A Metrologia é a ciência das medições, abrangendo todos os aspectos teóricos e práticos que asseguram a precisão exigida no processo produtivo

, procurando garantir a qualidade de produtos e serviços através da calibração de instrumentos de medição, sejam eles analógicos ou eletrônicos (digitais), e da realização de ensaios, sendo a base fundamental para a competitividade das empresas. Metrologia também diz respeito ao conhecimento dos pesos e medidas e dos sistemas de unidades de todos os povos, antigos e modernos. 1. Qual motivo de sua implantação

A ISO série 9000 define explicitamente a relação entre garantia da qualidade e metrologia, estabelecendo diretrizes para se manter um controle sobre os instrumentos de medição da empresa, tornando assim necessária, a implantação de um processo metrológico na empresa que busca ou possui uma certificação. O factor “globalização dos mercados” também põe em prática um de seus principai s objetivos, que é traduzir a confiabilidade nos sistemas de medição e garantir que especificações técnicas, regulamentos e normas existentes, proporcionem as mesmas condições de perfeita aceitabilidade na montagem e encaixe de partes de produtos finais, independente de onde sejam produzidas. Um outro objetivo, não menos importante, está na melhoria do nível de vida das populações por meio do consumo de produtos com qualidade, da preservação da segurança, da saúde e do meio ambiente. 2. Quais as áreas da Metrologia

Basicamente, a metrologia está dividida em três grandes áreas: a) A Metrologia Científica, que utiliza instrumentos laboratoriais, pesquisa e metodologias científicas, que têm por base padrões de medições nacionais e internacionais, para o alcance de altos níveis de qualidade metrológica. b) A Metrologia Industrial, cujos sistemas de medição controlam processos produtivos industriais e são responsáveis pela garantia da qualidade dos produtos acabados. c) A Metrologia Legal, que, controla e fiscaliza todos aqueles instrumentos e medidas que estão relacionadas com o consumidor. 3. Qual o papel da metrologia na organização?

A Metrologia garante a qualidade do produto final favorecendo as negociações pela confiança do cliente, sendo um diferenciador tecnológico e comercial para as empresas. Reduz o consumo e o desperdício de matéria-prima pela calibração de componentes e equipamentos, aumentando a produtividade. E ainda reduz a possibilidade de rejeição do produto, resguardando os princípios éticos e morais da empresa no atendimento das necessidades da sociedade em que está inserida, evitando desgastes que podem comprometer sua imagem no mercado. 4. Calibração

Calibração é a comparação entre os valores indicados por um instrumento de medição e os indicados por um padrão (equipamento de classe superior). A calibração dos equipamentos de medição é função importante para a qualidade no processo produtivo e deve ser uma atividade normal de produção que proporciona uma série de vantagens, tais como: a) b) c) d) e) Garante a rastreabilidade das medições Permite a confiança nos resultados medidos Reduz a variação das especificações técnicas dos produtos Previne defeitos Compatibiliza as medições

Principalmente em estagnar o comércio exterior com várias fontes inclusas no diagrama, em virtude de fazê-lo mais proveitoso. 5. Por que ensaiar?

Através dos ensaios é possível verificar se os produtos ou processos de fabricação estão de acordo com determinadas normas e especificações técnicas para, em casos de falhas, as empresas procederem às correções que irão beneficiá-las, pelo aumento da competitividade, e aos consumidores, pelo acesso a produtos ou serviços que atendem a padrões mínimos de qualidade. 1º Instrumento de medida Exemplos de instrumentos de medida
 Altímetro  Ampulheta  Anemógrafo  Anemómetro  Astrolábio  Balança  Balestilha  Balão volumétrico  Barômetro  Contador Geiger  Ecobatímetro  Esfigmomanômetro  Frequencímetro  Galvanômetro  Kamal  Manômetro  Multimedidor  Multímetro  Nocturlábio  Ohmímetro  Osciloscópio  Pirômetro  Régua  Sextante  Taqueômetro  Goniômetro  Taxímetro  Teodolito  Termopar  Termorresistência  Termístor  Termômetro  Transferidor  Velocímetro  Voltímetro  Detector de metais  Relógio comparador  Relógio apalpador

o paquímetro que mediu errado é preciso mas não é exato. A precisão tem como base o desvio-padrão de uma série de repetições da mesma análise. Ex. desgaste da ponta do fuso do micrômetro. precisão é uma caracteristica do instrumento.01 e 0.05 mm. ciência. etc.01 e 0.05 mm. ao fazer testes com outros paquímetros constata-se que a medida real do objeto é de 30.001. Distância percorrida. Deslocamento.05 mm encontra-se a medida de 33. Portanto um instrumento pode ser preciso mas não ser exato. Largura.: com 1 paquímetro de resolução (precisão) de 0. ou seja. precisão é o grau de variação de resultados de uma medição. já a exatidão do instrumento pode ser alterada (desgaste do bico do paquímetro. Altura. A razão mais comumente usada é 10. Exatidão é a correspondência à real medida do objeto.: um paquímetro tem uma precisão entre 0. Trabalho mecânico  Entalpia  Entropia  Fluxo luminoso  Fluxo magnético  Frequência  Força. Não é o mesmo que exactidão que se refere à conformidade com o valor real.05mm. De acordo com o VIM Vocabulário Internacional de metrologia. onde cada classe contém valores de uma razão à classe que a precede.0 +-0. A precisão de um instrumento é algo que não pode ser alterado. . indústria e estatística. Tamanho  Energia.0 +-0. 9º Teoria dos erros 10º Algarismo significativo 11º Notação científica 12º Ordem de grandeza Uma ordem de magnitude ou ordem de grandeza é a classe de escala ou magnitude de qualquer quantidade ou grandeza. Comprimento. porém. Peso  Iluminamento  Indutância  Intensidade de corrente elétrica  Intensidade de radiação  Intensidade luminosa  Massa  Molalidade  Normalidade  Potência  Pressão  Quantidade de matéria  Quantidade de movimento  Rapidez de reação  Resistência elétrica  Temperatura  Tempo  Velocidade  Tensão elétrica (Diferença de potencial elétrico)  Volume 3º Escala 4º Unidade de medida 5º Sistema Internacional de Unidades 6º Experiência científica 7º Constantes 8º Precisão Em engenharia. o micrômetro tem uma precisão entre 0.2º Grandeza física Lista de Grandezas Físicas  Aceleração  Ângulo  Área  Atividade catalítica  Atividade radioativa  Calor específico  Campo elétrico  Densidade de corrente elétrica  Densidade de fluxo magnético  Distância. Ex.).

A ordem de magnitude de um número é.000.000 10.000.00794 ± 0.000.000000000000000001 0. obtida por truncamento.000000001 0.000.5 e 1010. a ordem de magnitude é o número de algarismos menos um.4. Isso pode ser denotado por barras de erros em um gráfico. de fato.000. Se dois números diferem por uma ordem de magnitude.000.000.000. e consequentemente. 1.000. Uma ordem de magnitude é uma posição aproximada numa escala logarítmica. segundo a Directiva Comunitária 2007/589/CE. então isto é muito facilmente determinado sem uma calculadora como sendo 6. não é.000.000 1.000.) Incerteza mensurável. um número de ordem de magnitude 10 está entre 109. de modo algum. Ordens de magnitude de diferença são chamadas décadas quando medidas sobre uma escala logarítmica).000 Potência de dez 10−18 10−15 10−12 10−9 10−6 10−5 10−4 10−3 10−2 10−1 100 101 10² 10³ 104 106 109 1012 1015 1018 1021 1024 Ordem de magnitude −18 −15 −12 −9 −6 −5 −4 −3 −2 −1 0 1 2 3 4 6 9 12 15 18 21 24 Ordens de magnitude são geralmente usadas para fazer comparações muito aproximadas.01 0. "Ele tem sete dígitos (ou algarismos)". sua ordem de magnitude é 6. Esse é o raciocínio que está por trás dos algarismos significativos: a quantidade arredondada é normalmente umas poucas ordens de magnitude menor que o total.000007. uma ordem de magnitude estimada para a variável entre 3 bilhões e 30 bilhões (tais como a população humana da Terra) é 10 bilhões. Refere-se à dificuldade de prever eventos futuros em razão de eventuais erros em medidas físicas já realizadas. por exemplo. intuitivamente falando. é definida como: o parâmetro associado ao resultado da determinação de uma quantidade. uma incerteza. Por exemplo.000. expressos em percentagem e que descrevem um intervalo de confiança próximo do valor médio compreendendo 95% dos valores inferidos. Por exemplo. " Incerteza deve ser entendida num sentido radicalmente distinto da familiar noção de risco. da qual nunca foi convenientemente separada (.00001 0. insignificante.000 tem um logarítmo decimal de 6.000. Em outras palavras.000 1." Definição oficial da União Europeia A incerteza.000. Esta última notação é utilizada.000. Relação entre incerteza. Uma ordem de magnitude de diferença entre dois valores é um fator de 10. Se eles diferem por duas ordens de magnitude. quando arredondamos seu logarítmo. 4..000. é tão diferente de incerteza não mensurável que. Por exemplo.000.000. pela IUPAC para apresentar a massa atômica de elementos. um é aproximadamente dez vezes maior que o outro. a massa do planeta Saturno é 95 vezes a da Terra. Mais precisamente.000. um número de sua ordem de magnitude está entre 10 6 e 107.000. o número de potências de 10 contidas no número..000. que caracteriza a dispersão de valores que poderiam razoavelmente ser atribuídos a essa determinada quantidade.000000000000001 0.000. então Saturno é duas ordens de magnitude mais massivo que a Terra. Num exemplo similar. ou risco no sentido próprio do termo.0001 0. ou como um valor ± incerteza ou como porção decimal (incerteza).001 0.000000000001 0.000 1. Um ordem de magnitude estimada é algumas vezes também chamada ordem de aproximação.000.000 1.Em palavras Quintilhonésimo quatrilhonésimo trilionésimo bilionésimo milionésimo centésimo de milésimo décimo de milésimo milésimo centésimo décimo um dez cem mil dez mil milhão bilhão trilhão quadrilhão quintilhão sextilhão setilhão Decimal 0.000.000001 0. Quando truncado.000 1.000. precisão e desvio padrão A incerteza de uma medida exprime-se por uma faixa de valores que são provavelmente pertos do valor real. eles diferem por um fator de aproximadamente 100. Dois números de mesma ordem têm aproximadamente a mesma escala: o maior valor é menor que dez vezes o menor valor.000 1. Uma ordem de magnitude estimada de uma variável cujo valor exato não é conhecido é uma estimativa arredondada à mais próxima potência de dez.00794 (7) equivale a 1.000.602.000.000.000.1 1 10 100 1. 13º Incerteza Incerteza é a falta de conhecimento a priori do resultado de uma ação ou do efeito de uma condição.000 1. Aqui. . exatidão. a ordem de magnitude de um número pode ser definida em termos do logarítmo decimal. usualmente como a parte inteira do logarítmo.

5) 15º Desvio padrão Em probabilidade e Estatística.14º Média Em Estatística a média é o valor que aponta para onde mais se concentram os dados de uma distribuição. a média é calculada através da combinação de valores de um conjunto de um modo específico e gerando um valor. 13 14 15 Idade Número de alunos anos-------nº de alunos 13-----------5 14-----------40 15-----------25 16-----------10 2. está representado esse gráfico. Qual é a média das idades dos alunos do 9. 16º Entib aprender metrologia . O desvio padrão define-se como a raiz quadrada da variância. Nem todas as variáveis aleatórias possuem desvio padrão. Use a mesma unidade de medida dos dados fornecidos inicialmente. O gráfico que o João elaborou está correcto. mas existem outros métodos. num histograma. Faz-se uma distinção entre o desvio padrão σ (sigma) do total de uma população ou de uma variável aleatória. Em último caso. Pode ser considerada o ponto de equilíbrio das frequências. o desvio padrão de uma variável que flui em uma distribuição de Cauchy é indefinido. Média é um valor significativo de uma lista de valores. e o desvio padrão s de um subconjunto em amostra. Na Figura 1. Cálculo Um dos trabalhos realizados pelo João para a disciplina de Matemática consistiu em fazer o registo das idades dos alunos do 9.º ano da escola do João? Calcular o número total de alunos (80) 5+40+25+10 Calcular a soma das idades dos alunos (1160) 13x5+14x40+15x25+16x10 Determinar a média das idades (14. Contudo. É definido desta forma de maneira a dar-nos uma medida da dispersão que: 1. a média do conjunto. a palavra 'média' é usualmente reservada para métodos mais sofisticados. Seja um número não-negativo. como valores de rendimento). o desvio padrão é a medida mais comum da dispersão estatística. Definição e cálculo Desvio padrão de uma variável aleatória O desvio padrão de uma variável aleatória X é definido como:   E(( X  E( X ))2  E( X 2 )  (E( X ))2 onde E(X)é o valor esperado de X. um modo simples de representar os números da lista é escolher de forma aleatória algum número da lista. porque esses valores esperados não precisam existir. Se todos os números da lista são os mesmos. Por exemplo. Média aritmética é a forma mais simples de cacular uma média.1. então este número será a média dos valores. com grandes e pequenos valores.º ano da sua escola e em elaborar um gráfico da distribuição dos alunos por idades. 2. como a mediana (usada quando a distribuição de valores é mal organizada. Caso contrário.

