EDITORA PRAZER DA PALAVRA

ORANDO COMO JABEZ
AS MARCAS DE UMA ORAÇÃO RESPONDIDA
ISRAEL BELO DE AZEVEDO

Um comentário a 1Crônicas 4.9-11

Foi Jabez mais ilustre do que seus irmãos; sua mãe chamou-lhe Jabez, dizendo: -- Porque com dores o dei à luz. Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo: Oh Deus, eu te peço que me abençoes e alargues as minhas fronteiras, que seja comigo a tua mão e me preserves do mal, de modo que não me sobrevenha aflição.

E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido.
(1Crônicas 4.9-11)

ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 2

SUMÁRIO

1. 2. 3. 4. 5.

UMA ORAÇÃO COM CONTEÚDO MARCAS DA ORAÇÃO RESPONDIDA ALARGANDO AS NOSSAS FRONTEIRAS PARA TER A MÃO DE DEUS CONOSCO RECURSOS DIVINOS DISPONÍVEIS A NÓS

ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 3

depois de a ter descoberto pelas mãos de um dos seus professores no seminário. Wilkinson. uma das mais curtas da Bíblia. "tristeza") em função do parto difícil que teve. na forma de uma curta (curtíssima) biografia. além do que informa o texto de 1Crônicas 4. Em torno desta pequena oração. Sua proposta é que todo cristão repita diariamente esta oração. Pouco sabemos a seu respeito. como o autor faz há mais de 30 anos. escreveu um também curto livro (The Prayer of Jabez [Multnomah Publishers]. atualmente vivendo no Alabama. que já vendeu seis milhões de cópias nos Estados Unidos (dados de julho de 2001). ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 4 . Também dele as Escrituras informam que Deus respondeu à sua oração.9-11. concedendo-lhe conforme pedira. o pastor Bruce H. A seção contém informações sobre Jabes e a oração que ele fez. a oração feita por Jabes (ou Jabez) está incrustada na grande genealogia de 1 Crônicas. ainda sem tradução para o português). Dele a Bíblia diz que sua mãe lhe deu este nome (que significa "dor".1 UMA ORAÇÃO COM CONTEÚDO Como uma pérola.

sobre o modo como devemos comparecer perante Deus. RELIGIÃO NÃO É CONFORMISMO O texto começa e termina de modo informativo. que guarda muita proximidade com a oração que Jesus Cristo ensinou. Não se pode abrir o que está aberto. De igual modo. Evidentemente. A oração de Jabez é um modelo para nós. Antes. se Jabez foi abençoado.7). A oração que ele fez é uma prece bíblica. A história de Jabez é impressionante e tem muito a nos ensinar. Esta prece deve ser vista também como um ensino profundo acerca da oração. a oração de Jabez não deve e não pode ser vista como uma fórmula mágica para abrir o coração de Deus. mesmo porque Jesus condena as vãs repetições quando nos ensina a orar (Mateus 6.O maior mérito do livro é trazer para a luz um texto escondido numa genealogia. que atende os nossos pedidos. desafio e consolo. pois que ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 5 . Jabes era um israelita criado para fracassar. A experiência de Jabez é um desafio para as nossas vidas. eu também posso. sobre a qual pulamos quando estamos lendo a Bíblia. esta oração não pode ser vista como um mantra que se repita à exaustão. esta oração deve ser vista como uma demonstração do poder gracioso de Deus.

era um peso que lhe acomparia o resto da vida. pedindo para ser abençoado.recebera um nome terrível de sua mãe: "tristeza". Jabes tinha consciência do que era interiormente e do que era materialmente. No entanto. Jabes teve consciência da tragédia que seria sua vida e pretendeu mudá-la. que faria com que escrevesse uma história bem diferente do que se prenunciava. A oração foi o recurso que Jabes usou para pedir que Deus o livrasse de sua herança. ele não aceitou esta maldição e invocou o Deus de Israel. Jabes não se tornou uma vítima da maldição recebida. Jabes queria ser mais do que era e ter mais do que tinha. para ser preservado do mal. Jabes não aceitou o significado do seu nome. tão ilustre que ninguém mais é mencionado. Jabes não aceitou os limites que a vida queria lhe impor. Jabes não quis ser o que era e não quis ter o que tinha. Um nome de filho é sempre a expressão ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 6 . concedendo o que pedira. para ter ampliado o seu patrimônio. Graças à bênção de Deus. 1. marcada no nome e no tamanho da sua propriedade. Esta herança. Informa a Bíblia que Deus o escutou. Jabes se tornou o membro mais ilustre de sua família. só ele. A escolha do nome de um filho tem a ver com as visões e as experiências dos seus pais por ocasião do seu nascimento. gerada a partir do seu nascimento.

atento". Conta a crônica (não-escrita) da minha família que meu nome era para ter apenas duas letras: Er. Na nossa cultura. Em nossa cultura. os nomes significam menos.) e não quis este nome para mim. A propósito. porém. Há muitos homens com nomes femininos e vice-versa. não cogitando do impacto do nome ("tristeza") sobre o curso da vida do seu filho. Muitos se esforçavam para que suas vidas honrassem seus nomes. em que a maioria ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 7 . Jabes era um nome novo. que pensou apenas no momento.7: Er. os pais devem ser atentos nas escolhas dos nomes dos seus filhos. Há muitos nomes que reportam personagens que deviam ser esquecidos. Há muitos nomes com sons estranhos. também porque são capazes de incutir na criança o sentimento de pertencimento ao povo de Deus e poder se inspirado por alguém que teve o seu nome. Meu avô materno conhecia a história de Er (narrada em Gênesis 38. Meu pai achava lindo este nome. era perverso perante o Senhor. Desde cedo aprendi o significado do meu nome ("príncipe de Deus" ou "aquele que lutou com Deus e venceu") e isto me fez muito bem. Ainda acho que os mais lindos são os bíblicos.de um desejo. inventado por sua mãe. Na antiga cultura hebraica. um nome tinha um peso muito grande e os pais eram cuidadosos nas suas escolhas. que significa "vigilante. o primogênito de Judá. pelo que o Senhor o fez morrer. mas ainda significam.

Jabes não aceitou sua herança emocional. Sua oração revela o seu desejo de ser aquilo para o que Deus o fez. Muitas famílias. Seu nome era para fazer dele um tímido. Outros foram à luta para ampliar seus limites. seu nome era o resumo de uma vida anunciada. mas ele se recusou a viver andando pelos cantos e olhando para baixo. Cabia aos novos proprietários ampliar as suas fronteiras. A recusa do significado do seu nome era a recusa das características herdadas e das características aprendidas na infância. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 8 . E ele não aceitou este anúncio. inexpressivo. 2. els não têm poder. Ele nasceu um fracassado. Jabes não aceitou as condições materiais de sua vida. cada família recebeu uma herança inicial de terras. possuídas da síndrome de Gabriela ("Eu nasci assim. mesmo que fosse insuficientes para o sustento de todos. encurvado. Jabes não aceitou ser pequeno. mas não viveria como um fracassado. Nem por isto. apagado. Quando Canaã foi colonizada pelos israelitas. vou morrer assim"). os pais devem ser menos responsáveis. aceitaram suas heranças. Os limites geralmente eram territórios de outros povos. No caso de Jabes.das pessoas não sabe os significados dos seus nomes.

Jabes retraçou seu próprio destino. A experiência de Jabes guarda uma correspondência com as nossas. tinha fixado o tamanho de sua propriedade. Ele não achou que era suficiente e quis ampliá-la.Jabes. jamais nas sombras. Ele não fez você para viver num vale de lágrimas.de glória e de honra (Salmo 8. coroando-o -. Cada um de nós é uma obraprima da mão do Criador. No entanto.e a cada um de nós também -. Deus não iria desperdiçar seu amor para fazer um "substrato de pó de nada". mas fez Jabes -como a cada um de nós também -. um derrotado. Ele o gerou em amor para caminhar nos altiplanos da vida. Ele o gestou com carinho.5). um medíocre. você não é o produto do acaso. E orou para que seus bens se multiplicassem. o Senhor não fez Jabes para ser um triste. Lembrando-nos disso. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 9 . tanto no plano interior quanto no plano material. Há muitos cristãos que receberam uma herança miserável e vivem miseravelmente. quando nasceu. nem um aborto da natureza. um medroso.pouco menor do que Ele mesmo e maior do que os próprios anjos. nunca nos vales. 3. Cada um de nós tem uma herança. Apesar do nome que sua mãe lhe deu. Por saber disso. este não é o projeto de Deus para nenhum dos seus filhos.

ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 10 . A religião de Jabes não fez dele um conformista. De fato. que expectativa podem ter. em termos de emprego. Há países com menos recursos materiais e humanos do que o nossso mas que. o Senhor não fez Jabes para viver acuado. violência e desemprego tem tornado os brasileiros um povo envergonhado de si mesmo. dos estados e do país a uma elite interessada tão somente no enriquecimento e no enriquecimento rápido. que expectativa podem ter. as nossas crianças? As nossas expectativas são baixas. com mais oportunidades para seus habitantes. Apesar do país em que vivia. porque a nossa estima é baixa. sem brilho. 4. sem futuro.precisamos reescrever nossos destinos. Ele queria fazer de Jabes alguém ilustre e que contribuísse para o desenvolvimento da sua nação. Nossa auto-estima nacional é baixa. pela consciência nacional. em termos de alegria. que expectativa podem ter. olhando para o horizonte brasileiro. A crônica trajetória brasileira de injustiça. em termos de segurança. os nossos adultos. corrupção. Nós entregamos a administração das cidades. são grandes nações. os nossos jovens. se eles estão aquém do desejo de Quem nos fez.

não era melhor que a nossa. lutou para mudá-las. Jabes viveria toda a sua vida no pedacinho que lhe coube. Diante da circunstâncias que lhe tiravam as perspectivas. Multiplique os bens que recebeu dos seus pais. Não haverá oportunidade para nós se não houver para todos. A herança de Jabes. Não se acorrente a maldições familiares ou sociais. em termos de educação. É um erro achar que resolveremos por nós mesmos os nossos problemas. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 11 . Se não recebeu muito. não aceite a herança patrimonial que recebeu. Não importa a sua idade. temos que fazer do Brasil um grande país. tirando o seu controle da mão dos corruptos. por mesquinho que fosse.Esta é a nossa herança. no tocante à sua nação. Se queremos ampliar nossos próprios limites. Se a aceitasse. não aceite as condições que tentam lhe impor. Não se conforme jamais. Eis como devemos fazer: em lugar de permitir que as circunstâncias nos dominem. Jabes. Como Jabes. Não dá para cuidarmos de nós mesmos se não nos importarmos com o nosso país. saúde e moradia. Não desperdice a sua vida. a partir da oração. nós devemos nos esforçar para dominá-las ou para triunfar apesar delas. O vale-tudo é filho de nossa natureza decaída e da falta de oportunidades.

ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 12 . Esta consciência. esta consciência e esta disposição talvez tenham sido a maior bênção que recebeu. 1. Por isto. ela foi acompanhada do desejo de superar os limites. quando sozinha.apenas educação. seja-lhes grato (porque este é o maior investimento. A BOA ESCOLHA A bênção divina sobre Jabes foi um processo. melhor do que casa ou carro). Eles ficarão honrados. estude cada vez mais. Ela começou com Jabes alcançando uma consciência adequada de si mesmo e do seu meio. não algo imediato. Podemos inferir que Jabes era um homem de oração. para ter mais que seus pais tiveram. Seus pais também ficarão honrados. deixe mais para os seus filhos. se virem o seu triunfo. 2. Se não recebeu absolutamente nada. Esta consciência de suas limitações e de seus limites foi o ponto de partida para uma transformação inicialmente interior e que alcançou todas as dimensões da sua experiência. No caso de Jabes. porque. gera ainda mais infelicidade. na situação em que estava.

Ele pediu para não ter longe de si a mão de Deus. Temos orado assim? Positivamente. Ele pediu para ter uma vida tranqüila. internas e externas. Jabes orou. Jabes não se achava um super-herói capaz de derrubar todos os obstáculos.não conseguiria ver quem era se não fosse a partir de sua percepção e de seu relacionamento com Deus. 3. não importam as condições. Ele confiou em Deus para fazer dele um vitorioso. mas no do conteúdo. Negativamente. 4. Ele pediu para que Deus o preservasse do mal. Ele pediu para que a tristeza não fosse a companheira da sua vida. Temos orado assim? ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 13 . Ele pediu para que a mão de Deus estivesse com ele. inclusive aqueles mais interiores. ele pediu para ser abençoado por Deus. Temos nós convidado Deus para fazer parte de nossa caminhada? Nossos projetos O incluem? Em nossos sonhos Ele está presente? A oração tem sido parte de nossas vidas? Se sim. Ele pediu para não ser alcançado pelo mal. ele pediu para não viver a maldição que recebera. triunfaremos. não no sentido formal. Jabes orou corretamente.

Seus irmãos se conformaram e sumiram. Jabes orou por si mesmo. como também é necessário que oremos uns pelos outros. que seja comigo a tua mão ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 14 . Jabes tinha uma meta na vida e viveu por ela na presença de Deus. Jabes ousou. e isto é legítimo. Oh Deus. 5. porque Deus a respondeu e Deus não atende aos egoístas. eu te peço que me abençoes e alargues as minhas fronteiras. CONCLUSÃO A oração de Jabes não deve ser vista por nós apenas como um conjunto de palavras. Na sua situação aflita. não é este o único tipo de oração que devemos fazer. Ele quis mais e hoje sabemos seu nome e lembramos sua experiência como válida para nós. mas não foi.Embora correto. Ele ousou. sua oração pode parecer egoísta. mas como a expressão de uma atitude de vida.

ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 15 .e me preserves do mal. Amém. Em nome de Jesus. Que as palavras desta oração seja nossa abertura para que Deus mude a nossa vida. Que a nossa vida reflita as palavras desta oração. de modo que não me sobrevenha aflição.

ele rogou que suas fronteiras fossem alargadas. ou melhor. Parece que na Bíblia a resposta de Deus vem a jato (ou melhor. incluindo dimensões espirituais. completa. parece uma oração mágica. Vista superficialmente. É preciso que tenhamos este fato em mente para não ficarmos deprimidos. que deveria durar o tempo de sua existência. que era ser livre do futuro sombrio que se prenunciava para a sua vida. A bênção pedida (me abençoes) não era pouca.2 MARCAS DA ORAÇÃO RESPONDIDA Deus ouviu a oração de Jabes. ele solicitou a mão de Deus para a sua vida. concedendo o que Lhe tinha pedido. ele invocou a Deus para ficar livre do mal. por assim dizer. ter mais do que tinha. era uma bênção. porque o texto não informa quanto tempo demorou a resposta. emocionais e materiais. nem quantas vezes repetiu esta oração. Não sabemos quanto tempo Jabes orou. que é um processo sem fim. Sabemos que pediu coisas duradouras. ser alvo da mão cuidadora de Deus e ficar preservado do mal. que não era para um momento mas para toda a vida. em tempo real pela ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 16 . as respostas de Deus.

e te abençoará. o Senhor. enquanto para nós ela vem numa carroça de burro que pára em todas as esquinas. não haverá entre ti nem homem. e te fará multiplicar. ele te amará. teu Deus. a palavra bênção e o verbo abençoar aparecem mais de 250 vezes na Bíblia. e o teu vinho. A NATUREZA DA BÊNÇÃO Jabes pediu para ser abençoado. e o fruto da tua terra. também abençoará os teus filhos. O conceito fica melhor entendido pela leitura de Deuteronômio 7. os guardares e cumprires. nem entre os teus animais. na terra que. material mesma. pois. Bendito serás mais do que todos os povos. sob juramento a teus pais. e o teu cereal. ouvindo estes juízos. e as crias das tuas vacas e das tuas ovelhas. te guardará a aliança e a misericórdia prometida sob juramento a teus pais. A propósito. prometeu dar -te.12-15: Será. nem mulher estéril. Bênção é a manifestação de Deus em favor de alguém. No Antigo Testamento. esta bênção é de natureza sobretudo concreta. se. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 17 . e o teu azeite.internet). que.

