CURSO ON-LINE LEI Nº 8.

666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ AULA 03 (2ª parte)

ASSUNTO: Lei nº 8.666/93 (parte 3.2) – 60 questões

301. (CESPE/DPE-AL/2009) A administração pública pode rescindir unilateralmente o contrato por motivo de interesse público, circunstância que lhe impõe o dever de ressarcir o contratado dos prejuízos regularmente comprovados. Comentários: CERTO. De fato, administração pública pode rescindir unilateralmente o contrato por motivo de interesse público. Nessa circunstância, deverá ressarcir o contratado dos prejuízos regularmente comprovados (art. 79, §2º).

302. (CESPE/TCE-RN/2009) Admite-se a contratação verbal com a administração pública, desde que destinada à realização de pequenas compras de pronto pagamento feitas em regime de adiantamento, no valor de até R$ 4.000,00. Comentários: CERTO. Em regra, é nulo e de nenhum efeito o contrato verbal com a Administração. Excepcionalmente, o contrato verbal é admitido para pequenas compras de pronto pagamento, assim entendidas aquelas de valor não superior a R$ 4.000,00 (= 5% x R$ 80.000,00), feitas em regime de adiantamento (Lei nº 8.666/93, art. 60, parágrafo único).

IMPORTANTE: É nulo e de nenhum efeito o contrato verbal com a Administração, salvo o de pequenas compras de pronto pagamento feitas em regime de adiantamento.

303. (CESPE/TCE-RN/2009)

A administração pública poderá exigir do

Prof. Anderson Luiz

www.pontodosconcursos.com.br

1

CURSO ON-LINE LEI Nº 8.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ contratado a prestação de garantia nas contratações de obras, serviços e compras, que não poderá exceder, regra geral, 20% do valor do contrato. Comentários: ERRADO. a critério da autoridade competente, em cada caso, e desde que prevista no instrumento convocatório, poderá ser exigida prestação de garantia nas contratações de obras, serviços e compras (Lei nº 8.666/93, art. 56). Caberá ao contratado optar por uma das seguintes modalidades de garantia (art. 56, §1º): • Caução em dinheiro ou em títulos da dívida pública, devendo estes ter sido emitidos sob a forma escritural, mediante registro em sistema centralizado de liquidação e de custódia autorizado pelo Banco Central do Brasil e avaliados pelos seus valores econômicos, conforme definido pelo Ministério da Fazenda; Seguro-garantia; Fiança bancária.

• •

Em regra, essa garantia não excederá a 5% do valor do contrato e terá seu valor atualizado nas mesmas condições daquele (Lei nº 8.666/93, art. 56, §2º). Excepcionalmente, para obras, serviços e fornecimentos de grande vulto envolvendo alta complexidade técnica e riscos financeiros consideráveis, demonstrados através de parecer tecnicamente aprovado pela autoridade competente, o limite de garantia poderá ser elevado para até 10% do valor do contrato (Lei nº 8.666/93, art. 56, §3º).

304. (CESPE/TCE-RN/2009) Se a administração pública estiver em mora por sessenta dias nos pagamentos a serem efetuados ao contratado, este poderá arguir a cláusula da exceção do contrato não cumprido contra a administração, a fim de suspender a execução do contrato ou até mesmo solicitar a sua rescisão. Comentários: ERRADO. O atraso no pagamento das faturas por período superior a 90 dias assegura à empresa contratada o direito de suspender os serviços contratados pela Administração Pública (art. 78, XV).

Prof. Anderson Luiz

www.pontodosconcursos.com.br

2

CURSO ON-LINE LEI Nº 8.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ IMPORTANTE: Constitui motivo legítimo para rescisão do contrato, por iniciativa do contratado, o atraso superior a noventa dias dos pagamentos devidos pela administração decorrentes de obras ou parcela destas já executadas.

305. (CESPE/MPOG/2009) Entre as cláusulas de privilégio conferidas à administração, encontra-se o direito de exigir que o contratado realize, nas mesmas condições fixadas no contrato, quaisquer acréscimos ou supressões em obras, serviços ou compras, não havendo qualquer óbice a ser suscitado pelo contratado em face de tal exigência, por se tratar de prerrogativa do poder público nos contratos administrativos que celebra. Comentários: ERRADO. O contratado fica obrigado a aceitar, nas mesmas condições contratuais, os acréscimos ou supressões que se fizerem nas obras, serviços ou compras, até 25% do valor inicial atualizado do contrato, e, no caso particular de reforma de edifício ou de equipamento, até o limite de 50% para os seus acréscimos (art. 65, §1º).

IMPORTANTE: Limites para acréscimos ou supressões de obras, serviços ou compras: • • 25% do valor inicial atualizado do contrato (regra geral). 50% no caso específico de reforma de edifício ou de equipamento, aplicável este limite ampliado apenas para os acréscimos (para as supressões permanece o limite de 25%); Qualquer percentual, no caso de supressão decorrente de acordo entre as partes (alteração bilateral).

(CESPE/ANAC/2009) Quanto aos contratos administrativos celebrados em conformidade com a Lei n.º 8.666/1993, julgue os itens que se seguem. 306. (CESPE/ANAC/2009) A administração possui a prerrogativa de ocupar provisoriamente bens móveis e imóveis vinculados ao objeto do contrato, nos casos de serviços essenciais que envolvam rescisão do contrato administrativo.
Prof. Anderson Luiz

www.pontodosconcursos.com.br

3

CURSO ON-LINE LEI Nº 8.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ Comentários: CERTO. O regime jurídico dos contratos administrativos instituído pela Lei nº 8.666/93 confere à Administração, em relação a eles, a prerrogativa de, nos casos de serviços essenciais, ocupar provisoriamente bens móveis, imóveis, pessoal e serviços vinculados ao objeto do contrato, na hipótese da necessidade de acautelar apuração administrativa de faltas contratuais pelo contratado, bem como na hipótese de rescisão do contrato administrativo (art. 58, V).

307. (CESPE/ANAC/2009) Os efeitos produzidos pela declaração de nulidade do contrato administrativo não são retroativos. Comentários: ERRADO. A declaração de nulidade do contrato administrativo opera retroativamente impedindo os efeitos jurídicos que ele, ordinariamente, deveria produzir, além de desconstituir os já produzidos (art. 59).

308. (CESPE/ANAC/2009) Em nenhuma hipótese é possível a celebração de contrato verbal com a administração em razão do rígido formalismo exigido, a fim de evitar abusos e prejuízos ao erário. Comentários: ERRADO. Em regra, é nulo e de nenhum efeito o contrato verbal com a Administração. Excepcionalmente, o contrato verbal é admitido para pequenas compras de pronto pagamento, assim entendidas aquelas de valor não superior a R$ 4.000,00 (= 5% x R$ 80.000,00), feitas em regime de adiantamento (art. 60, parágrafo único).

IMPORTANTE: É nulo e de nenhum efeito o contrato verbal com a Administração, salvo o de pequenas compras de pronto pagamento feitas em regime de adiantamento.

Prof. Anderson Luiz

www.pontodosconcursos.com.br

4

para acrescer ou diminuir. no caso de supressão decorrente de acordo entre as partes (alteração bilateral). unilateralmente. Comentários: Prof.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ 309. Anderson Luiz www. Qualquer percentual. Comentários: CERTO.pontodosconcursos.br 5 . pela administração. 311. • 310. (CESPE/TCU/2009) Aplica-se aos contratos administrativos a exceptio non adimpleti contractus. no caso de obras. 50% no caso específico de reforma de edifício ou de equipamento. dos pagamentos devidos pela administração pública. até 25% do valor inicial atualizado do contrato. §2º). (CESPE/TCU/2009) Com relação aos contratos administrativos. aplicável este limite ampliado apenas para os acréscimos (para as supressões permanece o limite de 25%). serviços ou compras: • • 25% do valor inicial atualizado do contrato (regra geral). A Administração Pública responde solidariamente (e não subsidiariamente) com o contratado pelos encargos previdenciários resultantes da execução do contrato (art. 71. na hipótese de atraso injustificado. quantitativamente. Comentários: CERTO.com. (CESPE/ANAC/2009) Os contratos administrativos poderão ser alterados.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. serviços e compras. (CESPE/ANAC/2009) A administração pública responde solidariamente com o contratado pelos encargos previdenciários resultantes da execução do contrato. julgue os itens subsequentes. superior a 90 dias. IMPORTANTE: Limites para acréscimos ou supressões de obras.

por iniciativa do contratado. em caso de força maior. nos seguintes casos: • Por acordo das partes (alteração bilateral): Prof. Excepcionalmente. é nulo e de nenhum efeito o contrato verbal com a Administração. Comentários: CERTO.000. Em regra. 313. assim entendidas aquelas de valor não superior a R$ 4. com as devidas justificativas. XV).666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ CERTO. 65 da Lei nº 8. o atraso superior a 90 dias dos pagamentos devidos pela administração decorrentes de obras ou parcela destas já executadas.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. na hipótese de sobrevirem fatos imprevisíveis. o contrato verbal é admitido para pequenas compras de pronto pagamento.00).pontodosconcursos. salvo o de pequenas compras de pronto pagamento. retardadores ou impeditivos da execução do ajustado. feitas em regime de adiantamento (art. Comentários: ERRADO. feitas em regime de adiantamento. 60. ou. parágrafo único).000. (CESPE/TCU/2009) É nulo e de nenhum efeito o contrato verbal com a administração. ou previsíveis. objetivando a manutenção do equilíbrio econômico-financeiro inicial do contrato. configurando-se área econômica extraordinária e extracontratual.00 (= 5% x R$ 80. O atraso no pagamento das faturas por período superior a 90 dias assegura à empresa contratada o direito de suspender os serviços contratados pela Administração Pública (art.666/93. caso fortuito ou fato do príncipe. Segundo o art. os contratos administrativos poderão ser alterados. (CESPE/TCU/2009) É permitida a alteração unilateral dos contratos administrativos para o restabelecimento da relação que as partes pactuaram inicialmente entre os encargos do contratado e a retribuição da administração para a justa remuneração da obra. serviço ou fornecimento. IMPORTANTE: Constitui motivo legítimo para rescisão do contrato. ainda.com. porém de consequências incalculáveis. assim entendidas as que tenham até determinado valor previsto em lei. Anderson Luiz www. 78.br 6 . 312.

