Introdução à macroeconomia

O que é Macroeconomia? A macroeconomia é o estudo dos agregado econômicos no curto prazo. É a teoria da renda, do emprego, do juro, da moeda, no nível geral de preços e das flutuações econômicas. A macroeconomia é o estudo da economia como um todo. A abordagem agregada distingue-se da abordagem das decisões particulares microeconômicas. Possui uma lógica distinta de que guia os agentes individuais na busca por sua satisfação máxima com esforço mínimo, sendo o movimento do agregado distinto do particular. Porque estudar Macroeconomia? I) Explicar os eventos econômicos: • Por que o Brasil é superavitário no Balanço Comercial? • Por que a taxa de desemprego vem aumentando? • Por que os juros são altos? • Por que a economia cresce mais ou menos de um ano para outro? • Por que a taxa de investimento é baixa? • Será que a inflação vai aumentar? Esses, dentre outros, são fatos que atuam sobre a vida de todos interferindo no poder de compra da moeda, nas condições de crédito, trabalho e rendimento. Na política as questões macroeconômicas estão no centro do palco. O sucesso de uma política macroeconômica pode eleger presidentes. Uma crise social afeta o governo, uma crise macroeconômica, derruba. II) Buscar soluções: • Propor política e ajustes macroeconômicos; • Evitar prejuízos e obter oportunidades nos movimentos conjunturais da economia. III) Prever o futuro? A capacidade do economista prever o futuro é a mesma do meteorologista em prever o tempo mês que vem. A macroeconomia é uma caixinha de surpresas. Não é uma ciência exata como a astronomia ou a física. Objetivos da Macroeconomia Analisar o comportamento dos agregados e a adoção de políticas econômicas no curto prazo para:

•Algum sistema intermediário. •Complexo de unidades de produção. Esses são objetivos alcançáveis no longo prazo. a distribuição de renda. ou economia centralizada. jurídicas. A partir de 1930 predominou sistemas de economia mista. •Conjunto de instituições políticas. Os conceitos de Produto. •Sistema socialista. •Até o início do século XX. distribuição e consumo de todos os bens e serviços que as pessoas utilizam buscando uma melhoria no padrão de vida e bemestar. O domínio desses conceitos constitui-se em um pré-requisito para o entendimento dos modelos macroeconômicos. econômicas e sociais. ou economia de mercado. . social e econômica pela qual está organizada uma sociedade. Os elementos básicos de um sistema econômico são: •Estoque de recursos produtivos ou fatores de produção. para os quais a política macroeconômica deve estar vinculada. além de serem os determinantes do cálculo do Produto Interno Bruto (PIB). É um particular sistema de organização da produção. Sistemas Econômicos Pode ser definido como sendo a forma política. o desenvolvimento tecnológico ou a sustentabilidade ambiental. ou ainda economia planificada. Classificação dos sistemas econômicos: •Sistema capitalista . prevalecia nas economias ocidentais o Sistema de Concorrência Pura (Liberalismo).Obter: Crescimento Econômico Emprego Estabilidade dos preços Disponibilidade de crédito Elevação dos investimentos Estabilidade no Balanço de Pagamentos Combater: Recessão Desemprego e ociosidade Inflação Crises de financiamento Elevação da Especulação Instabilidade Cambial e externa Não são objetivos básicos da macroeconomia o desenvolvimento econômico. Renda e Despesa Agregados representam importantes medidas de desempenho econômico e bem estar da sociedade.

nas áreas de infraestrutura.” Funcionamento de uma economia de mercado: fluxos reais e monetários.“Prevalecem as força de mercado. tanto na alocação e distribuição de recursos como na própria produção de bens e serviços. Fluxo real da economia Demanda Mercado de bens e serviços Oferta Famílias Empresas Oferta Mercado de fatores de produção Demanda Fluxo monetário da economia Pagamento dos bens e serviços Famílias Empresas Remuneração dos fatores de produção Unindo os fluxos real e monetário da economia temos o chamado . saneamento e telecomunicações. mas com a atuação do Estado. energia.

também chamado de fluxo básico. . é o que se estabelece entre famílias e empresas. bem como o setor externo. Mercado de bens e Oferta de bens e serviços O quê e quanto produzir Oferta de bens e serviços Famílias Como produzir Empresas Oferta de serviços dos fatores de produção Para quem produzir Oferta de serviços dos fatores de produção Mercado de fatores de Fluxo monetário Fluxo real (bens e serviços) Esse fluxo. que inclui todas as transações com mercadorias. serviços e o movimento financeiro com o resto do mundo. O fluxo completo incorpora o setor público. adicionando-se o efeito dos impostos e dos gastos públicos ao fluxo anterior.Fluxo circular de renda.

portanto. b) O percentual de desemprego nacional. d) A distribuição do emprego entre cada um dos setores industriais. como a produção de todos os fabricantes de bens de capital. Classifica-se dentro da macroeconomia. numa capital. e não a preços e produção de setores isolados. a) A teoria microeconômica pode ser descrita como de alocação de recursos. Assinale a alternativa incorreta. 2. enquanto a teoria macroeconômica como de utilização de recursos. e) A macroeconomia ignora os preços de cada mercadoria e serviço para se preocupar apenas com os índices gerais de preços. c) da repercussão sobre o preço do aço no aumento dos custos da energia elétrica. d) do custo. d) A microeconomia estuda cada um dos mercados de bens e de fatores de produção. da transferência de uma empresa de uma para outra cidade. em vez da microeconomia. dividiam seu tempo. 3. Assinale a afirmativa correta. o estudo a) dos efeitos. c) A mensuração da parcela dos recursos empregados na economia é essencialmente uma questão macroeconômica. de forma quase idêntica. d) Nenhum economista antes de Keynes admitia que a economia pudesse apresentar uma situação de queda na atividade econômica. em termos de desemprego. não tendo. b) A macroeconomia trata dos agregados. da fusão entre duas das maiores empresas de determinado setor da economia. a) Os estudantes de economia. em determinada cidade. pelo fato de se referir a variáveis agregadas. . sobre a concorrência. entre os estudos dos setores macro e microeconômico da teoria econômica.Exercícios 1. 4. nos anos vinte. e) O início do interesse pela macroeconomia se dá a partir dos problemas suscitados pela necessidade de captação de recursos pelos países envolvidos na Primeira Guerra Mundial. da diminuição geral das tarifas de importação do país. em termos de desemprego. enquanto que a análise de até que ponto esses recursos estão bem alocados é uma questão microeconômica. c) A macroeconomia é normalmente considerada mais importante do que a microeconomia. b) do efeito sobre a demanda agregada de aumento dos preços dos combustíveis. e) A evolução dos preços internacionais do café brasileiro. b) A microeconomia e a macroeconomia são partes complementares da teoria econômica. Qual das seguintes variáveis é mais adequadamente descrita como pertencente à macroeconomia do que à microeconomia? a) O índice de preços das casas populares. c) O nível de vendas no varejo. e) do efeito. pontos de choques e controvérsias.

e) os itens b e d estão corretos. d) a análise das causas dos processos inflacionários e a aplicação de medidas visando à diminuição dos aumentos de preços. o PNB expressa o valor global de bens e serviços produzidos por brasileiros localizados no pais ou fora dele. c) surgimento do livro A Teoria Geral do Emprego. d) mais próxima estiver a economia da plena utilização de seus recursos.que se iniciou na década de trinta. O aumento do interesse pela teoria macroeconômica. e) maior for a taxa de crescimento da população global. de J. é explicado por alguns motivos. dentre os quais não é o de a) desenvolvimento da teoria dos mercados de concorrência imperfeita ou monopolística.5. PIB: Valor de todos os Bens e Serviços Finais produzidos INTERNAMENTE num determinado País. b) necessidade de uma teoria que explicasse as causas e os remédios referentes à Grande Depressão. Com isso. Keynes. em um determinado período de tempo e AVALIADOS A PREÇOS DE MERCADO. Diferença entre PNB e PIB em um Sistema Econômico: Nacional versus Interno. b) o estudo das causas pelas quais as economias não conseguem atingir a mais alta eficiência na alocação dos seus recursos escassos e aplicação de instrumentos que levem a esse objetivo. . o PIB expressa o valor global de todos os bens e serviços produzidos nos limites geográficos do país. O PIB é medido apenas pela renda gerada internamente destinada para o mercado nacional e externo. b) maior for a parcela de estudantes jovens em relação à população total. Não é considerado um assunto de interesse da macroeconomia: a) a análise das causas e aplicação de medidas para atenuar as flutuações econômicas de curto prazo. O padrão de vida de uma nação tende a ser maior quanto a) maior for a parcela da população jovem em relação à população total. e) a análise das causas e as medidas para minimização dos déficits no Balanço de Pagamentos e nas contas públicas. Com isso. c) menor for a população economicamente ativa em relação à total. 7. do Juro e da Moeda. c) o estudo das causas dos processos inflacionários e a aplicação de medidas visando a sua diminuição. d) necessidade de uma teoria para justificar o aumento da presença do Estado na economia. 6. O PNB é medido através da renda gerada internamente e no exterior a qual irá ser gasta necessariamente no mercado nacional. M.

