You are on page 1of 9

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA “JÚLIO MESQUITA FILHO” Campus de Bauru

DENSIDADE DE LÍQUIDOS

Laboratório de Química

DAISY YUMI IMAMOTO RA: 910163 GIOVANA SOUZA SIMONETTI RA: 910147 MARIA CECILIA PAVIOTTI RA: 910538 ANA CECÍLIA R. P. FERREIRA RA: 910201 EDUARDO DA SILVA FELIZARDO RA: 910112

Bauru, 2009.

ÍNDICE
INTRODUÇÃO ................................................................................................... RESUMO ............................................................................................................ OBJETIVOS ....................................................................................................... INTRODUÇÃO .................................................................................................. MATERIAIS ....................................................................................................... PROCEDIMENTO ............................................................................................. RESULTADOS E DISCUSSÃO.......................................................................... CONCLUSÃO .................................................................................................... REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS .............................................................

RESUMO
Neste experimento, obtivemos o volume real dos picnômetros pesando-os na balança totalmente vazios e enchendo-se água destilada nestes conseguimos obter a variação da massa encontrada. Assim fizemos com os demais líquidos(etanol, glicerina, e outro liquido desconhecido).

INTRODUÇÃO
Chamamos de densidade ρ (ou massa específica) o quociente entre a massa e volume: m V

ρ=

A densidade tem como unidade de medida g/cm3, mas é mais freqüentemente expressa em g/mL. Ao contrário de grandezas como a massa ou o comprimento, designamos a densidade como grandeza derivada, pois é definida através de outras grandezas. Quando aquecidos os corpos se dilatam. A densidade da substância da qual eles se compõem torna-se, portanto, menor. A densidade é uma grandeza intensiva, isto é, não muda, por exemplo, ao dobrarmos o tamanho do sistema. Ela depende ponto a ponto do material. Caso a amostra seja homogênea, seu valor é o mesmo para todos os pontos do sistema. A densidade é função do tipo de substância, da temperatura e da pressão, principalmente. Visto ser característica de cada substância, a densidade pode ser utilizada para a determinação da pureza de amostras, pois é significativamente alterada pela presença de contaminantes. A densidade de líquidos pode ser determinada por medidas da massa do líquido que ocupa um volume conhecido (método do picnômetro).

OBJETIVO
Avaliar a densidade de substâncias líquidas utilizando aparelhos picnômetros. Calibração de vidrarias volumétricas utilizando a propriedade da densidade da água. Aprimorar a técnica do manuseio de vidrarias volumétricas. Fazer operações utilizando algarismos significativos e expressando grandezas físicas e suas unidades de medida.

METODOLOGIA

MATERIAIS E REAGENTES # Picnômetros de 10 e 25 ml # Álcool Etílico # Água destilada # Bureta de 25 ml # Becker de 250 ml # Erlenmeyer de 250 ml pesou-se os picnômetros limpos e secos, tomando-se alguns cuidados: ∗ não tocar no picnômetro com a mão (usar papel absorvente). ∗ eliminar as bolhas. ∗ lavar bem o picnômetro na troca de líquidos, usando na última etapa da lavagem o líquido da pesagem seguinte. ∗ secar o picnômetro externamente, sem tocar na parte superior. ● carregou-se com água destilada, enxugando o excesso com papel absorvente; ● determinou-se a massa total na balança eletrônica; ● calculou-se o volume dos picnômetros, utilizando valores da densidade da água em função da temperatura (tabela); ● após esta calibração volumétrica, calculou-se cuidadosamente as densidades das amostras líquidas serão estudadas; ● montou-se uma tabela indicando os resultados experimentais (volume, massa e densidade) e o valor da densidade observado na Literatura. Indicar também as diferenças (percentuais) observadas.

RESULTADOS E DISCUSSÕES
Como desejado foi encontrado a densidade para as soluções. Tais resultados ficaram próximos dos já conhecidos, resultando em um bom experimento o qual foi praticado corretamente. Na tabela abaixo mostra a relação entre a densidade encontrada e a densidade já conhecida. TABELA 1 Soluções Densidade teórica ( g/cm³) 0,7894 1,2613 1,049 Picnômetro I Massa (g) 8,62 13,29 11,92 Volume (ml) 11,3 11,3 11,3 Densidade Massa (g/ml) (g) 0,763 1,176 1,050 13,28 20,50 18,40 Picnômetro II Volume (ml) 17,5 17,5 17,5 Densidade (g/ml) 0,758 1,160 1,051

Etanol Glicerina Ácido acético

TABELA 2-COMPARAÇÃO

água Glicerina Alcool etílico Ácido acético

Densidade Densidade Conhecida Encontrada (g/cm³) (g/cm³) 0,937 1 1,176 1,26 0,763 0,789 1,050 1,049

Diferenças percentuais (%) 6,3 7,3 2,6 0,095

CONCLUSÃO

Conclui-se que é possível encontrar facilmente a densidade de cada substancia, porém tendo certos cuidados. Nas medidas, manter a rigorosidade e sempre se manter atento aos erros comuns como na pesagem para o nivelamento da balança a fim de evitar uma medição errada, no caso do volume, a atenção com os picnômetros era extremamente necessária caso alguma substância vazasse, ou então, a medição seria incorreta. Outro cuidado necessário foi no manuseio dos picnômetros que foi feito através de papel para evitar o aumento de peso devido ao suor da mão. A disparidade encontrada em relação a densidade já conhecida se dá por esses erros cometidos e citados acima. Nitidamente as medidas feitas pelo nosso grupo não obtiveram grandes erros se mantendo dentro de uma faixa normal.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA
http://www.ipmet.unesp.br/ glu.fcfrp.usp.br/bpc http://pt.wikipedia.org/wiki/Etanol http://pt.wikipedia.org/wiki/Glicerol http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%81cido_etan%C3%B3ico