315. com relação ao cronograma financeiro fixado. serviço ou fornecimento. porém de conseqüências incalculáveis. configurando álea econômica extraordinária e extracontratual. 9 Quando necessária a modificação do regime de execução da obra ou serviço.com. sem a correspondente contraprestação de fornecimento de bens ou execução de obra ou serviço. Comentários: CERTO. ou previsíveis. por ato unilateral e escrito. por parte da administração. por imposição de circunstâncias supervenientes. seja impeditiva da execução do contrato autoriza a rescisão do contrato. para os seus acréscimos. regularmente comprovada. Constitui motivo para rescisão do contrato a ocorrência de caso fortuito ou de força maior. 314. XVII).666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ 9 Quando conveniente a substituição da garantia de execução. impeditiva da execução do contrato (art. (CESPE/TCU/2009) É possível a alteração unilateral pela administração pública do contrato administrativo celebrado na hipótese de reforma de edifício. 78. até o limite de 50% do valor inicial atualizado do contrato.br 7 . 9 Quando necessária a modificação da forma de pagamento. ainda. em face de verificação técnica da inaplicabilidade dos termos contratuais originários. Anderson Luiz www. caso fortuito ou fato do príncipe.pontodosconcursos.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. (CESPE/TCU/2009) A ocorrência de caso fortuito ou de força maior que. bem como do modo de fornecimento. na hipótese de sobrevirem fatos imprevisíveis. vedada a antecipação do pagamento. Comentários: Prof. 9 Para restabelecer a relação que as partes pactuaram inicialmente entre os encargos do contratado e a retribuição da administração para a justa remuneração da obra. regularmente comprovada. em caso de força maior. objetivando a manutenção do equilíbrio econômico-financeiro inicial do contrato. mantido o valor inicial atualizado. ou. retardadores ou impeditivos da execução do ajustado.

no caso de supressão decorrente de acordo entre as partes (alteração bilateral). As cláusulas econômico-financeiras e monetárias dos contratos administrativos não poderão ser alteradas sem prévia concordância do contratado (art.br 8 . acerca de contratos e convênios no setor público. Comentários: ERRADO.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. 65): • Unilateralmente pela Administração: 9 Quando houver modificação do projeto ou das especificações. IMPORTANTE: Limites para acréscimos ou supressões de obras. nos limites permitidos por esta Lei (alteração quantitativa). com as devidas justificativas. Anderson Luiz www.666/93.pontodosconcursos. mesmo sem a prévia concordância do contratado. mas ocorrer Prof. 50% no caso específico de reforma de edifício ou de equipamento. esta poderá alterar as cláusulas econômico-financeiras e monetárias dos contratos administrativos. (CESPE/TCU/2009) Como exemplo de prerrogativa ou poder exorbitante da administração pública. Qualquer percentual. 317.com. nos seguintes casos (Lei nº 8. (CESPE/INMETRO/2009) Julgue os itens que se seguem.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ CERTO. art. Os contratos administrativos poderão ser alterados. (CESPE/INMETRO/2009) Se determinada autarquia realizar legalmente um contrato administrativo para reforma de seu edifício sede. §1º). serviços ou compras: • • 25% do valor inicial atualizado do contrato (regra geral). 58. aplicável este limite ampliado apenas para os acréscimos (para as supressões permanece o limite de 25%). para melhor adequação técnica aos seus objetivos (alteração qualitativa). • 316. 9 Quando necessária a modificação do valor contratual em decorrência de acréscimo ou diminuição quantitativa de seu objeto.

Anderson Luiz www. estranho à vontade das partes. 50% no caso específico de reforma de edifício ou de equipamento. mantidas as demais cláusulas do contrato e assegurada a manutenção de seu equilíbrio econômicofinanceiro. Os prazos de início de etapas de execução. serviços ou compras: • • 25% do valor inicial atualizado do contrato (regra geral). desde que as demais cláusulas do contrato e o equilíbrio econômico financeiro sejam mantidos. omissão ou atraso de providências a cargo da Administração. a administração poderá prorrogar o prazo de entrega da obra por meio de alteração unilateral do contrato. impedimento de execução do contrato por fato ou ato de terceiro reconhecido pela Administração em documento contemporâneo à sua ocorrência.com.666/93. interrupção da execução do contrato ou diminuição do ritmo de trabalho por ordem e no interesse da Administração. aumento das quantidades inicialmente previstas no contrato. aplicável este limite ampliado apenas para os acréscimos (para as supressões permanece o limite de 25%). impedimento ou retardamento na execução do contrato. diretamente.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ acréscimo de 40% do valor inicial contratado. superveniência de fato excepcional ou imprevisível.br 9 .CURSO ON-LINE LEI Nº 8.pontodosconcursos. nos limites permitidos pela Lei nº 8. Comentários: CERTO. que altere fundamentalmente as condições de execução do contrato. • • • • IMPORTANTE: Limites para acréscimos ou supressões de obras. devidamente autuados em processo: • • alteração do projeto ou especificações. sem prejuízo das sanções legais aplicáveis aos responsáveis. desde que ocorra algum dos seguintes motivos. pela Administração. Qualquer percentual. inclusive quanto aos pagamentos previstos de que resulte. de conclusão e de entrega admitem prorrogação. no caso de supressão decorrente de acordo entre as partes (alteração bilateral). • Prof.

pontodosconcursos. (CESPE/MI/2009) O regime jurídico dos contratos administrativos confere à administração a prerrogativa de modificá-los unilateralmente. e facultativo nos demais em que a Administração puder substituí-lo por outros instrumentos hábeis.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ 318. bem como nas situações de dispensa e inexigibilidade cujos preços estejam compreendidos nos limites destas duas modalidades de licitação. Anderson Luiz www. (Inédita) O instrumento de contrato será obrigatório quando a licitação ocorrer na modalidade de concorrência e de tomada de preços. para melhor adequação às finalidades de interesse público.br 10 . a prerrogativa de (art. nota de empenho de despesa. nota de empenho de despesa. 319. tais como carta-contrato. nos casos especificados no inciso I do art.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. 58. mas não permite rescindi-los em qualquer caso em decisão unilateral. O instrumento de contrato é facultativo nos demais em que a Administração puder substituí-lo por outros instrumentos hábeis. O instrumento de contrato é obrigatório nos casos de concorrência e de tomada de preços. O regime jurídico dos contratos administrativos instituído pela Lei nº 8. em relação a eles. Comentários: CERTO. com vistas à melhor adequação às finalidades do interesse público. dentre outras. unilateralmente. tais como carta-contrato. 79 da Lei. autorização de compra ou ordem de execução de serviço (art. bem como nas dispensas e inexigibilidades cujos preços estejam compreendidos nos limites destas duas modalidades de licitação. 62).com. Comentários: ERRADO. • Prof. IMPORTANTE: • O instrumento de contrato é obrigatório nos seguintes casos: concorrência e de tomada de preços. I e II): • • modificá-los. autorização de compra ou ordem de execução de serviço. unilateralmente. rescindi-los. respeitados os direitos do contratado.666/93 confere à Administração. bem como nas dispensas e inexigibilidades cujos preços estejam compreendidos nos limites destas duas modalidades de licitação.

