TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO PROCESSO TC Nº 02652/12

Objeto: Câmara Municipal de Poço de José de Moura Relator: Cons. Arnóbio Alves Viana Gestor responsável: Marcos Antônio Alves de Oliveira PRESTAÇÃO DE CONTAS ANUAL DO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE POÇO DE JOSÉ DE MOURA, EXERCÍCIO DE 2.011. JULGA-SE REGULAR. ATENDIMENTO INTEGRAL À LRF.

ACÓRDÃO APL-TC- 00213/2.013 RELATÓRIO: O processo TC Nº 02652/12 trata da Prestação de Contas Anual do Presidente da Câmara Municipal de Poço de José de Moura, relativa ao exercício financeiro de 2.011, Sr. Marcos Antônio Alves de Oliveira. A Divisão de Auditoria da Gestão Municipal – DIAGM III, deste Tribunal, após realizar diligência in loco e examinar a documentação que instrui o presente processo, elaborou relatório (fls. 25/35), evidenciando que: a Prestação de Contas foi encaminhada em conformidade com a Resolução RNTC-03/10; as transferências recebidas e a despesa orçamentária apresentaram igual valor; os gastos do Poder Legislativo equivaleram a 7,00% da receita tributária inclusive transferências realizadas no exercício anterior, cumprindo o que dispõe o art. 29-A, da CF; as despesas atingiram com Pessoal da Câmara (2,50% da RCL) e com Folha de Pagamento do Legislativo (64,74% das transferências recebidas), atendendo aos limites legal e constitucionalmente estabelecidos; a remuneração de cada Vereador observou o limite fixado na Lei nº 204/2008 e correspondeu a 15,75% (em janeiro) e a 9,73% (de fevereiro a dezembro) do percebido pelo Deputado Estadual; a do Presidente da Câmara equivaleu a 20,99% (em janeiro) e a 19,26% (de fevereiro a dezembro) da percebida pelo Presidente da Assembléia Legislativa; considera-se, entretanto, irrisório o valor a maior (R$ 184,42) recebido pelo Presidente da Câmara; o total de subsídios dos Vereadores atingiu 3,44% da receita efetivamente arrecadada, dentro portanto dos limites estabelecidos no art. 29, incisos VI e VII, CF;
AFR

1

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO PROCESSO TC Nº 02652/12 os Relatórios de Gestão Fiscal foram enviados dentro do prazo, devidamente publicados e contendo todos os demonstrativos; Tendo em vista que a Auditoria não apontou irregularidades quanto à gestão e conclui pelo atendimento integral aos preceitos da LRF, não houve citação do gestor, nem envio dos autos ao Ministério Público Especial para parecer escrito. É o relatório. VOTO DO RELATOR: Em consonância com o exposto no presente relatório, voto pela regularidade da presente Prestação de Contas, considerando integralmente atendidas as disposições contidas na Lei de Responsabilidade Fiscal.

DECISÃO DO TRIBUNAL PLENO: Vistos, relatados e discutidos os autos do Processo TC Nº 02652/12 e CONSIDERANDO o exposto no Relatório e Voto do Relator, o pronunciamento da Auditoria, o parecer oral do MPE e o mais que dos autos consta, ACORDAM os membros do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba-TCE/PB, à unanimidade de votos, em sessão plenária realizada nesta data, julgar regular a Prestação de Contas do Presidente da Câmara Municipal de Poço de José de Moura, relativa ao exercício de 2.011, sr. Marcos Antônio Alves de Oliveira, considerando integralmente atendidas as disposições contidas na Lei de Responsabilidade Fiscal.
Publique-se, notifique-se e cumpra-se. TCE-Plenário Ministro João Agripino, 13 de março de 2.013

2

Em 13 de Março de 2013

Cons. Fábio Túlio Filgueiras Nogueira PRESIDENTE

Cons. Arnóbio Alves Viana RELATOR

Isabella Barbosa Marinho Falcão PROCURADOR(A) GERAL