You are on page 1of 16

TOTVS 2T11: +16,7% DE RECEITA LÍQUIDA

22º TRIMESTRE SEGUIDO COM 2 DÍGITOS DE CRESCIMENTO DE RECEITA
São Paulo, 27 de julho de 2011 - A TOTVS S.A. (BM&FBOVESPA: TOTS3), líder na atividade de desenvolvimento e comercialização de software de gestão empresarial integrada e na prestação de serviços relacionados no Brasil e na América Latina, anuncia hoje seus resultados do segundo trimestre de 2011 (2T11). As demonstrações financeiras consolidadas da Companhia foram elaboradas de acordo com as Práticas Contábeis Adotadas no Brasil, em consonância com as Normas Internacionais de Contabilidade (IFRS). Visando proporcionar comparabilidade (visão de crescimento orgânico em relação às principais transações do período), os dados anteriores a 2009 contidos neste material são pro forma (não auditados), pois incluem os números da RM Sistemas, da Logocenter e aqueles divulgados nos releases trimestrais da Datasul S.A. desde janeiro de 2005.

Destaques do Período
Receita Líquida: R$315,196 milhões no trimestre, crescimento de 16,7% (2T11 vs. 2T10); e R$620,214 milhões no semestre, crescimento de 16,9% (1S11 vs. 1S10). Taxas de Licenciamento: R$79,471 milhões no 2T11, (+13,0% vs. 2T10); e R$166,010 milhões no 1S11 (+23,9% vs. 1S10). Ticket Médio: o ticket médio cresceu 22,8% no 2T11, atingindo R$31,980 mil para clientes novos (+18,7% vs. 2T10) e R$15,597 mil para clientes da base (+26,7 vs. 2T10).

Contatos de R.I.
José Rogério Luiz
Vice-Presidente Executivo, Financeiro e Diretor de Relações com Investidores

Gilsomar Maia / Flávio Bongiovanni
Relações com Investidores Tel.: (11) 2099-7105 / 7097 ri@totvs.com

Teleconferências Quinta-feira, 28/07/2011
Inglês
10h30 (Brasília) Webcast: www.totvs.com/ri Tel: +1 (412) 317-6776 Código de acesso: TOTVS Replay: +1 (412) 317-0088 (código de acesso: 10001518), disponível até 06/08/11, ou no website: www.totvs.com/ri

Receita de Serviços: R$102,578 milhões, crescimento de 13,2% sobre 2T10, novo recorde trimestral, com crescimento superior ao dobro do percentual de crescimento entre 1T10 e 1T11.
Receita de Manutenção: R$159,844 milhões no 2T11, crescimento de 16,3% sobre 2T10. EBITDA: R$73,130 milhões no 2T11 (+16,5% vs. 2T10). Lucro Líquido Consolidado: R$36,132 milhões, 2º maior da história da Companhia. TOTVS no IBrX – a TOTVS inicia sua participação no IBrX como a 64ª ação mais representativa na composição da atual carteira do índice. TOTVS amplia sua liderança no Brasil – estudo do IDC aponta a TOTVS com market-share de 68,9% do mercado de pequenas e médias empresas e 46,4% do Mercado Total na suíte ERP no Brasil.

Português
12h00 (Brasília) Webcast: www.totvs.com/ri Tel: +55 (11) 2188-0155 Código de acesso: TOTVS Replay: +55 (11) 2188-0155, disponível até 04/08/11 ou no website: www.totvs.com/ri

Resultados 2T11

principalmente no mercado de ERM (Enterprise Resource Management). Adicionalmente. sendo reavaliada quadrimestralmente. as novas ofertas “Combos” da Companhia. Tecnologia: Foram demonstradas novas soluções de tecnologia da Companhia. A TOTVS inicia sua participação no índice como a 64ª ação mais representativa na composição da carteira em vigor entre maio e agosto de 2011. Serviços de Valor Agregado: Foram apresentadas as soluções de consultoria ofertadas pela Companhia. que mede o retorno de uma carteira teórica composta por 100 ações selecionadas entre as mais negociadas na BM&FBOVESPA. loja de aplicativos empresariais da TOTVS. TOTVS Day 2011 No dia 8 de junho.Eventos Recentes TOTVS no IBrX A partir de 1º de maio de 2011. apresentou estudos sobre as tendências do setor de Tecnologia da Informação.  ByYou ECM (Enterprise Content Management). o TOTVS Day 2011. unindo software e serviços de valor agregado em diversos níveis. tais como:  ByYou Studio. voltada para o desenvolvimento para aplicações. a TOTVS passou a integrar o IBrX . em São Paulo. Visão: A Companhia apresentou o conceito “Let’s Share”.   Desenvolvimento: A apresentação teve como principal assunto a componentização dos aplicativos que compõem as soluções TOTVS. desde a implantação até a utilização da solução.  TOTVS Store. 2 clientes deram depoimentos acerca de seus projetos envolvendo a consultoria da TOTVS. destinada ao controle de conteúdos não estruturados e de Processos. onde o compartilhamento das informações e o relacionamento é um diferencial para o sucesso das empresas. Resultados 2T11 . Distribuição: Foi apresentada a evolução do sistema de distribuição.Índice Brasil. Um cliente falou de suas experiências com a TOTVS. Os principais assuntos abordados neste ano foram:  Mercado: O Instituto IDC.com/ri. em termos de número de negócios e volume financeiro.  ByYou ESB (Enterprise Service Bus).    As apresentações utilizadas no evento estão disponíveis no link “TOTVS Day” do website de Relações com Investidores da TOTVS: www. demonstrando a intenção de investimento das empresas em ERPs. voltada à integração de aplicações.totvs. a Companhia recebeu aproximadamente 70 profissionais ligados aos mercados de capitais e de tecnologia. No evento. foi realizado nas dependências da sede da Companhia.

