You are on page 1of 24

6 a 12 de abril de 2013

Saiba como escolher um carro usado
Pág.15

Palhaço Fedegoso
completou 70 anos de carreira Pág.22

Gazeta de Votorantim

Página 1

Brinque com seu animal de estimação Pág.16
Ano 1 | Nº 12 | Votorantim | 6 a 12 de abril de 2013

Distribuição gratuita

Caminhada da Penha

Divulgação

acontece neste domingo

Ao longo dos seus quinze anos, a Caminhada da Penha se tornou um dos eventos mais esperados por religiosos e aventureiros, que a cada edição ajudam a contar mais um capítulo desse evento de grande interação popular. Págs.10,11 e12
Benedito Arruda

Arquivo pesso

al

Gazeta Esportes
Quarentão terá Bela X Bela Pág.24
Benedito Arruda

Torre de telefonia ameaçou cair no Jd. Clarice
Pág.08

Garota votorantinense desaparece
Pág.08

Garota Gazeta
Júlia Cristina
Pág.19
u Clá dia de e Alm ida

“Quintaneja” exaltou os ânimos dos vereadores Pág.04 Escola do Jd. São Matheus inaugura biblioteca com prêmio de Olimpíada Pág.13 Coletivo Cê fará peça sobre Votorantim Pág.22

Varzeano tem jogão neste fim de semana Pág.24 Semifinais do Juvenil começam hoje Pág.24 Fique bem informado com o Radar Esportivo Pág.24

Página 2

Gazeta de Votorantim

6 a 12 de abril de 2013

Editorial

O

Presente: gesto versus comércio
ato de presentear alguém é algo tão antigo que não há ao certo uma afirmação de quando esse costume se iniciou. Todavia é certo que dar um presente representa um sentimento afetuoso que se tem por alguém, cuja intensidade motiva a uma conduta voluntária de proporcionar a alegria do outro de uma forma muito particular. E por que chamar de “presente”? Possivelmente a palavra esteja ligada à força do gesto: fazer-se presente na vida do outro. Uma lembrança perpetuada nesse objeto, daquele que demonstrou seu carinho ao recebedor. Há nesse ato tão sublime o reconhecimento pelo valor das pessoas e não pelo produto em si. O fato é que com a mercantilização das relações sociais, o comércio viu nessa relação tão pessoal o motivo para o seu desenvolvimento, cuja fórmula foi a de estabelecer um calendário de comemorações em que as pessoas possam manifestar comercialmente seus sentimentos, através da compra de produtos. O valor e importância atribuídas às pessoas transfere-se para o produto, o qual ganha utilidade e significância econômica. Hoje as regras para presentear alguém passam por esse calendário, independentemente da motivação: a mães passaram a ser lembradas em maio, os pais em agosto, as mulheres em março, as crianças em outubro, os namorados em junho, os casamentos em maio e por aí vai... Há uma fragmentação de nossa atenção, de modo que o carinho pelas pessoas amadas somente deve ser lembrada através da compra de um objeto ou serviço útil para elas, que represente mais um bem de consumo, que uma satisfação pessoal ou manifestação de amor ao próximo. O pior de tudo isso é que as datas mais marcantes de nosso calendário, anteriores à febre consumista, como as festividades religiosas, perdem seu significado, resumindo-se à troca de presentes, como é o caso do Natal. A Páscoa tornou-se a data religiosa representativa do absurdo comércio de ovos de chocolate. Há a necessidade de se resgatar o verdadeiro sentido da palavra PRESENTE e o real motivo de se comemorar datas historicamente construídas por nossos ancestrais, pois representam a preocupação em preservar na memória das gerações futuras o sentimento de solidariedade e de partilha de valores essenciais à existência humana. Caso isso não ocorra, a sociedade estará condenada a comprar um pouco de felicidade a um custo muito alto!

Clima
Sábado 06/04 Min. 18ºC Max. 26ºC Domingo 07/03 Min. 16ºC Max. 26ºC Segunda-feira 08/04 Min. 13ºC Max. 25ºC Estamos no Outono.
Gazeta de Votorantim

Feira Livre
3ª Feira - Bairro Itapeva – Rua Pedro Souza Camargo (06h às 12h) Rio Acima – Rua Manoel Augusto Rangel (06h às 12h) Centro - Rua Acácio Muller - ao lado Praça de Eventos (17 às 21 horas) 4ª Feira - Vossoroca – Rua João Olivério Antunes (06h às 12h) Vila Garcia – Rua Paschoal Carrara (06h às 12h) 5ª Feira - Jardim Serrano – Rua Francisco Lopes de Almeida (06h às 12h) 6ª Feira - Jardim Archila – Rua Amália David Trinca (06h às 12h) Sábado - Centro – Rua Acácio Muller - ao lado Praça de Eventos (06h às 12h) Domingo - Vila Nova Votorantim – Avenida Pedro Augusto Rangel (06h às 12h)

Telefones Úteis
Emergência SAMU............................................................192 Ambulância branca ...................3353-8726 Corpo de Bombeiros................................193 Polícia Militar .............................................190 Serviços Águas de Votorantim .......0800-774-0800 APEVO.............................................3353-8080 Biblioteca Municipa...................3353-8564 Câmara Municipal.......................3353-7300 Cartório Eleitoral..........................3243-1502 Cartório de Protesto e Notas....3243-2788 Cartório de Registro....................3247-3466 Cemitério Municipal...................3243-1758 Ciretran .........................................3243-1362 COHAP.............................................3243-3878 CPFL........................................0800 010 25 70 COMAS............................................3353-8662 Conselho Tutelar..........................3243-2644 Guarda Mirim ..............................3243-3555 Junta do Serviço Militar..............3243-2155 Ministério do Trabalho...............3243-4346 Prefeitura - Prédio I.....................3353-8533 Prefeitura - Prédio II....................3353-8633 Previdência Social ......................3243-1212 Procon/Votorantim....................3243-4201 Saae - Coleta de Lixo..................3353-8602 Secretaria de Educação .............3343.3222

Secretaria de Cultura..................3243.1191 Sesi ..................................................3243-1899 Saúde Ambulatório de Saúde Mental ....3243-1433 Centro de Saúde Bucal .............3243-1018 Zoonoses ......................................3243-3807 Unidade de Fisioterapia ..........3247-2523 Dengue .........................................3243-3807 Hospital Santo Antônio.............2101-0001 Hospital Santa Casa...................4009-8800 Pronto Atendimento (PA).........3243-1244 PA Vila Nova (19h às 7h) ..........3243-3827 Ouvidoria de Saúde ..................3243-2228 Segurança 1ª Cia. Policiamento ..................3343-3888 40º Batalhão da Pol. Militar .....3343-1857 Defesa Civil....................................3343-4682 Delegacia Central de Polícia ..3243-1361 Deleg. da Defesa da Mulher ..3243-1894 1° e 2° Distrito Policial ..............3243-2800 3° Distrito Policial ......................3243-1292 Fórum Distrital.............................3243-3900 Guarda Municipal.......................3343-4682 Polícia Ambiental........................3228-2525 Transporte P. Táxi - R. Seg. L. Carmona.....3243-1101 P. Táxi - R. Paula Ney...................3243-1976 Terminal de ônibus....................3353-8525 Rodoviária Sorocaba ................3232-0281

Colabore conosco
Os leitores podem colaborar com a Gazeta de Votorantim enviando notícias e fotos de acontecimentos que considerem relevantes para o e-mail gazetadevotorantim@gmail.com. Os dados serão apurados e poderão ser publicados pela Gazeta de Votorantim, a título de colaboração, com a citação do crédito da imagem, sem a geração de ônus ao colaborador.

Expediente:
Provocare Editora e Comunicação Ltda ME
As colunas assinadas são de total responsabilidade de seus autores e não necessariamente representam a opinião do jornal.

Diretores presidentes: Mônica Marsal e Werinton Kermes | Diretor executivo: Alexandre Hugo de Morais | Diretor Comercial: Marcelo Duarte | Responsável Jurídico: Ailton Bueno Scorsoline (OAB: 154912/SP) | Edição: Luciana Lopez (MTB 45.396/SP) | Jornalista Responsável: Werinton Kermes (MTB 29.860/SP) | Diagramação: Wilson Roberto Grillo Jr. | Arte Final: Renata Sallas | Redação: Rua João Walter, 289 – sala 3 - Centro - Votorantim/SP - CEP 18110-020 | Telefone: (15) 3023-0702 | e-mail: gazetadevotorantim@gmail.com | Site: www.gazetadevotorantim.com.br | Facebook: Gazeta de Votorantim | Impressão: NG Editora Jornalística Ltda EPP | Publicidade: Maestro Marketing | Contato comercial: (15) 3023-0702

Distribuição gratuita

Página 3

Gazeta de Votorantim

6 a 12 de abril de 2013

6 a 12 de abril de 2013

Gazeta de Votorantim

Página 4

Política Local

“Votorantim a passos firmes e largos”
Vereador Robson Vasco tece elogios ao governo Erinaldo (PSDB)
Alana Damasceno

Divulgação (CMV)

C

om um politizado discurso sobre a aprovação do atual governo comandado pelo prefeito Erinaldo Alves da Silva, o vereador e colega de partido, Robson Vasco (PSDB), ou “Robson da farmácia”, como é conhecido, que está em seu segundo mandato, afirma que sua luta para estes próximos quatro anos serão as moradias populares, além de saúde, educação e empregabilidade. Sobre os três primeiros meses de mandato, Robson afirma que está com boa perspectiva. Segundo ele, este sentimento surge por conta do trabalho de Erinaldo. “Está sendo feito um trabalho muito sério por parte do executivo, onde nesses três meses de novo governo, o objetivo é o crescimento com muito respeito ao nosso povo e responsabilidade acima de tudo”, defende. Ao falar sobre seu primeiro mandato, na legislatura 2008/2012, Vasco cita que suas

principais conquistas estão relacionadas aos pedidos que realizou através de requerimentos para construção de creches, reformas de postos de saúde, manutenção de escolas, desfavelamento, melhorias na segurança e novas empresas para a cidade. Já, nestes próximos quatro anos na Câmara, o vereador trabalhará para reforçar o trabalho da Polícia Militar, juntamente com a Guarda Civil Municipal, limpeza e manutenção de praças, escolas e vias públicas, além de desassoreamento de córregos, e do rio Sorocaba. “Também ando trabalhando firmemente na saúde e novos empregos”, complementa. Histórico político Com uma carreira política ativa já desde 1986, Robson arriscou se candidatar a vereador somente 22 anos depois, ou seja, em 2008. Naquele ano, se elegeu com 735 votos. Já nesta última eleição, conseguiu obter 1.435, ficando em quinto lugar no ranking dos mais votados.

Sobre a longa demora para sair candidato pelo partido, Robson explica: “a primeira candidatura foi em 2008, onde eu acreditava já estar preparado e maduro para ser candidato para o legislativo”. Vasco se garante como representante do povo e afirma querer melhorias para a população, mesmo que tenha de enfrentar a oposição partidária. “O objetivo é lutar para a melhoria de vida do nosso povo e da nossa gente, independentemente de partido político, sendo oposição ou situação”. Ele ainda aproveita para tecer elogios ao prefeito Erinaldo. “Atualmente está sendo feito um ótimo trabalho, tendo em vista, que até mesmo a oposição desfere elogios para o novo governo”. O parlamentar ainda bate no governo anterior. “Muitos vereadores dizem, que, em três meses de novo governo, foram feitas muitas melhorias que no governo passado não foram feitas em quatro anos. Por isso acredito, e creio plenamente, que Votorantim caminha a passos firmes e largos”.

Robson da farmácia foi eleito nas duas vezes que se candidatou

“Quintaneja” esquenta a sessão
Luciana Lopez

FABÍOLA ALVES (PSDB) A vereadora participou das comemorações de instalação do município e esteve prestigiando o evento no auditório que contou com a presença do ator Paulo Betti e também dos Vanguardeiros. A vereadora também esteve presente na encenação da Paixão de Cristo no Parque Jataí e nos demais dias atendeu a população em seu gabinete. MARCOS ANTÔNIO ALVES (MARCÃO PAPELEIRO) (PT) Atendimento no gabinete. Visita aos Bairros Pq. São João, Rio Acima Jardim Paulista e Vila Nova Votorantim a pedido dos moradores. No dia 02/04/13, entrevista no programa Votorantim Verdade TVV com Nilson Duarte. No dia 05/04/13, entrevista no programa Debate dos Fatos na TVV com Werinton Kermes, e Luciana. Preparando pedidos dos munícipes para apresentar em sessão. ERIC ROMERO (PPS) Atendimento diário no gabinete. Estudos e elaboração de matéria para serem apresentadas em Sessão Ordinária. Audiências em departamentos públicos Municipais. Encaminhamentos de ofícios contendo solicitações de munícipes à departamentos públicos. Atividades em Plenário. Participação de eventos referentes à semana da Páscoa. Participação no 57° Congresso dos Municípios Paulistas. LÊ BAEZA (PV) Atendimento a munícipes no gabinete. Visita a empresa Emphasis. Recebeu em seu gabinete a empresa Orange.

Visita aos Bairros Serrano II. Participando de um congresso.

ROBSON DA FARMÁCIA (PSDB) Não divulgou agenda

PEDRO NUNES (PDT) Não divulgou agenda

JOÃO CAU (PSC) Indicou a construção de mais um banheiro na creche Odair Cau. Indicou, a construção de um Canaletão na rua Pedro Crais e Av. Jaziel de Azeredo Ribeiro, no bairro da Vila Garcia. Indicou, a implantação de placas com nomes (logradouros) em todas as ruas, avenidas e vielas do bairro da Vila Garcia. Requereu a possibilidade de implantar sala de reforço escolar em todas as escolas municipais do ensino fundamental. Requereu a possibilidade de fazer um estudo para fazer toda a canalização de uma área onde reside mais de 300 famílias no bairro dos Morros e que se estende ao bairro do Vailão. PASTOR TONHÃO (PSDB) O vereador, além dos atendimentos cotidianos no gabinete com reivindicações de munícipes, também participou das Solenidades da semana de Emancipação da Cidade.

HEBER DE ALMEIDA MARTINS (PDT) Visitou o bairro Vila Verde (região V. Nova); Atendimento a munícipes no gabinete; Discussão sobre melhorias de vagas de estacionamento no centro da cidade; Reunião com líderes evangélicos; Recebeu a visita do vereador sorocabano Fernando Dini; Representou a Câmara Municipal no 57º Congresso Estadual de Municípios, em Santos; Encaminhou à Prefeitura pedidos de pavimentação da rua Projetada que interliga a Vila Garcia com a Vila Zacarias, e para abertura de estacionamento do Auditório Municipal de segunda a sábado para utilização dos motoristas. BRUNO MARTINS (PSDB) Vereador participou de reunião na Secretaria de Trânsito com instrutores de Auto Escolas. Participou do programa de rádio do Sr Thomaz Martins. Participou também da solenidade de Instalação do Município. Atendeu munícipes em seu gabinete todos os dias, e visitou o Mirante dos Óvnis, Parque São João e a Barra Funda.

Os vereadores de Votorantim debateram na sessão de segunda-feira, 01/04, vinte requerimentos. Dentre os mais discutidos estava um apresentado pelo vereador do PV Lê Baeza que sugere que a prefeitura realize parcerias com o DER a fim de realizar melhorias na rodovia que cruza a cidade, principalmente no trecho entre a Avenida 31 de março e o bairro Itapeva. Os vereadores comentaram na tribuna que se trata de um problema antigo, mas que nunca é solucionado. O mesmo vereador também apresentou requerimento pedindo um aparelho de ressonância magnética, sugestão esta que levou a outra longa discussão sobre saúde pública e os deveres dos governos federal, estadual e municipal. O requerimento que mais exaltou os ânimos dos vereadores foi apresentado pelo vereador petista Marcão Papeleiro, questionando os motivos da Secretaria de Cultura não ter dado continuidade ao Projeto “Quintaneja”, de música sertaneja. Vereadores da oposição e situação discutiram por longo tempo os possíveis motivos para a paralisação do evento semanal. Na plateia estavam integrantes do grupo organizador que também se manifestaram. Ao final, o requerimento, assim como todos os outros, foi aprovado por unanimidade. Na sequência, o vereador Heber Martins (PDT) apresentou requerimento pedindo que a prefeitura de Votorantim faça uma parceria com a prefeitura de Sorocaba a fim de regularizar uma rua de terra que faz a ligação entre as cidades, nos bairros Vila Zacarias e Vila Garcia. Sobre este assunto, além do autor do projeto, também discorreram na tribuna, o vereador João Cau (PSC), que contou a história da formação da rua conhecida como “Voluntários da Liberdade”, que ele ajudou a criar, e também o vereador sorocabano Fernando Dini (PMDB), que compareceu a sessão e lhe foi cedido espaço para discursar na tribuna. Na fala, Dini, ressaltou a importância de ações conjuntas entre as duas cidades e ainda comentou que esteve reunido com o prefeito Erinaldo Alves (PSDB) para tratar do tema. Em relação aos projetos de lei, foi aprovado um de denominação de cancha de malha, apresentado pelo vereador tucano Antonio Pereira e lidos outros três projetos. Um deles de autoria do vereador Éric Romero (PPS), que visa proibir a instalação de postes de iluminação pública de madeira, bem como trocar aqueles já existentes na cidade.

Ex-vereadores recebem homenagem
No último dia 28, a Câmara Municipal recebeu os familiares e prestou homenagens aos ex-vereadores: Armando Benedetti, José Moreira Souza Filho – “Zico Moreira”, José Carlos de Oliveira – “Luizão”, Lázaro Alberto de Almeida – “Labrego” e Pedro Guerra. O encontro proporcionou alegria e emoção entre as famílias dos ex-vereadores e de todos os presentes, principalmente no momento em que foi apresentado um vídeo elaborado pela equipe de Comunicação da Câmara com depoimentos dos componentes da família. A história da cidade também foi relembrada e destacada com detalhes pelo jornalista César Silva que utilizou imagens da época para retratar os fatos e os acontecimentos. Na sequência, por ser o vereador mais experiente da Casa, o vereador Pedro Nunes Filho representou os homenageados e ressaltou sobre a importância do trabalho desenvolvido por cada vereador na primeira legislatura. “Esta Casa de Leis agradece com alegria, o trabalho de cada vereador da primeira legislatura, pois é uma honra obter a oportunidade de prestar a homenagem aos parlamentares que fizeram parte da nossa história”, disse o presidente da Câmara, Heber Martins.

JOÃO QUEIROZ (PT) Não divulgou agenda

A disposição da agenda foi definida de acordo com o número de votos nas últimas eleições. Todos os vereadores têm direito ao mesmo espaço e devem encaminhar a agenda no prazo combinado previamente. A responsabilidade das informações divulgadas nesta coluna é dos próprios vereadores.

6 a 12 de abril de 2013

Gazeta de Votorantim

Página 5

Cidades

Barbudo da avenida
Você não me conhece, mas vote em mim! Nem termina uma, já começa o zum-zum-zum das eleições do ano que vem. De olho nos mais de 70 mil votos de nossa cidade, já tem pré candidato amarrando apoio (entenda-se: negociando valores e futuras trocas políticas). Como acontece a cada quatro anos, Votorantim vai ver e ouvir pessoas que nunca antes sequer pisaram aqui. Os cobiçados No ranque dos que estão sendo disputados para futuros apoiadores, estão, obviamente, o prefeito Erinaldo, e os ex Jair Cassola e Pivetta. Na seqüência, vem o filho do Padeiro, Fernando de Oliveira, e, pelo menos seis dos 11 vereadores têm cacife para alavancar uma campanha de deputado estadual e federal em Votocity. Já os presidentes de partidos ficam no final da fila... Mandando a fatura E há aqueles que não têm mandato, mas têm prestigio... que é o caso do ex-vereador dos recordes, Labrego. Mas os pré-candidatos que com certeza vão mandar a fatura são aqueles que estão deputados e nos últimos anos enviaram verbas através de emendas para cá. O que Deus uniu, o homem não separa! Em eleições para estadual e federal na história recente, sempre alguém sai de beiço caído e magoado. Já houve casos como o da Deputada Maria Lucia, que se sentiu traída (mas tem que se entender, ela era aliada do PT na cidade, e não do seu partido, PSDB). A situação só foi resolvida com ajuda do delegado Pupim, que fez a reaproximação da Deputada com os tucanos na cidade. A mágoa de Iara passou? Já no caso de Iara Bernardi foi diferente; o então vice-prefeito, Carlos Augusto Pivetta, saiu candidato a Deputado Federal, e os 9 mil votos que faltaram para a vitória de Iara, entram na contabilidade dos 40 mil que Pivetta obteve naquela eleição. Mas enfim, são outros tempos, e para as eleições de 2014 tem muita água para passar embaixo desta ponte. Assessor para assuntos aleatórios Dona Amália, presidenta do COMAS, tem um assessor voluntário para assuntos aleatórios, que possui vasta experiência no poder público, o corretor de imóveis Godinho. Godinho seria o segundo da lista para aqueles a quem presidenta do COMAS pede opiniões e sugestões (claro que o primeiro é o marido, Erinaldo). Petista com bico de tucano, ou tucano de penas vermelhas. No tucanato votorantinense, Godinho vem sendo considerado (principalmente nos últimos quatro anos), um tucano com penas vermelhas (mas não seria um petista com bico de tucano) tudo porque o corretor nunca escondeu a aproximação com o ex-prefeito Pivetta; e, claro que os Psdbistas com espírito “Covistas” (Mário Covas) não engolem esta situação. Que cara vai ter a festa? Mas sem se importar com os chiados do ninho, Godinho é quem está dando a direção e os rumos da próxima Festa Junina, o que não é de se estranhar, até porque foi chefe de eventos do governo Erinaldo e João Solto. A preocupação é a festa ficar com a cara da administração passada e não ter uma identidade do novo governo. Será que ele consegue? Difícil, heimmm!? De graça nem relógio trabalha E por falar em festa, a coisa ferveu na Câmara Municipal na última segunda-feira. Tudo porque o prefeito Erinaldo quer dar novos ares, nova cara, à já tradicional Quintaneja. O radialista Diamantino esteve na sessão com uma comitiva, a convite dos vereadores de oposição (parece que agora a oposição está começando a se mexer). Quem apresentou o requerimento foi o Marcão Papeleito, já o vereador Acerola (Pedro Nunes) questionou e pediu explicações. O vereador Bruno Martins, por sua vez, assumiu a palavra e defendeu o governo, dizendo que os valores apresentados pelo radialista para dar continuidade ao projeto estavam fora da realidade orçamentária da Secretaria de Cultura. Diamantino, mesmo sabendo que a plateia não pode se manifestar durante a sessão, gritou em forte e bom tom: “Eu me ofereci para fazer de graça”, e aí a coisa se complicou. Melhor que ele peça isto do que uma festa de peão Mas como tudo se sabe no Bar do Amarelinho (31 de Março), o pivô desta história é nada mais nada menos que o vice-prefeito Pé de Boi, que fala o idioma itapetininguês, Silvano. Por saber (ou imaginar) dos envolvimentos políticos e profissionais do radialista Diamantino com o ex-prefeito Pivetta, o vice teria sugerido outro nome para comandar o projeto Quintaneja, a dupla votorantinense Tony e Bob. E como o vice pouco pede e mais trabalha, acharam por bem atender este pedidinho básico dele, até porque os argumentos são que Diamantino é ligado a Pivetta. Mas sendo assim, e o Godinho? Este pode? Secretário geladeira Marcão Papeleiro, em sua participação no programa Votorantim Verdade, acompanhou a reportagem que a emissora fez na desocupação da área invadida no Jardim Primavera. Assistiu a tudo calado e não emitiu opinião. Na segunda matéria, o Secretário de Negócios Jurídicos, senhor doutor Fábio Lugari Costa falou sobre a ocupação de uma forma técnica e direta. Me deixou uma péssima impressão Mas aí o Papeleiro não aguentou: “eu não conheço este cidadão, não sei quem ele é e nem de onde veio, mas uma coisa é certa, me causou uma péssima impressão. Como pode uma pessoa tratar de um assunto deste e não esboçar o mínimo de sentimento? Parece que está falando de qualquer coisa, menos de gente. Será que é este o perfil deste governo que está aí?”. O pior que tirando as questões políticas e sentimento de derrota, Marcão foi seguido da mesma observação por vários telespectadores, que acharam o moço um tanto quanto frio. Renovado (o motor, mas e a lataria?) Quem está renovado é o vereador farmacêutico Robson Vasco. Passou algumas semanas em uma chácara de repouso na vizinha cidade de Araçoiaba da Serra. Se ele que trabalha em drogaria (farmácia) está neste estresse, imagina o pessoal da capinação da prefeitura (é mato para todo lado)?! Robson, mesmo fazendo este retiro, não deixou de estar nas

sessões de segunda-feira. A fuga deve ter servido para o vereador refletir muito. O que mudou na vida do vereador com este retiro ninguém sabe, mas uma coisa é certa: voltou com uns quilinhos a mais.

Continuo homenageando o tiozinho do shopping! Inté mais vê!

OSSEL Apparecida Rosa de Oliveira Faleceu em 04/04/2013 aos 91 anos, deixando os filhos Maria Helena (59) e José Rubens (55). Foi sepultado no cemitério Consolação, em Sorocaba. Fabricio Leme Rodrigues Faleceu em 03/04/2013 aos 13 anos. Foi sepultado no cemitério São João Batista, em Votorantim. Nair Garcia Silveira Faleceu em 02/04/2013 aos 70 anos, casada com Jose Silveira, deixando os filhos Jucimara (43). Foi sepultada no cemitério São João Batista, em Votorantim. Nilza Da Silva Flausino Faleceu em 01/04/2013 aos 65 anos, deixando os filhos Antonio (44), Beatriz (35), Roselene (30), Jose (28). Foi sepultada no cemitério São João Batista, em Votorantim. Francisco Thomaz Prado Neto Faleceu em 01/04/2013 aos 46 anos, não deixou. Foi sepultado no cemitério São João Batista, em Votorantim. Pedro Pires Faleceu em 31/03/2013 aos 90 anos, casado com Zenaide Dos Santos Pires, deixando o filho Elizeu (43). Foi sepultado no cemitério São João Batista, em Votorantim. Antonio Benedito De Campos Faleceu em 31/03/2013 aos 56 anos, deixando a filha Elisangela (30). Foi sepultado no cemitério São João Batista, em Votorantim. Nair Bonifro Coutinho Faleceu em 29/03/2013 aos 78 anos, deixando os filhos Alvino (57). Foi sepultada no cemitério São João Batista, em Votorantim. Antonia Do Carmo Latance Camargo Faleceu em 29/03/2013 aos 67 anos, deixando os filhos Angela (46), Reinaldo (43), Cibele (36). Foi sepultada no cemitério São João

Batista, em Votorantim. Maria Catharina de Oliveira Martins Faleceu em 29/03/2013 aos 93 anos, deixando os filhos Milton (74), Ernesto (72), Maria Aparecida (70), José (68), Ana (66), Zilda (64), Cacilda (62), Marta (58), Carlos (56), Leonide (54). Foi sepultada no cemitério Memorial Park, em Sorocaba. Lourdes Leila Marques Alves Faleceu em 29/03/2013 aos 54 anos, casada com Antônio Carlos Alves, os filhos Jose Eugenio (36), Sandro (32) e Renato (32). Foi sepultada no cemitério Aparecidinha, em Sorocaba. Oscarlino Franco do Prado Faleceu em 28/03/2013 aos 93 anos, deixando os Filhos Maria (69), Ana (67), Maria De Lurdes (64), Benedito (61), Osvaldo (52), Nivaldo (52). Foi sepultado no cemitério São João Batista, em Votorantim. Nelson de Zambianco Pazetti Faleceu em 28/03/2013 aos 81 anos, casado com Iolette Zocca Pazetti, deixando os filhos Maria Cristina (58), Nelson (57), Maria Angela (53), Luiz (49) e Maria Renata (41). Foi sepultado no cemitério Pax, em Sorocaba. Maria de Lourdes Malfa Faleceu em 28/03/2013 aos 63 anos, deixando os filhos Elisangela (40), Renata (37) e Ederson (25). Foi sepultada no cemitério Consolação, em Sorocaba. OFEBAS Simeia Ribeiro Teodoro Faleceu em 03/04/2013 aos 28 anos, casada com Jesse Antunes de Lima, deixando os filhos Larissa, Cauane e Luan. Foi sepultada no cemitério Consolação, em Sorocaba.
Anuncie neste espaço

(15) 3033-5109

Página 6

Gazeta de Votorantim

6 a 12 de abril de 2013

Cidades

Jardim Serrano nasceu a partir de dois loteamentos diferentes
Alana Damasceno

Um sobrenome, dois bairros

Bairros

Alana Damasceno

Em alerta contínuo
As novas tecnologias, já não tão novas, mas em constante evolução, não somente, mas principalmente elas, parecem ser um sintoma e também a causa destes tempos confusos que vivemos, nós, habitantes das cidades. Estamos acometidos por um estado de constante atenção. Não nos desligamos. Há inúmeros mecanismos para fazer permanentes os estados de alerta: o som que avisa sobre um novo email, em qualquer dispositivo com conexão à rede; o celular que toca a qualquer instante e em qualquer lugar; a notícia em tempo real. Estamos completamente imbuídos de um imediatismo e de uma rapidez que nos angustia, pois não conseguimos assimilar metade sequer de todas as informações que nos chegam, e a qualquer momento haverá uma nova informação para ser entendida ou um novo email que requer resposta imediata. Já conheci pessoas cuja angústia era tão tremenda, absurda e hiperbólica, que, chegavam ao ponto de me enviar um email e na sequencia um torpedo; por último, acabavam por me telefonar para avisar que já havia meia hora que me haviam mandado uma mensagem e que eu ainda não havia respondido. Aliás, o email começa a perder espaço para as mensagens instantâneas do Facebook e de outras mídias sociais, mais imediatas e interativas. O fato é que este mergulho na imediaticidade parece nos empurrar a todos para um futuro em devir, algo que nos angustia porque está para acontecer a qualquer momento. Isto quer dizer que estamos ao mesmo tempo em muitos lugares, com muitas pessoas, mas em lugar nenhum e com ninguém. Em busca da próxima novidade, da próxima “curtida”, do próximo comentário, deixamos o presente escorregar, líquido e fugidio, pelas nossas mãos. Por isso, não deixa de ser um conforto saber que este sintoma acomete, ainda, sobretudo as grandes cidades. Basta caminhar por um lugarejo do interior de São Paulo para se perceber que o mergulho real no agora ainda é possível. São cadeiras na calçada acompanhadas de conversas sem nenhuma pressa. Festas comunitárias das quais todos participam. Ritos que ainda mobilizam a necessidade de encontro, de transcendência e de troca entre corpos, vozes, olhares e gestos ao vivo. Cabe aprender um pouco com as pequenas cidades, as vilas, os bairros afastados, para nos lembrar que as tecnologias são úteis quando nos libertam, não quando nos aprisionam (como já mencionou o filósofo Vilém Flusser). Portanto, importante saber quando é a hora de desligar, pois quando os laços comunitários são realmente fortes, com ou sem tecnologia, e apesar dela, haverá tempo para mergulhar e comungar no hoje, único tempo possível de ser realmente vivido.
Professora e pesquisadora do Mestrado em Comunicação e Cultura da Universidade de Sorocaba, UNISO. http:micriscarlos.blogspot.com.br

Rua Benedito Camargo Sobrinho, o principal corredor de acesso ao bairro

L

ocalizado a praticamente 10 minutos do centro da cidade, o bairro Jardim Serrano, que possui cerca de 40 anos de existência, é conhecido por sua divisão de loteamentos, entre os relevos baixo e alto. O baixo, sendo apenas Jardim Serrano, o alto, Jardim Serrano II. Laurindo Cruzeiro, integrante há 30 anos da diretoria da Associação de Moradores do Bairro Jardim Serrano, conta que foi um dos primeiros a construir casa no local. “Quando me mudei haviam apenas duas casas aqui. O dono dos terrenos se chamava Rubem Serrano”, expli-

ca. A partir daí, nasceu o nome do bairro. Morador há 35 anos, ele cita cada um dos bairros adjacentes: Jardim Bandeirantes, Jardim Palmira, Santos Dumont e Parque Jataí. No local, há a
Alana Damasceno

Helena Portes e Laurindo Cruzeiro estão entre os primeiros a chegarem no bairro

rua Levante Santucci, que fica às margens da SP-79 e interliga todos eles. Outro corredor principal de entrada do Serrano é a rua Benedito Camargo So-

brinho. Para Cruzeiro, o único problema é a falta de limpeza do bairro. “Tanto o Serrano I quanto o II são bairros esquecidos pela prefeitura. Eles olham pouco para nós”. Beatriz Leme e João Rosa, casados, e ambos de 64 anos, moram há 21 anos no Jardim Serrano II. Para eles, o bairro é tranqüilo e bem localizado. “Encontramos pista de fácil acesso para chegar a Sorocaba, por exemplo”, comenta João. Beatriz ressalta que nasceu e foi e criada em Votorantim. Morou por um tempo no Rio Acima e se mudou para o bairro. “Gosto daqui porque o comércio é completo. Não precisamos nos deslocar para longe”.
Alana Damasceno

Entulho atrapalha vizinhança
Moradores da Vila Amorim reclamam que na calçada da rua Antônio Ribeiro de Camargo, ao lado da UBS, os moradores estão despejando entulho. Entre os objetos há um colchão, além de outros tipos de materiais. Ratos são vistos saindo do lixo jogado, o que atrapalha o comércio local. Os vizinhos enfatizam que já acionaram três vezes a prefeitura para solucionar o problema somente no mês de março, porém, ninguém apareceu. A prefeitura informa que uma equipe estará no local para avaliar a situação. Por outro lado o setor de fiscalização da prefeitura informa que em caso de lixo e entulho em calçadas particulares, o morador deve protocolar a informação junto ao Serviço Integrado de Informação ao Cidadão (Siic), pelo telefone 3353-8731. Neste caso, os fiscais seguem ao local para notificar o responsável pela área.

Comerciantes se incomodam com lixo
Quatro comerciantes da Rua Sorocaba procuraram a Gazeta de Votorantim para relatarem que há mais de um ano os coletores de lixo passam e deixam lixos despejados nos cestos e espalhados pelo chão. Segundo Sandra dos Santos, que possui um bar no local, isto é de praxe acontecer. “Não é justo pagarmos a taxa da coleta e ficarmos nestas condições”, reclama. Os comerciantes pedem a instalação de contêineres na via. Procurada pela nossa reportagem, a prefeitura respondeu que o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) está em estudando a implantação de mais contêineres para atender as principais vias da cidade. Desta forma a rua Sorocaba será uma das contempladas. E, em relação a coleta, os responsáveis pelos serviços serão orientados sobre a situação relatada.

Alana Damasceno

6 a 12 de abril de 2013

Gazeta de Votorantim

Página 7

Cidades
Você está ouvindo perfeitamente?
Nós aposentados, nos preocupamos com “N” coisas e na maioria das vezes nos esquecemos do principal: nós mesmos! Desta vez, vou abordar a “saúde auditiva”, assunto pelo qual as pessoas mais idosas não se atentam por diversas razões, dentre elas a vergonha e o preconceito. Segundo a matéria “Avaliação de custos sociais e econômicos de perda auditiva”, somente no Brasil 28 milhões de pessoas tem algum problema auditivo. Na Alemanha 10,2 milhões, França 7,6 milhões, Itália 7,2 milhões e na Espanha 5,5 milhões. Normalmente, as pessoas com essa deficiência só dão conta do problema a partir do momento que se sentem excluídas da sociedade, da própria família e por último a autoexclusão, onde, na maioria das vezes, acaba entrando em depressão. Sem contar que, até chegar a esse ponto já passou pelos dissabores de ouvir diversas piadas sendo que em alguns casos só o fato de ver as pessoas rindo, embora não seja dele, poderá dar a impressão que sim. O deficiente auditivo precisa muito do apoio da família até para se conscientizar do problema e da necessidade de se tratar. A hora de procurar ajuda profissional para detectar o grau de deficiência e o melhor tratamento, é quando está com o volume da TV muito alto, atrapalhando as outras pessoas, ou ainda quando pede para repetir as palavras, ou as entende de maneira incorreta, por exemplo, “faca” por “vaca” ou “paca”, entre outras. O profissional certo para detectar o verdadeiro problema pode ser o Otorrino ou a Fonoaudióloga. Depois do tratamento, se o problema persistir, e sendo caso de protetização (utilização de aparelho), o médico deverá encaminhá-lo ao Fonoaudiólogo (a), sendo importante que esta(e) profissional seja especializada em audiologia! Detectado o problema, é preciso dar continuidade. O primeiro passo é procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) de seu bairro, a qual irá encaminhá-la ao profissional. A partir do diagnóstico, procurar a Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos de Sorocaba (APADAS), a qual tem a Autorização de Procedimentos Ambulatoriais de Alto Custo (APADAS) do Governo Federal que atende toda a nossa região, e entrar em uma fila de espera. A APEVO está a sua disposição para orientá-lo a respeito e, caso precise, temos um projeto da “saúde auditiva” onde temos uma parceira que disponibiliza aos nossos associados, aparelhos digitais de alta tecnologia e com dois anos de garantia, sendo que alguns modelos podem chegar até a 60% menor que o preço de mercado. Estamos oferecendo estes benefícios enquanto não temos condições de trazer uma APAC para a própria APEVO e disponibilizá-los gratuitamente. Fiquem com Deus e até breve.
Aristides Fernandes é presidente da APEVO – Associação dos Aposentados e Pensionistas de Votorantim.

E a saúde vai bem?

Banco do Povo Por três semanas consecutivas fui à Agência do Banco do Povo, situada no Paço Municipal, e para minha surpresa, em nenhuma das vezes que estive lá consegui ser atendido, uma vez que, a cada dia, me apresentaram uma desculpa para a falta de funcionários. Soube que uma funcionária estava em licença maternidade e a outra estava doente. Não é comum ninguém sair de licença maternidade de uma hora para outra, por isso acredito que poderiam ter colocado outra pessoa no lugar dela. A pergunta que fica é: quando serei atendido por este órgão público? Antônio Marcos Miguel Resposta A Secretaria de Gestão Política e Econômica (Sege), responsável pelo Banco do Povo que funciona nas dependências da Prefeitura de Votorantim informa que a unidade opera normalmente com dois agentes facilitadores credenciados pelo Governo do Estado. Ocorre que uma delas encontra-se em licença maternidade com retorno previsto para a próxima segunda-feira (08). A outra agente encontrava-se trabalhando normalmente, entretanto por motivos de ordem médica afastou-se repentinamente no último dia 26 de março e retornará as atividades no próximo dia 5 (sexta-feira). Desta forma a população que procura pelo serviço é orientada a procurar pelo atendimento no balcão do Serviço Integrado de Informação ao Cidadão (Siic), onde todas as informações serão coletadas para que nos próximos dias, o agente responsável ofereça o atendimento normalmente e até mesmo fazer o encaminhamento junto a Sege. SECOM (PMV) Boas-Vindas A Paróquia Nossa Senhora Aparecida, sob a administração do Padre Marcos Alexandre dos Santos, vem por meio desta saudar o mais novo meio de comunicação da nossa querida cidade de Votorantim, a Gazeta de Votorantim. Sabemos da importância e da necessidade que temos de informações que despertem em cada indivíduo um conhecimento maior dos fatos que ocorrem em nosso cotidiano, sejam eles de toda e/ou qualquer natureza. Assim, cremos que a Gazeta de Votorantim somada aos atuais meios de comunicação de nossa cidade contribuirá muito para isso. Por fim, queremos pedir as bênçãos de Deus sob cada um dos profissionais que exercerão seus trabalhos nesse Jornal, bem como, a todos os fornecedores e futuros assinantes. Sendo o que apresento para o momento, despeço, e lhes envio as mais cordiais saudações em Cristo Jesus. Padre Marcos Alexandre dos Santos – Pároco Parabéns Parabenizo o novo jornal Gazeta de Votorantim através de sua seção de cartas, pelo excelente jornal e pelos dinâmicos e competentes jornalistas. E matérias atualizadas sobre Votorantim. Abraços e sucesso. Comendador Alfredo Metidieri (Industrial aposentado) Charge Prezados editores do jornal Gazeta de Votorantim, gostaria de apresentar meu repúdio pela charge intitulada “Quanto vale o corpo?”, no qual claramente percebe-se o escudo do São Paulo Futebol Clube nas costas de uma das prostitutas. Peço que se pronunciem se essa é a opinião do jornal, pois caso seja, encaminharei a referida página ao clube para que o mesmo tome conhecimento e medidas legais. Caso não seja, espero, que haja, no mínimo, uma retratação do cartunista. Ou, quem sabe, que ele poste uma foto da mãe dele, com o escudo do SPFC às costas. Aguardo retorno. Respeitosamente. Rodolfo Gerotto Goes

Resposta: Apesar de entendermos que a charge é uma manifestação artística e, como tal, deve ser livre, orientamos nossos colaboradores no sentido de não criar nenhuma situação com a qual nossos leitores possam se sentir ofendidos, seja em quais forem os temas, como religião, esporte, etnia, enfim, quaisquer especificidades sociais ou culturais. Entendemos que a liberdade de expressão deve ser preservada, especialmente no uso do humor, que é o território da ficção e da brincadeira com as situações cotidianas. Espera-se que o leitor possa entender que se trata de algo ficcional e que busca expressar de forma leve o senso comum, a cultura popular e o corriqueiro. Portanto, a charge reflete sobre aspectos da realidade e, na maior parte das vezes, brinca com a realidade, não é a realidade. Apesar de qualquer pessoa poder tatuar o que desejar em seu corpo, independentemente de quem seja esta pessoa, trata-se de uma brincadeira, que não reflete nem mesmo a opinião do próprio chargista. Agradecemos ao leitor por se expressar livremente e reforçamos que este é o desejo do jornal: dar voz a todos aqueles que desejem se expressar. E se a charge lhe causou algum transtorno, expressamos as nossas desculpas. As formas de comunicação, especialmente o humor, podem apresentar ambiguidades em suas interpretações. Ressaltamos que a ideia era mostrar que travestis e prostitutas estão presentes em qualquer sociedade, e, como cidadãos têm deveres e direitos a serem cumpridos e respeitados. Gazeta de Votorantim Caminhão de lixo Tenho uma foto atual do caminhão de lixo, aqui da nossa cidade que só tem um farol. Será que a taxa que nós pagamos não dá pra comprar um caminhão? E mais: cadê a fiscalização na estrada para esse caminhão ir até Piedade pra jogar o lixo que ele recolhe? Francislene Andrade Soares Resposta: O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) informa que já providenciou a compra do farol do caminhão. A autarquia não compactua com qualquer anormalidade que fuja das condições de segurança para condutores e pedestres e com isso vai apurar a responsabilidade pelo ocorrido. SECOM (PMV)
Francislene Andrade Soares

trabalhadores da Zoonoses passaram alertando sobre o perigo da dengue, olhando os quintais, mas tudo isso é um trabalho inútil se a prefeitura não canalizar esse córrego nojento, perigoso e cheio de dengue. Estamos convivendo com os animais do brejo. A prefeitura não está trabalhando com a seriedade que deveria, não está se importando com a vida e a saúde dos cidadãos votorantinenses. Jararaca é letal! SOS Socorro. Maria de Lourdes Leite Resposta: A Secretaria de Serviços Públicos (Sesp) informa que esteve nesta sexta-feira (05), no local bem como nas proximidades da escola citada para avaliar a atual situação. De acordo com a pasta, a área pertencente a pista de caminhada do Parque São Luiz, que também margeia o córrego São Luiz recebeu os serviços recentemente. Quanto ao mato e buraco citado trata-se de uma área particular cujo proprietário será notificado pela Sesp para a execução dos serviços. A Sesp informa ainda que constatou no local a necessidade de alguns serviços como desobstrução de galerias, cujo maquinários serão encaminhados até o início da próxima semana. SECOM (PMV) Tristeza e dor na alma É o com muita tristeza e pesar, que recebi a notícia e me recolhi em meu quarto para orações, pedindo a Nossa Senhora e a Jesus que ilumine essa alma dessa jovem que partiu desse mundo, Tânia Muraro. As duas irmãs, Tânia e Salete Muraro, conviveram desde meninas em minha residência, em Votorantim, pois estudavam com minha Flora no Colégio Santa Escolástica. Que Deus dê forças para seus pais, Valdeliz e Milton Muraro, com essa grande perda de sua filha. E que seu futuro marido e filhos aceitem (o que é difícil) com a ajuda de Deus, a superar essa perda. Chorei de tristeza, pois a conhecia desde menina, uma grande perda e grande vazio deixado em muitos corações. Neuza Metidieri David

Animais peçonhentos Estamos convivendo com a presença de animais peçonhentos em nossas residências e nossos quintais estão servindo de ninho para as jararacas e ratos aqui na Vila Garcia, mais precisamente no Jardim Ana Cláudia, onde o esgoto corre a céu aberto. Há muito mato e muita sujeira nessa área, já está parecendo como que um pedaço da Floresta Amazônica proliferando cobras, ratos, baratas e mosquito da dengue. Uma cratera enorme se fez ao lado das residências por causa das chuvas e do descaso da prefeitura que não toma providências. Tudo isso fica ao lado da escola “Antonieta Ferrarese”, os alunos são obrigados a estudar numa área totalmente suja e perigosa. A vizinhança toda já teve que matar jararaca em seus quintais. Vieram há poucos dias alguns homens fazer a roçagem e ficaram com medo porque viram uma cobra muito grande no córrego e desistiram de roçar a área. Os

Página 8

Gazeta de Votorantim

6 a 12 de abril de 2013

Cidades
Ocorrências
Benedito Arruda

U

Adolescente desaparece ao ir à escola
ma garota de 17 anos sumiu após sair de casa para ir à escola na última segunda-feira (1º). A menor mora no Jardim Toledo, em Votorantim. De acordo com o boletim de desaparecimento registrado na Delegacia da Polícia Civil, Micaelly Campos Modesto havia saído de sua casa rotineiramente e tomado rumo à aula na Escola Estadual Francisco Eufrásio Monteiro, no bairro Barcelona, em Sorocaba, por volta das 18h30. A mãe, Janaína Campos, conta que ela se despediu como costumava fazer normalmente e pegou o passe de ônibus. Ainda de acordo com ela, a garota não estava envolvida em brigas familiares ou com conhecidos. Até o momento, ela não teve notícias do paradeiro da filha. Na última vez em que foi vista, ela estava com o uniforme escolar, vestindo camiseta branca, calça jeans azul e sapatilha rosa. Em caso de informações sobre o desaparecimento de Micaelly, a pessoa deve ligar para o número 190. Micaelly Campos Modesto
Divulgação

Uma torre da empresa de telefonia celular Vivo estava ameaçando cair. Localizada na avenida Gisele Constantino, altura do número 390, no Jardim Clarice, em Votorantim, ela teve de ser desmontada com a ajuda de um guindaste. Por este motivo, parte da avenida, tanto sentido Centro quanto sentido bairro, ficou interditada durante a tarde de quarta-feira (3). A equipe técnica da telefonia esteve no local para realizar a operação. A Guarda Municipal de Votorantim e a Defesa Civil também estiveram presentes realizando a orientação no trânsito.

Droga é encontrada na máquina de lavar roupas
Dois rapazes foram presos na última quinta-feira (4) ao serem flagrados com drogas no Jardim Bandeirantes. De acordo com a Polícia Civil, a PM fazia o patrulhamento no local quando avistaram William Fragoso (19) e Anderson Felipe Borini Ferri (18) em atitude suspeita dentro de um veículo modelo Astra. Os dois fugiram para dentro de uma casa, porém, foram detidos pelos policiais. Com Borini encontraram 45 pedras de crack. Na residência em que estava a dupla, a PM encontrou mais 97 flaconetes de cocaína escondidos no motor de uma máquina de lavar roupas. Também foram apreendidos R$ 193,00 em dinheiro. Ao fazer busca nos suspeitos, a Polícia constatou que William estava foragido da penitenciária de Itapetininga, onde cumpria pena por tráfico de drogas. Os dois permanecem à disposição da Justiça.

A superação do vice
Em que pese a turbulência da água da cidade da espuma branca é preciso que se tenha uma conversa e que ela seja muito franca aquilo que se falava de vice, que é cargo somente de expectativa parece que em nossa cidade somente o vice é que está na ativa até quem se dizia oposição a qual em verdade está muito caída ao ver tamanha disposição em elogios quedou-se sem saída e mesmo sem fazer o seu papel no recente caso do nepotismo ao vice pelos favores prestados lhe enchem de puxa-saquismo até parece que o vice entre tantas benesses e alguns varejinhos conseguiu transformar velhos lobos em opositores bonzinhos ressuscitou-se a lenda daquele que por anos e anos reinou desde que meus pedidos se atenda o resto o vento levou mas seria do vice um ardil em atendimentos bondade tamanha estaria ele então preparando para sí a próxima campanha? Alguns dizem que no ninho com certeza o vice um acordo teria e que passado este mandado, no próximo o alcaide ele seria mas tanta disposição desmedida que até opositores encanta como será vista pelo povo que agora com mais nada se espanta e entre conversas nos cantos muitos já se perguntam em côro será mesmo bom prá cidade e até onde poderá ir o namoro? O futuro é incerto prá todos mas me arrisco a fazer previsão o vice jamais será alcaide se depender da oposição e mesmo que dependa do grupo a que hoje ele responde com certeza já existe alguém sentada a frente no bonde.
José Luiz Miranda - o Manga (sem fiapo sem caroço) Votorantinense convicto

PROFECIAS

Mulher sofre agressões
no pescoço pelo marido
Uma mulher denunciou ter sofrido agressões do próprio marido, na última quarta-feira (3). A ocorrência aconteceu no bairro Santos Dumont. Segundo informações da Polícia Militar, a vítima apresentava escoriações no pescoço, que de acordo com ela, foram feitas por seu companheiro, Ricardo Ferreira da Silva Rosa. Com o boletim registrado por violência doméstica com base na lei Maria da Penha, foi arbitrada a fiança de R$ 1 mil, que não paga. Ricardo permanece à disposição da Justiça.

Página 9

Gazeta de Votorantim

6 a 12 de abril de 2013

Página 10

Gazeta de Votorantim

6 a 12 de abril de 2013
Divulgação

Especial Caminhada da Penha

Caminhada da Penha completa 15 anos
Textos: Alana Damasceno

A

contece neste domingo (7) a 15ª edição da Caminhada da Penha. O evento ocorre no município desde 1998 e tem objetivo filantrópico, com arrecadação de alimentos para doar às entidades votorantinenses e também religioso, já que fiéis católicos e devotos de Nossa Senhora da Penha aproveitam para realizar uma romaria com o translado da imagem. O evento conta com o apoio da prefeitura de Votorantim e de comércios locais, que fazem a distribuição da camiseta perso-

nalizada, em troca de um alimento não perecível. Durante o trajeto, de 20 quilômetros, os participantes acompanham um caminhão que leva a imagem de Nossa Senhora da Penha. Na Capela da Penha está prevista também uma missa campal. Após o término haverá transporte coletivo cedido gratuitamente pela empresa Auto Ônibus São João com destino ao terminal de ônibus. Paulo Roberto Camargo, idealizador da Caminhada, também conhecido como “Beto Zen”, se envaidece ao comemorar mais uma chegada da Caminhada. “É gostoso, principalmente porque
Divulgação

Agora, a Caminhada da Penha faz parte da história da cidade”

tem a parte filantrópica”. Cada edição costuma-se arrecadar em média quatro toneladas de alimentos. No total, 10 pessoas fazem parte da organização do evento. Exclusivamente neste ano, os pontos de doação de alimentos estarão recolhendo apenas sacos de arroz de 5 kg. “Sempre equivalemos o alimen-

to de acordo com o preço da camiseta. Então, decidimos parar com a coleta de feijão”. Em 2012, foram arrecadadas 4,8 toneladas de alimentos. Participaram do percurso 2.500 pessoas. Milhares de pessoas O roteiro contará com realizam o percurso de 20 km. ambulância, e segurança feita pela Polícia Militar e Guarse molhar”. da Civil Municipal. Também As entidades que receberão haverá três pausas durante o camias doações serão os Vincentinos, nho, para a alimentação dos partiApae, Associação Filantrópica, cipantes, que será fornecida pelos Pró-Mulher, Recanto Amor e Vida grupos de escoteiros Ayrton Senna e Criança do Amanhã. Beto adiane Voturaty. Haverá ainda carro de ta que ainda haverá mais três enapoio para a volta dos romeiros. tidades que serão contempladas Caso chova, Beto afirma que a com doação, porém, serão seleCaminhada não será cancelada e cionadas somente após a data da ainda aproveita para brincar com a Caminhada. situação. “Se está na chuva, é para

Alimentos arrecadados são destinados para entidades assistenciais

Uma camiseta por uma doação
Ainda há à disposição camisetas da Caminhada da Penha. Para adquirir uma, basta doar os 5 kg de arroz a qualquer um dos estabelecimentos credenciados e patrocinadores do evento. São eles: supermercado Malucho, Mercado Locatelli, Rede Farma Vem, Farma Luz, Bom Bife e Espetão. A ação conta ainda com o patrocínio da Auto Ônibus São João e a Gazeta de Votorantim.
Alana Damasceno

Beto Zen exibe a camiseta personalizada da 15ª edição da Caminhada

Página 11

Gazeta de Votorantim

6 a 12 de abril de 2013

Especial Caminhada da Penha
Divulgação

Histórias de quem já foi
Odacir Romeiro, proprietário da Madeireira São João, comenta que já participou seis vezes da Caminhada da Penha. Para ele, a iniciativa é interessante. “Considero uma aventura bonita, principalmente por mexer com a parte religiosa”, se contenta ao falar. Católico, ele conta que em uma das vezes em que estava fazendo a caminhada passou mal, porém, persistiu e conseguiu chegar até o fim do percurso. Ao por os pés dentro da Capela, agradeceu. “Assisti a missa agradecendo por estar vivo”, se emociona. Aos 74 anos, afirma Que costumava sempre ir com amigos. “Amizade é o que não falta na hora de ir à Caminhada da Penha”, brinca.
Divulgação

De meia noite para às 4h da manhã
Até a décima edição, o evento acontecia meia noite. Porém, Beto Zen explica que foi obrigado a mudar de horário por conta dos problemas com a realização do evento. “Muitos jovens iam somente para fazer algazarra. Bebiam e incomodavam quem realmente queria participar”, esclarece. Após a troca de horário, a Caminhada passou a ocorrer às 4h da madrugada, onde houve uma mudança de público, passando a ser meia idade e terceira idade.
Fiéis católicos também participam da Caminhada

O nascimento de uma caminhada

O
Caminhada tem início na Vila Dominguinho

que achavam ser brincadeira
pedra no local. Às 6h voltaram embora. “Estávamos descendo e o frio apertou. Mesmo assim tomamos banho de cachoeira”. Enquanto isto, também no período da manhã, os que não foram voltaram ao bar procurando pelo idealizador. Quem os atendeu foi a esposa de Beto. Curiosos com a ausência do organizador no local, perguntaram: “cadê o Beto?”. Foi quando ela informou que ele realmente tinha ido à Capela. “Acharam que eu estava brincando com eles. Ainda mais porque passou-se um dia da aventura e era primeiro de abril”. Os “aventureiros” retornaram ao bar às 13h30. “Estávamos todos mortos de cansaço”. Quem não foi, ficou esperando no bar na expectativa da chegada de Beto e companhia. “A partir do ano seguinte foram 26 pessoas, depois 60 e assim, deixamos de voltar a pé”. Neste momento, Berto explica que começou a entrar em contato com a prefeitu-

Concentração e saída
Neste ano, o evento ocorre neste domingo (7). A concentração ocorrerá na Igreja de São Francisco, próxima à Fábrica Alpina, às 4h da manhã. A saída ocorrerá às 4h30, com destino à Capela da Serra de São Francisco. A Orquestra de Viola Caipira estará presente para receber os fiéis no fim da procissão

Caminhada fará parte do

calendário turístico do município

idealizador o evento, Paulo Roberto Camargo, o Beto Zen, conta que a ideia da Caminhada surgiu em uma conversa de mesa de bar, do qual ele era proprietário. A data era 30 de março de 1998. No bate-papo, com cerca de 20 pessoas, um dos companheiros disse que queria fazer uma aventura. Com isto, Beto sugeriu, “vamos subir até a Capela da Penha”. Com o acordo de todos para realizar o feito, combinaram um horário para estar lá: meia noite. “Estava frio e garoava, porém nem que tivesse que ir sozinho, eu iria”. Ao chegar as 23h30, para começar a subir até a Capela, Beto lembra que estava somente na companhia do filho. Quando deu 23h50, chegaram mais duas pessoas, recorda Paulo. “Por fim, acabamos indo em seis pessoas”. Todos chegaram às 2h30. Comeram e dormiram em cima da

ra para oferecer serviços como condução para retornar à Votorantim. “Agora, a Caminhada da Penha faz parte da história da cidade”. Até o quarto ano, Beto lembra que a Caminhada era feita através das margens da represa de Cubatão. “Hoje em dia não tem mais como, pois se acontece um acidente se torna minha responsabilidade”.
Divulgação

Divulgação

Em sua 15ª edição, evento se tornou grandioso

Caminhada é um evento cultural da cidade

Está prevista para a próxima semana uma reunião com o prefeito Erinaldo Alves da Silva (PSDB) para inserir a Caminhada no calendário oficial de cultura do município. “Nossa intenção é que a Secretaria de Cultura abrace a causa”, defende Beto. Para isto, serão necessárias discussões de como realizar todo este processo. “Queremos começar a trabalhar em cima disto, para que também se torne um roteiro turístico da cidade”, disse Beto. O vereador Pedro Nunes Filho (PDT), chegou a apresentar ano passado o Projeto de Lei nº. 024/12 que institui no Município de Votorantim o “Dia da Caminhada da Penha”, porém, ainda não foi para votação do plenário da Câmara.

Página 12

Gazeta de Votorantim

6 a 12 de abril de 2013

Especial Caminhada da Penha

Dicas para realizar a

Caminhada

Divulgação

Imagem volta em setembro para Igreja
A imagem de Nossa Senhora da Penha será trazida de volta para a Paróquia de São José, localizada na Vila Dominguinho, no primeiro domingo de setembro, através de carreata realizada pela Comunidade do Carafá, Imaculada Conceição, com a realização de uma missa às 19h. O padre responsável pela missa na Capela da Penha, desde 2011, Fábio Ferreira, fala sobre a importância de um evento como a Caminhada. “O que mais posso ressaltar é a fé de um povo que se reúne para cumprir um trajeto”, afirma. “Muitas pessoas aderem a romaria por conta de motivações pessoais”.
Imagem permanece até setembro na Capela
Divulgação

Roupas e calçados confortáveis são indispensáveis

P

or serem 20 km de percurso, sendo cerca de seis horas de viagem a pé, alguns preparos são necessários para que o participante esteja bem durante todo o trajeto. O educador físico Maicon Alves, informa que para realizar esta atividade é preciso descansar bem antes e fazer aquecimento e alongamento. “É bom a pessoa fazer alongamentos, principalmente para membros inferiores (coxa e panturrilha). É essencial que a pessoa tenha um descanso prévio a caminhada”. A pessoa também deve estar com calçados e roupas confortáveis e possuir uma garrafa de água para manter a hidratação ao longo do caminho, evitar o consumo de alimentos pesados e dar preferência as frutas, legumes e hortaliças. “Outro fator importante é passar protetor solar e usar óculos escuros por conta da exposição ao sol”, diz. “O participante deve iniciar devagar e impor durante a caminhada um ritmo que respeite os seus próprios limites”. Se a pessoa estiver sentindo incômodos musculares, pode realizar pequenas paradas, mas nunca esquecer de respeitar os limites.

Almoço especial para romeiros
Após o término da missa, o Pesqueiro Rancho Pantanal fará um almoço especial para quem participou da Caminhada. Será servida uma refeição completa e à vontade pelo valor de R$ 15,00 por pessoa, sendo que R$ 5,00 serão doados à Paróquia de São José.

Para os romeiros que quiserem ir com o próprio veículo à Capela, haverá o estacionamento gratuito no local. Já para os que são mais aventureiros e toparem andar os 20 km, a Fábrica Alpina cederá gratuitamente as vagas de estacionamento para os motoristas.

Carreata

Capela da Penha: patrimônio histórico e cultural de Votorantim
Cesar Silva

Nos altos da Serra de São Francisco, lá está ela, a Capela dedicada a Nossa Senhora da Penha, construída no século XVII, permanece imponente como um dos maiores símbolos de religiosidade de nossa região. Ela venceu o desgaste do tempo e algumas ações isoladas de vandalismo em meio a devoção de pessoas que encontraram no local a motivação para celebrar sua fé e devoção. Independentemente de ser um templo católico, deve-se levar em consideração a formação de uma história alicerçada a costumes, valores e tradições. Hoje quem a visita também pode apreciar belas paisagens em seu entorno, é um encontro com a natureza que se torna tão exuberante aos nossos olhos. *Cesar Silva é apresentador do programa Nossa História Nossa Gente, aos domingos, às 10h30 da manhã, na TV Votorantim.

6 a 12 de abril de 2013

Gazeta de Votorantim

Página 13

Gazeta Educação

Escola inaugura biblioteca
Escola Municipal “Profª Patrícia Maria dos Santos”, do Jardim São Matheus, em Votorantim, inaugurou na quarta-feira (03), uma biblioteca e sala de atividades criativas. O espaço foi reformado e equipado com R$ 20 mil ganhos pela escola no ano passado durante as Olimpíadas de Reciclagem Tang, promovida pelo Grupo Kraft. A inauguração teve a participação dos alunos e funcionários da escola que foram os responsáveis pela a arrecadação de quase 50 toneladas de plástico e papel para reciclagem durante a competição. O clima de comemoração ficou completo com a presença do contador de histórias de Votorantim, Zé Bocca, que apresentou aos estudantes o conto “A aposta”, da escritora Tatiana Belinky. A arrecadação do material reciclável ocorreu de abril a agosto de 2012. O resultado da competição foi anunciado em setembro. A ideia de criar uma biblioteca com o prêmio foi para estimular a leitura e proporcionar um espaço diferenciado para atividades pedagógicas da escola. Quatro escolas de Votorantim participaram da disputa e aceitaram o desafio de recolher plástico e papel. Além da escola

Divulgação

com prêmio das Olimpíadas de Reciclagem
do Jardim São Matheus, participaram as escolas “Profª Edith Maganini”, “Prof. Abimael Carlos de Campos” e “João Ferreira da Silva”. Pela participação, as quatro escolas receberam um acervo de 170 livros, um computador e uma câmera digital. A escola vencedora recebeu, ainda, o prêmio de R$ 20 mil. Além da reforma, instalação e dos equipamentos para a biblioteca, incluindo livros (o acervo atual é de aproximadamente mil exemplares), teatro de fantoches e mobiliário, o valor ganho foi suficiente para realizar a pintura de todas as salas de aula da escola.
Biblioteca é inaugurad a com contação de histórias

A

Conhecimento: entre o poder e a humildade
Desde a origem do mundo o conhecimento é o fator primordial para desenvolvimento do homem, seja no aspecto de formação humana, como desenvolvimento social. Também o conhecimento desempenhou característica de poder, uma vez que, povos que dominavam alguma técnica ou habilidade específica, podiam subordinar suas vontades àqueles que dela necessitavam. E essa relação predomina em pequenas e grandes situações até os nossos dias na manutenção de um status de poder. Aprendi nesses anos como professor que a relação entre educando e educador se constrói dialogicante, em que ambos aprendemos. Essa interação social também extrapola para todas as outras situações, afinal o aprendizado se faz em diversas outras relações, seja no trabalho, na família ou no convívio com as mais variadas pessoas. Isso nos iguala como seres humanos, capazes de desempenhar diferentes funções sociais e importantes para o desenvolvimento da humanidade, estabelecendo uma ligação em que precisemos uns dos outros. Todavia o que verificamos na prática é que o poder suplanta qualquer relação de igualdade, desprezando pessoas e conhecimentos. Nesta semana os noticiários nacionais expuseram o caso policial de uma turista estrangeira estuprada dentro de numa “van” na capital carioca. O que chama a atenção foi o fato de que tudo poderia ter sido evitado, uma vez que os criminosos praticaram o crime semelhante anteriormente contra uma brasileira, a qual foi até uma delegacia da mulher buscar justiça, contudo a delegada responsável não deu qualquer providência ao caso. O que faz um ser humano, com formação em Direito, conhecedora das leis, dos direitos do cidadão, com capacidade para investigação e paga com nossos tributos simplesmente fechar os olhos e nada fazer? Talvez faltasse humildade. Independentemente do conhecimento ou grau de importância social há a necessidade de desenvolvermos a consciência de humildade ao ponto de compreender que vivemos da dependência do outro. Desempenhar o melhor possível de nós é o caminho para humanizarmos as relações sociais e assim aprendermos a ser gente de verdade, sem que ninguém seja preterido. “Tudo vale a pena se a alma não é pequena”, já dizia Fernando Pessoa. E Ponto.
Ailton Scorsoline Doutorando e Mestre em Educação Jornalista, Professor e Advogado

Página 14

Gazeta de Votorantim

6 a 12 de abril de 2013
Fotos: Divulgação

Turismo

Barra Bonita: onde se pode navegar e pescar no Rio Tietê
Marcel Marques

B

arra Bonita é uma típica cidade do interior, onde os vizinhos se conhecem e o tempo passa calmamente. É um recanto agradável para visitar. O município foi fundado por bandeirantes, que enquanto desbravaram o Rio Tietê decidiram se instalar na cidade. Com o passar do tempo, formou-se uma vila que graças a seu pequeno porto para embarcações em formato de barra, recebeu o nome de Barra Bonita. Para a sobrevivência das famílias italianas e espanholas que habitavam a vila, em 1865, começou o desmatamento da área para iniciar o plantio de café, criação de gado e outras explorações. Desde 1979, Barra Bonita transformou-se em Estância Turística. Esse título é devido ao grande número de moradores e visitantes que o município recebe em seus pontos turísticos, principalmente na famosa eclusa e em outras diversas atrações, como o Rio Tietê, praças, igrejas e museus. Eclusa Uma eclusa é uma obra de engenharia hidráulica que permite que barcos subam ou desçam os rios ou mares em locais onde há desníveis (barragem, quedas de água ou corredeiras).

Eclusas funcionam como degraus ou elevadores para navios: há duas comportas separando os dois níveis do rio. A Eclusa de Barra Bonita foi a primeira da América do Sul a ser explorada turisticamente, possuindo 142 metros de comprimento, 12m de largura e 25m de desnível máximo. O tempo de eclusagem tanto para subir, como para descer é de 12 minutos. A eclusa é a atração turística mais divulgada e conhecida da cidade, além de ter um importante valor econômico por viabilizar a Hidrovia Tietê-Paraná. Os passeios pela eclusa são feitos por embarcações de médio porte com capacidade para até 700 passageiros a bordo e são as atrações mais procuradas pelos turistas. Eles são realizados pelo Rio Tietê, com direito a passagem pela eclusa, com opção do almoço (duração de 3 horas) ou sem almoço (uma hora e meia). Após ingressar na eclusa, são necessários 50 milhões de litros de água para completar o processo de enchimento e esvaziamento. Com a embarcação atracada no nível de jusante (nível baixo da barragem), o operador fecha as comportas da parte de baixo da eclusa e dá-se inicio ao enchimento da câmara. Esse processo leva aproximadamente 15 minutos, e tudo se processa por gravidade. Completado o enchimento, começam a se abrir as

Barcos dentro da eclusa

comportas para a saída da embarcação ao nível superior da hidrovia. Rio Tietê Além de ser responsável pelo nascimento da cidade, o rio Tietê é um dos principais atrativos de Barra Bonita. Ele nasce no município paulista de Salesópolis e distante 22 Km do oceano Atlântico, mas caminha para o oeste Paulista, percorrendo 1136 Km desaguando no rio Paraná. Diferente da capital paulistana, onde o rio Tietê é impróprio para o consumo e navegação, em Barra Bonita você pode pescar, praticar canoagem e até mesmo fazer um belo passeio de barco com almoço à bordo. Usina A Usina Hidrelétrica Barra Bonita teve início de operação em 1963. Suas quatro turbinas, geram energia elétrica de 140 mw de potência, o equivalente ao consumo de uma cidade com 500 mil habitantes. Ponte dos Arcos Encontra-se também como ponto turístico a Ponte dos Arcos,
Divulgação

maior patrimônio de Barra Bonita, que foi importada da Alemanha durante o governo do Presidente Campos Salles, inaugurada em 1915. Sua estrutura é inteira metálica e seu comprimento total é de 148,40 metros, sua parte levadiça, hoje desativada, servia para a passagem de barcos em épocas de alagamento do Rio Tietê. Interliga a cidade de Barra Bonita com Igaraçu do Tietê. Praças As praças também são atrativos para os visitantes de Barra Bonita. Entre elas está a Praça da Rotatória, localizada na entrada da cidade, logo após o Portal “Clemente Ricci”. A Praça da Rotatória conta com um monumento que representa o símbolo dos três elementos básicos da economia do município: uma chaminé de ce-

râmica (telhas, tijolos, ladrilhos), a roda de uma engrenagem industrial (fabricação de açúcar e álcool) e um barco à vela (o turismo e a navegação fluvial). Outro local conhecido da cidade é a Praça do Teleférico. O local privilegiado conta com um lago artificial com pedalinhos em forma de ganso, um teleférico com aproximadamente 640m de extensão a 10m de altura, pista de Kart, além de miniatura da Igreja Matriz, Casa do Artesão, mini-castelo e playground.

Serviço Barra Bonita fica a pouco mais de 230 quilômetros de Votorantim e a viagem deve durar aproximadamente três horas de carro. Para mais informações como localização e os valores dos passeios acesse o site http:// www.barrabonita.sp.gov.br

Praça da Rotatória

Orla Turistica

Ponte dos Arcos

6 a 12 de abril de 2013

Gazeta de Votorantim

Página 15

Gazeta Motor

: s o d a s u s o r r Ca

Veja as novidades do Novo Uno 2014
Divulgação

qual a melhor maneira de escolher o seu
Marcel Marques

O Novo Uno promete algumas mudanças para o próximo modelo. A dianteira do carro não sofreu grandes alterações, apenas nos faróis de neblina, que ganharam um novo desenho, inspirado no desenho do Fiat Panda. O que deve mudar também é a traseira que conta com um novo desenho. Já o conjunto de disposição de luzes da lanterna será inspirada também no modelo Panda. Seu interior ganhou uma nova moldura central no painel de instrumentos de cor preto brilhante, volante bi-textura, os detalhes internos são na cor cinza, painéis de porta revestidos, parcialmente, em tecidos, quadro de instrumentos com um econômetro e conta-giros. O Novo Uno 2014 ainda possui direção hidráulica, ar-condicionado, travas e vidros dianteiros elétricos, volante com regulagem de altura, faróis de neblina, predisposição para rádios, desembaçador e lavador de vidro traseiro, entre outros. No Novo Uno 2014 o que deve mudar são aperfeiçoamentos que fará com que o novo modelo atraia muito mais compradores do que nos anos anteriores.

C

omprar carro usado é a escolha para quem quer gastar menos, mas a dúvida de qual o melhor modelo sempre insiste em atormentar. Então quando é uma boa opção comprar carros usados e quais os melhores modelos? Algumas dicas podem ajudar no momento de tomar esta decisão. Para começar, dê uma olhada nos carros de taxistas e frotistas, pois são modelos que exigem baixa manutenção, já que rodam o dia inteiro. Alguns exemplos são o Astra e o Meriva, mas já saíram de linha, mas tem também o Uno, Celta e Gol que podem ser boas opções porque vemos em frotas. As principais características destes modelos é enfrentar bastante trânsito sem dar trabalho, mas você precisa investigar um pouco e ver sobre as condições do modelo, pois por andar muito, quando o ano é bastante antigo, pode ser que dê dor de cabeça com peças já desgastadas. O bom é sempre procurar ao máximo. Os carros de montadoras japonesas também são boas

opções quando o assunto é comprar um carro usado, pois oferecem confiabilidade e já passaram em diversos testes, sendo que poderá comprar com uma garantia a mais de que não dará problemas. Neste quesito, o Toyota Corolla fica entre as boas opções de modelos para comprar usado. A característica e maior confiabilidade devem-se aos carros japoneses serem mais simples e quanto mais simples for o veículo, melhor as chances de não apresentar problemas com as novas tecnologias que ainda não estão tão aperfeiçoadas. É lógico que estas são apenas algumas dicas de quando é uma boa opção comprar um carro usado, pois você deve considerar diversos outros fatores como a procedência do veículo, quilometragem, condições do motor e também da estética, além de pedir uma revisão para conferir se está tudo ok antes de finalizar a compra. São com pequenas dicas e alguns detalhes que parecem simples que você compra um carro usado com a certeza de que está fazendo um bom negócio ao deixar de comprar um carro zero e economizar um pouco.

Página 16

Gazeta de Votorantim

6 a 12 de abril de 2013

Pet
Divulgação

Chihuahua
O Chihuahua é conhecido por ser pequeno e com pelo curto, liso e lustroso, mesmo havendo algumas vertentes da raça com pelo longo e levemente ondulado, que são resultado do cruzamento com o Yorkshire Terriers e Papillons. Ele se apega muito às pessoas com que convive e as segue sempre que possível. Sente muito amor pelo dono e fica extremamente feliz em estar ao seu lado, protegendo-o de qualquer perigo. É uma raça ideal para apartamentos, não emite odores e aprende facilmente a fazer suas necessidades em jornais.
Divulgação

A importância das
Marcel Marques falta de brincadeiras para os animais de estimação filhotes pode afetar a vida adulta, essa prática pode ter relação com seus parentes selvagens. Não é somente uma atividade que substitui a caça, motivada pelo instinto do caçador em matilha, mas uma oportunidade de realizar exercícios físicos valiosos quando o animal está em fase de crescimento. Além de que os filhotes amam brincar e essa não é apenas uma diversão para eles. Durante a brincadeira seu pet aprende sobre o mundo à sua volta na medida em que investiga com seus sentidos e, ao mesmo tempo, desenvolve habilidades sociais de importância releDivulgação

brincadeiras
vante, o que não acontece com os filhotes dos gatos, que herdam uma vida cheia de autoconfiança, mas ao mesmo tempo solitária. Os filhotes caninos precisam de muito contato com seus companheiros e amigos humanos para que se tornem adultos bem ajustados. Se os filhotes forem privados do contato com outros cães, na fase em que são mais brincalhões, durante o período de três a dez semanas, eles não desenvolverão as reações sociais corretas, pois o que se perde durante esse estágio não poderá ser estimulado mais tarde. Estes serão adultos com tendência a serem antissociais e incapazes de estabelecer um relacionamento normal com outros cães. Comportamento antissocial - Por incrível que pareça, os cães às vezes apresentam problemas comportamentais psicológicos. São raros os casos em que um cão é verdadeiramente psicótico. Comportando-se de modo totalmente irracional. Em quase todos os casos, o comportamento pode ser explicado por um exame simples. Um bom dono deve estudar e compreender a personalidade de seu cão. Se aparecerem sinais de um possível comportamento antissocial, consulte um veterinário.

A

Feira Pet traz oportunidade
Trazendo a oportunidade para dezenas de animais carentes de encontrar uma família do bem, a Feira Pet Brasil/Sorocaba 2013 será realizada nos dias 19, 20 e 21 de abril, no Clube União Recreativo Campestre e promete aquecer o mercado pet. A ONG GAMAH, responsável pelas doações, está cadastrando animais para participar do evento. Os animais devem estar vermifugados, vacinados e

para cachorros encontrarem novos donos
castrados, limpos e sem pulgas ou carrapatos ou com problemas de pele. No caso de filhotes será solicitado atestado de saúde assinado por veterinário. Para cadastrar um animal na feira o responsável deve escrever para contato.gamah@gmail.com informando nome, idade, porte e temperamento do animal. Já quem tiver interesse em adotar um amigão deve comparecer ao evento portando

s horá nos seguinte A feira acontece h às 19 4, sexta-feira, rários: Dia 19/0 h; Dia 22 sábado, 14h às 23h; Dia 20/04, h. , 10h às 22 21/04, domingo

documento de identificação com foto e comprovante de endereço. Após entrevista, deverá assinar Termo de Adoção e Responsabilidade e receberá orientações sobre guarda responsável de animais domésticos com médico veterinário. Recomenda-se levar guia e coleira adequada o porte do animal que pretende adotar.

6 a 12 de abril de 2013

Gazeta de Votorantim

Página 17

Gazetinha
Divulgaçã o

A
Havia um menino
Fernando Pessoa
Havia um menino, que tinha um chapéu para pôr na cabeça por causa do sol. Em vez de um gatinho tinha um caracol. Tinha o caracol dentro de um chapéu; fazia-lhe cócegas no alto da cabeça. Por isso ele andava depressa, depressa p’ra ver se chegava a casa e tirava o tal caracol do chapéu, saindo de lá e caindo o tal caracol. Mas era, afinal, impossível tal, nem fazia mal nem vê-lo, nem tê-lo: porque o caracol era do cabelo.

Por que uma pedra afunda na água e um navio não?

diferença está na composição dos dois. Os navios são feitos de chapas de aço (material mais leve do que o aço maciço) e tem espaços internos vazios, cheios de ar. Como o ar é mais leve do que a água, e a estrutura do navio também é a mais leve possível, ele flutua. Já a pedra é maciça, ou seja, não tem ar por dentro. Assim, mesmo sendo pequena, pesa mais do que a água e afunda.

Para

Colorir

Página 18

Gazeta de Votorantim

6 a 12 de abril de 2013

Negócios

Cerveja 100%
votorantinense

Alana Damasceno

Informática

Meu computador está lento!

Devo formatar?

Tiago Cavalcante vê potencial na cidade para o ramo

A

Alana Damasceno

Hoffen, existente no mercado há um ano, é a mais nova marca de cerveja e chopp no ramo de bebidas. Totalmente votorantinense e com forte influência alemã, ela vem sob o comando dos proprietários Tiago Cavalcante e Alessandro Bueno. Cavalcante explica que antes de fazer o lançamento da cerveja, realizou uma ampla pesquisa no mercado. “Iniciamos o trabalho em abril do ano passado e começamos a pro-

dução há quatro meses”. Sobre a escolha de instalar a cervejaria no município, Tiago esclarece que tudo foi se encaixando. “Sabemos que há outra fábrica na cidade. Quem sabe Votorantim não se torne um pólo de distribuição de cervejas”. A Hoffen, que significa “esperança” em alemão, oferece, atualmente, três tipos de chopps: Darkness (Weizenhock), Golden Eyes (Pilsen) e Red Moon (Lager). Mensalmente, são produzidos 20 mil litros de chopp. Segundo o gerente comercial, Higor Mergulhão, está

prevista para início de maio a distribuição de cervejas em garrafas de 600 ml. No momento, a distribuição é feita em barris de 10, 20, 30 ou 50 litros, que servem tanto para festas e confraternizações quanto para comércios locais. Para compra, basta acessar o site cervejariahoffen.com.br, ou adicionar no Facebook: Cervejaria Hoffen. Telefone: 3243-6904. Endereço: Avenida Reverendo José Manoel da Conceição, 1045. A Hoffen ainda possui distribuidoras em Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Cuiabá e São Paulo (capital).

Meu computador sempre funcionou bem, mas de repente ele começou a ficar lento, até para abrir uma simples página da internet ou mesmo um documento qualquer. Será que devo FORMATAR? Em um primeiro momento não seria o caso de FORMATAR o computador. O fato de estar lento pode ter vários motivos. Pode ser uma memória que não esta funcionando corretamente, o HD (Hard Disk) com muita informação desnecessária (lixo) o que acarreta lentidão refletindo diretamente no funcionamento do sistema operacional (Windows) em realizar o seu trabalho de gerenciar os recursos da máquina. Também é possível que o computador esteja infectado com algum vírus ou programa malicioso (Malware e/ou Spyware) que se instalam na sua máquina sem a sua permissão e rodam tarefa sem o seu conhecimento deixando a sua máquina lenta. Para o caso do hardware existem programas que efetuam testes para identificar se os componentes do seu computador estão funcionando corretamente como o Everest e o CPU-Z. Eles te darão um diagnóstico e a partir desta informação você poderá verificar se esta tudo bem com a máquina. No caso do HD estar cheio no próprio Windows utilize a ferramenta Limpeza de Disco que fica no Programas/Acessórios/Ferramentas de Sistema. Ela libera os arquivos temporários da máquina aumentando o espaço livre no HD. No caso dos Vírus, mantenha sempre atualizado o seu Antivírus procurando fazer uma varredura na sua máquina com frequência a fim de evitar este tipo de ameaça. Persistindo o problema procure um técnico de confiança e converse com ele sobre a solução para o seu caso. Boa Sorte!
Peterson Lopes da Silva é Analista de Sistemas e Profissional Certificado Microsoft contato: petersonv3@hotmail.com

Edital
O Rotary Clube de Votorantim, através de seu presidente ano Rotário 1981 e membro fundador de seu quarto associativo, ao final assinado, CONVOC os seus integrantes com direito ao exercício do voto, para a Assembleia Extraordinária, que será realizada no dia 09 de abril de 2013, às 20h em primeira convocação, com a presença do número legal de votantes e às 20:30h, com o quadro associativo suficiente para deliberar a seguinte Ordem do Dia: a)Ratificação dos atos praticado pelos Conselhos Diretores, desde a fundação do Rotary Clube de Votorantim – 27 de setembro de 1977 – até a presente data; b)Adaptação dos Estatutos do Clube aos dispositivos do novo Código Civil, Lei 10.406, de 10.01.2002 e, c)Eleição do conselho diretor, para o ano Rotário 2013/2014 Votorantim, 04 de abril de 2013

ROTARY CLUBE DE VOTORANTIM CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA EXTRAORDINÁRIA

6 a 12 de abril de 2013

Gazeta de Votorantim

Página 19

Garota Gazeta

Júlia

Nome: Júlia Cristina Vitória Cação Idade: 15 anos Perfume: 212 Carolina Herrera Esporte: Natação Bairro: Dominguinho Profissão que deseja seguir: Estudar enfermagem e atuar na área Sonho: construir uma família e ser feliz Se tivesse uma lâmpada mágica qual seria seu único pedido: que minha mãe fosse eterna

Página 20

Gazeta de Votorantim

6 a 12 de abril de 2013

Cesar Silva

Da Itália à fábrica de tecidos Votorantim
“O distrito parecia uma pequena Itália por ser acolhedor e hospitaleiro”
otorantim sempre foi uma terra geradora de oportunidades, que acolheu a mão-de-obra vinda de outras cidades e estados. É comum encontrar algum nordestino ou um ex-morador de municípios da região sudoeste do Estado. Mas o que chama a atenção é a quantidade existente de filhos e netos de imigrantes europeus, em especial os italianos. Na bagagem de patriarcas e matriarcas dessas famílias a busca por dias melhores, acreditando que essa corrente imigratória permitiria transformar suas vidas. Em Votorantim, tivemos considerável influência, em especial, com a chegada de italianos, ingleses e portugueses. Cada um tem uma motivação para justificar o porque da escolha em residir em Votorantim, o italiano Silvano De Andreis foi uma dessas pessoas que viveu a experiência de pisar em novo solo continental. Ele que é engenheiro têxtil, decidiu em 1957, juntamente com a esposa Liliana Bataglia De Andreis vir para o então distrito industrial de Sorocaba. “Eu estava trabalhando no Cairo, já existia uma certa resistência à presença de europeus por lá, mas quando surgiu a guerra entre Egito e Israel decidi que precisava procurar outro lugar que fosse hospitaleiro. Em contato com o embaixador brasileiro no Cairo, ele disse vá para o Brasil, lá está tranqüilo, com o seu diploma não lhe faltará emprego e ficará bem” comenta Silvano que não pensou duas vezes e preparou a documentação para acessar ao Brasil. Quando chegou, tudo era novo, não falava o português, um meio para se expressar era por gestos. Quando passou próximo do colégio Santa Escolástica, em Sorocaba, se encantou com o bondinho, pois na Europa estava acostumado a viajar e fazer tudo por meio de trens. Foi atrás dessa escola, onde estava situado o terminal da rua Paula Souza, que Silvano e a esposa Liliana pegaram um bondinho, que ele acredita ser o da compoDivulgação

Rony Queiroz

V

O bonde é motivo de boas lembranças

sição nº 4 com destino ao distrito de Votorantim, para ser recebido pelo gerente da fábrica de tecidos, Mathias Gianolla. “O distrito parecia uma pequena Itália por ser acolhedor e hospitaleiro. Mathias ao ver o diploma disse que ótimo você estar aqui, chegou na hora certa, tenho um técnico inglês que está indo embora e você ficará no lugar dele” destaca Silvano que foi acomodado inicialmente em uma casa cedida pela fábrica e logo após encaminhado em definitivo para morar na rua Coronel Augusto Cesar Nascimento, na Barra Funda, onde sua família foi aumentada com a chegada de dois filhos. Silvano estava feliz, convivia com grande quantidade de imigrantes e descendentes. Tinha passado por uma guerra na Europa e depois de sofrer com outra no Egito encontrou em Votorantim a tranqüilidade desejada, mas uma coisa lhe tirava o sossego, era o apito da fábrica que servia para acordar e orientar os trabalhadores a irem trabalhar. “Quando apitava, logo pensava nos bombardeios, me lembro dos alarmes antiaéreos, era só ouvir e me vinha a lembrança de ver os aviões de Israel sobrevoando por cima do povo no Egito” comenta Silvano. Além de ter sido chefe do setor de fiação da fábrica de tecidos Votorantim, posteriormente foi gerente técnico da indústria Metidieri onde permaneceu por 18 anos. De toda essa trajetória dedicada a área têxtil tem como um momento triste o convívio com a enchente de 1982, naquele período ele estava viajando e

Silvano De Andreis é o destaque da semana

quando chegou se deparou com um cenário de muita destruição na fábrica Votorantim. “Passamos vários meses recuperando maquinários até voltar a produzir na totalidade, tivemos que jogar muitos materiais que devido a umidade apodreceriam. Parte dos funcionários foi dispensada com a ordem de só voltarem quando tudo tivesse organizado e outro grupo de colaboradores, composto por mecânicos e ajudantes formou uma frente de trabalho para desmontar máquinas, lixar peças, polir e depois colocar em funcionamento”, comenta Silvano dizendo que foi um momento triste, mas a união de todos permitiu superar essa fase da fábrica. Assim como Silvano De Andreis, cada imigrante tem uma história interessante para nos contar, o que motivou sua chegada, como foi se ambientar em outro continente e os desafios de se relacionar com a comunidade local. São histórias que também seus descendentes se orgulham de valorizar e que ajudou em muito para que Votorantim pudesse galgar o almejado desenvolvimento.
* Cesar Silva é pós-graduado em Gestão Pública (Unirio), graduado em jornalismo (Uniso), pesquisador da história local e membro da Academia Votorantinense de Letras, Artes e História
Divulgação

Da Itália à fábrica de tecidos Votorantim
Toninho Gavioli

Enchente de 82 gerou um rastro de destruição

6 a 12 de abril de 2013

Gazeta de Votorantim

Página 21

Gazeta Lazer

Coluna do Chef

Mão na massa
“Haverá sempre esperança de paz na terra enquanto houver um semeador semeando o trigo e um padeiro amassando e cozendo o pão” (Cora Coralina) Fazer pão e umas das artes mais nobres. Historiadores dizem que é um dos alimentos mais antigo do mundo. A maioria dos historiadores da pré-história concordam com a origem mesopotâmica do cultivo dos cereais. O pão acompanha a humanidade em vários períodos da história, como por exemplo, o milagre da multiplicação, é citado em umas das orações feita por Jesus, a seus apóstolos, é também comum em ditados populares, quem nunca ouviu este ditado “ele comeu o pão que o diabo amassou”, No Brasil, no período do neolítico, já se dominava o cultivo e a fermentação do milho. Os astecas do México, já na idade dos metais, transformavam o milho em farinha e esta última, em várias modalidades de “pães”. Todas as culturas antigas do Médio Oriente faziam referências ao pão nos seus escritos e muitos povos o veneravam como alimento sagrado, ou como presente dos Deuses. Deixando um pouco a história de lado, convido vocês a experimentarem a produzir seu próprio pão. Vocês sabiam que sovar uma massa pode ser uma ótima terapia? Esta semana vou passar uma receita de massa base para pão doce, Essa massa fica ótima com qualquer recheio doce. Então: mão massa! Ingredientes -1 envelope de Fermento Biológico -1/3 xícara (chá) de açúcar -¾ xícara (chá) de leite morno -4 ½ xícaras (chá) de Farinha de Trigo -1/3 xícara (chá) de margarina -1 colher (chá) de sal -2 ovos Modo de preparo: Misture o fermento, com duas colheres (sopa) de açúcar, o leite e ½ xícara (chá) de farinha. Junte os demais ingredientes e aos poucos o restante da farinha. Sove bem até obter uma massa lisa e macia, que solte das mãos. Cubra e deixe descansar até dobrar de volume. Essa massa fica ótima com qualquer recheio doce
Chef Juliano Garcia é graduado em Gastronomia pela Universidade SENAC Águas de São Pedro. Chef de cozinha e mestre Padeiro da Açoriana conveniência

Página 22

Gazeta de Votorantim

6 a 12 de abril de 2013

Cultura

Hudi Rocha, o palhaço Fedegoso, nasceu para o circo
Alana Damasceno

Setenta anos de arte
to ocorriam intervalos de cena. “Na maioria das vezes, quem se apresentava nestas pausas eram os personagens caipiras contando causos”, detalha. “Enquanto ocorria a troca de cenas, íamos entretendo o público”. Seu ingresso ao Guaraciaba aconteceu nos anos de 1960 e permanece até hoje. “Foi onde me destaquei, no teatro, com diversas peças”. Além de animar o público com suas brincadeiras, Hudi chegou a realizar apresentações com trapézio, cordas, argolas e saltos. “Fui aprendendo muito com o passar dos anos. No circo se aprende assim: na prática”, ressalta. Apesar de tantos anos de carreira, Hudi admite que ainda se emociona ao entreter o público. “É prazeroso quando nos apresentamos e sentimos que a plateia se diverte”. Ele aproveita pra enfatizar que não pensa em parar seu trabalho. “Está dentro de mim. Enquanto tiver espaço, me apresentarei”. Morada e apresentações em Votorantim Rocha, nascido em Araçariguama, realizou várias viagens com diversos circos, inclusive, alguns dos seus: Irmãs Rocha, Real e Casarana. Entre tantas apresen-

Alana Damasceno

E

ntre os intervalos de cenas do Circo-Teatro Guaraciaba, tradicional circo regional, o palco era dele: o caipira Fedegoso. Com piadas ingênuas e sertanejas, muitas delas improvisadas, ele arrancava risadas da plateia. Cada sorriso retirado dos rostos de quem o assistia era considerado uma conquista. Fedegoso permanece ativo nos palcos até hoje através do artista circense Hudi da Rocha Camargo. Nascido e criado praticamente debaixo das lonas de circo, ele vem de uma quarta geração de palhaços. Hudi, que está com 73 anos, começou sua vida circense já aos três anos, por influência do pai e do tio. “Entrei pela primeira vez no picadeiro com esta idade. Fazia umas gracinhas de palhaço”. Ele conta que naquela época se apresentava em carroças de boi. “Venho do circo primitivo. Lembro que íamos nos apresentar em sítios, cidades pequenas. Trabalhávamos à luz de velas”. Um de seus primeiros personagens foi o palhaço Preguinho, que manteve até os 17. Já Fedegoso, nasceu a partir do momento em que Hudi viu a necessidade de ir à frente dos palcos enquan-

tações, que abrangem os quatro cantos do país acabou fazendo uma pausa morando em Votorantim, onde residiu por oito anos, no Jardim São Luiz. Atualmente, vive em Brigadeiro Tobias. Para ele, o público votorantinense marca por conta de sua admiração pelo circo. “Em Votorantim, nós íamos sempre com o Guaraciaba. A cada vez que íamos, ficávamos quatro, cinco meses”. O retorno do público, segundo ele mesmo, era ótimo. Geração de artistas Hudi é pai de Hudson Rocha, o palhaço Kuxixo. Ele comenta que possui cinco filhos e todos eles já tiveram algum tipo de contato circense. “Porém, o único que continuou com a empreitada foi o Hudson”. Participação em filme nacional Rocha fez uma ponta no filme “O Palhaço”, dirigido e atuado por Selton Mello. A oportunidade apareceu após o seu filho Hudson ter feito um laboratório com Mello. “Ele coordenou os bastidores do filme. Ensinou passo a passo como funciona o trabalho de um palhaço e o dia a dia de um circo”. Na cena, Hudi é um prefeito que está assistindo

a um espetáculo, quando o palhaço Puro Sangue (intepretado por Paulo José) vem e mexe com ele. Hudi faz questão de ressaltar a simplicidade de Mello. “É uma pessoa bárbara. Foi gostoso demais trabalhar ao lado dele”. A canção de Bernadete Hudi ressalta que em agosto fará uma apresentação espe-

Hudi se tornou muito conhecido por diversas gerações do público circense

cial em Votorantim com a peça A Canção de Bernadete. A obra conta a história de uma garota que falece e realiza milagres após a morte. No ato, Rocha interpretará um comissário que maltrata a protagonista. O artista antecipa que a produção ocorrerá na Praça Zeca Padeiro.