no ano base de 2009.Pode ser mensurado de três formas diferentes (IBGE): I)Produto (oferta agregada). Por exemplo: Uma economia hipotética registrou. os seguintes dados macroeconômicos: Produto A B Preço R$ 7 5 Quant. 1.o) Método do Produto (oferta agregada): Analisa a riqueza a partir do processo produtivo das empresas. Kg 11 19 PNBNominal = ∑ (p1q1) PNBReal = ∑ (p*q1) Calcule: a)Produto Nominal b)Taxa variação do Produto Nominal c)Produto Real d)Taxa variação do Produto Real EXERCÍCIOS Calcule: a)Produto Nominal b)Taxa variação do Produto Nominal c)Produto Real d)Taxa variação do Produto Real . os seguintes dados macroeconômicos: Produto A B Preço R$ 9 6 Quant. É o somatório de todos os bens e serviços finais. III) Demanda Agregada (DA). no ano de 2010. II)Renda Agregada (y) – remuneração dos fatores de produção. Kg 10 16 Esta mesma economia registrou.

p2= 12 e p3 = 17 e as quantidades produzidas foram q1 = 21. p2 = 10 e p3 = 15 e as quantidades produzidas foram q1 = 20. No ano 1 os preços foram p1 = 5. respectivamente: a) 300 e 540 b) 500 e 540 c) 500 e 637 d) 750 e 590 e) 510 e 637 2) Com base nos dados do exercício anterior. iguais a a) 25% e 10% b) 27.4% e) 32. é igual a a) 8% b) 10% c) 18% d) 27.1% e 10% d) 28.Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Produto Qtde Preço Qtde Preço Qtde Preço Qtde Preço A 100 10 100 15 90 20 130 5 B 110 8 100 10 80 27 150 3 C 90 3 110 6 70 18 110 1 D 83 7 80 14 50 15 100 2 1) Considere uma economia com três produtos 1. é igual a a) 380 b) 440 c) 500 d) 540 e) 850 3) Com base nos dados dos exercícios anteriores .4% e 8% c) 32.5% e 8% e) 26% e 10% 4) Ainda com base nos dados do exercício anterior. q2 = 25 e q3= 10. o crescimento nominal e o crescimento real do PIB no ano 2. aos preços do ano 1. No ano 2 os preços passaram a ser p1 = 6. o PIB real do ano 2.1% . a inflação medida segundo o deflator implícito do ano 2. Os valores do Produto Nacional nos anos 1 e 2 são. em relação ao ano 1 são respectivamente. q2 = 27 e q3 = 11. 2 e 3.

400 50 2. para determinado ano.500 400 8. Índice de Preços Índice de Preços de Laspeyres (L) = Base L = (∑ (p1q0) / ∑ (p0q0) ) x 100 .300 .800 14.5) Calcule: a) Produto Nominal b) Taxa variação do Produto Nominal c) Produto Real Base Preço Ano 3 Ano 1 Produto Qtde Preço A 100 B 110 C 80 D 90 E 50 F 70 Qtde 5 7 3 8 6 2 Ano 2 Preço 110 120 88 99 55 77 Qtde 5 7 3 8 6 5 Ano 3 Preço 110 120 108 99 55 77 Qtde 10 14 6 16 12 10 Ano 4 Preço 100 110 80 90 50 70 15 20 11 22 17 15 6) A diferença entre os Produtos em termos nominais e em termos reais é que a) o produto nominal é igual ao produto potencial.100 b) Índice de Preços de Paasche (P) P = (∑ (p1q1) / ∑ (p0q1) ) x 100 -100 c) Índice de Preços de Fischer (F) = Média Geométrica Bens A B C Total P0 20 16 40 Período 0 Q0 Valor = P0 x Q0 200 4. b) o produto nominal reflete melhor o crescimento físico da produção de bens. d) o produto real é obtido eliminando-se a influência da variação de preços.000 60 1.100 Índice de Preços de Paasche (P) = Ano Corrente P = (∑ (p1q1) / ∑ (p0q1) ) x 100 -100 Índice de Preços de Fischer (F) = Média Geométrica Exercícios Calcule: a) Índice de Preços de Laspeyres (L) L = (∑ (p1q0) / ∑ (p0q0) ) x 100 .000 400 6. é o real é o mesmo que efetivo.000 12.400 P1 30 20 30 Período 1 Q1 Valor = P1 x Q1 150 4. e) o produto nominal é sempre maior do que o produto real. c) o produto real é o produto potencial menos o efetivamente realizado.

entre os períodos 1 e 2: a) o produto nominal apresentou uma variação positiva de 8% e o produto real não apresentou variação. d) o produto nominal apresentou uma variação positiva de 8% e o produto real uma variação positiva de 2. 2002. e) o produto nominal apresentou uma variação positiva de 8% e o produto real uma variação negativa de 18.(AFRF. é correto afirmar que. aproximadamente.83 10 Com base nestas informações e utilizando-se do índice de preços de Laspeyres. aproximadamente.5%. Considere a tabela a seguir: Ano 1 2 Bem A Preço Quantidade 2 10 2. 2002) Suponha uma economia hipotética que produza apenas 2 bens finais A e B. considerando o índice de Laspeyres de preço. aproximadamente. (AFRF. b) o crescimento do produto nominal entre os períodos 1 e 2 for de. considerando o índice de Fisher. Considere os dados a seguir: Bem A Quantidade Preço Período1 10 5 Periodo2 10 7 Bem B Quantidade Preço 12 6 10 9 Com base nestes dados. aproximadamente.5 15 4.65%. e) não houve crescimento do produto real. b) o produto nominal apresentou uma variação positiva de 12% e o produto real uma variação negativa de 18. entre os períodos 1 e 2.2) Suponha uma economia que só produza dois bens finais (A e B). . c) não houve crescimento do produto real entre os períodos 1 e 2.65%. é incorreto afirmar que: a) o produto nominal do período 2 foi maior do que o produto nominal do período 1. c) o produto nominal apresentou uma variação positiva de 8% e o produto real uma variação negativa de 8.5 12 Bem B Preço Quantidade 3. d) a inflação desta economia medida pelo índice de Laspeyres de preço foi de 30%.33%. 31%.

484.00. conforme a tabela abaixo: Itens Preço do automóvel Preço do pãozinho Quantidade de automóveis Quantidade de pãezinhos Ano 1 R$ 10.000. Os valores do PIB nominal dos anos 1 e 2 são iguais. 3.00 R$ 0. b) As afirmativas 2. Métodos para cálculo do PIB 1o. 2. a)As afirmativas 1.52%.000.00 R$ 0. O PIB real do ano 2 a preços do ano 1 é igual a R$ 1.Exercício Complementar Considere uma economia que produz somente pães e automóveis.11 120 400. 2. Assinale a alternativa correta.67%.67%. d) Todas as afirmativas estão incorretas.) Utiliza-se o conceito do Valor Adicionado ou Agregado para calcular o PIB pela ótica da produção Ou seja.10 100 500. e) Todas as afirmativas estão corretas.000. O Índice de Preços de Laspeyres é igual a 10.050. 3 e 5 estão corretas. respectivamente. O Deflator implícito do PIB é igual a 19.000 Ano 2 R$ 12.000. 3 e 5 estão corretas.00 e R$ 1. O Índice de Preços de Paasche é igual a 19.000. 4 e 5 estão corretas. 5. c) As afirmativas 1.00. 4. VA = PIB Insumos Fábrica Produto VA = VBP .BI Onde: VA = Valor Agregado VBP = Valor Bruto de Produção (incluindo impostos sobre produção) Impostos sobre produção = Impostos de Importação + Impostos sobre Produto BI = Bens Intermediários (compra de outras empresas) . a R$ 1.000 Examine as seguintes alternativas: 1.240.

o) Método: Ótica da Demanda Agregada / Gasto de quem está adquirindo os produtos ou Despesa Final (DA) PIB = C + G + I + X .00 BI 5.o) Método: Método da Renda Agregada (y) Analisa o que acontece com a riqueza gerada pelas empresas (Pagamento de fatores de produção: Capital e Trabalho) PIB = ∑ (Salários + Lucros + Juros + Aluguéis + Impostos Indiretos – Subsídios) 3.00 45.00 VA Produto Trigo – Empresa 1 Farinha – Empresa 2 Pão – Empresa 3 Total VBP 100 150 200 BI 100 150 VA 2.Exemplo I: Produção de Cadeira Produto Madeira Bruta Serraria Empresa de Móveis Empresa de Varejo Total Exemplo II: Produção do Pão VBP 5.00 15.00 45.M .00 60.00 15.

IB: Investimento Bruto. edificações e instalações) ∆E: Variação de Estoques (bens intermediários e finais) FBKF – (Menos) Depreciação = FLKF FLKF: Formação Líquida de Capital Fixo (máquinas. Depreciação: Parcela de bens de Capital que é consumida a cada período produtivo.Podemos ter três modificações na riqueza mensurada pelo conceito PIB a Preços de Mercado. edificações e instalações) IB – (Menos) Depreciação = IL Onde.a Modificação: Bruto para Líquido I = FBKF + ∆E FBKF: Formação Bruta de Capital Fixo (máquinas.a Modificação: Preços de Mercado para custo de fatores. PIL = PIB – Depreciação PIL: Produto Interno Líquido PIB: Produto Interno Bruto 2.a Modificação: Interno para Nacional PNB = PIB – RLEE RLEE = Renda Enviada ao Exterior – Recebida Caso Brasileiro : Interno > Nacional Caso EUA: Nacional > Interno . Preço de Mercado: Valor das mercadorias no mercado (Inclui Impostos) Preço de Fatores: Valor das mercadorias na fábrica ou Custo de Fabricação (Não Inclui Impostos) PM = CF + Impostos Indiretos – Subsídios PM: Preço de Mercado CF: Custo de Fatores 3. equipamentos. 1. IL: Investimento Líquido. equipamentos.

por uma empresa. se admitirmos que muitos bens são produzidos sem ser considerado o custo social envolvido em sua produção. 04) Assinale a alternativa incorreta: a) O valor do Produto Interno Bruto é muitas vezes superestimado. 03) Dentre as avaliações seguintes. e) A prestação de serviços realizada por donas de casa a seus familiares. .Exercícios 01) (Analista de Finanças e Controle do DF/1994) O Produto Interno Bruto é o valor de mercado de: a) Todas as transações em uma economia durante o período de um ano. assinale a que deve ser incluída na avaliação do PIB. entre as transações abaixo. b) A compra. c) Todos os bens e serviços finais produzidos em uma economia durante o período de um ano. c) Se duas economias possuem a mesma renda nacional per capta. o nível de bem estar econômico da população de um país deve levar em conta o valor de sua renda per capta associado ao seu nível de concentração de renda. 02) Assinale. c) A importação de um máquina nova. de um galpão há dois anos antes. d) A exportação de serviços de engenharia para a construção de uma estrada num país do Oriente Médio. d) Todos os bens finais e serviços produzidos e transformados durante o período de um ano. d) A compra de uma automóvel em uma revendedora de carros usados. a) A refeição em um restante. e) A aplicação de poupança na aquisição de ações em bolsa de valores. b) O valor do Produto Interno Bruto é muitas vezes subestimado ao não considerar as transações fora do mercado e não monetárias. b) A prestação de serviços de computação por uma empresa especializada a um banco comercial. c) A venda de chips de computador para uma empresa que monta computadores pessoais. a que é incluída no cálculo do PIB: a) A compra de um imóvel usado. b) Todos os bens e serviços finais transacionados em uma economia durante o período de um ano.

o pagamento de seguros e a remessa de lucros são considerados serviços de não-fatores. a) A soma do valor da produção de todas as empresas é um dos métodos de aferição do PIB. b) Do volume dos bens produzidos internacionalmente. b) O deflator implícito do PIB corresponde ao índice de preços de Laspeyres. d) Os países em desenvolvimento normalmente têm o PIB maior do o PNB. b) As estimativas do produto nacional devem ser expressas. em unidades monetárias. 07) Assinale a alternativa correta. c) Do volume dos bens produzidos interna e externamente. e) A renda per capta é calculada dividindo-se o valor do Produto Nacional Bruto pela população economicamente ativa. o Produto Interno Bruto deve crescer. 05) (Analista de Finanças e Controle do DF/1994) Se o PNB aumentar de um ano para outro. necessariamente. a) Não é possível determinar o valor bruto da produção nacional. enquanto o Produto Interno Líquido permanece inalterado. d) As estimativas do produto nacional podem ser expressas tanto em termos físicos quanto em termos monetários. e) As viagens internacionais.d) A avaliação do bem estar econômico da população de um país deve levar em conta o valor de sua renda per capta associado ao seu nível de concentração de renda. . que por definição é a produção total de bens e serviços numa economia. significa que houve um aumento a) Dos preços e das exportações. d) Dos preços ou do volume de bens produzidos ou de ambos. c) Se aumentar a taxa de depreciação do estoque de capital de uma economia. c) As estimativas do produto nacional podem ser expressas em quantidades físicas. 06) (Analista de Finanças e Controle do DF/1994) Assinale a alternativa correta sobre o Produto Nacional Bruto.