(CESPE/TRE-MA/2009) Os contratos administrativos devem ser formalizados por instrumento lavrado em cartório de notas. a promoção de diligência destinada a esclarecer ou a complementar a instrução do processo. as quais manterão arquivo cronológico dos seus autógrafos e registro sistemático do seu extrato. limitada a 60 meses (art. apenas os contratos relativos a direitos reais sobre imóveis devem ser formalizados por instrumento lavrado em cartório de notas.666/1993. a comissão pode promover diligências destinadas a complementar a instrução do processo.com. Comentários: CERTO. até o máximo de 60 meses. Portanto. em qualquer fase da licitação. 322. 321.pontodosconcursos. Comentários: ERRADO. 60). sob pena de invalidade. vedada a inclusão posterior de Prof. a juntada posterior de documento que deveria constar originariamente da proposta. (CESPE/MI/2009) Na prestação de serviços a serem executados de forma contínua. salvo os relativos a direitos reais sobre imóveis. em qualquer fase da licitação.br 11 .666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ 320. Na prestação de serviços a serem executados de forma contínua. é permitida a prorrogação do contrato por períodos iguais e sucessivos. inclusive. com vistas à obtenção de preços e condições mais vantajosos para a administração. com vistas à obtenção de preços e condições mais vantajosos para a administração. É facultada à Comissão ou autoridade superior. que se formalizam por instrumento lavrado em cartório de notas. de tudo juntando-se cópia no processo que lhe deu origem (art. Comentários: ERRADO. (CESPE/TRF-5ªRegião/2009) No procedimento previsto na Lei n. Anderson Luiz www.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. permitindo. Os contratos e seus aditamentos serão lavrados nas repartições interessadas. 57. II).º 8. é permitida a prorrogação do contrato por períodos iguais e sucessivos.

dispensando a celebração de aditamento (art. A variação do valor contratual para fazer face ao reajuste de preços previsto no próprio contrato. §3º). 49. não caracterizam alteração do mesmo. (CESPE/OAB/2008) A subcontratação. A nulidade do procedimento licitatório induz à do contrato (art. Comentários: CERTO. Comentários: ERRADO.br 12 . 325. (CESPE/OAB/2008) A respeito da disciplina legal relativa aos contratos administrativos. total ou parcial. ainda que a referida ilegalidade seja apurada depois de celebrado o contrato. mas deve ser registrada em termo aditivo. bem como a cessão ou transferência.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. §2º). a associação do contratado com outrem.pontodosconcursos. Anderson Luiz www. somente são possíveis se expressamente previstas no edital e no contrato. total ou parcial. podendo ser registrados por simples apostila. Prof. 65. 324. §8º). (CESPE/TRF-5ªRegião/2009) A variação do valor contratual para fazer face ao reajuste de preços e às atualizações decorrentes das condições de pagamento previstas no contrato não caracteriza alteração da avença.com. julgue os itens a seguir. do objeto do contrato. já que aquele procedimento é condição de validade deste. (CESPE/OAB/2008) A ilegalidade no procedimento da licitação vicia também o próprio contrato. as atualizações. compensações ou penalizações financeiras decorrentes das condições de pagamento nele previstas. 323. 43.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ documento ou informação que deveria constar originariamente da proposta (art. bem como o empenho de dotações orçamentárias suplementares até o limite do seu valor corrigido. este terá de ser anulado. de modo que.

Comentários: ERRADO. Em outros termos. (CESPE/DFTRANS/2008) Além de garantir a observância do princípio constitucional da isonomia. a subcontratação. cisão ou incorporação. total ou parcial. inclui-se a que exige a publicação.com. no prazo máximo de 30 dias a contar da data da assinatura. bem como a fusão. 78.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. A publicação resumida do instrumento de contrato ou de seus aditamentos na imprensa oficial. da íntegra do contrato. Prof. bem como a cessão ou transferência.º 8. no Diário Oficial.666/1993 . da impessoalidade. que versam sobre os contratos administrativos e sobre a Lei n. que é condição indispensável para sua eficácia. total ou parcial.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ Comentários: CERTO.pontodosconcursos. a licitação deve ser julgada em conformidade com os princípios básicos da legalidade. somente são possíveis se expressamente previstas no edital e no contrato. será providenciada pela Administração até o quinto dia útil do mês seguinte ao de sua assinatura.Lei de Licitações. da publicidade e da vinculação ao instrumento convocatório. a associação do contratado com outrem. como condição para que o contrato adquira eficácia. do objeto do contrato. Comentários: CERTO. Anderson Luiz www. VI). qualquer que seja o seu valor. a associação do contratado com outrem. 327. 61. para ocorrer no prazo de vinte dias daquela data. não admitidas no edital e no contrato (art. ainda que sem ônus (art. total ou parcial. a cessão ou transferência. 326. parágrafo único). Constituem motivo para rescisão do contrato a subcontratação total ou parcial do seu objeto. (CESPE/DFTRANS/2008) Julgue os itens subseqüentes. (CESPE/OAB/2008) Entre as normas referentes ao aspecto formal.br 13 .

329.com.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. 328. Segundo o referido dispositivo.666/93. Em decorrência de disposição contida no art. da igualdade. da probidade administrativa. da vinculação ao instrumento convocatório. e será processada e julgada em estrita conformidade com os princípios básicos da legalidade. da vinculação ao instrumento convocatório. 23. segundo as normas da legislação específica (Lei nº 8. 3º). do julgamento objetivo e dos que lhes são correlatos. da publicidade. (art. (CESPE/DFTRANS/2008) Em ordem crescente de limites para a contratação. da impessoalidade. Comentários: CERTO. da igualdade.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ ANTES DA MP nº 495/2010 A licitação destina-se a garantir a observância do princípio constitucional da isonomia e a selecionar a proposta mais vantajosa (e não a de preço mais barato) para a Administração e será processada e julgada em estrita conformidade com os princípios básicos da legalidade. Anderson Luiz www. a tomada de preços (intermediária) e o convite (inferior). XXII). o convite.pontodosconcursos. “nos Prof. 3º). DEPOIS DA MP nº 495/2010 A licitação destina-se a garantir a observância do princípio constitucional da isonomia. da moralidade. a seleção da proposta mais vantajosa (e não a de preço mais barato) para a administração e a promoção do desenvolvimento nacional. a tomada de preços e a concorrência são modalidades de licitação. do julgamento objetivo e dos que lhes são correlatos (art. §4º da Lei. da impessoalidade. art. 24. da publicidade. permissionário ou autorizado. há uma hierarquia entre a concorrência (superior).br 14 . É dispensável a licitação na contratação de fornecimento ou suprimento de energia elétrica e gás natural com concessionário. da moralidade. Comentários: CERTO. a licitação é dispensável ao ser contratado serviço de fornecimento de energia elétrica junto a concessionário. da probidade administrativa. (CESPE/DFTRANS/2008) Nos termos da legislação específica.

a concorrência”. em que a administração comprove a impossibilidade da conclusão da obra. em qualquer caso. acarretando modificação do valor inicial do contrato além do limite previsto em lei.500. (CESPE/OAB/2007) Os motivos para rescisão determinada por ato unilateral e escrito da administração não incluem a) razão de interesse público. serviço ou fornecimento. Prof. 23) MODALIDADES DE LICITAÇÃO Convite Tomada de preços Concorrência OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA Até R$ 150. projetos ou prazos.000.pontodosconcursos.000. 79. serviços ou compras.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ casos em que couber convite. d) atraso injustificado no início de obra. de obras. a Administração poderá utilizar a tomada de preços e. c) a lentidão do cumprimento de uma obra.com.CURSO ON-LINE LEI Nº 8.00 Acima de R$ 650. VALORES (art. I): • o não cumprimento de cláusulas contratuais. pode menos”. e quando couber a tomada de preços. caberá a concorrência.500.000. b) a supressão.000. caberão a tomada de preços e o concorrência.000. quando couber o convite. nos seguintes casos (art.00 Até R$ 650. de alta relevância e amplo conhecimento.00 Acima de R$ 1.br 15 . nos prazos estipulados. por parte da administração.00 Até R$ 1. justificada e determinada pela máxima autoridade da esfera administrativa a que está subordinado o contratante e exarada no processo administrativo a que se refere o contrato. especificações. Traduzindo: “quem pode mais. Comentários: A rescisão do contrato poderá ser determinada por ato unilateral e escrito da Administração.00 330. Anderson Luiz www. ou seja.00 COMPRAS E OUTROS SERVIÇOS Até R$ 80. do serviço ou do fornecimento.000.

que prejudique a execução do contrato. sem justa causa e prévia comunicação à Administração. a dissolução da sociedade ou o falecimento do contratado. especificações. a associação do contratado com outrem.pontodosconcursos. a alteração social ou a modificação da finalidade ou da estrutura da empresa. a cessão ou transferência. o atraso injustificado no início da obra. anotadas na forma do § 1o do art. a subcontratação total ou parcial do seu objeto. o cometimento reiterado de faltas na sua execução. maior. a ocorrência de caso fortuito ou de força comprovada. do serviço ou do fornecimento. não admitidas no edital e no contrato.com. Anderson Luiz www. Prof.br 16 . serviço ou fornecimento. de alta relevância e amplo conhecimento. nos prazos estipulados. a resposta desta questão é a letra b. assim como as de seus superiores. é exigível a regularidade fiscal. impeditiva da execução do contrato. 67 desta Lei. o desatendimento das determinações regulares da autoridade designada para acompanhar e fiscalizar a sua execução. Portanto. 331. bem como a fusão. total ou parcial. julgue os itens subseqüentes.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. a paralisação da obra. (CESPE/IEMA-ES/2007) Para a habilitação nas licitações.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ • • o cumprimento irregular de cláusulas contratuais. do serviço ou do fornecimento. regularmente • • • • • • • • • • (CESPE/IEMA-ES/2007) Quanto às licitações e aos contratos administrativos. cisão ou incorporação. a decretação de falência ou a instauração de insolvência civil. a lentidão do seu cumprimento. justificadas e determinadas pela máxima autoridade da esfera administrativa a que está subordinado o contratante e exaradas no processo administrativo a que se refere o contrato. projetos e prazos. levando a Administração a comprovar a impossibilidade da conclusão da obra. razões de interesse público.

