You are on page 1of 11

Pré-História

1) Paleolítico ou Idade da Pedra Lascada (1milhão – 10.000a.C.) - nômade - utilização do fogo - pinturas em cavernas - caçadores - instrumentos rústicos 2) Mesolítico (10.000 – 8.000a.C.) - fim da era glacial - instrumentos mais desenvolvidos - início da sedentarização 3) Neolítico a. Idade da Pedra Polida (8.000 – 4.000a.C.) - domesticação de animais e agricultura - sedentarização - início das trocas, sociedade coletivista b. Idade dos Metais (5.000 – 4.000a.C.) - técnica de fundição - criação da escrita - criação dos Estados centralizados
Fim da Pré-História Início da Antiguidade

Civilização Hebraica Nascimento da primeira religião monoteísta: Judaísmo. Sendo seu 1°Patriarca – Abraão. Fogem para o Egito a fim de achar novas terras férteis, assim, sendo escravizados por 400anos pelo povo egípcio. Construção de Jerusalém (capital única e indivisível para os hebreus). 71d.C. – Com a invasão romana ocorre a 1° Diáspora (expulsão dos judeus das suas terras) com 80% dos judeus banidos pelo imperador Tito. 131d.C. – Ocorre a 2°Diáspora, expulsão dos restantes dos judeus pelo Imperador Adriano.

Antiguidade Clássica
Formação da civilização grega em 2.000a.C. na península Balcânica. Grécia 1) Período Pré-Homérico (séc. XX – séc. XII a.C.) Instalação de povos indo-europeus na península Balcânica. Os primeiros foram os aqueus, seguidos pelos jônios, eólios e dórios. Com a invasão dórica houve a 1° Diáspora Grega. 2) Período Homérico (séc. XII – séc. VII a.C.) Os refugiados da 1°Diáspora Grega fundaram pequenas unidades agrícolas – os genos, onde o líder era o Pater ou Basileu. Com as disputas entre os refugiados pelas terras houve assim a 2°Diáspora Grega. 3) Período Arcaico (séc. VII – séc. VI a.C.) a. Esparta Localizada no Peloponeso e fundada pelos dórios. Eram os únicos a possuir direitos políticos, assim tendo a divisão social em periecos (homens livres – comércio), hilotas (escravos, propriedades do Estado). Sua política era formada pela diarquia (dois reis, com funções executivas e militares), gerúsia (apresentavam projetos de leis), apela (assembléia popular e eforato: poder judiciário). b. Atenas Ilíadas (Guerra de Troia) e Odisséia (Ulisses). Localizada na Ática e fundada pelos jônios, tem como economia a pesca, navegação e comércio. Sua sociedade era dividida em eupátridas (grandes proprietários de terras), georgóis (pequenos proprietários de terras), thetas (camponeses sem terra), demiurgos (comerciantes) e escravos. Sua política era formada pela Oligarquia (eupátridas) e pelos Arcontado (conselho de anciões). Legisladores Drakon (codificações de leis), Sólon (república censitária, libertação dos escravos por dívida, eunomia, instalação da Tirania – Ditadura), Psístrato (diminui as guerras civis) e Clítenes (pai da “democracia” cria ostracismo e começa a expansão territorial). 4) Período Clássico Guerras Médicas (499 – 449a.C.): foi à guerra entre Gregos X Persas por interesses mercantilistas decorrente pela supremacia marítima. 1ª Batalha: Dario (persa) foi derrotado, vitória dos gregos. 2ª Batalha: Xerxes (filho de Dario, persa) é derrotado, vitória dos gregos. A vitória dos gregos se deve ao fato da união militar das Pólis, Confederação de Delos. Imperialismo Ateniense (443 – 429a.C.): com a rivalidade crescendo entre Esparta e Atenas crescendo, Esparta funda a Liga do Peloponeso para combater a hegemonia ateniense. Guerra do Peloponeso (431 – 404a.C.): foi à guerra entre a Liga do Peloponeso com a Confederação de Delos. Vitória da Liga do Peloponeso, com isso houve o enfraquecimento das Pólis. 5) Período Helenístico (séc. IV – séc. II a.C.) Alexandre, o Grande ou Magno (filho de Felipe II) assume a Macedônia após a morte de seu pai – Império Alexandrino. Conquista a Persa, Egito até a Índia. Houve uma grande aceleração do comércio e da urbanização mesclando a Grécia com o Oriente, dando assim origem à Cultura Helênica. Após a morte de Alexandre, a Macedônia entrou em decadência, sendo conquistada pela Roma.

Antiguidade Oriental
Civilização Mesopotâmica Sumérios – I Império Babilônico 2.000a.C.: com as invasões semitas dando origem à cidade da Babilônia, o rei Hamurabi (1792 – 1750a.C.) – Lei de Talião (“olho por olho, dente por dente”) – unifica a Mesopotâmia dando origem ao I Império Babilônico. Assírios – II Império Babilônico 612a.C.: com a decadência do Império Assírio, o povo Caldeu domina a região da Babilônia transformando-a na capital da Mesopotâmia novamente dando assim origem ao II Império Babilônico. O apogeu ocorreu no governo de Nabucodonosor II (604 – 592a.C.), que expandiu o território até a Palestina. Foram conquistados pelos persas. Era o fim da era da autonomia da Mesopotâmia. Civilização Egípcia 1) Período Pré-Dinástico Divididas em clãs denominados nomos, cujos líderes eram os nomarcas. Por volta de 3.500a.C., os clãs se uniram em dois reinos – ao norte (Baixo Egito) e outro ao sul (Alto Egito). Em 3.200a.C, o primeiro faraó egípcio Menés, conquista o Baixo Egito unificando os dois reinos em um só. 2) Período Dinástico A era dos faraós começou com o estabelecimento da monarquia teocrática – onde todo poder político e religioso ficava concentrado no soberano – considerado um deus vivo. Ele era o dono de todas as terras e ocupava o topo da pirâmide social, seguido pela nobreza (sacerdotes, militares, escribas), pelos artesãos e camponeses servos e pelos escravos. 3) Antigo Império (3.200 – 2.000a.C.) Por volta de 2.300a.C., o poder se descentralizou e ocorreu uma série de revoltas sociais, comprometendo a economia do império. 4) Médio Império (2.000 – 1.580a.C.) Restabeleceu-se o poder dos faraós, e Tebas tornou-se a nova capital. Tomada do império pelos Hicsos (estrangeiros asiáticos). 5) Novo Império (1.580 – 525a.C.) Após a expulsão dos hicsos pelos egípcios. Houve uma grande expansão territorial. Com o fim do Novo Império, a monarquia sendo conquistada pelos assírios. Brevemente sendo invadidos pelos persas mais tarde, em 525a.C., com a queda da civilização egípcia e iniciando o domínio romano.