ele passará a integrar o Comitê de Estratégia da Companhia (vide seção “Eventos Subsequentes”). América Central e Países de língua portuguesa. onde buscará repetir sua experiência de ganho de eficiência por meio da implantação/aprimoramento de processos no Centro de Serviços Compartilhados da Companhia. José Rogério Luiz. José Rogério Luiz deixará a VicePresidência Executiva. (ii) revisar o plano de negócio proposto pela Diretoria. Alexandre Mafra. anteriormente Vice-Presidente de Desenvolvimento de Software. que engloba as operações internacionais da TOTVS no México. além de acumular a Diretoria de Alianças. o Sr. fortalecendo as operações TOTVS SMB (Pequenas e Médias Empresas).totvs. passou a acumular a Diretoria de Relações Humanas. órgão vinculado ao Conselho com o objetivo de assessorar a Companhia a definir suas ações de médio e longo prazos. exceto Brasil.com objetivo de elevar as operações internacionais a um novo patamar de crescimento e rentabilidade. Financeira e a Diretoria de Relações com Investidores em 31 de julho de 2011. Laércio Cosentino. Devido à sua renúncia a tais cargos por motivos pessoais.Mudanças na Administração Em 27 de junho de 2011. a Companhia informou as seguintes mudanças em vigor a partir de 01 de julho de 2011 (vide íntegra do comunicado no website: www. Para maiores detalhes sobre os membros que compõem o referido comitê. visando uma maior amplitude do processo seletivo de um novo executivo e a promoção de uma transição segura. atual Diretor de Mercado Internacional. reforçando o compromisso da Companhia com o mercado internacional. o Conselho de Administração da Companhia deliberou pela criação do Comitê de Estratégia. acumulará interinamente os cargos anteriormente ocupados pelo Sr. anteriormente Vice-Presidente de Atendimento e Relacionamento. A partir de 01 de agosto. Wilson de Godoy Soares Junior. bem como: (i) recomendar ao Conselho alternativas e possibilidades quanto à estratégia básica da Companhia. anteriormente Vice-Presidente de Estratégia e Consultoria. Rodrigo Caserta. vide a seção “Eventos Subsequentes”.  Vice-Presidência de Desenvolvimento de Software – o Sr. Wilson de Godoy Soares Junior.com/ri):  Vice-Presidência de Atendimento e Relacionamento – o Sr. passou a ser responsável pela Regional Norte. assumiu a Vice-Presidência de Atendimento e Relacionamento em substituição ao Sr. a Companhia comunicou que o Sr. que engloba as operações internacionais da TOTVS na América do Sul. que passou a ser responsável pela Regional Sul nas operações internacionais. No mesmo comunicado. TOTVS Private e TOTVS Consulting com intuito de gerar maior competitividade aos clientes e capturar o “crescimento Brasil”. Marcelo Monteiro. atual Diretor Administrativo/Financeiro. reassumiu a VicePresidência de Desenvolvimento de Software em substituição ao Sr.  Operações Internacionais . o Presidente Executivo da Companhia. Criação do Comitê de Estratégia Na reunião de 22 de junho de 2011. Claudio Bessa.O Sr. passou a ser responsável pela Regional Sul. Resultados 2T11 .  Diretoria de Relações Humanas . e (iii) recomendar ao Conselho possíveis aquisições e novos negócios para a Companhia. Marcelo Monteiro. e O Sr.

a TOTVS avançou sua participação em 4. A TOTVS figurou em 24º lugar. Resultados 2T11 . Considerando todos os dados apresentados.International Data Corporation.1% no mesmo período de 2009.2% para 26. a TOTVS foi a companhia que mais conquistou participação de mercado no período.9% de participação. atingindo um valor teórico de US$589 milhões. Grandes Empresas. Governo e Educação). Médias. 24ª marca brasileira mais valiosa Na edição de 18 de maio de 2011. colocando-se pelo segundo ano consecutivo entre as TOP 25 das 50 marcas citadas no estudo. a revista “IstoÉ Dinheiro” divulgou o ranking das marcas mais valiosas do Brasil em 2011. Pequenas. em estudo intitulado “Latin America Semiannual ERM Applications Tracker 2010 Data”.9 pontos percentuais.1%. a TOTVS obteve um crescimento de 3. mantendo sua liderança absoluta. Quando observado o mercado de pequenas e médias empresas brasileiras.3% frente ao valor obtido no estudo de 2010.5% para 46. ante 66.9 pontos percentuais nesse período (o maior crescimento dentre todos os participantes). a Companhia atingiu 68. No mercado total da América Latina.Market Update TOTVS ganha participação de mercado no Brasil e na América Latina O Instituto IDC . Segundo esse estudo. A marca TOTVS valorizou-se 82. saindo de 21.4% de participação do mercado total do Brasil (incluindo Micro. saindo de 42. confirmou a ampliação da participação da TOTVS nos mercados brasileiro e latino-americano entre 2009 e 2010.

