocorrem em nosso corpo são frutos da interação de proteínas. . sendo que cada interação realizar uma função distinta. Estima-se que o corpo humano pode produzir mais de 2 milhões de proteínas diferentes.

Note que uma proteína não necessariamente irá interagir com todas as outras. mas apenas parte das outras proteínas existentes.Redes podem ser complexas! Essas interações formam uma rede em que os nós são as proteínas e as arestas a interação entre elas. .

Redes Biológicas http://www.mdc-berlin.html .de/en/news/archive/2008/20080910erwin_schr_dinger_prize_2008_goes_to_resea/index.

Redes Biológicas Os estudos do processo de comunicação / interação dessa rede permite identificar proteínas que devem ser alvo de drogas para curas de diversas doenças. .

Redes Biológicas O simples fato de cada proteína individualmente escolher com quais proteínas ela irá interagir gera a complexidade de funções biológicas dos organismos vivos. .

“informática”. dentre outros. O diferencial dela é ser possível navegar de forma prática entre conteúdos.wikipedia. Ex.Redes podem ser complexas! O site Wikipedia tem o objetivo de ser a maior enciclopédia gratuita e colaborativa. .: ao navegar pela vocábulo “Rede” (http://pt. “rede neuronal”.org/wiki/Rede) podemos ser direcionados para “sociologia”.

.Redes de Informação Com essa navegação é possível ampliar o seu escopo de pesquisa e perceber multidisciplinaridade de alguns assuntos.

em média. Isso mostra como não existe escapatória da multidisciplinaridade (e a importância do ideal da UFABC).Redes de Informação Graças a multidisciplinaridade dos tópicos é possível chegar de um tópico a qualquer outro com apenas 5 cliques. .

o comportamento resultante. é complexo: • Formação de comunidades de pessoas • Atendimento da demanda por transporte • Funções biológicas dos seres vivos • Facilidade na busca por informação . quando visto de forma global.Redes Complexas Reparem que. Embora essas regras sejam simples. em todos esses exemplos. a escolha de cada nó individual com quais nós ele irá se conectar é feita seguindo regras simples.

Elas são classificadas como: • Redes Sociais: estuda relações entre indivíduos. • Redes Biológicas: relacionadas a sistemas biológicos . grupos e organizações • Redes de Transporte: construídas de forma otimizada para o transporte de algum produto ou serviço.Redes Complexas As redes reais que apresentam essas características são conhecidas como REDES COMPLEXAS. • Redes de Informação: que interconectam conhecimentos formalizados.

• Redes Biológicas: redes neurais. rede de epidemias. rede de vasos sanguíneos. • Redes de Transporte: rede de transporte coletivo. • Redes de Informação: wikipedia. cadeia alimentar.Exemplos de Redes Complexas • Redes Sociais: rede de amizade. rede de distribuição de água. rede de empresas (fornecedoras <-> distribuidoras). redes de palavras. rios. rede de citação de artigos. . redes de proteínas.

Projeto Final – Parte 0
• Para a próxima aula organizem-se em 10 grupos com X

componentes.
• Faremos um sorteio de 10 temas de estudo na área de

redes.
• Qual o valor de X? • Basta dividir o número de alunos por 10.

Projeto Final – Parte 0

Qual o número de alunos?

Preguiça
Vamos fazer um experimento! O aluno mais acima e a direita irá receber uma folha de papel com o valor 0 escrito.

0

Preguiça Cada aluno seguirá as seguintes regras: SOMAR OS VALORES DE TODOS OS PAPÉIS QUE RECEBER ACRESCENTAR +1 AO TOTAL DIVIDIR O VALOR FINAL EM DUAS PARTES E ESCREVER CADA PARTE EM UM PAPEL REPASSAR UM PAPEL PARA O COLEGA DA FRENTE E OUTRO PARA O COLEGA DA ESQUERDA .

Preguiça O aluno inicial deverá: Somar 0 (total de valores recebido) + 1 = 1 Distribuir o valor total em 2 folhas e repassar uma folha para o colega abaixo e outra para o colega a esquerda. 0 1 .

acrescentando +1. Ex.: RECEBIDO: 3 + 2 A ENVIAR: 5 +1 6 .Preguiça Cada colega repetirá o processo somando os valores de todas as folhas que recebeu.

mas mantendo números inteiros) e repassados da mesma forma. 6 4 2 .Preguiça O valor total deverá ser distribuído em dois papéis (da forma que quiser.

villagevoice.com • http://phys.com • http://www.files.com/dailymusto • http://fosterpowellpdx.com • http://chatt.freepik.com • www.scenicreflections.wordpress.com • http://blogs.Referência das Figuras • http://www.fox.scienceclarified.hdsb.org • http://relenet.org/news/2012-06-network-skeleton.html • http://wikipedia.ca/~fosterk • http://static.com .com • http://blindgossip.com • http://www.cksinfo.

