You are on page 1of 2

PAPER

Thaisa Reis - 2008

O trabalho do psicólogo que desenvolve a avaliação psicológica envolve


dimensões técnicas, além de relacionar-se com questões éticas, legais, profissionais e
sociais. A dimensão técnica refere-se ao conhecimento das técnicas que se pretende
utilizar, e deve ter a visão crítica dos instrumentos utilizados, não adianta apenas ter o
conhecimento dos diversos aspectos, mas é necessário saber integrar as diversas
técnicas utilizadas visando à integração dos dados obtidos (MACHADO; SOUZA,
2000).
A dimensão legal envolve questionar-se sobre as implicações de nossa atuação,
principalmente tendo que se questionar sobre o uso de técnicas inadequadas ou de
técnica mão adaptadas a população brasileira.
A dimensão social diz respeito a reflexões mais amplas de nossa sociedade, a
atuação do psicólogo não se refere apenas ao atendimento individual, já a dimensão
profissional leva em conta “todas as implicações e conseqüências de ordem profissional
no momento de uma avaliação, da entrega de um laudo ou da devolução de resultados”
(MACHADO; SOUZA, 2000, p.18).
Para a dimensão ética é preciso ter em mente as conseqüências de nossa
intervenção, e envolve o respeito ao semelhante, o sigilo, o uso adequado de
instrumentos, intervindo sem impor nossas crenças ou valores, entre outros deveres do
psicólogo para com a pessoa atendida. Tendo a obrigariedade de desenvolver um
trabalho consistente, tentando causar o menor dano possível, havendo a sustentação dos
resultados, e de saber dar devolutiva (MACHADO; SOUZA, 2000).
A ética para nossa profissão também se refere à competência técnica, além de
reconhecer seus limites, saber respeitar profissionais de outras áreas promovendo um
trabalho em conjunto, devendo também reconhecer nossos limites dentro de nossa
própria área, sendo que quando necessário, buscar ajuda de outros psicólogos,
oferecendo serviços apenas a que está habilitado.
A prática de um psicólogo não reflete apenas seu trabalho, mas reflete também a
imagem da profissão do psicólogo em si, portanto, ter responsabilidade científica e
profissional é fundamental na hora de colaborar com outros profissionais, sendo que não
se deve ignorar a necessidade de explicações sobre a pontuação de testes e o uso de
termos técnicos em laudos ou pareceres.
Segundo Machado (2007, p.39), na produção de documento o psicólogo “deve-
se utilizar linguagem adequada a quem se dirige, expondo unicamente as informações
que se fizerem necessárias e visando sempre o bem-estar do avaliando”. E quando o
documento se dirige a outro profissional, deve-se ter em vista a explanação objetiva,
que possibilite que o documento seja interpretado sem prejuízo do individuo em
questão, mas quando tal documento dirige-se a outro psicólogo a linguagem pode ser
técnica, podendo conter mais informações de subsídios psicológicos identificados.
E a linguagem escrita em um documento deve apresentar uma redação
estruturada e bem definida, expressando o que se quer comunicar, embasado no bom
uso da gramática e orografia, possibilitando a clara compreensão de quem a se dirige.
“O emprego de frases e termos deve ser compatível com as expressões próprias
da linguagem profissional, garantindo a precisão da comunicação, evitando a
diversidade da linguagem popular” (MACHADO, 2007, p.98).
Portanto, sabe-se que a necessidade de um bom uso da linguagem é essencial
para uma boa comunicação, seja entre profissionais de outras áreas ou com nossos
colegas ou com as pessoas que atendemos.
Uma boa comunicação promove a quebra de barreiras com as outras áreas com
que a psicologia trabalha, e uma devolutiva clara e concisa quebra com alguns dos
estereótipos. Uma linguagem embasada em termos técnicos irá apenas distanciar nosso
trabalho na atuação com outras áreas, é de extrema importância que o psicólogo saiba se
relacionar com diversas pessoas e saiba como comunicar a um leigo aquilo que ele
necessita saber.

REFERENCIAS

MACHADO, Adriane Picchetto. Caderno de Avaliação Psicológica: Coletânea


ConexãoPSI – Série Técnica. Curitiba: Unificado, 2007.

MACHADO, Adriane Picchetto; SOUZA, Célia Mazza de. A Avaliação Psicológica e


Suas Dimenões. Revista Contato do CRP-08, ano 21, nº 104, 2000.