PÁGINA 16

ESTADO DE MINAS - SEGUNDA-FEIRA, 6 DE JANEIRO DE 2003

GERAIS

❚ VIOLÊNCIA

❚ TRÂNSITO

ASSASSINATO ACONTECEU NA PERIFERIA DE SANTA LUZIA E OS MOTIVOS SÃO DESCONHECIDOS. BH E REGIÃO TÊM 11 VÍTIMAS DE HOMICÍDIO

Jovem perde a vida em acidente
LANDERCY HEMERSON

Grupo mata casal e poupa criança
MARIANA RAMOS

Um casal foi assassinado na madrugada de ontem, no Conjunto Palmital, em Santa Luzia, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Anderson Fernando dos Santos, de 20 anos, e Gisele Caetano Santana, de 17, foram baleados dentro da casa deles, na avenida Alcídia Calazans Lima, 127. Testemunhas contam que três homens armados entraram no barracão por volta das 4h30 e fizeram os disparos. O filho do casal, um bebê de apenas um mês, estava no local, mas chegou a ser atingido. De acordo com os vizinhos, o rapaz não tinha envolvimento com drogas. Ele era evangélico e trabalhava como pedreiro. Anderson e Gisele já estavam juntos há cerca de três anos. Esta foi a segunda vez que arrombaram a porta do barracão do casal, que fica em um terreno com outros quatro barracões. Na primeira vez, os dois não foram encontrados pelos bandidos. Para os parentes, os homens armados estavam a procura de uma outra pessoa, que seria traficante. Como não o acharam, mataram o casal. Ao todo, a polícia registrou 11 vítimas de homicídios na capital e Grande BH, entre o início da tarde de sábado e final da tarde de domingo. Os casos de ontem foram os seguintes: por volta das 18h, um homem não identificado foi baleado e morto na rua Jornalista João Bosco, altura do núme-

O estudante Messias Caldeira da Silva, de 26 anos, morreu ontem à tarde, num acidente de trânsito em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ele viajava como passageiro no Palio placa GVT 4180, dirigido por Tiago Santos Ferreira, de 21, que bateu contra um poste na avenida Severino Balesteros, antiga Sarandi, altura do nº 250, bairro Jardim Laguna, próximo à Ceasa. Uma equipe de resgate do 2º Batalhão de Bombeiros esteve no local e retirou o corpo do estudante do veículo, na tentativa de reanimá-lo. Porém, Messias teve fratura na região cervical e traumatismo craniano, morren-

do na hora. Segundo constataram os bombeiros do resgate, ele viajava com o banco reclinado, o que fez com fosse enforcado pelo cinto de segurança, provocando a fratura. Tiago Ferreira foi levado em estado grave pelos bombeiros para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. Após medicado, ele permaneceu em observação no ambulatório 4. Uma equipe da 1ª Companhia de Missões Especiais da Polícia Militar de Contagem esteve no local para registrar a ocorrência, mas não encontrou testemunhas que explicassem as causas do acidente. Há menos de uma semana, no mesmo local, uma viatura da PM ficou sem controle e matou atropeladas duas pessoas sobre a calçada.

Ontem à noite, no km 398 da BR-381, uma batida entre o Fusca placa GKL 6755 e o caminhão Mercedes-Benz GWC 4763 provocou uma morte. O motorista do carro, não identificado, ficou carbonizado. Pela manhã, às 10h36, na avenida Cristiano Machado, bairro Celestino, região Nordeste de BH, uma pessoa morreu na batida do Opala placa GTV 0245 contra um poste. A passageira Adalgisa do Carmo Vila Nova, de 37, sofreu ferimentos graves e foi socorrida no Hospital de Pronto-Socorro de Venda Nova, onde morreu. O condutor do Opala, Lúcio de Abreu, de 30, foi detido e levado para o plantão do Detran, já que não possui carteira de habilitação.

c m y k

c m y k

REPRODUÇÃO/JUAREZ RODRIGUES

MISTÉRIO

Jovens viviam juntos há três anos e não consumiam drogas
ro 1.050, no bairro Nova Cintra, região Oeste de Belo Horizonte. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios. Outro caso foi de uma mulher que foi arrastada para um matagal e depois morta com vários tiros, na rua Itabira, 52, no bairro Palmares, em Ibirité. Os autores fugiram a pé e não foram localizados. As últimas informações são de que a mulher ainda não havia sido identificada. No Nazaré, região Nordeste da capital, Joanésio do Carmo Juliano, de 40, levou um tiro no ombro esquerdo e morreu no local. O homicídio aconteceu na rua Agenor Alver, 96, por volta das 2h40. Poucos minutos depois, Gerson Egídio Santos, de 22 anos, foi atingido por um objeto perfurante no peito e morreu na hora. O crime aconteceu na rua Paulo Dassunção, Jardim Industrial Primeira Seção. No sábado, por volta das 23h40, Francislei Macal dos Santos, de 21, morreu ao dar entrada no Hospital Municipal de Contagem. De acordo com funcionários, a vítima levou três tiros na região do tórax na avenida Coronel Durval de Barros, 652, no Durval de Barros, Barreiro. Cerca de duas horas antes, no Morro do Papagaio, região Centro-Sul de Belo Horizonte, Renato Gomes Silva foi atingido por quatro disparos, sendo um na nuca, dois no braço e outro no tórax. A vítima chegou a ser socorrida para o Hospital Municipal de Contagem, onde faleceu. Já os outros três homicídios ocorreram entre o início e fim da tarde de sábado.

JAIR AMARAL

FATAL

Palio bateu violentamente contra poste em avenida de Contagem e não deu chances a estudante

CYAN c m y k

MAGENTA

AMARELO

PRETO

Related Interests