You are on page 1of 4

Projeto

Rodas de leitura, conversando sobre livros
Introdução
As rodas de biblioteca devem ser realizadas como uma atividade planejada e permanente de leitura na escola (semanal ou quinzenal), em que se converse sobre as leituras que as crianças realizaram em casa (com o empréstimo de livros) e abra-se um espaço para que elas indiquem o livro que leram para alguns colegas, levando em conta características da obra e as preferências leitoras dos amigos. Essa atividade, ao ser inserida no cotidiano da classe, traz em si o potencial de ajudar a construir uma comunidade de leitores e escritores na escola, em que as crianças tenham múltiplas oportunidades de explorar novos livros, escolher suas leituras, apreciar os efeitos que cada uma delas lhes traz, falar sobre essas sensações, recomendar leituras e analisar as recomendações recebidas dos colegas a fim de seguir aquelas que parecem mais interessantes, desenvolvendo, ao longo do processo, gostos e preferências por obras, gêneros e autores.

Objetivos
- Ampliar o repertório literário; - Interagir com o livro de maneira prazerosa, reconhecendo-o como fonte de múltiplas informações e entretenimento; - Compartilhar experiências leitoras; - Confrontar interpretações; - Estabelecer relações com outros textos; - Ampliar os conhecimentos acerca de um determinado autor, utilizando-os como critério de seleção na escolha dos livros a serem retirados/recomendados e enriquecendo as possibilidades de antecipações e interpretações; - Ampliar os conhecimentos acerca de determinado gênero, utilizando-os como um critério de seleção/indicação na escolha dos livros a serem retirados/recomendados e enriquecendo as possibilidades de antecipações e interpretações; - Conhecer diferentes ilustradores e ilustrações, compartilhando o efeito que uma ilustração produz, confrontando interpretações e considerando tais conhecimentos na seleção/indicação de livros; - Conhecer diferentes coleções, ampliando os conhecimentos acerca das

. estimule sua observação sobre as ilustrações dos livros. assumindo um protagonismo cada vez maior na troca. uma pergunta ou outra com cada criança na roda. ideias e preferências acerca dos livros lidos.Interesse por compartilhar opiniões. Desenvolvimento 1ª etapa Organize as rodas de leitura e aproveite as perguntas abaixo. com frequência quinzenal ou semanal.Desenvolvimento de estratégias de argumentação para defender ideias e pontos de vista sobre os livros lidos. quando necessário. retiradas do livro Dime. . Material necessário Livros de literatura infanto-juvenil constantes do acervo da Escola. a o professor criar um movimento de troca de ideias. com isso. Conteúdos .Valorização da leitura como uma fonte de prazer e entretenimento. as crianças vão construindo uma autonomia cada vez maior para compartilhar essas impressões sobre as leituras realizadas e. Anos 1º e 2º anos. Com o tempo. a leitura visual deve ser encarada como outra maneira de interpretar a história. considerações e indicações entre os pequenos. usando. Tempo estimado Atividade permanente ao longo do ano ou do semestre.características desse tipo de publicação e utilizando-os como um critério de seleção na escolha dos livros a serem retirados ou em sua indicação. de Aidan Chambers. Há vários livros infantis com muita riqueza de imagens. Flexibilização para deficiência intelectual Providencie alguns exemplares em áudio e/ou em braile. Flexibilização para deficiência intelectual Se o aluno não for alfabetizado.Desenvolvimento de critérios de escolha e de indicação de livros. . Assim. Flexibilização para deficiência intelectual Marque a atividade com um símbolo no quadro de rotina e leve o aluno até ele .

Compartilham impressões.Houve alguma coisa de que vocês gostaram nesse livro? .Em que lugar se passa a história? 2ª etapa Ao final da roda. antecipe o comportamento esperado dele e estimule sua participação no preparação da sala para o momento da leitura.O que o fez esperar isso? . foi o que você esperava? . antes de ler.Você pulou alguma parte? Qual? . como pensava que ele seria? .Depois de ler. em que parte isso aconteceu? .Sobre quem é essa história? .Você já leu esse livro antes? (Se sim) Foi diferente dessa vez? . organize com a turma novos empréstimos de livros e combine a data da próxima roda. Avaliação Observe se os alunos: .Houve uma parte que você achou cansativa? . .O que você diria a seus amigos sobre esse livro? .Se você parou de ler. Flexibilização para deficiência intelectual Veja se a escolha de livros que o aluno está fazendo é adequada e o auxilie quando for necessário.Você se surpreendeu com alguma coisa? . Valorize a leitura das imagens.Que personagem você achou mais interessante? .Encontrou alguma coisa que você nunca havia visto em um livro? .Há quanto tempo vocês acham que aconteceu essa história? .Você gostaria que algo tivesse acontecido de forma diferente? . Faça perguntas direcionadas a esse aluno condizentes com suas competências de leitor.Alguma coisa não combinava ou não ficou bem explicada? .Houve alguma coisa que causou espanto? .Você já leu livros como este? .Houve algo que você achou maravilhoso? .O que chamou especialmente a atenção? . .um pouco antes do início.Demonstram interesse em selecionar livros para levar e ler em casa. opiniões e passagens preferidas sobre os livros e as .A primeira vez que você viu esse livro.Houve alguma coisa de que você não gostou? .

avançando em seus comportamentos leitores. quando necessário. . o acompanhamento dos avanços das crianças deve orientar o planejamento de intervenções individualizadas. Assim. eles terão melhores critérios para selecionar títulos para o empréstimo. Flexibilização para deficiência intelectual Além disso. Para alunos de inclusão. isso é ainda mais fundamental. .Ampliaram seus critérios de escolha. . .situações de leitura em casa.Estabelecem relações entre a história lida em casa e outras conhecidas. A ideia é sempre criar condições e demandas para que todos tenham a oportunidade e o espaço de participar das conversas sobre a leitura.Recomendam a leitura do livro que leram levando em conta suas características e os gostos da pessoa para quem a recomendação é feita.