que bem conheces. no entanto. eis o que estava pedindo. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 18 . as porá sobre todos os que te odeiam. a bênção tem uma dimensão prioritariamente espiritual. Paulo. Quando Jabes rogou para ser abençoado. antes. é associada ao sofrimento. Na maioria das vezes. sobre ti não porá nenhuma das doenças malignas dos egípcios. oferecida como uma certeza de glória futura aos que permanecessem fiéis a Cristo mesmo diante da oposição e da perseguição. no sentido de que cada um se aparte das suas perversidades. como a definiram os primeiros apóstolos.26) Outro apóstolo. (Atos 3.O Senhor afastará de ti toda enfermidade. bênção. enviou-o primeiramente a vós outros para vos abençoar. no Novo Testamento. dá graças a Deus porque Jesus Cristo nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo (Efésios 1. No Novo Testamento. Pregando em Jerusalém.3). Pedro colocou-a nos seguintes e precisos termos: Tendo Deus ressuscitado o seu Servo.

convencemo-nos que podemos e devemos pedir bênçãos materiais e bênçãos espirituais. mas também pelas difíceis.10-16) A oração de Jesus contém este pedido: Dá-nos o pão nosso de cada dia (Mateus 6. O ESTILO DE JABES Ao lermos e tomarmos como nossa a oração de Jabes. (1Reis 17. como privilégio. e Elias rogou a Deus que multiplicasse o quase nada que havia naquela casa. (Lucas 8. Do mesmo modo. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 19 . Não devemos pedir a Ele somente pelas coisas fáceis. pedir para ser abençoado por Deus. Não existe fórmula para ser abençoado. Ele não se deixa manipular. casa. sejam emprego. bênção não é magia. legítimo. telefone ou carro ou qualquer outro bem necessário. Podemos e devemos pedir a cura de uma enfermidade física ou psíquica. pois.40-56) Podemos e devemos pedir por melhores condições materiais de vida. Não existe um modo de manipularmos Deus. É. Jairo orou para que sua filha fosse curada e Jesus a curou. não existe dificuldades maiores e menores para Deus.11).De qualquer modo. A viúva de Sarepta precisa de comida em seu fogão. mesmo "impossíveis".

Jabes não ficou pensando se devia orar.. isto é. se a nossa vontade convergir com a vontade de Deus. Podemos e devemos orar por pais ou filhos ou cônjuges melhores.. Ah se o povo de Deus orasse. Eles simplesmente invocou o Deus de Israel. ele orou. Podemos e devemos orar por um país decente. 1.. Nós podemos levar a Ele as nossas enfermidades e as nossas dificuldades. O Deus de Jabes é o nosso. Jabes orou com fé. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 20 . se somos solteiros. Jabes não ficou buscando palavras. Ele não tem medo de enfermidades e de dificuldades. Podemos e devemos orar pela conversão de uma pessoa. se Deus lhe iria atender. Oremos com fé que obteremos o que pedimos..Podemos e devemos pedir por segurança numa cidade violenta. que era imensa. mas foi direto aos pontos que lhe interessavam. Quando viu a sua necessidade. Podemos e devemos pedir por um cônjuge. Seu Deus não tinha a estatura dos seus problemas. Seu Deus não era pequeno. Ah se esta igreja cresse no poder de Deus.

A ousadia de Jabes estava na amplitude das coisas que pediu. Jabes ousou ao pedir simplesmente tudo. O rebelde é aquele que ora revoltado ou que ora a si mesmo. Orar com ousadia é deixar tudo no altar de Deus. Não estava na forma de pedir. "determinando" como ensinam alguns. não ora. o que Ele tem que conceder. mas hoje ele ora com ousadia. Enquanto nós deixarmos nossos problemas com uma mão no altar de Deus e segurarmos estes mesmos problemas com as nossas mãos. Ousadia não é rebeldia. Faz discurso. eles não serão problemas de Deus. que os não resolveremos. A fé um dia fraquejou. na verdade. mas ele ora com ousadia. como se pudesse fazer o que está pedindo. Oremos ousadamente e deixemos tudo no altar do nosso Deus. mas ele ora com ousadia. Ele conhece pessoas que oraram e não alcançaram. Jabes orou com ousadia. O rebelde. Ele já orou antes e não recebeu. 3. como preferem outros. O ousado ora.2. Sua ousadia consiste em pedir tudo e esperar tudo o que pediu. Jabes orou com insistência. ou "declarando". Continuarão sendo nossos. o que Deus deve fazer. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 21 .

Penso que recebemos pouco porque desistimos logo. Somos imediatistas demais. Para Jabes, a oração era um projeto de vida, pois que pediu coisas para a vida toda, que tinham de ser pedidas toda a vida. Não dá para imaginar que a oração de Jabes tenha sido uma oração burocrática; antes, imagino, foi uma oração vinda do fundo da sua alma e feita com a insistência típica de quem crê. Ele orava e esperava; como não recebia, orava com mais fé e mais ousadia. Ouso imaginar que, durante algum tempo, ele orou por uma casa melhor, mas a casa continuava pequena; nasceulhe um filho, mas a casa era a mesma. Em lugar de desistir, ele prosseguiu orando por uma casa melhor, até recebê-la. Orar com insistência é orar até receber. Foi o que aconteceu com o casal Isaque e Rebeca: Isaque tinha 40 anos quando se casou com Rebeca, filha de Betuel e irmã de Labão. Eles eram arameus e moravam na Mesopotâmia. Rebeca não podia ter filhos, e por isso Isaque orou ao Deus Eterno em favor dela. O Eterno ouviu a oração dele, e Rebeca ficou grávida. Na barriga dela havia gêmeos, e eles lutavam um com o outro. Ela pensou assim: "Por que está me acontecendo uma coisa dessas?" Então foi perguntar ao Deus Eterno, e ele respondeu: "No seu ventre há ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 22

duas nações; você dará à luz dois povos inimigos. Um será mais forte do que o outro, e o mais velho será dominado pelo mais moço." Chegou o tempo de Rebeca dar à luz, e ela teve dois meninos. O que nasceu primeiro era vermelho e peludo como um casaco de pele; por isso lhe deram o nome de Esaú. O segundo nasceu agarrando o calcanhar de Esaú com uma das mãos, e por isso lhe deram o nome de Jacó. Isaque tinha 60 anos quando Rebeca teve os gêmeos. (Gênesis 25.20-26) Durante 20 anos Isaque orou para ser pai. Ele esperou 20 anos. Ele insistiu 20 anos no seu pedido. Seu filho Jacó seria da mesma têmpera, como o prova a passagem do ribeirão do Jaboque:

Depois que as pessoas passaram, Jacó fez que também passasse tudo o que era seu; mas ele ficou para trás, sozinho. Aí veio um homem que lutou com ele até o dia amanhecer. Quando o homem viu que não podia vencer, deu um golpe na junta da coxa de Jacó, de modo que ela ficou fora do lugar. Então o homem disse:
ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 23

-- Solte-me, pois já está amanhecendo. -- Não solto enquanto o senhor não me abençoar --respondeu Jacó. Aí o homem perguntou: -- Como você se chama? -- Jacó -- respondeu ele. Então o homem disse: --O seu nome não será mais Jacó. Você lutou com Deus e com os homens e venceu; por isso o seu nome será Israel. --Agora diga-me o seu nome -- pediu Jacó. O homem respondeu: -- Por que você quer saber o meu nome? E ali ele abençoou Jacó.
(Gênesis 32.23-29)

Para Jacó ser abençoado, teve que esperar uma noite toda em luta com um estrangeiro. Ele não desistiu, embora tivesse pressa para resolver um grande ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 24

