SOLIDWORKS Modelamento 3D Sólidos e Montagens

®

1

2

SolidWorks ® - Modelamento de Sólidos e Montagem

© SENAI-SP, 2009 Trabalho editorado pela Escola SENAI “Hermenegildo Campos de Almeida” CFP 1.22.

Coordenação Geral Coordenação Diagramação Revisão Conteúdo Técnico Capa Revisão / Criação

Adilson Augusto Lazaro José Carlos Valbão Juliano Gonçalves Rinaldo Afanasiev Escola SENAI “Mariano Ferraz” Armando Iwao Shimahara Luiz Carlos de Sarno Izidoro

3

br 4 .br http://www. Dr.senai.sp. 601 Guarulhos . Renato de Andrade Maia.senai.SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Escola SENAI “ Hermenegildo Campos de Almeida” Av.SP CEP 07114-000 Telefone Fax E-mail Home page (11) 2461-3553 / (11) 2408-3299 (11) 2468-9090 senaiguarulhos@sp.

......................................Sumário INTRODUÇÃO: O que é o SOLIDWORKS ................................. 33 Comando SKETCH Comando RECTANGLE Comando FILLET Extruded Boss/Base Save Normal TO Comando MIRROR Comando CIRCLE Extruded Cut Fillet Shell Section View 5 .......................... 31 Tampa Superior .............................................................................................................................................................................. 25 Feature Manager Design Tree Barras de Ferramentas Modelamento de Sólidos ............................................. 11 Tipos de modeladores Detalhes em modelos sólidos Visualização no SOLIDWORKS Processos de modelamento Operações em Sólidos Intenção de projeto Escolha do melhor perfil Planos e origem Conceitos de criação de Sketches Planos de Sketches Geometria de Sketches Relações em Sketches Estados dos Sketches Fechando um Sketch A i nterface gráfica do programa .........................

............ 121 Plane Base-Sweep Convert Entities Sketch Extend Sketch Trim Supress / Unsuppress Variable Radius Fillet 6 ................................................................................................ 9 3 Revolve Temporary Axes Polygon Chamfer Revolved Cut Linear Pattern Named View Link Values Insert New Design Table Show Configuration Circular Pattern Equations E xercício 1 : M ancal H o r i z o n t a l ............. 117 E xercício 2 : M ancal V e r t i c a l ........................................................................ 119 G rampo F ixo .............................................................................73 Model View Projected View Edit Sheet – Edit Sheet Format Insert Model Itens Centerline Center Mark Dimensions Dimensões DRIVEN e DRIVING P arafuso Allen ............................................................................................................................................................................ 57 Edit Part Comando OFFSET Mates Move Component Edit Color C riação de D rawings .............................................................................Montagem da Tampa ...........................................

.................. ........................................................................................................NORMAL To Curve Cut-Sweep Funil Doméstico .................................................................................................... ...........................................................................................................................................149 Dynamic Mirror Ellipse Options First Arc Conditions Split Entities Base-Loft Protetor de Tubulação ............................ ..................................................173 Dispositivo de Furação ...............175 Mates Smartmates Component Pattern Feature Palette System Options – File Locations Mate Reference Perspectiva Explodida ................................Add Configuration Parallelogram Mirror Feature/Face/Surface Hole Wizard Helix/Spiral Plane .................167 Trabalhando com Assemblies ......................... .189 Bill Of Materials Balloon Note Transmissão Angular ................. 203 Insert Component From File Insert New Part Convert Entities Hide/Show Component Hole Wizard Desenhos em Corte ............................................................................................................... 225 Section View Criando Configurações em Montagens 7 .................................

........................................................................................................................................................257 Conversão para Sheet Metal...............................................................................................Chapas Dobradas .........................................................................................................................................................269 Rip Insert Bends Features Específicas de Peças Convertidas No Bends Gaiola do Rolamento .................................................................................................................................................... 295 Visualização do Modelo Toolbar Standard Views 8 ..................................................................................................................235 Base-Flange Edge Flange Miter Flange Unfold Fold Closed Corner Hem Tab Jog Sketched Bend Break Corner Flattened Suporte de Fixação .................................233 Sheet Metal .....................................................................................................285 Cavity Radiate Surface Extended Surface Cut With Surface Criação do Bloco do Postiço 3d Sketch Lofted Surface Filled Surface Knit Surface Apêndice ......277 Exercício 3: Alojamento do Grampeador ......................................................................................................................283 Construção de Moldes ....................281 Exercício 4: Caixa Suporte ......................................................

.....................................................284 Lofts com Centerlines Referências Bibliográficas ......................................................................................................................................... 278 Raio Constante e Múltiplo Cantos Arredondados Setback Raios Variáveis União de Faces Comando Hole Wizard ............................................... 282 Comando Loft ............................................................Toolbar View Comando Plane Comando Fillet .........................................................................344 9 ...............................................

10 .

Paramétrico porque um modelo criado no SOLIDWORKS é guiado por suas dimensões. que refletem a funcionalidade e a aplicabilidade da peça. Features podem adicionar ou subtrair material. Baseado em Features porque permite criar um modelo complexo utilizando operações simples. arredondar uma aresta ou tornar um sólido oco. que. 11 . com ou sem restrições. Alterações nos valores das dimensões causam alterações no tamanho do modelo preservando. É mais que apenas um sistema de CAD. Modelador Sólido porque permite gerar objetos tridimensionais com propriedades de massa e possibilidades de relacionamentos com sua topologia. Enfim.INTRODUÇÃO: O Que é o SOLIDWORKS O que é o SOLIDWORKS? O Solidworks® é um sistema de CAD (Computer Aided Design) que permite criar modelos matemáticos de objetos reais. é um Modelador Sólido Paramétrico Baseado em Features. podemos criar modelos sólidos em 3D. Uma Feature representa uma operação na construção do modelo. Cada operação é chamada de Feature. conforme as definições do usuário proporcionam capturar as intenções de projeto. porém a intenção do projeto . totalmente associativos.

alguns modeladores de superfícies são incompletos ou imprecisos. Modelador “SURFACE” Modeladores de superfícies são um melhoramento porque são capazes de representar as superfícies entre as arestas. Surface não é o melhor modo de se criar um projeto pois além da possibilidade de ter superfícies perdidas ou fora de dimensões. O Modelador SÓLIDO é um dentre três tipos diferentes disponíveis. Nele se representam somente as arestas do objeto em 3D como peças individuais da geometria. Veremos a seguir porque este é a melhor escolha para projetos mecânicos. Modelador “WIREFRAME” O modelador de wireframes é o tipo mais antigo. Modeladores de sólidos anteriores apresentavam alguns problemas. Wireframe não é o melhor modo de descrever um objeto porque ele não contém todas as informações necessárias. Formas complexas podem existir dentro das arestas. Ele pode ser ambíguo porque a mesma combinação de arestas pode representar mais que um tipo de objeto. 12 . Propriedades de massa também são difíceis de obter. Estas formas podem ser impossíveis de descrever usando somente geometrias em wireframe. que são: WIREFRAME – SURFACE – SÓLIDO. Como resultado.Tipos de Modeladores Existem várias formas de se modelar uma peça. Modelador “SOLID” Modeladores sólidos combinam as melhores características dos modeladores de wireframe e surfaces. sua rotina de trabalho sera mais complexa. teremos informações insuficientes porque o modelador fornece somente pontos onde o corte passa pelo wireframe. Alterações nos sólidos sempre necessitavam da reconstrução a partir do zero. Operações como visualização. Ao se secionar um modelo em wireframe. seccionamento e propriedades de massa são mais fáceis porque um sólido é um volume fechado completo. O sólido é um objeto simples composto de arestas e faces interrelacionadas. Porém trabalhar com superfícies pode ser um desafio . Arredondamentos de cantos ou criação de furos consomem muito tempo.

mas elas não estão relacionadas umas às outras. mas também a seleção de FACES . Diferentemente do Sistema CAD 2D. arestas e faces . Os vértices mantêm as arestas unidas firmemente. A Estrutura do sólido é feita de vértices. ARESTAS e VÉRTICES para operações de Modelamento e Dimensionamento Visualização no SOLIDWORKS O desenho tradicional em sistemas de CAD 2D requer que você visualize o objeto tridimensional em um espaço exclusivamente 2D criando vistas planas do objeto 3D. No sistema de modelamento o objeto é chamado de modelo. Alterações no projeto forçam você a alterar uma ou mais vistas do modelo.Um modelo sólido é o modo mais complexo de descrever um objeto. Estas relações de construção são as Topologias do Sólido. mas também construir o objeto tridimensional diretamente no espaço 3D. são arestas. os modelos Wireframes e Surfaces são geometrias relacionadas e construídas no sólido. 13 . Ele combina as melhores características dos modeladores de wireframe e de superfícies em um único programa. Elas Faces são representadas por arestas conectadas. Por sua vez. O SOLIDWORKS permite a você não somente visualizar. o SOLIDWORKS permite não somente a seleção de pontos. • • • Vértices ou pontos finais dos sólidos representam pontos de conexão entre as Arestas de um sólido são equivalentes à geometria dos Wireframe. Em um sólido. representam as verdadeiras arestas de Wireframe do sólido. equivalentes às superfícies. As vistas representam o objeto. Detalhes em Modelos Sólidos O modelo Sólido é uma peça simples de geometria inteligente. Alterações nos objetos podem não atualizar as vistas do desenho.

Fillets: Chamfers: Bosses: Cuts: Shells: Lofts : Sweeps: utilizados para arredondar arestas. utilizados para “quebrar” arestas utilizados para adicionar material utilizados para remover material utilizados para deixar o modelo oco. acrescentando espessuras às transição de perfis (Avançado) extensão de um perfil (Avançado) paredes do modelo solido. 14 . Outras Features podem ser adicionadas simplesmente refinando o modelo. chamado Sketch extrudamos então o modelo. A primeira operação em um modelo sólido é chamada de Base-Feature .Ao utilizarmos este sistema podemos mostrar o modelo em diferentes orientações e promover alterações feitas automaticamente alterando todas as projeções. que acrescentará a profundidade. Processos de Modelamento No SOLIDWORKS. o processo de modelamento é bem simples. • • desenhamos um perfil em 2D. desenhos e montagens onde o modelo foi utilizado.

Operações em Sólidos EXTRUSION Um Extrusion empurra o Sketch através de um caminho normal ao plano do Sketch. e se deve acrescentar ou remover material. Features adicionais podem ser acrescentadas como Cuts ou Bosses. LOFT O L o f t utiliza múltiplos S k e t c h e s para a transição de uma f orma para outra. ser transformado em um CUT . SHELL O S h e l l auxilia na criação de um modelo oco.Em resumo. devem sempre modelar o sólido já existente. com ACRÉSCIMO de material. Revolves. Sweeps e Lofts. ou seja. porque o software sabe quando o a aresta é interna ou externa. REVOLVE FILLET Um Revolve rotaciona o Sketch ao redor de um eixo. Você simplesmente seleciona a aresta do modelo. O F i l l e t permite o arredondamento de cantos vivos onde é impossível fazê-lo em um S k e t c h . com RETIRADA de material. ou seja. Para alterar a espessura basta alterar a dimensão. mas estas Existem ainda as opções são Extrusions. Tanto o F i l l e t interno quanto o externo são criados usando o mesmo comando. ele pode: • • • • ser transformado em um BOSS. SWEEP O Sweep move o Sketch através de uma serie de curvas que pode ser a combinação de geometrias retas e curvas para criar o sólido. 15 . Você seleciona as faces que devem ficar abertas. abrindo faces e deixando paredes finas. uma vez que o Sketch foi completado. a espessura da parede é controlada por uma dimensão.

Devem-se levar em conta quais são as características que devem ser preservadas no projeto e restringi-las através de relações automáticas. Neste exemplo abaixo. sendo que a distância dos furos foi cada uma para o lado que o processo de criação do desenhista assim permitiu que acontecesse. Com o modelador paramétrico é muito importante. Exemplo: A intenção de projeto para este modelo ao modelo deveria requerer que a distância entre o ressalto central e os furos menores permanecessem inalteradas. As alterações no modelo podem variar os resultados em cada intenção de projeto. A intenção de projeto é aplicada à forma com que as dimensões e relações do modelo são estabelecidas e basicamente como manteremos a relação entre elas. Entretanto. cada um se comportou de maneira diferente. estes dois furos podem ser dimensionados de várias formas diferentes. que são as variáveis que podem deturpar e até alterar nossa funcionalidade e/ou aplicabilidade. percebemos que nos três modelos. e principalmente como ele deve reagir quando ALTERADO. todo planejamento antes de construir um modelo É FUNDAMENTAL para se garantir a intenção de projeto.Intenção de Projeto Intenção de Projeto é o termo usado para descrever como o modelo deve ser construído. 16 . temos três modelos com dois furos.

é necessário definir qual o melhor perfil para o modelo. foi escolhido o perfil do plano Front. a orientação frontal parece oferecer o melhor perfil inicial.Escolha do Melhor PERFIL Antes de começar a desenhar o Sketch. aplicar as features restantes. Pode-se analisar o modelo visualizando-o a partir de diferentes orientações. A partir deste ponto. que reproduz praticamente. 17 . Para este modelo. resta ao usuário. necessárias para completar o modelo. O melhor perfil é o usado na primeira feature e é escolhido para minimizar as features restantes. todo o perfil externo da peça. No exemplo.

temos a possibilidade de criar a quantidade de planos extras. cada um conforme a nossa necessidade. devemos escolher um plano de referência para desenhar o Sketch.Planos e Origem Uma vez que o melhor perfil foi identificado. Estes planos serão usados para criação de Sketches ou como base para outras Features. Os planos podem ser comparados a três lados de um cubo no espaço. 18 . Além destes três. referenciados e posicionados. Top e Right por padrão. Cada nova peça contém: • • três planos de referência (Front – Top – Right) uma origem. Eles são nomeados de Front. A ORIGEM é a posição zero no espaço.

Vamos iniciar um novo Sketch. Quando estamos com um Sketch em criação ou edição. O Sketch é o coração do modelo solidworks. ou ainda Sweeps ou Lofts. conforme a face escolhida no modelo. Portanto. O plano de Sketch posiciona e orienta a geometria do Sketch no espaço. Faces curvas ou cilíndricas como a de um eixo. portanto somente as faces planas e planas de referência serão permitidas para sua seleção antes de ligarmos o Sketch.Conceitos de Criação de Sketches A criação de Sketches permite-nos desenhar geometrias em 2D no espaço e usá-los para a criação de Bosses e Cuts. Selecionamos o plano de Sketch 2. um arredondamento ou côncavas / convexas não serão permitidas. pode-se dizer que o Sketch está ligado. A criação de Sketches é o processo bidimensional que tem lugar no mundo tridimensional. Formas bidimensionais simples como linhas. as geometrias 2D são criadas no plano selecionado. Os Sketches devem ser planos. clicando o ícone "Insert Sketch". Em um Sketch. 19 . Iniciar o novo Sketch clicando no ícone do Pode-se criar um sketch em um plano de referência ou em uma face plana do modelo. arcos e círculos são criados no Sketch. e envolve dois passos: 1.

retângulos. círculos. que serão considerados corpos distintos 20 . Regras FUNDAMENTAIS para criação de Sketches: • • • • • Os perfis DEVERÃO sempre ser fechados (Exceto para Extrude THIN). NUNCA deverá haver linhas sobrepostas NUNCA deverá haver linhas que se interseccionam NUNCA deverá traços que ultrapassam o final dos vértices. Recursos que podemos utilizar dentro do Sketch: • • Podemos criar geometrias dentro de outras. Os perfis DEVERÃO sempre ter seus pontos conectados. splines.Geometria de Sketches Abaixo estão exemplificados alguns tipos de Sketches. que serão consideradas como furos Criar geometrias ao lado de outras. elipses e pontos. arcos. As formas que podem ser usadas incluem linhas. S k e t c h e s usam geometrias 2 D simples para formar perfis.