Um conjunto específico de diretrizes mantida e auditada pela International Organization for Standardization (ISO). Analisar. COMO PERFEITAMENTE QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO O SEU TRABALHO Focado no Cliente? Passo 6: Assegurar a melhoria contínua através da medição.Identificar o Cliente (s) para o seu produto ou serviço..FORMULAS ESTUDO R&R R&R.08 6 1. etc Insatisfatórios..3 5 2.. Contro /) Em outras palavras ...Identificar o produto que você criar ou o serviço que você oferece Em outras palavras . Como você pode fazer seu trabalho melhor? Etapa # 6 .67 10 1. o custo das reparações. análise e controle do processo de melhoria da Etapa # 5 1 2 ISO-9000 ou ISO9000 Normas ou diretrizes para o negócio usado para verificar ou certificar empresas como sendo capaz de definir e aderir a um procedimento documentado ou conjunto de normas.7 4 2. etc .56 para 2 ensaios. O QUE VOCÊ PRECISA PARA FAZER O SEU TRABALHO? Etapa # 4 ..62  Variação total Formula variação total TV  R & R2  PV 2 TV = Total Variação Percentual da variação total é calculado usando as fórmulas abaixo  EV = 100% (EV / TV)  AV% = 100 (AV / TV)  % R&R = 100 (R&R / TV)  % PV = 100 (PV / TV) Directrizes para resultados aceitáveis são. <10% 10% .65 3 2. ISO-13485. Ele é usado na maioria dos planos de qualidade. OS SEIS PASSOS PARA USAR SIX SIGMA Etapa # 1 . e determinar o que eles consideram importantes requisitos do cliente ou seja. onde uma única pessoa consegue os mesmos resultados cada vez eles medem e / ou coletar medições de dados.65 para 2 avaliadores. ISO/TS-16949. COMO FAZER O SEU TRABALHO? Etapa # 5 .. Tomar medidas correctivas. ou medidor de R&R é um conceito para assegurar medições estáveis.. 2. Isto pode ser necessário para garantir a consistência dos dados e estabilidade. Depende da magnitude do uso..74 9 1.Assegurar a melhoria contínua através da medição. Medir. O QUE FAZER? Etapa # 2 .(Definir. Em outras palavras ....Mistake à prova de o processo e eliminar esforços desperdiçados usando .Identifique as suas necessidades (para fornecer o produto / serviço..82 8 1.30% >30% Satisfatório Pode ser satisfatório. GR&R. análise e controle do processo melhorado usando DMAIC . Em outras palavras .. o custo dos medidores novos. Quase sempre relacionadas com os sistemas de garantia de qualidade e planos de melhoramento não qualidade.. Melhorar. O seguinte é uma explicação resumida utilizando o método recomendado pela AIAG (Automotive Industry Action Group).7 por 3 avaliadores  Repetibilidade e reprodutibilidade Repetibilidade e reprodutibilidade Formula R & R  EV 2  AV 2  Variação parte PV  jRP PV = Variação Parte Rp = Faixa de médias parte j = Depende do número de peças PART j 2 3. QUEM USA seus produtos e serviços? Etapa # 3 .93 7 1.. 3.05 para 3 ensaios  Reprodutibilidade Formula reprodutibilidade AV  (K X Diff )2  (EV 2 / nr ) AV = Variação Avaliador k = 3. Existem várias outras diretrizes ISO como ISO-9001. Existem diferentes maneiras de realizar isso.Definir o processo para fazer o seu trabalho Em outras palavras . incluindo six sigma1 e ISO90002. para que ele satisfaz o Cliente) Em outras palavras .  Repetibilidade Formula repetibilidade EV  r R EV = Variação do equipamento r = 4.