Deus de Abraão. sabia pedir. no fim. por isto. Seu irmão guerreiro marchava contra ele. Ficou manco de uma perna. Ele tinha um projeto de vida e empenhou sua fé neste projeto. disse o que queria de Deus. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 25 . para que este povo saiba que tu. não pedir nada concretamente. ele não descansou até ser abençoado. Jabes sabia o que queria vida. responde-me. orou assim: O Eterno. Jabes orou com objetividade. mas saiu abençoado. és Deus e estás trazendo este povo de volta para ti! (1Reis 18. Não deu voltas. Quando reconheceu que aquele homem era um emissário de Deus. para. diante de suas dificuldades. Elias. 4. porque ninguém sai incólume de um encontro com Deus. o Eterno.problema. de Isaque e de Jacó! Prova agora que és o Deus de Israel e que eu sou teu servo e que fiz tudo isto de acordo com a tua ordem. o Eterno. as coisas devem estar primeiramente claras para nós. Ao orarmos. Orar com objetividade é expressar com clareza os desejos do coração.36-37) Jabes. Responde-me. quando estava diante dos profetas de Baal.

a maior das bênçãos é ser orientado por Deus até mesmo para ter desejos bons e para ter uma perspectiva correta acerca da vida. Ele deixou vários livros na Bíblia nos orientando sobre a sabedoria de viver. com insistência e com objetividade. Uma oração que não seja coerente com a nossa vida não é uma oração madura. por exemplo. Confiar não significa deixar de lado os recursos médicos. com ousadia. Deus nunca faz o nos compete. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 26 . Nós somos abençoados. Por isto. Jabes pediu e foi abençoado. para não nos tornar eternamente crianças. Orar não é viver irresponsavelmente. dirigir em alta velocidade. quando oramos e agimos corretamente. que Deus disponibiliza para todos. antes. Não devemos pedir para que Deus preserve as nossas vidas e. ao mesmo tempo. Devemos orar como ele: com fé. 1.NOSSAS ATITUDES É legítimo pedir para ser abençoado. A bênção de Jabes veio por meio da oração e da ação. Ele nos quer sábios.

mas depende de nossa confiança nEle. habita na terra e alimenta-te da verdade. Nós lemos com prazer o Salmo 37. Fará sobressair a tua justiça como a luz e o teu direito. Descansa no Senhor e espera nele. E o pacto é este: a fidelidade de Deus não depende da nossa fidelidade.3-7) Ser abençoado é participar de um pacto. e ele satisfará os desejos do teu coração. (Salmo 37.2. Nós somos abençoados quando oramos e entregamos. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 27 . Orar é fácil. Confia no Senhor e faze o bem. Entregar é difícil. e o mais ele fará. como o sol ao meio-dia. Entrega o teu caminho ao Senhor. Agrada-te do Senhor. E esta é a parte mais difícil da oração: entregar. confia nele.

Ele. Se não nos der o que pedimos. Ele concede e não concede. Por Sua soberania. O grito do salmista continua a ecoar pelas páginas da história: Entrega o teu caminho ao Senhor. porque é soberania acompanhada de um adjetivo: graciosa. Ele não é um soberano que diz "não". é porque quer nos dar outra coisa. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 28 . nós preferimos. mas aquilo que precisamos. Em lugar disto. Confiar é crer que Deus nos dará o melhor. mesmo que a materialização da Sua bondade não tenha sido precisamente aquilo que pedimos. confia nEle e o mais Ele fará. ao contrário. Ele concede de um modo ou de outro. Nós somos abençoados quando oramos e confiamos. E nós confiamos que esta outra bênção será melhor. Descansa no Senhor e espera nEle. nós preferimos as vãs repetições. Nós gostamos muito de falar na soberania de Deus. Se isto é verdade.descansar. A soberania de Deus é graciosa. E estamos certos porque a Bíblia nos revela um Deus efetivamente soberano. também o é que a soberania de Deus não é apenas soberania. por vezes. 3. a ansiedade. sempre diz "sim".

acrescentada da entrega "em nome de Jesus".CONCLUSÃO Nós não sabemos porque Deus responde a algumas orações do modo como foram formuladas e não responde a outras do mesmo modo. Oh Deus. no entanto.. Quando nossa capacidade de orar estiver se apagando. por experiência própria. Se isto parecer distante. Sabemos. Nossa oração seja a de Jabes. Nenhum de nós pode em sã consciência dizer que nunca foi abençoado por Deus. eu te peço que me abençoes e alargues as minhas fronteiras. que Deus nos responde. porque não o seremos no presente.. Se já fomos no passado. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 29 . olhemos para os nossos próprios exemplos. releiamos a experiência de Jabes e de tantos outros na Bíblia. que seja comigo a tua mão e me preserves do mal.

Amém. mas eu me refiro particularmente ao professor José Luciano Lopes. contribuindo para alargar as fronteiras de muitas pessoas. no entanto. e do próprio país. seu futuro se prenunciava igual aos dos seus pais. Nas circunstâncias em que nasceu. que se tornou um grande educador. O resto foi com ele. a minha inclusive. O menino.de modo que não me sobrevenha afliçã o. com sua ação e sua obra. 3 ALARGANDO AS NOSSAS FRONTEIRAS Um dos homens que mais admirei. recebeu um convite para estudar na capital do estado. Um dia. queria mais. Esta é a história de muitos homens e mulheres no Brasil. um espiritossantense de fé e visão que agarrou a oportunidade de estudar em Vitória. como as águas de um rio que só passam uma vez. por ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 30 . e ainda admiro. nasceu um garoto pobre no interior de um pobre estado de um país pobre numa época mais pobre do que a nossa. Em nome de Jesus. Seu desejo era estudar e ultrapassar as fronteiras da roça familiar.

horizonte. Podemos criar outros sinônimos. como casa. fez cursos impensáveis para o seu passado. dirigiu escolas. como vida familiar e vida profissional. Jabes nasceu com um pequeno território e pediu a Deus para o alargar e Deus atendeu ao seu pedido. sonho. Penso em Luciano Lopes como uma ilustração perfeita para o Jabes de 1Crônicas 4. A vida cristã só é diferente dos outros estilos de vida por esta marca indispensável: Deus é o nosso parceiro de realizações. Estudando e trabalhando. Deus atendeu a oração de Jabes como pode atender a nossa. fronteira. Tudo aquilo que nos diz respeito diz respeito ao Senhor de nossas vidas. A palavra que aparece na prece de Jabes pode ser traduzida como território. Penso em Luciano Lopes também como um exemplo para as novas gerações. indicando o lugar que ocupamos e o lugar que podemos ocupar. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 31 . Deus tem interesse naqueles assuntos que julgamos pertencer tão somente a nós. ocupou outras funções na área educacional e chegou a ser vereador na cidade do Rio de Janeiro. Como fez com Luciano Lopes e com Jabes. onde foi membro atuante da Igreja Batista Itacuruçá.um oferecimento do missionário Loren Reno. limite. por estar bem próximo de nós. comemoramos o seu centenário de nascimento. projeto. Deus quer alargar o nosso território. Neste ano (2001).

diríamos lamentavelmente que é o país da falta de oportunidades. "apenas" para nos salvar. mas para nos lançar a uma vida transbordante (João 10. Durante uma grave crise na história do povo ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 32 . familiares. O Brasil não é a nação dos sonhos de Deus. primeiramente as atitudes básicas para que a nossa oração por fronteiras ampliadas seja respondida pelo nosso Senhor. 1. então. quando acreditamos que Ele quer que nós ampliemos as nossas fronteiras. profissionais.3) e não "apenas" bênção espirituais. mas crer num Deus de poder positivamente interessado nos sucessos humanos. eclesiais. Deus alarga o nosso território.10b). Ele quer que ampliemos os nossos limites. Se são amplos. por meio de Jesus.ATITUDES PARA A RESPOSTA Quero apresentar. Nosso primeiro passo em direção à Sua bênção é acreditar nEle e nela. tornemolos ainda maior. Não se trata de acreditar no poder do pensamento positivo. Se são razoáveis. Ele não veio ao nosso encontro. Se pudéssemos definir negativamente o Brasil numa só frase. Nossas fronteiras são um assunto de Deus. com todo tipo de bênção (Efésios 1. sejam elas pessoais. tornemo-los amplos. façamo-los grandes. Se são estreitos.

