You are on page 1of 1

1. Em 4.

300 foi apresentado a Corte de Newgarth o Caso dos Exploradores da caverna, Processados e Condenados à morte na forca, tudo por que no ano de 4.299 terem adentrado em uma caverna e já distante da parte da entrada ocorreu um desmoronamento de terra, onde assim, todos ficaram presos sem chance de sair. O grupo de socorro se deslocou até a mesma para ajuda-los, nesse fato dez operários vieram a morrer. Com eles não havia mantimentos, com isso não agüentariam se quer uma semana naquele local. Foi assim que um deles, o chamado Whetmore propôs que buscassem alimento na carne de um dos operários que haviam morrido, mas o mesmo Whetmore, após pensar muito deixou te tentar realizar esse plano, e foi contrário a sorte, sendo então morto. Após terem saído da caverna todos recuperados os homens foram acusados do Homicídio de Roger Whetmore. Porém daí em diante foram descobertas muitas formas de pensamentos sobre o fato e a respeito do que ele indagava. Portanto, por fim, após muita humilhação e sofrimento o fato chega ao seu final com a seguinte sentença de condenação do tribunal, exigiu-se que a execução tivesse lugar as 6 horas da manhã de uma sexta feira, que daria no dia 2 de abril do ano de 4.300, nesse ocasião o publico procederia com a maior diligência até que os condenados fossem mortos na forca. Neste caso um primeiro juiz determinou a decisão havendo assim uma sentença pronta, a mesma sofreu apelação, mais de nada adiantou, pois o fim da sentença permaneceu da mesma forma de anteriormente. 2. Keen.J. – Iniciou deixando de lado duas questões, a primeira consiste em se saber a clemência executiva que tinha que ser concedida aos réus, se caso a condenação fosse confirmada. Se fossemos chefe do poder superior, concederíamos um perdão dos mesmo de forma total. A segunda é que desejo deixar de lado, diz respeito a tomar a decisão sobre o que esses homens fizeram foi uma ação justa ou injusta. A única questão que nos mostra para ser tomada uma decisão consiste em saber se os condenados privavam de forma intencional da vida de Roger Whetmore. Pois quem quer que de forma intencional prive a vida de outra pessoa será condenado à morte. Nossa opinião sobre o caso é que se deve continuar a sentença de condenação aos réus do fato. 3. a) No ocorrido dos espeólogos a nossa decisão é de que se deveria fazer os mesmo pagarem pelo que foram condenados, mais não com a morte, pois naquele momento em que se encontravam presos naquela caverna o desespero tomava conta facilmente de qualquer um deles, levando-os assim a agir e pensar em coisa absurdas e sem sentido como foi ocorrido. Mas quem foi mais alheio nessa tal forma desesperada de agir e pensar foi Roger Whetmore que fez tal proposta à aqueles homens e, logo após a sua proposta, o mesmo quis escapar de sua própria decisão. A parte final é muito difícil por que não haveria como confirmar os fatos que ocorrem dentro da caverna, assim, eles poderiam ter saído da mesma e terem dito o que considerariam o correto b) No caso que ocorreu com a menina, na qual a mesma praticou o aborto legal, deveria-se adotar os mesmos métodos, pois a menina teve uma gravidez que não era desejada pela mesma no momento, além de ser ainda uma criança de nove anos de idade, com isso não tem a formação completa do seu corpo, isso dificultaria muito devido ao risco da mesma morrer juntamente com seu filho. E antes a menina vida para poder dar a luz a uma criança quando realmente desejasse ter um filho, do que a mesma morta.