You are on page 1of 6

Faculdade Católica Salesiana Curso: Serviço Social Turno: Matutino Turma: 5ºPeríodo

TATIANA OLIVEIRA DE SOUZA SILVEIRA

ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO EM SERVIÇO SOCIAL I

VITÓRIA 2013

ª Aline Fardin Pandolfi. VITÓRIA 2013 . para obtenção de nota.TATIANA OLIVEIRA DE SOUZA SILVEIRA ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO EM SERVIÇO SOCIAL I Trabalho acadêmico entregue a prof. da disciplina de Administração e planejamento em serviço social I do 5º período do curso de serviço social.

vital para a organização e desenvolvimento do processo de intervenção do serviço social. objetivos de . Paiva (2000. Planejar. como reza o código de ética do serviço social no Art. Não se admite a transgressão ou mesmo a interpretação que se pretende [.] atender ou acomodar interesses de outros que não os dos cidadãos brasileiros ou nacionalizados indistintamente que são detentores de direitos. no artigo 12º a. respectivamente. deve está sempre em busca de conhecimento e pesquisando a realidade na qual ele irá intervir. para que as demandas que lhes são apresentadas de forma burocrática e originadas no senso comum sejam reelaboradas a partir de uma interpretação teórico-metodológica e ético-política de forma crítica e criadora.. é uma das competências do assistente social: VII. E a apropriação desse conhecimento é também um direito do profissional do serviço social conforme citado.Toda a ação realizada pelo serviço social deve ter uma intencionalidade.] O assistente social. a produção de conhecimento.. executar e avaliar pesquisas que possam contribuir para a análise da realidade social e para subsidiar ações profissionais.. a defesa e a fiscalização do exercício profissional A prática profissional deve ser voltada para viabilizar os direitos do cidadão que são garantidos constitucionalmente. constituem direitos dos/as assistentes sociais: Participar em sociedades científicas e em entidades representativas e de organização da categoria que tenham por finalidade. por isso é importante estudo. p 82) fala sobre a importância da pesquisa e do conhecimento: A pesquisa e o conhecimento da realidade comparecem como um instrumento básico. a pesquisa e o acúmulo de saberes que orientam a intervenção.. para adquirir seu real papel[. deixando de ser apenas um pano de fundo da prática profissional.4º parágrafo VII. a interpretação e a ação tomada será uma prática meramente baseada no senso comum. Já que se não houver conhecimento. um objetivo e para isso o profissional deve se apropriar de conhecimentos e dos múltiplos saberes.

] a solidariedade num contexto marcado por altas taxas de desigualdade social. capaz de intervir como protagonista econômico e socializador . ou ainda . ocorre o enfraquecimento do protagonismo da classe trabalhadora devido a transformação produtiva.. assegurou pleno emprego.]”(PAIVA. cunhou-se o chamado welfare state. politicas sociais universalistas e o Estado. segundo (RICO. Nas décadas de 80 e 90 devido as constantes mudanças.na esteira do pensamento keynesiano e de uma guerra fria que perdurou até a queda do muro de Berlim. nestes países.92).Nação como o grande mediador. A gestão social no welfare state.[. [. Os programas sociais e as politicas sociais são respostas as demandas dos cidadãos e são decididas pelo Estado que dá a última palavra segundo os seus interesses. clamavam por equidade e novas utopias polarizadas nas duas grandes mundiais. Com o surgimento do terceiro setor teme-se que as políticas públicas sejam vistas como favor..1999 p25) . da manutenção do receituário neoliberal impedindo o avanço na conquista da equidade social. o risco de filantropização dos serviços de direito dos cidadãos. resultante de um pacto entre as classes sociais que expressavam os conflitos capital / trabalho. pobreza e desemprego pode-se transmutar-se em compaixão e reinstaurar em nosso país. o pacto interclasses conciliou capitalismo e democracia.2000 p. a cultura da tutela.RAICHELIS. precarização das relações de trabalho que com isso aumentaram a pobreza e das desigualdades pregava-se a ideia de um Estado mínimo e um mercado livre e sem controle. solidariedade e não como direito. ainda enraizada em nossa prática social.viabilização da rede de proteção social institucional dentro da qual atua o profissional[. a descentralização do poder o mercado cuida dos que podem comprar e o Estado cuida dos marginalizados. RAICHELIS 1999 p 20): Nos países capitalistas desenvolvidos..](RICO.. Alguns veem nesse processo.

e sim orientando a fazer valer os seus direitos. V. E relata também. sendo assim o código de ética.Vale lembrar que o assistente social ao realizar o seu trabalho não está prestando nenhuma ajuda ao cidadão. bem como sua gestão democrática. como competência do assistente social: V. Garantia intransigente dos direitos humanos e recusa do arbítrio e do autoritarismo. Posicionamento em favor da equidade e justiça social. entre os textos e o código de ética do/a assistente social. que assegure universalidade de acesso aos bens e serviços relativos aos programas e políticas sociais. Como pode ser observado no código de ética os princípios fundamentais são: II.Orientar indivíduos e grupos de diferentes segmentos sociais no sentido de identificar recursos e de fazer uso dos mesmos no atendimento e na defesa de seus direitos.” Após as leituras realizadas podemos constatar que há uma relação estreita. uma bússola orientadora na realização da atividade profissional sendo dever do profissional de serviço social como está previsto no artigo 21º parágrafo a: “cumprir e fazer cumprir este código”. . no artigo 4º paragrafo v.

EDUC/PUC . Código de ética do/a assistente social. RAICHELIS. lei 8.Gestão social: uma questão em debate. Elizabeth Melo. centro de educação aberta. revista Atualizada – Conselho Federal de Serviço Social 2011 PAIVA.Referências Bibliográficas: BRASIL. Brasília. Raquel . São Paulo 1999 p 19-29. módulo 4.662/93 de regulamentação da profissão – 9ª ed. Beatriz Augusto. UNB. continuada á distância / 2000 p 79-94 RICO. in: capacitação em serviço social e política social: o trabalho do assistente social. . Reflexões sobre a pesquisa e processos de formulação 2 gestão.