You are on page 1of 3

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

PODER JUDICIÁRIO
TRIBUNAL DE JUSTIÇA

LAAR Nº 70015563364 2006/CÍVEL ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. ATO INFRACIONAL. DANO (CP, ART. 163). AUTORIA E MATERIALIDADE COMPROVADAS. SENTENÇA QUE FIXOU MEDIDA SOCIOEDUCATIVA DE ADVERTÊNCIA. NECESSIDADE DE READEQUAÇÃO DA MEDIDA, INFRATOR REINCIDENTE. ATO INFRACIONAL COM REFLEXOS PATRIMONIAIS. OBRIGAÇÃO DE REPARAR O PREJUÍZO CAUSADO À VÍTIMA. ALTERAÇÃO QUE SE PÕE COMO ADEQUADA. EXEGESE DOS ARTS. 112, II, E 116, DO ECA. APELAÇÃO PROVIDA.

APELAÇÃO CÍVEL Nº 70015563364 M.P. .. A.L.P.N. ..

OITAVA CÂMARA CÍVEL COMARCA DE SANTA VITÓRIA DO PALMAR APELANTE APELADO

ACÓRDÃO
Vistos, relatados e discutidos os autos. Acordam os Desembargadores integrantes da Oitava Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado, à unanimidade, em dar provimento à apelação. Custas na forma da lei. Participaram do julgamento, além do signatário (Presidente), os eminentes Senhores DES. CLAUDIR FIDÉLIS FACCENDA E DES. JOSÉ ATAÍDES SIQUEIRA TRINDADE. Porto Alegre, 17 de agosto de 2006.
DES. LUIZ ARI AZAMBUJA RAMOS, Presidente e Relator.

1

II. Apresentadas as contra-razões. em consonância com os artigos 112. e 116. frisando a necessidade de que seja imputada a obrigação de reparar o dano. sobem os autos a este Tribunal. ambos do ECA. LUIZ ARI AZAMBUJA RAMOS (PRESIDENTE E RELATOR) Eminentes colegas. 2 . restando comprovada a destruição de três vidraças da residência da vítima. Segundo se infere dos autos. 163. o Ministério Público pugna pela reforma do decisum apenas no que diz com a medida corretiva imputada ao adolescente. cuja substituição almeja em razão dos reflexos patrimoniais decorrentes da conduta perpetrada pelo adolescente.ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA LAAR Nº 70015563364 2006/CÍVEL RELATÓRIO DES. 163 do CP. N. de sentença que julgou procedente a representação promovida contra o menor ANDRÉ L. LUIZ ARI AZAMBUJA RAMOS (PRESIDENTE E RELATOR) Trata-se de recurso de apelação interposto pelo MINISTÉRIO PÚBLICO. É o relatório. Em suas razões recursais. do Código Penal. caput. a Dra. o apelado causou dano significativo à propriedade alheia. VOTO DES. P. Nesta instância. A inconformidade recursal deduzida pelo Ministério Público cinge-se à medida corretiva aplicada em razão do cometimento de infração tipificada no art. reformando-se a sentença no tocante à medida socioeducativa aplicada. para o fim de lhe aplicar medida socioeducativa de advertência. por infração ao disposto no art.. Pede o provimento do recurso ao efeito colimado. Procuradora de Justiça lança parecer pelo conhecimento e provimento da apelação.

a hipótese é de aplicação da medida socioeducativa de obrigação de reparar o dano. JOSÉ ATAÍDES SIQUEIRA TRINDADE . mas também pelo fato de o menor estar sendo acusado da prática de estupro. No caso. e 116. Portanto. Ante o exposto. como também conclui o parecer ministerial. encontrandose atualmente recolhido na CASE. DES.De acordo. DES. com reflexos patrimoniais. no sentido de compelir o menor a reparar o prejuízo causado.Presidente . com o objetivo de alcançar o efeito pedagógico almejado. inclusive. dou provimento à apelação. UNÂNIME. a medida de advertência se exibe inócua não apenas em razão da natureza do ato praticado. autorizada pelos artigos 112. LUIZ ARI AZAMBUJA RAMOS . II. já tendo respondido a vários outros procedimentos. afastando. a idéia de impunidade.Apelação Cível nº 70015563364.ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA LAAR Nº 70015563364 2006/CÍVEL Assim.De acordo. tenho que razão assiste ao apelante ao postular uma providência mais enérgica. DES. a grande maioria por furto. Comarca de Santa Vitória do Palmar: "DERAM PROVIMENTO À APELAÇÃO. CLAUDIR FIDÉLIS FACCENDA (REVISOR) ." Julgadora de 1º Grau: CRISTINA NOZARI GARCIA 3 . ambos do ECA.