GERENCIAMENTO DE RISCOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL – ESTUDO DE CASO

Resumo: Os riscos associados a construção civil são inúmeros, diante disso para evitar que os desvios, incidentes e acidentes ocorram são necessárias medidas de prevençao, gerenciando estes riscos. O Ministério do Trabalho e Emprego – MTE atualmente obriga este gerenciamento através do PPRA – Programa de Prevencao de Riscos Ambientais, para toda e qualquer empresa da construção civil seja qual for seu porte. Para tanto há necessidade de identificar as atividades, reconhecer os riscos, e propor medidas eficazes para minimizar problemas associados e evitar acidentes. Este trabalho contempla um resumo básico das etapas da construção civil e serve de base para implementação de programas de segurança que apresentem quaisquer destas atividades como segmento do seu contrato. Alem das medidas propostas deve-se levar em conta os programas ambientais, solicitados legalmente pelo Ministério de Trabalho e implementálos. Cabe ressaltar ainda a necessidade de orientação dos colaboradores envolvidos nas atividades, afim de demonstrar a percepção e responsabilidade de cada um no gerenciamento de riscos. Palavras chaves: Gerenciamento de Riscos, Construção Civil, Programas Ambientais.

1 INTRODUÇÃO

A prevenção de acidentes na indústria da construção civil associam despesas e se manifestam como consequência indireta, visto a responsabilidade de todos os envolvidos no acidente. Os perigos das atividades na construção civil tem crescido paralelamente ao numero de empreendimentos que tem avançado a sistema de

desenvolvimento econômico mundial. O progresso tecnológico o qual estamos envolvidos tem direcionado a atenção sobre os fatores de segurança relacionados. Os acidentes habituais na execução de atividades são as quedas, cortes, queimaduras e torções de membros inferiores (IRIART, 2008).

| |

|

Segundo Pontes (1998) a responsabilidade para acessar, avaliar e gerenciar esses riscos tem aumentado tanto no setor público como no privado, visto que a percepção da necessidade para antecipar, prevenir e reduzir os riscos está implícita na sociedade moderna. De acordo com Iriart (2008), a análise da gravidade dos acidentes sofridos sugere que aquelas que têm história de acidentes de trabalho mais graves aparentam ter maior conhecimento dos riscos envolvidos nas atividades desempenhadas. Pela capacidade de gerar empregos e absorver mão de obra rapidamente, os investimentos e dedicação em segurança de gerenciamento de riscos não caminha na mesma velocidade. Este estudo aborda os principais sistemas utilizados na construção civil, que diz respeito a procedimentos básicos de engenharia civil, os perigos associados as atividades, e as medidas de controle dos eventuais riscos associados. Os objetivos deste trabalho tratam-se analisar os requisitos essenciais de gerenciamento de riscos na área de construção civil, implantando metodologias utilizadas para condições mínimas de segurança. Os objetivos específicos tratam de: ➢ Verificar quais os riscos associados a construção civil; ➢ Verificar se a implantação do Programa de Gerenciamento de Riscos.

É sabido que com o aceleramento do desenvolvimento econômico no pais. e ao final 1 acidente grave. demonstra-se a vulnerabilidade das sociedades contemporâneas face aos mesmos e seu agravamento nos países de economia periférica. e muitas vezes contratação de Mao de obra barata e desqualificada. e agregando-se a isto novos empregos. Ante os indicadores do que um pensamento dominante que é a produtividade em obra. Para evitar este tipo de atmosfera dentro é sabido que algo deve ser realizado. O CRESCIMENTO DA INDUSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL Atualmente a indústria da construção civil tem se tornado cada vez mais atuante. neste tipo de segmento deve ainda ser observadas as . incidentes e desvios cometidos na execução de determinado trabalho. [pic] Figura 1: Triangulo de Bird (1969) Nesta prospectiva. tem-se expandido cada vez mais a necessidade de aprimoramento de processos. sabe-se que para cada 600 desvios críticos cometido num canteiro de obras da construção civil. A figura 1 apresenta a distribuição dos acidentes através do triângulo de Bird. espera-se 10 lesões leves ou materiais. é fato que está o sistema de gerenciamento de riscos da construção civil.➢ Monitorar os riscos associados. Partindo-se dos riscos químicos industriais. o qual demonstra a proporção relação do numero de acidentes. Ainda assim. ➢ Propor medidas mitigadoras. e conseqüentemente de Mao de obra para A cada dia surgem no mercado novas empresas. Os operários estão expostos a riscos que muitas vezes os levam a simples ferimentos ou até mesmo a morte.

necessita-se de uma analise previa do tipo de atividade que irá se trabalhar. locação de estruturas (serviços de topografia). além dos riscos supracitados. Segundo Costella ( 1997). as atividades de maior representatividade nos acidentes dentro da construção civil são dos serventes. e que são capazes de causar danos à saúde do colaborador (MEDEIROS. Isto se deve ao fato de ser o “grosso” das atividades. ferramentas e equipamentos envolvidos nas atividades. serviços de . químicos e biológicos existentes nos locais de trabalhos. que envolvem agentes como esforço físico intenso. assim. É interessante observar que associados aos riscos devem ser planejadas automaticamente as medidas preventivas para cada atividade. Observa-se ainda. PRINCIPAIS ATIVIDADES NA CONSTRUÇÃO CIVIL Este estudo foi realizado com base nos riscos envolvendo as atividades de limpeza de terreno. pedreiros e carpinteiros. Os acidentes na construção civil estão relacionados à falta das devidas condições de segurança e saúde nos canteiros e na ausência da instrução quanto às precauções a tomar no sentido de evitar acidentes ou doenças relacionados ao trabalho (MEDEIROS. 2002).profissões relacionadas. INVENTÁRIO DE RISCOS Todos os riscos na construção civil devem estar condizentes com a Norma Regulamentadora numero 09 – NR 09 – PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais). 1995). Esta classifica os riscos em agentes físicos. bem como a forma de execução de cada atividade. os riscos ergonômicos. levantamento e transporte manual de peso e exigência de postura inadequada (RODRIGUES. os maquinários. 2002).

LEVANTAMENTO DOS PERIGOS ASSOCIADOS E RECOMENDAÇÕES PARA MITIGAÇAO DOS RISCOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL Conforme descrito na NR 09. serrotes.terraplenagem. compactador. trena. o PPRA independe do número de empregados. martelos. rolo compactor. montagem e desmontagem de fôrmas. trator de pneu com grade. maquina de termofusão. caçamba basculante. retroescavadeira. ferramentas manuais (boca de lobo. pé de bode. serviços de corte e dobra de ferragens. concretagem. betoneira. pá. multímetro digital. escadas. nível. impermeabilização. soprador. extensão elétrica. talhadeira. alvenaria. encho. martelo. pá. estilete. rolete de pressão. escavadeira hidráulica. caminhão betoneira. chave de fenda. instalação de cerâmica. boca de lobo. régua. alicate de pressão. carro pipa. formão. tesourão. encho. universal. colher de pedreiro. prancha baixa. torques. concreto. moto niveladora. janelas e piso. escada de corda. esquadro. maquina de costura. prumo. reaterro e compactação. picareta). cura do concreto. azulejo. escova de aço. pintura. MAQUINAS E EQUIPAMENTOS UTILIZADOS NA EXECUÇÃO DE ATIVIDADES DA CONSTRUÇÃO CIVIL Os equipamentos utilizados na construção civil tratam-se de trator de esteiras. portas. é um programa que visa detectar possíveis riscos ambientais à saúde do trabalhador e propor soluções para a eliminação ou minimização dos mesmos. trabalhos de armação. obras de execução civil com serviço de escavação manual e mecanizada. torques. alavanca. serviços de carpintaria em geral. gerador. Para tal há necessidade de se conhecer cada etapa das tarefas . caminhão munck. serviços de limpeza de estruturas de alvenaria (acabamento e arremates). vibrador. enxada.

Análise de Riscos associados para Implantação do PPRA As atividades do cotidiano da construção civil podem ser resumidas em: Preparação de área: a) Limpeza do Terreno.1989. |Grupo Homogêneo trabalho: | |Funções afetadas: executadas: |IDENTIFICAÇÃO |CONTROLE |Descrição do risco | |Atividades |Responsável: |AVALIAÇÃO | |Data da avaliação: |Local de | Figura 2: Avaliação de Riscos para PPRA Fonte: Autor próprio. A figura abaixo sistematiza a planilha de reconhecimento de riscos que deve ser levada em conta no reconhecimento. Execução de obra: . b) Topografia. c) Compactação de solo.associadas e quem irá trabalhar nelas. Para avaliação dos riscos do PPRA.11. conforme NR 09. devem-se atender os parâmetros técnicos legais da portaria 3311 de 29.

piso. e as medidas que devem ser propostas para execução de um trabalho seguro. b) Concreto Magro e Serviços de Alvenaria. o) Instalação de cerâmica. foram estudados os principais métodos de trabalho. os riscos e perigos associados. furo no cimento (parafusos). Riscos / Perigos: Queda com diferença de nível ou do mesmo nível. Finalização do trabalho a) Reaterro e compactação. d) Limpeza de concreto. portas de aço. janela. c) Trabalho com martelete pneumático. azulejo. l) Serviços de montagem e desmontagem de fôrmas. g) Trabalho em altura. e) Acabamento com massa. cobogos. i) Trabalhos com Ferramentas Manuais. Os trabalhos serão explicitados a seguir: 1 – Limpeza do Terreno Consiste na etapa inicial de uma obra.a) Escavações. p) Trabalho martelete rompedor elétrico. f) Concreto usinado. h) Movimentação de cargas. k) Pintura. . n) Construção de Alvenaria de vedação. Para a construção civil. m) Serviços de montagem e desmontagem de fôrmas. j) Serviço de montagem e desmontagem de fôrmas.

Riscos / Perigos: Acidentes com os membros superiores. • Cuidado com o ambiente onde estão se trabalhando.Acidentes com membros ou outra parte do corpo. 3 – Escavações Escavação de solo de forma manual ou mecanizada para estrutura da obra. . melhor local para se posicionar próximo as valas • Não realizar trabalhos em altura com ferramentas ou outros objetos na mão. Queda de objetos. • Utilização dos EPI’s indicados para atividade é obrigatória. 2 – Locações de obras / levantamento topográfico Levantamento das coordenadas e ajustes do projeto de engenharia para locação das estruturas. Medidas de controle: • Manter limpeza constante em toda área de trabalho. Acidentes com olhos. atentando para percepção de riscos. Queda com diferença de nível. assim não se aproximar da carga em movimento e só posicionar os aparelhos topográficos nos locais desejados depois que se certificar da ausência de riscos. • Manter as áreas sinalizadas. • Organização de estoques de materiais. • Realizar inspeção nas ferramentas para constatar as condições de Segurança. Medidas de controle: • Inspeção nas ferramentas manuais antes do início do trabalho substituindo aquelas danificadas.

Queda com diferença ou do mesmo nível. • Na utilização da retro a mesma deve ser devidamente patolada. • Os materiais retirados das escavação deve ser depositado a uma distancia superior a metade da profundidade. etapa primordial na construção . acesso restrito apenas para as pessoas envolvidas. medida a partir da borda do talude 18.8 da NR 18. Medidas propostas: • Orientação aos trabalhadores quanto a risco de queda. caso seja identificado alguma irregula ridade tomar devidas tratativas. • Verificar a estabilidade das paredes de valas por escavações. • Seguir o projeto de escavação. • A velocidade máxima permitida em obra deve ser de 20 km/h. Acidentes com partes do corpo. e o seu operador deve estar utilizando o cinto de segurança. • Valas devem ter escadas de madeiras que garantam a segurança dos operários.Riscos / Perigos: Tombamento e choque da retro escavadeira contra pessoas ou materiais.6. • Inspeção visual da máquina. • Inspeção visual no local que será efetuado os serviços. Soterramento / abalroamento. • Realizar o isolamento da área. • Utilizar EPI´s apropriados para atividade: proteção auditiva durante toda exposição ao ruido. a fim de recolher o ambiente para evitar possíveis acidentes. 4 – Concreto Magro e Serviços de Alvenaria Utilização na estrutura do empreendimento. Vazamentos Ruído. • Inspeção nas ferramentas manuais antes do inicio do trabalho substituindo aquelas danificadas.

• Somente o pessoal qualificado na NR 10 poderá realizar manutenção . • Em valas. Acidentes com os membros superiores ou outras partes do corpo. • Sinalização da área de trabalho. acidentes com corpo (impacto/perfuração/cortes). • Orientações sobre riscos desta atividade.civil Riscos / Perigos: Queda com diferença de nível. utilizar escadas para entrar e sair. 5 – Trabalho com martelete pneumático Para utilização em rompimento de concreto. Contaminação química por cimento. Uso de eletricidades. • Aterrar betoneira. Queda com diferença de nível ou do mesmo nível. • Equipamentos elétricos utilizados neste tipo de tarefa devem ser manuseados apenas por pessoal autorizado. Exposição a umidade. Medidas de controle: • Inspeção no local de trabalho antes do inicio do mesmo. • Utilização de todos os EPI’s necessários durante a exposição ao risco: utilizar bota de PVC e luva látex ou PVC durante o processo de concreto magro. Riscos / Perigos: Vibração de mãos e braço. • Orientações sobre riscos desta atividade. Medidas de controle: • Inspeção no local de trabalho e dos equipamentos antes do inicio do mesmo.

Acidentes com os membros superiores ou outras partes do corpo. • Cuidados para evitar cortes ou lesão durante a limpeza de áreas com concreto. • Efetuar limpeza e organização da área.. . • Orientações sobre riscos desta atividade. verificar se esta está bem fixada para não correr o risco de ser atingido pela mesma.fiação de marteletes energizados. Acidentes com os membros superiores ou outras partes do corpo. Impacto da ferragem com colaborador (ir de encontro à. 6 – Limpeza de concreto Acabamento das estruturas depois da execução de concretagem. Riscos / Perigos: Queda com diferença de nível ou do mesmo nível. • Utilizar luvas anti-vibratórias durante a realização do serviço. principalmente para trabalhos em andaimes..Acabamento com massa Finalização das estruturas.. 7 . Medidas de controle: • Inspeção no local de trabalho e dos equipamentos antes do inicio do mesmo. • È obrigatória a utilização de todos os EPIS necessários para atividade durante a exposição ao risco. Impacto da ferragem com colaborador (ir de encontro à. • Somente o pessoal qualificado pode fazer uso do equipamento..).). Riscos / Perigos: Queda com diferença de nivel ou do mesmo nível. • Cuidado com ferragem.

• Não improvisar ferramentas ou arremessá-las. devem-se manter engates seguros. bem como ferramentas manuais. mantendo distancia pessoas não autorizadas para a atividade e permissão de manuseio do caminhão apenas por pessoal qualificado. • O vibrador de concreto deve estar abastecido e caso necessário manter depósito de combustível próximo. fazer inspeção visual de mangotes e conexões. • È obrigatória a utilização de todos os EPIS necessários para atividade durante a exposição ao risco. verificar se este está fixo. Medidas de controle: • Antes de iniciar as atividades. cuja estrutura depende de estrutura mais arrojada para agüentar o coeficiente do projeto. Tombamento do caminhão de concreto. • Orientações sobre riscos desta atividade. Incêndio. 8 – Concreto usinado Locais com muita demanda de concreto. • Percepção de Risco pelo operador do equipamento. que o faça a uma distância segura da . Abalroamento/Soterramento. Umidade. Acidentes com os membros superiores ou outras partes do corpo.Medidas de controle: • Inspeção no local de trabalho e dos equipamentos antes do inicio do mesmo. Exposição ao ruído. Ruptura de conexão de mangotes. Riscos / Perigos: Queda com diferença de nível ou do mesmo nível. • Ao fixar mangotes. • Antes de içar qualquer material com balde. abordando percepção de riscos para não se acidentar. Vibração de mãos e braços. nenhum trabalhador deve ficar em baixo do raio de queda do material.

• Todos os colaboradores que efetuam trabalhos com vibrador de concreto devem utilizar os EPi´s apropriados: Luvas. • Medir a pressão do colaborador para evitar mal súbito. Queda de material. para não atingir um companheiro de equipe. • Não arremessar ferramentas. não sendo permitido obrigar colaborador que não se sinta apto. equipamento. 9 . Medidas de controle: • O trabalho em altura só poderá ser realizado por pessoa habilitada. • Manter um extintor no local da atividade. Não deixar nenhuma fonte de calor próximo para evitar principio de fogo. sendo obrigatória a utilização dos EPI´s indicados pelo SESMT. Riscos / Perigos: Queda com diferença de nível. • Fazer aterramento de betoneira quando necessário. • Para trabalhos acima de 2.Trabalho em altura Trabalho em altura superior a 2. • Fazer isolamento da área. • Com utilização de pá e enxada cuidado com movimentos bruscos e repentinos. ferramentas de trabalho. • Instalar passarelas provisórias para facilitar o guia da bica de concreto. • apropriadas. Acidentes atingido várias regiões do corpo.00 metros o colaborador deve estar utilizando .00 metros. • Checar andaimes para trabalhos em altura. para iniciar as atividades.atividade e mantenha com fechado. • Não subir na bica do caminhão de concreto. Botas de PVC. • Verificar o raio de ação da bica do caminhão.

14. a fim de evitar que pessoas não autorizadas fiquem próximas ao local de trabalho. • Içar cargas com segurança e estabilidade.9) • É proibido retirar qualquer dispositivo de segurança dos andaimes ou anular sua ação (NR 18. Esmagamento por carga. • É PROIBIDO o deslocamento das estruturas dos andaimes com trabalhadores sobre o mesmo (NR 18. Medidas de controle: • Atender a NR NR 18. Acidentes com danos a pessoas ou materiais. item 18.15. no item 18. ferramentas devem ser transportadas em locais apropriados. verificando ainda as condições de segurança do mesmo. fixando este em cabo guia.7). item 18. • Redobrar atenção para evitar acidentes e para segurança de outros companheiros de equipe. . item18. • Não colocar escadas sobre o piso a plataforma do andaime. • Isolar área de trabalho. 11 . • O acesso aos andaimes deve ser feito de maneira segura (NR 18.15.15. principalmente no raio de ação das ferramentas. • Fixar ou amarrar ferramentas manuais evitando queda.cinto de segurança tipo pára-quedista. portanto.Movimentação de cargas Movimentação de estruturas de forma manual ou mecanizada. • Não ocupar as mãos ao subir em escadas de acesso. Queda do material içado.2: todos os equipamentos de movimentação e transporte de materiais e pessoas só devem ser operados por trabalhador qualificado.13). Tombamento do equipamento. Riscos / Perigos: Queda com diferença de nível ou do mesmo nível.

• Efetuar o patolamento do veiculo com bases de apoio. • Utilizar as escadas de acesso do caminhão para subir no mesmo. • Efetuar a amarração ou fixação de cintas e cabos de aço nas cargas. • Verificar se a ferramenta é adequada para a atividade. munk ou guindaste. Quedas de ferramenta. • Inspecionar equipamento. • Somente ao pessoal autorizado deve permanecer no local de execução das atividades. utilizando sempre cabo guia para esta atividade.Serviço de montagem e desmontagem de armação Barras de aço para estrutura do projeto. observando sempre a capacidade da carga que será içada. • Ter colaborador apto para auxiliar/observador na movimentação de cargas. bem como todas as guias ou cabos de aço. • Utilizar todos os EPI´s indicados pelo SESMT. 12 – Trabalhos com Ferramentas Manuais Ferramentas básicas do trabalho. Riscos / Perigos: Acidentes com os membros ou outra parte do corpo. . • Não improvisar ferramentas.• Orientação a todos os trabalhadores quanto ao risco de queda. Medidas de controle: • Fazer inspeção visual das ferramentas. isolando a área que será executada a atividade. • Respeitar o raio de ação do equipamento. • Inspecionar ferramentas manuais. 13 .

• Proteger todos os vergalhões expostos. 14 – Pintura Acabamento final.Ficha Informações de Segurança de Produtos Químicos. . Medidas de controle: • Cuidados quanto ao risco de queda. • Fazer inspeção visual das ferramentas e do local de trabalho.Riscos / Perigos: Queda de diferença de nível e/ou do mesmo nível. • Armazenar os produtos em local adequado para armazenamento junto das suas Fichas de Segurança FISPQ . • Utilizar EPI’s corretamente. • Colaboradores devem ter percepção de riscos associados às atividades que estão executando. • Manter distância segura dos outros trabalhadores. Queda com diferença de nível. • Cuidados básicos da execução de trabalho em altura. Riscos / Perigos: Contaminação respiratória e por via cutânea pela tinta. que impõem riscos aos trabalhadores. Medidas de controle: • Utilizar EPI´s corretamente: máscara (proteção respiratória) com filtro contra névoas e luvas. • Manter a ordem e limpeza no ambiente de trabalho. • Disponibilizar extintor na área. Incêndio. • Não transportar ferramentas e/ou materiais pontiagudos em bolsos. • Não arremessar ferramentas ou outros objetos. Acidentes com os membros superiores ou com outras partes do corpo.

• Orientar quando aos colaboradores quanto a FISPQ.Serviços de montagem e desmontagem de fôrmas Estruturas para execução de concretagem. Prenssamentos dos membros superiores. Acidentes com partes do corpo.Construção de Alvenaria de vedação . não arremessar peças sobre andaimes. • Manter a ordem e limpeza no ambiente de trabalho. • Fazer inspeção visual das ferramentas e do local de trabalho. evitando carregamento de sobrepeso. • Colaboradores devem ter percepção de riscos associados às atividades que estão executando. • Fazer inspeção visual de formas. manter a atenção principalmente no local onde expõem suas mãos. • Executar os serviços de movimentação de formas sempre em pares. evitando prenssamentos. Riscos / Perigos: Quedas. 15 . • Sinalizar áreas. • Não transportar ferramentas e/ou materiais pontiagudos em bolsos. Medidas de controle: • Cuidados quanto ao risco de queda. • Utilizar EPI’s corretamente. • Na desforma fazer inspeção visual do local. • Manter distância segura dos outros trabalhadores. • Para trabalhos em altura utilizar cinto de segurança com cabo guia. • Colocar pregos não utilizados na área em recipiente adequado. das peças e recolher material não utilizado da área. retirando pregos expostos. principalmente em taludes. 16 . • Não arremessar ferramentas ou outros objetos. e aqueles retirados de formas neste mesmo local devem ser colocados.

Trabalho martelete rompedor elétrico Manuseio de equipamento para romper.514. 18 . Acidentes com os membros ou outra parte do corpo. • Fazer movimentação de cargas em equipe e utilizando carrinho de mão. . Riscos / Perigos: Queda de material. poeiras. Medidas de controle: • Utilizar todos os EPI’s indicados pelo SESMT: máscara de proteção respiratória (PFF2). proteção auditiva. luvas. azulejo. cobogos. ruído e problemas ergonômicos. janela. protetor solar. principalmente óculos de proteção. • Fazer laudo ergonômico para atentar a posição do maquinário e de carregamento manual de cargas.Finalização do projeto construtivo. piso. Medidas de controle: • Utilizar os EPI´s indicados pelo SESMT. Exposição a radiação não ionizante. Riscos / Perigos: Acidentes com os membros ou outra parte do corpo.Instalação de cerâmica. respeitando o limite de peso estabelecido pela lei 6. ruído e problemas ergonômicos. 17 . a qual impõe o limite Maximo de 60 kg para cada trabalhador. Exposição a radiação não ionizante. furo no cimento (parafusos) Acabamentos internos finais na obra. óculos de proteção são os básicos para esta atividade. poeiras. • Cuidados com ferramentas manuais. proteção visual. porém utilizando energia elétrica. portas de aço.

4 .CONSIDERAÇÕES FINAIS Este documento apresentou um resumo das principais atividades realizadas na construção civil. 19 – Reaterro e compactação e urbanismo. • Utilizar os EPi´s indicados pelo SESMT. • Realizar inspeção visual no equipamento elétrico antes do início da atividade. • Utilizar EPI´s indicados pelo SESMT corretamente. bem como as medidas essenciais para controle e ações para evitar acidentes de natureza associada. Medidas de controle: • Orientação aos trabalhadores quando ao uso deste tipo de equipamento. Soterramento. Medidas de controle: • Inspeção prévia do local de trabalho e equipamentos. servem de base para futuras analises de . Etapa final de um empreendimento de construção civil. Queda com diferença de nível. • Somente o pessoal qualificado poderá fazer uso do equipamento. Riscos / Perigos: Vibração de mãos e braços. principalmente as luvas anti vibratórias durante a realização do serviço. • Limpeza e organização de área. Impacto contra pessoas e materiais. Estes dados apresentados. identificando os processos. principais riscos e perigos. Vibração de mãos e braço.Riscos / Perigos: Acidentes com os membros superiores ou outras partes do corpo.

2002. exemplo APR ( análise preliminar de risco ) para atividades na área. João Pessoa. por mais que se implantem medidas preventivas. 1995. José Alysson Dehon Moraes. 5 REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS RODRIGUES. deve ser observado ainda o atendimento legal das normas regulamentadoras. Universidade Federal da Paraíba. Sabe-se que a maioria dos riscos são minimizados por força da percepção de riscos dos colaboradores que estão efetuando as tarefas.perigos e riscos. o comprometimento com a segurança também deve partir do colaborador. desta forma. simplificando os processos de gerenciamento. associadas aos programas de segurança que a empresa deve apresentar no inicio das atividades da construção civil. Apostila (Curso de Especialização em Engenharia de Segurança). Medeiros. 23 a 25 de outubro de 2002 . a fim de atender os requisitos do Ministério do Trabalho e Emprego – MTE. Curitiba – PR. Celso Luiz Pereira. Associados a estes programas. Introdução à Engenharia de Segurança do Trabalho. XXII Encontro Nacional de Engenharia de Produção.