(Isaías 54. embora muito o deseje. nós podemos cantar. Porque transbordarás para a direita e para a esquerda. porque mais são os filhos da mulher solitária do que os filhos da casada. Cremos nós nisto? ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 33 . Alarga o espaço da tua tenda. o estéril. e não o impeças. mesmo que agora só vejamos a obscuridade e a esterilidade. ainda estéril. Deus ordena que ela faça mais um quarto na casa para receber os filhos ainda não nascidos. diz o SENHOR. A esta mulher.de Israel. estenda-se o toldo da tua habitação. A gravidez feminina é um assunto divino. Começamos a ser abençoados quando cremos que Deus nos pode abençoar. Quando nós cremos que o que nos importa importa a Deus.1-3) O profeta compara seu país como uma mulher incapaz de ficar grávida. exulta com alegre canto e exclama. alonga as tuas cordas e firma bem as tuas estacas. que não deste à luz. tu que não tiveste dores de parto. Esta verdade para a vida familiar é a mesma para a vida profissional e para a vida nacional. as palavras que Deus lhe mandou por meio de um profeta foram as seguintes: Canta alegremente. a tua posteridade possuirá as nações e fará que se povoem as cidades assoladas.

2. Ele queria ver ampliados os seus limites e pediu a Deus que os ampliasse. O pedido de Jabes é revelador de sua fé. O Pentateuco está cheio de promessas de esperança e narrativas de realizações neste sentido. montanhas e vales pôde se completar porque o Senhor deles (e nosso também) ia adiante. Filipenses 4. nem sensibilidade para ver as oportunidades. Jabes tinha uma percepção adequada de si mesmo (como a dizer: "sozinho não posso") e de Deus (como a dizer. Não precisamos de saúde. sensibilidade e inteligência? Precisamos. Deus alarga o nosso território. A crença de Jabes estava correta ao acertar que o seu sucesso seria o resultado de Deus agindo na sua vida. Ele pôs as coisas nos termos corretos. muitos séculos antes do apóstolo Paulo: "eu posso todas as coisas por meio dAquele que me fortalece" -.13) A caminhada do povo de Israel pelos mares e rios. Ele não pediu saúde para trabalhar. e Deus as usa para alargar nossas fronteiras.cf. nem inteligência para tomar as decisões certas. Vejamos duas delas: ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 34 . quando acreditamos que Ele alarga conosco a nossa fronteira.

família. relacionamentos) é o território que Deus nos deu e dá para alargar. quando acreditamos que tudo o que recebemos (personalidade. Cabe-nos caminhar. trabalho. Cremos nós nisto? 3.20) Partiram. igreja. que não dá a menor margem para esta dicotomia. (Êxodo 23. do monte do Senhor caminho de três dias.Eis que eu envio um Anjo adiante de ti. Boa parte dos cristãos tem medo de assumir seu papel. (Números 10. e não apenas numa determinada área. Nós somos chamados a impactar o mundo onde quer que estejamos. embora estranha à revelação bíblica. Há uma infeliz e nefasta divisão entre o sagrado e o profano. pois. Deus alarga o nosso território. a arca da Aliança do Senhor ia adiante deles caminho de três dias. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 35 . Nós todos somos sacerdotes de Deus.33) Cabia aos patriarcas caminhar. seja o que for que façamos. mas não caminhariam sozinhos. para que te guarde pelo caminho e te leve ao lugar que tenho preparado. para lhes deparar lugar de descanso. mas não caminhamos sozinhos.

Não há sequer uma área que não esteja precisando de gente. e pouco faz para ampliar o seu território. Esta separação tem impedido que a Igreja possa ter alargado as suas fronteiras. Ele as alargará. Precisamos de mais gente na recepção. então. Boa parte de nós recebeu uma igreja daqueles que chegaram antes de nós. Consegui eu estudar? toca-me colocar meus conhecimentos a serviço dAquele que me capacitou. Nossas dependências precisam ser alargadas. Se orarmos para que Deus alargue as nossas dependências para abrigar os ministérios. Hoje não temos espaço para abrigar nossa Escola Dominical. Nossos ministérios precisam ser alargados. pondo-o em prática.Tenho eu um dom? cabe-me alargá-lo. Recordo. Precisamos de ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 36 . Juntei eu um bom dinheiro? carece-me multiplicá-lo e usá-lo para o meu bem e para os projetos de Deus neste mundo. que é modesta. Uma das tragédias do Cristianismo é essa separação entre religião e vida. Tenho eu alguma habilidade específica? urge-me desenvolvê-la para a glória dAquele que me dotou desta competência. precisamos de lugar para receber os alunos. Como a queremos uma grande Escola. nós estamos esprimidos entre um prédio e o Colégio Batista. entre igreja e comunidade. que todas as áreas da Igreja precisam ser alargadas.

Boa parte das igrejas está em crise financeira. Mas não temos podido fazer tudo o que devemos. inclusive financeiramente. se queremos que a Tijuca merece ser salva. inclusive uma num grande hospital público da cidade. porque nos faltam recursos. de mais regentes. mas por nós. Gostaríamos de comprar um sistema de comunicação para o santuário. Precisamos de mais gente na evangelização. duas irmãs. Precisamos de mais gente na oração. mas não temos dinheiro. três. há anos vêm orando.mais gente na visitação. mas não temos dinheiro. Precisamos de mais gente envolvida e de dinheiro devolvido. Poderíamos estar no rádio ou na televisão pregando o Evangelho. Precisamos criar dois coros para crianças e para os juniores e carecemos de regentes e acompanhadores. a nossa não está. nos cultos diários pela manhã e nos semanais às quartas-feiras. Precisamos de mais gente na área da comunicação. não por elas. algumas pessoas têm testemunhado as respostas de Deus às suas orações. Precisamos de mais instrumentistas. mas não temos dinheiro. mas não ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 37 . as vezes. mas por que só vêem umas 50. boa parte delas de não membros? Precisamos alargar o número de pessoas que participam da vida igreja. Gostaríamos de sustentar mais missionários. Graças a Deus e a uns 350 contribuintes fiéis. de mais coristas. Nos cultos diários. Nos cultos semanais. Carecemos de melhor o nosso som.

Fora daqui. Há cristãos que merecem este apelido apenas enquanto estão aqui. Não podemos esquecer que a história dos filhos de Deus é uma história sagrada. Nossa Igreja (e aqui me refiro a cada um dos seus membros) precisa alargar a sua qualidade de vida. Fora daqui não causam impacto nenhum. fracos para falar da grandeza da graça de Deus. Se tivéssemos mais 100 contribuintes (e você. Quem não descobriu esta verdade ainda não começou a viver verdadeiramente. Precisamos cultuar mais para fruir da presença de Deus. Cremos nós nisto? ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 38 . Precisamos orar mais para discernir melhor a vontade de Deus. pode ser um deles). Nós só teremos dinheiro quando alargarmos o número daqueles que são fiéis a Deus por meio da Igreja. se não é.temos dinheiro. Deus alarga o nosso território. mais poderíamos fazer. Precisamos ajudar com mais recursos a obra social dos batistas cariocas. mas temos dinheiro. Precisamos ler mais a Bíblia para conhecer mais a misericórdia de Deus. são fracos para resistir às tentações. Nossa vida é uma vocação constante. quando acreditamos que Deus nos abençoa e que também abençoa os outros por nosso intermédio.

O Eterno procura pessoas insatisfeitas com o que são. como está. Devemos orar para que Deus nos alargue as fronteiras. Deus estava disponível. Esta é a nossa oração básica. com o que fazem. com o que temos e com o que fazemos. com insistência e com objetividade. 1. do irmão. Jabes lançou mão do único recurso que tinha e este recurso foi suficiente. Temos orado assim? 2. mas principalmente não tinham a fé vencedora. Ele não pode abençoar quem não pede. seus irmãos também não tinham este "currículo". Devemos orar com ousadia. Jabes não tinha qualquer "currículo" que o credenciasse a esperar que Deus aumentasse a herança que tinha recebido.AÇÕES PARA A RESPOSTA Apresento agora as ações de oração que devemos desenvolver para alcançar a bênção de ver nossos territórios alargados. e Jabes aceitou a Sua companhia. com o que tem. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 39 . porque corajosa. não pode pedir quem não sabe o que quer. Devemos apresentar a Deus as nossas insatisfações com o que somos.

denunciar. Joelhos dobrados diante de Deus e punhos levantados contra a injustiça devem ser a coreografia do cristão. ficou insatisfeito. sair às ruas. por meio do envio do Seu Filho. que não pode ser alienado. querendo mais. embora já seja perfeito. em nosso país. redimiu o homem. colaborar. sua imagem e semelhança. O cristão é aquele que olha para todos ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 40 . devemos orar. Diante da falta delas. Ele mesmo. depois de ter feito a maravilha do Universo. Nós precisamos de ambição. prepara para os seus filhos as moradas necessárias para a vida eterna. Também por vivermos numa terra com estas limitações. Deus nos quer ambiciosos. daquela ambição inspirada por Deus. devemos criticar. Agora. Devemos rogar constantemente a Deus que nos abra avenidas de oportunidades. Fez o homem. Deus é santamente ambicioso: Ele quer mais de si mesmo. porque Sua obra ainda não revelava o seu caráter. Nós fomos feitos para alvos elevados.Cada um de nós precisa se perguntar: será que eu nasci para ser apenas isto? Nós todos fomos feitos para o louvor da glória de Deus (Efésios 1). participar. Depois. Temos apresentado a Deus as nossas insatisfações? 3. tornando-nos cada dia menos imperfeitos. não é possível a um verdadeiro servo de Deus viver alienadamente. protestar. fazer greve.

abrindo portas fechadas. escurecendo palcos iluminados. fechando portas abertas. Quando Abraão provou que era capaz de sacrificar seu próprio filho porque Deus o pedira e que era capaz de manter a certeza de que Deus providenciara o cordeiro para ser imolado. Aqueles que têm os seus diários. Mais que providenciar aquela oportunidade. Quando procedemos assim. mas devem alegremente deixá-los sempre abertos para o Senhor de nossas vidas. Deus mostrou ao patriarca onde estava a salvação de Isaque e o sorriso de Abraão. no sentido que contribuirá para a sua glória? ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 41 . este projeto é um projeto de Deus. 4. iluminando horizontes sombrios. onde põem seus desejos mais profundos. Devemos abrir a nossa agenda para Deus.os lados. podem escondê-los de todos. Deus providenciou fazendo um animalzinho amarrar-se por entre os ramos. Nós precisamos rogar também a Deus que nos mostre. nossa oração será incompleta. Tenho eu um projeto? Qual o lugar de Deus nEle? Foi Deus Quem o inspirou? Que parte Ele tomará na sua realização? De que modo. Temos pedido assim a Deus? Se só pedirmos oportunidades. Ele intervém. mas a sua direção vem de Cima.

emocionais. Ore como Jabes. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 42 . relacionais. espirituais? Ele também. Você quer que Deus amplie seus limites materiais.Tenho eu um negócio? Deus pode entrar comigo todo dia e sentar na minha cadeira de onde dirijo a empresa ou ele fica no estacionamento? Estou eu estudando? Há um lugar para Ele na minha mochila? CONCLUSÃO Você quer ser um Jabes e ter sua fronteira alargada? Deus procura por você para abençoá-lo. profissionais.

Jabes roga sobre si a mão de Deus. informação que soa como um convite a que temamos ao Senhor (Josué 4. Esta mão. o Senhor "é o nosso Deus. É neste momento que as nossas forças diminuem. inclusive com a melhoria de suas condições de vida. Como diz o poeta bíblico. e nós [somos] povo do seu pasto e ovelhas de sua mão" (Salmos 95. Por isto. O QUE SIGNIFICA TER A MÃO DE DEUS CONOSCO Esta expressão ("mão do Senhor" ou "mão de Deus") aparece 65 vezes na Bíblia e é empregada para indicar o poder e a presença de Deus sobre as vidas dos Seus filhos. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 43 .1). é neste momento que sentimos a necessidade da mão de Deus. Esta seqüência pode indicar que Jabes dela precisou quando começaram as transformações. garante o profeta.4 PARA TER A MÃO DE DEUS CONOSCO Depois de pedir a bênção de Deus e solicitar que o seu território seja aumentado.7). de modo que não nos possa livrar (Isaías 59.24). não está encolhida. ela é descrita como sendo forte.

mas perdeu-o quando sentiu a mão de Deus dirigindo os seus passos.. ter a graça libertadora de Deus sobre nós.7b). Jabes. Há quem lance mão de Hebreus 10.6-7a). esquecidos que sua religião é essencialmente liberdade. Para autorizar sua visão deformada.. a transgressão e o pecado e que.A partir da experiência bíblica. guarda a sua misericórdia por MIL GERAÇÕES. Tristemente há ainda seguidores de Jesus Cristo acorrentados ao medo. . longânimo e fiel. que não conheceu Jesus Cristo. (Êxodo 34. como está no início do mesmo versículo. na vida de Jabes e de tantos outros. que perdoa a iniqüidade..31 (Horrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo) para se deixar aterrorizar. 1. Quem vive assim é porque não considera que o Deus que visita a maldade até a quarta geração é o mesmo. especialmente aquela que diz que Deus guarda a maldade dos pais até a terceira ou quarta geração de filhos (Êxodo 34. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 44 .. por ser compassivo.. paz e a alegria. Há cristãos que se justificam a partir de alguns textos bíblicos sobre maldição.. podemos dizer que ter a mão de Deus conosco significa. tinha medo de viver. há até quem leia as maldições do Antigo Testamento.

16) . para orientá-las.É verdade que é terrível cair nas mãos do Deus vivo.. Seus braços são longos para nos alcançar e abençoar. Mesmo quando erramos. não caia eu". numa hora de extremidade gravidade: Disse Davi a Gade: "Estou em grande angústia. 2. podemos ficar livres da aflição. mas. Davi experimentou esta realidade. quando declarou. nas mãos dos homens. porque a mão de Deus suscita a libertação. consertá-las. que é ter sua presença abençoadora em nossas ações. Quando Moisés começou a desanimar. porém caiamos nas mãos do Senhor. Eles não são compassivos nem longânimos. aliviado. enquanto a mentira continuar conosco. dirigi-las. é maravilhoso cair nas mãos do Deus vivo. diante do projeto que tinha por realizar. acompanhá-las. como Ananias e Safira (Atos 5). como vemos na experiência de Israel ao tempo dos juízes. Deus apenas lhe perguntou: "Você acha que a minha mão se encurtou? ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 45 . sua Graça é Seu cuidado para conosco. porque muitas são as suas misericórdias. (Juízes 2..14) Nós sabemos que é muito ruim cair nas mãos dos homens. como o nosso Deus. (2 Samuel 24. Em síntese. Depois da confissão.

. Esdras recebeu as concessões do rei. encontrou gente disposta a cooperar com ele. e. como sintetizado no verso 6: Ele era escriba versado na Lei de Moisés. entre outras. e ser conduzido para os triunfos da vida. . 14. Ele reconheceu que os seus atos eram atos de Deus.18. (Números 11. fez uma viagem segura a Jerusalém e iniciou sua obra de reconstrução da cidade dos judeus. seu Deus.. Sua graça nos basta. que estava sobre ele. cf. não que Ele a tenha encolhido.. Aceitemos a mão do Senhor sobre nós.6.9. segundo a boa mão do Senhor. 22. 3. 31) Porque a mão de Deus estava sobre ele. vv. 28. a expressão "mão de Deus" aparece sete vezes para dar a razão de todos os triunfos do líder e seus liderados. 7. mas a graça presente. A experiência de Jabes nos faz lembrar a de Esdras. na mesma compreensão de Isaías: para que todos vejam e ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 46 . Nos capítulos 7 e 8 do livro que leva seu nome.Vá em frente e você verá se eu cumpro ou não a minha palavra. mas não a graça distante. dada pelo Senhor. (Esdras 7.. o rei lhe concedeu tudo quanto lhe pedira. Deus de Israel.23) Muitos de nós nos acostumamos com a mão curta de Deus. embora ela continue estendida em nossa direção. mas nos temos afastado dela. 8.

pessoas comuns que lhe sejam fiéis. POR QUE NÃO TEMOS A MÃO DE DEUS CONOSCO Está a mão de Deus conosco sempre? Não. (Isaías 41. e o Santo de Israel o criou. Como aprendemos na Bíblia. Não temos a mão de Deus conosco porque achamos que não merecemos tê-la conosco.saibam. que são o que são porque a mão de Deus estava com eles quando ainda não eram gigantes. É verdade que Deus está com os gigantes espirituais. Deus procura pessoas comuns. E por que? 1. Junto às escadas rolantes há sempre um convite a que os pais peguem nas mãos dos seus filhos. porque não precisa de participar de nenhum esforço de redução de consumo de energia.20). a escada rolante de Deus que nunca é desligada.. Esta experiência se aproxima da experiência de ser conduzido por uma escada rolante. Muitos achamos que Deus só está com os gigantes espirituais.. para mostrar-se ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 47 . considerem e juntamente entendam que a mão do Senhor fez isso. Os olhos do Senhor passam por toda a terra.

como recomenda o apóstolo Pedro. Para ter mão de Deus conosco.9) Nosso coração leal é a única parte do Seu plano de expansão que ele não provê. mas do espírito. mas a nossa suficiência vem do Pai. não da letra. mas o espírito vivifica. sob a poderosa mão de Deus.6) A oração de Jabes revela esta disposição. No caso de Esdras. Por isto. que nos habilitou para sermos ministros de uma nova aliança. podem ter total confiança em Deus. Essas pessoas comuns. portanto. podemos ter a mão de Deus conosco. Não temos a mão de Deus conosco porque não dispomos o nosso coração para recebe. porque a letra mata. sabendo que Ele estaria com aqueles que os buscassem (Esdras 8. 2.5-6) Seus ministros.forte para com aqueles cujo coração é totalmente dele. precisamos nos humilhar. (2Coríntios 3.22). (2Crônicas 16. não cristãos de segunda classe. (Bruce Wilkinson) Esta é parte que só nós podemos providenciar. em tempo oportuno. para que ele. por intermédio de Cristo. Por nós mesmos não somos capazes de nada no Reino de Deus. temos mais informações acerca desta disposição. vos exalte. Ele buscou a Deus. Precisamos dela. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 48 . Humilhai. (1 Pedro 5.

filho de Buzi. se alguns têm medo da mão do Senhor. 3. aterrorizados com a idéia do castigo. mesmo que isto signifique também estar longe das suas bênçãos. Sua fé encontrou eco no coração de Deus. o sacerdote. Se acontecer de Deus chamar você para algum projeto. junto ao rio Quebar. na terra dos caldeus. e ali esteve sobre ele a ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 49 . saiba que Ele o capacitará. Esta foi a experiência de Ezequiel: Veio expressamente a palavra do Senhor a Ezequiel. nós só precisamos nos tornar dependentes da grande mão do Pai.6).21-23). É atraente ficar longe dos projetos de Deus. Queremos ver o poder de Deus manifestado em nós e por meio de nós? Sejamos dependentes de Deus. Não temos a mão de Deus conosco porque temos medo das conseqüências de uma vida na sua presença. Para o cristão. outros têm medo de Deus os convocar para uma obra específica no Seu Reino.buscou-O com oração e mesmo com jejum (Esdras 8. (Bruce Wilkinson) O problema é que. Lembremos que não precisamos ser grandes. dependência é apenas a outra palavra para poder. Ele sabia que sem fé ninguém agrada a Deus (Hebreus 11. Na verdade. muitos tememos perder o controle sobre nossas próprias vidas.

Vale a pena depender do Senhor de todas as coisas.3) Esta foi a experiência de Elias. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 50 . e veio correndo perante Acabe.) Que a oração de cada um de nós seja: eu quero a mão do Senhor sobre mim. A propósito.E a mão do Senhor estava sobre Elias. não importam as conseqüências da comunhão com o nosso Senhor. são maiores as suas exigências sobre nossas vidas. por que temos tanto medo de perder o controle sobre nossas vidas.mão do Senhor.46 -. se elas nada valem sem a mão do Senhor?. mesmo Ele me leve a fazer o que eu não quero. COMO PODEMOS TER A MÃO DE DEUS CONOSCO Bom seria que fôssemos notados como foi visto o menino João Batista: alguém sobre quem estava a mão do Senhor (Lucas 1. vale a pena caminhar em santidade. e é maior a nossa dependência dEle. Quando nos pomos de mãos com Ele. o qual cingiu os lombos. (1 Reis 18. Para ter a mão de Deus conosco. chamado para desafiar Acabe no seu próprio palácio. em termos de santidade. (Ezequiel 1. e ele só o fez quando a mão do Senhor veio sobre ele.66b) 1. No entanto. precisamos desejála. até a entrada de Jizreel.

2. 3. CONCLUSÃO Quando a mão de Deus estiver sobre nós. pedindo que Sua mão esteja conosco. buscando a Lei do Senhor. Para ter a mão de Deus conosco. Ele quer estende para nós e espera que a peçamos. precisamos orar. e muitos. Para ter a mão de Deus conosco. para recebe. A mão do Senhor estava com eles. (Atos 11. precisamos dispor o nosso coração (como Esdras).. se converteram ao Senhor. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 51 . eu te peço que me abençoes e alargues as minhas fronteiras. como Jabes. cumprindo-a e ensinando os estatutos e os juízos de Deus. Foi assim com a igreja apostólica.21) Seja nossa a oração de Jabes: Oh Deus.10) Preparemos o nosso coração. faremos mais do que naturalmente podemos. crendo. (Esdras 7.

ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 52 . de modo que não me sobrevenha aflição. Em nome de Jesus. Amém.que seja comigo a tua mão e me preserves do mal.

que alargasse suas fronteiras. Nós o experimentamos rondando as nossas vidas. que mantivesse com ele a Sua mão. tenho que tomar cudado. Será que devemos orar para que Deus nos livre destes tipos de mal. Estes dois tipos de assalto eu os trago apenas para lembrar que o mal existe. Nós sabemos que ele existe. nos sinais de trânsito. Quem criou este verme fê-lo apenas pelo prazer de trazer prejuízo a pessoas desconhecidas. Aprendemos com Jabes que sim. Esta é uma experiência pela qual a maioria de nós já passou. Este dissabor não se compara ao que passamos nos ônibus. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 53 . dentro de nossas próprias casas ou apartamentos. Depois de pedir ao seu Senhor que o abençoasse.5 RECURSOS DIVINOS DISPONÍVEIS A NÓS Nas ultimas três semanas meu computador tem recebido inúmeras tentativas de assalto pela internet por parte de um virus. Jabes pede que Deus o preserve do mal e impeça que as aflições o alcancem. quando sentimos o apogeu de nossa impotência diante de uma arma apontada contra nós. pois seu poder destruidor é tremendo. nas ruas.

Quero indicar essas direções e. A doença é algo que nos assusta e aflige. mas livra-nos do mal (Mateus 6. de imediato. oferecer algumas recomendações sobre o modo de evitar que nos traga aflições. Podemos e devemos orar para que Deus nos livre do mal. Devemos e podemos pedir a Deus que nos preserve a saúde. 1. podemos colocar as doenças. devemos agradecer ao ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 54 . se fosse possível. rogou que.Esta oração guarda uma grande semelhança com aquela que Jesus ensinou. o mal que se aproximava (a aflição que se desenhava) não se consumasse sobre a sua vida (Mateus 26. à beira do seu drama final. Nesta categoria. especialmente aquelas de origem ainda desconhecida. O mal pode ser uma decorrência das forças naturais agindo no mundo em que vivemos. Jesus mesmo. a qual termina assim: não nos deixes cair em tentação.13). Enquanto estivermos saudáveis.42) RECURSOS DIVINOS PARA O HOMEM DIANTE DO MAL O mal vem de muitas direções sobre nós.

mas um privilégio. da glutonaria. mas de todos. exceto aquelas que nós provocamos (por meio do fumo. Antes. e com ela a aflição. que algum antepassado nosso cometeu). seja ela qual for. mas por todas. não há enfermidade menos ou mais dificl para ser curada. devemos buscar ajuda especializada. Os recursos médicos são provisões de Deus para nossas vidas. Nenhuma doença. Pedir para ser curado não é um direito nosso. é provocada por pecado.Doador da vida a saúde que temos e rogar que nos mantenha assim. como ensinam alguns. buscando ("inventando") até algum pecado que tenhamos cometido (ou. ao mesmo tempo. não devemos nos culpar. É irresponsabilidade interromper um tratamento e esperar a cura. devemos nos lembrar que as doenças são provocadas por fenômenos naturais. etc). Para Deus. Pedir pela cura divina não é privilégio de alguns cristãos. De igual modo. Não há doenças pelas quais devemos orar. devemos continuar pedindo a cura e. Ao tempo em que oramos. Se Deus não nos curar. do álcool. é um privilégio nosso. pedir tranqüilidade para aceitar a resposta de Deus. Se a doença nos alcançar. Não ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 55 . seja com um médico ou qualquer outro profissional. a tranqüilidade para aceitar a suficiência da Sua graça. conhecidos ou desconhecidos.