Prof. regularidade fiscal. salvo na condição de aprendiz.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ Comentários: CERTO. Para a habilitação nas licitações será exigida dos interessados. qualificação econômico-financeira. 27): • • • • • habilitação jurídica. ATENÇÃO: É possível acertar essa questão mesmo não se lembrando das hipóteses de licitação dispensável previstas no art. qualificação técnica.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. Moleza.com. XXIV). exclusivamente. terá esse particular direito ao restabelecimento do equilíbrio econômico-financeiro existente no início da avença. artistas consagrados). 332. (CESPE/IEMA-ES/2007) Na hipótese de a administração pública alterar unilateralmente contrato administrativo. Logo. documentação relativa a (art. (CESPE/IEMA-ES/2007) É inexigível a licitação para a contratação de organizações sociais para realização de contratos de gestão. 24. acarretando aumento de encargos para o particular. Ou seja. Fazendo isso. serviços especializados. temos o seguinte: a inexigibilidade de licitação é caracterizada pela inexistência de viabilidade jurídica de competição (fornecedor exclusivo. perigoso ou insalubre a menores de 18 anos e de qualquer trabalho a menores de 16 anos. Cumprimento com relação à proibição de trabalho noturno. a partir de 14 anos. Para isso. para atividades contempladas no contrato de gestão (art. né? 333. 24. qualificadas no âmbito das respectivas esferas de governo. Anderson Luiz www.br 17 . É dispensável a licitação para a celebração de contratos de prestação de serviços com as organizações sociais.pontodosconcursos. o nosso bizu não se aplica. basta verificar se o nosso bizu se aplica no caso citado no enunciado. Comentários: ERRADO. não é caso de inexigibilidade.

§6º).CURSO ON-LINE LEI Nº 8.com. Acerca da escolha da modalidade de licitação. (CESPE/IEMA-ES/2007) A Administração e o contratado são solidariamente responsáveis pelos encargos previdenciários resultantes da execução do contrato administrativo. por aditamento.pontodosconcursos. Prof. §2º). Dispensa Inexigibilidade Existe competição Inexiste competição (CESPE/TCU/2007) A licitação é um procedimento administrativo formal que objetiva a aquisição. enquanto a dispensa de licitação tem lugar em contexto de viabilidade jurídica de competição. A Administração Pública responde solidariamente (e não subsidiariamente) com o contratado pelos encargos previdenciários resultantes da execução do contrato (art. Anderson Luiz www. 334.br 18 . Comentários: CERTO. a Administração deverá restabelecer. a venda ou a prestação de serviços de forma mais vantajosa para a administração pública. o equilíbrio econômico-financeiro inicial (art.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ Comentários: CERTO. relativos a licitações públicas 335. (CESPE/TCU/2007) Julgue os itens que se seguem. Comentários: CERTO. 71. (CESPE/TCU/2007) A inexigibilidade de licitação ocorre sempre que houver impossibilidade jurídica de competição. julgue o item subseqüente. 65. Em havendo alteração unilateral do contrato que aumente os encargos do contratado.

acompanhada de prova de diretoria em exercício.00 Acima de R$ 1. no caso de empresa individual.666/1993 exige. consistirá em (art. decreto de autorização. estatuto ou contrato social em vigor. estatuto ou contrato social em vigor. (CESPE/TCU/2007) A escolha entre concorrência. ato constitutivo. 23) MODALIDADES DE LICITAÇÃO Convite Tomada de preços Concorrência OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA Até R$ 150. (CESPE/BASA/2007) A Lei n. tomada de preços e convite é determinada pelo valor estimado da contratação.000. no caso de sociedades civis. A documentação relativa à habilitação jurídica.br 19 • • Prof. conforme o caso.000. acompanhado de documentos de eleição de seus administradores. Anderson Luiz .00 337. Comentários: CERTO.00 COMPRAS E OUTROS SERVIÇOS Até R$ 80.com.500. Comentários: CERTO. existindo limites para obras e serviços de engenharia e para compra e serviços em cada uma das três modalidades. devidamente registrado.000. devidamente registrado. a apresentação do ato constitutivo.500.º 8.pontodosconcursos.000.CURSO ON-LINE LEI Nº 8.00 Até R$ 650. e. VALORES (art. 28): • • • cédula de identidade. em se tratando de empresa ou sociedade estrangeira em funcionamento no País.00 Acima de R$ 650. em se tratando de sociedades comerciais. e ato de registro ou autorização www. para a demonstração da habilitação jurídica de sociedade empresária.00 Até R$ 1.000. inscrição do ato constitutivo.000. no caso de sociedades por ações.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ 336. registro comercial.

condições de pagamento e penalidades d) preço. confidencialidade e objeto Comentários: De acordo com o art. condições de pagamento e confidencialidade b) preço. na forma da Lei n.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. a data e a taxa de câmbio para conversão. (CESPE/OAB/2006) Acerca de contratos administrativos.666/93. em caso de rescisão administrativa. a) objeto.br 20 . Os direitos e as responsabilidades das partes. 338. de entrega. preço.º 8. penalidades. quando a atividade assim o exigir. confidencialidade e penalidades c) objeto. Os casos de rescisão. preço.Lei de Licitações e Contratos Administrativos. quando exigidas. O crédito pelo qual correrá a despesa. condições de pagamento. são cláusulas necessárias em todo contrato as que estabeleçam: • • • O objeto e seus elementos característicos. As garantias oferecidas para assegurar sua plena execução. O regime de execução ou a forma de fornecimento.pontodosconcursos. conforme o caso. as penalidades cabíveis e os valores das multas. • • • • • • • Prof.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ para funcionamento expedido pelo órgão competente.com. quando for o caso. assinale a opção que apresenta somente cláusulas necessárias ao contrato administrativo. O preço e as condições de pagamento. com a indicação da classificação funcional programática e da categoria econômica. de observação e de recebimento definitivo. Anderson Luiz www. 55 da Lei nº 8. de conclusão. As condições de importação.666/1993 . os critérios de atualização monetária entre a data do adimplemento das obrigações e a do efetivo pagamento. data-base e periodicidade do reajustamento de preços. O reconhecimento dos direitos da Administração. condições de pagamento. Os prazos de início de etapas de execução. os critérios.

§2º). ao convite e à proposta do licitante vencedor. • REGRA Nos contratos celebrados pela Administração Pública com pessoas físicas ou jurídicas. julgue os itens subseqüentes. Logo. durante toda a execução do contrato.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. a resposta desta questão é a letra c. inclusive aquelas domiciliadas no estrangeiro. ou por agência estrangeira de cooperação.br 21 . Anderson Luiz www. inclusive aquelas domiciliadas no estrangeiro. A obrigação do contratado de manter. Nos contratos celebrados pela Administração Pública com pessoas físicas ou jurídicas. deverá constar necessariamente cláusula que declare competente o foro da sede da Administração para dirimir qualquer questão contratual (art. em compatibilidade com as obrigações por ele assumidas. 55. §2º). • Contratação com empresa estrangeira.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ • • • A vinculação ao edital de licitação ou ao termo que a dispensou ou a inexigiu. desde que para este caso tenha havido prévia autorização do Chefe do Poder Executivo. Prof. • Aquisição de bens e serviços realizada por unidades administrativas com sede no exterior. A legislação aplicável à execução do contrato e especialmente aos casos omissos. 55.com. para a compra de equipamentos fabricados e entregues no exterior. EXCEÇÕES • As licitações internacionais para a aquisição de bens e serviços cujo pagamento seja feito com o produto de financiamento concedido por organismo financeiro internacional de que o Brasil faça parte.pontodosconcursos. deverá constar necessariamente cláusula que declare competente o foro da sede da Administração para dirimir qualquer questão contratual (art. todas as condições de habilitação e qualificação exigidas na licitação. (CESPE/DATAPREV/2006) Acerca das licitações e contratos.

