PE

Ciência e Tecnologia em Alimentos

Equipe PET Alimentos
Danielle Cunha de S. P. – 5° período Lazaro de Oliveira P.– 7° período Jéssyca – 5° período Cinthia Marota - 5° período Vinícios – 3° período Tutor Prof. Maurílio Lopes Martins

Exigência

Carga Horária Total

O curso
Curso: Ciência Alimentos; e Tecnologia de

Disciplinas obrigatórias Disciplinas optativas (mínimo) Estágio supervisionado Trabalho de conclusão de curso Atividades complementares Total

2.203

400 400 100 100 3.203

Título: Bacharel em Ciência e Tecnologia de Alimentos ou Cientista de Alimentos;

Coordenadora: Aurélia Oliveira Martins.

Dornelas

de

Tempo de integralização

Mínimo: 3,5 anos Médio: 04 anos Máximo: 08 anos

Objetivos do curso: Objetivo geral: oferecer ao mercado de trabalho um profissional dotado de conhecimentos técnico-científicos  Obtenção.  Beneficiamento. Objetivos Click toespecíficos: add text Conhecimentos científicos e tecnológicos. Contribuir para a formação humana. Eventos e projetos de extensão. Trabalho em equipe. política e cultural. . ética. Capacidade de liderança. Criatividade.  Transformação.

Matriz curricular 1º PERÍODO Código BIO 150 Biologia Celular Disciplina CH 49 Pré-requisito - ENG 150 Desenho Técnico MAT 163 Fundamentos de Cálculo DCC 150 Informática Básica TAL 150 LET 153 Introdução à Ciência e Tecnologia de Alimentos Produção de Textos Técnico-Científicos 33 33 33 33 33 - QUI 156 QUI 157 QUI 158 QUI 159 Química Geral Práticas de Química Geral Química Orgânica Práticas de Química Orgânica Sub Total 33 33 33 33 346 - .

Matriz curricular 2º PERÍODO Código QUI 160 QUI 161 MAT 192 FIS 153 MAT 157 TAL 152 QUI 162 QUI 163 Disciplina Bioquímica Geral Práticas de Bioquímica Geral Cálculo Diferencial e Integral I Física I Estatística e Probabilidade Metodologia Científica Química Analítica Práticas de Química Analítica Sub Total CH 49 33 66 66 66 33 33 33 379 Pré-requisito QUI 158 QUI 158 e QUI 159 MAT 163 LET 153 QUI 156 QUI 156 e QUI 157 .

Matriz curricular 3º PERÍODO Código BIO 153 MAT 159 FIS 154 BIO 167 TAL 162 TAL 157 Biotecnologia Estatística Experimental Física II Microbiologia Geral Princípios de Conservação de Alimentos Química de Alimentos Disciplina CH 66 33 49 66 66 49 49 Pré-requisito QUI 160 MAT 157 FIS 153 e MAT 192 BIO 150 e QUI 160 BIO 167* QUI 160 ADM 125 Economia e Gestão do Agronegócio Sub Total 378 .

Matriz curricular 4º PERÍODO Código Disciplina CH Pré-requisito TAL 149 TAL 166 TAL 254 TAL 165 TAL 167 Operações Unitárias na Indústria de Alimentos Análise de Alimentos Gerenciamento Ambiental na Indústria de Alimentos Higiene na Indústria de Alimentos Microscopia de Alimentos 49 66 33 49 33 FIS 154 QUI 162 BIO 167 BIO 167 - TAL 168 TAL 278 Nutrição e Metabolismo Processamento de Leite de Consumo QUI 160 82 QUI 160 TAL 149* e TAL 157/TAL158 Sub Total 345 .

Matriz curricular 5º PERÍODO Código TAL 160 TAL 252 TAL 250 TAL 154 TAL 279 Disciplina Análise Sensorial Ciência da Carne Gestão da Qualidade na Indústria de Alimentos Microbiologia de Alimentos Ciência e Tecnologia de Queijos I Sub Total CH 49 49 49 82 82 311 Pré-requisito MAT 159 TAL 157 TAL 165 BIO 167 TAL 278 .

Matriz curricular 6º PERÍODO Código TAL 257 Disciplina Desenvolvimento de Novos Produtos CH 49 Pré-requisito TAL 152 (6ºP) TAL 281 TAL 259 TAL 256 EDU 167 Embalagem de Alimentos Processamento de Produtos Cárneos Processamento de Frutas e Hortaliças Psicologia Organizacional Sub Total 66 66 66 33 280 TAL 157/TAL 158 TAL 252 TAL 157 - .