ESTUDO DAS REDES .

Estudo das Redes
O primeiro estudo de redes foi feito em 1736 na cidade de Köningsberg, Prussia (agora Kaliningrad, Russia). Essa cidade era dividida por 4 segmentos de terra cortados pelo rio Pregel.

Estudo das Redes
As pessoas dessa cidade costumavam caminhar por ela todo domingo.

Para tornar o passeio mais divertido elas decidiram criar uma brincadeira.

Estudo das Redes

As pessoas deveriam tentar atravessar TODAS as pontes UMA única vez e terminar a caminhada no mesmo lugar de origem.

Estudo das Redes Após muitas tentativas frustradas eles modificaram o problema para que o ponto final não precisasse coincidir com o ponto de origem. .

Estudo das Redes Vocês conseguem encontrar uma solução? .

Estudo das Redes Euler. conseguiu provar que não existe solução! Ele desenhou o problema na primeira representação gráfica de um grafo. . um matemático famoso da época.

Estudo das Redes Toda vez que chegamos em um nó da rede por uma das arestas. . então deve existir uma outra aresta ligada a esse nó. se ainda existir arestas a serem atravessadas.

todo nó “intermediário” deve ter um número par de arestas ligados à ele.Estudo das Redes Ou seja. .

. a partida e a chegada necessitam apenas de uma aresta. portanto.Estudo das Redes Como os nós inicial e final não precisam ser o mesmo. esses nós podem ter um número ímpar de arestas.

.Estudo das Redes Com isso conclui-se que. para ser possível resolver o problema. exceto os nós inicial e final. é necessário que todos os nós tenham um número par de arestas partindo deles. que podem ter um número ímpar (mas somente se os dois tiverem).

o número de arestas que parte ou chega em um nó é chamado de GRAU.Estudo das Redes No estudo de redes. Vamos relacionar cada nó dessa rede com o grau correspondente. A B C GRAU(A) = 3 GRAU(B) = 5 GRAU(C) = 3 GRAU(D) = 3 D .

Estudo das Redes Como podemos ver TODOS os nós da rede tem grau ímpar. A B C GRAU(A) = 3 GRAU(B) = 5 GRAU(C) = 3 GRAU(D) = 3 D . portanto o problema NÃO tem solução.

Outros exemplos Trace as seguintes figuras sem tirar o lápis do papel e sem passar duas vezes pelo mesmo traço: .

.GRAU E A REDE SOCIAL O conceito de grau de um nó (quantas arestas estão conectadas nele). Em uma rede de amizade uma pessoa que tem um número de amigos (o grau desse nó) muito acima da média pode ser dita popular. Ela pode ser útil para disseminar alguma informação (propagandas de produtos). pode nos ajudar a mensurar o quão importante ou popular é um determinado nó.

o fluxo da informação / energia segue apenas uma direção.GRAU E A CADEIA ALIMENTAR Na cadeia alimentar temos arestas direcionadas. ou seja. .

.  Nós que enviam e recebem energia de várias espécies.  Nós que recebem energia de várias espécies.GRAU E A CADEIA ALIMENTAR Nesse caso podemos pensar em três tipos de nós importantes:  Nós que transmitem energia para várias espécies.

que é o número de arestas saindo do nó. .GRAU E A CADEIA ALIMENTAR Nós que transmitem energia para várias espécies são caracterizadas por aquelas que conseguem gerar energia do sol (plantas). Essa quantidade é mensurada como GRAU DE SAÍDA. diversas espécies consomem energia através dela. as plantas tem várias arestas apontando parar fora dela. Como elas não consomem energia de nenhuma espécie e.

chegando nelas. Nesse caso. que é o número de arestas chegando em um nó. . ou seja. Essa quantidade é mensurada como GRAU DE ENTRADA. essas espécies contêm arestas apenas apontando para elas.GRAU E A CADEIA ALIMENTAR Nós que recebem energia de várias espécies são caracterizadas por aquelas que são grandes predadores e não são presas de outras espécies.

pelo GRAU DE SAÍDA e pela soma desses dois que dá o GRAU TOTAL do nó. Essas espécies podem ser classificadas pelo GRAU DE ENTRADA.GRAU E A CADEIA ALIMENTAR Já as espécies intermediárias que são predadoras de diversas espécies mas também servem de presas tem tanto arestas chegando nelas como saindo delas. .

