You are on page 1of 7

BASES TEÓRICAS DAS TÉCNICAS COGNITIVAS

As distorções cognitivas podem ser um fator importante no surgimento dos transtornos psicológicos. As cognições refletem a forma particular do indivíduo fazer avaliações. Elas são desenvolvidas a partir de experiências prévias. ESQUEMAS CRENÇAS PENSAMENTOS AUTOMÁTICOS

BASES TEÓRICAS DAS TÉCNICAS COGNITIVAS A forma como a pessoa. podemos citar: . sistematicamente. constrói suas cognições tende a se cristalizar e repetir-se freqüentemente. tende a se apoiar em mecanismos de processamento de informações. Entre estes mecanismos. que geram formas peculiares de percepção da experiência da pessoa. criando um padrão cognitivo característico. Este. por sua vez.

ignorando as outras informações.BASES TEÓRICAS DAS TÉCNICAS COGNITIVAS A inferência arbitrária: processo de chegar a uma conclusão com base em um conjunto restrito de informações. A hipergeneralização: processo de se chegar a uma regra geral com base em acontecimentos isolados. então esta pessoa não gosta de mim. (ex. .:se alguém discorda da minha opinião.) A abstração seletiva: processo de focalizar um aspecto da situação. (ex.:as mulheres são muito emocionais) A maximização e a minimização: avaliação do significado ou magnitude de um evento.

A responsabilidade excessiva: pressuposição de que existe uma causalidade pessoal para os eventos.BASES TEÓRICAS DAS TÉCNICAS COGNITIVAS A personalização: estabelecimento de uma correlação entre acontecimentos externos e a própria pessoa. então será verdadeiro no presente. sem avaliar outras possibilidades. O pensamento dicotômico: tendência a categorizar as experiências em pólos opostos. . A pressuposição de causalidade temporal: idéia de que se algo foi verdadeiro no passado.

2) Reconhecimentos das relações cognição. 6) Nova testagem em termos da realidade objetiva. 5) Substituição de pensamentos distorcidos por outros mais adaptativos e realistas. afeto. 7) Avaliação .A REESTRUTURAÇÃO COGNITIVA Passos: 1) Monitoramento e Identificação dos Pensamentos automáticos. comportamento e estados fisiológicos 3) Testagem da validade dos pensamentos (em termos cognitivos e da realidade objetiva) 4) Formulação de pensamentos menos distorcidos.

esforço em direção à busca de soluções. 5) Prática da solução e verificação: auto-observação. auto-reforçamento.RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS A habilidade para solucionar problemas envolve os seguintes passos: 1) Orientação para o problema: sensibilidade. . 2) Definição do problema: busca de informação. reação emocional e motivacional ao problema. 3) Levantamento de alternativas: princípio da quantidade. adiamento do julgamento. estabelecimento de objetivos. atribuição de causas do problema. generalização. preparação para a solução. 4) Tomada de decisão: antecipação dos resultados da solução. percepção de controle sobre o problema. organização da informação para a compreensão. expectativas gerais sobre os problemas da vida e sobre a própria capacidade geral de solucionar problemas. auto-avaliação do bem-estar emocional e da razão custo/benefício. princípio da variedade.

Maximizar as habilidades futuras de enfrentamento de situações problemáticas. Aumentar a eficácia das tentativas de solução de problemas.RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS Objetivos do treinamento em solução de problemas: Ajudar os indivíduos a identificar as situações estressantes da vida. .