Nosso mundo é o mundo da injustiça sistêmica. ao mesmo tempo. nos mantenha longe. além de orar por nós ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 56 . com a sua crônica do medo. O mal pode ser gerado pelas forças sociais que se conjugam no mundo em que vivemos. Diante deste tipo de mal. Nosso privilégio é pedir. Devemos pedir a cura e. com suas marcas perversas. se. e a insegurança.podemos determinar o que Deus deve fazer. Em lugar de ter medo da ciência. E o será. Devemos orar por aqueles a quem queremos bem. devemos orar pelos cientistas. como o desemprego. reverentemente. do mal gerado pelo pecado social. devemos orar para não nos atinja. É legítimo orar para que Deus nos preserve. e esperar que Ele aja. insistementemente. devemos pedir a bênção de Deus sobre os médicos e profissionais que cuidam de nós. Devemos orar para sair de casa e voltar em segurança. Esta é uma oração que parece egoísta. para que descubram as causas de algumas doenças que têm aniquilado os seres humanos e a forma de eliminálas ou diminuir o seu impacto sobre nós. com a sua falta de perspectiva. Devemos orar para que o desemprego não bata à nossa mesa. se apenas orarmos. Devemos orar por nós mesmos. 2. Não o será.

Como é difícil calar quando a vontade é toda de falar! Quando é fácil falar ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 57 . sabedoria e discernimento no planejamento e na execução. o protesto e a greve. às vezes. se. A oração é uma forma de participação.mesmos. Devemos pedir a Deus que dê a elas honestidade. inclusive a de evitar os caminhos que sabemos nos trarão aflição. Precisamos nos envolver na promoção da justiça. Também nesta circunstância. por nenhuma outra razão. Orar pelas autoridades é um dever de todo cristão. legislativas e judiciárias. 3. O cristão é pacífico. nos acomete. Quanto mal provocamos a nós mesmos e aos outros por falta de bom senso ou do uso excessivo da capacidade humana de falar. mas não passivo. mas não deve ser a única. nós orarmos também pelas autoridades executivas. Devemos tomar ações concretas visando a transformação. e isto pode incluir a crítica. devemos orar para que Deus nos dê sabedoria para viver. Muitas aflições nos sobrevêm por falta de sabedoria. O mal pode ser derivado da falta de sabedoria que. desde que feitas pacificamente. para preservar as nossas vidas e as de nossos filhos.

para que lê-la? Se recebo uma proposta indecente.quando a necessidade é toda de calar. por que permaneço em sua companhia? 4. Satanás assesta suas setas contra nós. Se. somos atacados por Satanás. Se recebo uma mensagem eletrônica sabidamente interessada em oferecer algum tipo de serviço sensual ou desonesto. nos atacam. contra nossa própria natureza (Romanos 7. Bruce Wilkinson lembra que a melhor estratégia para derrotarmos o inimigo é não ter que enfrentá-lo. por vezes. Nós naturalmente seguimos a trilha que traçou. não entremos na arena. o bem que queremos nós procuramos insistentemente fazer. Satanás não precisa fazer qualquer esforço em nossa direção. Se queremos não passar pele perigo. Se o nosso caminho está longe da santidade. no entanto.19). Se queremos derrotar o leão na arena. Precisamos de sabedoria para evitar o mal. Quando decidimos viver de modo santo. O mal pode ser resultado do nosso fracasso diante da tentação que. Em seu livro (The prayer of Jabez). Ele não precisa nos incomodar. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 58 . não passemos por onde o perigo está. por que permiti que ela me fosse formulada? Se aquele amigo nada me traz de puro e proveitoso.

5. como também os demais (Efésios 2. Se caímos. e éramos. Diante da possibilidade da tentação. se resistirmos. ele fugirá (Tiago 4. Se vier. devemos orar para que Deus nos deixe cair. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 59 . por natureza . apenas para nos tentar. porque. O mal pode ser produto de nossa natural inclinação para a prática do mal. Foi crucificado com ele o nosso velho homem. filhos da ira.3) Com a conversão.Ele não tem poder para nos derrubar. devemos orar para que ela não venha. andávamos segundo as inclinações da nossa carne.13). ao início do Seu ministério. dando-nos a sabedoria e a calma para agir como Jesus agiu quando tentado no deserto. Antes de nos voltarmos para Deus. caímos por conta própria. e não sirvamos o pecado como escravos (Romanos 6. Devemos pedir a Deus sabedoria e força para resistir.7).6). devemos orar também para que Deus nos ensine a como nos comportar. fazendo a vontade da carne e dos pensamentos. Ele não é corajoso o suficiente para enfrentar um homem ou uma mulher de oração. fomos aproximados de Deus pelo sangue de Cristo (Efésios 2. para que o corpo do pecado seja destruído.

Sem oração. como sabemos por experiência própria. para que Deus nos santifique.No entanto. Sem oração. porque pecar dá prazer. não há arrependimento dos pecados cometidos. Sem oração. Deus se tornou a moldura do quadro de nossa vida e o pecado uma lembrança que ainda nos perturba. Pecar fazia parte de nossa essência antes de sermos regenerados. uma poça de lama parece uma piscina cristalina. Antes da conversão. Sem oração. a imagem de Deus era uma velha lembrança em nossas almas e o pecado era a força que imperava em nosso ser. a consciência do pecado (com o seu peso) e o propósito de não mais continuar neste caminho. o mal provocado por nossa inclinação tenderá a nos dominar. deixamos que a nossa velha natureza abafe a nova. Nós devemos orar para que Deus nos livre de fazer o mal. depois da conversão. Por isto. com algumas diferenças: a ausência daquela recusa de Deus (pecado original por excelência). precisamos vigiar em oração. Pecar ainda faz parte de nossa essência. que traz o mal a nós mesmos e aos outros.5). paixão lasciva. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 60 . que é idolatria (Colossenses 3. fazendo morrer a nossa natureza terrena [que é]: prostituição. a regeneração não eliminou a nossa natureza humana. impureza. desejo maligno e a avareza.

nem nenhuma oração. A oração de Jabes ou a oração do Pai Nosso será um mantra se não expressar o desejo profundo de nossos corações e se não implicar em compromisso em viver a oração que fazemos. nós o venceremos porque Cristo o venceu. venha o teu reino. o pão nosso de cada dia dá-nos hoje. para não sermos alcançados por ele. Seja for a fotte do mal. pode ser um mantra. A oração de Jabes. para sermos preservados dele. há o poder de Deus de quem é o reino e a glória para todo o sempre. que estás nos céus. para não termos prazer nele. É este poder que garante a nossa vitória final sobre o mal. assim na terra como no céu. como Jesus ensinou: Pai nosso. podemos orar. devemos orar para ficarmos longe dele. ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 61 . Por isto. faça-se a tua vontade. santificado seja o teu nome.CONCLUSÃO Seja qual for a origem do mal. Não há mágica na oração.

e não nos deixes cair em tentação. assim como nós temos perdoado aos nossos devedores. mas livra-nos do mal pois teu é o reino.10-13) ORANDO COMO JABEZ / Israel Belo de Azevedo Página 62 . Amém! (Mateus 6. o poder e a glória para sempre.e perdoa-nos as nossas dívidas.