You are on page 1of 22

O QUE NOS TORNA HUMANOS?

Será somente a existência de uma estrutura anatômica…

…Que nos p Q permite p pensar?

Ou será algo mais p f g profundo como o desenvolvimento de sentimentos como...
amor p perdão empatia p

compaixão

solidariedade

Somos seres humanos pois a evolução nos trouxe uma estrutura anatômica que nos t t tô i permite, permite além de pensar pensar, desenvolver sentimentos e reações baseadas nestes sentimentos…

O que nos torna humanos é o que acontece aqui…

Encéfalo E éf l

Carl Sagan

“O córtex onde a matéria é O transformada em consciência é o ponto de embarque de todas as nossas viagens, é o reino da intuição e da análise crítica. crítica É aqui que temos idéias e inspirações, aqui que lemos e escrevemos, aqui que fazemos matemática e compomos música. É a distinção da nossa espécie, a sede da nossa humanidade. A civilização é um produto do córtex cerebral “ Sagan

Mas como chegamos a esse nível de g evolução que nos permite sermos humanos?

Cérebro primitivo – tronco cerebral; cerebelo; núcleos basais; bulbo olfativo Responsável pela auto-preservação (répteis) Mecanismos de agressão Reações instintivas do arco reflexo controle de certas funções viscerais Análise de estímulos olfativos ( ataque, fuga e acasalamento) Delimitação de território

Cérebro intermediário (mamíferos mais simples) ( p ) Sistema límbico – diencéfalo

Lobo Límbico (Broca, 1878) Papez, 1937 MacLean, 1952 MacLean

• Cérebro emocional

Cérebro intermediário Sistema límbico – diencéfalo Comportamento p emocional – raiva, , ansiedade, pânico, prazer, alegria, tristeza Sobrevivência Modula funções mais específicas que permitem ç p q p escolha ( agrado/desagrado) Desenvolvimento de funções afetivas (cuidado com a cria/comportamentos lúdicos) medo, ,

Cérebro superior (racional) neocórtex capacidade de produzir linguagem simbólica ( tarefas intelectuais)

A ÁREA PRÉ-FRONTAL (CÓRTEX) , considerado uma formação recente na evolução d espécies e a sede d f ã t l ã das é i d da personalidade e da vida intelectiva, modula a energia límbica e tem a possibilidade de criar comportamentos adaptativos adequados ao tomar consciência das emoções. Está comprometido com raciocínio social e tomada de decisões

ÁREA PRÉFRONTAL

E como comprovar todas estas informações?

Caso Phineas Gage (1848)

Phineas Gage

As mudanças de comportamento de Gage após a dramática perfuração em seu cérebro levaram os estudiosos a levantar a hipótese de que certos aspectos da personalidade e do comportamento racional tenham base cerebral

Na mesma época em Gage convalescia de seu ferimento, Paul Broca estava estudando o papel do cérebro na fala. A necrópsia de um homem cujo nome era derivado da única palavra que este conseguia falar ” falar, TAN” . Broca verificou que a p ç porção frontal esquerda do q cérebro havia sido gravemente lesionada.Essa descoberta levou Broca a estudar o cérebro de outras pessoas que sofriam de problemas de fala e em todos o e, casos verificou danos semelhantes na mesma área do cérebro

Broca & Brain of Tan

Walter Hess foi o pioneiro no uso de estimulação elétrica para investigar estruturas profundas do cérebro.
Walter Hess

Hess registrou as conseqüências comportamentais de estimular 4500 locais de 500 gatos e descobriu que dependendo do local do eletrodo , se poderiam p p provocar sono, excitação sexual, ansiedade, terror assim como suspender esses sintomas

Desde esses avanços, a ç , evolução cultural proporcionou aos neurocientistas a tecnologia i ti t t l i necessária para revelar alguns dos segredos mais importantes do cérebro e do p comportamento humano...

…mas ainda existem muitos outros mistérios a serem desvendados!

Muito obrigado!