Provérbios

· A abundância não deixa dormir o rico · A afeição cega a razão · A água corrente esterco não consente · A água silenciosa é a mais perigosa · A agulha veste os outros e vive nua · A amar e a rezar ninguém pode obrigar · A arte é ocultar a arte · A árvore caída todos vão buscar lenha · A azeitona e a fortuna: umas vezes muita, outras vezes nenhuma · A balança não conhece ouro nem chumbo · A barca é rota: salve-se quem puder · A beleza está nos olhos de quem a vê · À boca da barra se perde o navio · A bom entendedor meia palavra basta · A brincar, a brincar vai o macaco à banana · A cada qual dá Deus o frio conforme a roupa · A caixa menos cheia é a que mais chocalha · A cara que vai pedir não é a que vai pagar · A casa do mentiroso está em cinzas e ninguém acredita · A casa que não tem gatos tem muitos ratos · A causa ruim palavras sem fim · A cavalo dado não se olha o dente · A certeza do ganho diminui a canseira · A chuva não quebra os ossos · A cortesia nunca é em demasia · A Deus rezando e trabalhando · A doença é o celeiro do médico · A doença entra às braçadas e sai às polegadas · A doença vem a cavalo e vai a pé · A espada vence e a palavra convence · A esperança é o pão dos infelizes · À falta de capão, cebola e pão · A fatia do pobre cai sempre com a manteiga virada para o chão · A gratidão é a memória do coração · A história á mais séria conselheira dos reis · A homem farto as cerejas lhe amargam · A hora é incerta, mas a morte é certa · A justiça branda faz o povo rebelde · A má erva depressa nasce e tarde envelhece · A maçã podre estraga a companheira · A maior ventura é a que menos dura · A medida do ter nunca enche · A noite é para dormir e o dia para descansar · A noz e a castanha são de quem as apanha · A ocasião faz o ladrão · A paciência é amarga, mas o seu fruto é doce · A palavra é de prata e o silêncio é de ouro · À porta do surdo bate à vontade · A preguiça morreu à sede perto da água · A quem Deus não deu filhos deu o diabo sobrinhos · A quem Deus promete largo não dá estreito · A quem é rico não lhe faltam parentes · A quem nada deseja nada falta · A quem tudo quer saber dá-se-lhe o cu a lamber · À rola e ao pardal não engana o temporal · A verdade é manca, mas chega sempre a tempo · A vida e a confiança só se perdem uma vez

no Natal vem cá parar · Antes asno que me leve do que cavalo que me derrube · Antes cegues que mal vejas · Ao afortunado até os galos põem ovos · Ao amigo que pede não se diz amanhã · Ao casar ninguém é pobre. ideias curtas · Cachorro de cozinha não quer colega · Cada cabeça sua sentença · Cada doido tem a sua mania · Cada terra com seu uso. cada roca com seu fuso · Cães grandes nunca se mordem · Caldo sem pão só no inferno o dão · Caminha pela estrada e acharás pousada · Caminho trilhado não cria erva · Cantam os melros. se calar-se sabe · Beleza sem bondade nem vale metade · Bendita a ferramenta. vinho e amigo. o mais antigo · Barco de muitos mestres dá na costa · Bastante sabe quem não sabe. falar verdade · Ao menino e ao borracho mete Deus a mão por baixo · Apanha com o cajado quem se mete onde não é chamado · Aquele que foi rei terá sempre majestade · Aquilo que sabe bem ou é pecado ou faz mal · Arte de agradar. ao morrer ninguém é mau · Ao diabo e à mulher nunca falta que fazer · Ao médico. a manhã rompe sempre · Ajuda-te que Deus te ajudará · Albarda-se o burro à vontade do dono · Ama a cruz que ao Céu te conduz · Amigo certo conhece-se na hora incerta · Amigo de mesa não é de firmeza · Amigo não empata amigo · Ande o frio por onde andar. que pesa mas alimenta · Boa árvore não dá mau fruto · Boa mesa. mau testamento · Boa romaria faz quem em casa estás em paz · Boca de mel. ao letrado e ao abade. rego direito · Bolo torto não perde o gosto · Bom comer traz mau dormir · Bom conselho desprezado será muito lembrado · Bom é saber calar até ser tempo de falar · Bom exemplo. meio sermão · Breve cansará quem apressado começar · Burro calado torna-se sábio · Burro com fome até cardos come · Burro velho não aprende línguas · Cabelos compridos. se não caça hoje amanhã caça · Cão que ladra não morde . calem-se os pardais · Cão de boa raça.· A viola quer-se na mão do tocador · À vista do pano é que se faz o preço · Abre o poço antes de que tenha sede · Aceita o bem conforme vem · Águas passadas não movem moinhos · Ainda que o galo não cante. arte de enganar · Às romarias e bodas vão as loucas todas · Até ao lavar dos cestos é vindima · Azeite. coração de fel · Bocado que hás-de comer à tua mão há-de vir ter · Boi velho.

