You are on page 1of 1

A NOTÍCIA

SEGUNDA-FEIRA, 11 DE JULHO DE 2011 9
PIERO RAGAZZI, BD, 5/7/2011

Os mais vendidos
A feira do livro teve grande procura de títulos por parte do público infantojuvenil. Os livros mais vendidos para adolescentes foram: s “Diário de um Banana”, de Jeff Kinney. s “Água para Elefantes”, de Sara Gruen. s “Querido Diário Otário (Saga)”, de Jamie Kelly. s “Rangers: Ordem dos Arqueiros”, de John Flanagan. s “O Último Olimpiano (5° livro da série Percy Jackson)”, de Rick Riordan. Os livros mais procurados pelos adultos foram: s Os livros de romance do autor Nicholas Sparks (“Querido John” e “Noites de Tormenta”, por exemplo). s A série das “Crônicas de Gelo e Fogo”, de George R. R. Martin. s “Saga Brasileira”, de Miriam Leitão. s “1822”, de Laurentino Gomes. s “A Cabana”, de William P . Young.

ANexo/Literatura

Sucesso de público em Jaraguá
Quinta edição da Feira do Livro atrai mais de 70 mil pessoas em 11 dias de evento
FERNANDA DELLAGIUSTINA
fernanda.dellagiustina@an.com.br

Literatura com cara de entretenimento. Assim foram os 11 dias da 5ª Feira do Livro de Jaraguá do Sul, na praça Ângelo Piazera. A curiosidade em conhecer livros, contos e histórias levou cerca de 70 mil pessoas ao evento, entre os dias 30 de junho e 10 de julho. A programação deste ano atingiu e agradou a todas as idades. Segundo um dos produtores do evento, Renato Schroeder Júnior, além das exposições dos livros, a participação de escritores de renome nacional, como Arnaldo Antunes, Eliana Martins, Angela Lago e Marcia Tiburi, e as apresentações culturais do Sesc, como contações de histórias, fizeram o evento ser um sucesso. A feira triplicou de tamanho nos últimos três anos e o diferencial de 2011 foi o Panorama Jaraguá, com lançamentos de livros de escritores de toda a região, diferentemente do ano passado que contemplava apenas os autores de Jaraguá do Sul. A parceria com a Secretaria de Educação e a Secretaria de Desenvolvimento Regional auxiliou a participação do público infantojuvenil. Mais de 25 mil alunos das redes de ensino público e privado das cidades da

região passaram pelo evento. “O bacana é que muitas das crianças se motivavam a trazer os pais à noite para comprar um livro que tinham visto quando vieram com a escola, ou para participar de outras atrações”, conta Renato. Segundo ele, a meta para o próximo ano é expandir o espaço da feira, que hoje é de 1,3 mil metros quadrados, e aumentar as atrações culturais e os bate-papos com autores renomados do País. A professora de língua estrangeira Wrenely Rempel, 48 anos, é curitibana e veio visitar parentes na cidade. Com duas sacolas cheias de livros, Wrenely afirma que o evento incentiva à literatura. “É a segunda vez que venho e pego a feira acontecendo. A organização está de parabéns, a feira está 100% aprovada”. Os livros vendidos na feira, tinham descontos de até 20% do valor original. Dono da Livraria e Papelaria São Bento, Abrelino Assunção, 48 anos, explica que resolveu participar como expositor com o objetivo de abrir uma livraria no shopping da cidade em 2013. “É fácil notar pela feira que as pessoas daqui conhecem os livros e costumam ler bastante. Elas chegam aqui e já sabem o que querem, não ficam procurando aleatoriamente”, diz.

PIERO RAGAZZI, BD, 8/7/2011

É fácil notar pela feira que as pessoas daqui conhecem os livros e costumam ler bastante. Elas chegam aqui e já sabem o que querem, não ficam procurando aleatoriamente.
ABRELINO ASSUNÇÃO, 48 anos

PLANOS Abrelino pretende abrir uma livraria no shopping da cidade em 2013

Para crianças, jovens e adultos
A feira contou com 15 estandes e dez expositores de livros, e, apesar de mais focada no público infantojuvenil, teve atrações para todos os gostos e idades. Foram bate-papos com autores consagrados e lançamentos de livros para os adultos e para as crianças, contação de histórias do Sesc e apresentações culturais. Entre as apresentações, marcou presença o primeiro Clube de Lambe-lambe do mundo, de Jaraguá do Sul, que participou com incentivo da Fundação Cultural da cidade, no último fim de semana. Composto por sete caixas de teatro em miniatura, com histórias diferentes, o teatro é visto por uma pessoa de cada vez, dentro de uma das caixas. A farmacêutica Cristiany Martins, 31 anos, que foi à apresentação do multiartista Arnaldo Antunes no primeiro dia, levou a filha Isabela, de três anos, para conhecer a feira no penúltimo dia de evento e aproveitou para conferir uma peça do teatro. Elas assistiram à apresentação de “O Segredo da Bruxa”. “Muito legal. Este ano, a programação está bem diversificada, essas apresentações estimulam o lado cultural das crianças”, disse Cristiany.

Comunicado
Excepcionalmente, nesta segunda-feira, não teremos a publicação da crônica nesta página.

Related Interests