C. Sua política era através de Imperador que comandava o exército e a igreja (cesaropapismo).): foi à guerra entre Cartago X Roma com o interesse pela Sicília. culturais e um grande expansionismo. aumentar terras e desafogar o excedente populacional. que foi uma série de expedições militares comandadas pela Igreja Católica (comandada pelo Papa Urbano II) e por nobres europeus (séc.) – império dividido em três partes. econômicas. escolha dos reis). 2) Período Republicano (509 – 27a. Em 570d. revigora Edito de Tessalônia (religião cristã é oficial – quem não é cristão é perseguido). mas enfrentou várias revoltas por causa dos altos impostos. nasce Maomé (coraixita) unifica a Arábia. fundando assim a dinastia merovíngia. Heresias: monofismo (só um corpo – Deus. Após a mal sucedida reforma agrária.C. com a perseguição de Maomé. Meroveu após deter os hunos de Átila forma o império Franco. cria-se o 1°Triunvirato – constituído por Crasso. Com a morte de César pelo senado ocorre o 2°Triunvirato – Marco Antônio (Oriente) e Otávio (Ocidente) – Egito é anexado e com a morte de Marco. Criação da Djihad (guerra santa) conversão dos infiéis. A sociedade acaba se dividindo em províncias – cidadãos (semi-estamental). com conseqüências da expansão territorial. Império Bizantino Teve sua economia baseada em comércio e latifúndio. politização dos militares e fim da expansão territorial.C.C. Dando assim início ao Feudalismo b. ocorre a decadência de Roma não tendo mais para onde expandir (apogeu). rumo a Jerusalém (cristão x muçulmanos).C. os clientes (serviçais). o Breve (começou a dinastia). Diocleciano implanta o colonato (entrega de terras aos bárbaros). Baixa Idade Média A crise da Idade Média no período do feudalismo. Sua sociedade era estamental e estratificado em senhores feudais (nobreza – luta e clero – reza) e em feudo: manso senhoril (propriedade privada do senhor). êxodo rural e modo de produção escravista. Otávio ganha o título de Augusto. autorizava casamento entre plebeus e patrícios. A igreja manda e estabelece todas as verdades (teocentrismo – tudo porque Deus quer). formalizando uma aliança com a Igreja Católica. Seus impostos eram divididos em corvéia (trabalho gratuito no manso senhoril) e talha (parte da produção do servo vai para os senhores feudais). dando origem ao Tratado de Verdun (843d. Na política da nobreza houve uma relação de suserania (jurava proteção ao vassalo) e vassalagem (fidelidade e apoio militar ao doador de terras). conquistar riquezas.Roma Teve sua formação em 753a. . Sua religião era baseada em seitas: xiitas (seguidores do corão) e sunitas (seguidores do sunna). Intensificou a política do Pão e Circo (promove espetáculos gratuitos e distribuição de alimentos. Roma sai como a vitoriosa. não funcionou. b. O motivo da criação das Cruzadas se teve a causa da Cisma do Oriente. Em 1054.) Época monopolizada pelos patrícios. o Piedoso. Os objetivos das cruzadas foram retomar a cidade de Jerusalém – considerada sagrada pelos cristãos. c. Clóvis (neto de Meroveu) unifica as todas as tribos. César e Pompeu – César toma o poder e implanta a ditadura. com isso possibilitaram a reabertura do comercial do Mediterrâneo – renascimento comercial. provocando monoteísmo e cria a 1°religião: islamismo (muçulmano). senado (faz leis – patrícios) e a Comicia Curiata (assembléia popular. Constantino revigora o Edito de Milão (não há mais perseguição dos cristãos) e funda a Constantinopla (entreposto comercial entre Oriente e Ocidente). manso servil (terras dos camponeses – servos) e manso comunal (terras coletivas).C. Alto Império Poder absoluto na mais de Otávio Augusto.XI – XIII). com isso ocorre à criação da Tribuna da Plebe (poder de veto nas leis – Comicia Plebes). pelos italiotas.C. Carlos Martel barra a expansão árabe causando a Batalha de Poitiers (732d. No mesmo período foram criadas as Cruzadas (sendo 8 cruzadas e algumas não-oficiais). Reino Franco 1) Dinastia Merovíngia Os francos se dividem em tribos. Após a morte de Luís. a Lei da Canuléia. Com imperadores Antoninos causando maior expansão territorial.C. artesãos) e os escravos. Feudalismo Foi marcado pela descentralização política.). Teodósio dividiu o império em Ocidente (Milão) e Oriente (Constantinopla). deu-se pelo aumento populacional (séc. seus três filhos entram em disputa pelo poder. Não aceitavam a Santíssima Trindade) e iconoclasmo (quebra de imagens religiosas). causando assim a descentralização de poder. Umas das cruzadas mais importante foi a 4º Cruzada ou Cruzada Comercial (1202) que fora patrocinados por Gênova e Veneza.C. Empenhou-se na expansão de territórios e converteu-se ao cristianismo.C. o qual condenava todos que eram contra a igreja (considerado hereges). Com as invasões turcos-otomanos conquistam a Bizantina. quando o alto clero de Constantinopla rejeitou a supremacia papal de Roma. Em 622d. 3) Império (27a. 1) Período Monárquico (753 – 509a. Carlos Magno começou a expansão territorial. dando origem à Igreja Ortodoxa. mas não governa).) A sociedade romana estava divida entre os patrícios (ricos proprietário de terras). fogem de Meca e vai para Iatreb. Império Árabe De origem semita e localizada na Península Arábica. fundando a Medina (hégira). fim da Idade Média. Com o decorrer do tempo os plebeus entram em greve pedindo direito políticos. Uma das formas que a igreja disseminou no feudalismo foi à inquisição que era formada pelos tribunais da Igreja Católica. Rei Justiniano era expansionista. Concílio de Nicéia (325d. Crise da República se deve ao fato das guerras civis gerados pelas conquistas de territórios após Roma ter dominado quase todo o Mediterrâneo.X) ocasionada pela paz. Causando assim a crise da república. Criaram o Corpo do Direito Civil – base dos códigos civis. amonetária e auto-suficiente. Além da alta inflação. 2) Dinastia Carolíngia O Reino Franco atingiu o apogeu durante o reinado de Carlos Magno. os etruscos e os gregos.) deu-se a união da igreja e do Estado.): foi à compilação de leis escritas. Sua economia era agrária. filho de Pepino. Baixo Império A principal causa da decadência do império foi à crise do sistema escravista. Guerras Púnicas (264 – 146a. houve a Cisma do Oriente: oriental (igreja ortodoxa – pratiarcas) e ocidental (igreja católica apostólica romana – papa).C. E sua legislatura se dividia em rei (manda. cada qual com seu chefe.C. Lei das Doze Tábuas (450a. – 476d. Fim da Antiguidade Início da Idade Média Alta Idade Média a. aumento do latifúndio. plebeus (comerciantes. para evitar guerras civis). Imperador. causando reformas administrativas. dividida em tribos urbanas (Iatreb e Meca – sedentarizados) e no interior (beduínos – nômades). gerando alto índice de natalidade – êxodo rural. Sua economia era baseada em agropastoris. pela imobilidade social e pela auto-suficiência econômica dos feudos – as unidades de produção da época. foi um hábito entre os nobres doando terras entre si – relação de fidelidade. Os irmãos Gracos propuseram uma reforma agrária.) a.

Tendo outros personagens científicos como Copérnico (heliocentrismo). causando descontentamento da burguesia e da nobreza. 3) Reforma de Inglesa O rei Henrique VIII querendo tomar para si o poder que a Igreja Católica tinha em seu país para o fortalecimento da Inglaterra. 2) Reforma de Calvino Foi fundado na Itália. Com a Dinastia Capetíngia (987d. arte e religião a fé contra razão (ciência) dando origem ao tomismo (fé mais razão). ampliação das cidades e vilas (os burgos) no qual eram taxados por pertencerem aos feudos e com as cidades querendo autonomia dos feudos.C. Criou a Igreja Anglicana. pois ia contra tudo que a igreja pregava. Após a emancipação as cidades ganhavam as cartas de franquia para oficializar. 4) Contra Reforma A reação católica à expansão das doutrinas protestantes ficou conhecida como Contra Reforma. Artes/Ciências: Leonardo da Vinci. originando assim a Crise do Feudalismo. Dentro das cidades os burgueses também se organizavam em guildas (monopólio comercial . XVI surgia um movimento artístico burguês denominado Humanismo (homem na sua essência). Para combater as doutrinas o Papa Paulo III convocou. Contudo houve revoltas camponesas (jacqueries) contra a nobreza. ao mesmo tempo os franceses reivindicaram o trono escolhendo Felipe VI. Galileu Galilei e Descartes. o trono da Inglaterra passou a ser da França comandada pelo Guilherme e passando a diante para seus sucessores. Mercantilismo tinha política de intervenção econômica praticada pelo estado. tem-se a crise econômica. houve o movimento comunal (independência dos feudos). . 1) Reforma de Martinho Lutero Sacro Império Românico – Germânico (Alemanha): foi fundada a Igreja Luterana (protestantismo) que propagou se pelos Países Escandinavos. Cada feudo tinha a sua moeda. Com o fim da Guerra dos Cem Anos em 1453. o Calvinismo difundiu-se na Escócia (presbiterianos). Sua teoria baseava que somente alguns homens estão destinados à salvação e da justificação pela fé. contato com as civilizações bizantinas e muçulmanas causando a difusão da cultura grega. Henrique Tudor (VII) – descendente de Lancaster e York. Ocorria assim à mudança no renascimento comercial e urbano. Era baseado em 95 teses em que só Deus pode perdoar e não o Papa – a única verdade está na fé. a Magna Carta. confiscou todas as terras católicas e extinguiu os mosteiros. Lutero condenou. corporações de ofício (monopólio da atividade e controle de qualidade). João Sem-Terra (1199) aumenta os impostos para cobrir despesas da guerra. com isso os senhores feudais perdiam o poder político e começava a formação das monarquias nacionais. Monarquia Inglesa Em 1066. XVI desencadeou-se na Europa um movimento de caráter religioso. que por ventura teria a causa da Grande Fome (provocado por péssimas colheitas) e pela Peste Negra que atingia a época (foi de fácil propagação devido à desnutrição e má higiene). com isso houve o nascimento da burguesia.) origina França e Alemanha. político e econômico que contestava a estrutura e os dogmas da Igreja Católica: a Reforma Protestante. Petrarca. após ser excomungado pelo Papa. Nicolau Maquiavel. XV – XVIII foram baseados: política – absolutismo. a partir do séc. Capitalismo Comercial eram as propriedades privadas dos meios de produção. Após anos de lutas contra a realeza. à salvação está na fé – o luteranismo se acentuou devido à fraqueza do rei e às ambições dos príncipes. com isso provocaram as Revoltas Camponesas. Com isso entraram em disputa pelo trono. Rafael. implantando assim uma monarquia mais forte. acontece a Guerra das Duas Rosas (Lancaster X York). XV devido o precoce desenvolvimento do pré-capitalismo. o seu peso. criou um exercito e impostos nacionais. Início na Itália no séc. Guerra dos Cem Anos (1337 – 1453): com a conquista da Inglaterra pelos Franceses. considerou legitimo aos trono vago. Luís IX (1226 – 1270) criara uma moeda de circulação nacional. Com o medo de ir para inferno segundo a igreja. mas o Papa negou a dar o divórcio para se separar de Catarina de Aragão. na Inglaterra (Shakespeare e Thomas More). em 1545. essa pratica ficou conhecida como a Venda de Indulgências. Capitalismo Comercial Com os movimentos de início da modernidade no séc. Anabastistas que não possuíam padres e não tinha liturgia queriam reformas religiosas e sociais. O parlamento rompeu-se com Roma (Papa) e Henrique VIII casou-se com Ana Bolena (consolidação dos Tudor). protecionismo (dificultar importação de produtos estrangeiros).Renascimento Comercial houve a transformação da economia-comercial. Filipe IV. Michelangelo. Renascimento Urbano foi provocado pelo renascimento comercial. o rei reina.) iniciada por Hugo Capeto houve a centralização do poder. Sua política de Monarquias Nacionais. Reforma Protestante/Religiosa Em meados do séc. Henrique II (1154 – 1189) cria a lei comum a todo território inglês. os protestantes vencem tendo a liberdade de religião. África e América (conhecida como comercial triangular) em que Europa fornecia manufaturas para América que fornecia metais. perda de território para França e aumento dos poderes militares e financeiros do rei. Tendo a economia baseada no mercantilismo a igreja condenava os lucros por praticas indulgentes.C. Guilherme I. Botticelli. assume o poder. após a morte de Carlos IV que não deixara nenhum sucessor. os pecadores pagavam para igreja por “libertação dos pescados” (perdão dos pecados) pratica na qual enriquecia a igreja. mas não governa – poder nas mãos da nobreza. a. o Conquistador. com isso perde várias batalhas para França. Metalismo – acumulação de metais. subordina a nobreza (poder centralizado). os seus tributos (entrave comercial). Renascimento Deu-se início no séc. cultural – renascimento. b. Em 1455 – 1485. Em 1215. Monarquia Francesa Tratado de Verdum (843d. que era base de troca e passou a ser comércio monetário (moeda de ouro e prata) – eram comércios de feiras (Flandres) realizado no Mar Báltico e Mar do Norte. Ricardo Coração de Leão (1189) em constante batalhar faz com que o poder da nobreza cresça.XIV houve a união do Rei (centralização do poder) com a Burguesia (financiava o exercito para o rei). Pediu o divórcio de sua mulher (pois não tinha lhe dado um herdeiro). Com o fortalecimento dos reis. o Belo (1285 – 1314) elabora a Assembléia dos Estados Gerais. Teve propagação na Espanha (Cervantes – Dom Quixote). sua cultura do Renascimento era vista com maus olhos pela igreja. Inglaterra querendo a região de Flandres foram expulsos pelos Franceses liderados por Joana D’Arc e por um novo rei Carlos VII. tinha por filosofia. na Inglaterra (puritanos) e na França (huguenotes). sua balança comercial favorável tinha por base exportar mais e importar menos. Era representado pelo colonialismo (praticando pacto colonial). em Portugal (Camões – Os Lusíadas) e na França (construção do Louvre). religioso – reformas religiosas e econômicas – capitalismo comercial.taxam preços). faz cobranças de impostos ao clero e tende a Cisma do Ocidente (papa eleito em Roma e outro eleito na França). o Concílio de Trento que condenava o protestantismos e reafirmava os princípios católicos. Sofreu expansão ultramarina com desenvolvimento comercial com outros lugares (Índia – especiarias). as suas leis. da qual era líder supremo. Fim da Idade Média Início da Idade Moderna fluxo comercial entre a Europa. o rei da Inglaterra. ocorre um desgaste dos senhores feudais e da igreja. Eduardo III. Literatura/Filósofos: Dante. com que a Europa se utilizava para compra de escravos. Felipe Augusto (1180 – 1223) começou a expansão comercial. imposta pelo Grande Conselho (mais tarde seria o Parlamento).

telégrafo e locomotiva.Criando assim o Tribunal da Inquisição (condenava todos aqueles que eram contra a igreja). Precursores do Iluminismo Descartes: teve o racionalismo como teoria de conhecimento – racionalismo cortês. e as colônias de outros países – Brasil) e a Guerra dos Sete Anos (onde Inglaterra derrotou a França e conquistou a Índia e o Canadá Francês). O governo burguês originado a partir Revolução Puritana e a Revolução Gloriosa deu a formação de um governo em que o Parlamento sobrepunha-se a monarquia. Jacques Bossuet: vinculou o “direito divino” à autoridade do rei Thomas Hobbes: “Leviatã” o absolutismo é um mal necessário. Pioneirismo Inglês: tinha o capital acumulado no comércio. Voltaire: crítica ao absolutismo francês e aos valores católicos. Henrique IV criou o Edito de Nantes (1598) que propunha a liberdade religiosa aos protestantes. Luís XIII (1º Ministro Cardeal Richelieu) limitou o poder dos protestantes a subjugar a nobreza. contribuiu para a eliminação de postos de trabalhos. que. Absolutismo Francês Foi na Dinastia Bourbon que houve a consolidação do absolutismo. mas condenava o cristianismo (contrário a natureza). XVIII. Prússia. dando assim o êxodo rural (mão-de-obra mais barata e abundante para a indústria) e a nobreza se transformando nos fazendeiros capitalistas (produtores de matéria-prima). houve o patrocínio do renascimento cultural – Sheskpeare e a vitória da “Invencível Armada” da Espanha. Revolução Industrial Com o desenvolvimento do capitalismo até o séc. Houve a substituição do ferro pelo aço (máquinas mais resistentes). séc. Trustes Vertical – empresa que controla outra empresas prestadoras de serviços para obter melhor qualidade e preço na concorrência. era a favor do voto censitário. Iluminismo Foram o conjunto de ideias burguesas baseadas na razão. França. (obs. (obs. cria os Atos de Navegações – protegendo assim a economia inglesa – com a morte de Cromwell o poder volta para a Dinastia Stuart. criando condições para o desenvolvimento da burguesia. fizeram reformas para agradar o povo e a burguesia. (Espanha. XIX: ocorreu a partir de 1870. XVIII: ocorreu entre 1760 – 1860. Barão de Montesquieu: tinha por base a divisão em 3 poderes (executivo. construiu Versallhes. Luís XV (1715 – 1774) leva a França a uma crise econômica devido a Guerra dos Sete Anos (1756 – 1763). na Inglaterra. b. Com reinado de Henrique VIII houve uma ampliação do absolutismo ao criar a Igreja Anglicana – Ato de Supremacia (1534) e no reinado de Elizabeth I houve o controle da nobreza e do parlamento. 1º Revolução Industrial. Teóricos do Absolutismo Niolau Maquiavel: “os fins justificam os meios” soberanos acima da moral. Surgimento de novas fontes de energia tais como petróleo e eletricidade. XX: ocorreu a partir de 1950. Adam Smith: contrario a intervenção do Estado na economia (liberalismo econômico) e a produtividade do trabalho constituía a riqueza de um país. Cromwell). a. Ludismo: nome dado a causa da miséria e o desemprego produzido pela indústria. legislativo e judiciário) e mais 3 tipos de governo (república/monarquia/despócito lúnico condenável). em capitalismo comercial (mercantilismo – intervenção do Estado) e em capitalismo industrial (liberalismo – não havia intervenção do Estado). o salário parlamentar e sufrágio universal masculino e secreto. 2º Revolução Industrial. Pelo parlamento Jaime II (criou a assinatura da Declaração de Direitos – monarquia parlamentar) é deposto através da Revolução Gloriosa (1688). automatização das máquinas têxtil. Dinastia Stuart: no reinado de Carlos I houve perseguições aos calvinistas. a Exploração Colonial (colônias próprias – EUA. e teve como surgimentos a criação das máquinas a vapor. Newton: tinha a física como razão – fortalecimento das leis naturais. sua sociedade ideal visava à felicidade – respeito dos direitos humanos – Leis Naturais. e Luís XVI foi morto na guilhotina durante a Revolução Francesa. Rousseau: tinha fundamento na Teoria do Bom Selvagem (“contrato social”) e crítica a burguesia. Financiamento de empreendimentos por causa do capitalismo financeiro. Absolutismo Inglês Dinastia Tudor: foi à primeira dinastia absolutista. Rússia. Holding – empresa que controlam outras empresas através do mercado de ações. Alemanha. Teve assim a Revolução Puritana (1640) onde o parlamento liderado por Cromwell derrota o rei. . Já Luís XIV (Rei Sol) revogou o Edito de Nantes (1685) causando a saída de vários comerciantes e banqueiros. séc. que posteriormente fugiram para os “EUA”. Surgimento da Trade Unions – formação dos sindicatos – que em 1834 criaram as work houses (assistencialismo inglês) e o Cartismo que foi a elaboração da Carta do Povo (documento prescrito para os direitos dos trabalhadores) condizia que a jornada de trabalho devia ser de 10h diárias. causando assim uma crise econômica). Como resultados da industrialização houve o surgimento das organizações trabalhistas que criara o Movimento Ludista que tinha como objetivo quebrar as máquinas para evitar o desemprego. Com a revolução apareceu à divisão de zonas de trabalhos conhecidos como linhas de montagens (conhecido como fordismo – devido à criação por Henry Ford). EUA e no Japão devido à internacionalização da industrialização. e uma forma mais eficiente de transporte e comunicação. Déspotas Esclarecidas: eram reis absolutistas que temendo o avanço das ideias iluministas. Cercamento de Terras (enclosure) – Revolução Agrícola teve como processo de ocupação de terras pela aristocracia. séc. Trustes Horizontal – empresa que compra seus concorrentes para monopolizar o mercado. que combatia o Antigo Regime. Portugal – Reformas Pombalinas). Bélgica.: Edito de Nantes – guerras inúteis. e teve por base a globalização. ao substituir a mão de obra humana. Cartéis – empresas do mesmo ramo que fazem acordos para acabar com a concorrência do produto. Fisiocratas: contrários à intervenção do Estado na economia (mercantilismo) e apoiava a agricultura como uma riqueza. e em 1651. que possuía centralização política nas mãos dos reis. a inicialização da colonização das 13 Colônias Inglesas na América. Pensadores Iluministas: a maioria acreditava em Deus. Absolutismo Foi o período transitório de contradições entre a burguesia (base) e a nobreza (parasitário). com o surgimento de gigantescos complexos multinacionais e pela informatização. 3º Revolução Industrial. tais como Atos de Navegação (protecionismo alfandegário criado por O. John Locke: razões baseadas nas questões políticas – a vontade da maioria devia ser respeitada (cabia o governo proteger os direitos baseados no consentimento).: Elizabeth I morreu sem deixar herdeiros – primas escocesas). maior autonomia dos burgueses. Itália. Com a Mecânica Têxtil que foi a base da revolução (teares mecânicos) houve o barateamento da produção para atender as necessidades empresariais. da Cia de Jesus – jesuítas: catequese (disseminação do catolicismo) e a criação do Index – livros proibidos pela igreja.

