You are on page 1of 1

Antena coletiva (condomínios

)

« Informações técnicas »
1. Captação

Antena coletiva (condomínios)

Um sistema de antena coletiva é formato por três partes:

A captação é a parte do sistema constituído pelas antenas. Em cidades como São Paulo, onde as torres de transmissão estão instaladas em locais separados, é necessária a instalação de uma antena para cada canal, fazendo com que as fábricas forneçam antenas mono canal para facilitar a equalização do sistema. No caso da TV digital, é preciso que os condomínios iniciem o processo de substituição do sistema analógico para o digital. Os sinais da TV digital serão na faixa de UHF, o que implica a substituição de antenas de VHF pela de UHF. É importante lembrar que, durante o período de transição, os canais de VHF ainda estarão no ar, e deverão ser mantidos até que todos os condôminos já tenham substituído a recepção analógica pela digital. Os sinais captados pelas antenas são enviados para o painel de processamento de sinais por meio de cabo coaxial apropriado.

2. Processamento de sinais
O painel de processamento de sinais deve ser instalado em local fechado, livre de interferências e umidade. A casa do elevador não é um local indicado pelo fato de ter motores que geram interferências. A esse painel, chegam os cabos das antenas. É aí que estão os misturadores, amplificadores e filtros cuja função é receber, combinar, equalizar e amplificar os sinais recebidos, preparando-os para a distribuição. Para a execução desse trabalho, é preciso que o técnico de instalação tenha instrumento adequado para realizar a calibração e ajuste do sistema. Com a entrada da TV digital, é conveniente que seja instalado um painel de processamento de sinal em paralelo com o painel do sistema analógico. Os sinais de TV processados e equalizados são encaminhados à saída desses dois painéis (analógico e digital) que devem ser acopladas para serem distribuídos via sistema de distribuição com cabo coaxial.

3. Sistema de distribuição de sinais
O sistema de distribuição de sinais é constituído por cabo coaxial e tomadas instaladas nos apartamentos. Normalmente, a distribuição de sinais de antena coletiva e CATV em prédios de apartamentos é composta por uma ou mais prumadas por onde passam os cabos (linhas de descida de sinal), da qual se extrai uma fração do sinal para fornecer ao usuário. Os componentes normalmente utilizados para fazer essa distribuição são as tomadas blindadas e divisores. Aí estão os grandes problemas de adaptação do sistema de TV analógicos para o sistema de TV digital. Na maioria dos sistemas, o cabo coaxial instalado nas prumadas foi fabricado para passar sinais de VHF (canais 2 a 13) e, consequentemente, as tomadas de TV instaladas nos apartamentos também foram fabricadas para passar os canais de VHF (canais 2 a 13). Portanto, os canais de UHF (14 a 69) são bloqueados, motivo pelo qual o instalador faz a conversão dos canais UHF (14 a 69) analógicos para canais VHF (2 a 13). Dessa forma, os antenistas distribuem os canais de UHF nos condomínios sem precisar trocar o sistema de distribuição. Com a TV digital, será necessário fazer o canal de UHF (14 a 69) chegar até o apartamento onde está o receptor de TV digital. Portanto, para os condomínios cujos cabos e tomadas não foram trocados para receber o UHF, será necessária a substituição de todo o sistema de distribuição. Pelos cabos e tomadas substituídas, deverão passar os sinais de VHF (2 a 13) e UHF (14 a 69).