You are on page 1of 32

Apost ila do

Por Lucas Melo


Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 1

Sistema Operacional Microsoft Windows 98

Apresentação ....................................................................................................... 2
Conhecendo o seu computador ............................................................................. 2
O Estabilizador ..................................................................................................... 2
A CPU - Unidade Central de Processamento .......................................................... 2
O Monitor ............................................................................................................. 3
O Teclado ............................................................................................................. 3
O Mouse ............................................................................................................... 3
Utilizando o mouse ............................................................................................... 4
A Impressora........................................................................................................ 4
O Scanner............................................................................................................. 5
Softwares e Sistemas Operacionais ...................................................................... 5
Uma nova aparência e apresentação..................................................................... 6
Ligando e desligando o Windows .......................................................................... 6
Área de Trabalho .................................................................................................. 6
Barra de Tarefas ................................................................................................... 7
O Botão Iniciar ..................................................................................................... 7
Ícones e Atalhos ................................................................................................... 7
Conhecendo a Janela dos Aplicativos .................................................................... 8
Prompt do MS- D OS ............................................................................................... 9
Acessórios ............................................................................................................ 9
Calculadora .......................................................................................................... 9
Bloco de Notas.....................................................................................................10
Instruções Padrão da Barra de Menus..................................................................10
Paint ...................................................................................................................11
WordPad .............................................................................................................12
CD Player.............................................................................................................13
Acesso a Rede Dial- up .........................................................................................14
Windows Explorer ...............................................................................................14
O Meu Computador ..............................................................................................15
Bytes, Kilobytes, Megabytes e Gigabytes .............................................................16
Disquetes ............................................................................................................16
CD- Room .............................................................................................................16
Disco Rígido ........................................................................................................16
Manipulando Arquivos, Pastas e Ícones ...............................................................16
Ícones, Arquivos, Pastas e Atalhos ......................................................................16
Criando................................................................................................................17
Exibindo ..............................................................................................................17
Organizando arquivos e pastas ............................................................................18
Copiando arquivos e pastas .................................................................................19
Movendo arquivos ou pastas................................................................................19
Renomeando arquivos ou pastas .........................................................................20
Excluindo arquivos ou pastas...............................................................................20
A Lixeira ..............................................................................................................21
Painel de controle................................................................................................21
Fontes .................................................................................................................22
Instalando novas fontes no sistema.....................................................................22
Impressoras ........................................................................................................23
Mouse..................................................................................................................25
Temas para a Área de Trabalho............................................................................25
Vídeo...................................................................................................................26
Considerações finais ............................................................................................27

1
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 2

Apresentação

A história da microinformática praticamente se confunde com a história da Microsoft, do siste-


ma operacional MS-DOS e do Windows. Para não atrasar o lançamento do seu primeiro microcompu-
tador, o PC-XT, a IBM precisava de um sistema operacional simples, rápido e confiável. Enquanto
desenvolvia o seu próprio sistema operacional, a IBM encomendou um sistema a uma promissora
empresa denominada Microsoft, que estava ficando famosa pelos softwares que desenvolvia.
O MS-DOS (Microsoft Disk Operating Sistem) passou a ser instalado em praticamente todos os
computadores PC´s vendidos no mundo. O sucesso dos PC´s garantiu o sucesso do MS-DOS. Quan-
do a IBM resolveu lançar o seu próprio sistema operacional para substituir o da Microsoft, o mercado
já havia elegido o MS-DOS como padrão e desta maneira começava a grande fortuna de Bill Gates,
dono da Microsoft.

Conhecendo o seu computador

MICRO COM CPU MINITORRE MICRO COM CPU SLIM MICRO COM CPU MINITORRE

Nas figuras acima vemos alguns modelos de microcomputadores.


Para que um computador entre em funcionamento é necessária a presença de um conjunto de
equipamentos que formarão um microcomputador pronto para o uso. São eles os seguintes:

O Estabilizador

O principal papel deste aparelho é estabilizar a corrente elétrica, pois ela oscila constantemente,
e pode prejudicar o tempo de vida útil do computador e/ou danificar partes do computador.

O estabilizador funciona também como transforma- MODELOS DE ESTABILIZADORES


dor, pois na maioria das vezes transforma a energia de
220 volts para 110 volts e vice-versa.
Os estabilizadores geralmente recebem em 110v e
220v como os aparelhos do dia-a-dia.
Há também estabilizadores da seguinte maneira:
ENTRADA 110v - SAÍDA 110v
ENTRADA 110v - SAÍDA 220v
ENTRADA 220v - SAÍDA 110v (este é o que usamos)
ENTRADA 220v - SAÍDA 220v

A CPU - Unidade Central de Processamento

Seu computador inclui M ODELO MI NITORRE


uma variedade de compo-
MODELO
nentes de hardware. Um SLIM
dos mais importantes é a
unidade de sistema. Uni-
dade central de processa-
mento, ou CPU, que é o
cérebro do computador.
Nas figuras ao lado
vemos dois modelos mais
comuns de CPU's.
2
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 3

O Monitor

Outro componente de EXEMPLOS DE ALGUNS MONITORES


hardware do computador é
parecido com uma TV. Ele é
chamado de monitor.
O texto e as imagens ge-
rados por seu computador
são exibidos na tela.
Você se comunica com o
computador utilizando um
entre dois dispositivos.
Exemplos ao lado.
O m on it or é u m dispo- Somente através do monitor podemos nos orientamos enquanto trabalha-
sitivo apenas de saída. mos no computador. Toda a tarefa é acompanhada através da tela.

O Teclado

Você pode digitar informações e instruções no compu- Outra parte do teclado é cha-
tador utilizando o teclado. mada teclado numérico. É muito
Esta é a área principal de digitação do teclado. Ela lem- pratico utilizá-lo quando estiver exe-
bra as teclas de uma máquina de escrever padrão, e quem cutando tarefas com muitos núme-
for prático em datilografia terá a mesma praticidade ao usar ros ou cálculos, pois o teclado numé-
o teclado do computador. rico traz os sinais das quatro opera-
ções básicas da matemática.
Você pressiona e solta as
teclas e os caracteres corres- / = divisão
pondentes aos pressionados
* = multiplicação
aparecem na tela de seu mo-
nitor. Não é necessário aper- = subtração
tar as teclas com força nem
O teclado é um dispositivo mantê-las pressionadas. Ape- + = soma
apenas de en trada.
nas leves toques.
EXEMPLOS DE ALGUNS TECLADOS

O Mouse

O mouse é um dispositivo que, através do seu deslocamento sobre uma MOUSE DE 2 BOTÕES
superfície plana, movimenta uma seta indicadora (chamada cursor) na tela e
com esta seta realizamos tarefas de seleção, movimentação, execução de
programas, etc.
O Mouse possui geralmente 3 (três) botões. Estes botões são usados para
clicarmos em determinadas áreas da tela. Na figura abaixo estão relacionadas
as funções de cada botão:
Botão esquerdo - selecionar, arrastar e abrir janela. MOUSE DE 3 BOTÕES
Bot ã o do m e io - não há uma função específica no sistema Windows ou
em seus aplicativos para o uso do botão do meio no mouse.
Botão direito - menus rápidos e arrastar especial.
Na figura ao lado podemos ver um modelo de mouse mais usado, pois ho-
je, existem muitos modelos diferentes. Porém os mais usados são os modelos
de três botões. Mouse é um dispositivo apenas de entra da.
3
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 4

Utilizando o mouse

Além do teclado, você pode utilizar um dispositivo


apontador para dar instruções ao computador.
O tipo mais conhecido de dispositivo apontador é o
mouse.
Esta seção mostrará como realizar quatro ações bási-
cas: apontar, clicar, clicar duas vezes e arrastar.
O mouse controla um ponteiro que identifica sua lo-
calização na tela.
O mouse deve ser utilizado para apontar os ícones, ferramentas e
ações dos aplicativos a serem executadas. Você pode deslocar o mouse
na mesa somente em 4 direções: ESQUERDA, DIREITA, para TRÁS e
para FRENTE. 1 2
Os botões do mouse a serem utilizados são o da esquerda (ge-
ralmente é o botão principal, pois é o mais utilizado) representado pelo
número 1 e o da direita representado pelo número 2 na figura ao lado.
Os botões do mouse são utilizados da seguinte maneira: Clique
significa apertar o botão e soltá-lo, du plo cliqu e é apertar duas vezes
seguidamente rápido. Segurar é manter o botão principal pressionado
enquanto se desloca com o objeto apontado.

A Impressora

A impressora é considerada MODELO DE IMPRESSORAS


um (hardware) periférico, ou
seja, um equipamento que se JATO DE TINTA LASER MATRICIAL
conecta a um microcomputador
para desempenhar o seu papel
que é reproduzir todo trabalho
que editamos em um programa
de texto, programa de desenho,
banco de dados, cadastro de cli-
entes, emissão de duplicatas,
tickets, impressão de relatórios,
enfim, todo trabalho que pode
ser visualizado em papel é im-
presso através da impressora.
Existem diversos tipos de
impressoras, podemos citar al-
gumas tais quais: Jato de Tinta,
Laser, Jato de Cera, Plotter, Ma-
tricial, etc.
O computador não depende
da impressora para funcionar.

