You are on page 1of 4

Conheça o CNMP

No Brasil, o Conselho Nacional do Ministério Público é um órgão externo encarregado de controlar e fiscalizar a atuação administrativa e financeira dos órgãos integrantes do Ministério Público nacional, bem como de supervisionar o cumprimento dos deveres funcionais dos seus membros. O Conselho foi criado pela emenda constitucional nº 45, de 8 de dezembro de 2004, que incluiu o artigo 130-A na Constituição Federal brasileira e tem sede em Brasília (DF). A composição do Conselho, tal como definida pelo artigo 130-A da Constituição Federal do Brasil, compreende quatorze membros nomeados pelo Presidente da República, depois de aprovada a escolha pela maioria absoluta do Senado Federal, para um mandato de dois anos, admitida uma recondução, sendo: • o Procurador-Geral da República, que o preside;

• quatro membros do Ministério Público da União, assegurada a representação de cada uma de suas carreiras; • três membros do Ministério Público dos Estados; • dois juízes, indicados um pelo Supremo Tribunal Federal e outro pelo Superior Tribunal de Justiça; • dois advogados, indicados pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil; • dois cidadãos de notável saber jurídico e reputação ilibada, indicados um pela Câmara dos Deputados e outro pelo Senado Federal.

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) atua em prol do cidadão para coibir qualquer tipo de abuso do Ministério Público (MP) no Brasil e de seus membros, respeitando a autonomia da instituição. O órgão de controle externo e de fiscalização do exercício administrativo e financeiro do MP foi criado em 30 de dezembro de 2004, pela Emenda Constitucional nº 45, e tem sede em Brasília (DF). Formado por 14 membros, que representam setores diversos da sociedade, o CNMP tem como objetivo imprimir uma visão nacional ao MP. Ao Conselho cabe orientar e fiscalizar todos os ramos do MP brasileiro: o Ministério Público da União (MPU), que é composto pelo Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público Militar (MPM), Ministério Público do Trabalho (MPT) e do Distrito Federal e Territórios (MPDFT); e o Ministério Público dos Estados (MPE). Presidido pelo procurador-geral da República, o Conselho é composto por quatro integrantes do MPU, três membros do MPE, dois juízes, indicados um pelo Supremo Tribunal Federal e outro pelo Superior Tribunal de Justiça, dois advogados, indicados pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil e dois cidadãos de notável saber jurídico e reputação ilibada, indicados um pela Câmara dos Deputados e outro pelo Senado Federal.

É PAPEL DO CNMP • Zelar pela autonomia funcional e administrativa do Ministério Público. • Elaborar relatório anual. no âmbito de sua competência. depois vão ao plenário do Senado e seguem para a sanção do presidente da República. a disponibilidade ou a aposentadoria com subsídios ou proventos proporcionais ao tempo de serviço e aplicar outras sanções administrativas. ou recomendar providências. Pautado pelo controle e transparência administrativa do MP e de seus membros. os nomes apresentados são apreciados pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). inclusive contra seus serviços auxiliares. da Constituição Federal Princípios Nossa missão Fortalecer e aprimorar o Ministério Público brasileiro. Nossos valores Ética Transparência Pluralismo Acessibilidade . que podem encaminhar reclamações contra membros ou órgãos do MP. Nossa visão de futuro Ser o órgão de integração e desenvolvimento do Ministério Público brasileiro. propondo as providências que julgar necessárias sobre a situação do Ministério Público no País e as atividades do Conselho. assegurada ampla defesa. inclusive contra seus serviços auxiliares. podendo avocar processos disciplinares em curso. §2º. para uma atuação responsável e socialmente efetiva. *Competências determinadas pelo artigo 130-A. sem prejuízo da competência disciplinar e correicional da instituição. podendo expedir atos regulamentares. • Zelar pela observância do art. do Senado Federal.Antes da posse no CNMP. • Rever os processos disciplinares de membros do Ministério Público da União ou dos Estados julgados há menos de um ano. 37 da Constituição Federal e apreciar a legalidade dos atos administrativos praticados por membros ou órgãos do Ministério Público da União e dos Estados. determinar a remoção. • Receber reclamações contra membros ou órgãos do Ministério Público da União ou dos Estados. assegurando sua autonomia e unidade. o CNMP é uma entidade aberta ao cidadão e entidades brasileiras.

convocadas pelo presidente fora do calendário semestral estabelecido. de inspeção e correição geral. O Presidente Roberto Monteiro Gurgel Santos Gestão: Biênio 2009-2011 E-mail: robertogurgel@cnmp. As sessões do plenário poderão ser ordinárias. • A Presidência A presidência do CNMP é exercida pelo procurador-geral da República. com realização em dias úteis mediante prévia comunicação aos conselheiros. e extraordinária. a quem compete atuar para o fortalecimento e aprimoramento do Ministério Público. CONHEÇA OS ÓRGÃOS DO CNMP • O Plenário Constituído pelos 14 conselheiros do CNMP. De caráter permanente ou temporário. assegurando sua autonomia para um trabalho responsável e socialmente efetivo.gov. • As Comissões As comissões do CNMP são instituídas pelo plenário para o estudo de temas e atividades específicos da instituição ou relacionados à suas competências. as comissões são formadas pelos membros do Conselho. a Corregedoria Nacional do Ministério Público é um órgão do CNMP.br • A Corregedoria Com o dever de executar as funções executivas do Conselho. Atualmente. sendo que os presidentes de cada comissão são eleitos pelo voto da maioria do plenário para mandato de um ano. Aos atos e decisões do plenário do Conselho não cabe recurso. o CNMP possui seis comissões permanentes e uma provisória. além de promover a integração e o desenvolvimento da instituição. com pelo menos cinco dias de antecedência.Cooperação Credibilidade Inovação Identidade Institucional Valorização das pessoas Proatividade Estrutura A estrutura do CNMP está organizada efetivar o cumprimento da fiscalização e orientação do exercício administrativo e financeiro do Ministério Público no Brasil. o plenário controla a atuação administrativa e financeira do Ministério Público e o cumprimento dos deveres funcionais dos seus membros. Comissões permanentes Comissão de controle administrativo e financeiro Comissão de planejamento estratégico e acompanhamento legislativo Comissão de Preservação da Autonomia do Ministério Público Comissão de Aperfeiçoamento da Atuação do Ministério Público no Sistema Carcerário e no Controle Externo da Atividade Policial . salvo o de embargos de declaração.

. Elaborar e assinar as decisões tomadas pelo Conselho nas quais tiverem atuado como relatores.Comissão de Jurisprudência Comissão de Aperfeiçoamento da Atuação do Ministério Público na Área da Infância e Juventude Comissão temporária Comissão Infraestrutura da nova sede do CNMP • A Secretaria Geral A Secretaria Geral tem como função exercer as atividades de apoio técnicoadministrativo necessárias à preparação e à execução das funções do CNMP. autuar e movimentar os processos em tramitação. propostas ou estudos sobre matérias de competência do CNMP. A composição do CNMP é formada para uma gestão de dois anos. como receber. Diretamente subordinada à Presidência. ATRIBUIÇÕES DOS CONSELHEIROS Participar das sessões plenárias para as quais forem regularmente convocados.Os conselheiros têm como obrigações participar das reuniões do Plenário e/ou das comissões. Desempenhar as funções próprias do cargo ou que lhes forem cometidas pelo Plenário. Despachar nos prazos legais as petições ou expedientes que lhes forem dirigidos. quando convocados. com direito à palavra e voto. O presidente do Conselho é o procurador-geral da República. a Secretaria atua também nos serviços cartorários do CNMP. que são indicados por suas instituições de origem e precisam também da aprovação do Senado Federal e da Presidência da República para assumir o cargo. Declarar impedimentos. Cabendo a eles também elaborar projetos. suspeições ou incompatibilidades que lhes afetem. Conselheiros O CNMP é composto por 14 conselheiros. sendo que os conselheiros podem ser reconduzidos aos cargos por mais um mandato.