GRAU E A CADEIA ALIMENTAR GRAU DE SAÍDA: Plantas = 5 Coelhos = 2 Esquilos = 2 Ratos = 3 Pássaros = 3 Insetos = 3 Aranhas = 2 Pássaros Inset. = 3 Sapos = 1 Cobras = 0 Raposas = 0 Falcões = 0 .

GRAU E A CADEIA ALIMENTAR GRAU DE ENTRADA: Plantas = 0 Coelhos = 1 Esquilos = 1 Ratos = 1 Pássaros = 1 Insetos = 1 Aranhas = 2 Pássaros Inset. = 3 Sapos = 1 Cobras = 6 Raposas = 5 Falcões = 5 .

GRAU E A CADEIA ALIMENTAR GRAU DE TOTAL: Plantas = 5 Coelhos = 3 Esquilos = 3 Ratos = 3 Pássaros = 4 Insetos = 4 Aranhas = 4 Pássaros Inset. = 5 Sapos = 2 Cobras = 6 Raposas = 5 Falcões = 5 .

por exemplo. Esse estudo foi feito em pequenos grupos sociais como.Importância das Pessoas O primeiro estudo de redes complexas surgiu em 1934. por Jacob L. nesses estudos menores não é possível determinar a complexidade das propriedades da rede. série de uma escola. em seu livro Who Shall Survive? com um estudo quantificando o papel de cada indivíduo na sociedade na qual reside. uma classe de 4ª. Porém. Moreno. .

Estudo das Redes Com o aumento de recursos computacionais o estudo das redes ganhou força nos últimos anos:  Possibilidade de coleta de grande volume de dados  Lidar com redes com milhares. milhões e até bilhões de nós e arestas  Foco nas propriedades estatísticas dos grafos ao invés de apenas alguns nós individuais .

Problemas Reais = Redes? Além da representação e estudo das relações. existem muitos problemas e aplicações do mundo real que podem (e devem) ser modelados em forma de redes Ao modelar um problema em forma de rede temos como vantagens:  Visualizar melhor o problema  Aplicar diversos algoritmos já existente  Analisar as propriedades da rede .

vemos o caminho mais curto que passa por diversas cidades da Alemanha . Imagine um vendedor ambulante que deseja encontrar o caminho mais curto que passe por todas as cidades de seu país No exemplo ao lado.Problema do Caixeiro Viajante Um problemas clássico é o do CAIXEIRO VIAJANTE.

php?f=1&t=3458 .com/bb/viewtopic.Ordem das cidades/países para o tour de uma banda internacional Kiss euro tour: http://www.kissinuk.

Rotas de entrega de correspondências .

Perfurador industrial de placas de circuitos elétricos Qual a sequência de furos que corresponde à um menor número de movimentos do perfurador? http://www.com/article/525/2/ .legitreviews.

Conectar componentes hidráulicos em ciclo em um encanamento Qual o menor número de canos necessários para planejar o encanamento de uma residência? .

Rota de entregas Uma empresa que realiza entregas na Grande São Paulo possui um centro de distribuição e um caminhão. .

Rota de entregas Qual caminho o caminhão deve percorrer de modo a realizar todas as entregas com a menor quilometragem? .

Cada cruzamento é representada por um vértice e cada rua por uma aresta. Custo total da viagem (peso = pedágios + gasolina) .Modelar usando Redes Uma maneira de resolver o problema é modelar sua formulação como uma rede ponderada. Tempo gasto na viagem (peso = fluxo) 2. com peso igual ao comprimento desta Mas podemos também minimizar: 1.

Rota de entregas E se pudermos comprar mais de um caminhão? .

Rota de entregas Quantos caminhões minimizam o custo? Quais pontos cada caminhão deve cobrir? Quais rotas cada caminhão deve fazer? Três problemões!!! .

2 x 1023 Tempo ~0 <1 seg.2 x 1026 anos .2 x 1017 6.Solução Exata Todos esses problemas pertencem a classe de problemas NP-Completo.8 x 1030 2.7 x 1011 anos 30 35 8.95 x 1038 ~ 6. Ex. Nós 5 10 15 20 25 Rotas possíveis 24 362. O tempo necessário para obter a solução exata cresce exponencialmente em função do tamanho da rede. ~24 horas > 92 mil anos ~ 4.: computador capaz de testar 1 milhão de rotas por seg.7 x 1018 anos ~ 2.880 87 bilhões 1.

Galerias de Captação de Águas Você está planejando uma rede de galerias subterrâneas para captação de águas da chuva. Como calcular o fluxo máximo de água que a rede de galerias é capaz de escoar? . evitando alagamentos.

Galerias de Captação de Águas Os nós são os lagos. canais e rios que interligam os vértices . as estações de bombeamento e as residências que recebem a água As arestas são os encanamentos. reservatórios de água.

você deseja mapear todos os movimentos que podem ser realizados por um bispo que se move nas casas brancas A rede à direita representa os movimentos deste bispo .Jogo de Xadrez 3x3 Em um tabuleiro 3x3.

como consequência de um movimento Podemos encontrar uma estratégia vencedora? .Jogo de Xadrez Com o estudo dos possíveis movimentos podemos modelar uma rede onde os nós representam um cenário do jogo de xadrez e as arestas interligam a transição (direcionada) entre dois cenários distintos.

ao mesmo tempo. determinar quais lojas esses centros irão abastecer Determinar a ordem que vários processos industriais serão executados para minimizar tempo ocioso Como manter o equilíbrio ambiental entre espécies de uma região? .Outros Problemas Decidir onde instalar novos centros de distribuição e.

.Como representar uma rede? Redes complexas reais geralmente contêm muitos nós e arestas sendo impossível visualiza-la por completo. Com isso vem a necessidade de adotarmos uma forma de representar a rede numericamente para a leitura e processamento da mesma. Para trabalhar com essas redes é necessário utilizarmos recursos computacionais.

de dimensão |V| x |V| tem um valor igual à 1 no elemento aij se existe uma aresta ligando o nó i ao nó j. A matriz A. * |V| = número de nós .Rede como matriz Uma forma de representar as redes é em forma matricial. e 0 caso contrário. chamada de matriz de adjacência.

Representação: Matriz de Adjacência A G H F B C A B C D E F G H E D A 0 1 0 0 0 0 1 0 B 1 0 1 0 0 0 0 0 C 0 1 0 1 0 0 0 0 D 0 0 1 0 1 0 0 0 E 0 0 0 1 0 1 1 0 F 0 0 0 0 1 0 0 0 Somando os valores de cada linha temos o grau do nó correspondente! G 1 0 0 0 1 0 0 1 H 0 0 0 0 0 0 1 0 .

Representação: Matriz de Adjacência A G H F B C A B C D E F G H E D A 0 1 0 0 0 0 1 0 B 0 0 1 0 0 0 0 0 C 0 0 0 0 0 0 0 0 D 0 0 1 0 0 0 0 0 E 0 0 0 1 0 1 1 0 F 0 0 0 0 1 0 0 0 G 0 0 0 0 0 0 0 1 H 0 0 0 0 0 0 0 0 Somando os valores de cada coluna temos o grau de entrada! Somando os valores de cada linha temos o grau de saída! O grau total é a soma dos dois valores! .

Representação: Matriz de Adjacência A 3 2 3 1 B 2 2 2 C 4 A B C D E F G H A 0 2 0 0 0 0 3 0 E G D B 2 0 2 0 0 0 0 0 C 0 2 0 4 0 0 0 0 D 0 0 4 0 2 0 0 0 E 0 0 0 2 0 2 3 0 F 0 0 0 0 2 0 0 0 G 3 0 0 0 3 0 0 1 H 0 0 0 0 0 0 1 0 H F Em algumas redes. . as arestas podem ter um valor de importância associado a ela.

: • o custo em atravessar certo trecho de rodovia. • o grau de amizade entre duas pessoas.Representação: Matriz de Adjacência A 3 2 3 1 B 2 2 2 C 4 A B C D E F G H A 0 2 0 0 0 0 3 0 E G D B 2 0 2 0 0 0 0 0 C 0 2 0 4 0 0 0 0 D 0 0 4 0 2 0 0 0 E 0 0 0 2 0 2 3 0 F 0 0 0 0 2 0 0 0 G 3 0 0 0 3 0 0 1 H 0 0 0 0 0 0 1 0 H F Ex. . • a energia transferida de um animal ao outro.