Quando se cria uma Relation em um segmento de arco ou de elipse.Relations em Sketches Relações Geométricas entre os componentes da geometria do perfil capturam a intenção do projeto facilitando a criação e garantindo o resultado do trabalho. a Relation resultante aplica-se à projeção daquele item assim como ele aparece no plano de Sketch. Os formatos do cursor nos mostram quando estas relações estão disponíveis. arestas ou faces. Notas: Quando se cria uma Relation em uma linha. Relations adicionais ao criadas automaticamente quando se utiliza os comandos Offset Entities e Convert Entities. distância ou ângulo no Sketch. deveremos sempre ter: • • • Dimensões no modelo (que não deverão ser apagadas) Relações geométricas nos sketches Localização do Sketch em relação à origem. Quando o valor varia. dois ou três componentes selecionados da geometria do Sketch. ou quando os pontos finais são coincidentes. Quando uma geometria é desenhada. a Relation será à linha infinita. vértices. 21 . Dimensões são usadas para manter o diâmetro. Podem existir de várias formas. algumas simples como quando uma linha é horizontal ou vertical. A tabela a seguir descreve as entidades que podem ser selecionadas para uma RELATION e as características de cada relação resultante. Aquelas relações necessárias que não são capturadas enquanto o Sketch é desenhado podem ser adicionadas posteriormente. alguns itens não os tocam quando assim é esperado. Se for criada uma Relation a um item que não toca no plano de Sketch. e não somente ao segmento da linha esboçada ou da aresta física do modelo. a Relation é aplicada em todo o círculo ou elipse. Para se garantir a intenção de projeto em um Sketch. podem ser geradas automaticamente enquanto são desenhadas. Relações geométricas podem ser aplicadas a um. relações são capturadas. o relacionamento é mantido. como resultado. mas seu propósito maior é manter a posição da geometria e o tamanho adequado a nossa intenção durantea criação.

Pierce. Duas ou mais linhas ou dois ou mais arcos Equal. Os dois pontos são unidos em um único ponto. Entidades LINHAS Resultado da Relação As linhas tornam-se horizontais ou verticais Uma ou mais linhas ou (conforme definido pelo espaço de Sketch dois ou mais pontos. Perpendicular. Merge Points. Uma linha e um plano Os itens são paralelos um ao outro. Duas ou mais linhas e arestas. A relação Pierce é usada em Sweeps com Guide Curves. Duas linhas e um ponto. arco ou elipse. O comprimento ou o raio permanece igual. Intersection. Pontos são alinhados horizontal ou verticalmente. Um ponto e uma linha. 22 . O ponto toca na linha. corrente). um eixo. aresta. Os itens tornam-se alinhados. A linha (ou uma face plana) em é paralela ao plano selecionado. Colinear. um 3D Sketch. Parallel. Um ponto de Sketch e O ponto permanece na intersecção das linhas. linha ou spline. Entidades PONTOS Resultado da Relação Um ponto e uma linha. Duas ou mais linhas ou uma linha e uma aresta. Duas ou mais linhas. Os dois itens tornam-se perpendiculares entre si. Dois Sketches Points ou endpoints de linhas ou arcos. O ponto de Sketch é coincidente com o local ou onde o eixo passa pelo plano de Sketch.RELAÇÕES APLICADAS EM Relation Horizontal ou Vertical. RELAÇÕES APLICADAS EM Relation Midpoint. Coincident. O ponto permanece no midpoint da linha. arco ou elipse.

RELAÇÕES APLICADAS EM Entidades

ARCOS Resultado da Relação Os itens dividem o mesmo centerpoint e o mesmo raio. Os dois itens permanecem tangentes.

Dois ou mais arcos ou um arco e uma aresta. Um arco, elipse, ou spline e uma linha ou arco. Dois ou mais arcos, ou um ponto e um arco. RELAÇÕES APLICADAS EM Relation Entidades Uma centerline e dois Symmetric. pontos, linhas, arcos ou elipses.

Os arcos dividem o mesmo centerpoint.

QUALQUER ENTIDADE Resultado da Relação Os itens permanecem eqüidistantes em relação à centerline, em uma linha.perpendicular à centerline. O tamanho da entidade e a localização são fixados. No entanto, os endpoints de uma linha fixa são livres para mover-se ao longo

Fix.

Qualquer entidade ou ponto.

de uma linha infinita sob ela. Também os endpoints de um arco ou segmento elíptico são livres para mover-se ao longo de seu próprio raio. Quando aplicado ao endpoint de uma linha ou arco estes ficam fixos.

RELAÇÕES APLICADAS EM Relation Entidades

Sketch 3D Resultado da Relação A linha é paralela ao plano YZ em relação ao plano selecionado. A linha é paralela ao plano ZX em relação ao plano selecionado. A linha é normal à face do plano selecionado.

Uma linha e um plano (ou ParalelYZ. uma face plana) em um 3D Sketch. Uma linha e um plano (ou ParalelZX. uma face plana) em um 3D Sketch. Uma linha e um plano (ou AlongZ. uma face plana) em um 3D Sketch.

23

Estados dos Sketches Um Sketch pode encontrar-se em um dos três estados a qualquer instante. • • • Fully Defined – Cor PRETA (Recomendado) Under Defined – Cor AZUL (Não recomendado) Over Defined – Cor Vermelha (Alerta)

Cada um desses estados leva em consideração a combinação de: • • • Dimensionamento Relações de Sketches Localização dos componentes presentes no Sketch.

Fuly Defined: neste estado existe quando há dimensões e relações suficientes no Sketch , e nada pode mover-se livremente. Este é o estado desejado. Under Defined: neste estado não contém dimensões e relações suficientes. Conseqüentemente os componentes da geometria ainda podem ser movidos livremente. Mesmo sendo este um estado não desejado, o Sketch ainda pode ser utilizado. Over Defined: neste estado, existem dimensões e relações demais, causando conflitos entre elas. As dimensões e relações em excesso são ressaltadas em vermelho. Este sketch não pode ser utilizado até que as relações excedentes sejam removidas. Fechando um SKETCH Após termos criado o sketch, gerado a figura, inserido as relações geométricas, dimensionado e resolvido seu estado para totalmente definido, precisamos fechá-lo, para que este possa ser usado por uma Feature do SOLIDWORKS. Existem três formas para que o Sketch possa ser fechado, de modo que nossa criação seja salva e/ou que nossas alterações tenham sido realmente efetivadas. São elas: • • • Clicar no ícone Rebuilt. Clicar no ícone Sketch Clicar no ícone lateral do Confimation Corner. 24

IMPORTANTE: Caso seja clicado no ícone “X” vermelho, do confirmation corner, o Sketch será fechado, SEM SALVAR NADA, pois esta é uma opção existente para descartar alterações equivocadas do sketch, de forma a preservar as relações que foram perdidas.

A Interface Gráfica do Programa

Para a criação dos modelos sólidos no SOLIDWORKS, o usuário deve fornecer ao programa as informações necessárias para sua construção, como: formas, dimensões, restrições geométricas, etc... Portanto deve-se conhecer a interface gráfica do programa. Inicie o programa clicando no ícone da área de trabalho do Windows. Na tela do SOLIDWORKS surgirá o quadro Welcome to Solidworks 2007. Nesta tela o usuário pode escolher o tipo de trabalho a ser realizado. Clique no ícone New Document .

Aparecerá o quadro de dialogo N e w S o l i d W o r k s D o c u m e n t , onde o usuário devera selecionar o tipo de documento a ser criado. Vamos iniciar criando um arquivo do tipo Part, utilizado para a criação das peças em seu estado isolado. Veremos mais tarde os outros tipos de arquivos possíveis de serem criados pelo programa. Neste primeiro exercício, vamos criar um arquivo do tipo P a r t , selecionando o ícone de mesmo nome. A seguir clique em OK. 25

Observe na tela do programa. onde se pode escolher o comando a ser utilizado. Os menus são exibidos ao se clicar com o B. os painéis que surgem. Neste exemplo podemos ver o menu View e seus comandos.M. 26 . (botão esquerdo do mouse) sobre eles.E. Vamos descrever alguns a seguir: Menu bar Todos os comandos do SOLIDWORKS podem ser acessados através dos menus de comandos.

27 . Estes estão organizados por grupos chamados de Toolbars. os comandos podem ser acionados de forma mais ágil através de símbolos chamados de ícones. reordenadas e adicionadas pela Feature Manager Design Tree. A seguir serão descritas as funções de alguns dos comandos destas Toolbars. Manter as Features organizadas é a tarefa da Feature Manager Design Tree. Toolbars Assim como nas Menu Bars. sendo facilmente renomeadas. Controlar as Features é muito importante.Feature Manager Design Tree Nesta região ficam registradas as operações utilizadas durante a criação do modelo. Graphics Área É a região onde serão criadas e editadas as Features do modelo. Nesta região também são criadas as montagens e documentação técnica. Barras de Ferramentas As barras de ferramentas do SOLIDWORKS estão dispostas ao redor da área gráfica do programa e serão chamadas desde agora de Toolbars. As Features são mostradas em uma lista que apresenta a ordem em que foram criadas. Estas operações são chamadas de Features.

salvar e imprimir. é nesta barra que o programa informa ao usuário a descrição dos comandos ao movimentar o cursor sobre os ícones de comandos. Ao se clicar neste ícone surge o quadro de diálogo New Solidworks Document. Aqui poderemos criar novos documentos. Arquivos do tipo Assembly têm extensão sldasm. • NEW: cria um novo arquivo do Solidworks. Este cria um arquivo do tipo Assembly. Neste arquivo criamos um único modelo sólido ou surface. onde o usuário irá escolher o tipo de arquivo a ser iniciado: Part. onde são criadas montagens compostas de arquivos do tipo Part. Assembly ou Drawing. Com esta opção são criados arquivos do tipo Drawing. Cria novo arquivo do tipo Part. as coordenadas da posição atual do cursor de tela e o estado em que se encontra o Sketch em andamento. abrir. onde são criados os desenhos 2D utilizados para a fabricação têm extensão slddrw. Estes arquivos têm extensão que são do tipo sldprt. 28 .Status Bar Localizada na parte inferior da tela. além de alguns que são específicos do SOLIDWORKS. Standard Toolbar É a Toolbar mais comum entre os programas para Windows®.

29 . Seu uso é limitado Redo : refaz operações desfeitas com o comando Undo. Open : abre uns documentos existentes. • • • • • • • • New: cria um novo arquivo no SOLIDWORKS.Relação de Comandos da STANDARD TOOLBAR. suas geometrias ou dimensões. dependendo do tipo de operação que está sendo realizado. Rebuild : utilizado para atualizar o modelo depois de feita alguma alteração em uma das unidades de disco do computador. ou em locais de rede. Print: imprime o documento da janela exibida na tela. gravados previamente em qualquer Save : salva o arquivo da janela exibida na tela do SOLDWORKS. Print Preview : mostra como ficará a impressão do documento. Undo : desfaz os comandos realizados no SOLIDWORKS.

30 .

As ferramentas que serão apresentadas nesta apostila serão explicadas de forma que o usuário execute as lições enquanto aplica os comandos necessários para a conclusão da tarefa. dispositivos. 31 . baixo custo de aquisição.Modelamento de Sólidos Nesta primeira parte da apostila. Ferramentas estas que serão essenciais para o trabalho diário no desenvolvimento de máquinas. moldes. grande intuitividade e além de tudo. o usuário irá descobrir porque o SOLIDWORKS é o Software de CAD que mais cresce no mercado mundial. Isto devido à facilidade de operação. estampos. etc.

32 .

33 . vamos criar um novo arquivo que será do tipo P A R T .Tampa Superior Em nossa primeira lição vamos construir a peça que chamaremos de Tampa S u p e r i o r . tem apenas o objetivo de possibilitar o aprendizado do modelamento sólido básico utilizando para isso a criação de sketches e a aplicação das ferramentas apresentadas na lição anterior. Esta peça não tem uma função conhecida. Inicialmente.

Portanto iremos selecionar um plano e criar nosso primeiro sketch. perguntando qual o tipo de arquivo a se criar: PART. Clique agora no ícone SKETCH 34 . • Escolha a opção PART e depois clique em “OK”. ele precisa de um plano para ser inserido. Para que um sketch seja criado. você deve iniciar a criação de um esboço do que será o modelo 3D. Este esboço será chamado deste ponto em diante de SKETCH .• • • Clique em Novo – Arquivo Surgirá a imagem abaixo. Agora. Clique no plano Front que se encontra no Feature Manager Design Tree. ASSEMBLY ou DRAWING.

OBS: NÃO APAGUE NUNCA AS COTAS. clique agora no ícone Rectangle para criar o perfil principal da peça. Observe que junto ao cursor aparecem as coordenadas X e Y do canto do retângulo relativo ao primeiro canto. Arraste o cursor para a direita e para baixo. Solte o botão do cursor aproximadamente nas coordenadas X=160. Comando . Estes símbolos indicam que um SKETCH está sendo criado.O Retângulo Inicial Após habilitar o Sketch. 35 . ELAS FAZEM PARTE DO SKETCH. Seu retângulo deverá ficar com as cotas e a origem no centro do quadrado. e no canto superior direito está o Confirmation Corner. O quadro Modify aparecerá. Digite então o valor da cota (160) e pressione ENTER. posicione a cota e digite (6 0 ) . Tecle E n t e r para confirmar. Selecione agora a linha vertical direita.Observe que na área gráfica existem os símbolos de origem no centro da tela. Y=60. Clique num ponto à esquerda e acima da origem conforme indicado na figura abaixo: Seu Objetivo é deixar a origem no CENTRO do retângulo.

será necessário acrescentar restrições de geometria às linhas do retângulo. Estas restrições são chamadas de R e l a t i o n s . Clique também no outro canto. 15mm e movimente o cursor até um dos cantos Pressione E s c ou clique para finalizar o comando. Pode-se clicar diretamente no canto ou sobre cada uma das linhas que formam o canto a ser arredondado. 2. Selecione agora a origem que está no centro do quadrado No painel esquerdo do SOLIDWORKS será mostrado o Clique no ícone Midpoint para coincidir o ponto médio da quadro Properties. 4. Selecione a linha inferior do quadrado . Clique no ícone S k e t c h F i l e t e note o quadro que aparecerá no painel esquerdo da tela. Pressione a tecla Ctrl ou S h i f t e não solte . Acrescentando Relations – RELAÇÕES GEOMÉTRICAS Para tornar a figura simétrica em relação à origem. 5. 36 . Digite o valor do raio com do retângulo. 3. linha com a origem. 1.Acrescentando arredondamentos no Sketch Comando FILLET.

vamos agora criar o volume 3D em nosso perfil de sketch. LEMBRE-SE: Nosso objetivo é que todo Sketch fique na cor PRETA. Este Sketch se refere justamente ao que você estava criando agora há pouco. Feche agora o Sketch clicando o icone AZUL. Note que no painel Feature Manager Design Tree aparece a indicação Sketch no fim da lista. 37 . Ele significa: “Sair sem salvar suas modificações no Sketch”. em uma Base Extrude. que é puramente 2D. Clique no ícone Extruded Boss/Base .Observe que a cor das linhas passou de azul para preto. Criando um modelo 3D – comando EXTRUDE Vamos agora transformar este Sketch. NÃO CLIQUE NO ICONE VERMELHO. Em outras palavras. indicando que a posição das linhas foi definida.

por exemplo: Direção Profundidade Ângulo de saída. Você então irá inserir: Direção 1: Dimensão: MIDPLANE 100mm No painel Feature Manager Design Tree aparecerá o quadro Base Extrude onde podem ser definidas as formas da extrusão a ser criada como. O perfil extrudado foi concluído. Durante a pré-visualização da extrusão note que a direção pode ser alterada clicando no ícone Reverse direction. passando a ficar totalmente preenchido.A visualização do Sketch será rotacionada para a posição isométrica e um “preview” da extrusão será apresentado. 38 . Clique no botão OK para terminar.