Coletivo Cê fará peça baseada na história de Votorantim
Grupo foi contemplado com verba estadual para realizar espetáculo
O Coletivo Cê, grupo de teatro votorantinense, foi contemplado com verba estadual da ProAc (Programa de Ação Cultural) para realizar um espetáculo baseado na história de Votorantim. A peça contará com atuações de moradores do bairro da Chave e deve estrear em junho deste ano. O espetáculo levará o nome de “Botu-ra-ti – Valorizando a Memória do Povo Votorantinense”. Nela, além dos atores do próprio coletivo, residentes do bairro da Chave terão a oportunidade de subir aos palcos representando a narrativa do município. “Todo o processo de construção do espetáculo tem tido integração com os moradores, sem qualquer restrição de idade”, conta Júlio Mello, integrante e ator do Cê. “Compreendemos o trabalho como um processo de apropriação da memória pelos moradores e atores/ criadores e como a criação que se dá pelos/nos encontros a partir de uma relação do cotidiano e da história do bairro e da cidade”. Mello, explica que, apesar de ter recebido a verba neste ano, o grupo foi contemplado com o prêmio em agosto de 2012. Serão R$ 150 mil investidos no trabalho. “Ela é destinada inteiramente a produção do espetáculo teatral que estamos montando: pagamento dos artistas envolvidos, cenografia, figurino, Iluminação, maquiagem, equipamentos sonoros”, detalha. Além deste, mais dois projetos do grupo já foram contemplados com verbas: “Desterro – Investigação e Preservação da Memória”, pela LINC (Lei de Incentivo à Cultura) em 2009, que recebeu R$30 mil, e “Desterro”, em 2010, também pela ProAc com incentivo de R$ 50 mil. A história de Votorantim será relatada desde o princípio, quando o nome da cidade, até então bairro industrial, surgiu através de uma cachoeira local, visitada por Dom Pedro II. No momento, o ator explica que toda a produção está na estrutura de cenografia. A previsão para a estreia é em 29 de junho de 2013 e será um trabalho itinerante. O espetáculo iniciará na sede do Coletivo (ao lado da Cachoeira da Chave) e percorrerá todo o bairro. A entrada será em “Pague Quanto Puder”, onde público pode escolher o valor simbólico que quer pagar ao assistir o espetáculo.

6 a 12 de abril de 2013

Gazeta de Votorantim

Página 23

Gazeta Social

Mônica Marsal

De volta para casa
Quem está de malas prontas para voltar para casa é o cabeleireiro Marcelo Soares. Depois de passar três meses no Chile, estudando e aperfeiçoando técnicas de beleza, o votorantinense voltará para Votorantim, antes, porém, vai dar uma passada na terra natal do Papa Francisco. Marcelo ficará três dias em Buenos Aires.
Arquivo pessoal
Divulgação

Arquivo pessoal

Mais velho e mais experiente
Quem aniversariou nesta semana foi o secretário de Comunicação, Clau Buturi. Discreto, o secretário ficou quietinho, mas não adiantou! Amigos e familiares fizeram questão de lembrar desta data tão importante para todos nós que gostamos e admiramos o Clau desde o tempo da TV Metropolitana.

Padre Marcos é o pároco responsável

Arquivo pessoal

AVLAH com nova presidência
A Academia Votorantinense de Letras, Artes e História tem nova presidenta, a pianista Miriam Jáki. Membro desde da fundação, a nova presidenta diz que a AVLAH é um patrimônio da nossa cidade. “É um local no qual é possível debater ideias dos mais diversos segmentos da arte e da cultura. Pretendo dar continuidade ao trabalho que Antônio Carlos Ferreira vinha desenvolvendo, mas para isto precisamos de uma Academia unida e participativa”, comentou.

Paróquia N.S. Aparecida de Votorantim em festa
A Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Votorantim está em festa, e com motivos de sobra, pois está comemorando 15 anos de instalação! Várias atividades estão sendo realizadas para marcar a data. Nos próximos dias 13 e 14 a comunidade realizará um “Boi no rolete” e um Baile Country, com a animação da dupla Kaká e Alexandre. E o melhor: pode-se participar das duas atividades com um bilhete único de apenas R$ 35,00. Então, no domingo dia 14, não precisamos fazer almoço! Vamos prestigiar e comemorar os 15 anos da Paróquia. O cartaz da festa está nesta página.

Página 24

Gazeta de Votorantim

6 a 12 de abril de 2013

Esportes
Varzeanão 2013

Campeão e vice de 2012 se reencontram
Varzeanão de Votorantim volta amanhã (07), com a quarta rodada, depois de uma semana de folga, devido a Páscoa. E com um jogão! No Estádio Municipal, às 9h45, está marcado o duelo entre o campeão e o vice de 2012, EC Jardim Clarice x GD Cachoeira, quando o Leão do Clarice levou o título. Em campo, nove títulos, cinco do time da Chave e quatro do onze do Jardim Clarice. A rodada prevê outros bons jogos às 9h45: No Cermag tem o jogo entre o quarto colocado Rio Acima e o lanterna Vila Amorim, que está negativado depois da briga do jogo com o Votocel. Na Vila Garcia jogam o Vila Garcia, um dos últimos colocados, contra o embalado Flamengo, segundo lugar. No campo do Bela Montanha, o Grêmio São João, líder do torneio com 9 pontos e 100% de aproveitamento, enfrenta o sétimo colocado, Material de Construção do Jardim Clarice. Jogando em casa, o Votocel, quarto lugar, faz jogo tradicional, contra o Fluminense, que ainda não pontuou. E encerrando a rodada, no campo do
Benedito Arruda

Radar Esportivo
Voleibol - Votorantim joga no torneio início do Aberto da Liga Regional de Voleibol neste domingo em Piracicaba no adulto masculino contra Itapeva ou Caieiras. Ciclismo – A equipe LCS/Alê Torres/Barão Suplementos/PM Votorantim treina para a etapa do regional em Americana. Segundo seu comando, o time local tenta novos patrocinadores. Interessados entrar em contato pelo 7835-5262 (15). Motocross – O votorantinense, Herminio “Maninho” Oliveira (Maninho Couros), corre neste sábado e domingo a 1ª Etapa do Campeonato Paulista de Motocross, MX1- MX2 em Capão Bonito, corrida organizada pelo Vitória Moto Clube de Sorocaba. Livofus – A terceira rodada da Copa Campeão Olímpico, da Liga Votorantinense de Futsal realiza 21 jogos neste fim semana. Hoje (06/04), a partir das 8h30, no ginásio do Panorâmico; às 8h15, na Associação de Subtenentes; e a partir das 13h30, no Sindicato dos Metalúrgicos; Amanhã (07/04): a partir das 8h45 e às 13h30, no Sindicato dos Metalúrgicos e a partir das 13h30 no Panorâmico. Taça Lisofus – Votorantim estará em quadra neste final de semana na Taça Lisofus, torneio da da Liga Sorocabana de Futsal. Pela segunda semana, neste domingo, desde 9h10 tem Sespol/Cermag x Paulistano (sub11) e Sespol/Cermag x Opção Tintas/Manchester (sub-13). No Votocel desde 8h30 deste domingo jogam Votocel x Ipanema Clube. Cruzeirão – No 54º Cruzeirão de futsal, Votorantim foi eliminada no quarentão. O Bar do Lupa/Palmas Bomba perdeu para o 13 de Maio de Ibiúna por 4 a 3. No feminino, a última equipe da cidade no torneio era o feminino da Prefeitura de Votorantim/Sindicato dos Bancários/Paulistano, que tinha jogo ontem à noite contra Boituva por vaga entre os melhores do torneio. Handebol – O time de Votorantim joga fora de casa neste sábado, em Indaiatuba, desde 14h15 contra o Indaiatuba IHC nas categorias cadete masculino, adulto masculino e feminino pela Liga de Handebol do Estado. Na estreia, fora de casa, contra Campo Limpo Paulista, duas derrotas, 16 a 14 no cadete feminino e 46 a 39 no adulto masculino. Basquetebol - A equipe feminina da Associação dos Amigos do Basquetebol de Votorantim (AABV), tem a expectativa de uma boa temporada no Campeonato Paulista sub-17. No ano passado, o time jogou o sub-15 e o treinador Paulo Tonche aposta suas fichas com um elenco que mescla algumas experientes e outras atletas novatas. “Nossa meta é fazer uma boa campanha nesta temporada com essa mescla, o que é importante num torneio de alto nível onde não se pode vir com um time muito novo, mas mesclando a juventude com a experiência” lembrou Tonche. As meninas tinham agendada estreia ontem contra o Sesi em Guarulhos.

O

O Jardim Clarice (aqui contra o Fluminense), enfrenta o Cachoeira neste domingo

Flamengo, o São Lucas, quinto lugar, enfrenta, o Guanabara, que não somou pontos. A Secretaria de Esportes e Lazer anunciou ainda os dias dos jogos não realizados por motivo de “força maior” da primeira rodada. Jogam em 11 de abril, 19h, Fluminense x Vila Garcia, e em 12 de abril, 19h, Guanabara x Jardim Clarice, ambos no Estádio Municipal. Classificação – Antes da rodada, esta é a classificação do Varzeanão: 1º) Grêmio São João, 9 pontos em 3 jogos; 2º) Flamengo, 7 pontos em 3 jogos; 3º) Jardim Clarice, 6 pontos em 2 jo-

gos; 4º) Votocel, 4 pontos em 2 jogos; 5º) Rio Acima e São Lucas, 4 pontos em 3 jogos; 7º) Material de Construção do Jardim Clarice e Cachoeira, 3 pontos em 3 jogos; 9º) Vila Garcia, 1 ponto em 2 jogos; 10 º) Fluminense e Guanabara, 0 ponto e 2 jogos; 12 º) Vila Amorim, 3 pontos negativos em 3 jogos. Em todo o torneio já foram marcados 53 gols em 15 jogos. O artilheiro é Carioca, do São João, o goleador com 5 gols, seguido de Pedra, do São Lucas com 4, Tony, do Rio Acima, Zaga do Flamengo e Juca do São João com 3 gols cada.

Quatro lutam pelo título Juvenil
Com dois bons jogos, começam hoje (06), às 15h30, as semifinais do Campeonato Juvenil de Votorantim de 2013. No campo do Flamengo, jogam Flamengo x Floresta e, no Centro Esportivo do Rio Acima, se enfrentam Vila Garcia x Fluminense. Entre os times que estão nas semifinais, conforme informou a Secretaria de Esportes e Lazer (Sespol), apenas o Floresta nunca foi campeão e os outros três times tem cada um, dois títulos: Fluminense, 1999 e 2007, Flamengo, 2005 e 2007 e o Vila Garcia, 1982 e 1985. Desde que o torneio começou a ser disputado, em 1979, Rio Acima e Corinthians têm mais títulos, três cada. Flamengo, melhor nos números Antes das semifinais, o Flamengo FC, conforme a Sespol, foi o melhor dos quatro que chegaram às semifinais, com 10 pontos e em 4 jogos, 3 vitórias, saldo de 5 gols e 9 gols marcados. O Vila Garcia é o segundo com 9 pontos, 4 jogos, 3 vitórias, 8 gols de saldo e o melhor ataque da temporada, 13 gols. O Fluminense é o terceiro com 8 pontos, 4 jogos, 2 vitórias, saldo de 4 gols e 7 gols marcados; enquanto o Floresta somou 8 pontos, 4 jogos, 2 vitórias, 3 gols de saldo e 11 gols marcados.
Benedito Arruda

Jogo dos “Belas” abre semifinais do Quarentão
Na tarde de hoje (06) a cidade começa a viver o clima das semifinais do Campeonato Quarentão (“Copa Tadeu Erra”) de 2013, numa rodada dupla marcada à partir de 15h30 no Estádio “Domênico Paolo Metidieri”. Os finalistas saem em duas rodadas duplas. E logo na primeira rodada tem o “jogo do Belas” - Bela Montanha/Inicial Transportes x Bela Montanha/EG Vieira. Em seguida se enfrentam Los Fuegos x Santa Mônica. Na semana que vem, 13 de abril, eles jogam, invertendo a ordem das partidas no mesmo Estádio Municipal. Melhores campanhas De acordo com dados da Secretaria de Esportes e Lazer (Sespol), o Santa Mônica obteve a melhor campanha entre os semifinalistas do torneio, com 9 pontos em 4 jogos, 3 vitórias, saldo de 2 gols e 7 gols marcados; à frente do Bela Montanha/EG Vieira, 9 pontos em 4 jogos, 3 vitórias saldo de 1 gol e 5 tentos anotados. O Bela Montanha/Inicial Transportes somou 7 pontos, 4 jogos, 2 vitórias, 3 gols de saldo e 7 marcados; e o Los Fuegos, somou 6 pontos em 4 jogos com 2 vitórias, 5 gols de saldo e 9 anotados, melhor ataque do torneios.

O Floresta é um dos times que estão nas semifinais do juvenil votorantinense