You are on page 1of 5

Fixismo: admite que as espécies, desde o seu aparecimento, são imutáveis, ou seja, não sofrem modificações.

Tem os seguintes ramos: Criacionismo: defendia que todos os seres vivos tinham sido obra divina e que por isso eram perfeitos e não precisavam de sofrer alterações. Espontaneísmo: a vida surgia quando existissem condições favoráveis a isso, uma dessas condições era a existência de uma força vital. Catastrofismo: a existência de catástrofes naturais destruía determinados seres vivos, outras espécies existentes iriam povoar esses locais desabitados Evolucionismo: admite que as espécies não são imutáveis e que sofrem modificações ao longo do tempo, Defensores do evolucionismo: Lamarck - Charles Darwin - Wallace Segundo lamark a necessidade de adaptação ao ambiente leva o individuo a iniciar o seu processo evolutivo. as suas leis sao: Lei do uso e do desuso (necess. cria um orgão, a função modifica.o); // transmissão dos caracteres adquiridos (os descendests herdam as novas funçoes); // gradação- (seres evoluem do + simples para o mais complexo). // transformação das espécies (o ambiente altera a forma e organização dos seres vivos modificando.os)

argumentos evolucionistas: 1-anatómicos- estudo da anatomia comparada na divisão destes três orgãos: homólogos (origem embrionária idêntica, possuem o mesmo plano de organização interna, mas que podem ter forma e função diferente, sugere ancestral comum), análogos (nao possuem qualquer tipo de organização interna semelhante, têm origem embrionária diferente mas devido a algum factor as suas formas e funções sao semelhantes) vestigiais (orgãos atrofiados e nao funcioais em alguns seres vivos, mas funcionais noutros, logo deduz-se terem ancestralidade comum e constituem um argumento para o evolucionismo pq a sua redução dá a ideia que os seres sofrem alterações). 2-paleontológicos- os fosseis ao mostrarem espécies que ja estao extintas contrariam a imutabilidade e apoiam o evolucionismo, os fosséis ajudam a construir árvores filogénicas, fósseis de transição->ancestral comum. 3-embriológicos- o estudo de embriões evidencia semelhança nas 1ª's fases de desenvolvimento e estruturas comuns em embiões de diferentes grupos, todos os embriões têm cabeça globosa, fossetas branquiais e cauda 4-biogeográficos- quanto mais próximas elas estão mais tendência têm de ser semelhantes e o contrário. 5-citológicos- todos os organismos sao constituidos por células sendo a célula a sua unidade estrutural e funcional e igual em seres vivos muito diferentes (se sao todos constituidos por células, entao devem ter uma origem comum). 6-bioquímicos- considera-se que os seres vivos têm o mesmo ancentral porque são

constituidos pelas mesmas biomoléculas (prótidos, lípidos, glicidos...), a energia bioquímica (ATP) é a mesma para todos, a intervenção do DNA e do RNA na produção de proteínas. os estudos mais comuns são: análise de proteínas (comparar as biomoléculas= + semelhança + parentesco. proteinas= + diferença + afastados filogeneticamente) hibridação do DNA (ver diferença entre as cadeias de DNA ao emparelhar-se) estudos sorológicos (ver a resposta do corpo a ADN estranho criticas ao lamarkismo: nao e possivel provar a "necessidade de adaptação" e "a procura da perfeição". Modificacões provenientes do uso e desuso nao sao transmissiveis a descendencia. nem sempre o uso modifica o órgão. criticas ao darwinismo: teoria incompleta porque so com o evoluir de conhecimentos cientificos e que se pode esclarecer o porque da variabilidade intra-expecifica nas populações. e o conceito do mais apto é um conceito temporal, pois quando as caractristicas do meio se alteram o conjunto génico mais favorável pode deixar de o ser no novo meio. lamarkismo- ambiente é o causador das modificações, pois os seres vivos adaptam-se ao mesmo (lei do uso e do desuso e transmissão das caractristicas aquiridas) e passam as mudanças á descendência. nao tem variabilidade genética, pois as novas espécies aparecem por evolução devido a aquisição ou perda de orgãos, o mecanismo de evolução é o ambiente ou as necessidades, e transmitem as caractristicas aos descendentes. darwinismo- o ambiente é o agente que na seleção natural vai determinar quem sobrevive ou não. variabilidade genética intra-específica. evoluem graças á evolução natural previlegiar os mais aptos. as caractristicas sao herdadas pelos descendentes neodarwinismo- quando ha uma alteração no ambiente, as populações mais favorecidas sao selecionadas por estarem melhor adaptadas. por existir variabilidade intra-específica a seleção natural pode ocorrer. evoluem porque a seleção natural previligia os mais aptos. as caractristicas sao herdadas pelos descendentes e a seleção natural actua nao só num individuo mas em toda a população. deriva genética- variação do fundo genético das populaçoes (ocorre ao acaso) e normalmente acontece em populações pequenas: efeito de gargalo- quando uma população passa por um período em que, devido a um factor ambiental ou humano, apenas sobrevivem uns determinados genes e é provável a sua fixação. efeito fundadorum grupo de individuos de uma dada população coloniza um novo habitat, transportando assim uma parte do fundo genético de uma população. ha genes que nao sao transportados por isso os fundadores vao ser diferentes da pop. original. migrações- movimentação de indivíduos de uma região para a outra (fluxo de genes) _____________________________________ sistemática- estuda os seres vivos e as suas relações evolutivas, criando sistemas pa sua classificação.

