Introdução

A ausência de menstruação com certeza é um dos

Nessa ida ao consultório, ainda nenhuma diferença física estará sendo notada, mas as funções do organismo já iniciaram suas alterações. A gestante será novamente pesada, seu abdômen medido - processo que se repetirá até o final da gravidez - e deve aproveitar para tirar dúvidas que ainda possam existir. Talvez possíveis incômodos como enjôo ou tonturas estejam ocorrendo e o médico ajuda a solucioná-los.

Terceiro Mês - 11ª à 14ª Semana
primeiros sinais da presença de uma gravidez. Após a primeira ocorrência da sua suspensão, a mulher deve procurar um médico, que lhe orientará quanto ao exame para sua constatação. Nesse período, para acompanhar o desenvolvimento do feto, o útero estará aumentando de tamanho e geralmente a "barriguinha" já começa a aparecer. Alguns médicos, nessa consulta, solicitam uma ultrasonografia.

Quarto Mês - 15ª à 18ª Semana
Com peso discretamente aumentado, a barriga já é visível. Nessa fase, os possíveis enjôos tendem a desaparecer. Através do sonar (instrumento que, por meio de vibração de alta freqüência, localiza os batimentos cardíacos do feto), o coraçãozinho do bebê, provavelmente poderá ser ouvido.

O Pré-Natal
Primeira Consulta
As semanas da gestação são contadas a partir do primeiro dia da última menstruação. Quando a mulher tiver a confirmação da gravidez estará provavelmente com seis semanas de gestação. É essencial que tudo seja esclarecido logo à primeira consulta. O médico, através de uma anamnese (questionário detalhado feito pelo médico a paciente), tomará conhecimento de praticamente toda a vida da gestante. Será realizado um exame físico geral, que consiste em: exame das mamas, a verificação da pressão arterial, medidas do abdômen e peso. O profissional também pedirá a futura mamãe alguns exames laboratoriais. São eles: Hemograma - para constatar a presença de anemia. Glicemia - para constatar a presença de diabetes (açúcar no sangue). VDRL - para constatar a presença de sífilis, doença sexualmente transmissível, que senão tratada pode ocasionar sérios problemas de saúde ao bebê. Tipo Sangüíneo - Identifica o tipo de sangue da futura mamãe. Caso o RH seja negativo, será necessário acompanhamento especial. Anti - HIV - Detecta a presença do vírus da AIDS. Caso seja constatado, o tratamento será direcionado para NÃO passá-lo ao bebê. Exame de Urina - Para constatar presença de infecção urinária. De posse dos resultados, a futura mamãe deve levá-los ao médico. Se por ventura alguma anormalidade for constada, um tratamento específico e imediato será iniciado.

Quinto Mês / Sexto Mês - 19ª à 22ª Semana / 23ª à 26ª Semana
Os movimentos do bebê começam a ser percebidos. O desejo de urinar freqüentemente diminui, mas podem ocorrer períodos de cansaço, sonolência e tonturas. Nesse período, é normal em algumas gestantes uma queda da pressão arterial. A futura mamãe deve evitar passar muito tempo em pé ou sentada. Procurar fazer caminhadas moderadas, e descansar sempre que possível, sentada ou deitada, com as pernas mais altas que o corpo. Se houver a necessidade do uso de meia calça elástica por indicação médica, é aconselhável que seja colocada pela manhã, antes da gestante levantar-se da cama. É possível também que nessa fase as cãibras venham a ocorrer, principalmente nas pernas, com manifestação noturna. Uma massagem local e a inclusão nas refeições de alimentos ricos em cálcio poderão ser de grande ajuda, mas se as crises forem intensas, o médico indicará o tratamento e medicamento adequados e necessários. Outro fator a que se deve ficar atento é com o aparecimento das manchas escuras no rosto (cloasma gravídico). A gestante deve evitar ao máximo tomar sol nos horários entre 10 e 16 horas, e mesmo nos horários permitidos, deve usar sempre um bloqueador solar.

Sétimo Mês - 27ª à 30ª Semana
A gestante já sente nitidamente seu aumento de peso, que nesse período deve ter sido por volta de 7 a 9 quilos. Um preparo das mamas para a

Segundo Mês - 7ª à 10ª Semana

1

amamentação, com orientação médica, pode ter início nessa fase. Não há a necessidade de se utilizar nenhum tipo de creme ou óleo nos bicos do peito (mamilos), podendo ser massageados apenas com o auxílio de uma toalha felpuda, durante alguns minutos após o banho. Expor as mamas ao sol pela manhã, antes das 10 horas, ou à tarde, após as 16 horas, por cerca de 15 minutos, sempre que possível, também se trata de hábito saudável e de grande valia. Em alguns casos, quando a gestante entra no sétimo mês de gestação, o bebê pode querer antecipar o seu nascimento. Uma conversa com o médico sobre sinais de emergência, e o que fazer se ocorrer um deles é muito importante. Nessa época também, se algum problema ocorreu, ou estiver ocorrendo, um parto do tipo cesariana já pode ser discutido e analisado, fazendo parte dos planos médico / gestante.

dever ter sido escolhido e visitado, para evitar problemas na hora em que for necessário dirigir-se a ele. Importância do Pediatra na Sala de Parto A Sociedade Brasileira de Pediatria tem encabeçado uma discussão saudável sobre a presença do pediatra na sala de parto para dar assistência imediata ao recém-nascido. De acordo com o Ministério da Saúde, que desde 93 recomenda este procedimento, esta é a melhor forma de diminuir a mortalidade infantil e combater os problemas causados por lesões neurológicas. O Teste do Pezinho Obrigatório para a detecção de uma doença chamada fenilcetonúria, o teste do pezinho é geralmente realizado no sétimo dia após o nascimento do bebê, ocasião em que a criança já engoliu a quantidade suficiente de leite, fundamental para que o teste detecte a proteína no sangue. A fenilcetonúria é uma doença presente em crianças que não possuem uma enzima capaz de digerir uma proteína presente no leite chamada fenilalanina, que se não digerida causa retardamento mental. O teste é realizado através da coleta de algumas gotas de sangue do calcanhar do bebê em um papel filtro especial. Ao realizar o exame antes do terceiro mês da criança, pode-se evitar o retardo mental através de uma tratamento dietético adequado. O tratamento é feito com uma dieta de baixo teor de fenilalanina (ácido aminado existente na proteína do leite). A finalidade da dieta é evitar que a fenilalanina que não foi metabolizada circule no sangue da criança e impregne a célula nervosa, provocando o retardamento mental. Com a ajuda do pediatra, a alimentação da criança será composta com alimentos que eliminem o risco de retardo mental. A primeira consulta deverá ser feita logo depois do nascimento do bebê, de preferência antes de completar um mês de vida. O médico saberá o motivo da consulta, determinada por queixas clínicas ou apenas por procedimento de rotina para o acompanhamento do bebê. Serão perguntados os antecedentes familiares, idade e saúde dos pais, irmãos, familiares próximos e, principalmente, sobre doenças hereditárias, infecto-contagiosas e estado nutricional. O pediatra perguntará, ainda, sobre óbitos entre irmãos. Os pais serão indagados sobre as condições da gestação, parto e nascimento, peso ao nascer, patologias neonatais, doenças e internações anteriores e vacinações recebidas. A mãe deverá responder sobre o aleitamento,

Oitavo e Nono Mês - A Partir da 31ª Semana
Muito se ouve a respeito do perigo do bebê vir a nascer nessa fase. É claro que o essencial é que ele nasça no tempo determinado, mas, se isso acontecer, não acarretará - como se ouve falar problemas a sua saúde. Quanto mais perto das 40 semanas o bebê nascer, mais maduro estará, portanto, mais apto para a vida. O organismo da gestante trabalha em ritmo acelerado. A vontade de urinar com freqüência pode voltar, e junto a ela, as dores nas costas, falta de ar, azia, e uma dificuldade para encontrar uma posição para dormir, também pode se fazer presentes. Um misto de sentimentos, como ocorreu no início, pode novamente acontecer. No mesmo tempo que a gestante deseja que o bebê nasça logo, existe uma vontade de que a gravidez se prolongue, isso devido ao medo diante do desconhecido que se aproxima. As contrações do útero se iniciam e podem ser confundidas com os movimentos do bebê. É conveniente, que a gestante procure manter uma boa postura, tanto sentada quanto em pé, e o uso de uma cinta apropriada pode ajudar a diminuir as dores lombares. O uso de saltos, muito baixo, ou muito alto devem ser evitados. O ideal é que a gestante use um salto largo, com mais ou menos dois cm de altura, que ajudará a manter o equilíbrio, evitando o risco de quedas. Um novo ultra-som poderá ser pedido pelo médico, e se a mamãe desejar, e a posição do bebê permitir, o sexo do bebê será revelado, com pequena margem de erro. A gestante deve ter sempre à mão, se estiver em casa, ou na bolsa, quando sair, o telefone do seu médio, e de alguém de sua confiança. O lugar do parto - maternidade - já

2

padrão, freqüência e possíveis dificuldades durante esse período. Nas crianças desmamadas, o médico necessita saber sobre a freqüência, quantidade e qualidade das refeições, especificando o tipo e preparo dos alimentos e a forma de oferecimento à criança, além da época e tipos de alimentos usados para o desmame. O pediatra deve saber onde a criança permanece a maior parte do dia, quem cuida dela, onde dorme e as companhias que tem. O exame físico deverá ser feito com a criança completamente despida, dando-se ênfase ao estado nutricional. Nas crianças menores de 1 ano, será verificada a velocidade do crescimento da cabeça e a erupção dos dentes. Será analisada a curva de crescimento e outras medidas antropométricas, como altura, idade e perímetro cefálico. Sempre que possível. Ao final da consulta, o pediatra deverá ter feito uma avaliação completa do crescimento, estado nutricional, desenvolvimento, avaliação das vacinas e diagnósticos de patologias, quando existirem. Exames Iniciais • O médico deve pesar e observar se a criança tem problemas de infecção. • A cabeça do bebê será medida, a moleira apalpada. • O coração e os pulmões receberão atenção especial do médico, que escutará os órgãos com o estetoscópio. • A barriga do bebê será apalpada para que o pediatra verifique se os órgãos abdominais têm o tamanho normal. Neste exame, a pulsação da virilha também é verificada. • Os órgãos genitais são avaliados e, se seu bebê for menino, o especialista verifica se os dois testículos estão normais • Com cuidado, o pediatra mexerá as pernas e verificará se tem o comprimento certo e se os pés se alinham. • Os quadris são avaliados para verificar possíveis deslocamentos. • Com o bebê de bruços, o pediatra percorre com o dedo a espinha dorsal para ver se todas as vértebras estão no lugar. Perguntas que o Pediatra Fará • Quantas horas o bebê dorme? • Qual o intervalo de horas entre as refeições? • O bebê já possui uma pequena sustentação na cabeça? • O bebê fica durante um período longo acordado? • Seu bebê mantém com você uma comunicação através de expressão facial? • O bebê costuma movimentar-se no berço? • Como é a visão do seu bebê? Ele acompanha

com os olhos os movimentos de pessoas próximas?

Cuidados na Gravidez
Você vai ser mamãe! Junto à felicidade do momento, que acomete aos pais, amigos e familiares, muitas dúvidas, medo e ansiedade também se fazem presentes. A futura mamãe deve escolher um médico que lhe transmita total confiança, porque durante a gestação, ele será o seu maior amigo. Durante toda a gestação, que dura em média 280 dias, ou 40 semanas, uma vez por mês a mulher deverá comparecer no consultório médico, ou a um Posto de Saúde, para acompanhar sua saúde e o desenvolvimento do seu bebê, e por volta da 28ª semana, passam a ser quinzenais. A gestação é uma fase de inúmeras transformações físicas, emocionais e sociais. A maioria das gestações é planejada, mas, outras não. Entretanto, seja qual for o caso que ela venha a ocorrer, deve ser encarada de forma mais natural possível. Momentos de aceitação, rejeição, alegria e tristeza são perfeitamente normais, e sempre que ocorrerem devem ser compartilhados. Nesse período, o essencial seria que transcorresse da forma mais tranqüila possível, sem problemas e aborrecimentos. No entanto, eles acontecem e fazem parte do dia-a-dia, por isso, devem ser encarados e resolvidos com tranqüilidade. SAÚDE DO BEBÊ NA VIDA INTRAUTERINA O bebê durante toda a gravidez é um ser completamente indefeso. Apesar de protegido na barriga da mamãe, está diretamente exposto a todos os males externos. Apesar de ser um período de muita ansiedade e dúvidas deve-se agir sempre com muita calma, e é importante ressaltar que nem todas as gravidezes são iguais, por isso, não se deve fazer comparações ou aceitar conselhos de pessoas desinformadas. Deve-se evitar o uso de medicamentos, principalmente nas doze primeiras semanas e após esse período, se houver necessidade, sempre deve ser com prescrição médica. O hábito de fumar é prejudicial à saúde de qualquer indivíduo, imagine durante a gravidez. Tentar largar o cigarro só trará