7% vs.7% sobre 2T10. 1S10). a Companhia atinge a marca de 22 trimestres consecutivos com crescimento orgânico de 2 dígitos e estabelece novos recordes trimestrais de receita.893 milhões respectivamente.281 milhões (+14.214 milhões (+16. contribuindo para o crescimento de 13.8%. mesmo com a redução de 6.9%) e a receita bruta R$670. totalizando R$315. Com esses montantes de receita. atingindo o maior valor histórico .Desempenho Operacional A Companhia encerrou o 1S11 com 9. com crescimento de 19.6% no número de vendas.196 milhões e R$341. Tal crescimento de receita do trimestre está em linha com o crescimento do semestre. No trimestre.7% e a receita bruta cresceu 14.1% do ticket médio do 1S11. mesmo com a redução de 4.8% no 1S11. essa melhoria de percepção também auxiliou para o crescimento de 19. disposição esta também influenciada pela melhoria de percepção da marca TOTVS. No 2T11.6%. Esse crescimento de ticket médio em ritmo superior ao crescimento do número de vendas demonstra a disposição dos clientes da base em investir mais em cada oportunidade de compra.8% no 2T11.1% no ticket médio geral. Desempenho Financeiro Receita Bruta e Líquida Entre 2T11 e 2T10.8%. tendo a receita líquida totalizado R$620. crescimento de 5. As vendas totais (ticket x número de vendas) a clientes da base cresceram 29.6% sobre 1S10. Na comparação com o 2T10. Resultados 2T11 . sendo junho o mês com o maior número de clientes novos adicionados no ano de 2011. e o ticket médio cresceu 21. Importante ressaltar que o mês de junho apresentou o maior montante de receita de licença mensal do ano de 2011.322 vendas a clientes.0% na receita de licença sobre o 2T10. o número de vendas cresceu 6. Nas vendas a clientes novos. a receita líquida cresceu 16. o ticket médio geral cresceu 22. o ticket médio trimestral nas vendas a clientes da base cresceu de 26.0% no número de vendas.0% ante o mesmo período de 2010. as vendas totais a clientes da base cresceram 20.

a receita de serviços cresceu 13.010 milhões no 1S11. No trimestre. Na comparação com o 1T11. a receita de manutenção totalizou R$159.9% sobre 1S10. uma parte da base de contratos de manutenção completa aniversário em cada mês do ano.Receita de Taxas de Licenciamento A receita de taxas de licenciamento totalizou R$166.8% . demonstrando o impacto de sazonalidade negativa do primeiro trimestre e da melhoria contínua de produtividade das equipes de serviços. Importante ressaltar que a receita de taxa de licenciamento tem se mantido com representatividade acima de 23% da receita bruta total (24. Receita de Manutenção No 2T11. no 2T11). A Administração entende que esse crescimento resulta das ações tomadas em trimestres anteriores. No semestre. Resultados 2T11 .3% acima do mesmo período do ano anterior. essa linha de receita totalizou R$79.0% superior a 2T10. que visam aumentar a produtividade dos Serviços de Valor Agregado e dos serviços de implementação de software. atingindo o recorde trimestral de R$102. Receita de Serviços A receita de serviços cresceu 13.844 milhões.2% entre o 2T11 e o 2T10.2%. o que. e 23. 16. 13.558 milhões.578 milhões. Na comparação com o 1T11. Os Serviços de Valor Agregado e de Consultoria representaram 26. Assim. mais que o dobro do percentual de crescimento entre 1T11 e 1T10. crescimento de 23. O crescimento da receita de manutenção resulta principalmente das vendas de licenças realizadas em trimestres anteriores e do reajuste dos contratos de manutenção nas respectivas datas de “aniversário”. devido principalmente à significativa contribuição do modelo corporativo no primeiro trimestre deste ano. a receita de licença apresentou redução de 8. ante 26. sendo reajustada com base em índices de inflação acumulados dos últimos 12 meses.2%. A maior relevância desses serviços demonstra que seu crescimento tem superado o crescimento apresentado pelos serviços de implementação de software.471 milhões.7% do 2T10.9% da receita total de serviços do 2T11. no 1S11. tende a afetar positivamente as linhas de serviços de implementação e de manutenção.8%. 13.3% superior aos R$137.497 milhões do 2T10. a receita de manutenção já acumulou R$311. dentro do modelo de receita da Companhia.

Como no 1T11. apresentados na linha de custo das taxas de licenciamento. Resultados 2T11 . 1S10). A TOTVS mantém seus investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento de soluções próprias. 2T10.7% da receita de serviços no mesmo período. Custo dos Serviços e Vendas No 1S11. quanto na plataforma de tecnologia. buscando obter melhores condições comerciais junto aos provedores dessas soluções complementares a fim de limitar a participação de tais custos frente às licenças vendidas. O mesmo comportamento é observado na comparação entre o 2T11 e o 2T10.3% sobre 1S10. houve um gasto adicional não recorrente de aproximadamente R$0.8% da receita bruta de taxas de licenciamento do 2T11.0% aos custos com pessoal na cidade de São Paulo. a diferença de 1. Esse aumento de participação decorre do aumento das vendas de soluções complementares de terceiros (ex. esse impacto retroativo de 1T11 é normalizado. correspondeu a 10. o custo dos serviços e vendas apresentou crescimento de 2. retroativa ao 1T11. e a adição de custo é de 7.: bancos de dados).5%.5 pontos percentuais. Por conta desse efeito retroativo. vendidas pela TOTVS. 2T10) e 16. Já na comparação 1S11 vs.900 milhão no 2T11.Custos e Despesas Operacionais O total de Custos e Despesas Operacionais (excluídas a Depreciação e Amortização) apresentou crescimento de 16. a Companhia antecipou 6.7% na análise trimestral (2T11 vs. tanto em software de gestão. Custo das Taxas de Licenciamento O custo com soluções de terceiros. foi paga no 2T11. percentual inferior ao crescimento de 9. a Justiça do Trabalho definiu por 7.9% no 2T10.5% de reajuste salarial aos participantes da cidade de São Paulo. Na comparação entre 2T11 vs.0% de reajuste salarial. No 2T11. 1S10. impulsionadas pelas vendas de soluções TOTVS.9% na semestral (1S11 vs. ante 9. o reajuste salarial adicionou 9.

Esse crescimento resultou principalmente do reajuste salarial das equipes de desenvolvimento localizadas em São Paulo.731 milhões) o crescimento é de 8. adquiridas pela TOTVS entre o 3T10 e o 1T11) tem resultado em algumas realocações entre as estruturas de serviços (implementação) e de desenvolvimento. à integração de soluções verticais e horizontais para a formação das ofertas por segmento.169 milhões = R$267.660 milhões = R$246. de forma que essa linha atinja o patamar de 12% da receita líquida até 2016.O crescimento da receita de serviços em ritmo superior ao custo dos serviços e vendas está principalmente relacionado: (i) aos esforços da Companhia para elevar a produtividade das equipes de implementação de software. a Administração busca melhorar a eficiência nos investimento em P&D ao longo dos próximos anos. O processo de integração das FDES (Franquias de Desenvolvimento. isto é. consequentemente. à equalização das plataformas tecnológicas.7% no mesmo período do ano anterior.460 milhões + R$69. mencionado no início desta seção. Historicamente. abaixo do crescimento de 16. o que tem levado as despesas com propaganda a apresentarem uma maior concentração no segundo semestre de cada ano. fornecedoras da antiga Datasul. para o aumento de oportunidades de vendas futuras. de consultoria e de serviços de valor agregado.1% para 14. por conta do dissídio coletivo definido pela Justiça do Trabalho. Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) Entre 1S10 e 1S11.9% da receita líquida total no mesmo período.2% da receita líquida total. Despesas com Propaganda As despesas com propaganda cresceram 5. por meio da diluição natural decorrente do crescimento de vendas em ritmo superior ao dos investimentos. Tal crescimento está ligado.562 milhões + R$87.8 milhões de P&D no 1S11. No entanto.8%. que representou aproximadamente R$5. Resultados 2T11 . As despesas com pesquisa e desenvolvimento (P&D) cresceram 4. A Administração entende que a manutenção de investimentos significativos em P&D contribuirá para a evolução e inovação do portfólio de soluções da Companhia e.120 milhões) e 1S11 (R$180. as despesas com P&D passaram de 13. e ao projeto para a interatividade do Sistema Brasileiro de TV Digital (TQTVD). No 1S11. Essas realocações têm contribuído para o aumento das despesas com P&D e para a redução dos custos de serviços. as despesas com propaganda representaram 2. a campanha publicitária se inicia entre o final do primeiro trimestre e o início do segundo trimestre.8% entre o 2T11 e o 2T10. Na análise conjunta do Custo dos Serviços e Vendas e das Despesas com P&D entre 1S10 (R$176. visando a otimização da estrutura organizacional de ambas as áreas.1% da receita líquida total. contra 2.4% entre o 2T11 e 1T11. entre outros projetos. e (ii) ao processo de integração das franquias de desenvolvimento comentado em mais detalhes no tópico seguinte “Pesquisa e Desenvolvimento”.