• Em se tratando de compras ou de locação de equipamentos: 9 Provisoriamente. permitida a contratação de subsidiá-lo (e não para substituí-lo) de atribuição (art. por servidor ou comissão designada pela autoridade competente. 73): • Em se tratando de obras e serviços: 9 Provisoriamente. devidamente justificados e previstos no edital (art. Comentários: CERTO. assinado pelas partes. Comentários: ERRADO. Prof. 73. pelo responsável por seu acompanhamento e fiscalização. Esse prazo não poderá ser superior a 90 dias.pontodosconcursos. Executado o contrato. deverá ser acompanhada e Administração especialmente terceiros para assisti-lo e informações pertinentes a essa 340. assinado pelas partes em até 15 (quinze) dias da comunicação escrita do contratado.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. salvo em casos excepcionais. Anderson Luiz www. A execução do contrato fiscalizada por um representante da designado.br 22 . (CESPE/DATAPREV/2006) A fiscalização deve ser exercida de forma direta pela administração da empresa ou órgão. o seu objeto será recebido (art. §3º). após o decurso do prazo de observação. após a verificação da qualidade quantidade do material e conseqüente aceitação.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ 339. ou vistoria que comprove a adequação do objeto aos termos contratuais. (CESPE/DATAPREV/2006) O recebimento provisório consiste na simples transferência da posse do bem ou dos resultados do serviço para a administração. para efeito de posterior conformidade do material com a especificação. 9 Definitivamente. mediante termo circunstanciado. mediante termo circunstanciado. 67). Não acarreta liberação integral do particular nem significa que a administração reconheça que o objeto é bom ou que a prestação foi executada corretamente. verificação da e 9 Definitivamente. pois a contratação de terceiros para o acompanhamento da atividade de fiscalização é proibida.com.

341. para fins de licitação. (CESPE/DATAPREV/2006) A regularidade fiscal.br 23 . dentro dos limites estabelecidos pela lei ou pelo contrato (art. após o decurso do prazo de observação. §2º). nem ético-profissional pela perfeita execução do contrato. DEFINITIVO Por servidor ou comissão designada pela autoridade competente. conforme o caso. Comentários: ERRADO. ou vistoria que comprove a adequação do objeto aos termos contratuais. 29): Prof.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. assinado pelas partes em até 15 dias da comunicação escrita do contratado. RECEBIMENTO DE COMPRAS OU LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOS PROVISÓRIO DEFINITIVO Para efeito de posterior verificação Após a verificação da qualidade e da conformidade do material com a quantidade do material e especificação conseqüente aceitação O recebimento provisório ou definitivo não exclui a responsabilidade civil pela solidez e segurança da obra ou do serviço.com. mediante termo circunstanciado.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ RECEBIMENTO DE OBRAS E SERVIÇOS PROVISÓRIO Pelo responsável por seu acompanhamento e fiscalização. IMPORTANTE: O recebimento provisório ou definitivo do objeto contratado não exclui a responsabilidade civil do fornecedor pela solidez e segurança da obra ou do serviço. consistirá em (art. não abrange o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). mediante termo circunstanciado. assinado pelas partes.pontodosconcursos. A documentação relativa à regularidade fiscal. 73. Anderson Luiz www.

demonstrando situação regular no cumprimento dos encargos sociais instituídos por lei. ou outra equivalente. cuja aquisição haja derivado de procedimentos judiciais ou de dação em pagamento. suspensão temporária de participação em licitação e impedimento de contratar com a Administração. na compra ou alienação de bens imóveis. 87): • • • advertência. pertinente ao seu ramo de atividade e compatível com o objeto contratual. Comentários: CERTO. Comentários: CERTO. qualquer que seja o valor de seu objeto. (CESPE/DATAPREV/2006) Constitui sanção administrativa a declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a administração pública enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promovida a reabilitação perante a própria autoridade que aplicou a penalidade. prova de regularidade para com a Fazenda Federal.br 24 . relativo ao domicílio ou sede do licitante.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ • • prova de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) ou no Cadastro Geral de Contribuintes (CGC). prova de regularidade relativa à Seguridade Social e ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). na forma da lei. na forma prevista no instrumento convocatório ou no contrato. prova de inscrição no cadastro de contribuintes estadual ou municipal.com.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. • • 342. multa. garantida a prévia defesa. §3º). poderão ser alienados por ato da autoridade competente.pontodosconcursos. Prof. Anderson Luiz www. aplicar ao contratado as seguintes sanções (art. por prazo não superior a 2 anos. se houver. Pela inexecução total ou parcial do contrato a Administração poderá. 343. que também podem ser alienados por leilão (art. A concorrência é a modalidade de licitação cabível. (CESPE/DATAPREV/2006) Bens imóveis da administração pública. Estadual e Municipal do domicílio ou sede do licitante. ressalvado os imóveis adquiridos mediante procedimento judicial ou dação em pagamento. 23. sob a modalidade de concorrência ou leilão.

Comentários: a CERTO. Concurso. Comentários: ERRADO. Anderson Luiz www.pontodosconcursos. 22): Concorrência. MODALIDADES (C3LT) (procedimentos a serem adotados) Concorrência Concurso Convite Leilão Tomada de Preços 345. Prof. São modalidades de licitação (C3LT) (art. Leilão e Tomada de Preços.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ • declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administração Pública enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promovida a reabilitação perante a própria autoridade que aplicou a penalidade. Logo.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. (CESPE/DESO-SE/2006) Na licitação pela modalidade tomada de preços. somente podem participar concorrentes cadastrados antes da publicação do edital de licitação. Convite.com. a tomada de preços.br 25 . o concurso e o leilão. (CESPE/DATAPREV/2006) São modalidades de licitação: concorrência. 344. o convite. as modalidades de licitação definem os procedimentos a serem adotados.

Leilão É a modalidade de licitação entre quaisquer interessados para a venda de bens móveis inservíveis para a administração ou de produtos legalmente apreendidos ou penhorados. um veículo automotor de propriedade da União que se tenha tornado inservível pode ser vendido a qualquer cidadão.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ Tomada de Preços É a modalidade de licitação entre interessados devidamente cadastrados ou que atenderem a todas as condições exigidas para cadastramento até o terceiro dia anterior à data do recebimento das propostas.pontodosconcursos. 22. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) administrativos. a quem oferecer o maior lance. (CESPE/AGU/2002) Mediante leilão. Anderson Luiz www. igual ou superior ao valor da avaliação (art. cuja aquisição haja derivado de procedimentos judiciais ou de dação em pagamento. ou a alienação de bens imóveis da Administração Pública. IMPORTANTE: No leilão.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. julgue os itens que se seguem. a venda de produtos legalmente apreendidos ou penhorados. 22. §5º). §2º). 346. ou para a alienação de bens imóveis da Administração Pública.com. a administração tem por objetivo: • • • a venda de bens móveis inservíveis. cuja aquisição haja derivado de procedimentos judiciais ou de dação em pagamento. observada a necessária qualificação (art. Comentários: CERTO.br 26 . Acerca dos contratos Prof.

conforme definido pelo Ministério da Fazenda. e desde que prevista no instrumento convocatório.pontodosconcursos. Comentários: Prof. Anderson Luiz www. para melhor adequação às finalidades de interesse público. §1º): • Caução em dinheiro ou em títulos da dívida pública. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) Caução em dinheiro.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. • • 349. segurogarantia e fiança bancária são modalidades de garantia que o contratado pode escolher.666/93. em cada caso. mediante registro em sistema centralizado de liquidação e de custódia autorizado pelo Banco Central do Brasil e avaliados pelos seus valores econômicos. 348. devendo estes ter sido emitidos sob a forma escritural. Comentários: CERTO. I).com. serviços e compras (Lei nº 8. Fiança bancária. Seguro-garantia. O regime jurídico dos contratos administrativos instituídos pela Lei nº 8. o instrumento de contrato é obrigatório. 58.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ 347. 56. 56).666/93 confere à Administração a prerrogativa de modoficálos. Caberá ao contratado optar por uma das seguintes modalidades de garantia (art. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) Nos casos de concorrência e tomada de preços.br 27 . unilateralmente. respeitados os direitos do contratado (art. A critério da autoridade competente. respeitados os direitos do contrato. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) A administração pública tem prerrogativa para alterar unilateralmente os contratos administrativos para melhor adequá-los às finalidades de interesse público. poderá ser exigida prestação de garantia nas contratações de obras. se lhe for exigido pela autoridade competente e se estiver previsto no instrumento convocatório. Comentários: CERTO. art.

deveria produzir. tais como carta-contrato.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ CERTO. 59). nota de empenho de despesa. pode impugnar o respectivo edital. não retroagem os seus efeitos para desconstituir os fatos já produzidos. bem como nas dispensas e inexigibilidades cujos preços estejam compreendidos nos limites destas duas modalidades de licitação. O instrumento de contrato é facultativo nos demais em que a Administração puder substituí-lo por outros instrumentos hábeis. Comentários: ERRADO.com. • 350. julgue os itens que se seguem. além de desconstituir os já produzidos (art. bem como nas dispensas e inexigibilidades cujos preços estejam compreendidos nos limites destas duas modalidades de licitação. e facultativo nos demais em que a Administração puder substituí-lo por outros instrumentos hábeis. 62).br 28 . (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) Declarada a nulidade do contrato administrativo resultante de certame licitatório. ordinariamente. Anderson Luiz www. autorização de compra ou ordem de execução de serviço (art. autorização de compra ou ordem de execução de serviço. tais como carta-contrato.pontodosconcursos.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. 351. que não tenha participado de procedimento licitatório promovido pela Secretaria da Fazenda do Paraná. O instrumento de contrato é obrigatório nos casos de concorrência e de tomada de preços. nota de empenho de despesa. IMPORTANTE: • O instrumento de contrato é obrigatório nos seguintes casos: concorrência e de tomada de preços. A declaração de nulidade do contrato administrativo opera retroativamente impedindo os efeitos jurídicos que ele. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) Com relação ao processo licitatório. Comentários: Prof. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) Um cidadão comum.

condições Prof.local onde poderá ser examinado e adquirido o projeto básico. bem como para início da abertura dos envelopes.br . 41.666/93.condições para participação na licitação. e forma de apresentação das propostas. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) A descrição sucinta e clara do objeto da licitação no edital é ato dispensável para o regular funcionamento do certame licitatório. com disposições claras e parâmetros objetivos. informações e esclarecimentos relativos à licitação e às condições para atendimento das obrigações necessárias ao cumprimento de seu objeto. IX . e indicará. §1º).666/93. em descrição sucinta e clara. 27 a 31 desta Lei. em conformidade com os arts. V .locais. VII .critério para julgamento. II . ART. 352. horários e códigos de acesso dos meios de comunicação à distância em que serão fornecidos elementos. obrigatoriamente. o seguinte: I . III . O pedido de impugnação deverá ser protocolado até 5 dias úteis antes da data fixada para a abertura dos envelopes de habilitação. a modalidade. Comentários: ERRADO.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ CERTO. IV . 64 desta Lei. o local. Qualquer cidadão é parte legítima para impugnar edital de licitação por irregularidade na aplicação da Lei nº 8. o nome da repartição interessada e de seu setor. 40: O edital conterá no preâmbulo o número de ordem em série anual. como previsto no art.sanções para o caso de inadimplemento. LEI Nº 8. a menção de que será regida por esta Lei. para execução do contrato e para entrega do objeto da licitação.pontodosconcursos. Anderson Luiz equivalentes de pagamento entre empresas 29 www. dia e hora para recebimento da documentação e proposta. o regime de execução e o tipo da licitação.CURSO ON-LINE LEI Nº 8.com.prazo e condições para assinatura do contrato ou retirada dos instrumentos. VIII . VI . A Administração deverá julgar e responder à impugnação em até 3 dias úteis (art.objeto da licitação.se há projeto executivo disponível na data da publicação do edital de licitação e o local onde possa ser examinado e adquirido.

Anderson Luiz www.666/93.pontodosconcursos. ressalvado o disposto nos parágrafos 1º e 2º do art. por eventuais atrasos. quando for o caso. 48. Comentários: ERRADO. §1º). XVII . e descontos. Quando for permitido ao licitante estrangeiro cotar preço em moeda estrangeira.limites para pagamento de instalação e mobilização para execução de obras ou serviços que serão obrigatoriamente previstos em separado das demais parcelas. admitida a adoção de índices específicos ou setoriais. etapas ou tarefas. permitida a fixação de preços máximos e vedados a fixação de preços mínimos.condições de recebimento do objeto da licitação. XIII .outras indicações específicas ou peculiares da licitação. X . desde a data prevista para apresentação da proposta. conforme o caso. b) cronograma de desembolso máximo por período. XIV .o critério de aceitabilidade dos preços unitário e global. prevendo: a) prazo de pagamento não superior a 30 dias. ou do orçamento a que essa proposta se referir. desde a data final do período de adimplemento de cada parcela até a data do efetivo pagamento. art.com. por eventuais antecipações de pagamentos. igualmente o poderá fazer o licitante brasileiro (Lei nº 8. até a data do adimplemento de cada parcela. que deverá retratar a variação efetiva do custo de produção.condições de pagamento. no caso de licitações internacionais. Prof. em conformidade com a disponibilidade de recursos financeiros. 42. c) critério de atualização financeira dos valores a serem pagos. XV .instruções e normas para os recursos previstos nesta Lei. d) compensações financeiras e penalizações.critério de reajuste. XI . 353.br 30 .CURSO ON-LINE LEI Nº 8. e) exigência de seguros.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ brasileiras e estrangeiras. critérios estatísticos ou faixas de variação em relação a preços de referência. XVI . contado a partir da data final do período de adimplemento de cada parcela. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) Os editais que tratarem de concorrência internacional não poderão permitir aos licitantes estrangeiros cotar preços em moeda estrangeira.

observada a necessária qualificação (art. 355.666/1993. bem como as dos contratos. Prof. a Administração poderá utilizar a tomada de preços e. 23.br 31 . 38.º 8.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ 354. Anderson Luiz www. compras e serviços podem ser contratados pela administração pública sob diferentes modalidades de licitação: concorrência. em face do valor estimado da contratação. As minutas de editais de licitação. convênios ou ajustes devem ser previamente examinadas e aprovadas por assessoria jurídica da Administração (art. 22. tomada de preços ou convite. §2º). Nos casos em que couber convite. a concorrência (art. Comentários: ERRADO. 356. parágrafo único). (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) As minutas de editais de licitação deverão ser previamente examinadas e aprovadas por assessoria jurídica da administração.com. Comentários: CERTO.pontodosconcursos.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. Tomada de Preços É a modalidade de licitação entre interessados devidamente cadastrados ou que atenderem a todas as condições exigidas para cadastramento até o terceiro dia anterior à data do recebimento das propostas. §4º). conforme previsão na Lei n. a administração não poderá realizar a licitação por meio de qualquer uma das outras. Comentários: ERRADO. em qualquer caso. (CESPE/INSS/1998) Obras. Quando porém. acordos. o objeto licitado for enquadrável em uma dessas modalidades. (CESPE/INSS/1998) A tomada de preços é modalidade de licitação em que somente poderão participar oferecendo propostas as pessoas cadastradas no órgão ou entidade licitante antes da publicação do edital.

qualificação técnica. exclusivamente. documentação relativa à habilitação jurídica. cópia do instrumento convocatório e o estenderá aos demais cadastrados na correspondente especialidade que manifestarem seu interesse com antecedência de até 24 horas da apresentação das propostas (art. cadastrados ou não. 22. Convite. sejam observados os limites de valor de cada modalidade. Comentários: CERTO. §3º).666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ 357. 359. Leilão e Tomada de Preços. Convite É a modalidade de licitação entre interessados do ramo pertinente ao seu objeto. é licito exigiremse dos interessados. 358. Comentários: ERRADO. art. a empresa previamente cadastrada poderá apresentar proposta na licitação. (CESPE/INSS/1998) É licita a combinação de diferentes modalidades de licitação. Concurso. qualificação econômico-financeira e regularidade fiscal. Para a habilitação nas licitações será exigida dos interessados. (CESPE/INSS/1998) Para a habilitação nas licitações. em local apropriado. desde que o objeto licitado seja adequadamente dividido e. conseqüentemente.666/93. exclusivamente. Comentários: CERTO. É vedada a criação de outras modalidades ou a combinação delas (Lei nº 8.com. 22. sob a modalidade convite. 27): Prof. documentação relativa a (art.CURSO ON-LINE LEI Nº 8.br 32 . (CESPE/INSS/1998) Ainda que não tenha sido convidada.pontodosconcursos. a qual afixará. §8º). Anderson Luiz www. 22): Concorrência. escolhidos e convidados em número mínimo de 3 pela unidade administrativa. São modalidades de licitação (C3LT) (art.

pontodosconcursos. palestras e outros eventos promovidos pela Administração Pública. regularidade fiscal. mesmo após a abertura das propostas dos licitantes. 43. a partir de 14 anos. salvo na condição de aprendiz. Anderson Luiz www. AGRADECIMENTO: Amigos(as). Comentários: CERTO. sempre! Boa sorte! Muito Obrigado! Até breve. Nunca desistam de seus sonhos! Ficarei extremamente orgulhoso quando encontrá-los(as) em cursos.com. (CESPE/INSS/1998) A lei admite que a administração desclassifique concorrentes por motivo relacionado à habilitação. Cumprimento com relação à proibição de trabalho noturno. perigoso ou insalubre a menores de 18 anos e de qualquer trabalho a menores de 16 anos. salvo em razão de fatos supervenientes ou só conhecidos após o julgamento (art.br) Prof. qualificação técnica. rs). mas somente em razão de fatos supervenientes ou só conhecidos após o julgamento.com. Contem comigo. 360. Anderson Luiz (anderson@pontodosconcursos. §5º).666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ • • • • • habilitação jurídica. Portanto. tenho a sensação de dever cumprido (espero que vocês também. qualificação econômico-financeira. Ao encerrar a última aula de nosso curso.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. o licitante em questão pode ser desclassificado com base em tal fato. Por isso.br 33 . Ultrapassada a fase de habilitação dos concorrentes e abertas as propostas. só me resta pedir que sejam perseverantes na busca de seus objetivos. sem prejuízo para a validade do processo. não cabe desclassificá-los por motivo relacionado com a habilitação.