taxonomia- establece regras para a nomenclatura e class. dos seres vivos sistemas práticos- relacionado com os intresses humanos sistemas racionais- baseados nas caractristicas dos seres vivos sistemas naturais- baseado num grande numero de caractristicas sistemas artificiais- baseado num pequeno numero de caractristicas classificação fenética- privilegia as caractristicas observáveis (estas podem ser medidas, numeradas etc...). o factor tempo n é considerado. classificação horizontal ou estática (fenograma)

fenetica

filética

classificação filética- da maior valor ás relações evolutivas sobressaindo a filogenia e sendo menos importante os aspectos morfologicos. factor tempo é considerado. clasificação vertical ou dinâmica (cladograma) categorias taxonomicas lineu- vida;domínio;reino;filo ou divisao; classe; ordem; familia; genero; espécie nomenclatura-1º-nome género, 2º-restritivo especifico (tudo sublinhado)

critários class. whittaker- Niveis organização celular, procariótica ou eu// e unicelular ou multi//. tipos de nutrição- autotrofico ou hetero e ingestão ou absorção. interações nos ecossistemas- produtores, macroconsumidores ou micro//

(tem cont) rochas metamorficas-org- rochas pré-existentes sujeitas a elevadas temperaturas e pressões na crusta e no manto superior. form- recristalização (no estado sólido) de novos minerais estáveis a partir de minerais pre.exstentes instaveis. quartezo, diamante, calcite rochas sedimentares:org-meteorização e erosão de rochas que estao na superficia ou perto. form-deposição, afundamento e litificação (compactação e cimentação) exp- calcario, argila, arenito rochas ígneas-org-fusão de rochas na crusta profunda (+ quente) e magma proveniente do manto superior. form-arrefecimento de um magma qu solidifica em profundidade ou superficie. exp- basalto, pedra-pome e granito

A idade relativa é determinada pela ordem cronológica de uma sequência de acontecimentos. A datação relativa apoia-se em vários princípios geológicos, como o princípio da horizontalidade e o princípio da sobreposição de estratos. A datação relativa baseia-se, portanto, na presença de fósseis nas rochas e/ou na posição relativa das formações geológicas. princípio da sobreposição de estratos- numa sucessão de estratos nao deformados, um estrato é mais antigo do qu aquele que o cobre é mais recente que a base princípio da horizontalidade-indica-nos que a deposição dos sedimentos se efectuou horizontalmente, sob o efeito gravitico e da densidade idade absoluta- é determinada pela utilização de radiação para determinar a idade de algo datação radiométrica- 100% (-) a percentagem desintegrada. depois se tiver exp. 3 semi vidas com o valor que nos der vamos multiplicando por 2 ate nos

dar 50 %. se for menos de 50% o desintregrado mete-se equivalente (12.5%=1/4) principais divisões de escala tempo geologico- hadeano, arqueano, proterozoico ,paleozoico, mezozoico, cenozoizo