3

benefícios à mamãe e ao bebê. As substâncias tóxicas presentes no cigarro - alcatrão, nicotina, monóxido de carbono - exercem sobre o organismo funções prejudiciais e podem desenvolver no feto problemas respiratórios e uma redução de peso. O álcool, assim como o fumo, também provoca danos à saúde. Mesmo em doses mínimas, se seu consumo for diário, pode ocasionar no feto uma síndrome de má formação, provocando alterações nas características faciais. Através da corrente sangüínea, o álcool ingerido vai diretamente ao útero. Se a automedicação, o fumo e o álcool já são prejudiciais à saúde da gestante e do feto, o uso de drogas muito mais. Fazer uso de maconha, cocaína, crack, etc., pode desenvolver no bebê inúmeros tipos de anormalidades o deixando mais propenso a desenvolver certos tipos de câncer. Estudos nesse sentido observaram tumores, denominados leucemia não linfoblástica, que contaminam o sangue e os rabdomiosarcoma que prejudicam os tecidos nervosos. Portanto, vale lembrar que a prevenção aliada à informação segura de um médico, proporcionará uma gravidez segura e um desenvolvimento sadio do bebê. GRAVIDEZ GEMELAR Se a notícia de uma gravidez já traz imensa felicidade ao casal, imagine quando se trata de gêmeos. Apesar do desenvolvimento dos gêmeos já ter sido determinado no momento da fecundação, sua descoberta pelo médico só se dará por volta do término da 12ª semana de gestação, através da ultra-sonografia, ou no próprio consultório médico, com o auxílio do estetoscópio apoiado sobre a barriga da mamãe, aonde poderá se ouvir o batimento cardíaco duplo. Junto a surpresa da notícia é normal que o medo ante a realidade de criar duas crianças venha acometer os futuros pais. Tudo até então tinha sido planejado para apenas uma criança, e a presença confirmada de dois bebês, muitas vezes gera insegurança, e nisso o maior fator é a condição financeira. Geralmente as gestações gemelares estão associadas à hereditariedade ou a tratamentos médicos com o objetivo de combater a infertilidade, e têm com características a presença de sintomas mais precoces, como enjôos e azias. Existem dois tipos de gêmeos: os idênticos e os fraternos. Os gêmeos idênticos também denominados de univitelinos, são crianças sempre do mesmo sexo, ou seja, dois meninos, ou duas meninas, idênticas, estão sempre na mesma placenta, e foram concebidas a partir do mesmo óvulo e espermatozóide. São os considerados gêmeos verdadeiros. Os gêmeos fraternos ou

bivitelinos podem ou não serem do mesmo sexo, ou seja, dois meninos; duas meninas, ou um menino e uma menina. Suas características não são idênticas, não se encontram na mesma placenta, e foram concebidos de óvulos e espermatozóides distintos. Uma gestação com ocorrência de gêmeos pode durar em torno de 21 dias a menos do que as gestações únicas. A futura mamãe provavelmente será acometida por incômodos maiores e mais freqüentes, dentre eles a falta de ar e a dificuldade de descansar e/ou dormir. A partir da 24ª semana de gravidez, o repouso e uma dieta com número reduzido de calorias reduzidas é geralmente recomendado pelo médico. A mulher não deve esquecer que em seu ventre existe duas vidas, por isso deve seguir à risca todos os conselhos e procurar evitar engordar demais. O número de consultas e exames também se tornam maiores para prevenir possíveis riscos de se adquirir alguma doença, como a anemia ou o diabetes gestacional. Em grande parte dos casos, os gêmeos nascem com peso por volta de 2.5 a 2.7 kg, e uma criança sempre pesa mais do que a outra. No interior da barriga eles se acomodam como podem, geralmente um de cabeça para baixo e o outro sentado com a cabeça para cima. É bom lembrar que após o nascimento, a mamãe deve fazer uso de toda a sua paciência. Um bebê com fome manisfesta sua necessidade através do choro, e os gêmeos não o farão de forma diferente. Recomenda-se que ao ato da amamentação a mulher esteja bem alimentada, calma e descansada. Os seios devem ser oferecidos às duas crianças ao mesmo tempo junto a uma inversão, para que com isso, as crianças não adquiram o hábito de sugar sempre o mesmo seio. Se por ventura alguma das crianças se recusar a mamar, é aconselhável que a mamãe alimente um, e retire o leite através de uma bombinha especializada, acondicione em recipientes próprios, e ofereça assim ao bebê que recusou o seio. Não é uma regra, mas na maioria dos casos, os bebês gêmeos desmamam antes dos outros bebês de gestação única, por volta do 4º ou 5º mês de vida, muitas vezes devido à própria ansiedade da mamãe, que resulta numa produção menor de leite. Passado o período de conscientização e adaptação, o casal verá o quanto agradável e gratificante é criar ao mesmo tempo dois filhos, além dos benefícios que um crescimento em conjunto pode ocasionar ao desenvolvimento de ambas as crianças. Doenças na Gravidez Durante a gravidez, todos os cuidados devem ser tomados para que nada prejudique ou ponha em

4

risco a saúde da mamãe e do bebê. Alguns tipos de doenças presentes na gestante, podem prejudicar o feto e, algumas vezes exigem cuidados e acompanhamento de outras especialidades médicas, além do obstetra. Dentre essas doenças estão: Diabetes - Se caracteriza o diabetes por uma elevação da taxa de açúcar no sangue. Algumas mulheres durante esse período podem desenvolver o diabetes gestacional. Para sua constatação, deve ser realizado um exame entre a 24ª e a 28ª semana de gravidez. O diabetes nesse período é ocasionado por uma intolerância à glicose, e deve ser tratado principalmente através de dietas com um número de calorias reduzidas. A mulher que for portadora de diabetes anteriormente a gravidez deve redobrar os cuidados. O excesso de açúcar pode ocasionar alterações nas paredes das artérias, prejudicando o transporte de sangue até a placenta. Hipertensão Arterial - Conhecida popularmente por pressão alta, essa espécie de distúrbio provoca um estreitamento das artérias, podendo dificultar a oxigenação e nutrição do feto. Durante toda a gravidez, a gestante deve manter a pressão sob controle, medindo-a sempre que possível para impedir maiores consequências. Doenças Infecciosas - Algumas doenças infecciosas adquiridas pela gestante afetam direta e seriamente a saúde do bebê. A rubéola, sífílis, AIDS, toxoplasmose e doença de chagas estão entre elas. No caso da ocorrência de alguma dessas moléstias, a mulher deve ser rigorosamente tratada, e acompanhada pelo médico constantemente até o final da gestação O bebê, ao nascer, é levado imediatamente após o parto para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva), examinado e medicado de forma adequada e severa. Tudo deve ser controlado, respiração, temperatura, e possíveis perdas através de vômitos, secreções e diarréias. Doenças do Pulmão - As doenças do pulmão na mamãe afetarão diretamente a entrada e a quantidade de oxigênio necessário para o bebê. Entre elas estão a tuberculose e o enfisema pulmonar. Cardiopatias - O coração da mamãe tem que estar bem. Se algum tipo de anormalidade estiver ocorrendo, com certeza afetará a oxigenação do bebê. O mau desempenho desse órgão reduz a quantidade de sangue que deve chegar até a placenta Incompatibilidade Sangüínea - Cientificamente chamada de doença hemolítica, no recém-nascido associa-se a uma incompatibilidade do sangue da mãe e do filho. No caso da mãe possuir um fator

Rh negativo e o filho Rh positivo (herdado do pai), por causas ainda não determinadas, um pigmento ultrapassa a placenta, indo circular no sangue materno. Para se proteger desse elemento, o sangue produz outro pigmento (anticorpo) que retorna à circulação da placenta e ataca os glóbulos vermelhos do feto (fator responsável pelo Rh do indivíduo). A mulher, nesses casos (Rh negativo), deve fazer exames no 3º mês de gestação, com repetição obrigatória nos meses seguintes. É rara a probabilidade do sangue da mãe prejudicar o feto na primeira gravidez. Para se evitar problemas futuros, após a primeira gravidez, deve ser administrada uma vacina até três depois do parto. Eclâmpsia - Essa doença está associada à problemas circulatórios, e resulta numa redução na quantidade de sangue que deve chegar ao útero materno e a placenta, bloqueando a entrada de oxigênio e nutrientes essenciais ao bebê. A Eclâmpsia é caracterizada por um aumento da pressão arterial, e ocorre após a 24ª semana de gestação, provocando inchaço pelo corpo, acompanhado por aumento de peso, eliminação de proteínas na urina, e um aumento de ácido úrico no sangue. Tipos de Eclâmpsia 1. Pré-eclâmpsia leve-moderada - Forma da doença sem muitas complicações, e se manifesta apenas por pequenos inchaços no corpo; 2. Pré-eclâmpsia grave - Nesses casos, a pressão arterial é alta; existe a eliminação de proteínas na urina, sua quantidade é reduzida (urina); o rim passa a ter suas funções debilitadas, ou seja, sofre alterações na sua capacidade de filtrar a urina; ocorrem episódios de grande sonolência fora de horário; visão dupla; dor no abdômen; anemia; diminuição das plaquetas, e problemas no fígado. 3. Eclâmpsia - Junto aos sintomas e sinais decorrentes na pré-eclâmpsia grave, acompanha a convulsão. O diagnóstico da Eclâmpsia e seu respectivo tratamento deve ser feito pelo médico e discutido diretamente com a paciente, podendo ir desde a simples observação com repouso constante feito em casa até a internação. É extremamente importante que a gestante compareça às consultas mensalmente, evitando assim problemas com sua saúde e do seu bebê. As consultas a partir da 28ª semana passam a ser quinzenais.

5

Desenvolvimento do bebê
GRAVIDEZ PASSO A PASSO O 1º mês de gravidez transcorre de forma natural. Quase nada é alterado, a não ser a suspensão da menstruação e possíveis dores nos seios. Quinta Semana: O corpo inicia e apresenta pequenas transformações. Os seios aumentam de volume, um tanto doloridos à apalpação, e o hormônio característico da gravidez HCG já circula no organismo. A placenta começa a se formar, através dela o bebê vai alimentar-se durante toda a gravidez. Juntamente, se dá início a formação do cérebro e do coração. O embrião já medirá 2mm. Sexta Semana: O embrião mede cerca de 6mm e o cordão umbilical está construído, e em torno do 43º dia o seu minúsculo coração começa a bater. Sétima Semana: O bebê já mede por volta de 1cm, mas ainda é denominado embrião. A coluna dorsal se desenvolve, e surgem nessa fase as bases da medula espinhal e do cérebro. Oitava Semana: Medindo 1,5 cm o embrião já ganha formas. Constata-se o início da formação da área dos olhos, boca e sinais dos braços e mãos. Duas vezes mais do que o da mamãe, o seu coraçãozinho bate cerca de 140 vezes por minuto. Nona Semana: Considerado como feto a partir desse período, já está aproximadamente com 3cm. Nessa fase, estão sendo constituídas as partes internas dos ouvidos bem como os dois orifícios que darão origem as fossas nasais. Os pulmões e os intestinos já se encontram quase integralmente formados e o cérebro se desenvolve tanto que torna-se desproporcional ao tronco. Décima Semana: Apesar de se parecer ainda com um peixinho, o feto mede em torno de 4cm e tem 1g de peso. Os órgãos internos encontram-se nos lugares certos e já estão visíveis os órgãos genitais, as articulações dos cotovelos, bacia, joelhos e ombros. Dá-se início a formação da laringe, tireóide, e da língua. A coluna vertical adquire pequenos movimentos. Décima Primeira Semana: O útero, para acompanhar o desenvolvimento do feto, aumenta de tamanho e para felicidade da futura mamãe, a barriguinha inicia seu crescimento. O feto

movimenta-se um pouco mais, e já pesa 11g e mede 5 cm. Décima Segunda Semana: Nessa fase, a respiração da mamãe torna-se mais rápida, a digestão mais vagarosa, podendo ocasionar prisão de ventre, e uma freqüente vontade de urinar se faz presente. Algumas mamães começam a sentir enjôos devido a uma grande mudança hormonal. Os cuidados com a pele e as gengivas devem merecer mais atenção. Uma visita ao dentista é de grande importância nesse período. O feto deverá estar medindo 6 cm e pesando 12 g. Décima Terceira Semana: Ao final desse período, o feto mede por volta de 6,5 cm e tem peso de 13,5 g; os órgãos internos já estão completamente formados e funcionando. Já é capaz de realizar movimentos de um braço ou uma perna; chuta, dobra os dedos, vira o pé, enruga a testa, coça a cabeça e até abre a boca. O seu pequenino coração já assume a função de bombear o sangue para todas as partes do seu corpo. Décima Quarta Semana: Com os seus dedinhos plenamente formados, suas unhas começam a aparecer. O trabalho de coordenação entre os músculos e o cérebro se inicia, e o feto pode sugar e engolir o líquido amniótico. Nessa semana, pesa por volta de 15 g e mede 7,5 cm. Décima Quinta Semana: A futura mamãe nota que seu peso está nitidamente aumentando, mas para seu consolo, nessa fase os enjôos tendem a desaparecer. É nesse período que uma real presença da existência do bebê começa a ser notada, através do tal famoso primeiro "chute", devido à capacidade de movimentação de pernas e braços do bebê, que já deve estar pesando 28 g e 8,5 cm. A natureza é perfeita, nessa fase o bebê desenvolve o sentido do paladar. Faz "caretas" e se recusa a engolir qualquer substância de sabor desagradável que possa estar presente no líquido amniótico, da mesma forma reage ao álcool e a nicotina que por ventura estejam sendo utilizados pela mãe. Décima Sétima Semana: É conveniente que a mamãe converse muito com seu bebê nessa fase, já que o feto inicia sua percepção aos ruídos e consegue diferenciá-los do som da voz de sua mãe. Por mais incrível que pareça, o bebê também identifica os tipos de músicas. Aconselha-se que se ouça músicas calmas e evite situações traumáticas ou de pânicos, isso pode vir a afetar o estado emocional do feto. Os músculos do bebê tornam-se mais fortes; uma pequena e fina penugem começa a crescer sobre o corpo; os dedinhos adquirem impressão digital e, os cílios e sobrancelhas iniciam seu crescimento. Nessa fase,

6

através da primeira ultra-sonografia, talvez seja possível se saber o sexo do bebê, que já pesa 100 g e mede 16 cm. Vigésima Primeira à Vigésima Segunda Semana: A partir desse período a mamãe começará a se sentir mais cansada, devido a um aumento de peso considerável. Talvez nessa fase, ao final do dia ocorra o inchaço das pernas e a presença de cãibras venha a perturbar sua noite de sono. Ao acompanhar a barriga, a coluna tende a curvar-se para frente ocasionando possíveis dores nas costas. Devido a disposição da melanina (pigmentos marrom-escuros ou pretos de estrutura animal ou vegetal que fornece cor à pele) podem surgir nessa época as manchas de gravidez (cloasmas). Vigésima Terceira Semana: Sonhar é necessário. A partir da vigésima terceira semana o feto começa a sonhar. Enquanto dorme, sonhando, nota-se diferenças em suas expressões faciais que demonstram sentimentos de desprezo, admiração, dúvidas ou alegria. Vigésima Quarta Semana: Ao final da 24ª semana a estrutura ainda continua se desenvolvendo, mas o feto já mexe as pernas; braços e mãos. Pernas, pés e toráx já são visíveis à ultra-sonografia. Pesa 700 g e mede 30 cm. Vigésima Quinta à Vigésima Oitava Semana: O feto adquire uma camada grossa de gordura que se instala em alguns depósitos próprios. Já consegue piscar e dar cambalhotas. Mede aproximadamente 35 cm e pesa 1,5 kg. Se, por ventura o bebê resolver nascer nessa fase, conseguirá respirar, devido seus pulmões já estarem perfeitamente prontos. Vigésima Nona à Trigésima Segunda Semana: A partir dessa fase, a mamãe deve redobrar seus cuidados e estar preparada para o caso do bebê ser "apressado" e querer vir ao mundo antecipadamente. O feto pode estar medindo 40 cm, com peso aproximado de 1,650 kg, com seus movimentos sentidos a todo o momento. A barriga da futura mamãe já possui um tamanho consideravelmente grande e, como conseqüência do aumento de peso podem aparecer as varizes e inchaços nos pés, mãos e rosto, já que o sangue circulante nas veias, encontra alguma dificuldade de retorno ao coração. Trigésima Terceira à Trigésima Sexta Semana: Período em que o organismo da futura mamãe trabalha em ritmo acelerado, gastando em torno de 20% a mais de energia para respirar e realizar funções normais do dia-a-dia. O incômodo da barriga é evidente. O bebê tem reduzido o espaço para seus movimentos, empurrando tudo que o atrapalha, podendo ocasionar uma pequena dor

nas costelas, coluna e quadris da gestante. O feto na 36ª semana encontra-se com peso aproximado de 2,6 kg e medindo 45 cm. Trigésima Sétima à Quadragésima Semana: Próximo à reta final, o feto busca a posição para o parto, adentrando a bacia e voltando sua cabeça para a pélvis da mamãe. Geralmente medindo 50 cm e pesando em média 3,5 kg, ao término da 40ª semana o bebê está preparado para o nascimento. Os olhinhos já ficam abertos e já existe a distinção à luz. A hora tão esperada chegou! Após essa convivência tão intensa e inseparável, a mamãe conhecerá, enfim, o rostinho do filho.

Puericultura
Orientações gerais
Mamãe, você sabe que, quando acaba de dar à luz, sente-se bastante insegura e cheia de dúvidas em relação ao seu bebê. Vamos, então, discutir estas dúvidas e tentar esclarecer várias questões, de modo a ajudar as mães. Por ocasião do nascimento, a grande maioria dos bebês tem peso que varia de 2,8 kg a 4,0 kg e altura entre 47 e 54 cm. A pele é avermelhada e recoberta por uma camada de gordura, cujo função é protegê-la e aumentar sua resistência à infecção. Logo nos primeiros dias de vida, começam a acontecer várias transformações no bebê: verifica-se uma perda de peso, que é normal, desde que dentro de certos limites, correspondendo à eliminação das primeiras fezes, da urina e de água corporal. A avaliação do seu bebê caberá ao Pediatra que o estiver atendendo, o qual dará a você a orientação adequada ao caso, ainda quando estiver na maternidade. • Cordão umbilical: O cordão umbilical, que unia o bebê à mãe na fase da vida intra-uterina, é fechado, logo após o nascimento, com um "grampo" de plástico e, a seguir, cortado, completando a separação do bebê do corpo materno. Sempre se deixa um pequeno pedaço, ou "coto", que gradualmente vai se ressecando e, por volta do final da 1ª semana de vida, cai espontaneamente. É muito importante manter o coto bem limpo até a sua queda, o que deve ser feito diariamente, aplicando-se à sua base álcool comum, através de um bastão, cujo ponta deve ser previamente envolvida em algodão. • Arrotos: o bebê precisa arrotar durante e após cada mamada. Sempre tenha uma fralda na frente

7

do bebê, enquanto ele arrota. Uma das maneiras para fazê-lo arrotar é colocá-lo em pé contra seu corpo, com a cabeça em seu ombro. Depois esfregue ou dê umas palmadinhas delicadas nas costas. • No berço: o bebê deve ser colocado no berço com a cabeça um pouco mais baixa do que os pés, isso evita que sufoque com o vômito. • Visitas: o bebê deve receber uma visita de cada vez. Evite deixar pessoas com faringites ou amigdalites pegar o bebê para evitar, assim, a contaminação. Os olhos: Não é raro que o bebê apresente manchas vermelhas dentro dos olhos ou, outras vezes, inchaço das pálpebras, mas estas são condições que fazem parte do próprio ato do nascimento e que desaparecem rapidamente sem que seja necessário nenhum cuidado especial. A pele: A partir do 2º dia de vida, é comum o bebê apresentar uma coloração amarelada na pele, chamada "icterícia". É preciso lembrar que esta icterícia não é doença - no grande maioria dos casos, mas representa apenas uma condição passageira e que não implica em nenhum problema. Mais uma vez, caberá ao Pediatra avaliar a origem e a intensidade desta icterícia, fazendo o diagnóstico preciso do quadro, dando orientação adequada à situação. A moleira: Uma outra peculiaridade do recémnascido, que continua a ser fonte de preocupação, é a presença da "moleira" - nada mais que uma região mais mole na parte superior dos ossos do crânio, ainda não solidificados. Ela vai fechando aos poucos, e este processo só se completará por volta dos 18 meses de vida. As mamas: Com freqüência, os mamas do bebê acham-se um pouco inchadas, e é até comum que saia delas um pouco de leite, independentemente de se tratar de menino ou menina, o que é conhecido popularmente como "leite de bruxa". Nas meninas, às vezes, pode aparecer também um sangramento pela vagina. Todos estes fatos são dependentes da passagem de hormônios maternos para o bebê, antes do nascimento. Não há nada a fazer, porque tudo vai sumir espontaneamente. O bebê deve ser mantido bem limpinho e, o que é mais importante, não se deve "espremer" as mamas para tentar esvaziá-las, pois, ai sim, é que poderá haver complicação séria (infecção).

ao bico do seio, se este tocar a sua face, e sua boca se abre ao ser tocado o seu lábio superior. O bebê também consegue agarrar, automaticamente, o dedo de uma pessoa, desde que este dedo seja colocado na palma de sua mão. Todas estas respostas automáticas (com exceção da sucção) vão desaparecendo, dentro de alguns meses, e o bebê passará a executar, então, movimentos voluntários, isto é, aqueles que ele quer fazer.

Os sentidos
O recém-nascido pode também usar todos os seus sentidos. Pode olhar para os pessoas e os objetos e, principalmente, para sua mamãe, numa troca imensa de afeto. É aquele momento do "olho no olho", tão gratificante para o bebê quanto para a mamãe. Ele ainda reage a ruídos e prestará atenção à voz de sua mãe. Mais ainda: em pouquíssimo tempo ele consegue identificar o odor peculiar da mamãe.

O primeiro alimento
Nesta fase da vida, a alimentação no seio é a principal fonte de satisfação para o bebê. O aleitamento materno traz segurança e satisfaz integralmente às suas necessidades básicas, protegendo o bebê de possíveis agravos, como, por exemplo, as infecções intestinais (diarréia). A primeira mamada pode ocorrer logo após o parto ou dentro das primeiras horas de vida. Nessa ocasião, o recém-nascido recebe um leite muito especial chamado "colostro", de grande valor alimentar, importante na proteção contra infecções. O leite chamado "maduro" só aparece alguns dias depois e seu surgimento é estimulado pela própria sucção do bebê.

As fezes
Vale a pena lembrar que as primeiras fezes do bebê são bastante peculiares: são escuras e pegajosas e conhecidas como "mecônio". Gradativamente, transformam-se em fezes de cor amarela "gema de ovo", muito característica do bebê alimentado ao seio. É comum que após cada mamada o bebê tenha uma evacuação, o que chamamos de reflexo gastrocólico.

Alojamento conjunto
O bebê que fica junto com sua mãe, na maternidade, pode ser observado quanto a todas estas particularidades que mencionamos, ainda mais com a vantagem de ter alguém da equipe de saúde que estará passando informações para a mamãe e esclarecendo outras dúvidas que aparecem. Assim, ao chegar em casa, o bebê não será um estranho, mas uma pessoa integrada dentro do lar.

As primeiras sensações
Os bebês já nascem com uma habilidade muito importante para algo que não precisam aprender: eles sabem sugar. Logo nos primeiros dias aprendem a coordenar sucção, deglutição e respiração, de modo a não se engasgar. Automaticamente voltam sua cabeça em direção

8

Alimentação do bebê
Nos primeiros meses de vida, a alimentação é, com certeza, um dos cuidados com o bebê que exigirá, da mamãe, a maior atenção e dedicação. Qual o melhor alimento para seu filho? O seu leite. Para se ter uma idéia do quanto esse leite é um alimento completo, basta dizer que até o 6º mês a criança só precisa mamar. Não necessita beber água, chás ou outros leites, porque o leite que a mãe produz - o leite materno - é tudo de que o bebê necessita. Essa história de que existem leites fracos ou aguados não é verdade. O leite materno traz ainda outra vantagem: é de fácil digestão. É importante lembrar que o corpo do bebê ainda está em formação. Portanto, não está capacitado a "trabalhar duro". Alimentos de difícil digestão - como o leite de vaca, por exemplo - só trazem problemas para a criança. Amamentar não tem contra-indicações, de modo geral. Amamentar é bom, saudável e aconselhável. Além disso, sendo o mais natural dos alimentos, o leite materno é também o mais higiênico, porque já vem limpo e na temperatura certa - passa do peito da mãe, prontinho, para a boca da criança. O leite materno começa a ser formado durante a gravidez. Chama-se colostro e é um líquido transparente, de cor amarelada. Após o parto, durante 3 ou 4 dias, a mulher continua produzindo o colostro - que é um leite muito nutritivo e capaz de proteger o recém-nascido de várias doenças. Por ser mais gorduroso, o colostro funciona como um hidratante natural, protegendo o bico do seio e a região mais escura, que o envolve, de rachaduras, bastante habituais durante o período de amamentação. Por isso, aconselha-se que a mãe espalhe colostro nestes lugares. No ato de amamentar, o contato físico da criança com seu corpo é também uma forma de comunicação que permite a troca de amor e afeto entre mãe e filho. Não existe horário para amamentar ou tempo cedo de amamentação. A criança não tem um reloginho e deve mamar sempre que chorar e pelo tempo que quiser. Em cada mamada, a mãe deve oferecer os dois seios, começando pelo que foi dado em último lugar no mamada anterior. Amamente seu filho: você estará dando a ele amor, carinho e proteção.

higiene. Até o bebê completar um mês de vida, a banheira deve ser escaldada e a água fervida. A pessoa que for dar o banho deve lavar as mãos com escova e sabão. Para verificar a temperatura da água, coloque o cotovelo ou dorso da mão na água, que deve estar morna. O nível da água não deve ultrapassar 15 centímetros e o bebê deve ser segurado com firmeza, para se sentir seguro. Ele parece tão frágil, mole e escorregadio, que dá a impressão, de que vai se afogar na primeira oportunidade. Na verdade, dar banho no bebê não é difícil. É uma questão de estabelecer uma rotina e, no mais, bom senso, acima de tudo. Pequenas regras: 1. Deixe tudo pronto antecipadamente: o sabonete do bebê, a toalha, as fraldas, as roupinhas limpas etc. 2. Verifique se a água não está quente demais: isto você pode fazer experimentando-a no seu cotovelo e sentindo se está confortável. 3. Tire a roupinha do bebê, deixe a fralda e envolva-o numa toalha, de modo a prender delicadamente seus bracinhos. Sente-se próximo à banheirinha e lave o rosto e a cabecinha do bebê. (Não use sabonete no seu rostinho.) Assim, você estará segura de estar lavando cabeça e rosto com água limpinha. 4. Depois, "desembrulhe" o bebê, retire a fralda e segure-o com o seu braço esquerdo, que passa pelos costas do bebê, e prenda firmemente em baixo do bracinho esquerdo do mesmo. Desse modo, a cabecinha fica inteiramente apoiada no seu antebraço e o bebê se sentirá seguro: a sua mão direita vai ajudar a segurar o bebê para colocá-lo na água. 5 Mergulhe-o delicadamente na água e com a sua mão direita você poderá banhá-lo com facilidade. 6. Retire-o da água e envolva-o no toalha. Seque cuidadosamente todas as dobrinhas. O uso do talco é desaconselhável. 7. Seque bem o umbigo e deixe-o "ao ar livre". Não use faixas, nem curativos fechados. 8. Vista o bebê com roupas que sejam confortáveis e não prendam seus bracinhos ou perninhas: o bebê gosta de movimentá-los.

A troca de fraldas
A troca de fraldas e a limpeza dos genitais do bebê podem oferecer, a princípio, séria dificuldade. Mas, com bastante calma, tudo pode se resolver facilmente. Como proceder então? Deite o bebê sobre uma fralda limpa estendida sobre a cama; retire a fralda suja e deixe-a de lado; limpe gentilmente a área genital com algodão embebido em água morna, até retirar toda a sujeira (fezes e xixi). No caso das meninas, os movimentos de limpeza devem ser da frente para as laterais, para

Banho - Pequenas regras Higiene do bebê
• Banho: você deve conversar com o pediatra do seu bebê, visto que alguns médicos acham que o banho só deve ser dado por completo após a queda do cordão umbilical. Outros médicos acreditam que o banho pode ser dado logo no segundo dia de vida do bebê, com muito carinho e

9

evitar que os micróbios, que normalmente estão presentes nas fezes, possam atingir a vagina ou a bexiga. Seque a região com uma toalha felpuda. Se o tempo estiver quente, deixe por alguns minutos o bebê sem fraldas. Ele vai gostar. Enquanto isso, você estará dobrando a fralda limpa que ele irá usar. A seguir, coloque-a no bebê e prenda-a com alfinete de segurança (melhor é o sistema com velcro), tendo o cuidado de dar proteção à pele da barriguinha do bebê com os seus dedos. Coloque a fralda protetora, de plástico. Ou, então, coloque uma fralda descartável, que já vem com fita adesiva e não necessita de fralda plástica ou calca plástica. E, agora, lave bem as mãos com água e sabão. Nas primeiras semanas pode parecer que você não faz outra coisa senão trocar as fraldas do bebê. Esta fase, porém, logo passa e, à medida que o bebê vai crescendo, vai ficando mais fácil trocar as suas fraldas. Às vezes, a mamãe prefere fazer a troca antes da mamada; outras vezes, depois, porque o bebê evacua, com freqüência, durante a mamada.

depois de amamentado, volta a dormir profundamente. Mas, mesmo os bebês muito novinhos gostam de olhar para as coisas que estão ao seu redor: algum objeto muito colorido, pendurado no berço ou qualquer outra coisa que se mexa próximo a ele. À medida que vai crescendo, seu bebê vai passando mais tempo acordado e começa a solicitar maiores atenções.No final do primeiro mês, estará aproximadamente 1 kg mais gordo, de modo geral, e muito mais "participante". Reage no desconforto com um chorinho bastante exigente. Não gosta de ruídos fortes, luzes fortes, fraldas molhadas, e excesso de calor e de frio.

Aprendendo a entender o seu bebê
Chorar, aliás, é a maneiro que o bebê tem para "dizer" alguma coisa; contudo, raramente o bebê chora sem que haja uma séria razão. À medida que você vai conhecendo o seu bebê, vai sabendo distinguir diferentes "choros", isto é, o significado de cada uma destas diferentes manifestações. No começo, porém, você vai ter que pensar numa porção de motivos, até acertar a causa. Por que será que o bebê está chorando? Ele pode estar com qualquer um entre vários destes problemas: - com fome - molhado - com Cólicas - cansado, querendo dormir - querendo companhia - querendo brincar - com calor ou com frio - reagindo ao estado de humor da sua própria mãe.

Fraldas de pano
A limpeza das fraldas não descartáveis é um ponto muito importante. logo que você retirar a fralda do bebê, remova todos os resíduos de fezes e enxágüe em água corrente, deixando-a de molho em um balde com água e sabão neutro. Depois, lave todos as fraldas acumulados do dia com água e sabão neutro, até que a última água esteja transparente. É recomendável ferver os fraldas diariamente em água limpa, agora sem sabão. Torça bem e ponha para secar. Depois de secos estarão prontos para o uso.

Assaduras
Não use detergentes em pó, nem água sanitária, pois poderão irritar a pele do seu bebê. Muitas vezes, os bebês podem apresentar irritações ou "assaduras" na pele recoberta pelas fraldas. Se isto acontecer, preste muita atenção à limpeza da pele em cada troca; use algodão embebido em água morna e passe um creme protetor para prevenir e/ou tratar a assadura. Troque o bebê com mais freqüência. Se, apesar destes cuidados, a "assadura" não melhorar, ou até piorar, você deve procurar o Centro de Saúde ou seu pediatra de confiança, mesmo que não tenha consulta marcada. No Centro, você e seu bebê serão atendidos pelo equipe de saúde que dará as orientações adequadas.

Cólicas
Muitas vezes é difícil saber distinguir se o bebê chora de fome ou de cólica. O choro de cólica costuma ser descontínuo: o bebê chora por certo tempo e pára quando a cólica passa. Mesmo quando colocado para mamar, ele chora depois de sugar só um pouquinho. Assim, você acha que seu leite é fraco, fica muito angustiada e tudo se complica. Mas você pode tentar aliviar a cólica com algumas manobras: - segure o bebê de bruços em seus braços - deite na cama e coloque-o de bruços sobre sua barriga - deite o bebê de costas e flexione suas perninhas, pressionando-as levemente sobre sua barriguinha. Com isto, você pode ajudá-lo a eliminar gases e aliviar a dor. De qualquer forma, tente sempre procurar uma causa para o choro, mas não se esqueça de que ele pode estar chorando por um motivo que não seja nenhum dos apontados.

O dia-a-dia do bebê
Nos primeiros 30 dias de vida, o bebê dorme a maior parte do tempo. Acorda quando tem fome e,

10

Se você, por qualquer razão, achar que o bebê está chorando muito e desconfia que há algo de errado com ele, leve-o ao Centro de Saúde ou ao seu pediatra de confiança. Lá, você receberá as orientações adequadas. Se tudo correr bem, porém, é aos 15 dias que o bebê fará a sua primeira visita ao Centro de Saúde ou ao seu pediatra, para o controle inicial do seu crescimento e desenvolvimento. Neste primeiro encontro com a equipe de saúde, você deve discutir suas dúvidas e solicitar todos os esclarecimentos que você achar necessários. Você receberá, então, o "Cartão da Criança", que conterá todos os dados referentes ao seu bebê, como, por exemplo: peso e altura e, ainda, o calendário da futura vacinação, a se iniciar no 2º mês de vida.

forma, a mamãe deve programar os horários das mamadas – com intervalo de 3 a 4 horas -, além da higiene local. "Se por algum motivo o bebê não puder sugar o peito, deve-se retirar o leite com bombinha e/ou fazer massagem no chuveiro quente", destaca. O tratamento, de acordo com a obstetra, normalmente é feito com antiinflamatórios e antibióticos, além de compressas quentes.

Tipos de Parto
Introdução
A escolha da técnica utilizada para o parto é tão importante quanto a decisão de ter um filho. Esta escolha deve obedecer a critérios médicos e, principalmente, ao desejo expressado pela gestante, pois a mulher precisa estar confiante na hora do parto. A informação detalhada sobre os tipos de parto, seus prós e contras, é a melhor aliada na hora da escolha. Acompanhe o detalhamento dos tipos de partos e boa escolha!

O primeiro passeio
Depois de completar o primeiro mês, o bebê poderá fazer curtos passeios ao ar livre, desde que o tempo esteja bom, no horário entre 9 e 10 horas da manhã. Tenha cuidado, porém, de não deixar que o sol bata diretamente sobre a sua pele.

As visitas ao pediatra
Nesta fase, o bebê, que já deverá ter feito a 1ª consulta ao pediatra, terá que voltar para um controle habitual. Aliás, estes controles deverão se repetir durante todo o primeiro ano de vida, ao fim do 2º, 4º, 6º, 9º e 12º meses. Nestas ocasiões, o bebê será pesado, medido e receberá as primeiras doses daquelas vacinas necessárias para imunizálo contra doenças muito sérias, como tuberculose, difteria, tétano, coqueluche, paralisia infantil e sarampo.

Tipos de Parto
Parto humanizado Neste tipo de parto, a mulher usa técnicas aprendidas no pré-natal durante as contrações - e conta com a ajuda do marido. Tem liberdade para ficar na posição mais cômoda para ela durante o pré-parto (seja andando, sentada, tomando banho...) e escolhe a posição de dar à luz. Não há uso de remédios ou anestésicos. O médico orienta a paciente e permite a presença do marido ou de outra pessoa que transmita segurança à mulher. A luz do ambiente é suave; pode haver música, de acordo com a vontade da futura mamãe, e há o mínimo de conversa ao redor. Tudo tem o objetivo de tornar o momento mais aconchegante. O bebê nasce pela vagina. Imediatamente após o parto é levado ao peito da mãe para que ambos se vejam e se toquem. Os partos normal, na água e de cócoras podem ser humanizados. Mas também há como usar elementos do parto humanizado na cesariana. Parto Normal - O mais indicado e com duração de tempo indeterminada, podendo levar de 2 a 12 hs. Isso não se trata de uma regra, existem partos que duram menos e/ou até mais tempo, tudo dependerá de uma série de fatores, dentre eles as condições físicas da mamãe e seu grau de dilatação. A gestante é colocada em posição ginecológica, ou seja, deitada, com as pernas

Outras coisinhas ...
Se você achar que seu bebê está doente porque está muito "quentinho", tem tosse, diarréia ou qualquer coisa "diferente", leve-o imediatamente ao Centro de Saúde, em que ele está matriculado, ou ao seu pediatra. Mesmo sem consulta marcada, você será atendida e o problema do bebê será analisado pelo médico, que lhe dará a orientação adequada e marcará o retorno que se fizer necessário. Como Evitar a Mastite Mastite é uma inflamação nas mamas, geralmente causada por acúmulo de leite. O problema ocorre com maior freqüência nas puérperas, ou seja, acomete as mães no pós-parto. As características da mastite são mamas vermelhas, endurecidas, doloridas e quentes. Pode ocorrer em uma mama ou duas. Segundo a obstetra, Dra. Zsuzsanna Jármy Di Bella, a inflamação deve ser evitada, não permitindo o acúmulo do leite nos ductos. Desta

11

abertas e suspensas lateralmente. Em grande parte dos casos, administra-se a anestesia peridural, que ameniza a dor, sem diminuir a sensação das contrações ou do trabalho de parto. Às vezes, fazse necessário um pequeno corte na entrada da vagina, para facilitar a passagem do bebê e conservação da pele e músculos da mulher. Direcionada por informações do médico, a gestante faz força a fim de impulsionar a saída da criança. Com o aparecimento da cabeça, o médico auxilia com as mãos, na retirada do corpinho. Após o nascimento, o bebê é colocado sobre o peito da mamãe e só aí então, corta-se o cordão umbilical. Cesariana - Depois do parto normal, a cesariana é a técnica mais usada em parto. Normalmente é marcada com antecedência e utilizada caso haja algum tipo de problema com a gestante ou com o bebê. Para sua realização, aplica-se a anestesia, geralmente a peridural obstétrica, entre duas vértebras lombares, em uma região da coluna denominada peridural. O adormecimento ocorre por cerca de 7 a 10 minutos após sua aplicação podendo durar por até 2 horas. O médico dá início ao seu trabalho, cortando por volta de 10 cm a pele próxima ao púbis e mais sete camadas de tecido até chegar ao útero materno. Encontrado (útero), leve pressão é feita sobre a barriga da mamãe no sentido de forçar a saída da criança. Ao nascer, o bebê é colocado de encontro ao peito da mãe. Em seguida, é cortado o cordão umbilical, dando-se início à limpeza da cavidade uterina. Por meios de agulha e fios de nylon o corte é fechado através de pontos pequenos, sendo retirados num intervalo aproximado de uma semana. Hoje, esse processo de sutura também é feito através de fita adesiva, dispensando a costura. Parto de Cócoras - Umas das formas mais conhecidas e antigas de dar à luz. Na grande maioria dos casos, não existe a necessidade de uso da anestesia. A própria posição - de cócoras contribui para a distribuição de uma substância fabricada pelo organismo da mulher, durante as contrações, a endorfina, que atua como um analgésico. A mamãe deve ficar abaixada, sentada sobre o calcanhar. Decorrente dessa posição, a abertura da vagina e da bacia torna-se maior e permite que o canal de parto fique desobstruído. Nesse tipo de parto, em geral, a criança nasce 40% das vezes mais rápido dos que os efetuados em posição horizontal. Após o nascimento, o médico corta o cordão umbilical, e puxa a placenta, que cairá com facilidade. Parto na Água - Muitas dúvidas em relação a esse tipo de parto se fazem presente. A mais

freqüente é se o bebê pode vir a se afogar. Durante todos os 9 meses, ou 40 semanas, a criança vive inserida no líquido amniótico, portanto, nada mais natural que ela tenha o seu primeiro contato com o mundo externo através da água. Todo o parto é cercado de muita tranqüilidade. Para reduzir as dores das contrações, a temperatura da água é aquecida a 36º C. e uma música pré-escolhida pela mamãe é colocada de fundo. Nesse tipo de escolha de técnica, cabe ao médico, praticamente acompanhar o decorrer do parto, determinando apenas qual a posição mais adequada para a saída do bebê. Cursos especialidades em técnicas de relaxamento e respiração devem ser feitos pelas gestantes que optem por esse tipo de parto. É aconselhável que o futuro papai também os faça, já que ele também participará, entrando na água e auxiliando a mulher. Parto a Fórceps - Associado no passado à trauma, dor e sofrimento, esse tipo de parto hoje, é encarado de outra forma. Recebe esse nome devido a um instrumento cirúrgico (fórceps), utilizado para retirar a criança do útero materno. Existem atualmente, por volta de 500 modelos mais ou menos desse instrumento, mas todos são compostos de dois ramos (direito e esquerdo) que se dividem em forma de colher, cabo e articulação. A mamãe é colocada deitada, com as pernas abertas e elevadas lateralmente, e quando o bebê está no canal de parto, é inserido o instrumento fórceps - pelo médico, com cuidado, através da vagina. Com o encaixe das partes nas têmporas do bebê, a mamãe faz força para expulsá-lo, e assim a criança é puxada. Hoje, essa técnica de parto, só gera benefícios. O avanço da medicina, através da descoberta de novos aparelhos, dismistificou os conceitos que existiam a esse respeito. Parto Induzido - Algumas vezes a gestação chega ao final e a mulher não manifesta nenhum sintoma de trabalho de parto. O médico nesses casos, examina a gestante e o bebê, verificando as possibilidades de induzir (provocar) o parto. Na gestante, a análise é feita através do exame de toque vaginal e no bebê, uma verificação do batimento cardíaco, por meio de sonar, estetoscópio, ou da cardiotocografia. Em condições favoráveis, a indução é realizada por meio de injeção de um hormônio (ocitocina) na veia da mulher, diluído em solução fisiológica, com gotejamento constante. Como conseqüência, o organismo da gestante pode reagir, e entrar em trabalho de parto, sendo possível a realização do parto normal. Esse mesmo processo de indução, é utilizado quando o trabalho de parto é espontâneo,

12

mas sofre alterações nas contrações. Nesse caso, recebe o nome de aceleração do parto. Contra-indicações para a indução: - quando pode ocasionar sofrimento fetal; - cesárea anterior; - situação onde esteja prevista a dificuldade de passagem do bebê pelo canal de parto. Entendendo um pouco sobre o trabalho de parto É necessário que o útero se dilate (abra) para que o bebê que se encontra no seu interior possa sair, e passar pela vagina, nos casos de parto normal. Passado pelo canal da vagina, o bebê ainda fica preso à mamãe pelo cordão umbilical, o qual está ligado à placenta. Quando o cordão é cortado, a placenta se desprende do útero e cai naturalmente. O parto pode ser visto da seguinte forma: - dilatação: o colo do útero se abre; - expulsão: o bebê sai pela vagina; - secundamento: o cordão umbilical é cortado e a placenta cai. Muito diferente do que se costuma ver em novelas e filmes, essas etapas geralmente levam algumas horas para acontecer, e a gestante não tem a necessidade de ser apressada ou ficar nervosa. Algumas vezes, a bolsa d'água pode se romper antes do trabalho de parto. Quando isso ocorre, nota-se a perda repentina e de grande volume de um líquido pela vagina, o líquido amniótico. Durante toda a gestação, o bebê esteve imerso nesse líquido, de cor clara como água de coco e cheiro semelhante a água sanitária. Se o líquido se apresentar com cor alterada, escuro esverdeado, trata-se da presença de fezes do bebê (mecônio). Nesse caso, deve-se o mais rápido possível, procurar-se um hospital, para a realização de uma cesariana. O bebê pode não estar sendo oxigenado, e estar em sofrimento. Dilatação - Podendo durar horas, é o período mais demorado do parto. O útero é um órgão musculoso, que se contrai independente da vontade da mulher, e mesmo nas que não estão grávidas, durante a menstruação e nas relações sexuais. Normalmente na gravidez, esse processo de contração, começa a ocorrer por volta do 3º trimestre, já como treinamento para o trabalho de parto, recebendo também o nome de contrações de Braxton-Hicks. As contrações uterinas são o fator mais importante para a dilatação do colo uterino. Quando o feto está maduro, pronto para nascer, geralmente o útero começa uma série regular de contrações, tornando o colo mais curto e fazendo com que ele se abra. Elas variam de mulher para mulher, e podem ou não ser acompanhadas de dor. Entretanto, através do endurecimento de toda a

barriga por cerca de um minuto e uma sensação de pressão interna, podem ser reconhecidas pela gestante. Algumas mulheres durante as contrações podem sentir cólicas, fisgadas na barriga, dores nas costas e taquicardia (palpitações). Quando as contrações se iniciam, a gestante deve anotar o horário e controlar o espaço de tempo em que elas ocorrem, e entrar em contato com seu médico. Próximo ao trabalho de parto, as contrações ocorrem duas a cada 10 minutos, durante, mais ou menos, quarenta minutos seguidos. O colo do útero continua se abrindo, e o bebê está sendo empurrado, através da bacia, em direção a vagina, pelas contrações. Relaxar e respirar lenta e profundamente auxiliam muito. A gestante deve procurar o ritmo respiratório que lhe ofereça maior conforto. A respiração ajuda no relaxamento, e ainda mantém o bebê oxigenado. Quando a futura mamãe der entrada no hospital, será medida, sua pressão arterial, temperatura, pulso e respiração, junto a uma avaliação das contrações. Em intervalos regulares, o batimento cardíaco do bebê também será analisado. Alguns procedimentos, como, a lavagem intestinal, e raspagem dos pêlos pubianos, também serão realizados. Período expulsivo - Ao final do processo de dilatação do colo do útero, ele ainda continua a se contrair em intervalos regulares de mais ou menos 1 a 3 minutos. Durante isso, a gestante sentirá uma necessidade involuntária de fazer força que aumentará gradativamente. Mas, se a gestante estiver anestesiada com peridural, essa necessidade pode ou não acontecer, dependendo da quantidade de anestésico utilizado. Nessa fase, a cabeça do bebê começa a descer pelo canal vaginal. Seu corpo é recoberto por uma substância sebosa de nome vérnix, que ajuda sua passagem pelo canal de parto. Secundamento - Período logo após o parto. Rapidamente, o volume da barriga é reduzido, e a placenta se solta automaticamente da parede do útero, ocasionando um sangramento pela vagina. O útero ainda continua se contraindo, e a mulher pode ou não sentir cólicas. No caso da placenta não cair naturalmente, haverá a necessidade do seu descolamento, pela introdução da mão do médico no interior do útero.

Procedimentos Especiais Durante o Parto Episiotomia
Praticada na maioria dos partos em que o bebê está sentado, ou em casos de partos fórceps, abertura vaginal insuficiente da mãe ou ainda, em

13

casos de dificuldade da parturiente em ajudar no trabalho de parto, a Episiotomia é um pequeno corte feito na vagina, que amplia a abertura da vagina, evitando a sua ruptura. A incisão é realizada no auge de uma contração e requer uma anestesia.

este momento, nascendo mais "esperto" e com menos problemas de adaptação.

Mãe fala das emoções do parto normal
O parto normal é o método de dar à luz mais recomendado pelos médicos, pois permite uma série de vantagens, tanto para a mãe quanto para a criança. A analista de Sistemas Ana Maria C. Berguer, mãe de um menino de 2 anos, definiu a experiência de dar a luz pelo parto normal, como "gratificante e assustadora". Segundo ela, foi o momento mais marcante de sua vida, uma experiência única. Porém o fato de empregar um extremo esforço muscular, necessário para expulsar a placenta, foi extremamente doloroso e cansativo. Optei pelo parto normal, seguindo a orientação do meu médico que disse que eu tinha plenas condições para isso. Eu também queria sentir a sensação de dar à luz, por mais dolorosa que fosse", conta Ana Maria. No entanto, de acordo com ela, em alguns momentos pensou que não fosse conseguir. "Acho que o medo que eu sentia de me machucar e de machucar o bebê, de não conseguir, fez com que eu sentisse mais dor", detalha. O trabalho do obstetra e da equipe foi considerado fundamental para a evolução do trabalho de parto. " É muito importante confiar no médico, pois assim, mesmo mergulhada num estado de dor indescritível, sentia-me feliz pois sabia que aquilo tudo era normal", afirma acrescentando que quando as contrações tornaram-se mais intensas, ouviu o médico anunciar que o bebê estava chegando. Foi quando senti a cabecinha dele passar. Depois disso com mais algumas contrações, menos doloridas pude ver meu filho por inteiro". Para Ana, a lembrança destes momentos trazem à tona muita emoção. " A gestação é um momento mágico vivido pela mulher, cheio de sensibilidade e esperança. Você se sente única, por isso cada momento desses nove meses deve ser vivido intensamente", concluiu.

Fórceps
Quando a mãe não consegue "empurrar" o bebê ou em casos em que a criança está sentada, é prematura ou tem uma cabeça maior do que a dilatação da vagina da mãe, é utilizado o fórceps, um processo no qual o aparelho é encaixado na cabeça do bebê, após a episiotomia na mãe, e puxado delicadamente pelo médico.

Parto Normal é Vantajoso Para a Mãe e Para o Bebê
As vantagens do parto normal são tantas que é difícil enumerá-las. Para o lado psicológico, a interação mãe-bebê é muito favorecida pelo parto natural, no qual os laços de ligação são potencializados, quando comparados a uma cesárea. O fato de o bebê poder mamar já na sala de parto e da mãe estar mais disposta à convivência inicial, sem as dores do corte na barriga, feito na cesárea, e com uma anestesia em geral que permite uma movimentação muito mais fácil e precoce, fazem com que o vínculo seja mais estreito nesta condição. Do ponto de vista físico, no parto normal não há cicatriz aparente, a possibilidade de dores abdominais por aderências é infinitamente menor, assim como a chance de hemorragias e infecções. A recuperação pós-parto é praticamente imediata, podendo a mulher voltar aos seus afazeres bem mais rápido. As complicações anestésicas são menores, pois a quantidade de anestésico não precisa ser tão grande. De acordo com o Dr. Abner Lobão Neto, coordenador do Pré-natal Especializado e chefe do Pronto-Socorro de Obstetrícia da Escola Paulista de Medicina, as vantagens para a criança também são imensas. "Costumo utilizar um exemplo bem prático: imagine-se num sono profundo, num ambiente escuro, quentinho e acolhedor, sem nem precisar respirar. De repente empurram você. Sua cabeça é apertada pela mão de um gigante; você se vê num ambiente gelado, barulhento e com uma super luz bem nos seus olhos. Ainda por cima tem que se virar para respirar sem nenhum aviso ou sinal prévio. Este é um bebê, nascendo por parto cesárea", exemplificou. O bebê do parto normal, por outro lado, recebe um "aviso biológico" de que sua hora de nascer está chegando e, portanto, "prepara-se" melhor para

Parto na água, mais uma opção para a gestante
O parto na água, surgido na década de 70, ainda é pouco difundido no Brasil, mas algumas mulheres têm optado por esse tipo de parto, pelos benefícios que pode proporcionar à mãe e ao bebê. Durante o trabalho de parto a gestante é colocada numa banheira que pode ser plástica ou de hidromassagem, com água na temperatura de 36 – 37 ºC, cobrindo a barriga. A parturiente poderá

14

ficar na água durante as contrações, sair para ter o bebê ou permanecer nela, até que o bebê nasça. "Além do relaxamento produzido pela água quente, o alívio de seu peso que diminui ao entrar na água, facilita a movimentação e a descida do bebê na pelve. O maior benefício para a gestante é o efeito analgésico da água sobre as contrações", explica o dr. Adailton Salvatore Meira, ginecologista e obstetra. O parto na água promove também a participação do pai no instante do nascimento - ele pode entrar na banheira, sentar-se atrás da mãe, servindo de apoio para suas costas e ao mesmo tempo, transmitir-lhe carinho e confiança. Segundo o dr. Meira são realizados em sua clínica, de dois a três partos na água por mês e também na casa da gestante, quando a gravidez é de baixo risco. "Atualmente em São Paulo, o Hospital Albert Einstein, já conta com uma banheira, não propriamente para parto, mas usada durante as contrações", informa. Na Austrália, Estados Unidos, Japão, Alemanha e outros países, há hospitais e "centros de nascimento", onde a prática do parto na água é bastante comum. "Há um movimento internacional para o aumento de partos na água. Assim que mais hospitais abrirem suas portas para um parto não ortodoxo e, portanto, mais fisiológico, talvez, mais e mais casais possam ter acesso a esse tipo de parto", finaliza o dr. Meira.

Parto em Casa
Algumas mulheres optam por um parto residencial por se sentirem mais seguras num ambiente conhecido. É importante saber que o seu médico só concordará com esta opção caso sua gestação tenha transcorrido sem problemas e se a possibilidade de parto normal for dominante. O especialista lhe dará uma lista de como preparar o local do parto e de coisas que precisará, tais como boa iluminação, mesinha com rodas na qual colocará seu equipamento, muitas toalhas macias. O médico deverá ir previamente a sua residência para avaliar o local, a qualidade do leito. Os médicos tentam persuadir as pacientes que optam por este tipo de parto, alegando que se houver alguma complicação, principalmente com o bebê, haverá dificuldades para o socorro. Na verdade, você deve ponderar.

pelos médicos. Mesmo assim, o Brasil é o recordista de cesáreas no mundo, chegando a 80% dos partos em instituições privadas. A jornalista Cecília Martins Souza foi uma das mães que optou pela cesárea e não se arrepende. "A recuperação é mais lenta e a dor devido a incisão no abdome é super desconfortável. Eu tinha plena consciência de todos esses fatores, porém, o que me levou a optar pela cesárea foi o fato de ter, acima de tudo, consciência de que não me sentia preparada para o parto normal", conta. Segundo a jornalista, independente das informações sobre as inúmeras desvantagens da cesárea, o que falou mais alto foi o coração. "Eu tinha certeza que para eu e meu filho a cesariana seria mais adequada. No início da gestação meu marido defendia o parto normal, mas após inúmeras conversas com o obstetra, tivemos a certeza que esta seria a melhor opção para nós. Apesar de ter todas as condições para fazer um parto normal, Cecília, no entanto, não se sentia à vontade para este procedimento e em casos como estes, os médicos costumam não insistir, pois corre-se o risco da mãe não colaborar durante o parto, colocando, inclusive, a vida da criança em risco. O ritmo de vida agitado da jornalista foi outro fator que contribuiu para a escolha da cesárea. "No parto normal, você precisa estar consciente de que terá que fazer muita força muscular e sentir dores fortíssimas, o que sem dúvida vale a pena para ver seu filho nascer. No meu caso, porém, seria mais um stress e eu queria me poupar disso. Eu achava que o parto deveria ser um momento tranqüilo para mim e para o bebê e foi assim que aconteceu".

Parto em Gestantes HIV Positivo
Apesar de toda a movimentação da comunidade médica mundial em prol do parto normal, em alguns casos específicos esta prática não é recomendada. Este é o caso de gestantes soropositivas – portadoras do vírus da aids -, nas quais a cesariana é mais recomendável. Segundo especialistas, há evidências de que a cesariana diminui os riscos de infecção para o bebê, porém, pesquisadores salientam que a cirurgia não é recomendada em partos de mulheres com baixa taxa de vírus no sangue, já que a diminuição do risco é automática neste caso. Um outro caso em que a cesariana é contra indicada é para mulheres com o sistema imune debilitado. Neste caso o risco concentra-se em complicações pós-operatória na mãe. A revista médica New England Journal of Medicina publicou recentemente um estudo no

Parto cesáreo? Sim. E sem receio!!
O parto cesáreo, normalmente é realizado em casos de risco para a mãe e bebê, sofrimento fetal e uma série de ocorrências obstétricas. Fora estas situações, esse tipo de parto é desaconselhável

15

qual foram avaliados 15 trabalhos sobre a transmissão do HIV da mãe para o filho. De acordo com o estudo, 70% do contágio ocorre durante o trabalho de parto, daí a indicação da administração de AZT durante a gestação e, no pós-parto, de maneira intravenosa.

Parto X Diabetes
Em casos de gestantes diabéticas, o parto, a menos que se suspeite que o feto esteja em perigo, não deve ser induzido antes do termo. A cesárea, segundo o especialista em Ginecologia e Obstetrícia da Associação Médica Brasileira, dr. Evaldo Rodrigues Júnior, deve ser praticada quando for verificado pelo médico a ausência de condições para indução, capacidade pélvica questionável (bacia estreita), macrossomia fetal (4 kg), histórico de perdas fetais pela via vaginal, cesáreas anteriores e provas funcionais, indicando baixas reservas ueroplacentárias de oxigênio e sofrimento fetal. Caso contrário, será permitida a via vaginal (parto normal). A anestesia eletiva é de condução, dando-se preferência à anestesia peridural?, salienta o médico. Além disso, segundo especialista, o parto deve ser acompanhado por um neonatologista e, se possível, em ambiente que disponha de recursos para cuidados intensivos ao recém-nascido.

É normal, no momento do orgasmo, a barriga ficar dura, e o bebê nos meses mais próximos ao nascimento, tanto pode ficar quieto, quanto se movimentar muito. O sexo só deve ser abandonado, quando provocar algum tipo de dor (barriga, vagina, etc.), ou quando ocorrer sangramento. Nesses casos, a gestante deve procurar o mais rápido possível, ajuda médica. A mulher grávida deve conversar sempre com seu parceiro. Não ter vergonha de contar seus medos e necessidades. Um dos medos mais freqüentes, é que por estar engordando, o homem sinta a necessidade de procurar outras formas de se satisfazer com outras mulheres. Isso deve ser afastado completamente! Um diálogo nesse sentido, só ajudará a desfazer os "fantasmas" presentes, e a tornar cada vez mais o relacionamento seguro.

O Medo da Dor do Parto Pode e Deve ser Superado
"Parirás com dor". Este foi um dos castigos impostos por Deus a Adão e Eva, no momento em que foram expulsos do Paraíso. É óbvio que com um antecedente tão importante é difícil não ter algumas fantasias sobre a dor do parto, principalmente entre os latinos. "Hoje não é justificável que uma parturiente sinta dor durante o trabalho de parto e durante o parto propriamente dito", afirma o coordenador do Pré-natal Especializado e chefe do Pronto-Socorro da Escola Paulista de Medicina, dr. Abner Augusto Lobão Neto. Os procedimentos anestésicos são seguros e consagrados. Além disso, a dor não traz qualquer benefício para a mãe ou o bebê. "Em nossos dias o único medo aceitável é o da gestante que depende do socorro de um serviço público ou privado de má qualidade, no qual não se disponibilize a anestesia ou analgesia. Nestes casos, mesmo uma cesárea pode ser uma alternativa de alto risco", avalia o Dr. Lobão. Muitas mulheres têm pavor da incisão feita na vagina para ajudar o bebê a passar. A episiotomia pode ser realizada ou não, de acordo com a necessidade. Segundo o obstetra, o uso da episiotomia é indicado quando percebe-se que a passagem do bebê pela vulva materna pode provocar o rompimento descontrolado da mucosa, pele ou mesmo músculos da região. Desta forma, a episiotomia protege o períneo como um todo, uma vez que não acontecerão as roturas e que, portanto, com apenas alguns pontos resolve-se o problema potencial. Os pontos da parte visível da pele são geralmente de três a cinco, dados com fios biocompatíveis que "caem" sozinhos cinco a

Psicologia na Gravidez
SEXO E GRAVIDEZ Com as transformações no corpo, a mulher no período de gestação pode sentir-se indesejada, e algumas às vezes, rejeitada pelo parceiro. Esse tipo de sentimento é considerado normal, mas não deve ser cultivado de forma que, venha a prejudicar o relacionamento do casal. É bom que a mulher tome conhecimento, que não precisa deixar de fazer sexo durante a gestação e que, sentir-se de certa forma menos atraente é algo que só tende a deixá-la deprimida. Afastar esse tipo de sensação é a primeira atitude a ser tomada. Outro fator que também pode interferir, é o medo presente de que, através das relações sexuais, o feto pode de alguma forma ser prejudicado. No entanto, essa idéia também deve ser afastada. O bebê está imensamente protegido no interior da barriga, dentro da bolsa-d'água, e desde que não cause nenhum desconforto para a mulher, qualquer posição pode ser utilizada.

16

sete dias depois do parto. São dados, ainda, poucos pontos internos, que em geral somam seis. Numa cesárea, apenas na pele são dados em torno de 20 pontos, que precisam ser retirados, na maioria dos casos, após uma semana. Cada uma das camadas internas do abdômen precisam de outras séries de pontos, o que por vezes chega a totalizar 80 pontos, dependendo da técnica e fios utilizados.

Aspectos Psicológicos da Gestação

A gravidez pode ser uma ameaça ao casamento? Geralmente ela traz maior integração do casal, mas se a estrutura conjugal for frágil, este fato pode desestabilizar o casal.

Estados emocionais podem dificultar a concepção? Sim, o equilíbrio hormonal e a regularidade da ovulação são facilmente rompidos em função da ansiedade e de conflitos com relação à maternidade.

O que fazer quando isto ocorre? O ideal seria aumentar o diálogo com o companheiro procurando fortalecer a união. As vezes se faz necessário consultar um psicólogo abrindo um espaço para expor seus temores, fantasias e preocupações preparando emocionalmente o homem e a mulher para terem este filho.

Há sempre uma oscilação entre desejar e não desejar um filho? Sim, isto é absolutamente normal e caracteriza todos os relacionamentos pessoais significativos. A grávida em conflito pode apresentar náuseas e vômitos mais constantes? Sim. Além das mudanças hormonais e metabólicas a ambivalência e a rejeição intensas podem provocar estes sintomas. O que a mulher sente ao ser confirmada a gravidez? Uma mistura de sentimentos: alegria, apreensão, medo e em alguns casos franca rejeição.

17

relação com a criança e sua paternidade.

Ocorrem oscilações de humor durante a gestação? Sim, com o aumento da sensibilidade podem ocorrer maior irritação, choro e risos com mais facilidade.

O que ocorre quando o casal percebe os movimentos do bebê? Em geral a percepção do movimento traz a sensação de alívio e segurança de que tudo está bem. Para o homem, colocar a mão na barriga da mulher e sentir os movimentos faz com que se sinta mais próximo de seu filho.

Porque muitas mulheres sentem-se mais seguras com a gravidez? Em alguns casos a gravidez propicia uma sensação de grande poder e importância, sendo esta capaz de acolher dentro de si a vida sob forma de um novo ser.

As mudanças físicas ocorridas durante a gravidez são definitivas? As várias partes do corpo tem a capacidade de ampliar-se para fazer as adaptações necessárias no decorrer da gravidez e do parto. E tem a mesma capacidade de voltar ao estado anterior a gravidez.

Como alterações do corpo influenciam a grávida? Há diferentes tipos de reação. Algumas mulheres sentem orgulho pelo corpo grávido. Outras vêem as alterações do corpo como deformações, sentindo-se feias.

Com a proximidade do parto a ansiedade aumenta? Sim, ela é especialmente aguda nos dias que antecedem a data prevista e intensificam quando a mesma é ultrapassada.

Como o homem pode estar presente na gravidez de sua companheira? 18

necessidades vendo-o como um indivíduo separado. E não ter como expectativa que o mesmo preencha certas deficiências do casal, evite solidão, diminua carência afetiva e etc.

Como preparar-se adequadamente para o parto? Com informações, relaxamento, acompanhamento médico e alimentação balanceada. Não esquecendo de conversar muito com seu bebê e procurar sua felicidade.

Noções de estética e cuidados físicos
ALIMENTAÇÃO NA GRAVIDEZ Durante a gravidez, ocorre uma pequena redução na quantidade de glóbulos vermelhos, e tanto a mamãe como o bebê podem ser prejudicados. Esse fato, pode ocasionar uma anemia na gestante e a importância de uma alimentação correta, rica em proteínas e ferro, ajudará a evitá-la. Comer bem e de forma saudável não significa ingerir alimentos em excesso, ou ricos em calorias, do tipo, doces, refrigerantes, massas, carboidratos, etc. A gestante deve adquirir o hábito de comer devagar, aos poucos, várias vezes ao dia e mastigando muito bem. As verduras, alguns tipos de frutas, o milho e a aveia, ajudam a prevenir a prisão de ventre. O leite e seus derivados (queijo, manteiga, etc.), auxiliam na formação dos ossos e dentes do bebê. Deve-se ficar atenta, para que o fígado (ou outro tipo de carne), e o feijão seja alimento integrante de alguma das refeições diárias. Sempre que possível deve-se evitar ingerir alimentos muito quentes, com excesso de temperos, frituras e produtos embutidos e, dar preferência a ingestão de água ou suco a refrigerantes. Sugestão de Cardápio Café da manhã - 1 pãozinho de 50grs; - 1 xícara de leite (pode-se usar o desnatado); - 1 fatia de queijo branco, ou uma colher de sopa de requeijão; - 1 copo de suco ou uma fruta; - 1 pires (raso) de cereal. Evite o café. Como alternativa pode-se beber o chá. OBS: No intervalo entre o café da manhã e o almoço, aconselha-se comer uma fruta ou uma taça de gelatina. Almoço - 1 pires de arroz; - 1 concha de feijão cheia; - salada a vontade; - 1 bife médio, de preferência, grelhado; - água ou suco;

Ocorrem mudanças após o parto? Sim. O pós parto é a continuação da situação de transformação, pois ocorrem novas mudanças fisiológicas na mulher.

Qual a palavra chave para o pós parto? Flexibilidade e adaptação, requisitos necessário à mudança de rotina, de relacionamento familiar, de tarefas e aumento de responsabilidades, aprendizagens e descobertas.

Como iniciar uma relação saudável com o bebê? Perceber e satisfazer de modo adequado suas

19

- 1 taça de gelatina. Lanche da Tarde - 1 copo de leite ou suco; - 5 bolachas de água e sal; - 1 fatia de queijo; - 1 fruta. Jantar Como o horário do jantar geralmente está próximo a hora de dormir, a gestante deve alimentar-se de maneira leve, para não ocorrer possíveis desconfortos. - 1 prato fundo de sopa de legumes; - salada a vontade, mas, sem exageros; - 1 filé de frango grelhado; - suco ou água. Se na hora de deitar, ainda existir fome, deve-se ingerir uma fruta, ou um copo de leite morno.

diversas fases do trabalho de parto. São realizados as seguintes fases: 1ª fase - Dilatação: executa-se a respiração cachorrinho ou vela (no momento que o útero se contrai); 2ª Fase- Período Expulsivo: consiste em exercícios respiratórios. O trabalho executado baseia-se em encher o pulmão de ar, prender a respiração, elevar a cabeça, fazendo uma pressão abdominal enquanto durar a contração. Duração: 10 à 15 minutos. O relaxamento é realizado nos 3 a 5 minutos finais da aula, permitindo à gestante voltar a calma.
Antes de começar – ou continuar – qualquer rotina de exercícios vale atentar para os seguintes pontos: Sempre cheque com seu médico se o exercício que você pretende praticar é compatível com a gravidez Ninguém melhor que um profissional de educação física para acompanhar sua rotina de exercícios. Por isso, sempre que possível, se exercite sob supervisão deles. Use roupas folgadas e arejadas e nunca se exercite sem um sutiã com boa sustentação Sempre faça um aquecimento antes de começar a se exercitar Comece devagar e vá aumentando o ritmo gradualmente Pare imediatamente se sentir falta de ar Pare imediatamente e procure seu médico se sentir dor No terceiro trimestre não faça exercícios em que precise ficar deitada de costas por um longo tempo Beba sempre muito líquido antes, durante e depois de se exercitar Cheque sempre seu pulso e não deixe que suba para mais de 140 batimentos por minuto Evite se exercitar ao ar livre quando o tempo estiver muito quente e úmido

Ginástica na Gravidez
Exercícios Recomendados para Gestantes O programa de aula para gestantes, usado pela personal trainer, Silvana Valéria S. Safady, professora graduada em Educação Física e pósgraduada em Ciências do Esportes, divide-se em quatro partes : Série Metabólica: exercícios que preparam a gestante para a série principal que ativa a circulação sangüínea, aumenta a capacidade pulmonar e aquece as articulações. A caminhada poderá ser combinada com movimentos dos membros superiores, visando a correção postural e também a melhora da capacidade pulmonar. Exercícios: ombro, braço, antebraço, intercostais e peitorais. Duração: de 3 à 5 minutos. Série Principal: nesta série estão os exercícios propriamente ditos. Destacam-se os exercícios musculares, cuja finalidade é manter a tonicidade dos grupos musculares que, com a gravidez, se alongam. É aconselhável, também, fazer exercícios de alongamento para os grupos musculares que se encurtam, neste caso os eretores costais e os do assoalho pélvico. É importante lembrar que devem ser evitados exercícios de hiperextensão da coluna. Duração: 30 à 35 minutos. O trabalho realizado nesta série envolve exercícios peitorais, dorsais, braços, pernas (glúteos, quadríceps, adutores e abdutores), e abdominais. Poderão ser realizados tanto em pé, quanto sentada, decúbito dorsal como lateral. O peso ou barra também poderão também ser utilizados. Série Respiratória: baseia-se no ensino e treinamento das respirações específicas nas

Massagem – Mamãe e Bebê

MASSAGEM A massagem é um ato de tocar o corpo, para despertar ou aliviar algum incômodo. Este ato se dá através das técnicas que hoje são muitas, como por exemplo: Shiatsu, Do-in, Reflexologia, etc. Uma simples massagem pode ser muito agradável. Seus efeitos são cumulativos e um tratamento completo traz maiores benefícios, tais como: aliviar tensões, rigidez, dores musculares, melhora a respiração, ativa a circulação, relaxa, cura, acalma, etc. O toque é fundamental para o nosso bem estar. Os abraços, as caricias, os apertos de mãos fazem nos sentir amados e queridos e nos ajudam a desenvolver uma auto imagem forte e sadia.

20

Que tal você experimentar este toque fazendo uma auto massagem? - Sente-se o mais confortável possível. Esfregue as mãos uma na outra. Coloque as palmas das mãos no rosto e sinta o calor que vem delas. - Coloque as palmas das mãos sobre sua cabeça e faça pequenos movimentos circulares. - Com os dedos das mãos, vá descendo para a testa lateralmente, fazendo círculos em toda esta região. - Ainda com os dedos, vá até os olhos (com eles fechados) e faça novamente movimentos circulares com uma pressão suave. - Com esta mesma pressão, vá deslizando pelo nariz, saindo lateralmente em direção as maçãs do rosto. Com uma pressão um pouco maior, desça até a mandíbula e gengiva inferior, sempre fazendo movimentos circulares. - Repita mais duas vezes esta seqüência e pronto, você vai sentir benefícios desta auto massagem no rosto.

Fraldas de pano Gorrinho de lã Lençol de berço c/ fronha (2 peças) Lençol avulso Lixeirinha Luvinha de malha Manta de linha Mordedor de borracha Óleo para bebês* Pomada para assadura Sabonete neutro Saboneteira Sapatinho de linha Termômetro para água Termômetro comum Toalha de banho com capuz(de plush ou atoalhada) Travesseiro O que levar para a maternidade: a) sacola da mamãe: pacote de absorvente próprio para o pós-parto chinelo de quarto jogos de camisolas que sejam de fácil manejo para amamentação calcinhas de tamanho maior do que usava antes de engravidar cinta pós-parto roupa para o dia de alta produtos de higiene íntima: escova de dentes, escova de cabelos, shampoo, sabonete, creme dental, toalhas... sutiãs de amamentação, protetores de seios máquina fotográfica b) sacola do bebê fralda descartável (tamanho recém-nascido) conjunto pagão com calça conjunto de lã de acordo com o clima macacão de recém-nascido lençol de bercinho manta (de acordo com a estação) fraldas de pano (brancas, sem pintura) escovinha macia para cabelos sapatinhos e luvas de lã (no frio) lembrancinhas enfeite de porta Esta é a lista mínima, fica a critério de cada um o que desejar levar a mais. c) documentos RG da paciente Carteira de convênio (caso tenha convênio, o Hospital exige na internação) CIC e RG do marido (ou acompanhante)

Preparativos
Lista para Chá de Bebê mamadeiras grandes (250ml) mamadeiras médias (160ml) mamadeiras pequenas (80ml) 1 mamadeira de remédio 6 chupetas 3 prendedores de chupeta 1 conjunto de escovas para lavar mamadeiras 1 pinça para esterilização Recipientes plásticos para guardar as mamadeiras/chupetas limpas Pratinhos para as papinhas Colherinas para as papinhas (as melhores são cobertas com silicone e não machucarm as gengivas) Brinquedos para o berço Brinquedos para o banho Fraldas descartáveis Toalhas/Lenços umedecidos para a troca de fraldas Abajour Álcool (70%) * Algodão de bolinhas Babador Bonézinho ou chapéuzinho de tecido Calça enxuta Calça sem pé de malha Camisa pagão de malha Cotonetes Fraldas de pano

21

Guia de internação (informe-se junto ao seu convênio se pode ser fornecida antes do parto, pois facilita muito no momento de internar). CASA Sua casa deve estar organizada com uma certa antecedência. Não deixe para fazer grandes arrumações perto da data do parto – você pode ser surpreendida ... A cozinha deve estar abastecida com comida suficiente para pelo menos uma semana – a última coisa que você vai querer pensar quando chegar da maternidade é em ir ao supermercado! Lembre-se de estocar também alguma coisa para servir às visitas que virão conhecer seu pimpolho. Acredite: Elas virão e serão muitas. QUARTO DO BEBÊ Deve estar limpo e pronto para receber seu proprietário a qualquer momento. Organize bem as roupinhas no armário ou cômoda, já que depois do nascimento as coisas certamente vão estar mais agitadas e você não terá muito tempo para procurar uma determinada peça. Coloque as roupinhas menores em cima. Assim você evita encontrar aquele macacão lindo daqui a um mês quando ele já não caberá mais. Instale uma luz noturna. Ela será muito útil nas mil e quinhentas vezes que você entrará no quarto à noite. COISAS DO BEBÊ Se você for usar mamadeiras e chupetas, tire-as das embalagens e lave tudo muito bem. Quando voltar da maternidade é só esterilizar e usar. A banheira também deve ser bem limpa antes do primeiro uso. Se o seu pediatra indicar, você terá que passar álcool ou outro produto antes do primeiro banho, mas não faça isso agora já que essa limpeza tem que ser feita logo antes da utilização. No trocador organize tudo para o fácil acesso. Vários potinhos guardam cotonetes, algodão e gaze, tudo ao alcance da mão.

Aspectos Legais
Certidão de Nascimento. O que Fazer... É muito fácil tirar a certidão de nascimento do bebê, tarefa realizada, normalmente, pelo pai. Ocorre que na ocasião, a mamãe está em recuperação, ainda na maternidade. Para fazer o registro oficial é necessário que o pai apresente no Cartório de Registros a via amarela da declaração de nascimento, cedida pelo hospital na ocasião do nascimento do bebê. Além disso, é fundamental

levar a certidão de casamento e a cédula de identidade. Caso os pais não sejam casados no civil, além da via amarela, é necessário que o casal compareça ao cartório e apresente, obrigatoriamente, o RG. O registro é gratuito e poderá ser feito em um cartório próximo ao hospital ou à residência do casal, das 9 às 16 horas. Os Direitos da Gestante A mulher quando engravida, principalmente as que executam trabalhos fora de casa, na maioria das vezes, se sentem ameaçadas. É importante que a futura mamãe tenha conhecimento de seus direitos, e que isso é assegurado por lei. A lei nesse sentido garante que a gestante não poderá ser demitida, a não ser por justa causa (mesmo grávida ou enquanto estiver de licençamaternidade), e isso passa a vigorar no momento em que for confirmada a gravidez, se estendendo até 5 meses após o parto. Entretanto, se ela desejar, poderá pedir demissão. No caso da mulher ter sido contratada para executar serviços temporários (com data para começar e acabar préestabelecidas), o empregador não se vê na obrigação de continuar com ela ao término da licença-maternidade. Após o nascimento do bebê, a mamãe tem o direito por lei a 120 dias de licença-maternidade, com pagamento mensal e integral de seu salário. Possui o direito também de mudar o ramo de atividade, ou iniciar sua licença a partir do 8º mês de gravidez, se for constatado que seu trabalho, de alguma forma, pode vir a prejudicar sua saúde, ou a de seu bebê. Até os seis meses de idade do bebê, a mulher também possui o direito a dois descansos diários, durante sua jornada de trabalho, para a amamentação da criança. Muitas empresas atualmente, já possuem o sistema de creche. A mamãe pode levar consigo seu bebê, deixá-lo lá pela manhã, amamentá-lo durante o dia, e retirá-lo ao final do expediente. O papai também tem direito adquirido por lei, a 5 dias de licença-paternidade, contados a partir do nascimento de seu filho. Esses dias, devem ser aproveitados para que a certidão de nascimento da criança seja providenciada. Sabendo de seus direitos, mamãe e papai juntos, devem desfrutar ao máximo esses dias para dedicar-se integralmente ao seu bebê.

ASTROLOGIA
As características das crianças em cada signo do zodíaco. Áries - de 21 de Março a 19 Abril A criança do signo de Áries é de modo geral extremamente alegre e agitada. Com tanta energia é melhor encontrar muitas atividades para ela se

22

aplicar de forma positiva. Impaciência é uma característica própria dos arianos e o pior castigo é fazê-la ficar quieta de castigo. Toda essa impaciência pode ter um lado negativo, pois muitas vezes a criança simplesmente se aborrece logo com as coisas, não aplicando-se em nada até o fim. Tanto meninos como meninas se destacarão enormemente nas áreas esportivas, ou qualquer campo que possa expressar totalmente seu espírito pioneiro. Pode-se dizer que a palavra chave para caracterizar uma criança de áries é a aventura. Outro aspecto de sua personalidade é que podem tender um pouco ao egoísmo, o que pode ser corrigido se desde cedo atribuir-se a esta criança algum tipo de responsabilidade. A criança de áries é muito sociável e criativa, e estas características farão dela sempre o centro das atenções, contando histórias engraçadas e divertindo quem esta ao seu redor. O principal é controlar sua energia explosiva, canalizando-a para atividades que a atraem, seja na escola ou nas outras atividades, e dar enfase ao seu espírito empreendedor e aventureiro. Pessoas Famosas: Charles Chaplin, Vincent van Gogh, Houdini, Ayrton Senna, Xuxa. Touro - de 20 de Abril a 21 Maio As crianças nascidas sob o signo de Touro tem um desenvolvimento com um ritmo próprio, e são geralmente consideradas bastante calmas e tranquilas. O encorajamento da parte dos pais é fundamental para que suas potencialidades venham a tona e evoluam. Observe o que ela gosta de fazer e participe também de suas atividades. A persistência é uma das principais qualidades dos taurinos, e tudo o que aprender através de leituras e exercícios jamais será esquecido. São também dotados de grande capacidade para trabalhos manuais, o que deve ser estimulado. Outra caracteristica marcante dos taurinos é que são bastante convencionais e tradicionalistas.O importante para uma criança deste signo é que ela se sinta segura dentro de casa, o que faz com que ela seja automaticamente encorajada e estimulada. É importante saber que os desentendimentos familiares a afetam mais do que a qualquer outra criança de outro signo. Os taurinos tem grande aptidão para a música, e os pais podem e devem estimular seus filhos taurinos a ingressar no mundo musical, fazendo parte de um coro na escola, ou estudando piano. Pessoas Famosas: Ella Fitzgerald, Sigmund Freud, Bing Crosby, Rainha Elizabeth. Gêmeos - de 22 de Maio a 20 Junho Vivacidade e inquietação são palavras que podem caracterizar uma criança geminiana. Ela é bastante sociável e vive fazendo perguntas que tão logo são respondidas dão origem a outras perguntas. Esta 23

Este é um traço caracteristico deste signo, e pouco pode ser feito para alterar este dualismo natural. Isso pode ser observado nas crianças nativas deste signo, pois tem uma tendência a se aborrecerem logo com os próprios hobbies, deixando tudo pela metade. Os pais devem tentar fazer com que ela se torne mais persistente, ocupando-a com diversas tarefas ao mesmo tempo, mas procurando levar todas ao término, mesmo que alternadamente. Deve-se estabelecer uma finalidade, ou seja, a de concluir o que quer que esteja fazendo, inclusive com a participação estimulante dos pais e amiguinhos. É muito inteligente e aplicado, e se sairá bem na escola, mesmo não aceitando muito bem uma disciplina severa, por seu caráter anticonvencional. Por seu temperamento vivaz e criativo, estas crianças tem grandes aptidões para tudo o que não o faça sentir-se preso a algum tipo de monotonia. Muitos adultos geminianos são escelentes reporteres e jornalistas, ou trabalham com atividades ligadas ao turismo. Pessoas Famosas: John Wayne, Bob Dylan, Judy Garland, Catarina a Grande. Câncer - de 21 de Junho a 22 Julho As crianças nativas de Câncer apresentam muitas virtudes e talvez a maior de todas seja um instinto natural de proteção para com a sua família. Elas não hesitarão em demonstrar esta característica, e em suas brincadeiras e seu modo de estar sempre atento e de cuidar dos menores, é algo que deve ser admirado, pois faz com que eles se sintam seguros em sua companhia. Em alguns casos, as crianças de câncer tendem a querer ficar em casa mais do que seus irmãos, pois elas procuram segurança e proteção psicológica nas quatro paredes do lar. Existe uma possibilidade de que as crianças de câncer sejam tímidas e seus pais deverão observar isso com cautela. Se essas crianças forem, por exemplo, forçadas a apresentarem-se em público, poderão passar por uma desagradável e traumática experiência. Como são um pouco introvertidas, é bom os pais estarem atentos a repentinos silêncios ou "bicos", pois podem ser decorrentes de algum problema pessoal e devem ser encorajadas a falar sobre o que as aborrecem. Elas são pessoas muito sensíveis e podem em certas situações tornarem-se manhosas e birrentas. Quando, por exemplo, não consegue algo que quer pode cair num choro sentido, ou o contrário, quando tem que fazer algo que não quer pode facilmente começar a bater os pés. Tem uma imaginação muito fértil, e devem ser estimuladas em atividades como desenhar, pintar, representar. Sua matéria preferida é a História, e nos esportes tem maior aptidão para a natação. Pessoas Famosas: Júlio Cesar, Louis

Armstrong, Gina Lollobrigida. Leão - de 23 de Julho a 22 Agosto Eis uma amostra de uma criança exuberante e cheia de si. O que podem ser características muito positivas, mas que podem se tornar prejudicias caso venham a ser muito reforçadas pelos pais, por exemplo, dizendo coisas do tipo "meu filho é o melhor", "meu filho é o mais inteligente", etc. O certo a fazer é criar ao seu redor um ambiente favorável à sua vivacidade, onde ela possa perceber que não é a única no mundo e que existem outras pessoas tão boas ou até melhor do que elas... e isso não é nenhum problema. De modo geral, é muito generosa e gosta de estar na companhia de outras crianças, emprestando e compartilhando seus próprios brinquedos. Gosta de organizar atividades sociais, como teatrinhos na escola, gincanas ou rifas para algum tipo de finalidade social. Esta qualidade deve ser estimulada, pois orienta de forma positiva o natural espírito de liderança da criança leonina, porém os pais devem ficar atentos para que ela não se torne demasiadamente dominadora. Entusiasmada por várias atividades e interesses diferentes, normalmente vai muito bem na escola, participando dos trabalhos e sentindo-se orgulhosa dos seus feitos. Não gosta de disciplina e de que chamem a sua atenção por alguma falha, podendo as vezes tornar-se inflexível, pois precisa sentir que é guiada pela própria cabeça e precisa provar ao resto do mundo e a si mesma que tem fibra. Pessoas Famosas: Mick jagger, Neil Armstrong, Napoleão, Alfred Hitchcock. Virgem - de 23 de Agosto a 22 Setembro A criança de virgem às vezes surpreende os adultos por suas maneiras e modos bem comportados. Uma das principais características destas crianças é que são muito prestimosas e atenciosas: a pedido dos pais, ela poderá ajudar na limpeza da casa ou cuidar dos irmãos menores, inclusive ajudando-os nas tarefas escolares. Tem uma tendência natural a tudo aquilo o que se refere às comunicações, sendo que desde cedo saberá atender ao telefone ou receber recados e sempre com muita cortesia. É o aluno preferido pelas professoras, com seus cadernos sempre limpos e organizados. Os pais devem procurar estimular na criança virginiana um pouco mais de espírito de iniciativa e liderança, pois o virginiano gosta de saber o que deve fazer e quando a tarefa deve ser feita, o que traduz uma tendência a uma certa aceitação passiva das coisas. Deve-se talvez instituir desde cedo algumas responsabilidades importantes, e evitar tomar certas decisões por ela, por exemplo, deixe que ela decida sobre seus próprios hobbies e atividades extra-curriculares. Estas crianças são 24

atividades feitas ao ar livre, como jardinagem. Pessoas Famosas: Sean Connery, Greta Garbo, Maurice Chevalier. Libra - de 23 de Setembro a 22 Outubro A criança libriana é abençoada com um enorme charme e modos de se relacionar socialmente muito sedutores. Porém não é de muita atividade, e quando não quer fazer algo de que não gosta, nada poderá convencê-la do contrário. Percebe-se nisto um certo modo de "sonhar de olhos abertos", pois em certas situações que não lhe atraem a atenção, estará mentalmente a quilometros de distância. É necessário orientar e disciplinar esta criança, para que ela consiga se aplicar com mais firmeza, evitando uma certa tendência a tentar manipular as pessoas com seu charme especial numa tentativa de conseguir o que quer. As meninas de libra amadurecem muito cedo, e certamente logo estarão apaixonadas por ídolos romanticos da época, muito antes que amigas da mesma idade. São crianças que devem ser ensinadas a tomar suas próprias decisões, inclusive quanto as roupas, o que instintivamente ela saberá escolher com um gosto todo particular. Na escola, ela se destacará em atividades artísticas e música, podendo aprender com facilidade algum instrumento musical. O importante para os pais é educar seus filhos librianos com firmeza, incentivando positivamente o modo como eles se relacionam com outras pessoas. Pessoas Famosas: Shirley Temple, Papa Paulo VI, Presidente americano Eisenhower. Escorpião - de 23 de Outubro a 21 Novembro A criança de escorpião necessita de um cuidado extra no que diz respeito à orientação e disciplina. De personalidade forte, sabe ser muito teimoso quando quer, e suas inúmeras perguntas precisam ser respondidas nos mínimos detalhes e com bastante precisão, para não ter uma aparência falsa ou distorcida dos fatos, isso porque nela existe uma necessidade muito grande de saber das coisas exatamente como elas são. Essa característica nos nativos deste signo, e em especial nas crianças, faz com que eles adorem o mistério, e assim que aprendem a ler, devoram literalmente grandes quantidades de livros de mistério e suspense. Isso faz dele um excelente "agente secreto", e os pais devem canalizar esta particular característica em atitudes positivas, como festas surpresas, guardar segredo sobre o presente do dia das mães, etc. A criança de escorpião é muito ciumenta, o que pode ser um problema quando do nascimento de um irmão menor, a menos que ela se sinta muito desejada e amada, recebendo muito carinho nesta fase, e que os pais a incluam nos cuidados com o novo bebê. É uma criança cheia de energia,

voltada para esportes como a natação ou mais pesados, como judô e karatê. Adapta-se sem problemas na escola, mas mesmo assim deve-se prestar atenção quanto à sua disciplina, pois às vezes gosta de pregar "peças" nas suas professoras. Suas travessuras dificilmente serão descobertas, pois em idade escolar, terá já desenvolvido suas habilidades de agente secreto. Pessoas Famosas: Indira Ghandi, Princesa Grace de Monaco, Pablo Picasso, Katherine Hepburn e o famoso "007 James Bond". Sagitário - de 22 de Novembro a 21 Dezembro A criança nascida sob o signo de sagitário é muito atenta ao que a rodeia, e uma das mais ativas e aventureiras. Adora se exibir e dar vazão a brincadeiras de certo modo um tanto perigosas. Quando os pais menos esperam, lá está o filho sagitariano dependurado no galho mais alto de alguma árvore, ou descendo a toda velocidade ladeira abaixo em sua bicicleta. Apesar de seu temperamento bastante estourado, é uma criança muito franca e sincera. No início de sua vida escolar ela poderá parecer bastante desinteressada, encontrando sérias dificuldades com regras escolares muito severas. Irá preferir com certeza brincar no jardim, correndo e saltitando desenfreadamente atrás de alguma borboleta. Mas conforme vai crescendo, deve aumentar seu interesse pelos estudos, terminando cada ano com destaque e sempre com boas notas. O que pode afastá-la dos estudos é sempre uma tendência a aborrecer-se com a rotina escolar ou um relacionamento difícil com alguma professora. Tem uma facilidade natural para o aprendizado de idiomas, o que deverá ser estimulado pelos pais, e gosta muito de escrever. Seus hobbies e passatempos preferidos serão sempre um tanto quanto perigosos, o que certamente deixará os pais muito apreensivos na maioria das vezes, mas ela poderá ser direcionada para atividades que a levem a pensar (por exemplo, jogos como xadrez ou gamão) e que a mantenham ocupada, alternando assim seus períodos de maior frenesi. Pessoas Famosas: Walt Disney, Frank Sinatra, Ludwig van Beethoven, Winston Churchill. Capricórnio - de 22 de Dezembro a 19 Janeiro É uma criança de comportamento muito sério e bastante aplicado na escola, e seus esforços nos estudos costumam dar bons resultados, fazendo com que venha a tona um lado ambicioso e um desejo natural de ser sempre o melhor da turma. Tem vocação para as ciências exatas e matemática, e em particular por estudos de geologia ou arqueologia, podendo também ter destaque em atividades físicas, de preferência em "solo", como por exemplo, alpinismo, vôo livre, ou qualquer outra atividade que dependa única e 25

um tanto quanto solitário, mas na realidade se destaca mais facilmente quando pode estar só, pois se sente mais feliz confiando nos próprios esforços. Trabalhos ou atividades de equipe não são aconselhados para os nativos deste signo. Sente-se mais seguro se tiver um padrão regular de vida, e não é de tomar iniciativas. Gosta de paz e quietude, de ler bons livros, e gosta de saber exatamente o que se espera dele. Não é de seu caráter ser muito amoroso ou afetuoso, e se tiver irmãos mais novos, sua presença solene fará com que seja prontamente obedecido. Os pais deverão tentar estimular em seu filho capricorniano um espírito mais participativo e sociável, participando junto com ele de suas atividades de lazer, e incentivando a que ele assim o faça cada vez mais, inclusive com seus amiguinhos. Pessoas Famosas: Marlene Dietrich, Mohammed Ali, Richard Nixon, Elvis Presley. Aquário - de 21 de Janeiro a 18 Fevereiro A criança de aquário é muito individualista e impulsiva, mas com uma orientação e acompanhamento adequados, ela irá transformar isto em qualidades muito positivas. Deve-se entender seu caráterinconformista, que a faz abominar qualquer tipo de disciplina ou regulamento, quer na escola ou no dia-a-dia. Como tem uma mente muito lógica, poderá tentar ela própria reformular estas regras, e será absolutamente necessário que os pais ou os professores a ouçam com atenção, pois sempre terá alguma coisa importante a dizer. Um dos aspectos mais difíceis de lidar da personalidade aquariana é um quê de "eterna insafistação", devido principalmente ao seu modo de ser impulsivo e um tanto original, o que muito provavelmente fará com que ela tenha uma certa dificuldade de fazer com que os outros sigam suas idéias. Anticonvencional por excelência, o aquariano encontra dificuldades em se relacionar com pessoas conformistas e rígidas. A criança aquariana é muito teimosa, e tem uma certa tendência a se mostrar "diferente". Ela adora sobressair, às vezes sendo até taxada de "excêntrica". Esqueça tentar fazer com que ela use roupas iguais às amiguinhas... provavelmente ela irá inventar um estilo próprio. Devido a sua inteligência muito vivaz, ela é facilmente estimulável, e quanto mais for encorajada a atividades extra-curriculares, melhor. Aulas de dança ou teatro, para as meninas, ciência ou história, inclusive astronomia, para os meninos. Outra característica dos aquarianos é que basicamente não são crianças emotivas, e muitos as considerarão distantes e indiferentes. Diz-se que os aquarianos estão já vivendo o

futuro, e que são extremamentes humanitários. Pessoas Famosas: Franklin Roosevelt, Abraham Lincoln, Clark Gable. Peixes - de 19 de Fevereiro a 20 Março Muitas são as qualidades das crianças dos signo de Peixes, e uma delas é que são extremamente bondosos. Jamais será capaz de maltratar um animal ou brigar com os amiguinhos. Muito sonhador, às vezes os pais poderão ter problemas para conseguir trazê-lo de volta à realidade e ver as coisas como elas realmente são. O ideal é organizar o seu dia-a-dia com muitas outras atividades além da escola, fazendo assim com que ele não fique sonhando e ajudando-o desta forma a ser mais disciplinado. Como todo bom sonhador, ele tem uma imaginação muito fértil, e que deve ser estimulada e desenvolvida de modo livre e natural, canalizando para atividades construtivas, como contar ou escrever histórias, montar castelos com pecinhas tipo Lego, etc. O importante é tentar deixá-lo criar sempre dentro de um universo real, para que ele não se estenda infinitamente, por exemplo, contando uma estória que nunca tem um fim. Uma característica de sua personalidade que os pais devem prestar muita atenção é que os piscianos podem às vezes ser manipulados devido a sua ingenuidade. E, o que se deve então tomar cuidado é exatamente o tipo de amizades que o rodeiam, pois elas podem desviar, de forma negativa, a doce personalidade de seu filho. Pessoas Famosas: Miquelangelo, Elizabeth Taylor, Rudolf Nureyev.

Fontes consultadas:

Revista Destino: Numerologia - o grande número da sorte. Site: www.bebe2000.com.br Site: www.sosdoutor.com.br/sosgestante Livro: O livro das massagens – Lucinda Lidell et al.

26