castelo sem ameias · Filho de peixe sabe nadar · Flor colhida. espeto de pau · Em casa onde entra o sol não entra o médico · Em casa onde não á pão. caça e amores: por um prazer cem dores · Há mais marés que marinheiros · Há males que vêm por bem · Homem calado. à noite alegria . trancas à porta · Casamento e mortalha no céu se talha · Cava o poço antes de ter sede · Céu vermelho para o mar.· Casa que não tem gato tem rato · Casa roubada. todos ralham e ninguém tem razão · Em Março chove cada dia um pedaço · Em tempo de guerra não se limpam armas · Em terra de cegos quem tem um olho é rei · Encurta desejos e alongarás a vida · Entre ser e cuidar mete-se o risco de errar · Faz o bem sem olhares a quem · Fiar e calar é fazer-se amar · Fidalgo sem dinheiro. lamento mas não digo · Depois de fugir o coelho. que atrás do tempo tempo vem · Coze-se o pão enquanto o forno está quente · Custa mais sustentar um vício do que educar um filho · De mau grão não sai bom pão · De pequenino é que se torce o pepino · De rio pequeno não esperes grande peixe · Defeito de amigo. que tenho pressa · Ditados velhos são evangelhos · É andando que o cão encontra o osso · Em casa de ferreiro. todos dão conselho · Depressa e bem há pouco quem · Desdita e caminho fazem amigos · Deus ajuda quem madruga · Deus dá nozes a quem não tem dentes · Deus escreve direito por linhas tortas · Devagar se vai ao longe · Devagar. muito cuidado · Homem com fala de mulher nem o diabo o quer · Homem de bem tem palavra de rei · Homem que apanha de mulher não se queixa à polícia · Homem velho e mulher nova. velhas a assoar · Com açúcar e mel até pedras sabem bem · Com bananas e bolos é que se engana os tolos · Com um olho no burro e outro no cigano · Com vinagre não se apanham moscas · Conhece-se o marinheiro quando vem a tempestade · Consegue a raposa o que o leão não alcança · Conselho de vinho é falso caminho · Console-se quem pena tem. fruto perdido · Gaiola aberta. pássaro morto · Galinha de aldeia não quer capoeira · Gente da cidade só em caso de necessidade · Grandes discursos não provam grande saber · Grão a grão enche a galinha o papo · Guarda o que não presta. acharás o que faz falta · Guerra. filhos até à cova · Ladrão de tostão. ladrão de milhão · Ler sem entender é caçar sem colher · Lida de dia.

nem domingo sem missa. servido serás · Manda quem pode. velhice trabalhosa · Morreu o bicho. acabou-se a peçonha · Muita parra e pouca uva · Muito alcança quem não cansa · Muito custa a um pobre viver e a um rico morrer · Muito riso. ceia breve · Nunca digas «desta água não beberei» · O amigo do meu amigo meu amigo é · O amor é como a lua: quando não cresce é forçoso que diminua · O bom juiz ouve o que cada um diz · O costume é rei porque faz lei · O ferro quente malha-se de repente · O hábito não faz o monge. nem segunda sem preguiça · Não metas o nariz onde não és chamado · Não ponhas o carro à frente dos bois · Não se começa a casa pelo telhado · Não se fala de corda em casa de enforcado · Não se malha em ferro frio · Não vendas a pele do urso antes de o matares · Nem tudo o que luz é ouro · Nem tudo o que vem à rede é peixe · Ninguém é bom juiz em causa própria · Ninguém é profeta na sua terra · Ninguém nasce ensinado · No melhor pano cai a nódoa · Noite leve.· Longe da vista. mas não o costume · O mais cego é aquele que não quer ver · O óptimo é inimigo do bom · O primeiro milho é dos pardais · O que arde cura e o que aperta segura · O que cedo amadurece cedo apodrece . nem bem que se não acabe · Não há mês que não volte outra vez · Não há rosa sem espinhos · Não há sábado sem sol. antes na cadeia que no hospital · Mal vai Portugal se não há três cheias antes do Natal · Manda e faz. obedece quem deve · Menino e passarinho vão para onde lhe fazem o ninho · Migalhas também é pão · Mocidade ociosa. longe do coração · Louvor humano é puro engano · Mais anda quem tem bom vento que quem muito rema · Mais depressa se apanha um mentiroso do que um coxo · Mais vale acender uma vela que dizer mal da escuridão · Mais vale perder um minuto na vida do que a vida num minuto · Mais vale prevenir que remediar · Mais vale um pássaro na mão do que dois a voar · Mais vale um ruim desengano do que andar enganado toda a vida · Mais vale uma palavra antes do que duas depois · Mal dos outros é consolo de parvos · Mal por mal. pouco siso · Na terra onde fores viver faz como vires fazer · Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje · Não há carne sem osso nem fruto sem caroço · Não há fome que não dê em fartura · Não há fumo sem fogo · Não há mal que sempre dure. mas fá-lo parecer ao longe · O homem põe e Deus dispõe · O lobo perde os dentes.

maior é a romaria · Quanto mais alto se sobe de mais alto se cai · Quem anda à chuva molha-se · Quem anda por atalhos mete-se em trabalhos · Quem boca beija boda não deseja · Quem brinca com o fogo queima-se · Quem cabras não tem cabritos não vende · Quem cabritos vende e cabras não tem. quem se lixa é o mexilhão · Quando o mestre canta boa vai a obra · Quando se faz uma panela faz-se o testo para ela · Quando vem a glória vai-se a memória · Quando vinho entra o juízo sai · Quanto maior é a nau. de algures lhe vem · Quem com ferros mata com ferros morre · Quem comeu a carne que roa os ossos · Quem corre por gosto não cansa · Quem dá aos pobres empresta a Deus · Quem deixa o certo pelo incerto ou é tolo ou é pouco esperto · Quem depressa foi depressa torna · Quem diz o que quer ouve o que não gosta · Quem faz mal espere outro tal · Quem mal anda mal acaba · Quem muito aparece tanto lembra que aborrece · Quem muito fala pouco acerta · Quem não aparece esquece · Quem não arrisca não petisca . orelhas moucas · Para bom entendedor meia palavra basta · Para campo fraco lavrador forte · Para grandes males grandes remédios · Passo a passo. mas a caravana passa · Os homens não se medem aos palmos · Ovelha que berra bocado que perde · Palavras loucas. perdido por mil · Perdoa-se o mal que faz pelo bem que sabe · Por morrer uma andorinha não se acaba a primavera · Por muito madrugar não amanhece mais cedo · Preso por ter cão e preso por não ter · Primeiro a devoção depois a obrigação · Quando a água bate na rocha. até migalhas vão · Quando o mar bate na rocha. anda-se por dia um bom pedaço · Peixe não puxa carroça · Pela boca morre o peixe · Perdido por cem. quem paga é o mexilhão · Quando a esmola é grande o santo desconfia · Quando a força é desigual. se ladra é porque tem razão · Quando não há pão. antes fugir que ficar mal · Quando brilha o sol não luzem as estrelas · Quando Deus fecha uma porta abre sempre uma janela · Quando é velho o cão.· O que é barato sai caro e o que é bom custa dinheiro · O que não mata engorda · O que não se faz no dia de Santa Luzia faz-se noutro dia · O que não tem remédio remediado está · O que nasce torto tarde ou nunca se endireita · O que os olhos não vêem o coração não sente · O que se leva desta vida é a vida que a gente leva · O saber não ocupa lugar · Olhar do dono faz crescer a sementeira · Os cães ladram. maior a tormenta · Quanto maior for o dia.

. catorze desgraças · Sofrer penas não é ruim quando se espera bom fim · Todo o burro come palha.Quando não puderes beber na fonte não bebas no ribeiro.Enquanto há saúde. Agostinho é panela sem toucinho · Sete ofícios.A caçar e a comer não te fies no prazer.Fevereiro. nem Páscoa de lua cheia. mas não dá fidalguia · Rei iletrado. . não o tires da tua mansão.· Quem não come por ter comido o mal não é de perigo · Quem não deve não teme · Quem não quer ser lobo não lhe veste a pele · Quem não se sente não é filho de boa gente · Quem não tem cão caça com gato · Quem não tem dinheiro não tem vícios · Quem não tem unhas não toca guitarra · Quem o feio ama bonito lhe parece · Quem sabe faz.Quando a comida tarda. .Bons dias em Janeiro enganaram o homem em Fevereiro. mas quem o despreza é louco · Um dia não são dias · Uma desgraça nunca vem só · Vão-se os anéis ficam os dedos · Velho que morre. . mas quando a dita corra mais ganha que come. A questão é saber dar-lha · Trabalho de menino é pouco. do estômago vem a sofrer. o mais curto mês e o menos cortês. descobrem-se as verdades . . .Ao gato. .A guardas do reino são o amor e o medo. . fazem Maio florir. . . gosta do que tens · Se queres boa fama.Pescador de cana mais come que ganha.Quando chove em Fevereiro nem bom prado nem bom lameiro nem bom corno no carneiro.Se a Páscoa cai em Março é ano de mortaço.Quem come a correr. .Um dia de festa barriga atesta. chuva de Abril.A casa do amigo irás sendo requerido e a do necessitado sem ser chamado. . não te demores na cama · Sermão sem S. biblioteca que arde · Vinho novo e pão quente são inimigos da gente · Vozes de burro não chegam ao céu · Zangam-se as comadres. .Sempre cheira a panela ao primeiro legume que se mete nela. .Não há Entrudo sem lua nova.Vento de março. quem não sabe ensina · Quem semeia ventos colhe tempestades · Quem te avisa teu amigo é · Quem tem calos não se mete em apertos · Quem tem telhados de vidro não atira pedras ao vizinho · Quem tudo quer tudo perde · Quem vê caras não vê corações · Rápida amizade arrependimento certo · Rei faz fidalgos. . jumento coroado · Rezar ao santo até passar o barranco · Roma e Pavia não se fizeram num dia · Santos da casa não fazem milagres · São mais as vozes do que as nozes · Se Deus o marcou. a fome é boa mostarda. defeito lhe achou · Se não tens o que gostas.Não metas dinheiro em saco sem veres se tem buraco. quedos estão os Santos. . . por ladrão. .

.Não se há-de festejar o Santo antes do seu dia.Alcança quem não descansa.Caldo sem pão só no inferno o dão.Quando Maio chegar.Ao perigo com tento. para si faz. . minha boca adoça.Para o céu não se vai de carruagem. .A ocasião faz o ladrão.Em terra de cegos quem tem um olho é rei. .Boas sopas se farão com bom adubo e bom pão.Faz bem jejuar depois do jantar. .Atrás do tempo tempo vem.Quem semeia ventos colhe tempestades.O melhor da festa é esperar por ela. ao remédio com tempo.Amigo do teu amigo. . .Quem vai à guerra dá e leva.Para grandes males.Lua nova e lua cheia. . . . .No poupar é que está o ganho..Moço de bom juízo. . . .Devagar se vai ao longe.Por carne.Em casa de ferreiro espeto de pau.Entre marido e mulher não se mete a colher.Arrenegai o velho que não adivinha.Cura o mal em jejum. .Com o que sara o fígado enferma o baço. . .Quem não quer quando pode. .As paredes têm ouvidos. não pode quando quer. . quem não alhou há-se alhar.Onde sobeja a água falta saúde. . .Bolo torto não perde o gosto. .Faz conta com o hóspede e virás quanto te fica. e com desdém se paga também. depois de cear passos mil.Riqueza a valer e saúde e saber. . . . . .A gordura é a capa dos defeitos.A mentira só dura enquanto a verdade não chega.Quem meu filho beija.Quem não pode com o tempo não inventa modas. . . . .Do saber nascem cuidados. . preia-mar às duas e meia. .Quem em Maio relva não tem pão nem erva.De livro fechado não sai letrado.Língua ajuizada é sempre moderada. teu amigo é. o catarro será pouco ou nenhum. não sabe o bem que perde. .Não comas mel onde água não houver.Quem ri por último ri melhor.Não é com vinagre que se matam moscas. quando velho é adivinho.Quem de salada não bebe. .O que no leite se mama na mortalha se derrama. . .No dia de S. . . . .Não há melhor molho que o apetite. .Quem faz pelas coisas há-as.Quem quer tudo. . . .A viola quer-se na mão do tocador. Martinho vai à adega e prova o vinho. .Grão a grão enche a galinha o papo. vinho e pão deixo quantos manjares no chão. . . . . terás o que é preciso. . . . .Depois de jantar dormir.Guarda o que não presta.A mal desesperado remédio heróico.Amor com amor se paga.Quem bem faz. . . grandes remédios. .Quem toma cautela não se queixa dela.Vê-se na adversidade o que vale a amizade. .Fazer bem sem olhar a quem. . tudo perde.

Nem tudo o que reluz é ouro.Aprende por arte e irás por diante.A vaca da minha vizinha. .Em Abril águas mil. .Quem tem filhos tem cadilhos. .O estrume não é santo. mas faz milagres. . . . . . . .As aparências iludem. cada roca com seu fuso. .Brigam as comadres aparecem as verdades.Nem sempre o mudar do tempo muda o conselho.Se queres que o teu filho cresça.Ao jogo se ganha e ao jogo se perde. . à tarde verão. . .Uma palavra custa pouco e vai longe.Aproveita-te do que diz o velho e valerá por dois o teu conselho..Março marçagão.O homem põe e Deus dispõe.Caminho começado é meio caminho andado. dá mais leite do que a minha. . nasce logo com espinhos. .Cão que ladra não morde.A tua fama longe soa e mais que depressa que a boa. lava-lhe o corpo e rapa-lhe a cabeça. de manhã inverno.Cardo que há-de picar. . . .Cada terra com seu uso.A razão tira o medo. .Para bom entendedor meia palavra basta. . .

Related Interests