Representação: Matriz de Adjacência A 3 2 3 1 B 2 2 2 C 4 A B C D E F G H A 0 2 0 0 0 0 3 0 E G D B 2 0 2 0 0 0 0 0 C 0 2 0 4 0 0 0 0 D 0 0 4 0 2 0 0 0 E 0 0 0 2 0 2 3 0 F 0 0 0 0 2 0 0 0 G 3 0 0 0 3 0 0 1 H 0 0 0 0 0 0 1 0 H F Essas redes são chamadas de REDES PONDERADAS e podem ser representadas matricialmente com os valores dos pesos na matriz de adjacência. .

Rede como lista de arestas Alguns programas de análise de redes utiliza a representação de lista de arestas para o processamento Essa lista geralmente pode conter atributos para os nós e para as arestas. escolaridade renda. Em redes sociais dos atributos podem ser: • Pessoas (nós): idade. sexo. nacionalidade. • Relacionamento (arestas): tipo de relação. grau da relação. tempo da relação .

Representação: lista de arestas A 3 2 3 1 B E 2 2 C 4 G D 2 H F Nó1 Nó2 Peso Relação A B 2 amigo A G 3 primo B C 2 namorado C D 4 pai D E 2 tio E F 2 amigo E G 3 amigo G H 1 conhecido Nó nome idade A andré 21 B bernardo 23 C camila 22 D diego 45 E edison 73 F fernando 73 G guilherme 60 H henrique 55 .

. ocorrem falhas pontuais em certos nós (um nó central de uma rede telefônica para de funcionar) ou a rede ainda está em formação.Conectividade da Rede Ás vezes nem tudo está conectado! Em algumas redes é possível observar que nem todos os nós estão conectados. por exemplo. fazemos uma aquisição incompleta dos dados da rede (não verificamos todas as pessoas de uma rede social). pode existir um grupo de nós que não são acessíveis por todos os outros. ou seja. Isso ocorre quando.

Conexão Uma rede é dita conexa ou CONECTADA se existe pelo menos um caminho conectando quaisquer dois nós. caso contrário ela é dita DESCONEXA ou DESCONECTADA. REDE CONECTADA REDE DESCONECTADA .

PROJETO FINAL – PARTE I .

Projeto Final
Nessa primeira parte do projeto final vocês se reunirão em 10 grupos com 8 ou 9 pessoas cada (esse grupo terá que se manter até o fim) A primeira tarefa do grupo é escolher, montar e organizar uma rede complexa a ser analisada durante o curso Vale notar que o sucesso das próximas etapas depende do bom rendimento nessa etapa inicial O relatório deve ser entregue em formato PDF/DOC pela área do curso no TIDIA juntamente com uma tabela dos cálculos (se houverem)

Projeto Final
Os passos para essa etapa serão:
 escolha da rede complexa e definição dos objetivos  coleta de dados (determinar os nós, arestas e pesos

dessa rede)  descrever as características dessa rede:
 propriedades dos nós

 propriedades e pesos das arestas
 se a rede é direcionada ou não  grau de cada nó (se rede direcionada, grau de entrada, saída e

total)  média e desvio-padrão dos graus

Projeto Final
• Temas: 1. 2. 3. 4. 5. 6.

7.
8. 9.

10.

rede social: Facebook rede social: Twitter rede de corrupção: caso Cachoeira rede alimentar: animais da mata atlântica rede de rotas aéreas brasileira rede de rodovias de SP rede de páginas do Wikipedia rede de colaboração entre atores em novelas da Rede Globo rede de sintomas de doenças rede de ingredientes de comidas típicas

mas devem me comunicar o quanto antes .Projeto Final Coleta de dados: devem ser coletados um mínimo de 80 nós e um máximo de 100 nós não escolher nós que tornem o grafo desconectado para o caso das redes sociais a coleta poderá ser feita pelo próprio círculo de amizade dos membros do grupo (tentar selecionar amigos em comum a mais de um membro) para os outros casos a coleta de dados será feita pela internet outros temas podem ser sugeridos pelos alunos.

Projeto Final Representação do grafo: seguir planilha modelo em Excel para (disponível no TIDIA):  guardar as informações de nós e arestas do grafo  montar matriz de adjacência  calcular os graus dos nós Relatório:  seguir modelo em Word disponível no TIDIA .