1

Introdução a Administração
de Redes


2
Introdução a Administração de
Redes
TecnoIogias em informática
3o semestre
Administração de Redes
Cid Rodrigues de Andrade


3
Sumário
· É de primordial importância para o Administrador de
Redes compreender as principais características que
os principais Sistemas Operacionais de Redes
possuem e seu reflexo na Administração de Redes


4
Agenda
· Linux, Unix e Windows nos ambientes tecnológicos
· Ambientes de Trabalho: Ìnterfaces gráfica e em Linha
de Comando para Unix e Windows
· Estrutura dos Sistemas Operacionais
· Ambiente Linux
Sistema de Arquivos e Estrutura de Diretórios
Kernel
Shell
Ìnicialização
Gerenciamento de Disco
5
Sistemas Operacionais nos
Ambientes TecnoIógicos
· FGV, 2007 ÷ Servidores Empresariais no Brasil
Windows: 65%
Unix: 31%

Linux 17%
Netware: 2%
· ÌDC, 2007 ÷ Servidores Empresariais no Brasil
Linux: 64%, crescendo 34% ao ano (Média do
setor: 14%)
ANDRADE, C.R.; YAMAMOTO, M.A.; SALGUEÌRO
FÌLHO, V. Redes com Arquitetura Cliente-Servidor.
Disponível em
<http://blog.cidandrade.pro.br/tecnologia/redes-cliente-
servidor/>. Acesso em 1 Mar. 2009


6
Sistemas Operacionais nos
Ambientes TecnoIógicos (cont)
· ÌDC, 2007 ÷ Servidores Empresariais no mundo
Windows: 36%
Unix: 39%

Linux 24%
Netware: 19%
· Curva de crescimento do Linux estabilizada
Participação mais afetada pelo crescimento do
Linux: Unix
7
Sistemas Operacionais nos
Ambientes TecnoIógicos (cont)
· 500 maiores computadores do mundo (Nov. 2008)
Unix: 92,6%

Linux: 87.8%
Windows: 1%
· Apesar dos esforços da Microsoft, Windows ainda é
visto com reservas para aplicações de uso intensivo
ou missão crítica. A própria Microsoft utiliza o Unix
para seu serviço de correio eletrônico (Hotmail)
Top500.org. Disponível em
<http://www.top500.org/lists/2008/11>. Acesso em 1
Mar. 2009
KÌRCH, J. Servidor Microsoft Windows NT versus Unix.
Tradução de Bruno Collovini. Disponível em
«http://www.microlink.com.br/~buick/dragons/op1/unixv
snt.html». Acesso em 7 de Fevereiro de 2008.
8
Sistemas Operacionais nos
Ambientes TecnoIógicos (cont)
KÌRCH, J. Servidor Microsoft Windows NT versus Unix.
Tradução de Bruno Collovini. Disponível em
«http://www.microlink.com.br/~buick/dragons/op1/unixv
snt.html». Acesso em 7 de Fevereiro de 2008.


9
Sistemas Operacionais nos
Ambientes TecnoIógicos (cont)
10
Sistemas Operacionais nos
Ambientes TecnoIógicos (cont)
Benchmarked: Ubuntu vs Vista vs Windows 7.
Disponível em
<http://www.tuxradar.com/content/benchmarked-
ubuntu-vs-vista-vs-windows-7>. Acesso em 1 mar 2009


11
Sistemas Operacionais nos
Ambientes TecnoIógicos (cont)


12
Sistemas Operacionais nos
Ambientes TecnoIógicos (cont)


13
Sistemas Operacionais nos
Ambientes TecnoIógicos (cont)


14
Sistemas Operacionais nos
Ambientes TecnoIógicos (cont)


15
Sistemas Operacionais nos
Ambientes TecnoIógicos (cont)
16
Ambientes de TrabaIho em
Windows e Unix
· Modelos: GUÌ (Graphical User Ìnterface) ou CLÌ
(Command Line Ìnterface)
GUÌ: Mais amigável, rapidez de operação por não
necessitar de memorização, consome mais
recursos, mais eficaz na confirmação de ações,
mais eficiente em multitarefa
CLÌ: Maior controle, rapidez de operação pela
eficiência inerente, mais poderoso (especialmente
com redirecionamentos e pipelines do Unix)
HAAS, J. Linux: GUÌ vs. Command Line. Disponível em
<http://linux.about.com/cs/softofficeutility/a/gui_cli.htm>.
Acesso em 1 Mar 2009
AFÌNOGENOV, G. GUÌ vs CLÌ: A Qualitative
Comparision: Disponível em
<http://www.osnews.com/story/4418>. Acesso em 1
Mar 2009
KHEÌT, J. GUÌ vs CLÌ: User Ìnterface Deathmatch.
Disponível em
<http://www.stepwise.com/Articles/Editorial/GUÌ_CLÌ.ht
ml>. Acesso em 1 Mar 2008