a Microeletrônica (informática) e etc. protecionismo alfandegário e mão-de-obra livre) contra o Sul (latifúndio. a nobreza. o Consulado. produção para exportação – plantation. 1º Congresso Continental da Filadélfia (1774): as 13 Colônias redigem a “Declaração de Direitos” pedindo ao Rei Jorge III que retire as “Leis Intoleráveis”.Leis de Terras: Homestead Act. com isso o 3º Estado se rebelou: proclamou-se Assembléia Nacional Constituinte. dando vitória a elas. comércio. Conquista do Oeste A conquista se teve ao fato do crescimento populacional graças à imigração européia. derrota a França (Canadá e Índia). Ministro Calonne na tentativa de cobrar impostos do clero e da nobreza foi demitido. Guerra dos Sete Anos. no qual a Coroa britânica reconheceu a independência dos EUA. Luís XVI é preso e a França tornava-se uma República. Danton e Marat baseados na economia dirigida e democracia social. O clero compunha o 1º Estado. tomou o poder. influenciados pelo liberalismo. separas entre Norte (povoamento): policultura. Independência dos EUA Ocorreu entre 1607 – 1733. mão-de-obra livre. Em 1861. Guerra de Secessão (1861): foi à guerra entre o Norte (industrializado. tendo bases federativas e republicanas. com líderes Robespierre. após a guerra a Inglaterra acabou em dívidas. mão-de-obra escrava. a burguesia revoltou-se contra a monarquia absolutista (Despotismo Bourbon) e. Independência dos EUA e gastos com o luxo da corte. dos quais Napoleão era mais influente. ele visa à fabricação de séries menores de uma variedade de modelos de produtos. em 1789. com a formação das 13 Colônias. Em 14 de julho de 1789 os parisienses Tomam a Bastilha – prisão que simbolizava o poder monárquico. Com as crises políticas e econômicas – 2ª Coligação (derrotada) e brigas entre nobres (absolutistas) e jacobinos. O Presidente Abraham Lincoln preferia à união dos estados ao invés da briga pela mão-de-obra. para combatê-las tomam medidas para aumentar impostos sobre os colonos. sustentados pelos impostos pagos pelo 3º Estado. Sobe o lema “Liberdade. proclamava a igualdade civil e confiscava os bens da Igreja. qual fora derrotada. Convenção Jacobina (1793 – 1794) Tendo a Constituição Ano I com voto universal e masculino. a Lei do Selo (foi à taxação de documentos e produtos comerciais) e a Lei do Chá (importação seria apenas feita pela Cia das Índias Orientais). Nesse sistema. calendário revolucionário (anulando o calendário cristão) e com o fim da escravidão nas colônias (Haiti).Destino Manifesto: baseada na doutrina calvinista. até o pagamento da indenização à Cia das Índias Orientais. Início dos EUA. o país enfrentava sérias dificuldades econômicas devidas aos déficits no orçamento. a Química Fina (produção de novos materiais). Igualdade e Fraternidade”. França e Espanha entram na guerra apoiando as 13 Colônias. tais como a Biotecnologia (manipulação genética. Tendo sucesso nas suas campanhas militares Napoleão Bonaparte dá um golpe de estado em 1799 – o 18 Brumário (girondinos entregam o poder) – instalando um novo governo. em 1783 assina o Tratado de Paris. A Batalha de Valmy foi à batalha entre nobres e a população. o 2º Estado. dando a formação da 1ª Coligação de países absolutistas contra a França. Grandes extermínios dos nativos. . Fim da Idade Moderna Início da Idade Contemporânea Revolução Francesa Foi um movimento social e político que transformou profundamente a França de 1789 a 1799.Aparecimento de novas tecnologias. Divididos politicamente em três ordens. exportação. clonagem).Questão Indígena: o Destino Manifesto pregava “a civilização” dos povos primitivos. surgimento de movimentos racistas. Já no Japão ocorreu o aparecimento do Toyotismo – em oposição ao fordismo – era um método de produção mais flexível e diversificado: em vez de produzir grandes séries de um mesmo modelo. e os Jacobinos (representados pela baixa burguesia/sans-culottes. Os Girondinos (representados pela alta burguesia. Batalha de Saragota (1777): foi guerra entre a metrópole inglesa e as 13 Colônias por causa da independência das colônias que a Inglaterra não aceitava. Como punição a Inglaterra decreta as “Leis Intoleráveis” que interditava o porto de Boston. Batalha de Yorktown (1781): após 4 anos de guerra. ficou conhecida como a Declaração de Pillnitz. o qual a votação era feita através de estados e não por cabeça.Compra de Territórios: Lousiana (França). Teve por si só a “Conjuração dos Iguais” de Babeuf que pregava ideias igualitárias (foi executado). Eles eram os mais privilegiados. os Estados Confederados da América: Carolina do Sul e 6 estados tornavam-se independentes. . Alasca (Rússia) e Oregon (Inglaterra). com o apoio popular. Fase do Diretório (1795 – 1799) Constituição Ano III tendo a formação de territórios com direito de propriedade e liberdade econômica. clima frio/huguenotes. . aristocracia rural. o governo doava terras à Oeste para aqueles que produzissem por 5 anos. Vitória do povo ao Norte. Com as novas mudanças do Estado os países absolutistas ameaçaram invadir a França para restabelecer o absolutismo dos Bourbon. Legislativo e Judiciário. sua constituição foi influenciada pelo iluminismo. . a nação era dividida em três partes cônsules. ensino básico e obrigatório. qual derrota foi dos nobres. burguesia. dedicando-se à elaboração de uma nova Constituição para a França. Convenção Girondina (1792 – 1793) Com a execução de Luís XVI e Maria Antonieta tento uma grande repercussão na Europa e com o sucesso da Batalha de Valmy levou as tropas francesas a uma propagando revolucionária e uma política de conquista de territórios. 2º Congresso Continental da Filadélfia (1775): as 13 Colônias pedem a independência da Inglaterra – “Declaração de Independência” em 04/07/1776. À época. sem protecionismo e escravismo). Assembléia Nacional Constituinte: anulou os direitos feudais remanescentes e aprovou a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão. eram de esquerda . Assembléia Nacional Legislativa: instituía a divisão do Estado nos poderes Executivo. Com a derrota da Inglaterra. o objetivo politizado com a Doutrina Monroe (1820). a partir disso houve a necessidade de ampliar a produção agrícola. Dando assim a abolição da escravatura em 1863. produção para consumo interno. e o Sul (exploração): monocultura. Os deputados eram divididos em três grupos.Guerras de Conquista: Texas independente do México pede anexação aos EUA. A causa se deve pela abolição da escravidão que o Norte queria que o Sul adotasse. Como solução. pondo fim aos privilégios da nobreza e do clero livrando-se das instituições feudais do Antigo Regime. burgueses e camponeses. dando início assim a revolução. eram de direitas – conservadores). . Após isso a França entrou em alerta “Pátria em Perigo” dando assim as camadas populares o engajamento na luta.liberais). . Flórida (Espanha). Houve o surgimento do Comitê de Salvação Pública e o Tribunal Revolucionário. que eram formados por trabalhadores urbanos. dando vitória ao 1º e 2º Estado. propuseram cobrar impostos da nobreza e do clero. Com isso acarretou a Revolta do Chá (Tea Party) que foi a destruição da carga de chá pelos colonos no porto de Boston. Lei do Açúcar (ampliação das tarifas alfandegárias de importação do açúcar). mineração e a construção de ferrovias. os ministros do Rei Luís XVI. Guerra dos Sete Anos (1756 – 1763): a Inglaterra com apoio das colônias americanas. Necker convocou a Assembléia dos Estados Gerais.

Após a libertação do Novas Doutrinas Liberalismo Surgiu no séc. a quem ainda restava o comércio com a América. no qual condizia que todos os países europeus estariam proibidos de comercializar com a Inglaterra (se não obedecessem seriam invadidos). na Guerra Hispano-Americana. XVIII. o Equador (1822) e a Bolívia (1825). na independência dos EUA e na Revolução Francesa. Congresso de Viena (1815) – representados pela Prússia. b. Restauração do absolutismo da Dinastia dos Bourbon – coroação de Luís XVIII. com isso Napoleão invade a Rússia. Os teóricos Proudhon (visava uma sociedade sem classes e sem Estado). San Martín. Inglaterra começa apoiar os espanhóis libertando a Espanha das mãos de Bonaparte. em 1816. Prússia e Rússia. com parte da população sendo escravizada. durante o Iluminismo de Adam Smith – “Riquezas das Nações” – com princípios voltados para a propriedade privada. causou o desaparecimento temporário da presença da metrópole nas colônias espanholas. através do terrorismo) Independência da América Espanhola A invasão da península Ibérica por Napoleão. Napoleão intervém na Espanha e destrona o Rei Fernando VII e coroa seu irmão. proclamando a independência do Chile (1818) – com a colaboração do líder local Bernardo O’Higgins – e do Peru (1821). Inglaterra. não a intervenção do Estado na economia. etc. derrota Napoleão (retirando-se para Ilha de Elba em 1814). Suas teorias eram defendidas por Saint Simon que promovia o desenvolvimento geral (sociedade dirigida pelos industriais apoiados na ciência). sendo apoiados pela Inglaterra. na Batalha das Nações a 6ª Coligação. Kropotkin (queriam uma instalação de uma sociedade sem poder estatal por vias pacíficas) e Mikhail Bakumin (queria a instalação de uma sociedade sem Estado. agora. o direito a propriedade privada. Rússia. Anarquismo Com a rejeição ao Estado (fonte de opressão dos trabalhadores) a base sócio-econômica passaria a ser a liberdade geral. com essa ideia foi criado o Workhouses (asilos. os criollos perceberam que era um bom momento para ampliar a autonomia das colônias e brigar pela independência. Após a invasão de Bonaparte. O movimento estendeu-se à América Central e ao México. rumou aos Andes. Em 1793. após livrar seu país. onde Napoleão se tornava imperador. O Bloqueio acabou afetando mais a Europa do que a Inglaterra. a Colômbia (1819). Foi criado do Código Civil que ordenava o direito de igualdade perante a lei. o “Manifesto Comunista” criado pro Engels divulgou o socialismo e “O Capital” criado por Marx explicava os mecanismos de exploração do capitalismo. os jacobinos libertaram os escravos das colônias. O primeiro partiu do norte. acaba acontecendo a Guerra do Paraguai (1865 – 1870). Paraguai Tendo inicialmente como 1º presidente ou líder José Gaspar Francia (El Supremo).Napoleão Bonaparte a. obteve várias obras públicas e mecanização industrial. em 1807. Uruguai e Argentina. expulsa os latifundiários e cria as fazendas estatais. dedicando-se a produção de café e cana-de-açúcar. Em 1813. criada por David Ricardo. Em 1817. dominou o Sacro Império Romano Germânico e o transformou em Confederação do Reno). causando a revolução socialista – ação política do operariado contra a ordem capitalista-burguesa. Império (1804 – 1815) Com o aparecimento do império houve um grande crescimento da economia (crise com a Inglaterra e outros países europeus) e a formação da 3ª Coligação (derrotou-a. teve início a Guerra da Independência. Socialismo Marxista (Científico) Através da revolução proletária houve a superação natural das desigualdades. exército comum entre os países europeus para proteger a Europa de novas revoluções burguesas. Após a vitória sobre a 4ª Coligação. Seus conceitos eram difundidos no materialismo histórico. Francesa). que ficou conhecida como Travado de Tilsit. Ásia e África. Inspirados Iluminismo. Confederação Germânica – e a formação da Santa Aliança. formada pelo Brasil. Tolstoi (proferia o não pagamento de impostos. contra a grande propriedade (baseado em Rousseau) e propunha acordos entre capitalistas e proletariados. de modo que. Com o fracasso de Napoleão ao tentar invadir a Inglaterra – Batalha de Trafalgar . em 1813. decretou o Bloqueio Continental (Decreto de Berlim). Houve a inauguração a sociedade socialista baseado na ditadura do proletariado (eliminação da propriedade) e culminaria no comunismo que dava o fim ao Estado e de todas as desigualdades. Governo dos 100 dias (1815) – Napoleão na tentativa de voltar para o poder. a Rússia assinou um tratado de aliança. onde pobres deveriam trabalhar para obterem seus sustentos – controle de natalidade). equivalia à subsistência do trabalhador. libertando a Venezuela (1819). mas não consegue o feito por causa das condições climáticas (terras arrasadas e invernos rigorosos) – declínio de Napoleão. e haveria a redistribuição das colônias para manter o equilíbrio entre as potencias européias – Áustria passa a dominar a antiga Confederação de Reno. Consulado (1799 – 1804) Nesse período houve a criação do Banco da França e da moeda Franco. individualismo econômico. volta para França e assume o poder mas é derrotado na Batalha de Waterloo e fica exilado na Ilha de Santa Helena. José Bonaparte. Tratado ou Paz de Amiens (1802) criou um acordo de paz momentâneo com a Inglaterra. Após os conflitos gerados em torno do país. onde a sociedade é determinada pelas condições sócio-econômicas da época. tendo em crise os criollos com os chapetones (funcionários espanhóis na administração colonial). retorno da escravidão nas colônias (Haiti) e a proibição de greves e sindicatos. Seu 3º presidente Solano Lopes sobre desconfiança inglesa cria a Tríplice Aliança. E em 1804. em 1825. livre contrato de trabalho. E Robert Owen com base no capitalismo construiu bairros operários dignos para seus funcionários (Escócia e EUA). que passariam ao controle dos EUA em 1898. que limitava seus negócios. que percorreram o continente enfrentando os espanhóis. Após o ocorrido Napoleão começa a sofrer oposição por desrespeitar as soberanias nacionais. livre iniciativa. Seus principais líderes foram o venezuelano Simón Bolívar e o argentino José San Martín. Inglaterra. Áustria e França – o absolutismo como forma de governo – tinha como objetivo definir o futuro da Europa. investindo então na industrialização e no social do país. Suas teorias eram derivadas pelo pessimismo quanto ao progresso da sociedade (Thomas Malthus: queria o controle da natalidade). formada pela Áustria. as únicas possessões espanholas no continente era Cuba e Porto Rico. Haiti Tendo sido colônia francesa na Ilha de Santo Domingo. . ocorreu o plebiscito. repulsa do serviço militar e tribunais). Napoleão vence a 5ª Coligação e em 1811. durante a Convenção Jacobina (Rev. a Rússia rompe o Bloqueio Continental. Decidiram que todas as fronteiras e dinastias seriam as mesmas de antes da Revolução Francesa. e querendo ver-se livres do pacto colonial. além da reforma no ensino (criação dos Liceus – disciplina militar) e a concordata com a Igreja Católica. Baseado nas teorias de Marx e Engels. A Mais-Valia era o proletariado expropriado da maior parte da riqueza que produz. Já a “Lei Férrea dos Salários”. Socialismo Utópico Foi o equilíbrio entre os capitalistas e proletariados.em 1806. Já o 2º presidente Carlos Antônio Lopes faz com que as exportações aumentem.

alguns países começaram a se expandir pela Ásia. foi somente depois de 1870 que a Rússia começou a sentir necessidade de mercados consumidores e de matéria-prima. A alternativa foi voltar-se para o Extremo Oriente. Imperialismo Japonês O Japão foi até o séc. faltava. que abre o país para a modernização da infra-estrutura econômica. Tríplice Aliança (1882) Alemanha Austro-Húngaro (Áustria) Itália Tríplice Entente (1904) França Inglaterra Rússia Imperialismo (Neocolonialismo) Surgiu para designar especificamente a expansão das potências industriais européias a partir do século XIX. tendo o fim os privilégios das elites. engrossou o bloco contra a Alemanha. Do lado oposto. Em 1898. Depois de três anos de batalhas. como marfim. No governo de 1934 de Lázaro Cárdenas houve a expropriação de terras e companhias estrangeiras. personificado na . mercado consumidor. Inglaterra. os norte-americanos consolidaram seu poder sobre o Caribe. através dos ideais da Revolução Mexicana. a Turquia. vigorava ainda o absolutismo. 1917 – O exercito russo se enfraquece devido a Revolução Russa. o que inevitavelmente provocava disputas. EUA. é implantada a ditadura de Porfírio Diaz. os ingleses saíram vitoriosos e estabeleceram o Tratado de Nanquim. 1917 – Entrada dos EUA na guerra. Revolução Russa A Revolução Russa foi um movimento ocorrido entre 1917 e 1928 que derrubou a monarquia no país e culminou a criação da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). vencida pelos franceses. interessado nos domínios germânicos no Extremo Oriente. Alemanha entra em crise interna (o povo era contra a guerra) levando à deposição do imperador e a formação da República – assinam a rendição alemã. a Alemanha firmou com o Império Austro-Húngaro um acordo contra a Rússia. XX.XIX. rica em minerais. Com uma indústria apta a produzir mais. a tensão entre as autoridades chinesas cresceram sobre a Inglaterra dando assim As Guerras do Ópio. Padre Morelos e Vicente Guerrero pela a independência do país e o fim da escravidão com a igualdade de direitos. O processo foi de intensa agitação política e militar. Itália e Japão eram encarregados de manter a paz mundial. Em 1907. em que os EUA anexaram quase metade do território vizinho. Em 1879. tudo isso acabou levando os europeus a uma nova expansão colonial. na qual Haiti volta ser colonizado. Ligas das Nações: criada a partir do Tratado de Versalhes. Toussaint-Loverture evitando invasões inglesas e espanholas. na África precipitou uma imediata colonização da região. no fim do século. passando a intervir nas economias latino-americanas. outros países tomaram partido: a Inglaterra aliou-se a França. o movimento começa perder a força após is assassinatos de Zapata e Pancho Villa. três anos depois. dedicando-se às conquistas imperialistas. Na política. Era quando as potências ainda acreditavam numa decisão rápida para o conflito. que por ventura se uniria mais tarde com Guerrero para a tomada do poder (Plano de Iguala) gerando a independência. garantiu poder de intervenção sobre a recéminpendente Cuba. mais especificamente para a região chinesa da Manchúria. 1915 – a Itália abandona a Tríplice Aliança e passa para a Tríplice Entente . Em 1824. 1918 – A Bulgária. Com as desavenças crescendo entre as potências imperialistas por causa da colonização. em 1876. perdesse suas colônias. México Com os movimentos populares rurais. em 1810. criando assim uma tensão entre os países imperialistas. A Rússia declarou guerra à Áustria. no qual o governo chinês comprometia-se entrega Hong Kong aos ingleses e abrir cinco portos ao comércio internacional. A Revolução Industrial criou alguns problemas para as nações européias. a Rússia não havia passado pelas reformas ocorridas na Europa Ocidental a partir do fim da Idade Moderna. na HispanoAmericana. 1914 – Guerra de Movimento: foi o primeiro estágio da guerra. rival da França no Mediterrâneo. o país conquistou Porto Rico e. Porém se depararam com o Japão. Tratado de Versalhes: determinou que a Alemanha cedesse um sétimo de seu território. a igualdade de direitos e a monarquia. ocorre à proclamação da república com governos instáveis. os países europeus realizaram. Para estabilizar o governo. por Logo as demais nações que compunham as alianças entraram no conflito. constituindo a Tríplice Aliança. sendo liderado por Miguel Fidalgo. a Conferência de Berlim que foi a partilha do território africano entre os países europeus. e o Japão. acaba sendo morto na Era Napoleônica. XIX. um deles foi à Inglaterra que traficava Ópio da Índia para a China. surgiu a Tríplice Entente. acabando com a antiga estrutura feudal de produção. 1914 – Japão acaba declarando guerra à Alemanha. levando-a Revolução Mexicana (1910) Emiliano Zapata e Pancho Villa lideres dos camponeses lutavam pela reforma agrária. consequentemente. 1915 a 1918 – Guerra de Trincheiras: foi caracterizada pelo uso de armamentos mais pesados. Imperialismo Norte-Americano Começou com a guerra contra o México. conquistou a adesão da Rússia. agora. Os ex-escravos destroem a economia haitiana e volta para um regime tribal. fechado politicamente e economicamente.povo inicia-se a independência do Haiti. Dessalines proclamam a independência do Haiti. no séc. Em seguida. e formada pela França. meio da emenda Platt. nacionalizando o petróleo e estimulando a formação de sindicatos. gerando confrontos com os EUA. o continente estava em guerra. para combater a falta de consumidor. Turquia e Áustria aceitam o armistício (Fim da Guerra). com isso Lênin assina o Tratado de Brest-Litovsk que retiraria a Rússia da guerra. Em 1804. Com a conquista da colonização sobre a África. não obtiveram territórios. Por causa da ditadura muitos ficaram contra o governo e contra a implantação de capital estrangeiro. No fim do séc. acabam sendo frustradas em 1821. a Alemanha. a Itália. E em 1917. I Guerra Mundial O principal fator que desencadeou a I Guerra Mundial (1914 – 1918) foi o choque de imperialismo: todas as potências européias estavam empenhadas em expandir suas economias e seus domínios. que teve origem na Entente Cordiale (formada pela França e Inglaterra) para se opor ao expansionismo germânico. As mudanças começaram durante a Era Meiji. com a recolonização espanhola pelo Itúrbide. Alemanha e Itália após a Confederação de Berlim. A França mobilizou tropas contra os alemães. tivesse seu Exército reduzido e pagasse uma alta indenização. no governo ditatorial de Carranza. (Alemanha x Inglaterra). Após como a descobertas de jazidas de diamantes e outra riquezas. Em 3 de agosto de 1914. quando houve investimentos em indústrias. Imperialismo Russo Por ter economia basicamente agrária até o séc. Por meio do Big Stick. de subsistência. Três anos depois. em 1884 – 1885. entrada do capital estrangeiro. atacou os portos russos no Mar Negro. XIX. aliou-se aos dois países. do lado dos alemães. à Rússia.

Com muita gente querendo vender ações e poucas pessoas querendo comprá-las. instalaram a República da Duma. Crise de 29 Após a I Guerra Mundial. se dá o início do Eixo. Revolução Menchevique Foi às manifestações operárias por causa das dificuldades causadas pela I Guerra Mundial (altos gastos militares). O conflito acabou em 1921. Para recuperar a economia. apoiadas pela burguesia. quando o Exército se negou a marchar contra a manifestação popular em Petrogrado (São Petersburgo).Comintern. comunistas e socialistas). o “Arianismo” (raça germânica é superior e o “Anti-semitismo” (extermínio de raças). Nazismo Alemão Com as tentativas de revolução socialistas também fracassando no país. Japão e EUA. desfilaram pela capital no episódio denominado Marcha sobre Roma (início do golpe). Esse tipo de governo totalitário – ou seja. Tratado de Latrão: em 1929. A insatisfação alcançou o auge em 1917. na Revolução de Fevereiro. a “Quinta-Feira Negra”. mantinham-se características feudais: a agricultura – baseada no trabalho dos camponeses (mujiques) – era de longe a atividade mais importante. no expansionismo e no cerceamento das liberdades individuais. O aumento da produção industrial e a melhora do poder aquisitivo da população provocaram uma explosão de consumo. Lênin estabeleceu a Nova Política Econômica (NEP): uma série de medidas capitalistas temporárias que deveriam prepara terreno para a instalação do socialismo. o czar Nicolau II foi obrigado a abdicar. Nazifascismo Na Europa pela ascensão do fascismo. e a maioria das terras pertencia à nobreza (boiardos) e ao clero da Igreja Ortodoxa. contava com a maioria dos deputados comunistas e com as novas eleições. No decorrer da década. como eram conhecidos os militantes fascistas. Os mencheviques. França. presidido por Lênin. Adolf Hitler era nomeado 1º Ministro pelo presidente Hindemburg. o imperador russo. criando o Estado do Vaticano. opondo-se tanto ao socialismo quanto à democracia liberal. Com as tensões crescendo entre os comunistas e o grupo de direita (francos). liderados por Vladimir Lênin. encabeçados por Iulii Martov. Em 1932. Marxistas: partido operário social-democrático – tomar o poder através de uma revolução para depois instalar a ditadura do proletariado. Obs: criação da Polícia (SS). Com o surgimento do Partido Operário Social-Democrático Russo (POSDR). adeptos da revolução gradual. Dando assim a vitória dos fascistas nas eleições legislativas em 1924. por meio de reformas. quando a imensa oferta de títulos na Bolsa de New York fez com que seus preços despencassem vertiginosamente. os Partidos Comunistas tornaram-se suporte da Revolução Proletária ou Revolução Permanente. na qual foram sistematizadas as propostas nazistas. ele pôs em prática o novo regime. o proletariado se dividiu em dois grupos: os bolcheviques. drasticamente abalada pela I Guerra. liderado pelo ex-cabo do Exército Adolf Hitler. Aristocratas e mencheviques reagiram. e passa a perseguir os comunistas acusandoos de incendiarem o Parlamento. Para combater a crise nos EUA. que estava exilado. Os investidores. atraídos pela expansão das empresas. exército) x Frente Popular (republicanos. de cunho ultranacionalista. Fascismo Italiano Baseados no totalitarismo. nacionalismo. camponeses e soldados organizaram-se em conselhos denominados sovietes – controlados pelos bolcheviques.figura do czar. a burguesia apoiou Mussolini. Governo de Stálin (1924 – 1953) Stálin substituiu a NEP por uma nova política econômica baseada em planos quinquenais. o Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães. eles receberam ajuda de países como Inglaterra. abalada pelo confronto. surgiu. e nação mergulhou numa guerra civil. os bolcheviques derrubaram a República da Duma e instituíram o Conselho dos Comissários do Povo. Hitler tentando tomar o poder. voltou clandestinamente ao país e incitou os sovietes a tomar o poder por meio de uma revolução. após ter conseguido o apoio dos católicos. em 1919. e impedir o avanço das ideias socialistas. Priorizou a indústria pesada e coletivizou as terras à força. Porém o consumo não acompanhou o crescimento da produtividade. burguesia. em 1931. E. Esse fato ficou conhecido como O Putsch de Munique. Na 2ª República Espanhola. com o intuito de ampliar para outros países . Foi caracterizado pelo totalitarismo. Enfraquecido. autoritarismo. criou a Guarda Vermelha. e os mencheviques. Temendo o avanço socialista. ocasionou numa guerra civil: Falange (Igreja. A burguesia forçou a instalação de um Parlamento – A Duma – em 1906. militarismo. Como alternativa. impondo a ditadura fascista (1939). A situação chegou ao extremo em 24 de outubro de 1929. . no militarismo. presidente do soviete de Petrogrado (Petersburgo). Mussolini teve especial êxito na implantação do corporativismo. A guerra tomada à frente pelo General Franco (Falange) iniciava a tomada de poder. regime autoritário baseado na centralização do poder. em 1815. Franquismo Espanhol O absolutismo restaurado pelo Congresso de Viena. Crack ou Quebra da Bolsa de New York. 1919 – III Internacional: sob influência da Revolução Russa de 1917 e de Lênin. e acabou sendo preso e escreveu Mein Kampf (Minha Luta) onde desenvolveu suas teorias sobre “Espaço Vital” (Alemanha precisa crescer geograficamente). reduziu-se a participação dos comunistas e aumentaram a participação de direita. Revolução de 1905 Também conhecido como Domingo Sangrento foi o massacre de manifestantes russos contrários a derrota da Rússia diante do Japão – Guerra Russo-Japonesa. o presidente Roosevelt criou o “New Deal” que era um acordo de mecanismo de controle de crédito e um banco para financiar as exportações. Mussolini acaba com a questão romana. o ex-militante socialista Benito Mussolini fundou o Partido Fascista. idealismo e corporativismo. Em 1936. fez com que as colônias tentassem conquistar suas independências (Cuba). em 1933. no nacionalismo. com base anticomunista apoiado pela burguesia e classe média. Lênin. defensores da tomada do poder pelos operários e camponeses. Para combater os contra-revolucionários. Ele então deu inicio à mudança do sistema econômico do país. Com a intervenção do Estado na economia. O episódio ficou conhecido como Crash. Em 1922. com vitória bolchevique. a crise já estava saneada nos EUA. os “camisas negras”. na economia. uma das características centrais do nazifascismo: tanto os sindicatos dos patrões quanto os dos empregados eram controlados pelo governo. anticomunismo. tomavam empréstimos bancários para comprar ações (títulos que representam o capital das empresas) e revendê-las com lucro. Trótski organizou o Exército Vermelho. Niilistas: anarquistas – dissolução do estado através da violência. Chamados de Brancos. elas se desvalorizaram. Com a Itália e Alemanha apoiando a Falange. os EUA assumiram a hegemonia econômica do planeta. de caráter liberal/ Revolução Bolchevique Leon Trótski. da Polícia Secreta (Gestapo) e da grande propaganda nazista (Ministro Goebels). Em 1919. Operários. o Partido Nazista. em que o Estado domina todos os aspectos da vida social – ganhou força ao propor recuperar a economia. Apoiados pelas massas.

Eixo Alemanha Itália Japão Aliança França EUA Inglaterra Rússia China Guerra Fria – Parte I Foi o confronto ideológico. Ao mesmo tempo surgiu a corrida espacial. em 1976. A URSS projetou-se sobre o leste europeu. disputa entre EUA e a URSS. a Alemanha invade a URSS. Nazi-Fascismo). Ago/1945 – Conferência de Postdam: fim de todos os órgãos nazistas. de 1948. Mao se alia aos jovens para enfrentar os burocratas e o “revisionismo burguês”. na Nicarágua (1979). iniciada por causa da invasão da Coreia do Sul. Início da Guerra Fria. Em 6 de junho de 1944. – Paris. que durante milênios influenciaram a sociedade chinesa. econômico e militar travada entre os dois blocos internacionais que se formaram após o fim da II Guerra Mundial: o capitalista – liderado pelos EUA – e o socialista – encabeçado pela URSS. com o objetivo de manter a paz e promover o desenvolvimento das nações. 1948 – Plano Marshal/Doutrina Truman: investimento dos EUA na reconstrução da Europa Ocidental (capitalista). em janeiro de 1943. 1955 – Pacto de Varsóvia: união da URSS com a Europa Oriental – contra o avanço capitalista. a partir de 1985. Para evitar o confronto o líder soviético Nikita Kruschev cedeu a retirou os mísseis. O primeiro grande confronto desse tipo foi a Guerra da Coreia (1950-1953). Foi essa condição que deu origem à expressão Guerra Fria. O movimento tomou forma me meados dos anos 1960. Os EUA descobriram e fizeram um bloqueio naval à nação vizinha. para impedir o fluxo de refugiados para a parte capitalista da cidade. No que é considerada a maior operação aeronaval da história. Plano Barba Ruiva: quebra do acordo Germano-Soviético. a Holanda. a Revolução Sandinista. a Noruega e a França. Com o avanço nazista. são libertadas. e instituiu o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Miundial. Com o fim da II Guerra Mundial são assinados os tratados dos vencedores: 1944 – Conferência de Bretton Woods: que estabelecia o dólar como base do sistema monetário mundial. que isolava o lado oeste da capital. Outros importantes conflitos que opuseram os dois blocos foram a Guerra do Vietnã. em 1966.1945. Polônia. Os EUA em contra-ataque promoveram sua demonstração de força. Em 1962. O conflito global só começou acabar. o líder Mao Tsé-Tung deu início à Revolução Cultural Chinesa (1966 – 1976). Logo depois. o Exército alemão rendeu-se em maio de 1943. em 1949. Em 1986. Hitler punha em prática uma terrível política de perseguição aos judeus. Estava aceso o estopim para a II Guerra Mundial. conjunto de ideias baseadas no pensamento do filósofo Confúcio. inaugurando a tática do blitzkrieg ou guerra-relâmpago. Hitler remilitarizou o país. foi desferido o golpe mortal às forças nazistas. que abriu caminho para a ascensão do político Deng Xiaoping. Começava a II Guerra Mundial. estimulando a instalação do socialismo nos países que havia libertado do jugo nazista. capitalista. e em 2 de maio de 1945 invadem Berlim. Em 1936. a Alemanha se rendeu incondicionalmente. 1973 – Política da Détente: acordo para desacelerar a corrida armamentista.Noite dos Longos Punhais foi à morte dos “nazistas de esquerda” pelos SS/AS que planejavam uma Revolução Nazista. Inglaterra e França finalmente reagiram. país sob sua influência. Bélgica e França. que iniciaria o processo de reformas econômicas que faria da China a superpotência de hoje. a URSS instalou secretamente ogivas nucleares em Cuba. os alemães sofreram uma derrota decisiva na Batalha de Stalingrado. a guerra civil em Angola (1961-2002). para conter a expansão da URSS no Extremo Oriente. A guerra na Europa estava encerrada. a Revolução Cuba. num teste controlado – Chernobyl. Noruega. em substituição do ouro. na capital Berlim. com membros questionando a eficácia das políticas de Mao. a Bélgica.Havaí nos EUA. O momento mais tenso da Guerra Fria foi a crise dos mísseis. Cinco dias depois. Obs: Holocausto – paralelamente aos combates. II Guerra Mundial II Guerra Mundial envolveu nações de todos os continentes. Pacto Germano-Soviético: Alemanha e URSS concordam em não guerrearem. 1949 – Criação da OTAN: união dos EUA com a Europa Ocidental – contra o avanço socialista. em 2 de setembro de 1945. a França e Inglaterra permitiram que a Tchecoslováquia fosse invadia pela Alemanha. Em desrespeito ao Tratado de Versalhes. norte-americana. Para atingir seus objetivos. destituindo Benito Mussolini. Alemanha e Japão assinaram o Pacto AntiKomintern (reter o comunismo). Tratado de Munique: para evitar a nova guerra mundial. a qual a Alemanha invade Dinamarca. francesa e britânica). Áustria. político. O confronto foi resultado dos problemas sociais e políticos da Europa (Tratado de Versalhes. Itália e Japão que estabelecia o apoio mútuo em caso de ataque por potência ainda não envolvida na guerra. o Japão se rendeu. estendendo-se de 1939 . Países conquistados pela Alemanha Renânia. declarando guerra aos alemães. pela Coreia do Norte. . por causa do ataque japonês a base naval Pearl Harbor . organizando grupos conhecidos como Guardas Vermelhos. Holanda e etc. foi formalizado o Eixo – pacto entre Alemanha. Bélgica. Foi encerrada após a morte do líder. o pagamento indenizatório pelos alemães e a divisão do país em quatro zonas de ocupação militares (soviética. Crise de 29. um período de reformas profundas – e milhares de mortes – no país. em 6 de agosto lançaram a primeira bomba atômica em Hiroshima e dias depois em Nagasaki. Enfim. No front leste. Os EUA garantiram sua hegemonia sobre o oeste da Europa por meio do Plano Marshall. Mao se apoiou numa enorme mobilização da juventude urbana da China. no sul da Rússia. Fev/1945 – Conferência de Yalta: Aliados definem áreas de influência do capitalismo e do socialismo. a URSS explodiu sua primeira bomba atômica. No norte da África. Dinamarca. de fato. Holanda. socialista. quando o Partido Comunista Chinês (PCCh) começou a sofrer uma divisão interna. Com a guerra acontecendo ainda entre EUA e Japão. o Dia D. Em 1940. Jun/1945 – Conferência de São Francisco: criação da ONU. A Revolução Cultural combateu o confucionismo. A Alemanha. Tchecoslováquia. fora dividida em duas zonas de ocupação: socialista e capitalista. O intervencionismo e a planificação econômica resultaram em expansão da atividade industrial e praticamente eliminaram o desemprego no país. Os Aliados desembarcaram na Sicília e invadiram a Itália. o governo socialista ergueu o Muro de Berlim. Era o fim da II Guerra Mundial. do nacionalismo exacerbado e das pretensões da Alemanha de ampliar seus domínios – fracasso da Liga das Nações. Revolução Cultural Chinesa Insatisfeito com os rumos do governo comunistas na China. Em 1949. em 1939 invadem a Polônia. com a subida ao poder do líder soviético Mikhail Gorbatchov.

os EUA chegaram a cancelar ajuda militar e econômica ao país. que acabou sendo expulso do país. o governo finalmente retomou o controle da situação. No dia 6 de maio de 1968. ele entregou a Presidência ao civil Patricio Aylwin. a instalação e a manutenção desses regimes tiveram o apoio dos EUA. transformou-se em uma república islâmica. Entre os motivos que contribuíram para tal mudança. mergulhando o país no caos. da qual Khomeini se tornou chefe religioso e político. que chegou ao fim no ano seguinte. Argentina Com a morte de Juan Domingo Perón. O mais importante. e a guerra pela independência. tortura. suspendeu a Constituição e instaurou uma das mais repressivas ditaduras do continente. Sua mulher e vice. ocorrido após a II Guerra Mundial. Em 1973. A linha dura retoma o poder com a eleição de Mahmoud Ahmadinejad. após 14 anos de exílio. prisão e morte de milhares de oposicionistas. assumiu seu filho Mohammed Reza. África A maioria dos países africanos conquistou a independência na década de 1960. contudo. fechou o Congresso. além de construir hospitais e ferrovias. Em seu lugar. contudo. Alguns dias depois. A guerra contra o Iraque (1980 – 1988) colaborou ara manter a instabilidade. República Democrática do Congo (guerra civil). com todo o bloco socialista. com o apoio dos militares. em 2005. Primeiro. conhecido como aiatolá Ruhollah Khomeini. era livrar-se da dependência estrangeira. promoveu reformas no s sistemas educacional e Judiciário. As ditaduras latino-americanas se caracterizaram pela perseguição. Com a II Guerra Mundial. Em janeiro de 1979. A reação brutal do governo. em 10 de maio. enfraqueceram o regime. que foi reeleito em 2001.Descolonização da Afro-Asiática A descolonização afro-asiática foi o processo de independência das antigas colônias européias nesses dois continentes. Revolução Islâmica no Irã Com o país adotando como base uma interpretação fundamentalista das leis expressas do Alcorão. em 1974. em represália às violações dos direitos humanos cometidas pelo regime. a administração decidiu fechar a escola e ameaçou expulsar vários estudantes acusados de liderar o movimento contra a instituição. uma passeata foi convocada pela União Nacional de Estudantes da França e pelo sindicato dos professores universitários. Em seguida. Ditaduras na América Latina Entre os anos de 1960 e 1980. Na década de 1950 ocorreu uma crise quando. O começo de tudo foi uma série de conflitos entre estudantes e autoridades da Universidade de Paris. Um era modernizar o país. Ele deu início a duas grandes reformas. em fevereiro. apoiado pelo Parlamento. estabeleceram-se ditaduras militares em vários países da América Latina. assumiu o cargo e adotou uma postura favorável aos setores conservadores. cidade próxima a capital francesa. o povo foi às urnas e decidiu. Ásia Dois processos distintos caracterizaram a descolonização asiática: a resistência pacifica. quando Mikhail Gorbatchov assumiu o governo. A redemocratização ocorreu em 1984. . No plano externo. o interesse das novas superpotências mundiais – EUA e URSS – em transformar os territórios coloniais europeus em suas zonas de influência e o surgimento de movimentos nacionalistas nas colônias. Em geral. Khomeini. em Nanterre. e a ascensão de movimentos nacionalistas e pró-democracia acabaram levando ao esfacelamento da nação. impulsionando pela decadência européia e apoiada por EUA ou URSS. podemos destacar o enfraquecimento das nações imperialistas da Europa durante a II Guerra. A crise econômica e a derrota na Guerra das Malvinas. em 1976 o general Jorge Rafael Videla dissolveu o Congresso e instalou a ditadura. contra a Inglaterra. só ampliou a importância das manifestações: o Partido Comunista Francês anunciou seu apoio aos universitários e uma influente federação de sindicatos convocou uma greve geral para o dia 13 de maio. apoiados pelas Forças Armadas. No dia 2 de maio de 1968. Paquistão e Vietnã. outras concentrações voltaram a ocorrer em Paris. que a essa altura vivia na França. Tomando o Ocidente como modelo. Reza Pahlevi fugiu do país. No fim da década. O objetivo era protestar contra a invasão da Universidade Sorbonne. Mohammad Khatami. O panorama político soviético só começou a mudar em 1985. cujo exemplo mais significativo é a Indochina. o conservador Juan Maria Bordaberry assumiu com a promessa de derrotar o grupo guerrilheiro de esquerda Tupamaro. Aparição da Índia. Isabelita Perón. que visavam impedir o avanço do socialismo e manter o continente sob sua influência. O país sofrendo uma grave crise econômica. no dia 30 de maio o presidente DE Gaulle convocou eleições para junho. O novo governante tinha dois objetivos. O pontapé inicial da revolução foi uma manifestação próKhomeini realizada em 1978 na cidade de Qum. e com o aumento da repressão da década de 1970 reforçou a oposição ao governo. e o apoio às milícias xiitas no Líbano durante a guerra civil (1975 – 1990) provocou o isolamento do Irã perante a comunidade internacional. encerrando a polarização entre norte-americanos e soviéticos. o governo de Reza Pahlevi tornou-se mais ditatorial. Essa derrocada marcou o fim da Guerra Fria. também reeleito em 2009. Um dos descontentes era um proeminente acadêmico xiita. Augusto Pinochet assumia o poder e permaneceu no cargo até 1990. Greve Geral Em Maio de 1968 na França ocorreu uma grande onda de protestos que teve início com as manifestações estudantis para pedir reformas no setor educacional do país. Criando uma manifestação estudantil liderada por Daniel Cohn-Bendit. o novo sistema de governo: uma República Islâmica. iniciando uma campanha para eliminar os opositores. fugindo para o exílio na África do Sul. na política foi implantada a glasnost e na economia foi a implantada a perestroika. conhecido como Reza Pahlevi. que derrubou Salvador Allende do poder. em 1997 os iranianos elegeram um aiatolá reformista. Reza Khan mudou o nome do país de Pérsia para Irã. Com o golpe de estado que xá Ahmed sofreu em 1921. visando à recuperação da economia local. Chile Após o golpe militar em 1973. o primeiro-ministro nacionalista Muhammad Mossadeq decidiu estatizar as reservas de petróleo que estavam nas mãos dos ingleses – os americanos organizam um contra golpe – Na década de 1960.Parte II Uma serie de reformas adotadas pelo governo soviético durante os anos 1980. voltou a Teerã. Três dos processos mais conturbados ocorreram na: Argélia (guerra entre França e Argélia que durou de 1954 a 1962). Pressionado. Com o pretexto de resolver a situação. Uruguai Eleito presidente do Uruguai em 1971. Derrotado pelo plebiscito sobre sua continuidade no governo. O movimento cresceu tanto que evoluiu para uma greve de trabalhadores e balançou o governo do então presidente francês Charles De Gaulle. as duas facções rivais de seu partido passaram a se enfrentar. em plebiscito. mas não conseguiu controlar os conflitos. na Índia. Com a manobra política e promessas de aumentos salariais. o Irã foi invadido pelas tropas aliadas e Reza Khan foi afastado do poder. Guerra Fria . em 1982. e Angola (guerra civil). o líder rebelde Reza Khan passa a governar a Pérsia. Gorbatchov melhorou as relações com o Ocidente e assinou acordos com os EUA para frear a corrida armamentista. Insatisfeitos com os rumos que a revolução vinha seguindo e desejosos de maior liberdade. Glasnost: abrandamento da censura e abertura para espaço à liberdade de expressão – queda da ditadura. com o apoio dos aliados.

Seu governo se baseia em uma economia de mercado com uma ditadura de partido único. com limites. Irã e Coréia do Norte como principais inimigos do país – “eixo do mal”. numa disputa por petróleo e território. deixou de ser ator decisivo na geopolítica global. Após os fracassos na política e na economia. que criou uma rede intercontinental de comércio. em 2010. Em julho de 1990. XV. No lugar da URSS surgiram 15 repúblicas independentes. O governo mantém a repressão as oposições – políticas. pois a intervenção estatal inibiria seu desenvolvimento. Ela estabelece que o funcionamento da economia deve ser entregue às leis de mercado.Perestroika: abertura econômica. Globalização Sua origem esta na expansão maritímo-comercial. acabou com ela. a principal república soviética. superando o Japão. Bush passou a incluir Iraque. quando a revolução tecnológica nas telecomunicações potencializando a troca de informações entre as nações e a circulação do capital. (abertura da economia por meio da liberalização financeira e comercial. ocasionou uma efervescência política que se entendia por todo o Leste Europeu – simbolizando a desintegração do bloco socialista: a queda do Muro de Berlim. em 1991. Marcada pela supremacia de uma única superpotência – EUA – e pela consolidação do capitalismo como sistema econômico dominante. a propriedades privadas e permitindo a instalação de empresas estrangeiras – cartéis estrangeiros. amplas privatizações. tornou-se a segunda potência econômica. em dezembro de 1991. . Com as constantes democratizações que ocorria nos países de sua diretriz. A China. um conflito no Oriente Médio abriu caminho para a hegemonia dos EUA. concluído em 1990. Em agosto de 1991 foi aplicado o golpe militar liderado por Boris Ieltsin (Presidente do Soviete Supremo – Parlamento – Federação Russa) contra Gorbatchov que renunciara. O intervencionismo militar. perdeu poder econômico e militar e. a Rússia. em novembro de 1989. mas o termo é aplicado especificamente para definir a situação da economia global a partir dos anos 1990. a partir do séc. criou o primeiro grande inimigo do país pósGuerra Fria: as organizações terrorista islâmicas. Ao mesmo tempo. político e econômico dos EUA no Oriente Médio. Neoliberalismo É a doutrina capitalista que se tornou preponderante após o fim da Guerra Fria. Com o fim da superpotência. religiosas ou étnicas – violando sistematicamente os direitos humanos. quando o clinico da URSS acentuava. O evento deu início ao processo de reunificação da Alemanha. redução de subsídios e gastos sociais pelos governos. Dando início a Nova Ordem Mundial. a abertura política fortaleceu os movimentos nacionalistas nas 15 repúblicas que compunham o país. O Iraque invadiu o Kuwait. por fim. piorando as condições de vida da população. Em 2002 o presidente norte-americano George W. a Guerra Fria. Nova Ordem Mundial Após a dissolução da União Soviética. que causou escassez de alimentos e aumento da inflação. e desregulamentação do mercado de trabalho).