Ja t o de Tin t a - O sistema consiste em lançar no papel jatos de tinta desenhando o motivo a ser
impresso no papel. As impressoras jato de tinta são famosas por imprimir em cores
e terem boa definição. Porém, quando o papel se molha tende a borrar a impres-
são. Atualmente são as mais compradas, porém os cartuchos têm preços altos.

Laser - Nas impressoras a laser o sistema funciona a seguinte forma: em cilindro é magnetizada a
área que corresponda à imagem a ser impressa, esse cilindro magnetizado passa
em um compartimento atraindo um pó (chamado toner) e conseguinte o cilindro é
pressionado contra o papel transferindo a imagem para o papel, e para encerrar o
processo o papel passa por outro cilindro que está aquecido a uma temperatura al-
ta, algo em torno de 180ºC, a qual faz com que o toner se fixe ao papel. As im-
pressoras a Laser custam mais caro e também existem impressoras Laser de im-
pressão somente em preto ou colorida. As impressoras de impressão em preto têm
custo a partir de R$ 1.000,00 e alcança altos preços e as impressoras a laser de
impressão colorida têm custo 5x o preço de uma de impressão somente em preto.
4
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 5

Matricial - As impressoras de impressão do tipo matricial tem um sistema parecido com a máquina
de escrever e consiste em um cilindro de borracha por onde passa o papel, passan-
do pelo cilindro o papel recebe um impacto de agulhas sobre uma fita, cuja fita tem
apenas uma cor (azul, verde, vermelha, preto). Há matriciais que podem imprimir
em colorido através de um kit adaptado chamado kit color, mas a qualidade de im-
pressão não é muito boa. Ainda hoje as impressoras matriciais têm sobrevivido ao
avanço tecnológico, apesar de serem mais caras que as jato de tinta, tem custo de
impressão baixo, pois um fita para esse tipo de impressora tem preço a partir de
R$ 3,00.

O Scanner

Outro componente peri- EXEMPLOS DE ALGUNS SCANNERS


férico hardware do computa-
dor é o scanner. Esse perifé-
rico é usado para inserir em
documentos fotos, imagens,
desenhos feitos à mão, todas
aquelas fotos que se vê na
internet vão para o computa-
dor através do scanner.
O scanner é um dispositi-
vo apenas de entra da.

Softwares e Sistemas Operacionais

O Windows 98 é um Sistema Operacional

O sistema operacional é fundamental no funcionamento de um microcomputador, pois sem sis-


tema operacional o micro nem chega a se iniciar, e todos os outros softwares (aplicativos, progra-
mas, etc) dependem de uma plataforma gráfica para funcionar, portanto, o Windows 98 coordena o
funcionamento do computador, presta importantes serviços aos aplicativos e oferece ao usuário uma
forma fácil de executar suas tarefas diárias. Não é exagero afirmar que o sistema operacional é o
programa mais importante do computador, sem ele seu equipamento não funciona. Logo que o
computador é ligado, o sistema operacional entra em funcionamento. Quando qualquer outro pro-
grama está sendo usado, o sistema operacional está trabalhando, prestando serviços essenciais ao
computador, aos programas e ao usuário.

O Windows foi criado para dar uma interface mais amigável ao DOS e já foram lançadas várias
versões:

Windows 3.1.
Windows for Workgroups 3.11.
Windows NT.
Windows 95.
Windows 98.
Windows 2000.
Windows XP, esta, a última versão.

Os softwares ou aplicativos são programas desenvolvidos para funcionar em microcomputado-


res onde têm a função de substituir ferramentas de trabalho externas tais como: a máquina de es-
crever, papel e lápis, tela de pintura, aparelhos que tocam músicas (toca discos, toca fitas, toca
CDs), aparelhos de vídeo cassete, aparelho DVD, máquinas de calcular, máquinas registradoras,
aparelhos analógicos de gravação em estúdios musicais, centrais telefônicas, enfim, uma infinidade
de ferramentas de trabalho, e sendo assim, hoje o computador abrange praticamente todos os cam-
pos de trabalho reunindo todo tipo de ferramentas de trabalho em um só equipamento.
Lembramos ainda que Hardware é a máquina, a parte física do computador (CPU, teclado,
mouse, caixas de som, scanners, impressoras, etc) e software é a parte lógica, são os programas ou

5
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 6

aplicativos que substituem todas aquelas ferramentas citadas acima. Lembramos ainda que o Hard-
ware não funciona sem o software e vice-versa.
Uma nova aparência e apresentação

A aparência e apresentação do Windows foram aperfeiçoadas para que seu trabalho seja feito
com mais facilidade e maior rapidez, pois existiram versões anteriores que tinham menos recursos.
O Microsoft Windows 98 é um sistema operacional integrado e completo que, através de um
ambiente gráfico, facilita o uso do computador pessoal, permitindo o usuário executar diversas tare-
fas simultaneamente, além de ser compatível com a maioria dos softwares disponíveis no mercado.
O Windows 98 possui alta performance em 32 bits, segurança, suporte a rede local, sistema plug
and play, onde qualquer componente de hardware que é acoplado ao computador automaticamente
é reconhecido pelo sistema dando seqüência à sua instalação, com orientações passo a passo até
que se finalize a instalação.
O Windows 98 apresenta uma característica interessante, que é a multitarefa preemptiva, Es-
ta, é a capacidade do computador executar vários programas ao mesmo tempo. A multitarefa pre-
emptiva ou o próprio Sistema Operacional é quem gerência os recursos utilizados por cada software.
Se o programa em uso mostrar o sinal de espera (a ampulheta) o usuário pode utilizar outro pro-
grama, bastando mover-se para outra janela.

Ligando e desligando o Windows (Iniciando e finalizando o Windows)

O Windows é um sistema operacional e sendo assim quando o computador for ligado, automa-
ticamente o Windows será inicializado. Neste momento se o seu computador estiver conectado a
uma rede, será solicitado a efetuar logon (usuário e senha). Caso você não queira conectar-se à
rede ou seu micro não trabalhe em rede, simplesmente clique no botão Cancelar e o seu micro irá
trabalhar isoladamente, sem utilizar nenhum recurso da Rede. O nome Windows (janelas, em portu-
guês) deve-se ao fato de que, neste ambiente, todos os programas são executados em regiões re-
tangulares que se alternam e se sobrepõem, denominadas Janelas. O Windows ainda conta com 2
tipos de inicialização: modo padrão e modo Ms-Dos. No modo padrão, são carregados todos os dis-
positivos, hardware, drivers, e no modo MS-DOS, são carregados somente os arquivos necessários
para o funcionamento do sistema Ms-Dos. Para escolher o modo a ser carregado, pressione a tecla
F8 após um bip que ouvimos no momento em que o Windows inicia o processo de carregamento. Ao
surgir o menu, escolha a opção desejada. Recomendável somente para usuários que tenham conhe-
cimento do sistema Ms-Dos.

Área de Trabalho

Finalmente, após ligar o computador, aguarde até que apareça a tela gráfica do Windows cha-
mada Área de Trabalho conforme a figura abaixo.

6
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 7

Esta é uma
pequena mostra da
Os retângulos pretos desta-
Área de Trabalho do
cam os ícones que sempre
Windows, primeira
aparecem na Área de Trabalho
tela que deve apa-
recer ao ligar o
computador.

A área de tra-
Esta barra cinza é denomi- balho do Windows
nada Barra de Tarefas, ela inclui várias figuras
mantém os botões dos pequenas. Elas são
programas que estão aber- chamadas ícones,
tos e em uso, como exem- botões e atalhos.
plo vemos o botão do pro-
grama Microsoft Word. A Barra de Ta-
refas inclui o botão
Iniciar, um botão
para cada programa
que esteja aberto e
o relógio do siste-
ma.
Barra de Tarefas Na parte inferior de sua tela está a barra O Botão Iniciar
de tarefas. Ela contém o botão "Iniciar", que
A barra de tare- você pode usar para iniciar rapidamente um Um dos recursos
fas é um elemento da programa ou para encontrar um arquivo. É mais utilizados da barra
área de trabalho do também o meio mais rápido de obter Ajuda. de tarefas é o botão
Windows. A barra de Iniciar.
Quando você abre um programa, docu-
tarefas é uma barra A partir dele você
mento ou uma janela é exibido um botão na
cinza retangular loca- pode iniciar rapidamen-
barra de tarefas. Você pode usar esse botão
lizada, como padrão, te um programa, locali-
para alternar rapidamente entre as janelas dos
ao longo da parte in- zar ou abrir um docu-
programas que estiverem abertos.
ferior da área de tra- mento, alterar as confi-
balho do Windows, ou No exemplo abaixo vemos que os aplicativos gurações de seu compu-
seja, no rodapé do Word, M eu Com put a dor e Photo- Pa int 1 0 tador, desligar o com-
vídeo como nos mos- estão abertos e disponíveis ao operador. Pode- putador e muito mais.
tra a figura. mos alternar a qualquer um dando um clique.

ÍCONES E ATALHOS

Os ícones são pequenos desenhos que


ficam na área de trabalho ou em outras pas-
tas como veremos futuramente e proporcio-
nam o acesso mais rápido aos programas e
aplicativos ou também a documentos desde
que seja criado um atalho para o documento
que se deseja ter acesso mais rápido.

7
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 8

Os atalhos ge-
ralmente se encon-
tram no menu do bo-
tão iniciar. A finalida-
de do atalho é facilitar
e agilizar a inicializa-
ção de um software.
Um ícone também é
considerado um ata-
lho, pois permite a-
cesso direto ao aplica-
tivo que se deseja
iniciar.

Quando clicamos no botão iniciar abrimos um atalho para as opções padrão do sistema que
são ( de ba ix o pa r a cim a ) : Desligar, Efe t ua r logoff de (só quando o computador tiver conexão
de rede), Executar, Ajuda, Localizar (que serve para localizar arquivos ou pastas e outros itens),
Configurações, D ocum e n t os (fornece atalhos para os últimos documentos editados), Favoritos e
Progra mas.
N a figur a a cim a os a t a lhos Pr ogr a m a s, Ace ssór ios, Adobe , Au r é lio, Bor la n d, Cor el-
D RAW 1 0 e se quê n cia a ba ix o sã o gr upos de a t a lhos, ou se j a , ca da gr u po de a t a lhos con-
tém atalhos para aplicativos do seu grupo, fabricante, linha.
Somente os grupos de atalhos Ace ssór ios e in icia r fazem parte do sistema Windows, pois
são adicionados quando se instala o Windows. O grupo Acessórios traz aplicativos que suprem as
necessidades mínimas de um usuário do sistema, os quais estudaremos mais à frente. O grupo ini-
ciar é utilizado para a br ir a ut om a t ica m en t e pr ogr a m a s que você deseje que sejam iniciados
juntamente com o Windows.
Os outros grupos de atalhos são adicionados à medida que se instala um programa no compu-
tador. Por e x e m plo: quando instalamos o Cor e lD RAW 1 0 o seu grupo é criado. Quando instala-
mos uma impressora é criado um grupo de atalhos para a impressora (H P D e sk Je t Sé r ie 8 4 0 C,
nome dado conforme o modelo da impressora).

Conhecendo a Janela dos Aplicativos

JANELA

O nome WIN-
DOWS em português
significa janelas. A
cada programa aberto é
criada uma nova janela
limitando a área de
funcionamento de tal
aplicativo (programa).
Ao lado exemplo
de janela do Microsoft
Word.
Uma janela é
composta basicamente
da s seguintes áreas:
BARRA DE TÍTULOS
BARRA DE MENU
BOTÕES DE CONTROLE
MENU DE CONTROLE

BARRA DE TÍTULOS

A Barra de Títulos é a barra de cor azul (cor padrão) ou outra cor, onde sempre está escrito o
nome do programa e o nome do arquivo que está em uso. Exemplo M icr osoft W or d - D ocu m e n-
to2 conforme figura anterior.
8
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 9

BARRA DE MENU

A Barra de Menu está logo abaixo da Barra de Títulos, e nela geralmente está o menu de op-
ções e recursos do programa. Exemplo na figura anterior.

BOTÕES DE CONTROLE
1 2
Os botões de controle da janela estão no canto superior direito da janela de qualquer aplicativo
com exemplo temos a figura 1 acima. A figura 2 nos mostra que em grande parte dos aplicativos
teremos dois conjuntos de botões de controle, o conjunto de cima controla a janela do aplicativo
enquanto o conjunto de baixo controla a janela do documento aberto dentro do aplicativo. Isto signi-
fica que neste aplicativo podemos trabalhar em mais de um arquivo ao mesmo tempo.

MENU DE CONTROLE

O menu de controle é um pequeno ícone que fica antes do título do aplicativo, na figura 1 a-
baixo, o menu de controle é um W que está antes do nome Microsoft Word - Documento2.

Quando o menu de controle é clicado a- Figura 1 Figura 2


parecem as opções conforme figura 1 ao lado.
Algumas das opções do menu de contro-
le correspondem às opções dos botões de con-
trole destacados na figura 2.
Observe que o comando restaurar se
encontra inativo, isto significa que se clicar-
mos em restaurar ele não funcionará. Todos
os outros comandos estão disponíveis confor-
me vemos na figura 1.
Prompt do MS- DOS

A janela do Prompt do MS-DOS


nos leva um pouco ao passado da
informática quando os computadores
não tinham tela gráfica como a do
WINDOWS que estamos estudando.
Antigamente os sistemas operacionais
só funcionavam com comandos escri-
tos e eram bastante limitados os seus
recursos. Não iremos aprofundar este
assunto porque não será necessário.
Portanto, só existe uma importante
observação a respeito do Prompt do
MS-DOS, se por acaso ou curiosidade
o Prompt do MS-DOS for acionado
preste bastante atenção:
Digite a palavra EXIT e pressio-
ne a tecla ENTER.

Acessórios

O atalho do INICIAR-PROGRAMAS-ACESSÓRIOS traz diversos ícones de atalhos para os aplica-


tivos (programas) que são considerados acessórios do WINDOWS. Lembrando que o WINDOWS que
estamos estudando é um sistema operacional, ou seja, é o mínimo necessário para que o computa-
dor funcione, ele traz alguns aplicativos que tentam suprir as necessidades mínimas do usuário de

9
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 10

um computador. Os acessórios são a CALCULADORA, BLOCO DE NOTAS, WORDPAD, PAINT, CATÁ-


LOGO DE ENDEREÇOS.

Calculadora

O aplicativo Calculadora substitui uma calculadora


comum ou calculadora científica bastando apenas escolher
esta opção no menu exibir.
Para usar a Calculadora do WINDOWS é só acionar o
menu - I N I CI AR - PROGRAM AS - ACESSÓRI OS -
CALCULADORA e o aplicativo se abrirá conforme figura ao
lado. Para fazer cálculos é só clicar nos números e depois
clicar no sinal de igualdade que é o último botão do lado
direito. O botão Backspace serve para apagar o último
número teclado em caso de erro.
O botão que contém a letra C serve para zerar a cal-
culadora e fazer novo cálculo.
O botão que contém a palavra sqrt serve para retor-
nar a raiz quadrada do número digitado.
O botão que contém a descrição 1/x serve para re-
tornar a divisão de 1 pelo número que estiver digitado.

É importante observar na figura acima que como foi citado


Mudando o modo de exi-
antes todo aplicativo está armazenado em uma Janela. E toda jane-
bição da calculadora Padrão
la tem BARRA D E TÍ TULOS (barra azul onde está escrito CALCU-
para o modo Científica.
LADORA), M EN U D E CON TROLE é o desenho de uma minúscula
calculadora que fica antes do título CALCULADORA e BARRA D E
MENU é onde está escrito Editar Exibir e Ajuda.
Se quiser mudar o tipo da calculadora de padrão para CIEN-
TÍFICA clique em Exibir e depois em Científica. Caso queira vol-
tar ao modo PADRÃO clique em Exibir e depois em Pa drão.
Na figura ao lado é mostrada a ação citada.

Bloco de Notas

O aplicativo Bloco de notas


substitui um pequeno bloco de
anotações ou uma máquina de
escrever, para usá-lo basta clicar
no menu
- INICI AR- PROGRAMAS-
ACESSÓRIOS- BLOCO D E N O-
TAS e o aplicativo se abrirá con-
forme figura ao lado.
O Bloco de Notas também
se utiliza dos recursos de janela
do Windows. Exemplo:
Barra de Títulos, Menu de
Controle, Barra de Menus e Bo-
tões de Controle, área de trabalho
do aplicativo que é a área que
está vazia conforme vemos na
figura.

Veja na figura acima que na barra de títulos do Bloco de Notas está escrito Sem t ít u lo Blo-
co de Notas, onde Sem título é o nome do arquivo e Bloco de Notas é o nome do programa. Não
se esquecendo da Ba r r a de M e nu s que traz os escritos Arquivo Editar Pesquisar Aju da. A barra
de menus serve para utilizarmos os recursos que o aplicativo oferece.

10
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 11

Instruções Padrão da Barra de Menus

Na figura ao lado temos um


exemplo de texto digitado no Blo-
co de Notas.
Observe que quando salva-
mos um arquivo o nome deste
aparece na Barra de Títulos antes
do nome do programa. No exem-
plo ao lado vemos o nome do ar-
quivo na Barra de Títulos Le is de
Mendel.txt Bloco de Notas.
Há uma barrinha preta de-
pois do ponto no final do texto,
esta barrinha fica piscando e é
denominada cursor e define o
ponto de inserção de caracteres
quando digitamos.
O cursor piscante nos orien-
ta da posição em que estamos
digitando, e isso é válido em qual-
quer instante em digitamos algo.

É através dos menus (Arquivo, Editar, Pesquisar, etc) que realizamos operações com o texto.
Todo programa tem uma barra de menus que nos possibilita a usufruir os recursos oferecidos na-
quele programa.
Para se utilizar de determinados recursos é importante saber que haverá condições impostas,
pois às vezes abriremos o menu e o recurso estará inativo.
Para reconhecer um menu inativo observe na próxima página, a segunda figura mostra três
recursos de menus que estão inativos, são eles: Recortar, Copiar e Colar. Portanto, quando um
menu estiver inativo é necessário conhecer aquele recurso, caso contrário você não conseguirá utili-
za-lo e poderá até pensar que está com defeito.

Abaixo temos algumas figuras que nos mostra os menus e suas opções individuais.

No menu Arquivo temos as opções:

Novo traz um arquivo novo


Abrir abre um arquivo já existente
Salvar salva o arquivo em que se está trabalhando
Salvar Como salva cópia do arquivo em que se está trabalhando

11
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 12

No menu Editar temos as opções:

Desfazer desfaz a última ação


Recortar recorta o texto selecionado
Copiar faz cópia do texto selecionado
Colar reproduz o texto copiado ou recortado
Excluir exclui o texto selecionado
Selecionar Tudo seleciona todo o texto do documento
Hora/Data insere no documento a hora e data do sistema
Quebra autom... força retorno do texto no fim da linha
D e fin ir fon t e modifica a formatação da fonte utilizada para
exibir o texto do Bloco de Notas.

No menu Pesquisar temos


No menu Ajuda obtemos
as opções:
ajuda sobre o aplicativo em
Localizar traz uma caixa
execução:
de diálogo para que você
Tópicos da ... traz tópicos
digite uma palavra ou frase
de ajuda nos quais você
a ser localizada no texto,
procura a sua dúvida.
caso este seja muito grande.
Sobre o Bloco de N ot a s
Localizar próxima repete
traz informações sobre o
a última localização feita
aplicativo tais como fabri-
anteriormente (tecla de
cante e versão.
atalho F3).

Paint

Para iniciar este aplicativo acione INICIAR-PROGRAMAS-ACESSÓRIOS Paint

No Paint como em outros aplicativos temos uma ja-


nela com Barra de títulos (Imagem Pa int ), botões de
controle, menu de controle (antes da palavra imagem na
barra de títulos), Barra de menu (Arquivo, Editar, Exibir,
etc.). O Paint é um aplicativo de imagem, e é utilizado para
trabalhar com fotos, desenhos, trabalhos escaneados, etc.
Há algo no Paint diferente dos outros aplicativos que
é a ca ix a de fe r r a m e nt a s, pois todos os aplicativos de
imagem a tem, e ela nos dá os recursos necessários para
que possamos criar, editar, modificar trabalhos em forma
de imagem.
O Paint é um ótimo aplicativo para quem pretende trabalhar com fotos e material escaneado,
tratamento de imagens, montagens fotográficas, imagens para Internet. Após o domínio completo
deste mini-aplicativo você começará a entender qualquer grande aplicativo de edição de imagens que
são inúmeros, cada um mais interessante que outro. Alguns exemplos desses aplicativos são: Corel
Photo-Paint, Adobe PhotoShop, Photo Impact, Adobe Photo Deluxe, etc. Bem estes são apenas alguns
aplicativos mais populares para se trabalhar com fotos, ou melhor, com imagens.

12
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 13

No Paint, como vimos acima, tem a barra de ferra-


mentas que esta enumerada na figura ao lado:
F1 - F9 F1 Ferramenta de seleção livre
F2 Ferramenta borracha
F2 - F10 F3 Ferramenta seleciona cor
F3 - F11 F4 Ferramenta lápis
F5 Ferramenta spray
F4 - F12 F6 Ferramenta linha
F5 - F13 F7 Ferramenta retângulo
F8 Ferramenta elipse
F6 - F14 F9 Ferramenta seleção
F7 - F15 F10 Ferramenta preencher com cor
F11 Ferramenta ampliador
F8 - F16 F12 Ferramenta pincel
F13 Ferramenta texto
F14 Ferramenta curva
F17 - F15 Ferramenta polígono
F16 Ferramenta retângulo arredondado
F17 ca ix a de opçõe s de cada ferramenta, ou se-
ja, a cada ferramenta selecionada, uma nova opção é
mostrada de acordo com a ferramenta.
Temos abaixo das ferramentas a ca ix a de cor e s, a
qual usamos para selecionar qual será a cor usada junta-
mente com a ferramenta.

Para utilizar qualquer ferramenta de F1 a F1 6 é necessário clicar uma única vez na mesma,
depois escolha a sua opção F17 clicando também uma vez, escolha a cor desejada e em seguida
dirija o cursor para a área de trabalho do aplicativo (área branca). Para fazer qualquer criação esco-
lha um ponto inicial na área branca e mantenha pressionado o botão do mouse e arrastando-o em
qualquer direção.
Qualquer dúvida deve ser tirada com o seu instrutor.

WordPad

Para iniciar este aplicativo acione INICIAR-PROGRAMAS-ACESSÓRIOS WordPad

O WordPad é um aplicativo do sistema operacional WIN-


DOWS, este aplicativo busca suprir as necessidades de um editor
de textos, como exemplo de editor de textos podemos citar o M i-
cr osoft W or d, e para quem não tem Word o recurso é usar o
WordPad que é bem simples.
O WordPad também usa uma janela do WINDOWS para
funcionar. No WordPad temos duas barras de ferramentas que é
a Ba r r a de Fe r r a m e nt a s e Ba r r a de For m a t a çã o, estas apare-
cem logo abaixo da barra de menu, e as barras são opcionalmente
exibidas conforme mostra a figura do menu exibir (figura ao la-
do).

O símbolo determina exibir tal item como mostra a figura acima.

Na próxima página vemos uma figura que mostra por completo a janela do WordPad.
Observe que temos um documento editado como exemplo. Na barra de títulos do aplicativo
temos o nome do arquivo que está aberto em edição (Alimentos Tr a n sgê n icos.doc). Além das
barras de ferramentas temos também um elemento bem comum nos softwares de edição de textos
que é a régua. Ela nos dá exatamente idéia da extensão horizontal do texto, e ainda, nos mostra a
configuração local de recuo esquerdo, recuo direito e recuo da primeira linha do(s) parágrafo(s) se-
lecionado(s).

13
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 14

Nos aplicativos de edição de textos podemos também inserir fotos, desenhos, e outros objetos.
Para inserir algum objeto nos texto devemos clicar no menu inserir e escolher o comando objeto,
clicar criar do arquivo e localizar o arquivo que contém o objeto a ser inserido.
Figura mostrando por completo a janela do WordPad

CD Player

Para iniciar acione INICIAR-PROGRAMAS-ACESSÓRIOS-ENTRETENIMENTO CD player

O aplicativo CD pla ye r substitui perfeitamente


um aparelho de tocar CDs. Ao iniciar o aplicativo insi-
ra no drive de CD-ROOM um Cd de música e aguarde
até que os botões de comando do CD pla ye r fiquem
pretos (ou seja, ativos).
A partir daí podemos escolher a faixa a ser to-
cada, adiantar ou atrasar a música, pular para a pró-
xima faixa ou anterior, dar pause, etc.
Há um display digital que mostra o número da
faixa e o tempo decorrido. Exemplo: [04] 03:05
Podemos registrar cada Cd tocado colocando o
nome do autor, o nome das músicas.

Para editar estes dados acione o menu disco, e em seguida e dit a r list a de r e pr odu çã o, só
é necessário fazer isto apenas uma vez para cada CD.
A Lista de reprodução especifica as faixas do CD que serão reproduzidas e em que ordem. A
Lista de reprodução é útil quando em um CD há várias músicas de que você gosta, mas algumas de
que não gosta. A sua Lista de reprodução pode especificar que sejam reproduzidas somente as mú-
sicas de que você gosta.

Para armazenar os títulos de faixas de seu CD proceda assim:


1. Certifique-se de que seu CD esteja na unidade de CD-Room.
2. No menu Disco, clique em Editar lista de reprodução.
3. Em Autor, digite o nome do autor.
14
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 15

4. Em Título, digite o título do seu CD.


5. Em Faixas disponíveis, clique na faixa cujo nome você deseja armazenar.
6. Em Faixa digite o título da faixa e, em seguida, clique em Definir nome.

Observação importante:
Em caso de dúvidas acione a ajuda apertando a 2ª tecla superior do teclado intitulada F1.

Acesso a Rede Dial- up

Acione-o em INICIAR-PROGRAMAS-ACESSÓRIOS-COMUNICAÇÕES Acesso à rede dial-up

Através do Ace sso à re de dia l- up você


pode criar conexões para acesso à internet.
Clique em fa ze r nova cone x ã o e em seguida
digite o nome que identificará a conexão.
Clique em avançar, agora digite o núme-
ro do DDD de sua cidade. Ex.: 77
Na outra caixa digite o número do tele-
fone do seu provedor. Exemplo o IG:
15002000, o código do país deve ser escolhi-
do Brasil e por fim clique em avançar e por
ultimo em concluir.
Clique o botão direito do mouse sobre a
conexão criada e escolha criar atalho, respon-
da sim para que o atalho vá para Área de Tra-
balho. Feche a janela Acesso à rede dial-up e
acione o atalho IG na área de trabalho e não
se esqueça de digitar o usuário (ig) e senha
(ig) para que a conexão seja bem sucedida.

Windows Explorer

Acione o aplicativo em INICIAR-PROGRAMAS Windows Explorer


O Windows Explorer é um dos principais aplicativos do Microsoft WINDOWS, pois é através
desse aplicativo que manipulamos todos os dados gravados no computador, ou melhor, em todas as
unidades de disco.
O Meu Computador que aparece na Área de Trabalho também tem a mesma função.

15
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 16

Ao iniciar o Windows Explorer temos uma janela. Na janela da figura anterior não vemos a
barra de botões que eu tirei para ter mais espaço (exibir- barra de ferramentas- botões padrão).
Está visível a barra de endereços e nela vemos endereço da pasta que é visualizada (C:\ M e u s D o-
cumentos) e logo abaixo vemos uma caixa com o título Pastas que representa a árvore de pastas
(árvore de diretórios). Na árvore de pastas percebemos que está sendo visualizado do lado direito
o conteúdo da pasta selecionada em azul (M e u s D ocu m e nt os). No inicio da árvore de pastas te-
mos os locais possíveis de se visualizar (Ár e a de Tr a ba lho, M e u Com put a dor , D isqu e t e ( A:) ,
Lu ca s ( C:) que é o disco rígido e logo abaixo de Luca s ( C:) vemos todas as pastas contidas no
disco rígido), e ainda, observamos que ao lado de cada pasta ou local existe um sinal de + ou .
O sinal de + nos diz que há outras subdivisões (pastas) e o sinal de que este local já se en-
contra expandido (aberto). Ao clicar no sinal de + aparecerão abaixo as pastas contidas neste local
e clicando em a pasta irá ocultar as suas subdivisões (subpastas).
Mais detalhes sobre arquivos e pastas veremos logo abaixo.

O Meu Computador

16
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 17

O ícone do M e u Com pu- Após acionarmos o


tador se encontra na Área de Meu Computador obte-
Trabalho, primeira tela quando remos a janela cuja figu-
ligamos o computador. ra é mostrada ao lado.
A figura abaixo nos mos- Na janela temos a barra
tra o ícone do M e u Computa- de endereços, citada
dor, o ícone atalho para a pas- anteriormente e vemos
ta Meus Documentos, uma pas- diversos ícones, dentre
ta (curso) e um documento do os quais: Disquete(A:),
bloco de notas denominado Lucas(C:), (D:), etc.
megasena. Para acessar Meu Estes ícones nos
Computador dê um duplo darão acesso às unida-
clique sobre o ícone do mesmo. des de discos como dis-
quete, disco rígido, CD-
Room respectivamente.
É importante saber
que o que realmente
identifica a unidade de
disco é a sua letra:
DISQUETE = A:
DISCO RÍGIDO = C:
CD- ROOM = D:

Lembre-se de detalhes importantes: para ter acesso ao conteúdo de um disquete ou CD-Room


é necessário antes colocá-los nos seus respectivos drives e só depois dar dois cliques no ícone cor-
respondente. Os limites de armazenamento de informações em uma unidade disco não são determi-
nados pela quantidade de pastas ou arquivos e sim pelo espaço que os mesmos ocupam em tal dis-
co. A capacidade de armazenamento é definida da seguinte maneira:
Tomaremos como exemplo o Bloco de N ot a s visto anteriormente. Neste aplicativo, que é um
acessório do sistema operacional Windows, cada caractere (le t r a , e spa ço, vír gu la , pon t o, sím-
bolo) equivale a um byte (menor unidade de in formação gravada em um disco).
Ao salvar um documento digitado (exemplo ao la-
do) o sistema operacional contará todos os caracte res
e registrará que tal documento ocupa tal espaço. O tex-
to na figura do exemplo ao lado tem exatamente 264
caracteres, como vemos na figura abaixo, portanto
este documento ocupará no disco 264 bytes.

Bytes, Kilobytes, Megabytes e Gigabytes

A um conjunto de 1024 bytes denominamos 1 Kilobyte ou 1 Kbyte.


A um conjunto de 1024 Kilobytes denominamos 1 Megabyte ou 1 Mbyte.
A um conjunto de 1024 Megabytes denominamos 1 Gigabyte ou 1 Gbyte.

Os DISQUETES

DISQUETE 5¼ DISQUETE 3½
Os primeiros disquetes tinham dois tamanhos e duas

17
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 18

capacidades diferentes cada um.


Havia um disquete de tamanho 5 ¼ pole ga da s cujas
capacidades eram de 3 6 0 Kilobyt e s ( ba ix a de n sida de ) e
1.2 Mega bytes (alta densidade).
Havia outro disquete de tamanho 3 ½ pole ga da s cu-
jas capacidades eram de 7 2 0 Kilobyt e s ( ba ix a de n sida-
de) e 1.44 Megabytes (alta densidade).
Hoje usamos somente o último, ou seja, disquete de
3 ½ pole ga da s e capacidade de 1 .4 4 M e ga byt e s ( a lt a
densidade).

O disquete de 3½ polegadas de alta densidade que usamos diariamente tem a capacidade


1 .4 5 7 .6 6 4 byt es, que resumidos são 1 .4 4 M e ga byt e s. Para identificar a densidade e capacidade
de um disquete é necessário verificar na parte superior frontal, que traz claramente como mostra na
segunda figura (Disquete 3 ½) mostrada acima.

O CD- ROOM

Um CD- Room tem a capacidade média entre 650 e 7 0 0 M e ga byt e s. Um CD- Room tem a
capacidade de armazenar o que precisaríamos de 4 8 5 disqu e t e s. Agora pense na economia, 485
disquetes custam + ou R$ 430,00 enquanto um CD-Room custa de R$ 1,00 a R$ 4,00, economia
de R$ 428,00 em média por CD.

Disco Rígido

Os discos rígidos são discos internos, ou seja, ficam dentro da CPU do computador e servem
para armazenar todos os dados que estão no computador, ele também armazenam todos os pro-
gramas que utilizamos no computador, pois num computador não importa se o documento é de tex-
to, foto, som, telefonia, game, ambos são armazenados em forma de arquivo de dados.

Os discos rígidos dos microcomputadores domésticos usados em casa e em escritórios, nas


empresas, em secretarias, em balcões de lojas têm espaço físico variando entre 1 Gigabyte a 50
Gigabytes a depender da necessidade dos usuários.

Manipulando Arquivos, Pastas e Ícones

Os arquivos, pastas e ícones armazenados nos disco podem ser manipulados pelo usuário do
micro de diversas maneiras. Podemos instalar programas, podemos criar documentos e pastas, co-
piar, apagar, mover, renomear, ocultar, modificar, organizar, fazer uma infinidade operações com os
arquivos gravados no HD (H a r d D isk , ou melhor, D isco Rígido) ou disquete. Veremos abaixo
como usufruir de todos estes recursos disponibilizados pelo sistema operacional Windows.

Ícones, Arquivos, Pastas e Atalhos

É através do W in dow s Ex plor e r ou do M e u Com put a dor que podemos executar todos os
recursos citados anteriormente. Na próxima página vamos aprender a explorar todos os recursos de
manipulação de arquivos (documentos) e pastas. Reconhecer o que é um ícone, ícone-atalho, ícone-
documento.

Ícone é toda pequena figura que representa um atalho, aplicativo, arquivo ou pasta.

Ícones À esquerda e direita Ícones Atalhos

18
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 19

temos exemplo de diver-


sos ícones. Agora so-
mente à direita temos
exemplo de atalhos. Im-
portante observar que os
a t a lh os t ê m u m a pe-
qu e na se t a se m pr e n a
mesma posição indi-
cando que é um atalho.

Abaixo, alguns exemplos de Arquivos Abaixo, exemplos de Pastas


(ambos representados por ícones) (representadas por ícones)

Criando

Para se criar um documento é muito simples, é necessário que você abra um aplicativo como o
Microsoft Word, Microsoft Excel, Corel Draw, portanto, qualquer aplicativo onde se possa editar tex-
to, gráfico, som e depois de feito o trabalho você deve salvá- lo. Após sa lva r o docu m e n t o você
estará geran do um novo arquivo.

Exibindo

Estando em qualquer pasta de qualquer unidade de disco é possí-


vel e x ibir os a r qu ivos e pa st a s de modo a facilitar a visualização de
arquivos ou pastas. A figura ao lado destaca as opçõe s de ex ibiçã o
descritas abaixo.
Primeiro abra ou vá até a pasta que se quer encontrar o documen-
to, agora vá à barra de menu e escolha exibir, e haverá 4 opçõe s de
exibição: ícones grandes, ícones pequenos, lista e detalhes.
No modo de exibição ícon e s gr a n de s os ícones são exibidos no
seu t a m a nh o gr a nde pa dr ã o do W in dow s. Este modo é útil quando
temos poucos arquivos e/ou pastas.
No modo de exibição ícon e s pequ e n os os mesmos são reduzi-
dos a um tamanho pa r a que se possa ve r m a is a r qu ivos e pa st a s
de uma só vez.
No modo de e x ibiçã o list a os ícones são organizados u m e m ba i-
x o do out r o formando colu n a s de ícone s para que se aproveite me-
lhor o espaço de trabalho.
E por fim o modo de exibição detalhes à qual é formada apenas
u m a colun a de ícones mostrando o nom e do a r qu ivo, e paralela-
mente uma coluna com o t a m a n h o do a r qu ivo, outra coluna com o
t ipo do a r qu ivo e a ultima coluna com a da t a e hor a da u lt im a a lt e-
ração do arquivo.

Organizando arquivos e pastas

19
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 20

Assim como podemos escolher varias formas de


exibição dos arquivos também podemos organizá-los
de 4 formas diferente para facilitar o encontro de ar-
quivos e pastas.
A figura exibida ao lado direito nos mostra o
submenu de escolhas or ga n iza r ícon e s, que encon-
tramos no menu exibir. As qua t r o opções de orga-
nização são por nome, tipo, tamanho e data e ain-
da inclui a opção auto- orga nizar.

Quando escolhemos or ga n iza r ícon es


por n om e os mesmos serão organizados na
ordem a lfa bét ica cr e sce nt e , exatamente
como num dicionário, ou seja, primeiro os
que começarem com a letra A, depois os
que começam com B, e assim sucessiva-
mente até o ultimo documento.
Quando não houver documentos que
comecem com alguma letra a mesma é sal-
tada e segue-se adiante com os documentos
que comecem com a próxima letra, sendo
assim de A a Z. Outra observação impor-
tante é que as pasta sempre virão antes
de qua lque r a r qu ivo, e antes das letras
virão os arquivos que começarem por n ú-
meros.
Veja exemplo na figura ao lado ------

Quando escolhemos or ga n iza r ícon e s


por t ipo os ícones serão organizados assim:
primeiro os arquivos do a plica t ivo X, depois
os arquivos do a plica t ivo Y, depois os ar-
quivos do aplicativo Z, e assim até o ultimo.
Tomamos o exemplo: primeiro todos os
arquivos do Word, depois todos os arquivos
do Excel, em seguida todos os arquivos do
bloco de notas e assim seguidamente.
Observe na figura ao lado que organi-
za m os os a r qu ivos por t ipo, então os ar-
quivos ficam a gr upa dos visive lm e n t e a-
travé s dos se u s ícone s que estão em se-
quência e ainda obedecem à ordem alfabéti-
ca como vimos anteriormente. Importante
r e ssa lt a r qu e se houverem pa st a s n o
local elas sem pre virão primeiro.

Quando optamos por or ga n iza r ícon e s por t a m a nh o


seguirão pela ordem do m e n or pa r a o m a ior , ou seja, os
primeiros serão os arquivos que ocupam menos espaço e por
ultimo os arquivos ocupam maior espaço.
Observe na figura ao lado, pois os arquivos estão orga-
nizados no modo or ga n iza r ícone s por t a m a n h o e ao lado
de cada arquivo está expresso o seu tamanho em Kilobytes
(KB). O t a m a n h o é ex ibido por qu e o m odo de e x ibiçã o
escolhido é exibir detalhes.
Lembre-se de que se houverem pastas elas sempre se-
rão exibidas primeiro e virão antes dos arquivos.

20
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 21

Quando optamos por organizar ícon e s por da t a


eles seguirão a ordem do m a is novo pa r a o m a is ve-
lho. Os arquivos criados ou modificados recentemente
vêm antes dos mais velhos obedecendo à data e horário.
Podemos observar na figura ao lado que os arquivos
estão organizados no modo organizar ícones por data e
a o la do de ca da a r quivo e st á ex pr esso o su a da t a e
h or a de cr ia çã o ou ult im a a lt e r a çã o. A data é exibida
porque o modo de exibição escolhido é o modo exibir de-
talhes.
Lembre-se de que se houverem pastas elas sempre
serão exibidas primeiro e virão antes dos arquivos.

Copiando arquivos e pastas

O recurso copiar nos proporciona a possibilidade de duplicarmos um documento (arquivo) ou


pasta quantas vezes for necessário, fazendo assim o que denominamos cópia. É importante ressaltar
que, independente do número de cópias que fizermos de pastas ou arquivos, todos serão como o
original, perfeitos, e poderemos copiar várias vezes que nunca perderão qualidade.
Para copiar um ou mais arquivos você deve abrir a pasta em que o (s) mesmo (s) estiverem,
selecioná-lo (s) (para selecionar um arquivo dê um clique no ícone do mesmo, para selecionar mais
de um arquivo, selecione o primeiro, mantenha pressionada a tecla Cont r ol = Ct r l e vá selecionan-
do os outros arquivos de um em um), agora a cione o m e n u e dit a r e cliqu e e m copia r . Em se-
guida abra a pasta ou unidade de disco onde queremos depositar a copia do (s) arquivo (s) e para
concluir acione o menu editar e clicando em colar. Pronto, o Windows copiará os arquivos.
O processo de copia pode ser feito com pastas, assim todo o seu conteúdo será copiado jun-
tamente com a pasta.
A figura ao lado nos mos-
tra o momento da copia de al-
guns arquivos para a unidade de
disco flexível, que é o disquete.
Quando fazemos copia de
arquivos no Windows, ele nos
mostra uma caixa de mensagem
onde podemos acompanhar todo
o processo.
A caixa de mensagem nos
traz as seguintes informações:

Copiando...
- o que está sendo feito.
Apdos.doc
- Arquivo que está sendo copia-
do neste exato momento.
De 'Apostilas' para A:\
- origem e destino dos arquivos
copiados.
45 segundos
- tempo que falta para acabar o
processo de copia.

Movendo arquivos ou pastas

Assim como copiamos, também podemos mover pastas e arquivos de um local para outro (de
uma pasta para outra), de um disco para outro (do disco rígido para o disquete e vice versa). É im-
portante observar que mover objetos (arquivos e pastas) faz com que tiramos de um lugar e colo-
camos em outro. O processo mover não estraga os arquivos ou pastas, permanecendo assim origi-
nais como foram editados, corre-se o risco de movê-los para um disco defeituoso e aí perderíamos o

21
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 22

documento. Portanto, ao mover arquivos ou pastas certifique-se que o local de destino está em per-
feito estado.
Para mover um ou mais arquivos você deve abrir a pasta em que o (s) mesmo (s) se encon-
tram, selecioná-lo (s) (para selecionar um arquivo dê um clique no ícone do mesmo, para selecionar
mais de um arquivo, selecione o primeiro, mantenha pressionada a tecla Con t r ol = Ct r l e vá sele-
cionando os outros de um em um), agora a cion e o m e nu e dit a r e cliqu e e m r e cor t a r . Em segui-
da abra a pasta ou unidade de disco onde queremos colocar o (s) arquivo (s) e para concluir a ação
mover acione o menu editar e clique no comando colar. Pronto, o Windows se encarregará do fazer
a transferência da origem para o destino.
O processo mover pode ser feito com pastas, e assim todo o seu conteúdo será movido junto.

A figura ao lado nos mostra o momento em


que alguns arquivos estão sendo movidos para
uma pasta de nome x .
Quando movemos arquivos no Windows, ele
nos mostra uma caixa de mensagem onde pode-
mos acompanhar todo o processo.
A caixa de mensagem no traz as seguintes in-
formações:

Movendo... - o que está sendo feito.


Windows 98 1.doc - Arquivo que está sendo movido neste exato momento.
De 'Apostilas' para 'x' - origem e destino dos arquivos movidos.

Renomeando arquivos ou pastas

Todos os arquivos e pastas têm um nome, a qualquer momento podemos modificar o nome de
uma pasta ou de um arquivo facilmente.
Para renomear um arquivo ou pasta você precisa apenas selecioná-lo e ir ao menu arquivo
acionando o comando renomear, ou então pressione a terceira tecla do teclado - tecla F2, observe
na figura 1, logo abaixo, que após solicitar o comando renomear o arquivo estará pronto para rece-
ber o novo nome. Então agora é só digitar o novo nome para o arquivo ou pasta, clique afastado
arquivo para concluir.
É importante ressaltar que não poderemos usar o mesmo nome de outro arquivo ou pasta pa-
ralelos ao que esta sendo renomeado, ainda seguindo o exemplo da figu r a 1 não poderíamos re-
nomear o arquivo Se cr e t a r ios M un icipa is.doc para telefones.doc, t r a ba lho in fa nt il.doc, Uni-
dade.doc ou RECI BO RAUL.doc, pois assim estaríamos usando um nome já existente.
Em nome de arquivos ou pastas não podemos usar determinados caracteres tais como: dois
pontos, barra, asterisco, etc, conforme nos mostra a figura 2 logo abaixo.

FIGURA 1 FIGURA 2

Excluindo arquivos ou pastas

A figura mostra o momento em que um arquivo está sendo excluído. Ao excluir um arquivo
você receberá uma caixa de mensagem solicitando confirmação de envio do arquivo para a lixeira.

22
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 23

Todo arquivo excluído, exceto excluído de dis-


quetes, será enviado à lixeira podendo ser recupe-
rado posteriormente caso você se arrependa da ex-
clusão.
Para excluir um arquivo ou pasta selecione-o e
em seguida vá ao menu arquivo e escolha excluir
ou então pressione a tecla a famosa delete.

A Lixeira

A Lixeira é um importante recurso do sistema operacional Windows, pois t odo do-


cumento ou pasta quando apagado do disco rígido é enviado diretamente à lixeira.
A lixeira é uma pasta oculta e não pode ser removida, faz parte do funcionamento
do sistema Windows. Todo documento ou pasta que ao ser excluído for enviado à lixeira
pode ser recuperado ao seu local de origem e a essa ação chamamos de r e cuperar.

Para abrir a lixeira vá até a área de trabalho e localize o ícone da lixeira conforme figura ante-
rior. Ao localizar o ícone da lixeira dê dois cliques rápidos sobre o mesmo para abrir a pasta lixeira.
Ao lado temos a lixeira aberta. Dentro da
lixeira vemos alguns documentos que foram ex-
cluídos recentemente.
Como vimos anteriormente, qualquer do-
cumento que esteja armazenado na lixeira pode
ser recuperado à sua pasta de origem, ou seja,
podemos retirar da lixeira aquele documento que
apagamos anteriormente.
Para r e cu pe r a u m docu m e nt o da lix eira
é necessário selecioná-lo (dê apenas um clique
sobre o documento a ser selecionado) e em se-
guida acione o m e n u a r qu ivo e escolha o pri-
meiro comando que é restaurar. Assim o arqui-
vo voltará à pasta de onde foi excluído.
Pode m os r e cu pe r a r a r qu ivos a pa ga dos
e t a m bé m pode m os excluí- los de fin it iva-
mente sem chances de recuperação.

Para e x clu ir de fin it iva m e nt e um documento ou pasta vá a t é a lix e ir a , selecione o docu-


mento ou pasta que se deseja excluir definitivamente e ex clu a da lix e ir a . Observação importante:
Para excluir documentos que estejam na lixeira siga os mesmos procedimentos do tópico Ex cluindo
arquivos ou pastas.
Caso queiramos eliminar todos os documentos contidos na lixeira, abra a mesma, vá ao
m e n u a r qu ivo e escolha o com a n do e sva zia r lix e ir a . Mas tenha cuidado pois tudo que estiver
dentro da lixeira será eliminado definitivamente sem chances de recuperação.

Painel de controle

23
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 24

Como vimos na última figura da página anterior, o Painel de Controle pode ser aberto cli-
cando no botão iniciar, configurações e Painel de Con trole.
O Pa ine l de cont r ole é uma parte muito importante para o funcionamento do sistema opera-
cional Windows, pois é através desse local que instalamos novos aplicativos, configuramos placas,
configuramos os acessórios como impressora, scanner, mouse, drives externos, personalizamos o
funcionamento do sistema, ou seja, como o próprio nome já diz é o Painel de controle.
No nosso curso básico veremos apenas algumas das funções do Pa in e l de cont r ole , pois es-
tamos apenas começando a conhecer o sistema.
Observe na figura anterior que quando abrimos a janela do Painel de Controle encontramos
vários ícones que nos dão condições de configurar qualquer parte do sistema em relação aos hard-
wares (placas internas do micro) ou em relação ao desempenho do mouse, desempenho do tecla-
do, configuração regional (país, moeda, formato do calendário, data, hora, número), configurações
de rede, configurações de acessibilidade para deficientes físicos (em relação às mãos), adição e re-
moção de novos hardwares, adição e remoção de programas, controle de impressoras, fontes.
Enfim, é um Painel de Controle. Bem, como estamos apenas começando a aprender o sobre o
Painel de Controle estudaremos apenas os tópicos especificados abaixo, pois são de simples enten-
dimento e fácil configuração.

Fontes

24
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 25

Fonte é o nome dado aos m o-


de los de le t r a s existentes no sis-
tema operacional Windows.
Ao abrirmos dentro do Painel
de Cont r ole a pa st a Font e s obte-
mos a janela mostrada na figura ao
lado. Esta janela nos mostra todas
as fontes existentes no sistema em
forma de arquivos, pois tudo que
está gravado no Disco Rígido está
gravado em forma de arquivos.
Quando queremos utilizar al-
guma fonte (modelo de letra) que
n ã o e x ist a no sistema é necessário
conseguirmos um arquivo com a
fonte que desejamos e em seguida
instalá- la na pa st a fon t e s dentro
do Painel de Controle. Logo abaixo
veremos como instalar novas fontes
no nosso sistema.
Na figura ao lado direito temos
exemplos de fontes dentre as quais
encontramos três fontes padrão.
Estas fontes são encontradas no sis-
t e m a W indow s. São elas: Times
New Roman, Arial, Verdana.
As outras duas fontes são mode-
los menos comuns e têm que ser ins-
taladas para que possamos usá-las
em qualquer aplicativo de editoração
de textos ou gráfico.

Instalando novas fontes no sistema

Quando instalamos o sistema operacional Windows automaticamente são instaladas um núme-


ro de fontes que o acompanham. Mas à medida que se usam os programas surge a necessidade de
escolher outras fontes e estas para serem utilizadas em layouts, convites, cartões, trabalhos requin-
tados, e inúmeras outras utilidades.
Portanto, se quisermos utilizar outras fontes que não encontramos no sistema teremos que
adquiri-las em disquete ou Cd e instalá-las no sistema. Esse será o nosso próximo passo.
Abra o Painel de Controle e dê dois
cliques rápidos no ícone fontes que abrirá
a caixa de diálogo conforme figura ao la-
do, depois vá até caixa drop-down na op-
ção Unidades e escolha em que disco
estão os arquivos (ex. disquete, CD-
Room, em alguma pasta do disco rígido),
se necessário escolha a pasta clicando
duas vezes rápido no nome da mesma na
opção pastas e aguarde até que apareça
o nome das fontes logo acima na Lista
de font e s. Agora selecione as fontes que
deseja instalar, caso deseje instalar todas
clique no botão Se le ciona r t udo, e para
concluir a instalação clique em OK. Pode
ser que apareça uma mensagem dizendo
que tal fonte já está instalada, clique OK
e prossiga até encerrar.

25
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 26

Para que as fontes instaladas se tornem disponíveis aos aplicativos é necessário reinicializar o
sistema. Clique em Iniciar, Desligar, escolha Reiniciar o computador e clique OK.

Impressoras

A pasta impressoras contida no Painel de Controle serve para controlarmos o funcionamento,


configuração e instalação das impressoras no seu micro. Para abrir a pasta impressoras clique no
botão iniciar, clique em configurações e em Impressoras ou abra o Painel de Controle e dê dois cli-
ques rápidos na pasta Impressoras. Após aberta, a janela da pasta impressoras mostrará as impres-
soras instaladas.

Na figura ao lado vemos a pasta


impressoras aberta, o primeiro ícone
nos dá condições de instalar nova im-
pressora. Para tanto, dê um duplo cli-
que e siga as instruções se quiser ins-
talar uma nova impressora.
Os outros ícones nos mostram
quantas e quais impressoras estão ins-
taladas: HP DeskJet 690C, HP Laser-
Je t 4 P e Epson FX- 1170. Observe
que na primeira impressora, HP Desk-
Je t 6 9 0 C, há um pequeno círculo preto
o qual identifica a impressora padrão. A
impressora padrão é aquela sugerida
toda vez que você ordena uma impres-
são em qualquer programa. As configu-
rações padrão da impressora poderão
ser feitas clicando o botão direito do
mouse sobre o ícone da impressora e
selecionando Propriedades como mos-
tra a figura.

Há outros recursos de impressão pouco utilizados, mas que são interessantes e úteis.
Nós podemos ordenar impressões, mas não fazê-las imediatamente. Por exemplo: suponha-
mos que você fez um trabalho você ainda não tenha o papel, ou está faltando tinta na impressora,
ou então a sua impressora não conectada ao computador, etc.
Você poderá mandar as impressões para uma fila de espera, e para isso proceda assim: após
abrir a pasta impressoras clique com o botão direito do mouse na impressora para a qual você vai
enviar as impressões e escolha a opção Pa usa na im pr e ssã o, como mostra a figura acima, após
isso você poderá enviar quantas impressões quiser para esta impressora que a mesma não irá im-
primir até que a tire da pausa seguindo o mesmo processo.
Quando pausamos a impressora
é formada uma fila de documentos
que foram enviados para impressão
na respectiva ordem em que foram
enviados. Você poderá também con-
trolar individualmente as impressões
enviadas para a fila, determinando
qual pode ser impressa primeiro ou
por último.
Proceda da seguinte forma: ao
abrir a pasta impressoras abra com
duplo clique a impressora que estiver
em pausa e aparecerá uma nova ja-
nela contendo a fila de impressões
enviadas conforme mostra a figura ao
lado.

Para manipular as impressões observe os seguintes pontos na figura anterior:


26
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 27

Na barra de títulos da janela da impressora aparece o nome da impressora H P D e sk Je t 6 9 0 C


Se ries v11.0 - Em pausa, em pausa indica que a impressora esta em pausa e portanto nenhum
documento da fila será impresso.
Logo abaixo, ainda na figura anterior, à frente do nome de a lgu n s docu m e nt os aparece o
status Em pa usa informando que a impressão daquele documento esta em pausa independente da
impressora estar o não em pausa.

Para que a impressora possa imprimir os documentos


da fila que não estão pausados é necessário tirar a impres-
sora da pausa procedendo assim: clique no menu impresso-
ra e em seguida escolha Pa u sa n a im pr e ssã o como nos
mostra a figura ao lado.
Para colocar novamente a impressora em pausa repita
os passos anteriores.
Lembre-se que os documentos só podem ser pausados
enquanto não estão sendo impressos. Portanto antes de
pausar qualquer documento é necessário pausar primeiro a
impressora, depois vá ao programa e mande imprimir os
documentos e depois volte à pasta janela da impressora
para poder pausar os documentos individualmente.

Para colocar algum documento em pausa


é necessário pausar primeiro a impressora se
esta não estiver como dito anterior.
Selecione o documento na fila de impres-
são, clique no m e n u docu m e nt o em seguida
escolha Pa u sa na im pr e ssã o conforme mostra
a figura ao lado.
O exemplo mostra que o último documen-
to da fila M icr osoft W or d - Che qu e.doc foi
pausado.
Lembre-se que a impressora permanece
em pausa como mostra a barra de títulos.

Para tirar qualquer documento da pausa repita o mesmo procedimento que dá pausa.

Com os recursos relatados acima você poderá pausar a impressora. Enviar diversas impres-
sões, depois de enviadas as impressões você poderá pausar todas elas. Após pausar os documentos
você poderá tirar a impressora da pausa. Assim todas as impressões enviadas permanecerão em
pausa individualmente. Agora você poderá imprimir cada documento que for tirado a pausa, e cada
documento será impresso exatamente na ordem em que for sendo tirado a pausa.

Mouse

Para abrir as pr opr ie da de s do M ou se vá até o


Pa in e l de Cont r ole e localize o ícone do Mouse, em
seguida dê dois cliques rápidos para abrir as propri-
edades do item.

Conforme figura ao lado em propriedades do Mouse vo-


cê poderá mudar o botão padrão do Mouse caso seja canhoto.
Para isso marque a opção Canhoto e clique em OK para con-
firmar a mudança do botão padrão. Dessa maneira os botões
inverterão suas funções.
Clicando na guia Ponteiros, você terá a condição de
mudar todos os ponteiros do mouse. Para mudar algum pon-
teiro do mouse vá à guia ponteiros e observe na próxima fi-
gura que para cada evento há um ponteiro diferente.

27
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 28

Você poderá mudar o esquema


inteiro de ponteiros de uma só vez
clicando na caixa onde está escrito
Pa dr ã o W in dow s, escolhendo o no-
vo esquema e clicando embaixo em
OK para concretizar a mudança feita.
Caso queira mudar apenas al-
guns ponteiros faça como na figura ao
lado: selecione o ponteiro que deseja
mudar (como exemplo temos selecio-
nado o ponteiro Se le çã o nor m a l),
em seguida clique em Procurar para
localizar o arquivo com o novo pontei-
ro. Selecione o novo ponteiro e clique
em abrir, pois os ponteiros estão gra-
vados em forma de arquivo. Ao con-
cluir todas as mudanças de ponteiros
clique em OK para confirmar todas as
mudanças feitas.

Temas para a Área de Trabalho

No ícone Te m a s pa r a a Ár e a de Tr a ba lho você terá a opção de mudar


todos os itens que fazem parte da Área de Trabalho como ícon es, pon t e ir os,
son s, pa pe l de pa r e de, pr ot e çã o de t e la , podendo fazer uma decoração
padronizada para todo o ambiente de trabalho do sistema Windows.
O ícone mostrado ao lado é encontrado de da janela do Painel de Controle
e para acioná-lo é necessário dar dois cliques rápidos sobre ele.

Para fazer mudanças abra o Painel de Controle, localize o ícone Te m a s pa r a a Ár e a de Tr a-


balho e abra-o dando dois cliques. Em seguida aparecerá a caixa de diálogo mostrada na figura da
próxima página. Ainda seguindo o exemplo abra o menu drop-down Tema e escolha o tema de sua
preferência e para aplicar clique OK. Todos os itens como ícon e s, pont e ir os, son s, pa pe l de pa-
rede, proteção de tela, etc, serão modificados de acordo como tema escolhido.
É possível escolher individualmente quais itens serão modificados. Logo ao lado temos as cai-
xas de verificação as quais podemos desabilitar os itens que não queremos modificar.

28
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 29

Vídeo

As propriedades de vídeo servem para


mudarmos as configurações de visualização
relativas ao próprio vídeo.
Para abrir as propriedades de vídeo de-
vemos ir até o Painel de Controle, localizar o
ícone Vídeo e abri-lo com dois cliques. Na
primeira guia temos a opção de mudar ou
escolher o papel de parede que decora a á-
rea de trabalho. Como na figura, selecione o
papel de parede, escolha a forma de exibir e
em seguida clique em OK e a figura escolhida
será exibida no fundo da tela do sistema
Windows.

Para usar a opção Proteção de Tela


clique na guia Proteção de Tela e abra a
caixa drop-down como na figura ao lado e
escolha a Proteção de Tela que mais lhe
agradar, se não a conhecer clique em
Amostra e veja a demonstração.

É importante observar que ao clicar no botão Amostra você não poderá mover o mouse ou to-
car o teclado, pois isso fará com que a amostra Pr ot e çã o de Tela seja suspensa. Depois de esco-
lhida a Proteção de Tela deve-se determinar o tempo de espera até que a Pr ot e çã o de Te la entre
em funcionamento e o tempo de espera é considerado a partir do momento em que o usuário do
micro não usa nem o teclado e nem o mouse pelo tempo determinado. Para definir o tempo da Pro-
teção de Tela mude o número à frente da palavra aguardar, no exemplo o sistema aguardará 10

29
Lucas Melo edicoes@lucas.melo.nom.br Curso de Windows 98 Básico pág. 30

minutos para executar a proteção de tela. Você poderá configurar cada Proteção de Tela conforme
recursos disponíveis, para tanto, clique no botão Configurações.
A função da Proteção de Tela é não deixar que as cores permaneçam por muito tempo paradas
na mesma posição na tela do monitor, pois isso pode marcá-lo com sombras ao longo do tempo.

Para mudar as configurações de


cores do sistema é necessário abrir as
propriedades de vídeo e clicar na ter-
ceira guia que é Aparência. Após
clicar na guia aparência obteremos as
opções mostradas na figura ao lado.
Na caixa de Esquema encon-
tramos vários esquemas de cores
predefinidos. Abra o menu drop-down
e use as setas do teclado de direção
acima e abaixo, assim você poderá
visualizar e selecionar o que mais a-
gradar. Clique OK para aplicar.

Considerações finais

Bem, encerramos a nossa apostila no intuito de satisfazer as suas necessidades iniciais como
um novo usuário do sistema Windows.
Saiba que tudo isso que estudamos representa apenas um grão de área no deserto e é o ne-
cessário para se começar. Portanto, não se acomode achando que já aprendeu o bastante, pois a
cada dia usando o micro descobrirá que o que sabe é insignificante em relação aos recursos existen-
tes na área de operação de microcomputadores. Nunca sabemos tudo, apenas aprendemos um pou-
co mais a cada dia.
Sempre que possível leia algo sobre o assunto. Através da internet poderá encontrar muitas
dicas e apostilas sobre os programas mais populares como o sistema Windows, Word, Excel, Power
Point, CorelDraw, Photo Shop, etc. Há muito sites de busca que ajudam bastante na procura de
qualquer assunto. Abaixo existem os endereços de alguns desses sites.

www.google.com.br
www.radix.com.br
www.cade.com.br
www.yahoo.com.br
www.achei.com.br
www.miner.com.br

Então até breve.

Se você chegou até este ponto da apostila é provável que a tenha estudado.
Gostaria de poder contar com a sua opinião sobre a qualidade e aproveitamento do conteúdo.
Pode me enviar um e-mail edicoes@lucas.melo.nom.br.

Muito Obrigado!

Apostila editada e revisada por:

Lucas Fernandes de melo

http://www.lucas.melo.nom.br

Todos os direitos reservados


Copyright © - Lucas Fernandes de Melo

30
This document was created with Win2PDF available at http://www.win2pdf.com.
The unregistered version of Win2PDF is for evaluation or non-commercial use only.