Matriz curricular 7º PERÍODO Código TAL 260 TAL 262 Disciplina Tecnologia de Massas e Panificação Toxicologia de Alimentos Sub Total CH 49 33 Optativas Variável Pré-requisito TAL 157 QUI 160 Optativas Optativas Optativas .

Matriz curricular 8º PERÍODO Código TAL 255 TAL 263 Disciplina Legislação de Alimentos Projetos Agroindustriais Optativas Sub Total Variável CH 33 49 Pré-requisito TAL 168 ADM 125 (6ºP) Código Disciplina Optativa (Mínimo 400h) CH Pré-requisito .

 Queijos.  Doce de leite. .Unidades de processamento Leite e derivados:  Iogurte. Responsável: Tereza Cristina.  Manteiga.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Unidades de processamento Carnes e derivados:  Defumados. .  Lingüiças. Responsável: Ronald Grossi.  Toicinho.

.

.

.

.

.

.

.

.

Polpas. . Compotas. Responsável: Joaquim Mário Neiva Lamas.Unidades de processamento Frutas e vegetais:     Doces. Sucos.

.

.

.

Análises. Monitorias.Laboratórios Utilização:      Aulas praticas. . Responsável: Rosélio e Jhonatan. Iniciação cientifica. TCC.

.

.

.

.

.

.

.

.

 1.  Sala de Coordenação do Departamento.Novas construções Laboratório de Alimentos :  Análise de Alimentos.  e Almoxarifados para dar suporte aos laboratórios.  Fortalecer e consolidar as atividades de pesquisa.200 metros quadrados de construção.  14 modernos laboratórios multi e interdisciplinares. .  Análise Sensorial. Instituto de Pesquisa e Ciências Aplicadas (IPCA).  Microbiologia.

.

.

. a atualização técnico-  Discutir sobre as novas tecnologias. Promover a troca de informações.  Promover a difusão das experiências adquiridas.Fórum de Alimentos e Laticínios Objetivos:  Promover científica.

dentro da área de atuação de Tecnologia de Alimentos. É gerenciada exclusivamente por alunos de graduação do curso de Ciência e Tecnologia em Alimentos do IF-SEMG Campus Rio Pomba. é uma associação civil sem fins lucrativos que presta serviços e desenvolve projetos para empresas. . entidades e para sociedade em geral.Empresa Junior A Empresa Júnior Logus Alimentos. É orientada por professores e profissionais especializados da Instituição.

Estrutura da empresa
 Presidente ( Danielle)  Vice-Presidente (Jessyca)  Secretário I ( Ana Carolina)  Secretário II (Raquel)  Diretor de Projetos (Ana Silvia)  Membro de Projetos (Mateus)  Diretor de Recursos Humanos (Arrielle)  Diretor de Finanças (Daiana)  Diretor de Marketing (Tamires)

Visão
 Captar e transmitir conhecimento;  Contribuir para a formação profissional, social e empreendedora dos alunos do CTA , inserindo-os no mercado. Através de:  Prestação de serviços de excelência;  Responsabilidade;  Ética.

Missão
Prestar serviços de alta qualidade;  Oferecer soluções personalizadas; inovadoras e totalmente sigilosas;

 Oferecer custos mínimos;
 Oferecer o apoio de professores e profissionais especializados na área que auxiliam e acompanham os projetos.

 Métodos de conservação.  Projetos de layout. .  Cursos e eventos englobando temas diversos da área.  Boas práticas de fabricação e manipulação de alimentos.  Desenvolvimento de novos processos e produtos.  Estudo de legislação e higiene.  Tratamento de resíduos.Áreas de atuação  Análises físico-químicas e sensoriais.  Treinamento pessoal.

Eventos .

cultural e científica. .Centro acadêmico Esta organização trata-se de uma associação civil. de caráter social. Objetivos:  Melhorar o ensino do curso Superior CTA.  Participar dos eventos regionais e nacionais. sem fins econômicos. referente aos temas ligados às atividades estudantis universitárias. livre. Campus Rio Pomba os interesses dos alunos.  Apresentar e defender junto a administração do IF Sudeste MG.

Centro acadêmico Busca constante de melhorias no Campus Relacionando a alimentação. “Projeto CACTA pela vida” Doação de sangue . estrutura física. Promover a aproximação e a solidariedade entre os membros dos corpos discente. docente e administrativo do IF – Campus Rio Pomba. criação de praças de alimentação dentre outras. Realização de cursos extracurriculares.

Raquel  Diretora de Esporte . Grossi  Segunda Secretária .Ronaldo Diretor de Imprensa .Raquel F.Vinícius  Diretor Social .Mônica S.Cristiane  Primeira Tesoureira . de Carvalho  Primeira Secretária .Daiane  Segundo Tesoureiro . Moreira Chapa vermelha .Felipe G.Crisley de souza  Vice-Presidente .Estrutura  Presidente . G.

TCC O TCC (Trabalho de Conclusão de Curso).  Uma grande dúvida deve ser o início de um trabalho acadêmico. bem como a monografia tem como uma de suas especificidades demonstrar. através do estudo científico. Escolhe do tema: Assunto com o qual possua afinidade. o conteúdo do que foi assimilado durante o período de graduação do aluno. .  Forma de efetuar uma avaliação final dos graduandos.  Que atenda a seus propósitos acadêmicos e profissionais.

Iniciação científica A iniciação científica é uma modalidade de pesquisa acadêmica desenvolvida por alunos de graduação. o Pibic) e as agências estaduais de fomento à pesquisa. como a FAPESP. a FAPERJ ou a FAPEMIG. ligado ou não a um laboratório de pesquisa da faculdade na qual o aluno estuda ou a algum centro de pesquisa financiador. através de seu Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica.  CNPq (em nível federal. . Os alunos acompanhados por um professor orientador.

Silva Aproveitamento do resíduo sólido obtido na produção de extrato aquoso de soja no município de Rio Pomba/MG para elaboração de produto de panificação. Avaliação da viabilidade de bactéria probiótica. PIBIC/CNPq Maurílio Lopes Martins Bruno Ricardo de C. Qualidade físico-química. microbiológica PIBITI/CNPq Vanessa e sensorial de bebidas lácteas probióticas Riani elaboradas à base de extrato Olmi hidrossolúvel de soja e soro de leite. Leite Jr.Iniciação Cientifica Isolamento e caracterização de Escherichia coli produtoras de toxina shiga-STEC em Rio Pomba e cidades circunvizinhas. Patrícia Martins de Oliveira Renan Luís Emídio de Castro Ana Sílvia Boroni PIBITI/CNPq Maurílio Lopes Martins Qualidade físico-química. microbiológica PIBITI/CNPq Maurício e sensorial de bebidas lácteas probióticas H. elaboradas à base de extrato Louzada hidrossolúvel de soja e soro de leite. PIBITI/CNPq Isabela Campelo de Queiroz Arielle Fontes Barbosa . biopreservação e segurança alimentar de melão minimamente processado.

Alunos no mercado de trabalho  Nívia Maria Teixeira – Laticínios em Guiricema  Karine de Almeida Marques – Laticínios em São João Del Rei  Camila de Cássia Pires Diogo – GTA  ETC… .

Alunos na pos graduação  UENF Francemir Lopes – Mestrando em Produção Vegetal UNICAMP Diana Clara Nunes – Mestranda em Tecnologia de Alimentos Miguel Meirelles de Oliveira .Mestrando em Ciência e Tecnologia de Alimentos .Mestrando em Tecnologia de Alimentos UFLA Aline Pereira Martins – Mestranda em Ciência dos Alimentos Andressa Gaione Mendes .Mestranda em Ciência dos Alimentos UFV Welliton Fagner da Cruz – Mestrando em Ciência e Tecnologia de Alimentos Alan Franco Barbosa .

Professores do curso  André Narvaes da Rocha Campos  Aurélia Dornelas de Oliveira Martins  Cleuber Antônio de Sá Silva  Dênis Emanuel da Costa Vargas  Eliane Mauricio Furtado Martins  Fabiana de Oliveira Martins  Flávio Augusto de Freitas  Gisele Inocêncio Pereira Moreira  Isabela Campelo de Queiroz José Manoel Martins  Maurício Henriques Louzada Silva  Maurílio Lopes Martins  Onofre Barroca de Almeida Neto  Paula Reis de Miranda  Roberta Vecchi Prates  Roberto Alves Dutra  Rodrigo Pitanga Guedes  Roselir Ribeiro da Silva  Ruy Batista Santiago Neto .

:(32)91307278 .csp@gmail.PE Obrigada! Danielle Cunha de Souza Pereira Dany.com Cel.