principalmente influenciado pelo provisionamento adicional decorrente dos dois lotes de opções de ações outorgadas aos executivos em 2010. Despesas com Comissões As despesas com comissões representaram 11. redução de 5.2% sobre 1S10. demonstrando o desempenho de vendas dos canais diretos e indiretos. que representaram aproximadamente R$2. Resultados 2T11 . que visa manter o crescimento dessas despesas abaixo do crescimento de receita líquida. No longo prazo. dos quais R$1.911 milhões do 2T10.7% sobre 2T10 e -44. Na análise 1S11 vs. segundo as normas internacionais de contabilidade (IFRS). dentro dos patamares históricos apresentados pela Companhia. as despesas gerais e administrativas (DGA) totalizaram R$16.2% no 2T10. as despesas de vendas cresceram 11.1%. No 1S11. A Administração mantém em curso seu programa permanente de melhoria dos processos e sistemas internos.020 milhão refere-se às operações no mercado internacional.Despesas de Vendas No 2T11.8%. como resultado dos ganhos de escala e de eficiência da estrutura administrativa.221 milhões (+30.3% da receita líquida do 2T11. as despesas de vendas apresentaram crescimento de 25. DGA tiveram redução de 0.9% sobre o 1T11. contra 10. a composição do mix de vendas tem se mostrado equilibrada. Essas variações acima do crescimento de receita líquida refletem a ampliação do time próprio de vendas .763 milhões no 2T11.6% da receita líquida total. Provisão para Crédito de Liquidação Duvidosa A provisão para créditos de liquidação duvidosa é estabelecida a partir da análise da composição da carteira de recebíveis da Companhia. Esta variação reflete o aumento de participação das franquias no mix de vendas entre os canais de distribuição (próprios e franquias) no período. Historicamente. pela criação de estruturas segmentadas no 1T11 e pela incorporação de equipes de vendas oriundas do processo de consolidação dos canais de distribuição da Companhia concluído em 2010. 1S10. a despesa com essa provisão totalizou R$3. o mix de vendas apresenta oscilações em sua composição no curto prazo. No 2T11. redução de 5. o mercado internacional representou aproximadamente R$3.5 milhões do total de R$9. os honorários da administração cresceram 43.991 milhões.9% sobre 1T11).0% em relação ao 1T11. Honorários da Administração As despesas com honorários da administração totalizaram R$8. No semestre.8 milhões de honorários adicionais no período.071 milhões de provisão para crédito de liquidação duvidosa.1% sobre os R$17. As despesas com comissões dos últimos doze meses representaram 10. Na comparação de 1S11 e 1S10. Despesas Gerais e Administrativas No trimestre.

424 milhões. a posição de caixa da Companhia era de R$201.158 milhões.9% sobre o 1S10 . No 1S11. O Lucro Líquido Ajustado totalizou R$48.5% superior ao do 2T10. O Lucro Líquido (Consolidado) do 2T11 cresceu 4.Depreciação e Amortização A linha de depreciação e amortização totalizou R$21. a margem EBITDA manteve-se em 23.3% no semestre.040 milhões no 2T10. elevando a taxa efetiva de tributação da Companhia. Ambos os períodos tiveram crescimento em linha com o crescimento de receita. que são despesas não dedutíveis para o cálculo do Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro. versus R$5.982 milhões.106 milhões à depreciação do ativo imobilizado. financiamentos e pelas debêntures era de R$412. o EBITDA apresentou crescimento de 16. resultando em uma dívida líquida de R$210.5% sobre o 2T10. crescimento de 16. Esse crescimento inferior ao observado no EBITDA deve-se principalmente ao provisionamento adicional decorrente das opções de compra de ações outorgadas aos executivos (vide item “Honorários da Administração”).2% no trimestre e 23.318 milhões referem-se à amortização de intangíveis e R$4. EBITDA O EBITDA totalizou R$73. equivalente a 0. consequentemente.755 milhões no 1S10. Lucro Líquido (1) Líquido dos efeitos de Imposto de Renda e Contribuição Social. 6. Dívida Líquida Em 30 de junho de 2011. Resultados 2T11 . o EBITDA negativo do mercado internacional totalizou R$4.2%. ante R$8.712 milhões e a dívida bruta composta pelos empréstimos.130 milhões no 2T11. No 2T11. dos quais R$17.510 milhões. as operações no mercado internacional acumularam EBITDA negativo de R$6.694 milhões. No 1S11.7x o EBITDA dos últimos 12 meses contados até junho de 2011.733 milhões no 2T11. mesmo com a despesa financeira adicional decorrente da avaliação a valor justo das debêntures (em conformidade com o IFRS).

desvalorização de 8. ou 76. • Sr. • Sr. A melhora do Resultados 2T11 . baseado em Nova Iorque.122.2% de seu capital. Vice-Presidente Executivo. Jason Greenberg. No mesmo período houve desvalorização de 9.3 milhões/dia.80. José Rogério Luiz. como membro externo. assim como a participação da BNDES Participações S/A (5.656 registrados no mesmo período do ano anterior.3%). especialista do setor de tecnologia e de estruturação de operações de capital. a Companhia possuía 120. representando o Conselho como presidente do Comitê. Eventos Subsequentes Composição do Comitê de Estratégia Em 22 de julho de 2011.297 pontos.494 milhões.Considerando as contas a receber de curto prazo de R$302. valor 48. Na análise dos últimos 12 meses acumulados. atual membro independente do Conselho de Administração da Companhia. Financeiro e Diretor de Relações com investidores da Companhia.5%).0% superior aos 59. Desempenho TOTS3 As ações da TOTVS (BM&FBOVESPA: TOTS3) apresentaram no segundo trimestre de 2011. Rogerio Marcos Martins de Oliveira. O volume financeiro médio do trimestre atingiu R$11. futuramente como membro externo.4% do Ibovespa.1% quando comparada com o fechamento do 1T11. até 31 de julho de 2011.4 milhões/dia com 231 negócios diários. com média de 689 negócios diários. • Sr.476 milhões.0% no Ibovespa. Gilsinei Valcir Hansen. Mercado de Capitais Composição acionária Em 30 de junho de 2011. gerando um índice de negociação teórico de 88. TOTS3 obteve valorização de 7. abertura em R$31. representando a Diretoria da Companhia no Comitê. incluindo as pessoas vinculadas e empresas controladas por estes (18.860. atual diretor de Negócio da Companhia.556. quando o volume financeiro médio do trimestre foi de R$15.35 e fechamento a R$28.5% frente à valorização de 2. a Companhia passa a ter um caixa líquido de R$91.390 ações em circulação (free float) de um total de 157. O percentual não pertencente ao free float corresponde às participações dos administradores da Companhia. a Companhia comunicou ao mercado que o Comitê de Estratégia tem sua composição inicial formada pelos seguintes membros: • Sr.

conforme definido pelo Ofício Circular CVM n° 1/2005 como sendo o lucro antes das despesas financeiras líquidas. Modelo Corporativo No modelo corporativo. imposto de renda e contribuição social. contendo ajustes referentes a toda evolução tecnológica. o cliente adquire a licença de direito de uso do sistema de forma ilimitada em seu segmento de atuação. atualização dos softwares lançados pela Companhia. através de um pagamento (à vista ou parcelado) no ato da contratação e pagamentos anuais adicionais de acordo com uma métrica de crescimento do seu segmento de atuação. podendo tal pagamento ser feito de forma parcelada. bem como a disponibilização do atendimento telefônico (help-desk). Próximos Eventos GLOSSÁRIO Taxas de Licenciamento / Licença de Uso As taxas de licenciamento incluem a licença dos direitos de usos do software da Companhia. EBITDA EBITDA. Essa modalidade tem por objetivo aumentar a recorrência de receita e o grau de fidelização do cliente. A quantidade de usuários adquirida é o limite máximo de pessoas que poderão acessar o sistema simultaneamente. Modelo Tradicional A forma tradicional consiste na licença onerosa dos direitos de uso mediante o pagamento de quantia certa. funcional ou legal. Resultados 2T11 . venda de software de terceiros e royalties. obtido após o desdobramento de ações aprovado no 1T11.índice de negociabilidade deu-se principalmente pelo aumento do número de negócios. sendo que a licença é feita em caráter definitivo e não-exclusivo. Manutenção A manutenção é relativa ao fornecimento das novas versões. sem restrição quanto ao número de usuários simultâneos. O preço da licença é definido por usuário e o cliente paga o valor da licença para a quantidade de usuários que deseja adquirir.

Este relatório também contém algumas informações pro forma. Resultados 2T11 . dificuldades de fornecimento e produção e mudanças na venda de produtos. Para mais informações. "planeja". Tais informações não são apenas fatos históricos. "pretende". Sobre a TOTVS A TOTVS é a maior empresa da América Latina no desenvolvimento de software aplicativos.totvs. A Companhia é líder absoluta no Brasil e na América Latina. Infraestrutura e BPO. "espera". que não são limitadas ao impacto da competitividade dos preços e produtos. e está listada no Novo Mercado da BM&FBOVESPA. descontado da reserva legal. Este relatório está atualizado até a presente data e a TOTVS não se obriga a atualizá-lo mediante novas informações e/ou acontecimentos futuros. A TOTVS foi a primeira empresa do setor de TI da América Latina a abrir capital. transições de produto da Companhia e seus competidores.com Este relatório contém informações futuras. pretendem identificar afirmações que. como base para cálculo de dividendos. "projeta". Suas operações em ERP são complementadas por um amplo portfólio de soluções verticais e por serviços de valor agregado como Consultoria. elaboradas pela Companhia a título exclusivo de informação e referência. a Companhia tem utilizado o “Lucro Líquido Ajustado”. mas refletem os desejos e as expectativas da direção da TOTVS. a 6ª maior desenvolvedora de sistemas de gestão integrada (ERP) do mundo e a 1ª de países emergentes. "prevê". "deseja". necessariamente. aprovação regulamentar. "almeja" e similares. bem como de seus respectivos efeitos de Imposto de Renda e Contribuição Social. dentre outros riscos. Riscos conhecidos incluem incertezas.Lucro Líquido Ajustado O Lucro Líquido Ajustado é determinado pelo cálculo do Lucro Líquido sem o efeito das despesas de amortização de ativos intangíveis oriundos de aquisições. flutuação da moeda. envolvem riscos conhecidos e desconhecidos. Dado que o Lucro Líquido é impactado pela amortização dos intangíveis e pelas despesas relativas aos investimentos com Pesquisa e Desenvolvimento. são grandezas não auditadas. aceitação dos produtos no mercado. moeda. "prediz". As palavras "antecipa". acesse o website www. portanto.

475 13.429 592.049 35.425 -3.009 (2.844 18.404.154 529.1% -49.5% 69.173 209.744) 16.255 24.909 165.774 4.500 895.512 20.435 8 34.7% -61.224 302.664 5.122 619 5.8% 0.773 45.461 7.063 5.0% 48.8% 6.2% 14.705 545.982 1.2% -100.0% 31.217 24.8% TOTAL DO PASSIVO Resultados 2T11 .663 8.0% -3.316 47.739 1.126 488.727 (24.7% -0.5% -14.7% -1.457 3.2% -10.256 574.8% 8.7% 17.016 67.404.3% -26.7% 11.272 569.833 65.841 31.095 216.4% 161.7% 27.206 745 11.255 -24.Demonstrações Financeiras BALANÇO PATRIMONIAL CONSOLIDADO (Em R$ mil) ATIVO Circulante Disponibilidades e valores equivalentes Títulos e valores imobiliários Contas a receber de clientes Provisão p/ créditos de liq.636 190.383 408.987 -64.667 1.750 680.844 22.413 761 11.0% -12.2% 8.3% 71.0% 30.462) 22.018 509.6% 70.0% 30.8% -92.0% 40.812 57.8% 19.099 13.712 7.214 5.343 376.6% 3.231 17.071 17.0% -72.7% -100.991 6.8% 15.9% 55.169.8% -10.564 1.400 55.250 52.3% 29.5% -24.8% -97.5% 46.789) 23.736 1. social diferidos Depósitos judiciais Outras contas a receber Permanente Investimentos Imobilizado Intangível TOTAL DO ATIVO PASSIVO Circulante Fornecedores Empréstimos e financiamentos Debêntures Arrendamento mercantil a pagar Impostos a pagar Salários e encargos a pagar Comissões a pagar Dividendos a pagar Obrigações decorrentes de aquisições Outros passivos Não circulante Empréstimos e financiamentos Debêntures Arrendamento mercantil a pagar Imposto de renda e contr.734 44.987 -12.012 60.027 162.686 156. duvidosa Imposto de renda e contr.1% -3.198 (21.9% 26.6% -0.392 21.2% 4.225 269.341 476.476 (26. social diferidos Provisão para contingências Obrigações decorrentes de aquisições Outros passivos Patrimônio líquido Capital social Reserva de capital Reservas de lucros Ajuste de avaliação patrimonial Participações de acionistas minoritários jun-11 Variação jun-10 (2T11/2T10) Variação mar-11 (2T11/1T11) 201.535 62.977) 409 601.197 3.512 4.2% 2.2% 17.3% -2.6% -7.493 50.387 (1.5% 209.232 14.9% 20.7% 0.1% 554.467 719 16.201 64 117.239 5.589 463.4% 21.902 4.0% 2.536 6.668) 6.407 277.9% -85.771 60.594 863.598) 490 641.4% 243.9% 6.8% -49.9% -0.925 1.3% 49.8% 25.470 35.393.0% -36.858 (1. social diferidos Impostos a recuperar Outros ativos Não circulante Realizável a longo prazo Contas a receber de clientes Títulos e valores imobiliários Imposto de renda e contr.408 533.959 14.9% 0.3% 22.777 2.6% 19.602 53.688 13.7% 507.1% -72.093 4.6% 28.5% 530.8% -9.2% 35.948 183.1% -2.907 84.146 48.216 2.191 170.393.907 65.473 166.0% 5.547 2.8% -34.777 275.842 133.204 137.366 27.159 160.9% 12.4% 19.1% 2.562 1.273 10.316 251.4% 121.169.310 4.8% -31.1% -2.1% -3.0% 17.822 113.725 43.634 406.7% -80.1% 204.8% 8.516 109 114.

103 11.508) (19.893 (5.818) 70.713 311.896) (36.497 298.7% 25.338) 36.127 (9.666) (5.991) (8.863 133.706 8.1% 7.132 19 36.7% -103.281) (22.481 (11.7% -48.5% -144.351 -13.4% 79.4% 4.6% 18.028) 176.424) (3.401 (8.167 (36.460) 342.544) (92.651) (4.2% -49.5% 1T11 Variação (2T11/1T11) -8.747 66.133) (14.2% 21.571) (16.1% 94.256) (14.8% 8.770) (16.067) 34.608 (132.3% 63.256 63.2% 11.010 192.6% -104.3% 7.464) 3.2% -65.9% 26.136) (9.022) (71.158) 209.087 (7.0% 13.2% -44.382 (87.990 71.105) 530.745 (33.470 70.8% 5.168) 69.8% 1S11 1S10 Variação (1S11/1S10) 23.5% 11.7% 16.2% 13.151 73.539 90.632) (35.3% -12.947) (20.214 (16.388) 88.270) (180.9% 37.5% 4.763) (21.438 (26.2% -17.576) (27.228 (3.2% 6.550 (11.131) 103.806) (5.325) (19.109) 85.196 (8.586 90.9% 9.5% -5.081) (20.5% (22.487) 315.558 670.468) (17.1% 204.867 (11.830) 33.210) (21.9% 26.169) (13.4% 4.522) 3.1% 14.141 144.230) (9.2% -2.844 341.681 528 35.726) (88.988 175.354 (19.9% 147.8% 41.878) (176. Duvidosa Outras receitas (despesas) Lucro operacional (EBIT) Resultado financeiro Receitas financeiras Despesas financeiras Lucro antes da tributação Imposto de Renda e Contribuição Social Corrente Diferido Lucro líquido do período (Consolidado) Participações de acionistas minoritários Lucro líquido do período (Controladora) EBITDA 2T11 2T10 Variação (2T11/2T10) 13.727 (14.6% -23.963) (6.471 102.236) 45.7% 13.6% 2.1% 76.1% -11.7% 23.7% 28.3% 23.5% 29.076) (41.1% 25.3% 9.251 18.209 62.911) (7.4% -5.7% 16.3% 14.9% Resultados 2T11 .157) (41.281 (8.923 (257.885 584.8% 5.788 123.2% 16.0% 2.4% 11.227 (9.5% 4.018 (7.212 (69.5% 20.0% 5.465) 1.620) 43.799) 37.423) 305.388 (2.1% 3.186) (8.018 (18.5% 24.9% -17.8% 36.DEMONSTRAÇÕES DO RESULTADO CONSOLIDADO (Em R$ mil) Receita bruta de serviços e vendas Taxas de licenciamento Serviços Manutenção Deduções das receitas Cancelamentos de serviços e vendas Impostos sobre serviços e vendas Receita líquida de serviços e vendas Custo das taxas de licenciamento Custo dos serviços e vendas Lucro bruto Despesas operacionais Pesquisa e desenvolvimento Despesas de propaganda Despesas de vendas Despesas com comissões Despesas Gerais e Administrativas Honorários da Administração Depreciação e amortização Provisão p/ Créditos de Liq.753) 62.7% 48.635) (38.212) (50.200) (2.557 (15.1% 0.393 166.8% 2.535) (34.313) (19.4% 16.910) 620.850) (37) (157.588 137.661) 3.071) (178) (320.4% 127.6% 4.316 90.1% -8.532 1.127) (18.1% 8.130 (6.2% -5.248 (44.2% 3.660) (14.295) 3.7% 10.542) 51.684 274.2% -96.135 151.483) (4.404) 214.057) 2.518) (9.152) 43.0% -2.663) (36.748 86.0% 16.170) (8.562) 423.765) 270.9% 8.6% 30.390) (36.589) 51.7% -103.6% 23.362) (43.578 159.128 (6.6% -38.653) (19.4% 2.695 (554) 69.547 5.285 (10.9% 22.563 (573) 32.183) (12.221) (141) (162.9% -0.3% 10.2% 43.545 10.902) (38.5% (12.714 328.933) (87.3% 14.0% 7.134 (42.840) 4.5% 21.9% 281.

051) (14.7% -3.130 (8.5% 67.FLUXO DE CAIXA CONSOLIDADO (Em R$ mil) Fluxo das atividades operacionais EBIT Depreciação e amortização EBITDA Itens que afetam o caixa após EBITDA Resultado financeiro Imp.465) 3.720) 48.768) 1.079 (15.806 71.4% 1T11 51.464 3.5% 11.3% 8.4% 30.895) 4.0% -44.056 (6.2% -13.991 Variação (2T11/1T11) 0.936 330 67.485) (2.4% 60.165) (9.712 2T10 43.028) 478 (1.142) (550) (59.057) 8.349 533 (15.3% -100.850 136 2.805) (13.738) 2.7% 66.295) 6.4% 10.422 5.338) 5.697 (10.097) (50.063 -54.318) (22.9% (3.0% -27.4% -568.4% -8.990) (8.7% 15.7% -11.5% 54.517) 232.404) (24.2% -53.6% 11.239) 17.435) 166.279) 209.162 (12.239) 1. Social .0% 117.2% 2.200 62.986) 532 10.436 (4.206) (49.7% -520.612) 2.7% -21.7% 2.3% -3.4% 21.8% (2) 498750.303) (5.256 (10.348 Variação (2T11/2T10) 18.547 19.645 2.7% -103.4% 4895.102 1.2% -9.9% -1285.706 21.039 1.130) 46 (65.1% -59. de Renda e Contr.3% -168.958 3.4% 10.853 (9.3% 53.8% -30.977) (19.2% -69.747 (5.622) (10.424 73.435) 457.7% 11.2% -40.638) (10.9% 70.390) 188.7% -152. duvidosa Provisão para contingências Pagamento baseado em ações Variação no Capital de Giro Contas a receber líquido de comissões Fornecedores Salários e encargos a pagar Impostos a pagar líquidos Outros ativos e passivos Fluxo das atividades de investimento Aquisição de imobilizado Intangíveis Venda de ativo permanente Fluxo das atividades de financiamento Empréstimos bancários e Debêntures Obrigações de arrendamento mercantil Dividendos pagos Integralização de capital Aumento (Redução) das disponibilidades Disponibilidades iniciais Disponibilidades finais 2T11 51.545 19.991 201.508 209.0% 2 -100.221 (1.3% (1.6% 16.475) (759) (28.0% (3.7% -100.2% -63.4% -1373.2% Resultados 2T11 .455) (36.5% -81.5% 112.Corrente Itens que não afetam o caixa Provisão p/ créditos de liq.6% -111.007 (1.298 (57.453 183.351 (7.9% 42.118 100 68.