(CESPE/DPE-AL/2009) A administração pública pode rescindir unilateralmente o contrato por motivo de interesse público. não havendo qualquer óbice a ser suscitado pelo contratado em face de tal exigência.00. Anderson Luiz www. por se tratar de prerrogativa do poder público nos contratos administrativos que celebra. quaisquer acréscimos ou supressões em obras.666/1993.com. 306. nas mesmas condições fixadas no contrato. (CESPE/TCE-RN/2009) A administração pública poderá exigir do contratado a prestação de garantia nas contratações de obras.º 8.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ LISTA DAS QUESTÕES COMENTADAS NESTA AULA 301. serviços e compras. este poderá arguir a cláusula da exceção do contrato não cumprido contra a administração. 304.000. no valor de até R$ 4. (CESPE/ANAC/2009) Os efeitos produzidos pela declaração de nulidade do contrato administrativo não são retroativos. que não poderá exceder.br 34 . 303. desde que destinada à realização de pequenas compras de pronto pagamento feitas em regime de adiantamento. serviços ou compras. (CESPE/ANAC/2009) A administração possui a prerrogativa de ocupar provisoriamente bens móveis e imóveis vinculados ao objeto do contrato. (CESPE/MPOG/2009) Entre as cláusulas de privilégio conferidas à administração. regra geral. encontra-se o direito de exigir que o contratado realize. circunstância que lhe impõe o dever de ressarcir o contratado dos prejuízos regularmente comprovados. (CESPE/ANAC/2009) Quanto aos contratos administrativos celebrados em conformidade com a Lei n. (CESPE/TCE-RN/2009) Admite-se a contratação verbal com a administração pública. 302. 305.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. a fim de suspender a execução do contrato ou até mesmo solicitar a sua rescisão. (CESPE/TCE-RN/2009) Se a administração pública estiver em mora por sessenta dias nos pagamentos a serem efetuados ao contratado. julgue os itens que se seguem. Prof. nos casos de serviços essenciais que envolvam rescisão do contrato administrativo. 20% do valor do contrato.pontodosconcursos. 307.

Anderson Luiz www. salvo o de pequenas compras de pronto pagamento. no caso de obras. configurando-se área econômica extraordinária e extracontratual. (CESPE/ANAC/2009) Os contratos administrativos poderão ser alterados. 313. na hipótese de sobrevirem fatos imprevisíveis. (CESPE/ANAC/2009) A administração pública responde solidariamente com o contratado pelos encargos previdenciários resultantes da execução do contrato.com. (CESPE/TCU/2009) A ocorrência de caso fortuito ou de força maior que. até 25% do valor inicial atualizado do contrato. na hipótese de atraso injustificado. pela administração. ou. 314. (CESPE/TCU/2009) Aplica-se aos contratos administrativos a exceptio non adimpleti contractus. 309. 311.br 35 .666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ 308. 310. julgue os itens subsequentes.pontodosconcursos.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. feitas em regime de adiantamento. dos pagamentos devidos pela administração pública. em caso de força maior. (CESPE/ANAC/2009) Em nenhuma hipótese é possível a celebração de contrato verbal com a administração em razão do rígido formalismo exigido. retardadores ou impeditivos da execução do ajustado. assim entendidas as que tenham até determinado valor previsto em lei. para acrescer ou diminuir. por ato unilateral e escrito. serviços e compras. serviço ou fornecimento. unilateralmente. quantitativamente. superior a 90 dias. (CESPE/TCU/2009) É possível a alteração unilateral pela administração Prof. caso fortuito ou fato do príncipe. regularmente comprovada. porém de consequências incalculáveis. seja impeditiva da execução do contrato autoriza a rescisão do contrato. (CESPE/TCU/2009) É nulo e de nenhum efeito o contrato verbal com a administração. 315. por parte da administração. objetivando a manutenção do equilíbrio econômico-financeiro inicial do contrato. ainda. 312. (CESPE/TCU/2009) Com relação aos contratos administrativos. ou previsíveis. (CESPE/TCU/2009) É permitida a alteração unilateral dos contratos administrativos para o restabelecimento da relação que as partes pactuaram inicialmente entre os encargos do contratado e a retribuição da administração para a justa remuneração da obra. a fim de evitar abusos e prejuízos ao erário.

º 8. para os seus acréscimos. mesmo sem a prévia concordância do contratado. (CESPE/MI/2009) O regime jurídico dos contratos administrativos confere à administração a prerrogativa de modificá-los unilateralmente. (CESPE/MI/2009) Na prestação de serviços a serem executados de forma contínua. Anderson Luiz www. 319. (CESPE/INMETRO/2009) Julgue os itens que se seguem. sob pena de invalidade. mas não permite rescindi-los em qualquer caso em decisão unilateral. com vistas à obtenção de preços e condições mais vantajosos para a administração. 317. 318.br 36 . desde que as demais cláusulas do contrato e o equilíbrio econômico financeiro sejam mantidos.666/1993.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ pública do contrato administrativo celebrado na hipótese de reforma de edifício. 316. bem como nas situações de dispensa e inexigibilidade cujos preços estejam compreendidos nos limites destas duas modalidades de licitação.com. acerca de contratos e convênios no setor público. (Inédita) O instrumento de contrato será obrigatório quando a licitação ocorrer na modalidade de concorrência e de tomada de preços. até o limite de 50% do valor inicial atualizado do contrato. 320. (CESPE/INMETRO/2009) Se determinada autarquia realizar legalmente um contrato administrativo para reforma de seu edifício sede. a comissão pode promover Prof. a administração poderá prorrogar o prazo de entrega da obra por meio de alteração unilateral do contrato. mas ocorrer acréscimo de 40% do valor inicial contratado. 322.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. (CESPE/TRF-5ªRegião/2009) No procedimento previsto na Lei n. (CESPE/TRE-MA/2009) Os contratos administrativos devem ser formalizados por instrumento lavrado em cartório de notas. é permitida a prorrogação do contrato por períodos iguais e sucessivos. até o máximo de 60 meses. (CESPE/TCU/2009) Como exemplo de prerrogativa ou poder exorbitante da administração pública. esta poderá alterar as cláusulas econômico-financeiras e monetárias dos contratos administrativos. com vistas à melhor adequação às finalidades do interesse público.pontodosconcursos. em qualquer fase da licitação. 321.

324.com. somente são possíveis se expressamente previstas no edital e no contrato. que versam sobre os contratos administrativos e sobre a Lei n. (CESPE/DFTRANS/2008) Além de garantir a observância do princípio constitucional da isonomia. 328. 327. (CESPE/OAB/2008) A ilegalidade no procedimento da licitação vicia também o próprio contrato. como condição para que o contrato adquira eficácia. mas deve ser registrada em termo aditivo. a associação do contratado com outrem.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ diligências destinadas a complementar a instrução do processo. da íntegra do contrato. a licitação é dispensável ao ser contratado serviço de fornecimento de energia elétrica junto a concessionário. de modo que. (CESPE/DFTRANS/2008) Julgue os itens subseqüentes. do objeto do contrato. total ou parcial. 326.666/1993 . a licitação deve ser julgada em conformidade com os princípios básicos da legalidade. permitindo. 323. no Diário Oficial. a juntada posterior de documento que deveria constar originariamente da proposta. no prazo máximo de 30 dias a contar da data da assinatura. este terá de ser anulado. (CESPE/OAB/2008) A respeito da disciplina legal relativa aos contratos administrativos.º 8. Prof. bem como a cessão ou transferência. inclusive. (CESPE/TRF-5ªRegião/2009) A variação do valor contratual para fazer face ao reajuste de preços e às atualizações decorrentes das condições de pagamento previstas no contrato não caracteriza alteração da avença.Lei de Licitações. 325.br 37 . da publicidade e da vinculação ao instrumento convocatório. já que aquele procedimento é condição de validade deste. da impessoalidade. Anderson Luiz www. inclui-se a que exige a publicação.pontodosconcursos. (CESPE/DFTRANS/2008) Nos termos da legislação específica. total ou parcial. ainda que a referida ilegalidade seja apurada depois de celebrado o contrato. julgue os itens a seguir. (CESPE/OAB/2008) A subcontratação.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. (CESPE/OAB/2008) Entre as normas referentes ao aspecto formal.

c) a lentidão do cumprimento de uma obra. b) a supressão. a tomada de preços e a concorrência são modalidades de licitação. por parte da administração. serviço ou fornecimento. 334.pontodosconcursos. (CESPE/IEMA-ES/2007) Quanto às licitações e aos contratos administrativos. 332. 331. (CESPE/IEMA-ES/2007) Na hipótese de a administração pública alterar unilateralmente contrato administrativo. serviços ou compras. 330. (CESPE/IEMA-ES/2007) Para a habilitação nas licitações. de obras. (CESPE/OAB/2007) Os motivos para rescisão determinada por ato unilateral e escrito da administração não incluem a) razão de interesse público.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ 329. é exigível a regularidade fiscal. julgue os itens subseqüentes. (CESPE/IEMA-ES/2007) A Administração e o contratado são solidariamente responsáveis pelos encargos previdenciários resultantes da execução do contrato administrativo. (CESPE/DFTRANS/2008) Em ordem crescente de limites para a contratação. (CESPE/IEMA-ES/2007) É inexigível a licitação para a contratação de organizações sociais para realização de contratos de gestão. Anderson Luiz www. 333.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. justificada e determinada pela máxima autoridade da esfera administrativa a que está subordinado o contratante e exarada no processo administrativo a que se refere o contrato. terá esse particular direito ao restabelecimento do equilíbrio econômico-financeiro existente no início da avença. nos prazos estipulados. acarretando modificação do valor inicial do contrato além do limite previsto em lei.com. o convite. d) atraso injustificado no início de obra.br 38 . de alta relevância e amplo conhecimento. relativos a licitações públicas Prof. (CESPE/TCU/2007) Julgue os itens que se seguem. em que a administração comprove a impossibilidade da conclusão da obra. do serviço ou do fornecimento. acarretando aumento de encargos para o particular.

