SALMONELOSE

Anatomia Patológica Veterinária Medicina Veterinária – FEPAR Alunas: Alessandra Negoceki Aline Strehl Amanda Sezyshta

Typhimurium.bactéria. Typhimurium Ovino: S.D.sobrevivem e multiplicam-se dentro de células fagocíticas Sorovares espécies-específico Bovino: S. Pullorum. Typhimurium Humano: S. Panama e S.aeróbicas e anaeróbios facultativos . M. Typhimurium. bacilo. S. Dublin . Heidelberg. Dublin.todas espécies conhecidas são patogênicas . S. S.Agente Etiológico . Newport Suíno: S. gram-negativo . Paratyphi A e B Incomum em cães e gatos (McGAVIN. 2009). . Typhimurium Equino: S. S. Derby. S. Enteritidis. S. S. S. Cholerasuis e S. S. Heidelberg. S. et al. S. Newport. Anatum. S. SaintPaul Ave: S. S. S. Typhi. Gallinarum.A Salmonella sp. . S.móveis . Montevideo. Abortusovis.

aborto nas fêmeas prênhes. manifestações iniciam de 12 a 72 horas após a infecção. Salmonelose entérica aguda: acomete animais adultos. surdez. diarreia. dor abdominal e febre. Salmonelose entérica crônica: acomete suínos*. febre alta. óbito em 24 a 48 horas. depressão profunda. diarreia aquosa grave. prostação. bovinos e equinos adultos. óbito em 2 a 5 dias. febre alta. complicação → septicemia . 2009): Septicemica hiperaguda: acomete animais jovens. M.Agente Etiológico Ocorrências de salmonelose (McGAVIN. et al.D.

T. . C. et al. 2000).Patofisiologia Ingestão de material contaminado com fezes de animais enfermos ou portadores (JONES.

linfonodos mesentéricos) ↓ A infecção provoca de leve à grave enterite. fígado. T. . C. cérebro. meninges. et al.Patofisiologia Bactérias presentes no trato digestório aderem-se aos enterócitos e os colonizam ↓ Após multiplicarem-se. tendo como reação febre e diarréia *Aborto pode ocorrer de forma entérica ou septicemica aguda (JONES. juntas. 2000). ocorre a disseminação causando a septicemia (baço.

V. L.Aspecto macroscópico: Septicemia hiperaguda Fonte: A e B: MOHLE. et al 2009 .

edu/Dis easeInfo/diseaseimages.htm#enteric4f D: SORDEN. V.iastate.Aspecto macroscópico: Entérica aguda Fonte: A e B: : MOHLE.php?name=fowl-typhoid . et al 2009 C: disponível em: http://www. disponível em: http://www.kosvi.cfsph. S et al. L.com/courses/v pat5215_1/vpat5350/Enteric/ent ericfour.

A.br/fd/sanidade3_1. M.suinoculturaemfoco.Aspecto macroscópico: Entérica crônica Fonte: VARGAS. Disponível em: http://www.html .com. J.

Dublin. Note a destruição das vilosidades e infiltrado inflamatório mononuclear.Aspecto microscópico: intestino delgado Bezerro infectado por S. .

fibrina. Fonte: . HE. eritrócitos e células inflamatórias degeneradas.Aspecto microscópico: alvéolo pulmonar Conjunto de Salmonella choleraesuis (entre setas) presentes no lúmen de um alvéolo pulmonar. Barra = 12 um. misturada com fluido seroso.

Referências: -JONES. Disease Images: Fowl Typhoid.. Bases da Patologia em Veterinária. 2000. V. -SORDEN. Salmonelose. Veterinary Clinics of North America: Food Animal Practice. Acesso: 20/09/2012. pag 37-54. J.php?name=fowl-typhoid -VARGAS.edu/DiseaseInfo/disease-images. 3ª edição. pág 4.. Thomas Carlyle. HUNT.iastate. 4 ed. -MOHLE. HOUSE.cfsph.F. M. -McGAVIN.D. M. Patologia Veterinária. Ronald Duncan. Volume 25. Acesso: 20/09/2012. 2009. J. 1476p. Salmonella in calves. Claire. A importância dos suínos na transmissão de zoonoses. M. Rio de Janeiro: Elsevier. 2009.suinoculturaemfoco. Norval William. L. 2ª parte. KING.com. Disponibilizado em: http://www. Andreasen. A. M. Bovine Neonatology. Iowa State University of Science and Technology. 463-464. K. Barueri. S. p. Disponível em: http://www. et al. J.br/fd/sanidade3_1. 6 ed. IZZO. ZACHARY.html . março..