Gerenciador Modelagem . EDIÇÃO DE FEATURES E SKETCHES Caso seja necessário a alteração do Sketch ou da Feature. 39 .M. porém abaixo da Feature Base Extrude. Para exibir o símbolo clique no sinal de “ +” ao lado do símbolo da Base Extrude. mas seu símbolo continua exibido na Feature Manager Design Tree.FEATURE MANAGER DESIGN TREE No painel esquerdo.D. aparecerá o símbolo do Base Extrude. O Sketch criado para esta extrusão foi “consumido” pela Feature. Nele escolhemos qual das entidades serão editadas sendo que: • SKETCH Será aberto o Sketch para edição • FEATURE Será aberto a Caixa de Dialogo para edição das condições da criação. clicaremos com o B. (botão direito do Mouse). após esta operação. para surgir o Menu deEdição.

seus arquivos serão salvos apenas nesta pasta. selecione Save. A Seg-Qua .Sábado partir de agora. O primeiro sketch criado foi absorvido e não será utilizado mais. Não é necessário digitar a extensão sldprt do tipo de arquivo. * Coloque um nome que esteja ligado ao seu trabalho para facilitar sua busca futura. Portanto. pois ao criar o documento. Procure pelo diretório adequado navegando pela tela e digite o nome Tampa Superior. ou no menu File.Ter-Qui . ATENÇÃO: * Cuidado para não salvar seu arquivo na pasta de outra pessoa * Evite criar arquivos com nome “PART 1”. Adicionando um Novo RESSALTO - Para se acrescentar um ressalto à nossa peça vamos precisar criar um novo Sketch para definir suas formas. para criar um novo SKETCH. Guarde seu Arquivo no endereço Abaixo: C:/ Usuários/ TURMA / SEU NOME / • • Escolha sua turma: CRIE uma pasta com Seu nome.Comando Save – Salvar Arquivo Clique no ícone Save da Standard Toolbar. vamos clicar no plano que passa no centro da peça e acionar novamente o ícone do 40 . seu tipo já foi definido. O quadro Save as aparecerá na tela.

Vamos agora posicionar o plano de Sketch de frente para edição: Vistas Padronizadas: • • vistas • Escolha o ícone NORMAL TO para podermos visualizar melhor o modelo. Isso ocorreu porque foi utilizada a opção MIDPLANE no comando EXTRUDE . (botão direito do mouse) e selecione o comando Edit Feature. selecione o plano FRONT no painel esquerdo da tela e clique ícone . Criando um sketch no PLANO FRONT (MEIO DA PEÇA) Como dissemos anteriormente. os ressaltos laterais são SÍMETRICOS nos dois eixos. que deverá ser a condição MIDPLANE .M. Localize a Base Extrude no painel esquerdo da tela clicando sobre seu ícone com o B. será necessário alterar a opção atual. NORMAL TO Clique no ícone Standard Views: Será aberto varias opções de 41 . OBS: Caso sua figura NÃO esteja simétrica.Observe que na figura da peça concluída. A peça ficará no modo de criação da extrusão e o quadro Base Extrude surgirá na tela onde deverá ser alterada a opção atual (provalvemente Blind ) pela opção correta.D.

PASSO 02: Deveremos agora criar um arco tangente à linha vertical.. usado antes de extrudes. se preocupando em criar as linhas sempre horizontais e verticais. Esta opção também pode ser acessada teclando a barra de espaços de seu computador. de frente.. clique no ícone Line e puxe a primeira linha da base da figura.. 42 . Movimentando o cursor sobre o ponto P3 .. conforme a figura ao lado. e depois levando-o até o ponto P4 . Observe que não será necessário clicar no ícone Line novamente. PASSO 01: Vamos criar três linhas. buscando novamente o alinhamento horizontal do modelo. PASSO 03: Desenhe mais uma linha horizontal.. ou face. ou SKETCH. Isto pode ser feito de duas formas: • • Clicando sobre o ícone Tangent Arc . pois o formato do cursor indica que o comando Line está acionado. permite que seja vista um plano. desta vez saindo do raio. conforme a seqüência ao lado. corrigindo o ZOOM para as extensões do modelo existente.. Outra opção útil desse comando seria ISOMETRIC.A opção normal to. CRIANDO O SKETCH DO RESSALTO Após ter criado o sketch e ter deixado o perfil do modelo sólido de frente para você.

sem se importar se a linha ficará ou não vertical. Clique então no arco e na linha horizontal superior do sketch e insira a relação Tangent. Para tanto selecione somente a linha inclinada e clique em Vertical. utilizando uma linha. Importante: As duas linhas que encontram o arco deverão ter obrigatoriamente esta relação de tangência. A seguir vamos criar mais algumas Relations (Restrições Geométricas) no Sketch e aplicar dimensões para que possamos definir totalmente o Sketch (Fully Defined). Perceba que apesar de ter dimensões diferentes. desta vez. • Criando a relação de concentricidade e a relação de tangência do arco. a linha se torna vertical corrigindo as diferenças que existam. 43 . não conseguiremos resolver o Sketch ( Fully Defined . e então. Caso contrário. selecione o ícone Concentric. você vai unir os dois pontos abertos da figura. do perfil da peça e do arco desenhado no sketch. Esta condição será corrigida com restrições geométricas conforme faremos a seguir.PASSO 4: Para encerrar.cor negra ). Selecione os dois arcos. O Sketch ficará como na figura ao lado. • Deixando a linha vertical Acrescente a Relation Vertical à linha inclinada.

Ele deverá ficar na cor vermelha. 44 . Note que somente duas cotas serão necessárias para tornar o Sketch Fully Defined. o que significa que está em modo de seleção. Clique no ícone Centerline e desenhe a linha a partir do ponto P 1 (origem) até o ponto P2. Teremos que criar a mesma forma agora do outro lado do modelo. Habilite a caixa superior do comando que solicita as entidades que serão ESPELHADAS. Veremos a seguir como fazer isto. na barra de ferramentas de Sketch. Clique no comando MIRROR.Dimensione agora o Sketch conforme a figura. Isso porque as outras linhas já possuem relations que definem suas posições em relação à origem da peça. CRIANDO ESPELHAMENTOS EM SKETCHS Crie uma linha de espelhamento com o comando Centerline. Na verdade é possível criar um espelhamento dos objetos que já foram desenhados. Isso inclui também as Relations aplicadas aos objetos. Seria necessário desenhar também o lado esquerdo no mesmo processo que criamos o primeiro lado? Não.

O espelho está pronto. através de uma seleção W INDOW. você irá informar a entidade que será o centro do espelho. Clique em OK. 45 . pois isto só acontece durante a primeira criação de uma Base Extrude. As entidades irão aparecer dentro da caixa de seleção. do comando MIRROR. ou seja. Clique no ícone e selecione o tipo de terminação para a extrusão do ressalto. clique na caixa de seleção inferior. Altere a visualização para Isométric clicando no ícone da Toolbar Standard Views. Selecione então a linha de centro que você criou no centro do modelo. forme um retângulo de seleção ao redor de todos objetos. Novamente você irá utilizar a opção MIDPLANE. CRIANDO O RESSALTO CENTRAL DO MODELO. Para concluir a criação do ressalto devemos agora extrudar o Sketch criado anteriormente. Em seguida. Observe que a visualização do modelo não mudou para uma perspectiva.Selecione então os objetos a serem espelhados. Neste local.

Clique no ícone Extruded Boss/Base . circulo de tamanho qualquer. Clique no ícone Save para salvar o modelo. A visualização do Sketch será rotacionada para a posição isométrica e um “preview” da extrusão será apresentado. ACRESCENTANDO O BOSS CIRCULAR • Selecione agora a face superior da tampa para criar um novo Sketch diretamente no modelo. • • • Clique no ícone Circle e posicione o Clique e arraste o cursor criando um Dimensione o circulo com 45mm de 46 cursor sobre a origem do Sketch. diâmetro. Você então irá inserir: Direção 1: Dimensão: MIDPLANE 80mm Note que a Extrusão ficou destacada na área gráfica da tela. .

O modelo ficará comonafigura ao lado. utilizaremos outro recurso. Entretanto. que será tratado nos próximos capítulos. desenhe o Sketch como mostrado ao lado: Lembre-se que desta vez vamos desenhar primeiramente a linha de centro que servirá como linha de simetria. caso se trate de furos normalizados.EXTRUDANDO O RESSALTO COM ÂNGULO Clique no ícone Extrude Boss/Base e selecione o tipo de terminação para o ressalto como Blind. Utilizando os comandos vistos até agora. utilizaremos o comando Cut Extrude. Com um ressalto adicional e em ângulo. Direção 1: Dimensão: BLIND 12mm ÂNGULO DE SAIDA: Clique no ícone DRAFT para definir o ângulo: Ãngulo de Saida: 5.00 graus Clique em OK para terminar. CRIANDO O PERFIL DOS FUROS CEGOS Quando se trata de criarmos furos poligonais ou com perfis complexos. Selecione novamente o plano superior do modelo e acione o comando Sketch para criarmos os furos. o comando Hole Wizard. sejam eles passantes ou cegos. 47 .

ATENÇÃO: Este comando NÃO É o comando Sketch Fillet.00 graus Clique em OK para terminar. que utilizamos para acrescentar um arco no Sketch. clique no ícone Extruded Cut e a opção Blind. acione a opção Draft Outward. Clique no ícone FILLET e selecione as arestas como indicado na figura acima Dimensão: 5 mm 48 .FURANDO O MODELO Comando Extruded Cut Para concluir o operação. acrescentaremos arredondamentos DIRETAMENTE nas arestas do modelo 3D. CRIANDO ARREDONDAMENTOS NO MODELO Faremos arredondamentos nas arestas do modelo com o comando FILLET. Para corrigir. Neste comando. Direção 1: Dimensão: DRAFT : Ãngulo: BLIND 8 mm ACIONADO 10. IMPORTANTE: Atenção: O ângulo de Saída do furo é interno e portanto. devemos atentar se o ãngulo está na direção correta.

acrescente dois Fillets com raio de 3. Defina o valor do raio para 3mm. Para finalizar. 49 .Isto se atribui ao fato de o quadro Items to Filet ter o modo Tangent propagation ligado. Note que ao selecionar uma das arestas. Note que o fillet atingiu as duas arestas do ressalto. as outras são selecionadas automaticamente.0 mm nas 04 arestas indicadas na figura abaixo.Acione novamente o comando FILLET e acrescente mais outros 04 Fillets com raio de 1.0 mm nas arestas externas conforme a figura abaixo. ARREDONDANDO O RESSALTO CIRCULAR Clique novamente no ícone FILLET e selecione a face lateral do ressalto que acaba de ser criado. Clique OK para terminar.

O modelo ficará no resultado final.0 mm. 50 . portanto rotacione o modelo para facilitar a seleção da face inferior que será excluída no comando. Dimensão: Face Excluída: 3.0 mm (thickness) Inferior Será necessário criar uma abertura na peça. abrindo uma ou mais faces e deixando uma parede fina e uniforme. inclusive em volta do furo. Após clicar no ícone do comando surgirá no painel esquerdo da tela o quadro onde devem ser especificadas a espessura da casca e quais as faces a serem excluídas no modelo. Clique conforme a figura ao lado. Clique em OK para encerrar o comando. A espessura da parede é controlada por uma dimensão. com uma ESPESSURA CONSTANTE de 3.CRIANDO CASCA NO MODELO O comando Shell permite-nos criar uma casca a partir do sólido.

Isto permite ao projetista analisar os detalhes do modelo com maior precisão. S elecione agora o plano Right pelo Browser. A distancia da secção pode ser controlada. Clique no ícone Section View da barra de menus para acessar o menu do comando: Surgirá na tela o quadro ao lado que permite que efetuemos até em um modelo: Note que o plano Front foi selecionado automaticamente. alguns detalhes podem ainda não estar muito claro à visualização. Podemos alterar o lado de secção. Pode-se então ser necessário exibir o modelo em secções 3D. três secções Não saia do quadro Section View. 51 .Mesmo com tantos recursos de visualização do modelo. Note que o modelo será seccionado também tanto pelo plano Right como pelo plano Front. O modelo será então exibido seccionado a partir do plano Front. NOTAS 1: • • Pode-se utilizar valores positivos e negativos. Clique em OK para aceitar a posição escolhida e analise agora as partes internas do modelo neste corte virtual.

para editar seu nome. ALTERAÇÕES NO MODELO. que as faces criadas virtualmente pelo Section View . Se você seguiu todos os passos corretamente. ou seja. basta clicar sobre a mesma e teclar a função F2 do teclado. O importante é que exista a mesma seqüência de seqüência dos comandos. sejam utilizadas para criar SKETCHES. Vamos então fazer um teste a seguir: 52 . Para trocar o nome da Feature. • Não é permitido pelo programa. pois a ordem destes pode alterar o resultado final do modelo. e principalmente relações geométricas com outras entidades. Sua função é exclusivamente para visualização. • As faces criadas pelo “corte” do comando são VIRTUAIS. Talvez exista alguma diferença nos números finais das features que significam APENAS a quantidade de entidades que foram criadas. deverá conter os ícones das operações conforme a figura.CONSIDERAÇÕES DO SECTION VIEW. seu modelo deverá estar similar ao da figura ao lado e sua FEATURE MANAGER DESIGN TREE. sendo diferenciadas das faces reais do modelo. apesar de serem visíveis elas não existem.

Siga os passos de alterações do modelo que irão envolver SKETCHES e FEATURES. c onforme o no quadro ao lado. as alterações atualizam todo o modelo. Não importa se Sketch ou Feature. faremos uma seqüência de alterações no modelo. basta clicar sobre o ícone e arrastá-lo até a nova posição e então soltar o botão do mouse.Selecione o Cut-Extrude1 e movimente ICONE com o cursor de forma que se posicione ABAIXO do Shell. Para arrastar. que será utilizada na montagem da próxima lição. 53 . ANTES DEPOIS Como o Cut-Extrude1 está agora DEPOIS do Shell1. CRIANDO ALTERAÇÕES NA TAMPA SUPERIOR O SolidWorks é um software que permite que praticamente tudo o que foi feito seja editado. O resultado final será como as figuras abaixo. então a peça será furada. Sendo assim. de forma a criar uma nova peça. Agora retorne o Cut-Extrude1 para sua posição original.

2. quer seja no modelo.1. • Altere o Fillet4. deixando de ser a face total. Faremos agora algumas alterações no modelo. para apenas a base do ressalto. Comece pela altura total da Base Extrude. Alterando as dimensões do Modelo. • Altere também o valor do raio do Fillet3 de 5mm para 3mm. tanto na árvore quanto no próprio modelo. quer seja no Browser. 54 . • 40mm. Lembre-se que para alterar um modelo no Solid Works basta dar um duploclique na feature a ser alterada. • Altere o valor do raio do Fillet2 de 1mm para 2mm. Alterando os Raios de Arredondamento Para alterar valores definidos nas Features. alterando de 60 para Antes de confirmar a alteração do modelo clique no ícone Rebuild do quadro Modify para atualizar o modelo. vimos que se pode dar um duplo-clique na feature desejada.

alterando de 25 para 20mm. • Alterando o casca do modelo. Clique com o botão B.D. Rotacione o modelo e selecione a face superior do corpo cilíndrico para acrescentá-la à seleção anterior.Feche o quadro clicando em OK. Selecione então as faces internas dos furos cônicos centrais e laterais. • Mude agora o raio do Extrude 2 . Vamos também corrigir o Shell criado anteriormente. abrindo algumas faces. sobre a Feature ou sobre a parede interna do modelo e selecione Edit Feature. Conclua o comando clicando em OK.M. 3. 55 .

sobre a Feature e selecionar Edit Feature. Remova então o ângulo DRAFT . Retirando os ângulos de saída do MODELO. Basta clicar com o B. tanto no ressalto central quanto no furos laterais. Repita esta operação. S E U M O D E L O J Á E S T Á P R O N T O P A R A A P R Ó X I M A L I Ç ÃO . clicando sobre o ícone para que este seja desabilitado do comando.D. Feche o quadro clicando em OK. • Vamos agora desabilitar todos os ângulos de saída criados no extrude do ressalto central e dos dois furos laterais do modelo. 56 .M. OK!.4.

Um vínculo será então criado entre o arquivo de montagem e seus componentes. M a t e é o comando que forma relações geométricas de posicionamento entre as faces. planos.A s s e m b l y . reunidos em um único arquivo do SOLIDWORKS. chamadas então de S u b . com todos os elementos existentes da montagem. O SOLIDWORKS permite criar montagens complexas compostas de vários componentes. Os componentes são posicionados e orientados usando M a t e s .Montagem da Tampa A s s e m b l y ou montagem é a combinação de duas ou mais peças. 57 . também chamadas de componentes. origem ou arestas dos componentes. permitindo a atualização automática dos arquivos quando os componentes inseridos forem alterados tanto no ambiente da montagem quanto no ambiente peça. inclusive com a origem e plano da própria montagem. Estes componentes podem ser peças criadas em separado ou aproveitadas de outras montagens.

Note que é necessário selecionar as duas linhas verticais para pode acrescentar a distancia. Caso o Sketch não fique posicionado na frente da visualização. usando o comando Sketch Fillet. • No menu de atalho que aparece. utilize o comando Normal To .M. Nesta peça. o Sketch inicial será desenhado no plano TOP. Desenhe um retângulo e acrescente os raios nos cantos conforme a figura ao lado.D. O mesmo acontece com as duas linhas horizontais. localizado no Browser. • • Pressione a tecla Esc para desligar a ferramenta Dimensions. 58 . selecione Select Midpoint e em seguida selecione a origem do Sketch pressionando a tecla Ctrl. Clique no plano TOP.Criando a Base Feature – Tampa Inferior Vamos utilizar os comandos vistos anteriormente para criar a peça Tampa Inferior. Vamos agora estabelecer algumas Relations para posicionar o retângulo simetricamente ao redor da origem. Dimensione a figura com as mesmas dimensões da peça Tampa Superior. Posicione o cursor sobre uma das linhas verticais e pressione o B. (Botão Direito Mouse). em seguida clique no ícone Sketch . Clique no ícone New e selecione o tipo de arquivo Part no quadro de diálogo. devido ao seu perfil básico que permite cantos arredondados já desde o Sketch.

Acrescentando os Ressaltos Laterais Inicie um novo sketch na FACE INFERIOR do modelo clicando no ícone Sketch. • Repita a operação criando o alinhamento vertical entre a origem e uma das linhas horizontais do retângulo. 59 . Clique em OK para aceitar. O sketch deverá ficar como na figura abaixo: OBS: Se os pontos médios do retângulo estiverem alinhados com a origem. na horizontal e na vertical. então logicamente a figura estará centrada com a origem.• Clique sobre o ícone Horizontal para atribuir a relação de alinhamento aos dois pontos selecionados alinhando-os horizontalmente. Criando a Base Extrude Clique sobre o ícone Extruded Boss/Base e digite a profundidade de extrusão inicial do modelo: Direção 1: Dimensão: BLIND 12mm Clique em OK para terminar.

ponto médio da linha vertical com a origem. Vamos agora criar o ressalto de forma que ele tenha a altura total do modelo já existente. • Clique no ícone Extruded Boss/Base. Altere o valor do raio para e clique em OK. • • Crie o espelhamento do Feche o Sketch retângulo através do comando Sketch Mirror. NOTA: Atenção para a direção que esta sendo criado o extrudado.• • Desenhe um retângulo á direita Utilize Relations para alinhar o do modelo conforme a figura. para criar a base do espelhamento. A intenção de projeto é que o ressalto sempre terá a altura inicial do modelo. pois caso seja criado na direção errada. o comando dará um alerta. • Desenhe uma Centerline vertical a partir da origem. Direção 1: Dimensão: THROUGH ALL “Não se aplica” Clique em OK para terminar. 5mm 60 . Acrescentando os Arredondamentos Clique no ícone Fillet e selecione as arestas inferiores conforme indicado.

Criar os arredondamentos nos 4 cantos com 2mm na seqüência abaixo: Perceba que existe ainda um canto vivo que será criado repetindo o comando fillet. Clique novamente no comando FILLET e selecione novamente os quatro cantos restantes e insira novamente o mesmo raio de 2mm. Criando a casca da Tampa Inferior . 61 . Dimensão: 3mm Clique em OK para terminar.SHELL Clique no comando Shell para criar paredes finas do modelo removendo a face superior para que o modelo fique aberto. Salve seu modelo em sua pasta com o nome TAMPA INFERIOR.

• • Para criar o arquivo de montagem Slecione o ícone Assembly na clique no ícone New Document caixa de diálogo New Solid Works Document. É nele que será armazenada as restrições de posicionamento entre os componentes da montagem. existem alguns símbolos diferentes dos que havia nos arquivos do tipo Part. • Note também que no fim da lista . • Clique então no ícone do comando INSERT COMPONENTS . para que seja inserido o primeiro componente da montagem. Este comando abrirá o Browser para que possamos buscar o arquivo Part que será inserido. onde se podem inserir componentes como peças e outras montagens. • Note que no painel esquerdo da tela. • Será então aberto um novo documento do tipo ASSEMBLY. 62 .Criando a Montagem dos Componentes Os arquivos do tipo Assembly são utilizados para a criação de montagens. exclusivo de arquivos existe o símbolo do tipo Assembly.

desta vez para inserir a peça Tampa Inferior • • • • Clique no ícone do Insert Components Selecione o botão BROWSER Escolha a peça da Lição 02 .. • • Será então inserido o componente selecionado na montagem.• Clique agora no ícone Browse. siga novamente os passos de inserção de componentes. sendo que o nome do arquivo aparecerá na Feature Manager. que abrirá a janela Windows para seleção do arquivo Part a ser inserido. parafuso ou qualquer outra peça que não realmente significativa no conjunto.. um corpo.Tampa Inferior Clique no botão ABRIR 63 . etc. Para inserir o segundo comando. NOTA: É importante que em nossas montagens. Evite começar a montagem por uma porca. • Após selecionar o arquivo. iniciemos o conjunto sempre por uma peça significativa. tecle na opção abrir para inserir o componente dentro da montagem. como uma base.

64 . Teremos então que criar as restrições com outros elementos para fixá-la na montagem. talvez apenas com alguma variação na posição dos componentes dentro da montagem. sendo permitida sua movimentação e rotação. Note que na frente do nome da peça Tampa Superior. apareceu o sinal de menos (-). Outra forma de criar uma montagem dos Componentes Divisão da Janela do SOLIDWORKS Apenas para informação. Portanto. na frente do nome da peça Tampa Inferior. com os arquivos dos componentes. o programa não permite que seja movimentada ou rotacionada. Note que no final do menu apareceu o nome dos arquivos que estão abertos nesta seção do SOLIDWORKS. distribuindo as telas dos componentes na forma vertical ou horizontal. apareceu a letra (f) Isso significa que a peça está fixa (FIXED) no espaço da montagem. Veja: Clique no menu Window e selecione a opção Tile Verticaly. o que significa que a peça está livre FLOATED) no espaço da montagem.Sua montagem deverá ficar como na figura. contendo o nome da segunda peça logo após o no me da primeira peça. (Por sua vez. poderíamos também dividir a tela do programa.

SLDPRT. seus arquivos serão salvos apenas nesta pasta. • Note que a peça foi acrescentada logo abaixo da origem da montagem e na área gráfica o modelo foi acrescentado e alinhado com o plano Front da montagem. e arraste o cursor até o topo do B r o w s e r do arquivo A s s e m 1 . Observe o formato do cursor enquanto arrasta a peça para a montagem. Mantenha pressionado o B. Guarde seu Arquivo no endereço Abaixo: C:/ Usuários/ TURMA / SEU NOME / • • Escolha sua turma: Seg-Qua . caso ainda não tenha feito. A partir de agora. Movimente o cursor até o topo do B r o w s e r de Lição1.Ter-Qui . sem haver o posicionamento técnico que esperamos em uma montagem. Digite o nome Montagem das Tampas. 65 .SLDASM) .Sábado CRIE uma pasta com Seu nome. NOTA: Esta forma de criação de montagem é desaconselhada por haver a necessidade de se abrir os arquivos antes da inserção e principalmente porque os modelos são jogados aleatoriamente na montagem.M.Este serão os arquivos que o programa distribuirá tela. • • Solte o botão. que será do tipo ASSEMBLY (.E. Este modo deve ser evitado em projetos.

Devemos salvar o arquivo. porque o comando de edição de peças na montagem. Editando componentes dentro da montagem Comando Precisamos ainda fazer algumas alterações nas peças antes que possamos continuar com a montagem... só permite sua execução após a montagem ter sido salva. Coloque um nome que esteja . onde faremos um rebaixo na face superior para futuro encaixe com o outro componente. 66 . Estas alterações podem ser feitas diretamente no ambiente de montagem. que veremos a seguir.ligado ao seu trabalho para facilitar sua busca no futuro. No menu de atalho selecione a opção Edit Part. sendo necessário indicar ao programa qual componente sofrera as modificações.ATENÇÃO: * Cuidado para não salvar seu arquivo na pasta de outra pessoa * Evite criar arquivos com nome “ASSEM 1”.M..D. § § Mova o cursor sobre qualquer uma das faces da peça Tampa Superior Pressione o B. Começaremos pela peça lição1.

Criando os rasgos de encaixe das tampas. • Após deixar a peça da lição2 no modo Edit Part . • Tecle Enter para concluir. 67 . para alterar a direção do offset. clique no ícone Offset e ajuste para que a distância da cópia seja de 1. que está habilitado na barra de ferramentas de montagem. • Com a a face superior selecionada. Note também que no Browser a cor da peça Tampa Superior e toda a estrutura também estão na cor azulada. clique no ícone Sketch.Note que a cor original da peça foi mantida. pressione a opção REVERSE . Para sair da opção EDIT PART . Isto serve para identificar qual é o objeto que está sendo editado. basta clicar no ícone Edit Component . • Caso o offset esteja direcionado para fora da espessura do modelo.50 mm da face do modelo. vire o fundo da peça para cima e selecione a face do modelo. enquanto a peça lição2 foi alterada para a cor translúcida. • Ainda com a face superior selecionada.

ou aopção Edit Assembly. utilizando um Cut Extrude. A Tampa Superior deverá ficar como na figura acima. portanto. Agora repita o mesmo processo com a peça da lição 02. Caso contrário. clique no ícone Edit Componet. antes de iniciar qualquer alteração no modelo. desta vez. com o objetivo que esta tenha um encaixe MACHO (Externo) • Não esqueça de clicar no ícone Edit Part . Esta é 68 .50mm • Vamos agora concluir o rebaixo. Trocando as cores das peças Como os componentes da montagem têm as mesmas dimensões. de 3mm • Vamos fazer que a Tampa Superior tenha um encaixe FÊMEA. com o B. Vamos então alterar a cor da peças para diferencia-lás.D. Tampa Inferior . clique em OK . fica difícil perceber as arestas de contato.O objetivo deste comando é criar uma linha que esteja a uma distancia da aresta extena da face. NOTA: Para desligar o modo de edição de componentes. as alterações só terão efeito na montagem. Para concluir. caso o corte não esteja ocorrendo no lado interno do modelo.M . de valor de 1. basta inverter o lado do corte clicando em “Flip side to Cut ” .

Deixe agora a Tampa Inferior na Cor VERDE. ele está fixado e é impossível move-lo. • • • Selecione uma das faces da peça Tampa Superior. Lembre-se que no Browser. Criando Restrições de Posição nos Componentes Devemos acrescentar um Mates para posicionar os componentes na montagem. • Ao lado da peça lição1 existe a indicação (f). com planos ou até mesmo a origem da montagem. ao lado de cada um dos componentes existem símbolos especiais. Clique em OK para fechar o quadro de diálogo. 69 .uma pratica comum na montagem de componentes. alinhando suas arestas ou faces com outras peças. Em seguida clique no ícone Edit Color. Surgirá o quadro Edit Color onde se deve selecionar a nova cor do componente. • • Selecione a cor AMARELA e clique em Apply. Isto indica que o estado do componente é Fix. ou seja. aconselhada no dia-a-dia.

• Ao lado da peça lição2. respondendo a restrição criada de coincidência. • lado: • Em seguida selecione a aresta da peça Tampa Superior conforme a figura ao Selecione também a aresta correspondente da peça Tampa Inferior • Note que as pecas se posicionam após a segunda aresta selecionada. Caso as peças estejam invertidas.Coincident • Para acrescentar o Mate Coincident. Criando um MATE . e que quando são acrescentadas a um modelo este símbolo (-) poderá inclusive desaparecer. Veremos a seguir como se cria restrições de montagem. • • • • Coincident. podemos inverter o sentido do MATE pelo ícone Mate Alignment. existe o símbolo (-) Isto indica que a peça tem algum grau de liberdade e permite movimentação dentro da montagem. Note os tipos de Mates disponíveis no quadro Mate. clique no ícone MATE. Paralel Perpendicular Distance 70 .

Não existe comando de montagem para consertar erros de construção. Caso seu modelo após a criação dos MATES esteja com dimensões diferentes. 71 .O modo Coincident já foi habilitado. A partir de agora o modelo não mais perderá esta restrição de posicionamento até que este MATE seja deletado ou suprimido. Tente movimentar o modelo e verá que ele ainda possui graus de liberdade mas não está mais totalmente livre para ser rotacionado. pode ser que você não fez todas as edições que deveria no modelo. Você deverá então escolher entre editar a peça que está incorreta dentro da montagem ou abrindo o arquivo PART diretamente para efetuar as modificações. tendo como o objetivo final. Isso deve ser feito diretamente no modelo. que não permitem a perfeita montagem entre as faces. que as peças se encaixe perfeitamente como a figura abaixo. Crie agora mais restricões de MATES. Caso seja esta sua opção clique em OK para aceitar esta restrição.

Visualizando o conjunto em CORTE – Section View. Para isso. 72 . exibindo os pontos de contato dos componentes. Assim terminamos a Lição 2: Montagem da Tampa. altere a visualização da montagem para um corte longitudinal. de forma que permita a visualização interna do que foi criado e principalmente permitindo a visualização do casamento do encaixe MACHO-FÊMEA. clique no ícone: O modelo deverá ser exibido seccionado. Para concluir esta lição.

uma vez que o projeto foi concebido em um ambiente tridimensional. os quais podem ser totalmente aproveitados na criação da documentação do projeto. Em sistemas de C A D 2 D esta documentação costumava consumir muito tempo. e criando listas de peças baseadas na quantidade e propriedades dos componentes. ainda permite ao usuário criar vistas do modelo tridimensional quase que automaticamente. pois era necessário transferir os dados do projeto para desenhos de detalhamento. após a sua concepção deve ser documentado na forma de desenhos técnicos e planilhas a fim de descrever precisamente seus detalhes para que possa ser construído. sejam eles mecânicos.Criação de Drawings Em um projeto. No SOLIDWORKS este processo foi simplificado. ou de qualquer outro segmento. arquitetônicos. processo este que deveria ser feito quase manualmente. Além disso. 73 . criando-se modelos tridimensionais. inserindo as cotas que foram utilizadas durante a construção do modelo.

Nesse tipo de arquivo só é possivel editar a localização do Desenho e o tamanho da imagem. Auxiliares. podendo ser: • • • • • • Projeções ortogonais. O Ambiente Drawing também não permite a rotação 3D da Folha. não existe o 3D ROTATE . Perspectivas Isométricas Vistas de seções. Clique sobre o ícone New e selecione a opção Draw para o novo tipo de arquivo.Iniciando um Documento DRAWING Para a criação de um desenho é necessário iniciar um novo arquivo do tipo Drawing. ou seja. meio corte ou corte parcial. Corte total. No lado direito do quadro de diálogo aparecerá uma imagem de preview do arquivo que será criado. Clique em OK para concluir a criação do novo arquivo. a disposição dos painéis é parecida com a dos arquivos que trabalhamos antes (Part e Assembly). Somente em um arquivo Drawing é possível este tipo de trabalho. Em um arquivo Drawing . Este tipo de arquivo permite a criação de vistas do modelo em Desenho Técnico Mecânico. 74 . Detalhes. usando comandos como P A N e ZOOM . Encurtamentos.

Escolhendo o modelo que será criado as vistas do desenho: Após ter sido escolhido o tamanho do papel. portanto não se preocupe se ficar menor ou maior que o esperado. o SOLIDWORKS perguntará onde fica o arquivo do modelo que será gerado o desenho. quando configurado.Definindo a folha de Trabalho. Ele faz esta operação. devido estar selecionado a opção “Start command when creating new drawing”. Quando configurado no System Options. clicamos no ícone BROWSE para abrir a caixa de diálogo e escolher o modelo: 75 . Caso esta opção não esteja selecionada. Em seguida. para se criar um novo modelo deverá ser clicado o icone do comando MODEL VIEW para se escolher o arquivo que contém o modelo 3D. o SOLIDWORKS inicia um novo Drawing perguntando qual será o tipo de folha a ser aplicada no desenho: Devemos então selecionar o padrão de folha que pretendemos criar o modelo e clicar em OK: Esta folha poderá ser trocada a qualquer momento.

inclusive a perspectiva isométrica: Perceba que a perspectiva ideal ficará na parte superior do desenho. Após ter escolhido o arquivo do modelo. Nesse momento. 76 . conseguimos gerar as vistas ortogonais do modelo. vamos criar as vistas do modelo TAMPA SUPERIOR. será inserido a vista do desenho. arrastando o mouse para os lados. clique na opção ABRIR . Para corrigir sua posição. esperando que seja clicado a posição para o modelo. selecione o arquivo em sua pasta de trabalho e em seguida. pressione a tecla ESC e depois arraste a vista de perspectiva para a posição indicada na figura. Portanto.Nessa lição. ou seja. após ter criado todas as vistas. o SolidWorks retorna ao ambiente Drawing. o programa habilita automaticamente o comando PROJECTED VIEW. posicionada no PLANO FRONT do Modelo. Nessa posição. Crie então as três vistas do modelo conforme o quadro ao lado.

Solte o botão e note que três vistas ortogonais são inseridas no desenho. ou em um ponto onde não existam vistas de modelo. Inicialmente se deve dividir a tela do SOLIDWORKS clicando: • menu Window e selecione a opção Tile Horizontaly. 77 . Alterando o tipo de projeção das vistas Caso a projeção das vistas seja feita em terceiro diedro como na figura ao lado será preciso alterar o modo de projeção no quadro S h e e t S e t u p . o ambiente Drawing também permite a criação do modelo através do Arraste do modelo 3D diretamente entre janelas. sendo que sua apresentação aqui foi apenas informativa.M. pressionando o ícone enquanto movimenta para o meio da janela do arquivo Drawing. e selecione Properties.D. Clique o B. Este modo deve ser evitado em projetos. conforme a seguir: • Movimente o cursor a alça inferior do desenho. Em seguida movimentar o cursor até o Browser do modelo e selecionar no topo da arvore o nome lição1.Criando Vistas de Modelo por “arraste” de janelas: Assim como no Assembly. NOTA: Esta forma de criação de montagem é desaconselhada por haver sempre a necessidade de se abrir os arquivos antes da inserção.

2.Surgirá o quadro de diálogo Sheet Setup onde podem ser alterados vários parâmetros do desenho criado como: 1. Escala das vistas Tamanho do papel Tipo de carimbo da folha Tipo de projeção. 4. Vamos então fazer as seguintes alterações na folha de dados: • • • • • Altere o tipo de projeção para First Angle Altere o tipo de folha para A3 . 3.Landscape Altere o nome da folha para Tampa superior Altere a escala da folha para Scale 1 : 2 Clique em OK para fechar 78 .

o modelo 3D ficará TEMPORIAMENTE oculto. e escolha a opção EDIT SHEET para retornar ao ambiente do modelo 3D. clique em qualquer ponto do desenho. 79 . O ambiente Sheet Format é o responsável pelas seguintes funções: • • Criação da LEGENDA Criação de Variáveis Ao entrar no ambiente EDIT SHEET FORMAT.M.Ambientes do Drawing: O Drawing possui dois ambientes distintos para representação 2D.D.D.M. onde não haja vistas com o B. São eles: • • EDIT SHEET EDIT SHEET FORMAT (Ambiente do Modelo) (Ambiente do Formato) Para acessar o Ambiente da Folha. clique com o B. e selecione a opção EDIT SHEET FORMAT. de forma a possibilitar alterações no ambiente legenda. Após elaborar o novo modelo de sua legenda.

Após ter sido criado as vistas do modelo 2D. • Podemos alterar a visualização para linhas tracejadas. • Podemos alterar a visualização da vista para. Entre no menu INSERT.Configurações das vistas Ortogonais. e selecione a opção: MODEL ITEMS 80 . assim como alterar a vista inicial. bastando um clique para que elas sejam inseridas nas vistas. por exemplo. podemos a qualquer momento editar o formato da criação. a lateral direita ou esquerda ou até mesmo o fundo do modelo.Model Items Todas as dimensões utilizadas nos Sketchs e Features do modelo podem ser aproveitadas no Drawing. wireframe. linhas ocultas e SOLID • Podemos alterar a escala de visualização do modelo • Podemos alterar O Tipo de Representação Dimensional do modelo (Projected ou True) Buscando as dimensões diretamente no modelo 3D: Insert .

etc. Primeiramente vamos estabelecer a fonte de dados (SOURCE): Dentro do primeiro quadro. setas e linhas de chamada. acabamentos de superfícies. o modelo ficará como na figura abaixo: Porém teremos que acertar seu tamanho e posicionamento para melhorar o aspecto do desenho. datums.Aparecerão na tela o quadro de dialogo Insert Model Items onde podem ser selecionados os tipos de anotações criadas no modelo como dimensões. 81 . O primeiro passo será configurar as cotas alterando o tamanho dos textos. selecione a opção: ENTIRE MODEL Selecione então a opção Dimensions no quadro Annotations: Certifique-se de que as opções na parte inferior do quadro estejam acionadas: • • “Import items into all views” “Eliminate duplicates” Clique em OK para concluir o comando. As dimensões foram inseridas no desenho. tolerâncias geométricas.

Neste quadro existem dois Tabs : • System Options controlam as configurações de sistema do programa SOLIDWORKS • Document Properties Controlam as configurações do documento como: 1. . Para acessar esta opção.System Options . dentro do SOLIDWORKS é o parte do programa responsável pela configuração de performance. Detalhamento. 3. dentro de cada documento gerado pelo programa. 4. assim como nas caracteristicas especificas. 2. e escolha a opção O P T I O N S . em suas características gerais. clique no menu superior TOOLS .Document Properties O Recurso OPTIONS . IMPORTANTE: • • É importante entender que as alterações feitas na opção SYSTEM OPTIONS Já a opção DOCUMENT PROPERTIES alteram apenas oarquivo e portanto 82 afetam diretamente o programa instalado no computador serão levadas junto com o documento em qualquer outro equipamento. Unidades de medida Fontes de linhas. Grid e Snap.

estabeleça as seguintes dimensões: • • • Height: Width: Length: 0. 83 .50mm 4.00mm Configurando a fonte das cotas: Perceba que você pode configurar setas de cota e de corte também. Configurando os parâmetros de setas e linhas de chamada: Na parte de configuação de setas (ARROWS). como sendo sempre central. horizontal e vertical.50mm 2. Configure o estilo de seta com sendo a de perfil “cheio” e em negrito. A localização da cota. clique na categoria Dimensions e configure o quadro conforme a figura abaixo: • • • Configure as distâncias entre cotas com valores de 8mm e 12mm.Configurando os parâmetros de cotagem: Entre enão no comando OPTIONS: Selecione Document Properties.

de forma a reposicionar e inclusive copiar cotas para outras vistas. O desenho deverá ficar parecido com o da figura abaixo: Movendo e Copiando COTAS: Podemos arranjar as cotas. Clique em OK para concluir. 84 . configure a fonte e tamanho das cotas nas seguintes condições: • • • Arial Negrito Tamanho: 14 pts.Por fim. clicando sobre seu o texto e arrastando para a melhor posição. Para apagar as cotas desnecessárias clique sobre o texto e pressione Delete .

então arrastaríamos a cota enquanto pressionada a tecla CONTROL . arrastando enquanto é pressionada a tecla SHIFT .. Clique o B. Caso o objetivo fosse copiar a cota em outra vista.Exemplo: Algumas cotas podem ser mais bem aproveitadas se mostradas em uma vista diferente da vista em que foi inserida. podemos arrastar a cota para a vista desejada. Mudando a configuração de Diâmetro para RAIO: Vamos agora arrastar e copiar a cota de Ø 45mm para a vista de planta. sobre o texto da cota e selecione Properties. Desligue a opção: Clique OK para concluir. Neste caso. proceda como a explicação a seguir. • • • • Surgirá o quadro de diálogo Dimension. Configure o quadro conforme a figura a lado. Para alterar para cota de diâmetro como na figura abaixo. Display as linear dimension 85 ..D. Note que a cota foi posicionada de forma linear como na vista de elevação.M.

necessária mudar a direção da seta. • • Para isto clique no valor da cota com o B. Pressione Esc para desmarcar a cota.M. Selecione Properties.D. é Para isso basta selecionar a cota e clicar sobre a Properties exibir a cota no interior do arco cotado. finalizando a operação. • • • • • Olhe no quadro de diálogo Dimension ligue a opção Dimension to inside of arc para Clique em OK para encerrar Depois de alterada a propriedade da cota. sendo necessária sua edição. A posição irá mudar para dentro do raio. Alterando a posição de cotas de arco: As cotas de raio com valor muito pequeno também não estão representadas de forma muito estética. 86 . seta da mesma.Alterando o ponto de chamada da cota: Algumas cotas ainda precisam ser editadas alterando a posição das linhas de chamada como a cota de 40mm da figura abaixo: Clique no texto da cota Em seguida arraste os pontos de controle da linha de chamada até a posição desejada.

Inserindo linhas de simetria em furos e eixos:

Para se criar uma centerline, clique sobre o ícone Centerline da Toolbar Annotations e clique sobre as duas arestas do furo, na vista superior: O comando criará automaticamente a linha de centro, considerando as vistas do modelo. Caso queira aumentar as dimensões do modelo, basta selecionar uma das extremidades da linha e arrastar para a direção desejada. IMPORTANTE: Este é um detalhe freqüentemente esquecido pelos desenhistas. Representar um furo sem linha de centro é erro grave em desenho técnico.

87

Vamos acrescentar algumas linhas de centro nos furos da vista de planta. Clique sobre o ícone Center Mark da Toolbar Annotations e movimente o cursor sobre a vista de planta. Note que o cursor capta as arestas que podem ser utilizadas destacando-as. Clique nas arestas dos três furos e em seguida faça a edição das cotas para reajustar as linhas de chamada conforme a figura:

Inserindo dimensões adicionais manualmente no desenho:

Em um desenho criado no SOLIDWORKS, nem todas as cotas necessárias para a representação do modelo são importadas para o desenho. Quando o resultado não atende à necessidade do projetista, pode ser necessário acrescentar algumas cotas manualmente, onde entra o comando DIMENSION. Para acrescentar uma cota manualmente clique sobre o ícone Dimension e depois inicei o processo de cotagem, da mesma forma que cotamos as dimensões no SKETCH. • • clique a sobre uma das arestas que se deseja cotar. Mova o cursor até a outra aresta e clique também nesta. 88

Finalmente posicione a cota no ponto desejado para concluir o comando.

Dimensões DRIVING e DRIVEN: As dimensões inseridas quando criamos o modelo, desde o SKETCH até a criação das FEATURES, tem a características de comandar as formas do modelo, podendo inclusive ser alteradas a qualquer momento. Estas dimensões são aquelas que são inseridas no modelo, quando usamos o comando INSERT MODEL ITEMS. Dimensões DRIVING: São dimensões que influenciam diretamente na forma do modelo. Dimensões DRIVEN: São dimensões que apenas medem distancias, não influenciando no resultado final do modelo, ou seja, são DIRIGIDAS. As dimensões criadas pelo comando DIMENSION, dentro do ambiente DRAWING, serão sempre dimensões DRIVEN, ou seja, não influenciaram o modelo, e portanto não permitem ser alteradas. Elas são reconhecidas por sua cor CINZA, que diferem das cotas DRIVING, que possuem cor PRETA.

89

Para acrescentar a folha no arquivo clique com o B. 90 .. Praticamente não existem limites de número de folhas em um arquivo Drawing do SOLIDWORKS.Acrescente as demais dimensões. Salve o desenho clicando no ícone Save.M. revisões onde se pode conservar o desenho antigo de uma peça revisada. portanto pode-se usar deste recurso para a criação de desenhos de variações de uma mesma peça. Criando o Desenho de Montagem Vamos agora criar uma nova folha no arquivo de desenho criado anteriormente. etc. sobre a alça na parte inferior à esquerda da tela e selecione Add Sheet.D. o desenho de montagem do componente. indicadas abaixo no desenho para encerrar seu desenho..

Vamos inserir agora vistas do conjunto criado na Lição 2 desta apostila. O Desenho final do conjunto deverá ficar como na figura a seguir: Caso as vistas criadas não apresentem linhas tracejadas conforme a figura acima. selecione cada uma das vistas e clique no ícone Hidden in Gray.clique no ícone ABRIR 4. Defina: MONTAGEM Defina: A2 .crie as três vistas da montagem + a perspectiva isométrica do conjunto.clique no browse e procure pelo arquivo MONTAGEM DAS TAMPAS 3. Tipo de projeção. 1.Aparecerá na tela o quadro de diálogo Sheet Setup onde poderá definir aspectos do novo desenho como: • • • • Nome da folha. 2. 91 . DICA: Não se esqueça que você pode fazer as projeções da vista clicando no ícone Projected View da barra de ferramentas Drawing. Salve o desenho.clique no ícone MODEL VIEW. Escala das vistas do desenho. Tamanho do papel.Landscape Defina: 1 : 1 Defina: First Angle Clique em OK para finalizar a criação da folha.

SEU DESENHO JÁ ESTÁ PRONTO. OK!. 92 .Controlando a Escala de Uma Vista Vamos agora alterar o tamanho da vista isométrica criada anteriormente além de sua visualização. VAMOS AGORA PARA A PRÓXIMA LIÇÃO. que diferenciará a perspectiva das demais vistas que continuarão em HIDDEN LINES • • • • • Selecione agora a opção SCALE Clique no quadro U s e C u s t o m S c a l e. Selecione a opção Scale 2 : 1 Clique no ícone OK para terminar. Clique no ícone para salvar o desenho. para melhor entendimento do conjunto. • • Selecione a vista da perspectiva Dentro do Painel DISPLAY STYLE. selecione a opção SOLID. Seu desenho de montagem ficou com uma perspectiva MAIOR que as demais vistas e com visualização SÓLIDA.

podem-se criar tabelas para controlar estas medidas de forma que cada nova configuração de peça seja mostrada com um simples clique do mouse. Estas tabelas são chamadas de D e s i g n T a b l e s onde se pode controlar: • • • As medidas das configurações do modelo O estado em que se encontram as F e a t u r e s do modelo (Suprimidas ou não) A quantidade de repetições de outros tipos de F e a t u r e s . modelos cilíndricos como o mostrado na figura acima. Nestes casos. Nesta aula.Parafuso Allen Muitas vezes em uma indústria. também vamos praticar a construção de modelos revolucionados. nos deparamos com linhas de produtos onde pode haver a necessidade de variação de algumas medidas entre as peças. mas sempre com geometrias semelhantes. 93 . ou seja.

• • Arraste para baixo da origem soltando o botão Desenhe os segmentos conforme a figura ao para formar a linha central do Sketch. que chamados de THIN.Criando o sketch do corpo do Parafuso ALLEN Inicie um novo arquivo do tipo Part clicando no comando New e selecionando Part . Para criar as cotas de diâmetro. • Não esqueça de criar a coincidência da base do parafuso com a origem. ou seja. o Revolve criará uma entidade oca. • Clique no ícone Line e movimente o cursor logo acima da origem do Sketch. lado. Dimensionando o corpo do Parafuso ALLEN Vamos agora iniciar o dimensionamento do Sketch. Note que o cursor capta a direção da origem. alinhando o ponto final do terceiro segmento com a origem. portanto você deverá também desenhar a linha unindo os dois pontos do sketch. Selecione o plano Front e clique no ícone Sketch para criar o perfil principal do modelo. sem linha cheia na parte interna do perfil. clique no ícone Dimension 94 . • Apesar da existência da Centerline . enquanto as cotas horizontais devem ser de diâmetro. Devemos levar em conta que as cotas verticais são de comprimento. localizando o sketch. • Caso você deixe o Sketch aberto. passando sobre a linha de centro. esta não “fecha” o Sketch.

clique na CENTERLINE (Atenção: não crie uma cota da linha horizontal do modelo. pressionando a tecla Ctrl. isso indica que o Sketch ainda não está totalmente definido. • Para resolver isto. Finalmente. Revolucionando o Sketch 95 . mas se você levar o mouse para a esquerda. Isto acontece porque ainda falta um Relation para posicionar o Sketch verticalmente em relação à origem.para iniciar o processo de criação de cotas: • • • Movimente o cursor ate a linha vertical conforme a indicação da figura abaixo: Clique inicialmente na linha vertical correspondente a um diâmetro Em seguida. horizontais continuarem azuis. selecione a linha horizontal intermediária e. e está prestes a posicionar a cota. selecione também a origem do Sketch. a cota mudará para o valor de diâmetro (CORRETO). • • Continue o dimensionamento do Sketch até que fique como Se após o total dimensionamento do Sketch. perceba que no momento que você selecionou as duas linhas. Clique no ícone Coincident e depois feche o sketch. as linhas na figura ao lado. resultará em uma cota de raio (INCORRETO). caso você leve o cursor do mouse para a direita. pois assim você só conseguirá gerar cotas de raio).

teríamos que selecionar uma linha para informar o centro. Mostrando o eixo temporário . Caso contrário. Este elemento serve não apenas como ilustração. O Sketch será rotacionado e mostrado um preview do resultado do comando. Perceba que devido ter sido criado a linha de centro no sketch. o comando automaticamete selecionou a CENTERLINE como sendo o centro da revolução da Feature. 96 . clique no ícone Base Revolve .Temporary Axes Altere o modo de exibição do modelo clicando no ícone Wireframe. mas nos permite que o selecionemos dentro de Sketches e ate mesmo na geração de features. independente se esta foi gerada por Revolve ou Extrude. Vamos agora exibir o eixo Temporário do Modelo.Agora que o Sketch está terminado. O eixo Temporário (Temporary Axés) é um elemento geométrico que o SOLIDWORKS insere toda a vez que é criada uma figura Cilíndrica.

• • Desenhe um polígono clicando no ícone do Posicionando o mouse exatamente na origem do Sketch. sendo necessário acrescentar algum Relation para concluir o Sketch. Selecione a face superior do modelo e clique em Sketch para criarmos o sextavado que será extraído do cilindro.Para visualizarmos o eixo temporário de um modelo criado ou mesmo de uma montagem. O Sketch agora está DEFINED (RESOLVIDO) 97 . Note que o Sketch ainda está Under Defined . Criando o Sextavado Interno do Parafuso. tamanho do circulo circunscrito do Sketch. devemos habilitar sua visualização. • Selecione uma das linhas do hexágono e estabeleça a condição HORIZONTAL ou VERTICAL. selecione o círculo interno do polígono. seguindo o procedimento a seguir: • • Clique no menu VIEW Escolha a opção Temporary Axes Habilite agora o temporary Axes de seu modelo. pois este será usado nos próximos passos para criação de nosso parafuso ALLEN. • • • Solte o botão do mouse fora da área Clique agora no ícone Dimension e Digite o valor 8mm para definir o comando POLYGON da cabeça do parafuso.

utilizando o comando Fillet. Acrescentando Chamfers Faça os arredondamentos dos cantos na FACE da cabeça do parafuso. Acrescentando Fillets Faça os arredondamentos dos cantos na BASE da cabeça do parafuso. 98 . Termine o comando clicando em OK. Selecione as arestas conforme indicado na figura ao lado e especifique para R A I O : 0.25mm .Retirando Material do Sextavado Clique no ícone Extruded Cut e efetue o corte do perfil do Sextavado. Selecione as arestas conforme indicado na figura ao lado e especifique para C H A N F R O : 0. nas condições abaixo: Direção 1: Dimensão: BLIND 8 mm Clique em OK para terminar. utilizando o comando Chamfer.30mm .

pois não é visível no modelo 3D. Podemos criar roscas da forma: • Cosmetic Thread: Trata-se de uma rosca gráfica. criada através do perfil da rosca que se desenvolve através de uma hélice.NOTA: O SOLIDWORKS permite a inserção de chanfros de maneira simples. sendo possível escolher o tipo de chanfro tanto para arestas quanto para vértices. pois é o modo mai fácil. Modelando a rosca do parafuso: Roscas no SOLIDWORKS podem ser representadas de várias formas. O que faremos a seguir será modelar a rosca cosmética . porém não existe a ângulo de hélice. mas canais que representam passo e perfil. • • • Chanfros por duas distâncias. 99 . dependendo da necessidade do usuário. chanfros especificando três distâncias. rápido e econômico. criada por uma curva 3D. • Roscas Helicoidais: Esta é a verdadeira rosca. Chanfros por uma distância e um ângulo. em termos de tamanho de arquivo e de tempo de regeneração. para visualização apenas no desenho 2D. • Roscas Cosméticas: trata-se de uma rosca um pouco próxima da realidade. no caso de um vértice.

Finalmente. já está com a relação VERTICAL acionada. crie uma relação de colinearidade entre a linha vertical do triangulo e o perfil da lateral do parafuso. • Crie agora uma relação de coincidência entre o vértice do triângulo e a base do parafuso. Com isso. Selecione agora os dois lados do triângulo e estabeleça a relação EQUAL para os dois segmentos.Criação do Perfil da Rosca Vamos modelar o perfil da rosca criando um Revolved Cut . ou seja. Com isso fixaremos o perfil no corpo do parafuso. o vértice fica no centro da linha vertical. Selecione o plano Front e inicie o novo Sketch. o S k e t c h será desenhado em um plano e depois girado ao redor do eixo do modelo para retirar o material.0mm. Desenhe também uma linha de centro passando pelo eixo do modelo. 100 . Tenha a certeza que a linha que ficará na Vertical. Com o ícone Line. Use a tecla CTRL para selecionar as duas entidades. • Dimensione o triângulo com ângulo de 60° e altura de 1. desenhe um triângulo conforme a figura ao lado.

Recortando o Perfil da Rosca - Após o término do Sketch. Em nosso caso deveremos indicar o eixo que passa pelo centro do 101 . usaremos o comando Linear Pattern . formando o primeiro fio da rosca do parafuso. sendo que após esta fase. devemos então aplicar o comando Revolve Cut que irá retirar material do modelo. TEMPORARY AXES. • Clique em OK para encerrar Fazendo cópias do perfil da Rosca: Uma vez que o primeiro fio da rosca foi modelado. o usuário deve selecionar uma aresta ou eixo para indicar a direção das cópias. Para isso. podemos fazer várias cópias desta Feature seguindo apenas um padrão linear. No quadro Direction 1. feche o sketch para iniciar a operação de recorte do perfil da rosca.O Sketch deverá ficar todo na cor PRETA (DEFINIDO). • • Clique no ícone do comando Selecione a linha do REVOLVE CUT. como sendo o centro da revolução de corte.

A seguir. Para terminar o comando. onde serão controladas as dimensões das configurações do parafuso. 102 . poderá ser selecionada a Feature Revolved Cut. clique em OK. Copiando o fio de rosca no corpo do Parafuso Distância entre as cópias: D1 = # = 1. Nele. no caso da direção estar invertida. podemos alterá-la.modelo. criaremos uma tabela no programa Microsoft Excel. Note que.00mm. Quantidade de cópias: 25 . porém ainda é necessário criar configurações com vários tamanhos e também as variações de roscas. clicando no quadro Reverse Direction 1. No quadro Features to Pattern devemos indicar a Feature que será copiada. O parafuso deverá ficar como na figura a seguir: Criando a Design Table do Parafuso: O modelo foi concluído. a qual desejamos copiar. Um preview permite visualizar como ficará o modelo após a conclusão do comando. ou seja. o comando Temporary Axés. Clique no sinal de “+”. no painel que contém a Feature Manager Design Tree.

todas as dimensões disponíveis no modelo serão disponibilizadas ao mesmo tempo na tela. Vamos então deixar que todas as cotas estejam visíveis o tempo todo.Passos de preparação para criação do DESIGN TABLE: Antes de iniciar o preenchimento da tabela será necessário que as dimensões do modelo sejam exibidas e principalmente que algumas delas sejam vinculadas. juntamente com o modelo. sobre o icone Annotations Selecione a opção Show Feature Dimensions. de forma que as configurações do modelo não entrem em conflito. Seqüência de Criação de DESIGN TABLE: 1.D. Habilite no OPTIONS. Movimente o cursor do mouse até o painel do Feature Manager Clique com o B. Transforme a visualização do modelo em W IREFRAME 2. a opção Show Dimension Names. Nossa missão agora será separá-las a fim de tornar mais fácil sua identificação e subseqüente criação do DESIGN TABLE. Nesse momento. 103 .M. para podermos identificar rapidamente as cotas que serão utilizadas na tabela.

Crie uma vista nomeada para facilitar a localização das cotas e sua organização: Localize o modelo no centro da tela. dialogo. • • Após ser aberta a caixa de Ao final. de forma que seja fácil ver as cotas e principalmente em tamanho pequeno. 3. que indica a criação de uma NAMED VIEW. coloque um nome sugestivo a vista que está sendo criada. • Todas as dimensões do modelo foram exibidas.Para isso. Clique na barra de espaços para habilitar a barra de ferramentas ORIENTATION Dentro da barra de ferramentas. porém somente algumas serão necessárias. 104 . • Selecione as opções conforme indicado na figura a seguir. O quadro de diálogo System Options surgirá na tela.. clique no ícone conforme a figura ao lado.. clique em OK para encerrar. clique no menu: Tools e depois selecione Options.

sem sobreposição entre cotas. Selecione a opção Hide no menu de atalho.M.• 4. após ter sido criada: Exemplo: Clique com o B. conforme a figura abaixo: 6. que você der DUPLO CLIQUE sobre ela. Perceba que sua vista foi adicionada a lista e agora poderá ser acessada sempre Esconda as cotas que não serão utilizadas na criação do DESIGN TABLE. Renomeie as cotas utilizadas no modelo.D. troque o nome da cota D1 pelo nome DIAROSCA.D. para facilitar sua identificação. 105 .M. Organize as cotas de forma a ficarem todas visíveis ao mesmo tempo. Clique em OK para encerrar. Exemplo: Selecione a dimensões de ângulo 360° com o B. Selecione a opção P R O P E R T I E S Dentro da caixa de dialogo. dentro do DESIGN TABLE. conforme a figura a seguir. referente ao diâmetro da rosca. na cota de Ø10mm. 5.

Em nosso caso. 106 . pode ser necessária a criação de vínculos entre estas cotas. que aprenderemos a seguir. utilizaremos o recurso LINK VALUES.00mm. Nessa cota. vamos criar um vinculo entre as dimensões de passo da rosca e a largura do filete para que os dois valores sejam sempre iguais.Proposta de Nomes para Renomear as cotas do PARAFUSO ALLEN: * ficará sobrando a cota de 1. Link Values Em alguns casos onde cotas devem possuir o mesmo valor. que criamos o perfil da rosca. referente a altura do triângulo.

107 .Digite o nome do vínculo no campo Name conforme a figura ao lado. Perceba que agora a cota recebeu um sinal • (cota vinculada). Nota : As figuras referentes ao programa Microsoft Excel apresentadas a seguir podem diferir dos gráficos apresentados. Será então iniciada uma janela do programa Microsoft Excel onde algumas das células já foram preenchidas com referências ao modelo do SOLIDWORKS. Clique no menu Insert e na opção Design Table New. . .M.. .. . Criando o novo Design Table: O primeiro passo é a criação da tabela que contém os valores das medidas para cada configuração de parafuso.Movimente o cursor sobre o valor da cota PITCH e pressione o B. Em seguida vamos criar os vínculos entre os valores das cotas e a tabela.. Note que a célula B2 da tabela foi preenchida com o nome da cota DIAROSCA@Sketch1 e seu valor.Selecione a opção Link V a l u e s .Repita o processo para a seleção da dimensão D1 (altura do perfil da rosca) e selecione o vinculo criado anteriormente. Dê um duplo-clique na cota DIAROSCA@Sketch1. – -Clique em OK para concluir.D.

clique no menu F o r m a t a r e selecione C o l u n a A u t o Ajuste da Seleç ã o. R. clique em qualquer lugar da tela para encerrar. Ainda na tela do Microsoft Excell. LCORPO. 108 . Configurando as cotas no MICROSOFT EXCEL Depois de inseridas todas as cotas na tabela. Cotas da Base Revolve: Cotas do Cut Extrude: Revolved Cut e Linear Pattern: Chanfro e raios : • Após ter inserido todas as cotas. ou digite Ctrl+1 no teclado • O quadro de diálogo Formatar Células surgirá na tela. • Selecione a linha 2 da tabela e clique no menu Formatar ou selecione a opção Células. Tome o cuidado de selecionar as cotas na seguinte ordem: DIAROSCA. Selecione a opção ALINHAMENTO • • digite o valor 90º graus em seguida clique em OK. CH. de forma a facilitar sua leitura. vamos formatar a tabela para que os textos fiquem orientados verticalmente.• • Continue o procedimento dando duplo-clique em todas as cotas do modelo. ANG. SEXT. NFIOS. PITCH. DIACAB. ALTCAB. PROFSEXT.

Vamos agora preencher a tabela com os valores de cada coluna para os seguintes tamanhos de parafusos: M3x8 M4x1 0 M5x16 M5x35 M6x20 M6x40 M8x30 M10x50 Primeiramente. selecione a célula A4 e digite o nome da configuração M3x8. uma para cada célula da coluna “A”. Continue digitando o nome de cada configuração.A tabela deverá ficar como na figura. Agora preencha os valores de cada dimensão conforme a tabela a seguir: 109 .

utilizando os recursos do MICROSOFT Excel. fechar o Excel clicando no ícone fechar. conforme as cotas que foram inseriras na Tabela do Excel. surgirá o quadro indicado ao lado. mas sim preenchidos com formulas relacionadas entre os valores do passo e comprimento do corpo. MICROSOFT Excel para gerar um trabalho apresentável e fácil visualização. etc. Encerrando a criação do DESIGN TABLE. las usando os recursos: recortar e inserir células recortadas. que transformará o modelo atual em um novo modelo. Os dados da planilha pertencem ao arquivo SOLIDWORKS. arquivo assim que terminar a planilha. aumente o numero de casas Não faça uma tabela de apenas uma cor e uma fonte.. valores é reduzido e a agilidade de preenchimento aumenta.OBSERVAÇÕES IMPORTANTES: • Os valores das colunas NFIOS. fechar o programa da planilha. Use os recursos do Caso as colunas não estejam na ordem da tabela acima. • • • • • • Caso os valores estejam sendo arredondados.. que retornará imediatamente para o SOLIDWORKS. portanto salve o decimais. como seguem: Clique OK para fechar o quadro. basta se dar duplo-clique na configuração desejada. CH e R não devem ser digitados manualmente. coluna por coluna. 110 . demonstrando que foram acrescentadas novas configurações ao arquivo. Para acessa-las. Logo após fechar a tabela do E x c e l . Note que no Feature Manager Design Tree foi acrescentada de novos itens. você pode reordenáPreencha a tabela. Depois de inseridas todas as cotas na tabela de EXCEL. pois dessa forma o risco de errar os Quando a tabela for concluída.

Experimente cada uma das configurações do modelo e note suas variações dimensionais. deverá ter o número de fios reduzido. ou seja. 3X o seu diâmetro: Criando as ranhuras na cabeça do Parafuso: A seguir faremos as ranhuras da cabeça do parafuso. de forma a preencher no máximo esta proporção. O parafuso que possuir o comprimento do corpo maior que 3X o seu diâmetro. • Desenhe um triangulo. entre as linhas inclinadas. acrescente a Relation Equal para elas. • • • Acrescente uma Relation Perpendicular Para que as linhas sejam simétricas. 111 . faremos algumas alterações na tabela. Para isso. inicie um novo Sketch na face superior da cabeça do parafuso. Para posicionar as linhas definitivamente. Alterando o MODELO na DESIGN TABLE: A seguir. devemos acrescentar duas Relations.

precisamos inicialmente mostrar o eixo temporário do modelo. feche o Sketch. Vamos agora criar a extrusão que irá remover o material da ranhura. Digite a distancia de Offset com o valor de 1. Rotacione o modelo para visualizar melhor a operação. 112 . Multiplicando as Ranhuras Para criarmos uma cópia da Ranhura criada no comando anterior.• Tangent entre a linha vertical e a aresta externa da cabeça do parafuso • Horizontal entre o canto esquerdo do triângulo e a origem.5mm. Clique no ícone Extruded Cut. Clique no ícone Circular Pattern e selecione o Temporary Axis do modelo para definir o eixo. Após ter definido o Sketch com cotas e relações. Selecione a opção Offset From Surface e clique na face inferior da cabeça do parafuso.

sendo que para criarmos as ranhuras. Nossa equação deverá definir o número de cópias da ranhura na cabeça do Parafuso. multiplicada pelo Circular Pattern. o usuário pode clicar diretamente na face da Feature no modelo. O resultado final será a multiplicação da ranhura em 4 cópias. selecione a Feature que será ângulo de preenchimento (360°) forma assinalada.) não poderemos estabelecer um valor único. ou na Feature Manager Design Tree. conforme a dimensão do modelo que estiver na configuração ativa. sendo que todas elas estarão distribuídas ao redor da cabeça na mesma distância.. o número de ranhuras será alterada. digite o valor 4. Desta forma. aceite o valor do Para o numero de cópias. criaremos uma EQUAÇÃO para que seja adaptado ao modelo. Mantenha a opção Equal Spacing na A seguir. Lembre-se que para selecionar uma Feature. 113 . • Clique em OK para concluir.. Criando EQUATIONS para a ranhura do parafuso. M6.Clique então o icone do • • • • No campo Angle to Fil. M4. Devido a cabeça do parafuso se alterar para o valor correspondente a cada configuração (M3.

Este número será igual ao diâmetro da cabeça. o que é uma boa alternativa oferecida pelo programa. multiplicado pela constante “Pi” ( • ) e dividido pela largura da ranhura. • Se abrirá então o quadro Equations. ou selecioná-las. Para isso basta dar duplo-clique na Feature que contenha a dimensão e em seguida selecionar a dimensão. Vejamos como deverá ser formulada para o Circular Pattern. • Tools. Para abrir o quadro Equations. à cabeça do parafuso. ângulo de preenchimento das cópias (360°) e ao número de repetições (4). • • • Dê um duplo-clique no item Circular Note que aparecem dois valores junto Estes valores correspondem ao Pattern no painel esquerdo da tela. clique no ícone na barra de ferramentas onde deverá ser selecionado a opção: ADD Para escrever a equação será necessário digitar o nome completo de cada variável. Vamos começar então a criar a nossa equação dentro do quadro de EQUATIONS: 114 .

Note que no quadro Equations será mostrada novamente. clique agora no botão REBUILT.• Clique na cota que define o numero de ranhuras do CIRCULAR PATTERN • • • • Insira o valor de igual. diametro da cabeça do parafuso na tecla que define o valor de PI. A equação deverá ficar como segue: "D1@CirPattern" = "DIACAB@Sketch" * pi / "D1@Sketch". Para que o efeito seja efetivado. clicando na Selecione agora a cota que define o nsira o sinal de “*” e depois clique Insira o sinal de “/” e depois clique tecla do quadro de diálogo. Seu modelo não será atualizado com a equação que acabamos de criar. • Clique agora no botão do OK para fechar o quadro de EQUATIONS. na cota que define a largura da ranhura na cabeça do parafuso. • • Clique no botão OK para fechar a caixa de dialogo do EQUATION. 115 . O modelo então será reconstruído e deverá ficar como a figura ao lado. e a equação criada estará acrescentada no final da listagem.

Dê um duplo clique na Feature Extruded Cut 2 . 116 .025 Termine o procedimento clicando em O K . Dê um duplo-clique no corpo do parafuso e selecione a cota de diâmetro da O nome da dimensão será acrescentado no final da equação. Selecione a cota de largura da ranhura. quanto menor for o diâmetro da cabeça. Dessa forma.5% do diâmetro da cabeça. A equação deverá ficar como o exemplo a seguir: "D1@Sketch6" = "DIACAB@Sketch1 "*0. Vamos estabelecer uma proporção entre os dois valores. Feche também o quadro E q u a t i o n s e faça a atualização do modelo clicando no ícone. sendo que a ranhura deverá ser de 2. menor será também o tamanho da ranhura. Posicione o cursor no fim da equação e digite: * 0. Salve o arquivo clicando no ícone S a v e .Criando EQUATIONS para a LARGURA da ranhura Criaremos agora. outra equação estabelecendo uma relação de tamanho entre a largura da ranhura e o diâmetro da cabeça do parafuso. • • • • • • • Clique no ícone Equations na barra de ferramenta TOOLS Escolha a opção ADD EQUATIONS.025 cabeça. Terminamos assim a lição 4 – PARAFUSO ALLEN.

criando configurações conforme as medidas fornecidas na tabela.Exerc. 1: Mancal Horizontal Crie o modelo conforme o desenho abaixo. 117 .

118 .

Exercício 2: Mancal Vertical
Nestes Exercícios de Criação, vamos aplicar os comandos vistos anteriormente. O objetivo é a fixação dos comandos de forma que o usuário possa resolver problemas que possa vir a encontrar em seu dia-a-dia. Crie o modelo conforme a figura abaixo, e em seguida crie o desenho com três vistas ortogonais, sendo uma em corte e mais uma de detalhe.

119

120

Grampo Fixo

Sabe-se que com o SOLIDWORKS existem várias maneiras de se modelar uma peça, Utilizando comandos diferentes desde a criação do plano do S k e t c h inicial. Neste capítulo vamos aprender novos comandos de modelamento sólido para a peça acima, sendo que o principal deles é o comando S w e e p . Faremos também arredondamentos com raios variáveis, e aprenderemos como construir uma rosca de perfil quadrado.

121

o comando S w e e p executa a extrusão de um perfil. o G r a m p o F i x o .O que é o Sweep? Assim como no comando E x t r u d e . porém a extrusão seguirá um caminho composto de linhas e curvas que deste ponto em diante chamaremos de P a t h . 122 . sua estrutura principal deve ser construída com a extrusão de um perfil através de um caminho como mostrado no desenho abaixo. No modelo deste capítulo.

123 . Note que o tipo de Plane foi criado automaticamente. Crie o Sketch a seguir: Criando um plano NORMAL à uma Curva: Agora que já temos o caminho de extrusão (Path). que será o Path para o nosso Sweep. Clique no ícone Plane e selecione: • • A linha vertical maior do Sketch . exatamente no início do Path.º Sketch Básico para o SWEEP: PATH Abra uma nova peça.Criando o 1. Finalize clicando no ícone de confirmação. deveremos criar o perfil da extrusão (Profile). clique o plano Front para iniciar o Sketch . sendo que os falta um detalhe ainda: • • Selecione a opção Set origin on curve. Porém nosso perfil necessita ser desenhado em um plano paralelo ao plano Top. O ponto final da linha vertical maior.

no mínimo. que será o perfil do Modelo. Reproduza a figura ao lado. 124 . dois Sketchs: 1. O resultado fica conforme a figura ao lado. Finalize o comando clicando em OK.º Sketch Básico para o SWEEP: PROFILE Selecione plano criado a pouco e inicie um novo Sketch. Clique o ícone do canto da tela para finalizar o Sketch. 2. Criando o Perfil do Grampo: Para a criação de um SWEEP. PROFILE. assim como o Sketch de PATH. são necessários.Criando o 2. -> o caminho que seguirá o perfil da peça Selecione o ícone Sweep e clique no Profile e depois no Path conforme a figura abaixo: Perceba que o Sketch de PROFILE do modelo deverá ser inserido no local correto. -> o perfil da peça PATH. Salve o arquivo com o nome de Grampo Fixo dentro do diretório USUARIOS.

para aumentar o comprimento do raio. Motivo: Elas simplesmente refletem a geometria de uma entidade já resolvida. • Agora será preciso fazer alguns ajustes nos objetos que sobraram. C Perceba que as arestas foram transformadas em linhas. que foi “atingida” pelo arco e também a parte inferior do arco conforme a figura ao lado. • om o Sketch aberto. JÁ RESOLVIDAS. prolongue o comprimento do arco até a linha que criamos . com o comando EXTEND. Agora deveremos criar algumas Features para acertar o contorno do Sweep criado. Para isso devemos criar um Sketch na face externa da peça e desenhar um recorte conforme a figura a seguir. Alinhe a visualização do plano de Sketch clicando no ícone Normal To.Recortando a lateral do MODELO. 125 . Selecione a face conforme indicado e clique no ícone para abrir um novo Sketch. corte o parte excedente da linha. Usando o comando EXTEND. selecione as três arestas indicadas no figura ao lado. Usando o comando TRIM. • • Clique agora no icone do comando CONVERT ENTITIES. a partir do final da linha superior ate próxima do arco. • Crie uma linha.

M.• • • • Cancele o comando Trim Clique então na linha e no arco. O comando SUPPRESS é habilitado. precisamos que certas operações não surtam efeitos. clicando com o B.D. ou para verificação. (Botão Direito do Mouse). • • • O objetivo é criar um corte Clique em OK para confirmar. 126 . objetos e clique na Relation Tangent. sobre a entidade que desejamos que seja ignorado por certo período. existe o comando SUPPRESS. Uma entidade SUPRIMIDA terá os mesmos efeitos de uma entidade DELETADA. ou deixem de atuar temporariamente para efetuarmos alguma operação. exceto por um detalhe: Esta poderá ser recuperada no momento que desejarmos. Para isso. Salve o arquivo após encerrar. • Clique agora no ícone Extruded Cut e em seguida selecione Through All no quadro Direction 1 do painel esquerdo. Em seguida selecione estes Feche o Sketch pressionando a tecla Esc. passante na lateral do modelo. Comando SUPPRESS / UNSUPPRESS Às vezes.

No quadro Direction2 : Digite o valor 25mm. • • • • Inicie um novo Sketch na face interna do grampo. e arraste para fora do modelo. porém menos econômica na questão da quantidade de Features criadas.E.Criando o Corpo Cilíndrico O próximo passo será a criação de um corpo cilíndrico na extremidade reta da estrutura do grampo. PRIMEIRA FORMA: EXTRUDE A seguir veremos a primeira. para que você possa entender o que acontece com uma entidade após o comando SUPPRESS.M. Solte o botão em seguida. Clique no ícone Circle e posicione o cursor próximo ao meio da aresta superior. No quadro 127 . sendo mais rápida na criação. Clique no ícone Extruded Boss/Base . Clique o B. Direction1 : Digite o valor 5mm. Isto pode ser feito de duas formas diferentes. Uma delas será suprimida. Clique no ícone Dimension e dimensione a cota com o valor 35mm.

O modelo deverá ficar nessa situação. Note que na Feature Manager Design Tree. para encerrar o comando. 128 . Pronto. o corpo Cilíndrico. • Clique com o B. de forma que o modelo não apresente o corpo sólido. Outra forma de se criar o corpo cilíndrico seria por meio de uma Boss-Revolve.D. tanto o Boss-Extrude quanto o Filet1 foram suprimidos. SUPRIMINDO A FORMA CRIADA. Mas antes devemos esconder a extrusão criada a pouco. 7º Passo: Clique no ícone Fillet e selecione as arestas do cilindro.M. onde se deve revolucionar o Sketch ao redor de um eixo.M. Digite o valor 2mm para o raio. em uma de suas faces diretamente no modelo e selecionando a opção Suppress do menu de atalho.6º Passo: Clique no ícone de Confimação. Para esconder uma Feature de um modelo devemos suprimila clicando o B. então na entidade gerada pelo Extrude.D. e selecione a opção SUPPRESS .

• • • • Aplique uma Relation Colinear entre a linha de centro e a aresta do modelo. Clique no ícone Centerline e cria uma linha de centro horizontal passando próximo à aresta superior do modelo. mas utilizou um numero menor de FEATURES .SEGUNDA FORMA: REVOLVE • • • • Selecione o plano Front e inicie um novo Sketch. Esta forma foi mais detalhada. Dimensione a posição do retângulo clicando no ícone Dimension e selecionando a aresta vertical interna do modelo. Clique no Rectangle e desenhe o retângulo acima da linha de centro. Utilize o raio de 2mm. 129 . Clique no ícone Revolved Boss/Base. Faça o arredondamento dos cantos superiores do retângulo com o comando Filet . Aplique as dimensões restantes. porém tocando a linha de centro com seu canto inferior.

Para criar o prisma oposto ao corpo cilíndrico. • Clique em confirmar para concluir. CRIANDO O PLANO: • • Clique no ícone Plane e selecione a face interna do cilindro. também existem duas ou mais possibilidades.Criando o Prisma Oposto ao Corpo Cilíndrico. Torne visíveis os eixos temporários clicando no menu View e selecionando Temporary Axes. Note que não foi preciso selecionar o tipo de plano a ser criado. Rotacione o modelo e selecione o vértice localizado entre o final da aresta inferior e o inicio da aresta curva. porém utilizaremos o método a seguir a fim de explicar mais sobre a criação de planos. Faça o arredondamento dos cantos clicando no ícone Fillet Utilize o raio 2mm. 130 . Clique no ícone e desenhe o retângulo. GERANDO O SKETCH DO PRISMA: • • • • • Clique no ícone Sketch no plano que acaba de ser criado.

• • • Selecione a face posterior e clique no ícone Sketch . Aplique a Relation Horizontal. Pressione a tecla Ctrl e selecione também o eixo do cilindro. e selecione a opção Select Midpoint. rotacione o modelo e note que ainda é preciso completar a nervura atrás do prisma. Direção 1: Dimensão: Seleção: Clique em UP TO SURFACE Não aplicável Clique na face traseira do prisma. 131 . Todo o contorno da face será convertido em linhas para formar o perfil do Sketch. • Selecione o Midpoint da linha horizontal do retângulo juntamente com o eixo do cilindro e aplique a Relation Vertical. • • Dimensione o retângulo. Clique no ícone Extruded Boss Direção 1: Dimensão: BLIND 12mm FECHANDO O PERFIL POSTERIOR DO PRISMA Uma vez pronta a extrusão do prisma. Clique no ícone Extruded Boss/Base. Clique no ícone Convert Entities.• Em seguida selecione a linha vertical com o B.D.M. OK para concluir. acrescentando material.

Vamos aplicar um Fillet de raio variável no contorno externo da nervura. Para tanto. próximo ao corpo cilíndrico. variando o raio entre 2mm e 6mm. • • Selecione o tipo de Fillet clicando em Variable Radius no quadro Fillet Type. basta habilitar uma das opções do comando FILLET.Criando um Raio Variável no MODELO: Comando Variable Radius Fillet Para se criar um raio variável em um modelo. Selecione as arestas restantes. Tenha o cuidado de selecionar somente as arestas de um dos lados da nervura. 132 . Clique em Fillet e selecione uma das arestas. siga as instruções passo-a-passo conforme segue: • • Rotacione o modelo de forma que se possa ver o contorno externo da nervura do grampo.

Portanto. Digite o raio de 1 m m Rotacione o modelo. peças como o Grampo Fixo são obtidas por um processo chamado FUNDIÇÃO. O comando Variable Radius não permite espelhamento. Digite o raio de 2mm Clique novamente no ícone Fillet e selecione o contorno da junção entre o corpo cilíndrico e a estrutura do grampo. Clique em OK para aplicar o Fillet. vamos agora criar os Fillets de acabamento. uma das características da peça é não ter cantos vivos. como segue: • • • Clique no ícone Fillet e selecione as arestas internas da nervura. portanto repita todo o procedimento com as arestas do outro lado do grampo. Digite o raio de 1mm 133 . Rotacione o modelo e selecione a aresta oposta. clique novamente no ícone Fillet e selecione as arestas posteriores do prisma.• • • Especifique os raios clicando nos respectivos Callouts e digitando seu valor conforme a figura a seguir. Dando acabamento ao modelo: Dentro da Indústria. Nesse processo.

• Clique no Tab Configuration Manager.M. Estas configurações apresentarão as seguintes diferenças: • • A FORJADA terá sobre-metal na região do mordente e nenhuma usinagem A USINADA enquanto a usinada terá estrias cruzadas na face do mordente e um furo com uma rosca de perfil quadrado no corpo cilíndrico. onde criamos configurações com o auxílio de uma tabela de medidas. Ao contrário da Lição 4 – Parafuso ALLEN. sem o auxilio do Design Table.D. 134 . • Clique com o Botão Direito (B. e selecione a opção: add configuration OBSERVAÇÃO: Não existe uma peça do SOLIDWORKS que não contenha pelo menos uma configuração. • Note que aparece o nome do arquivo no topo do Browser e. vamos criar as configurações diretamente no Configuration Manager. logo abaixo está a única configuração existente: a Default.) no NOME DO ARQUIVO . logo na parte superior do painel esquerdo da tela. Seu nome será sempre Default. • • Uma para a peça FORJADA Uma para a peça USINADA.Criando Configurações no MODELO: Podemos aproveitar esta oportunidade para criar duas configurações no modelo. Este é o nome padrão para qualquer peça que não tenha sido acrescentada ou alteradas suas configurações.

clicando com o B. um comentário para a nova configuração Digite uma explicação no campo Comment. a nova configuração FORJADA aparece no Configuration Manager.D. 135 . Note que a partir de agora. Surgirá na tela o quadro de diálogo Add Configuration. no nome do arquivo.M. Clique em “ADD Configuration”. Digite o nome FORJADA no campo Configuration Name.Criando a Configuração FORJADA: Vamos então acrescentar a configuração que será chamada de “Fundida”. Clique em OK para fechar o quadro de diálogo. Sua cor amarela indica que está ativada. onde o usuário deverá digitar: o nome da nova configuração. Seguindo os passos da ultima explicação.

Clique então na face indicada da figura a seguir e abra um Sketch para criarmos este sobremetal na peça. clique na face indicada e abra um SKETCH. Aproveitando que a configuração inicial (DEFAULT) não tinha sobremetal. buscando um melhor acabamento na face do prisma e precisão em sua espessura. pressione o Após gerada as linhas ao redor do quadrado.Inserindo SOBREMETAL na Configuração FORJADA Devemos agora criar o sobremetal nesta configuração Forjada para aumentar a profundidade da extrusão do prisma. Este será o material que será retirado na usinagem. no Confirmation Córner. Direção 1: Dimensão: BLIND 2mm NÃO Ãngulo de Saida: Clique em OK para terminar. Vamos agora criar o sobremetal clicando no comando EXTRUDE. 136 . teremos que primeiro ativá-la para só então criar esta nova configuração. Criando a Configuração USINADA: Vamos criar uma nova configuração com o nome USINADA. feche o Sketch. Com a face ainda selecionada.

• • Dê um duplo clique no ícone da configuração DEFAULT para ativá-la. pois será nela que faremos as novas alterações da usinagem do item. Utilizando a mesma profundidade de 2mm. pois teremos criado uma nova feature apenas para retornar a situação anterior. Isso sem falar que nossa intenção de projeto fica comprometida. pois temos agora a necessidade de vincular sempre as duas profundidades do comando EXTRUDE. Outra solução para a Configuraçã o USINADA: • • • • Inicie um novo Sketch na face interna do prisma. Converta o contorno da face clicando no ícone Convert Entities . usando o nome USINADA. Esta não seria uma solução indicada. desta vez. • Manter daqui por diante esta configuração ativada. Repita o procedimento para criação de configurações que foi explicado. Termine o comando clicando em OK. 137 . Acione o comando Extruded Cut para retirar o material.

138 . • • • Acrescente a cota de ângulo com 45º º entre a Centerline e vertical do prisma.5mm de largura e inclinada a 45°. 1.D. porém desta vez diretamente no valor da cota. A Ranhura Inicial Devemos criar uma Extruded Cut com o formato de uma estria como o primeiro passe de uma plaina paralela. criando uma 1. Faça o dimensionamento do comprimento do paralelogramo. • Crie uma Relation Midpoint entre o eixo que passa pelo centro do corpo cilíndrico e a linha de centro do paralelogramo. ranhura com de • • • • Inicie um novo Sketch na face interna do prisma. Digite o valor Dimensione a largura do paralelogramo. cotando a distancia entre a linha menor e a aresta curva do prisma. Também teremos a oportunidade de utilizar um comando novo e mais um pouco de criação de equações. Crie a relação de coincidência entre elas.Criando as Estrias Cruzadas Faremos as estrias cruzadas utilizando alguns comandos vistos anteriormente. Note a aparência do cursor que acusa quando o Midpoint é detectado. Posicione o cursor no ponto médio da linha menor do paralelogramo. Clique no ícone Centerline e gere uma linha de construção para unir os dois lados do paralelogramo pelo seu ponto médio de cada extremidade. nela e depois o Temporary Axis.M.5mm. • Para tanto selecione o MIDPOINT da centerline clicando com o B. Crie um paralelogramo clicando no ícone Paralelogram . Aplique o valor de 3mm .

Clique no ícone Linear Pattern .75mm e em seguida clique no ícone Draft On/Off. Digite o valor 45º para o ângulo de inclinação das paredes do Extruded Cut. No quadro Direction1 digite a profundidade de 0. ou pelo Feature Manager Design Tree.Recortando o rasgo das estrias • • • • Clique no ícone Extruded Cut . Caso a direção seja a oposta. selecione a ranhura clicando em uma de suas faces. Especifique a quantidade de cópias (19) e também a linha horizontal superior do prisma para nossa orientação. Finalize o comando clicando em OK. que será nossa orientação para a geração das copias do modelo. Observe a direção da extrusão que deve ser para o interior do prisma. Multiplicando as Ranhuras • • • Selecione uma aresta horizontal do modelo. 139 . clique no ícone Reverse Direction. no campo Features to Pattern.

M. Sendo assim.• • • • No quadro Direction 1. Conclua o comando clicando em OK.5*(sqr(2)). Digite o mesmo número de cópias utilizado na direção 1. Sabemos que a distância deverá ser igual à largura da ranhura multiplicada pela raiz de 2 .E. Altere a direção das cópias clicando no ícone Reverse Direction.5*(sqr(2)). digite a distância entre cópias. Altere o numero de cópias no campo Number of Instances caso as ranhuras não cubram todo o lado da face do prisma. 140 . no campo Direction2 e em seguida selecione a linha horizontal inferior do Sketch do prisma. Clique o B. digite a equação 1. • • • • E specifique a distância entre cópias digitando a equação 1.

141 . furando o corpo cilindrico pelo comando: Precisamos criar o furo que servirá como base para a nossa rosca quadrada. • Clique no ícone Hole Wizard . Criando a Hélice da ROSCA no Prisma Cilíndrico: Vamos iniciar o criação da rosca. comando sem a face selecionada. as cópias espelhadas também serão alteradas. • Selecione o plano Front. Assim poderemos economizar tempo importante e com a vantagem de que se a ranhura original for alterada. Não ligue o cilíndrico. Finalize o comando clicando no botão OK. pois este passa pelo meio do grampo e servirá como plano de espelhamento. • • • Clique no ícone Selecione as Features que serão espelhadas clicando nos itens ( Cut-Extrude e LPattern) localizadas na lista do Feature Manager Design Tree. • • Selecione a face interna do corpo (IMPORTANTE). Este furo deverá ser aplicado na face do grampo e será passante no corpo cilíndrico. Isso provoca o Sketch3D.Criando as Nervuras Cruzadas Podemos utilizar um comando de espelhamento para construir as ranhuras no sentido contrário.

• Termine o comando clicando em Concluir.• Primeiro iremos especificar o Tipo de furo. • No quadro Hole Specification. o diâmetro de 16. na face interna do corpo cilíndrico. • Mude agora a caixa de dialogo.50mm • No quadro End Condition selecione a opção Up To Next. • Crie a Relation Concentric entre o ponto criado e o contorno da face do corpo cilíndrico. 142 . • Nele especificaremos a posição do furo. clicando no icone POSITIONS . o comando point estará habilitado. • Cancele o comando Sketch Point que estará habilitado. dentro da caixa de dialogo TYPE. • Especifique no campo SIZE . Sempre que entrarmos no ambiente POSITIONS. selecione a opção HOLE (assinalada com um circulo).

0 mm para o quadro Height 4. Clique no ícone Circle e crie um circulo concêntrico ao furo já existente.Criando a Hélice do Perfil da Rosca: A criação da rosca será realizada através do comando CUT-SWEEP. Proceda como segue: • • • • Selecione a face plana do corpo cilíndrico e nele inicie um novo Sketch. Feche o Sketch clicando no canto direito da tela. A primeira etapa para a criação do Cut-Sweep será a criação do Path que será um Helix/Spiral e definirá o comprimento da rosca e o passo. será necessário criarmos os dois Sketches. • • Surgirá o quadro Helix Curve. Dimensione o circulo com o valor de 20mm. Clique o sobre o menu Insert e selecione a opção Helix/Spiral. PATH e PROFILE. Portanto para que este possa ser implementado.0 mm para o quadro Pitch 143 . S elecione a opção Digite: Height and Pitch 35. Dentro no quadro Defined by.

No painel esquerdo surgirá o quadro Plane.• ote que a direção do Helix está para fora do corpo cilíndrico. Criando o Plano NORMAL TO CURVE • • • • Clique no ícone do comando Plane . Criando o Perfil da ROSCA. Certifique-se de que o modo Clockwise está assinalado. Isto foi feito para garantir que o Cut-Sweep remova material de todo o furo. Selecione a curva clicando no modelo ou no ícone da Feature Manager Selecione agora o inicio da curva 144 . Este plano deve ser normal ao sentido da curva criada com o comando Helix/Spiral e também deve estar posicionado no início da curva. o que definirá o sentido horário da rosca. Clique em OK para concluir o comando. Agora devemos cria um plano para desenhar o Sketch de perfil da rosca. N OBSERVAÇÂO: Rotacione o modelo e note que a curva criada é mais longa do que o Comprimento do cilindro. • • Clique no quadrinho Reverse Direction.

• O perfil da rosca deve ser um quadrado com tamanho igual à metade do passo da rosca 145 .• • Assinale a opção Set Origin on Curve Clique em concluir. Criando o PERFIL DA ROSCA Vamos agora criar o perfil da rosca no plano que acaba de ser criado. Este será o plano para criação do perfil da rosca.

Clique no ícone Normal To para alinhar o plano do Sketch à tela Desenhe um retângulo clicando no ícone Dimensione o quadrado com dimensões de 2. 146 . pressionando a tecla Ctrl . Feche o Sketch clicando no ícone do canto da tela ou no ícone Rebuild. entre estes dois elementos. Cortando o PERFIL DA ROSCA HELICOIDAL Finalmente faremos a remoção do material da rosca utilizando Você também pode encontrá-lo no menu INSERT – CUT.00mm. Selecione o plano criado na origem da curva e clique no ícone Sketch . Após ter dimensionado o quadrado.• • • • • • • • O seu diâmetro maior deverá ter 20mm. tanto na largura quanto na altura da QUADRADO criado no Sketch. clique no canto inferior do quadrado e também na curva gerada pelo comando Helix/Spiral Estabeleça a relação de Pierce.

selecionando o Helix1 diretamente no modelo na Feature Manager. Encerramos aqui a Lição 5 – GRAMPO FIXO. 147 . Finalize o comando clicando em confirmar. Utilize o Configuration Manager para exibir as configurações existentes do grampo fixo.Surgirá o quadro Cut-Sweep onde devem ser indicados: • • Profile – Sketch do perfil QUADRADO Path – Feature Curve HELIX/SPIRAL Proceda da Seguinte Forma: • • • Selecione primeiramente o Sketch do Profile clicando diretamente no retângulo Em seguida.

148 .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful