You are on page 1of 12

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Faculdade Mineira de Direito

DA INCONSTITUCIONALIDADE NA INCIDÊNCIA DE CONTRIBUIÇÃO SOCIAL-PREVIDENCIÁRIA SOBRE VERBAS TRABALHISTAS DE NATUREZA INDENIZATÓRIA.

ALINE CRISTINA SILVA DINIZ

Projeto de Pesquisa

Belo Horizonte 2012

Belo Horizonte 2012 .ALINE CRISTINA SILVA DINIZ DA INCONSTITUCIONALIDADE NA INCIDÊNCIA DE CONTRIBUIÇÃO SOCIAL-PREVIDENCIÁRIA SOBRE VERBAS TRABALHISTAS DE NATUREZA INDENIZATÓRIA Projeto de Pesquisa Projeto de pesquisa apresentado à disciplina de Metodologia da Pesquisa Jurídica da Faculdade Mineira de Direito da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

..................3.................................... Hipótese ........................................1...............09 4......2.....08 3...................... Objetivos Gerais ..... Justificativa ..............................05 1................2.................................... CRONOGRAMA ................................................................................................................... Problema ...........................................SUMÁRIO 1...... INTRODUÇÃO ................................06 1.................05 1..............3... METODOLOGIA ............................. 12 3 .................... Objetivos ..04 1.........1..............................04 1......................3..........4..................... REFERENCIAL TEÓRICO ....................................................................................................................06 Objetivos Especificos ...............07 2...........................1....................................................1................................................ 11 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ............................. 1....................................

1.212/91. A pesquisa aqui proposta pretende discutir sobre a incidência de impostos referentes à contribuição previdenciária. 8. primeiramente devido a mesma ser ou não considerada um tributo e ser objeto do Direito Tributário e a outra por ter sua incidência em determinadas condutas sido considerada ilegítima.1. auxilio doença . visto que a mesmo é considerado verbas indenizatórias. De acordo com a Lei n.auxilio acidente e ferias. quando o funcionário se encontra afastado da empresa por motivo de licença maternidade. 1. Problema As contribuições previdenciárias a muito tempo vem sendo motivo de discursão no âmbito jurídico . trazendo com isso uma discussão acerca da legalidade ou não desta cobrança. as empresas devem recolher uma alíquota de 20% sobre o total dos rendimentos e ganhos mensais de seus empregados em 4 . INTRODUÇÃO O presente projeto de pesquisa é apresentado à disciplina de Metodologia da Pesquisa Jurídica da Faculdade Mineira de Direito da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Hipótese Analisando o tema exposto (que será melhor verificada durante a pesquisa) e tendo em visto a conceituação do que vem a ser salario.favor do Instituto Nacional do Seguro Social. em seus entendimentos vem posicionado a respeito do que vem a ser a expressão folha de salario e sua diferenciação com remuneração em geral. Diante destas inúmeras discursões. O Supremo Tribunal Federal. pagamentos indenizatórios. 28. uma vez que as mesmas não integram a remuneração nem o salário de contribuição. precária e preliminar. e contribuição previdenciária e sabendo como a incidência da alíquota é aplicada pela Previdência Social. Dessa forma. a contribuição social não incide sobre abonos e verbas indenizatórias. A intensão desta pesquisa é diminuir os custos de impostos para as empresas e com isso diminuir a informalidade no âmbito trabalhista. pelo afastamento por licença maternidade e por afastamento por férias. discutira sobre a legalidade ou não de incidência de contribuições previdenciárias sobre os 15 primeiro dias do afastamento dos empregados por auxilio doença ou auxilio acidente. Entretanto esta própria lei coloca limite com relação ao que seria o salario de contribuição para incidência desta alíquota. a pesquisa fara uma distinção entre salario e pagamento indenizatórios. §9º. a contribuição previdenciária aplicada em pagamentos de 5 . em seu art. Neste sentido a pesquisa indagará (tema-problema): Se a incidência de contribuição previdenciária quando o funcionário esta afastado e devida ou não? 1. percebe-se que à partir de uma observação incompleta.2. para que ocorra a incidência da contribuição previdenciária.

1.3. b) Analisar as Jurisprudências em vigor. auxilio acidente. quando seu funcionário esta afastado. 6 . para suprir a falta do seu empregado afastado ela ainda tem que pagar altos impostos pelo seu afastamento.3. Nestes casos além da empresa ter que colocar um outro funcionário no local . c) Elaborar um gráfico com relação dos custos pagos por algumas empresas devido à incidência deste tributo. seus custos para as empresas. quando os mesmo estão afastados geram um alto custo para as empresas o que faz com cada dia mais trabalhadores fique na informalidade. assim como todas as decisões tomadas pelo Superior Tribunal de Justiça sobre este tema. abordando a ilegitimidade da cobrança.empregados afastados por auxilio doença. Objetivos 1. licença maternidade e férias são indevidos. 1.2 Objetivos Específicos a) Verificar a forma de incidências da contribuição previdenciária.3.1 Objetivo Geral Comprovar que com a incidência das contribuições sociais sobre os salários dos empregados.

é possível evidenciar um estado de insegurança jurídica para as empresas e para os segurados empregados. Verifica se também grande discordância entre os critérios adotados em julgamentos administrativos e judiciais. tem como suporte a Constituição Federal e se da a partir da identificação do aspecto material da hipótese de incidência do tributo. b e c. Analisando as atuais jurisprudência. CF). As contribuições previdenciárias dos empregadores são calculadas tomando por base a folha de salários. A natureza jurídica tributária das contribuições previdenciárias. I. inclusive havendo decisões totalmente diferentes para verbas com a mesma natureza jurídica como por exemplo salário maternidade e o auxílio-doença referente aos quinze primeiros dias de afastamento.d) Se verificada a Hipótese.4. Justificativa Um dos princípios do Direito tributário é o da Legalidade que esta previsto no Artigo 150. 1. 195. 7 . Esta pesquisa vem para estabelecer critérios mais seguros para a delimitação da incidência previdenciária sobre as remunerações dos segurados empregados. propor a eliminação desta incidência sobre os casos de afastamento de empregados. a receita bruta ou faturamento e o lucro (art. a. Este principio traz para o mundo jurídico a segurança de que só será cobrado do contribuinte aquilo que esta previsto em lei. uma vez que cada espécie de pagamento percebido pelos últimos tem a sua incidência previdenciária tratada de forma diferente. instituição ou modificação de tributo quando houver a devida previsão legal para isto. determinando que só haverá cobrança. no âmbito judicial.I da Constituição Federal de 1988.

reflexamente. no Capítulo I do Título IV. Com o advento da Carta Magna de 1988. há. implicando uma inexorável convergência – e. fulminando as dúvidas quanto à sua natureza tributária. tampouco existirá o Estado de Direito. o princípio da legalidade tributário se põe como um relevante balizamento ao Estado-administração no mister tributacional. à luz do texto constitucional hodierno. 2010.(SABBAG.2. Em outro giro. E sobre as contribuições previdenciárias podemos afirmar : A natureza jurídica das contribuições sempre gerou grande divergência na doutrina. a legalidade no fenômeno de tributação. 2010. o legislador constitucional definiu a competência para a instituição das contribuições. Dessa forma. que oscilava entre a adoção da feição tributária e seu repúdio. Assim: No plano conceitual. p. ou melhor: ilegítima. p.REFERENCIAL TEÓRICO Efetivamente. a tributação excessiva corresponde a uma das causas preponderantes para a mitigação do setor produtivo do país imagina-se quando ela se qualifica como inconstitucional. (SABBAG. equivalência – de ambos: se há Estado de Direito. se prevalece o arbítrio estatal. haja vista a imprescindibilidade de o cidadão contribuinte participar na confecção das regras legais relativas à instituição de tributos pelo Estado. O Estado de Direito tem-no como inafastável garantia individual a serviço dos cidadãos.47) 8 . parece inafastável a fisionomia tributária desta exação. 58). O princípio da legalidade no âmbito do direito tributário encontra respaldo no estado democrático de direito. também. que trata do sistema tributário nacional.

haja vista ser ele o mais importante dos princípios aplicáveis à espécie. mais especificamente ao princípio da legalidade. § 3° e 86. 5. cobrar das empresas contribuição social-previdenciária sobre os valores pagos nos 15 (quinze) primeiros dias em que o empregado se encontra beneficiado pelo benefício previdenciário auxílio-doença. o do direito de os contribuintes consentirem pelo voto de seus representantes eleitos na decretação ou majoração de tributos. o da legalidade dos tributos. a fim de compensar o empregado pela situação gravosa em que se encontra. tais verbas não correspondem à contraprestação pelo trabalho desempenhado pelo empregado. Afigura-se praxe perpetrada pelo Instituto Nacional do Seguro Social. § 1°. prende-se a própria razão de ser dos parlamentares. Entretanto. 3. ambos da Lei n.De acordo com BALEIRO (1993) o mais universal dos princípios. As contribuições social-previdenciárias. por constituírem exações tributárias.1 TIPOS DE PESQUISA 9 . bem como sobre: (a) os valores pagos àqueles a título de auxílio-acidente e (b) aviso prévio indenizado. Ao contrário dos impostos. mas (antes de tudo) a verbas de caráter iminente indenizatório.213/91 e artigo 487. METODOLOGIA 3. 8. o surgimento de uma contribuição está vinculado necessariamente à atuação do Estado na área social e econômica. conforme se infere da dicção dos artigos 60.452/43). devem sempre estar de acordo com os princípios constitucionais aplicáveis ao sistema tributário. em cumprimento aos preceitos da política de governo. da Consolidação das Leis do Trabalho Decreto-Lei n.

3. 3.1 Pesquisa Bibliográfica Este estudo formular-se-á através do método jurídico-filosóficas. bem como de sua aplicabilidade no caso de incidência de contribuição previdenciário sobre fato gerador diverso daquele descrito na legislação hodierna.2 ABORDAGEM DA PESQUISA 10 . Será utilizada como meio de abordagem o método de raciocínio dedutivoindutivo.1. 3. teórico cujo conteúdo consistirá em disposições constantes em livros. trazendo a teoria e o fato concreto para a comprovação do tema abordado. a fim de comprovar-se que a incidência de contribuição socialprevidenciária sobre verbas de natureza indenizatória se afigura ilegal/inconstitucional. artigos e jurisprudências que discorram acerca do tema em estudo. o acesso aos dados permitirá: uma análise acerca do princípio da legalidade na seara do Direito Tributário. artigos jurídicos e jurisprudências pertinentes ao tema em estudo.1.2 Pesquisa Descritiva. artigos e jurisprudências. da qual faz parte a bibliográfica em livros. A pesquisa a ser utilizada será a bibliográfica descritiva.A presente pesquisa será elaborada por meio do método exploratório. por intermédio de pesquisas em livros.

3.No projeto será utilizada a abordagem qualitativa. CRONOGRAMA Atividades Pesquisa Bibliográfica Revisão de literatura Reuniões de orientação Redação da monografia Correção da Monografia Defesa JAN x FEV x MAR ABR JUN JUL AGO SET OUT NOV x x x x x x x x x x x x x x x 11 .3 INSTRUMENTO DE COLETA DE DADOS Os dados serão coletados por meio de livros. haja vista que não serão utilizados dados estatísticos e sim. 4. artigos eletrônicos obtidos através da rede mundial de computadores/internet e decisões jurisprudenciais nos sites dos tribunais pátrios. o ambiente natural será a fonte direta para a coleta dos dados.

planalto. Rio de Janeiro: Forense. Acesso e Em 30 Set. institui Plano de Custeio.213. Disponível em: http://www.gov.planalto.br/ccivil_03/decretolei/del5452. 12 . rev. Decreto-Lei n.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ______. 1993. Acesso em: 14 dez. 2012 . Direito tributário brasileiro. de 24 de julho de 1991.htm >. de 24 de julho de 1991. 10 ed.planalto. Lei sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social e dá outras providências.br/ccivil_03/leis/l8213cons. Disponível em: <http://www. Eduardo. BALEEIRO.htm>. 8. Acesso em: 25 Out. 2010. Lei n.gov. Consolidação das Leis do Trabalho. de 1º de maio de 1943. 2012. São Paulo: Saraiva. 8. Lei n.gov. Lei sobre a organização da Seguridade Social. SABBAG. Disponível em: http://www. _____. 5. e atual.212. e dá outras providências. Aliomar.452.htm>. 2 ed. Manual de direito tributário. 2010.br/ccivil_03/Leis/L8212cons. ______.