You are on page 1of 3

Roma Antiga

Formação – Roma foi o último grande império do mundo antigo. Com exércitos poderosos dominou terras que pertenciam a vários povos, dentre eles gregos, egípcios, mesopotâmicos, persas e muitos outros. Os antepassados dos romanos eram povos agricultores que habitavam a Europa central. Organizados em diferentes tribos (latinos, sabinos, ilírios, volscos, samnitas, etc.). Por volta do ano 1000 a.C., esse povo emigrou para a península itálica, ocupando sua parte centro-norte. A tribo dos latinos instalou-se na margem sul do rio Tibre, na planície à qual deram o nome de Lácio. Nas proximidades do Lácio viviam os etruscos. Segundo alguns historiadores, Roma foi fundada pelos etruscos para servir de entreposto comercial. De uma pequena fortaleza, Roma acabou se transformando no centro de um vasto império. Dividirei essa história em três momentos: Monarquia, República e Império. Para que vocês possam entender melhor a história de Roma Antiga é preciso entender que o povo de Roma era dividido entre patrícios, plebeus e escravos. Período monárquico (753-509, século VIII – VI a.C.) – nos seus primórdios Roma era governada por reis e quando um rei morria, a elite se reunia para eleger um sucessor, isso quer dizer que em Roma o poder sempre esteve nas mãos da elite, e essas pessoas eram os patrícios, os patrícios eram os cidadãos que pertenciam às famílias mais antigas das cidades, um grupo de patrícios geralmente os mais sábios e experientes formaram um conselho que limitavam o poder supremo do rei, esse conselho era conhecido como Senado, O senado romano foi ganhando poder e prestigio até que em 510 a.C., um rei particularmente mal foi deposto e o senado proclamou que Roma nunca mais teria um rei. Os etruscos dominou esse período por um bom tempo e até dizem que esse último rei por tomar medidas a favor dos plebeus causou um descontentamento nos patrícios o que faz sentido, mas a verdade é que pouco se sabe a respeito desse período. Período republicano (509 a.C.) – A partir daí diziam que Roma seria governada pelo povo e esse foi o inicio da República romana. A primeira República da história, a república de Roma funcionava bem, mas às vezes havia problemas, os patrícios que por sua vez tinham muito dinheiro, terras e poder muitas vezes entravam em choque com os plebeus, geralmente mais numerosos e mais pobres, ou seja, todos que não eram patrícios, os plebeus começaram a clamar por melhores condições, mais alimentos e novas terras e assim o senado decidiu que se Roma estava crescendo seria necessário obter mais riquezas e mais terras, por isso formaram um exercito forte para expandir

econômicas. o de eleger seus próprios representantes.C. As sucessivas conquistas militares provocaram grandes transformações sociais. Então um general muito bem sucedido se destacou entre os demais. possuíam as atiradeiras. para maior concentração de terras nas mãos dos patrícios. Otávio Augusto conhecido como Augusto e deu fim a cem anos de guerras civis e deu a Roma uma época de paz.C. diante disso os pequenos proprietários. diversos generais romanos sucederam-se no poder até a implantação definitiva do império.seu território. Colaboraram para essa transição o enfraquecimento das instituições republicanas e o fortalecimento de líderes militares. elas colaboraram. Assim. chamados tribunos da plebe que tinham o poder de vetar as decisões do Senado que fossem prejudiciais aos interesses dos plebeus. não estariam no comando. Júlio César deu início a época mais gloriosa de Roma. entre eles. Júlio César estava para ser o grande governante de Roma. os romanos nunca se conformaram com o território que possuíam sempre queriam mais e mais e isso só foi alcançado graças ao exercito mais poderoso do mundo. e baixo império. diversos conflitos sociais e disputas políticas agitaram Roma. nos primeiros anos o Império Romano conquistou uma quantidade enorme de terras. durante o domínio de Cláudio e Trajano foi o período de maior extensão do império.C. mas os senadores não gostaram nada dessa ideia porque..C. provocando o fim da república e o início o império. políticas e culturais em Roma. por exemplo. sem condições de competir com a produção dos latifúndios. . que recebiam parcelas dos territórios conquistados. e formaram a famosa posição tartaruga que os protegia com escudo por todos os lados como um casco de tartaruga impenetrável. existia em Roma um grande número de pessoas sem meios para garantir o próprio sustento. período em que Roma alcançou grande esplendor (estende-se até o século III d. muito de suas estratégias foram baseadas em Alexandre O Grande o conquistador da Macedônia. – 476 d. como Roma crescia e se expandia tornava-se mais difícil de ser dominada e foi nesse período que os plebeus depois de vários anos em conflito com os patrícios alcançaram alguns direitos. capazes de disparar grandes lanças de madeiras e também as catapultas que arremessavam grandes pedras e bolas de fogo. E esse período imperial costuma ser dividido em dois momentos: o alto império. que ganhavam popularidade com as vitórias nas guerras de conquistas. então conspiraram contra ele e o assassinou e o seu filho se tornou o primeiro imperador de Roma. Período imperial ou O Império Romano (27 a. foram forçados a migrar para as cidades em busca de trabalho e melhores condições de vida começa então o êxodo rural de tal forma que no século I a.. Júlio César que ganhara muitas batalhas o que lhe deu prestigio e honra e os seus feitos o tornaram um dos personagens mais famosos da história.) foi nesse tempo que saira o famoso ditado: “todos os caminhos levam a Roma”.) – entre 133 e 27 a. prosperidade e grandeza imperial.C.

as famosas batalhas entre gladiadores que eram prisioneiros de guerras ou infratores que haviam se tornado escravos. o império que tinha sido dividido. com o passar dos séculos esses povos se cansaram de estar sobre o domínio romano. que contribuíram para pôr fim ao grande império (uma das principais crises diz respeito à produção agrícola).C. (Roma tinha conquistado muitas terras e riquezas. foi ai que surgiu o coliseu. mas mesmo assim os patrícios e plebeus viviam em conflitos. À medida que o Império se expandia muitos povos iam sendo conquistado e incorporados.C. . a parte ocidental caiu nas mãos dos povos germânicos e a outra parte se manteve ainda um longo período até 1453 (que foi o Império Bizantino) quando foi tomado pelos turcos. finalmente manter o império se tornou insustentável em 476 d.) – essa fase foi marcada por crises em diferentes setores da via romana. mas ao invés de facilitar as coisas essa divisão causou muitas guerras civis e uma série de imperadores que não conseguiam mais manter o equilíbrio. Após séculos de perseguições e mortes o cristianismo acabou se tornando a principal religião do império. A família era o núcleo desse império. foi preciso dividir o Império Romano em duas partes. ao final do século III d. as corridas. a lei era algo muito sério em Roma quem a violasse poderia perder todos os seus bens ou a vida) O Fim do Império Romano (século III ao IV d. dessa forma tinham que arrumar uma forma de entreter o povo e aliviar a situação em que se encontravam a população menos favorecidas.C. E temos que destacar que durante o Império. na Palestina em Nazaré nasceu Jesus que era muito bom e pregava que com amor era possível alcançar a salvação no reino de Deus e pouco a pouco essas ideias foram recebendo apoio e então os romanos viram em Jesus um poderoso inimigo.fase marcada por crises que conduziram à desagregação do Império Romano (do século III ao século V). por isso ele foi preso e crucificado.