julgue o item subseqüente. 338.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ 335. 337. (CESPE/DATAPREV/2006) A fiscalização deve ser exercida de forma direta pela administração da empresa ou órgão. (CESPE/TCU/2007) A licitação é um procedimento administrativo formal que objetiva a aquisição. julgue os itens subseqüentes. para a demonstração da habilitação jurídica de sociedade empresária. assinale a opção que apresenta somente cláusulas necessárias ao contrato administrativo. existindo limites para obras e serviços de engenharia e para compra e serviços em cada uma das três modalidades. tomada de preços e convite é determinada pelo valor estimado da contratação. preço.º 8. enquanto a dispensa de licitação tem lugar em contexto de viabilidade jurídica de competição. Acerca da escolha da modalidade de licitação. 339. (CESPE/TCU/2007) A escolha entre concorrência.pontodosconcursos. estatuto ou contrato social em vigor. pois a contratação de terceiros para o acompanhamento da atividade de fiscalização é proibida. penalidades. confidencialidade e objeto (CESPE/DATAPREV/2006) Acerca das licitações e contratos.br 39 .666/1993 .com. Não acarreta liberação integral do particular nem significa que a Prof. (CESPE/DATAPREV/2006) O recebimento provisório consiste na simples transferência da posse do bem ou dos resultados do serviço para a administração. a) objeto. preço. 340. devidamente registrado. confidencialidade e penalidades c) objeto. condições de pagamento e confidencialidade b) preço.Lei de Licitações e Contratos Administrativos. a venda ou a prestação de serviços de forma mais vantajosa para a administração pública. condições de pagamento e penalidades d) preço. 336.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. (CESPE/OAB/2006) Acerca de contratos administrativos. condições de pagamento. (CESPE/TCU/2007) A inexigibilidade de licitação ocorre sempre que houver impossibilidade jurídica de competição.666/1993 exige.º 8. condições de pagamento. na forma da Lei n. Anderson Luiz www. a apresentação do ato constitutivo. (CESPE/BASA/2007) A Lei n.

o convite. (CESPE/DESO-SE/2006) Na licitação pela modalidade tomada de preços. cuja aquisição haja derivado de procedimentos judiciais ou de dação em pagamento. 348. Acerca dos contratos 347. sob a modalidade de concorrência ou leilão. segurogarantia e fiança bancária são modalidades de garantia que o contratado pode escolher. Prof. (CESPE/DATAPREV/2006) Bens imóveis da administração pública. respeitados os direitos do contrato. um veículo automotor de propriedade da União que se tenha tornado inservível pode ser vendido a qualquer cidadão. (CESPE/AGU/2002) Mediante leilão. poderão ser alienados por ato da autoridade competente. o concurso e o leilão. 343. 344. (CESPE/DATAPREV/2006) São modalidades de licitação: concorrência. somente podem participar concorrentes cadastrados antes da publicação do edital de licitação.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ administração reconheça que o objeto é bom ou que a prestação foi executada corretamente. a 345. se lhe for exigido pela autoridade competente e se estiver previsto no instrumento convocatório. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) A administração pública tem prerrogativa para alterar unilateralmente os contratos administrativos para melhor adequá-los às finalidades de interesse público. 342. 346.br 40 . (CESPE/DATAPREV/2006) Constitui sanção administrativa a declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a administração pública enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promovida a reabilitação perante a própria autoridade que aplicou a penalidade.pontodosconcursos. 341. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) administrativos.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. julgue os itens que se seguem. (CESPE/DATAPREV/2006) A regularidade fiscal. Anderson Luiz www. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) Caução em dinheiro.com. a tomada de preços. para fins de licitação. não abrange o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

compras e serviços podem ser contratados pela administração pública sob diferentes modalidades de licitação: concorrência. pode impugnar o respectivo edital. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) A descrição sucinta e clara do objeto da licitação no edital é ato dispensável para o regular funcionamento do certame licitatório. em face do valor estimado da contratação. a administração não poderá realizar a licitação por meio de qualquer uma das outras. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) Os editais que tratarem de concorrência internacional não poderão permitir aos licitantes estrangeiros cotar preços em moeda estrangeira. (CESPE/INSS/1998) A tomada de preços é modalidade de licitação em que somente poderão participar oferecendo propostas as pessoas cadastradas no órgão ou entidade licitante antes da publicação do edital.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ 349.br 41 .com. Anderson Luiz www.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. (CESPE/INSS/1998) Obras. 355.pontodosconcursos. não retroagem os seus efeitos para desconstituir os fatos já produzidos.º 8. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) Um cidadão comum. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) Declarada a nulidade do contrato administrativo resultante de certame licitatório. Prof. que não tenha participado de procedimento licitatório promovido pela Secretaria da Fazenda do Paraná. 352. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) Com relação ao processo licitatório. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) As minutas de editais de licitação deverão ser previamente examinadas e aprovadas por assessoria jurídica da administração. 354. julgue os itens que se seguem. (CESPE/PARANÁ PREVIDÊNCIA/2002) Nos casos de concorrência e tomada de preços. 351. Quando porém. 353. conforme previsão na Lei n. tomada de preços ou convite. o instrumento de contrato é obrigatório.666/1993. o objeto licitado for enquadrável em uma dessas modalidades. 350. 356.

sejam observados os limites de valor de cada modalidade. 359. 360.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ 357. sob a modalidade convite. mas somente em razão de fatos supervenientes ou só conhecidos após o julgamento. a empresa previamente cadastrada poderá apresentar proposta na licitação. exclusivamente. (CESPE/INSS/1998) A lei admite que a administração desclassifique concorrentes por motivo relacionado à habilitação. qualificação técnica. mesmo após a abertura das propostas dos licitantes. conseqüentemente. (CESPE/INSS/1998) É licita a combinação de diferentes modalidades de licitação. (CESPE/INSS/1998) Para a habilitação nas licitações. desde que o objeto licitado seja adequadamente dividido e. GABARITO 301-C 311-C 321-E 331-C 341-E 351-C 302-C 312-C 322-E 332-E 342-C 352-E 303-E 313-E 323-E 333-C 343-C 353-E 304-E 314-C 324-C 334-C 344-C 354-C 305-E 315-C 325-C 335-C 345-E 355-E 306-C 316-E 326-E 336-C 346-C 356-E 307-E 317-C 327-C 337-C 347-C 357-C 308-E 318-E 328-C 338-C 348-C 358-E 309-C 319-C 329-C 339-E 349-C 359-C 310-C 320-C 330-B 340-C 350-E 360-C Prof.com. Anderson Luiz www. (CESPE/INSS/1998) Ainda que não tenha sido convidada.br 42 . qualificação econômico-financeira e regularidade fiscal. documentação relativa à habilitação jurídica.pontodosconcursos.CURSO ON-LINE LEI Nº 8. 358. é licito exigiremse dos interessados.

Manual de Direito Administrativo. Salvador: 2008.666/93 EM EXERCÍCIOS (CESPE) CURSO REGULAR PROFESSOR: ANDERSON LUIZ BIBLIOGRAFIA ALEXANDRINO. São Paulo: Método. Marçal. Maria Sylvia Zanella. 2009. José dos Santos. 2009. Dirley da. Direito Administrativo.CURSO ON-LINE LEI Nº 8.br 43 . São Paulo: Atlas. Gustavo. 2010. Marcelo. 2008. MEIRELLES. 2008. São Paulo: Dialética. São Paulo: Malheiros. Direito Administrativo Brasileiro. CUNHA JÚNIOR. 2010. Curso de Direito Administrativo. Prof. 2008. Direito Administrativo BARCHET. Rio de Janeiro: Lumen Juris. Descomplicado. Comentários à Lei de Licitações e Contratos Administrativos. Curso de Direito Administrativo. São Paulo: Dialética. Celso Antônio Bandeira de. CARVALHO FILHO. Marçal. JUSTEN FILHO. JUSTEN FILHO. São Paulo: Malheiros. DI PIETRO. Hely Lopes.com.pontodosconcursos. MELLO. Anderson Luiz www. 2008. Rio de Janeiro: Elsevier. Pregão: Comentários à Legislação do Pregão Comum e Eletrônico. Direito Administrativo. Vicente. PAULO.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful