You are on page 1of 5

DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO – 4º. ANO – 2012. Prof. Mestre Wilson Tarifa Lembi. MATÉRIA DE ESTUDO PARA A 3ª.

(TERCEIRA) PROVA PARA ESTUDO, O ALUNO DEVERÁ CONSULTAR OS ARTIGOS DA CLT E OS ENUNCIADOS DAS SUMULAS DO T.S.T., MENCIONADOS NESTA MATÉRIA. DOUTRINA SOBRE OS ASSUNTOS MINISTRADOS.: (Obra: Curso Prático de Processo do Trabalho, autor Amador Paes de Almeida –Edit. Saraiva. – Obra: Direito Processual do Trabalho, autor Sergio Pinto Martins – Edit. Atlas). RECURSO ORDINÁRIO – CLT ART. 895 SENTENÇA (Vara do Trabalho - Juízo originário): PUBLICAÇÃO DA SENTENÇA –CLT artigo 852 e Sumula 30 e 197 TST. Obscuridade, omissão ou contradição na sentença: EMBARGOS DECLARATÓRIOS – Prazo de 5 (cinco dias), contados da publicação da sentença. RECURSO ORDINÁRIO (CLT art. 895): Prazo 8 (oito) dias, contados da publicação da sentença. Recurso Ordinário voluntário (o vencido, no todo ou em parte) –R.O. por imposição legal (recurso de ofício –DL 779/69). PRESSUPOSTOS SUBJETIVOS DO R.O.: O vencido no todo ou em parte; o terceiro prejudicado; o Ministério Público; o juiz, nas decisões proferidas contra o PODER Público; a Previdência Social (quanto às contribuições previdenciárias). PRESSUPOSTOS OBJETIVOS DO R.O.: Existência de efetivo prejuízo (sucumbente); Recorribilidade da decisão (processo sumário: alçada da Vara do Trabalho -Lei 5584/70); tempestividade (requisito imprescindível): recurso interposto em tempo hábil – 8 dias; deposito recursal: pelo valor da condenação ou o teto máximo estabelecido anualmente pelo TST , para garantia do recurso. A comprovação da efetivação do Depósito Recursal e o pagamento das custas processuais, deve ser feita no mesmo prazo do Recurso Ordinário, sob pena de deserção. EFEITOS DO R.O.: CLT 899 – Regra: Efeito devolutivo (Todos os recursos trabalhistas são recebidos no efeito devolutivo) – Permite a propositura de EXECUÇÃO PROVISÓRIA da sentença. Extração da Carta de Sentença – Execução que não permite atos de alienação, indo, portanto, até a PENHORA.

Voto do Juiz Revisor.T.111.Efeito suspensivo: Exceção à regra. será encaminhado a uma das Turmas do TRT .S. no prazo de 8 dias. tem competência RECURSAL para apreciar os dissídios individuais. Após. Normat. art. TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO (TRT) – Art. voto do Juiz Relator. nos dissídios individuais. medida processual adequada para o seguimento do recurso. Federal. o R. 17/2000 e 23/2003 O R. § 2º. (Juízo “a quo”).O. a correta interpretação das leis pelos tribunais trabalhistas. será recepcionado pela Seção de Dissídios Coletivos do TRT (SDC). TST n. Nesse mesmo prazo. Do Julgamento. sustentação oral de advogados.R.496/2007 – Inst. de suas CONTRARRAZÕES ao Recurso adesivo. pode interpor RECURSO ADESIVO. O Recurso Ordinário interposto pela Procuradoria da Justiça do Trabalho. Prolação do ACÓRDÃO .701/88 – LEI 11. CLT: artigos 670 e seguintes. apresentando suas razões.. O T. . Interposto o R. é um recurso eminentemente técnico. RECURSO DE REVISTA – CLT 896 E 896-A LEI 7.). 8º. em grau de recurso ordinário. apresentação das Razões de Recurso pelo Recorrente. oriundos da Vara do Trabalho e competência ORIGINÁRIA para apreciar os dissídios coletivos.R.T. Retorna ao Recorrente para a apresentação. O RECURSO ORDINÁRIO será encaminhado ao TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO competente (Juízo “ad quem”). O R. para o reexame dos fatos e provas daquele dissídio individual. Após. da qual será cabível interposição de recurso ordinário ao T. ou seja. com vista ao MPT.Publicação do Acórdão No caso de Dissídios Coletivos. nos dissídios coletivos (Lei 5584. Hipóteses de cabimento: contra acórdãos proferidos pelos TRTs. Caso não seja recebido o Recurso Ordinário pelo Juízo “a quo”. Contrarrazões pelo Recorrido. e 112 da Const. antes de encaminha-lo ao TRT. com ampla discussão de fatos e provas.TRT: Seções: SDI (Seção de Dissídios Individuais) e SDC (Seção de Dissídios Coletivos. em 8 dias. será proferida SENTENÇA NORMATIVA. julgamento. O Juízo “a quo” apreciará o estrito cumprimento dos pressupostos objetivos e subjetivos do Recurso Ordinário. cabe à parte interessada a interposição de AGRAVO DE INSTRUMENTO. pauta de julgamento.O. Enquanto o R.O. pretende a uniformização da jurisprudência. tomada de votos. visa à reforma ou modificação do julgado.R.

de comprometimento do mercado de trabalho ou de perturbação notável à harmonia entre capital e trabalho).896 – OJ 352 SDI 1). IV – ECONÔMICA (a ressonância de vulto da causa em relação a entidade de direito público ou economia mista.353 -. 896 da CXLT: “a” (acórdão do TRT x acórdão de outro TRT. somente nos dissídios individuais . TRANSCENDÊNCIA(importância. 2.não é cabível nos processo de competência originária do TRT(dissídio coletivo). • Recurso de Revista: Fundamentação jurídica: Alíneas do art. ou a grave repercussão da questão na política econômica regular da atividade empresarial. acórdão do TRTx Súmula do TST).. relevância): CLT 896-A: I . • RITO SUMARÍSSIMO: Só cabe RR quando Acórdão do TRT contrariar Súmula do TST ou contrariar a Const. PRESSUPOSTOS DE ADMISSSIBILIDADE DO RECURSO DE REVISTA: PRESSUPOSTOS GENÉRICOS: .PREQUESTIONAMENTO (Sumula TST 297):Instituto processual que exige a pronuncia expressa da tese sobre a matéria ou questão na decisão recorrida para o cabimento do recurso. . .JURÍDICA (o desrespeito patente aos direitos humanos ou aos interesses coletivos indispensáveis.O. art. Juízo “ad quem”: Uma das Turmas do TST (caput do art. com comprometimento da segurança e estabilidade das relações jurídicas). Federal (§ 6º. acórdão TRT x acórdão da SDI do TST. os autos deverão estar no TRT em grau de Recurso Ordinário. O tema tem que ter sido ventilado na decisão recorrida (acórdão do TRT). cabe RECURSO ORDINÁRIO. II – POLÍTICA (o desrespeito notório ao princípio federativo ou à harmonização dos Poderes constituídos). • Ver Sumulas TST 184 – 296 – 297 – 333 – 337 . DOIS pressupostos ESPECÍFICOS: 1. JUIZO DE ADMISSIBILIDADE: regra geral: Duplo Juízo de admissibilidade: Juízo a “quo”: primeiro juízo admissibilidade recursal: Presidente do TRT. Nesse caso. o processo tem que começar no primeiro grau de jurisdição trabalhista . 896) PRESSUPOSTOS RECURSAIS ESPECÍFICOS: Além dos requisitos de admissibilidade recursal extrínsecos e intrínsecos. III – SOCIAL (a existência de situações extraordinárias de discriminação. Adequação: contra acórdão do TRT prolatado em R. “b” (igual a anterior) e “b” ( acórdão do TRT x lei federal e acórdão do TRT x acórdão TRT x CF). Interpor EMBARGOS DECLARATÓRIOS.

. A divergência deve ser específica: TST 296. Representação: procuração (regras do CPC) .S. Acórdão TRT. LEI 7701/88 (consultar) SEÇÕES: – SDI – ART. – Julgamento do RR – Publicado Acórdão: Se houver divergência jurisprudencial ou contrariedade da CF ou Lei Federal. Entes públicos dispensados do deposito. . Prequestionamento . Cumpridos os pressupostos genéricos e específicos. TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO – T. Violação Legal: da Constituição ou de Lei Federal (CLT art.III. 2º Lei 7701/88 RECURSO DE REVISTA – SDI TST – Distribuído para uma das Turmas. Transcrição no Recurso: TST 337. o Presidente do TRT encaminhará o RR à Turma da SDI do TST. Caso o Recurso de Revista não seja recebido no TRT. . Questão já pacificada pela SDI do TST não cabe RR ( TST 333). .Dispensa entes públicos (DL 779/69). Admissibilidade parcial: não impede o conhecimento integral da Revista (Sumula TST 285). ou SDI-TST (CLT 896. Custas (pelo valor da condenação). “b” da Lei 7701/88) . . Deposito Recursal: valor em dobro ao da condenação ou do teto estabelecido pelo TST para o RR. 3º. .. Jurisprudência deve abranger todos os fundamentos do Acórdão: TST 23. c) . Tempestividade: prazo de 8 dias. Os acórdãos devem ser autenticados ou com fonte de publicação: Súmula TST 337. . Divergência Jurisprudencial: Acórdãos de TRTs. cabe a interposição de EMBARGOS DE DIVERGÊNCIA (artigo 3º. Matéria Fática: sua discussão é vedada em RR (Sumula TST 126). . LEI 7701/88 – SDC – Art. cabe Agravo de Instrumento ao TST. Sucumbência: Interesse RECURSAL – MPT direitos indisponíveis. . Transcendência. . PRESSUPOSTOS ESPECÍFICOS: . CLT690 e seguintes.896. . a) .ED no prazo de 5 dias da public.T.

se houver contrariedade ou violação da CF ou Lei Federal.Supremo Tribunal Federal. O AG. – Ver Sumulas STF 505 e 401. para o prequestionamento da divergência. 23/2003. II. ao STF . Do Acórdão proferido em EMBARGOS DE DIVERGENCIA ou EMBARGOS INFRINGENTES. “c” da Lei 7701/88. 2º. Denegado o seguimento do Recurso Extraordinário no TST. no prazo de 15 dias.. cabe a interposição de EMBARGOS INFRINGENTES (art. cabe Agravo de Instrumento ao STF. Em caso de divergência nos julgamentos (SDI ou SDC). Não recebido ou negado os Embargos Declaratórios. cabe a interposição de AGRAVO REGIMENTAL (Súmula TST 353). 27/2005. . no TST substitui o Agravo de Instrumento. através de EMBARGOS DECLARATÓRIOS (5 DIAS) para o Presidente da Turma. aplicar as regras da Súmula 297 do TST: Prequestionamento. cabe RECURSO EXTRAORDINÁRIO.RECURSO ORDINÁRIO NO TST (oriundo do TRT – Dissídio Coletivo): No julgamento na SDC do TST. VER INSTRUÇÕES NORMATIVAS DO TST números: 17/2000.