17
Ambientes de TrabaIho em
Windows e Unix (cont)
· Preferências costumam ser mais psicológicas do que
técnicas
· Os modelos são complementares
18
Estruturas dos Sistemas
Operacionais: Linux
http://pt.wikipedia.org/wiki/Unix#Estrutura
19
Estruturas dos Sistemas
Operacionais: Windows
http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/5/5d/Wi
ndows_2000_architecture.svg
20
Sistema de Arquivos Unix
· No Windows as partições são iniciadas na
inicialização do Sistema Operacional e cada uma
recebe uma letra (Unidade) para identificá-la
· No Linux as partições são montadas no final da
inicialização
· Linux permite montagem de partições
independentemente da localização real do recurso
· Nomes de arquivos e diretórios são Case-Sensitive
em Linux
COTA, A. Diferenças entre o sistema de arquivos do
Windows e do Linux. Disponível em
<http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Diferencas-entre-
o-sistema-de-arquivos-do-Windows-e-Linux>. Acesso
em 1 Mar 2009
21
Estrutura de Diretórios Unix
· FHS:
/; /bin; /boot; /dev; /etc; /home; /lib; /media; /mnt; /op
t; /proc; /root; /sbin; /srv; /tmp; /usr; /var
ANDRADE, C.R. Sistema de Arquivos Unix e Linux.
Disponível em
<http://blog.cidandrade.pro.br/tecnologia/sistema-de-
arquivos-unix-e-linux/>. Acesso em 1 Mar 2009
22
KerneI
· Diversos arquivos em C e Assembly que constituem o
núcleo do Sistema Operacional
· No Linux as versões são identicadas por três ou
quatro números: major.revision.minor.urgent_revision
Major: versão. A atual data de 1996
Revision: Revisão
Minor: Revisão menor. Pode ser acompanhado de
siglas como rc (release candidate) ou mm (Andrew
Morton)
Urgent_Revision: Atualização devido a falha grave
ALECRÌM, E. O Kernel do Linux. Disponível em
<http://www.infowester.com/linuxkernel.php>. Acesso
em 1 Mar. 2009


23
KerneI
· Em 1 Março de 2008 a versão corrente era 2.6.28.7
· Monolítico e Modular


24
SheII
· O terminal é uma interface direta com o Sistema
Operacional
· O shell é um interpretador de terminal
· Comandos são pequenos utilitários executados pelo
shell
25
IniciaIização
· LÌLO (Linux Loader): Não tem interface interativa, não
suporta boot pela rede, configuração não pode ser
gravada em separado
· GRUB (Grand Unified Boot Loader)
· Armazenados no MBR, geralmente
BONNEY, L. Boot Loader showdown: Getting to Know
LÌLO and GRUB. Disponível em
<http://www.ibm.com/developerworks/library/l-
bootload.html?ca=dgr-lnxw01LÌLOandGRUB>. Acesso
em 1 mar 2009


26
Resumo
· Foram vistas as principais e significativas diferenças
entre o Windows e o Linux, principais Sistemas
Operacionais de Rede da atualidade


27
Autores
· Cid Rodrigues de Andrade


28
Referências BibIiográficas
· Top500.org. Disponível em <http://www.top500.org/lists/2008/11>. Acesso
em 1 Mar. 2009
· _. Benchmarked: Ubuntu vs Vista vs Windows 7. Disponível em
<http://www.tuxradar.com/content/benchmarked-ubuntu-vs-vista-vs-windows-7>.
Acesso em 1 mar 2009
· AFÌNOGENOV, G. GUI vs CLI: A Qualitative Comparision: Disponível em
<http://www.osnews.com/story/4418>. Acesso em 1 Mar 2009
· ALECRÌM, E. O KerneI do Linux. Disponível em
<http://www.infowester.com/linuxkernel.php>. Acesso em 1 Mar. 2009
· ANDRADE. C.R. Sistema de Arquivos Unix e Linux. Disponivel em
·http://blog.cidandrade.pro.br/tecnologia/sistema-de-arquivos-unix-e-linux/~.
Acesso em 1 Mar 2009


29
Referências BibIiográficas (cont)
· ANDRADE, C.R.; YAMAMOTO, M.A.; SALGUEÌRO FÌLHO, V. Redes com
Arquitetura CIiente-Servidor. Disponível em
<http://blog.cidandrade.pro.br/tecnologia/redes-cliente-servidor/>. Acesso
em 1 Mar. 2009
· BONNEY, L. Boot Loader showdown: Getting to Know LÌLO and GRUB.
Disponível em <http://www.ibm.com/developerworks/library/l-bootload.html?ca=dgr-
lnxw01LÌLOandGRUB>. Acesso em 1 mar 2009
· COTA, A. Diferenças entre o sistema de arquivos do Windows e do
Linux. Disponível em <http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Diferencas-entre-o-sistema-de-arquivos-do-
Windows-e-Linux>. Acesso em 1 Mar 2009
· HAAS, J. Linux: GUÌ vs. Command Line. Disponível em
<http://linux.about.com/cs/softofficeutility/a/gui_cli.htm>. Acesso em 1 Mar
2009


30
Referências BibIiográficas (cont)
· KHEÌT, J. GUI vs CLI: User Ìnterface Deathmatch. Disponível em
<http://www.stepwise.com/Articles/Editorial/GUÌ_CLÌ.html>. Acesso em 1
Mar 2008
· KÌRCH, J. Servidor Microsoft Windows NT versus Unix. Tradução de
Bruno Collovini. Disponível em
«http://www.microlink.com.br/~buick/dragons/op1/unixvsnt.html». Acesso
em 7 de Fevereiro de 2008.
· NEMETH, E. et al. ManuaI do Administrador do Sistema Unix.
Tradução de Edson Furmankiewicz. 3a. ed. Porto Alegre: Bookman, 2002.
895 p.


31
Direitos Autorais
· Esta obra está licenciada sob a Licença Creative
Atribuição-Uso não comercial-Compartilhamento pela
mesma licença-2.5 Brasil Commons
· Você pode copiar, distribuir e exibir esta obra e criar
obras derivadas
· Você deve dar crédito aos autores originais e não
pode utilizar esta obra com finalidades comerciais
· Se alterar, transformar ou criar outra obra com base
nesta, somente poderá distribuir a obra resultante sob
uma licença idêntica a esta


32
Introdução a Administração
de Redes
Obrigado peIa atenção!

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful