You are on page 1of 12

DA DURAÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO CONSIDERAÇÕES GERAIS CONCEITO – DOUTRINA/LEGAL NATUREZA JURÍDICA ASPECTOS PÚBLICO E PRIVADO CLASSIFICAÇÃO DURAÇÃO

– NORMAL E EXTRAORDINÁRIA PERÍODO – DIURNA, NOTURNA E MISTA Rural – Lavoura e Pecuária PROFISSÃO – Bancário, Telefonista, jornalista, etc. (arts. 224 e segs. CLT) FLEXIBILIDADE – FLEXÍVEIS E INFLEXÍVEIS FUNDAMENTOS PARA LIMITAÇÃO DA JORNADA A) BIOLOGICOS B) SOCIAIS C)ECONOMICOS D) HUMANOS DA JORNADA DE TRABALHO NORMAL NORMAL MÓVEL – PARCIAL – ART. 58-A CLT EXCLUÍDOS – ART. 62 CLT

HORAS EXTRAORDINÁRIAS (SUPLEMENTARES) CONCEITO (ART. 61. 7º. XVI CF/88) HIPÓTESES LEGAIS PARA PERMISSÃO DA REALIZAÇÃO DAS HORAS EXTRAS ACORDO DE PRORROGAÇÃO Escrito Prazo indeterminado Supressão SISTEMA DE COMPENSAÇÃO Art. 501 DA CLT. ART. Empregado devedor – art. período anual e ACT/CCT. FORÇA MAIOR – ART. 477. Banco de Horas – não exceder 10 hs. § 5º CLT. Empregado faz jus as horas extras não compensadas. 59. remuneração das horas extras com base no salário à época da rescisão. por dia. § 2º da CLT Acordo ou Convenção Coletiva TST – OJ Nº 182 SDI-1 admite através de acordo individual. Implicações na rescisão contratual A qualquer título. 59 CLT. ART. § 2º CLT Incêndio – Inundação Comunicação à DRT .

no máximo de 45 dias por ano. art. Independe de Acordo Máximo de 04 horas diárias Adicional de 50% RECUPERAÇÃO DE HORAS DE PARALISAÇÃO Paralisação da Empresa por causas acidentais ou força maior Reposição devida – 90 hs.270/57. 413 CLT Proibição de acordo de prorrogação da jornada p/ cabineiros de elevador (Lei nº 3. 225 CLT Telefonia. 1º.: manipulação de produtos perecíveis. CASOS ESPECÍFICOS Menor de 18 anos – art. por ano. Prévia Autorização da DRT Remuneração com base na hora extra (adicional de 50%). radiotelegrafia – caso de indeclinável necessidade – art. 227. Ex. 02 p/ dia. só excepcionalmente – art. § 1º CLT SUPRESSÃO DAS HORAS EXTRAS . telegrafia. radiotelefonia.SERVIÇOS INADIÁVEIS Cuja natureza têm que ser concluídos na mesma jornada. § 1º) Bancário.

ELETRONICO COMPENSAÇÃO DE HORÁRIO SEMANA ESPANHOLA – OJ 323 SDI-1 TST TURNOS ININTERRUPTOS DE REVEZAMENTO Empregados que revezam na mesma máquina a permitir o funcionamento ininterrupto.PRESTADAS COM HABITUALIDADE POR PELO MENOS 1 ANO. XIV da CF/88 6 horas – ACT ou CCT podem estender HORAS À DISPOSIÇÃO – ART. § 2º CLT INTERVALO ENTRE JORNADAS – ART. 58. INDENIZAÇÃO DE 01 MÊS DAS HORAS SUPRIMIDAS POR CADA ANO OU FRAÇÃO IGUAL OU SUPERIOR A 06 MESES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ACIMA DA JORNADA NORMAL. MECANICO. 4º CLT HORAS IN ITINERE (DE PERCURSO) – ART. MÉDIA DAS HORAS EXTRAS DOS ÚLTIMOS 12 MESES X VALOR DA HORA EXTRA DO DIA DA SUPRESSÃO. CONTROLE DO HORÁRIO DE TRABALHO ART. § 2º CLT REGISTROS – MANUAL. 66 DA CLT – 11 HORAS . Art. 7º. 74.

71. ou em suas dependências. para o santificar.1921) Aprovou a Convenção nº 14. sem acordo de prorrogação D) Refeitório segundo as normas do MTE E) Refeição gratuita/preços acessíveis – nutricionista F) Programa médico especial G) Laudo de Avaliação Ambiental REPOUSO SEMANAL REMUNERADO BREVE HISTÓRICO Se origina nos costumes religiosos Hebreus descansavam – sábatos – sabbath (descanso) Moisés – “Guarda o dia de sábado. deverá . § 1º CLT DURAÇÃO DE 1 HORA PARA 30 MINUTOS Competência do MTE – DRT A)Justificativa técnica B)ACT ou anuência expressa dos empregados com assistência sindical C)Manutenção da jornada. Conferência Internacional da OIT (Genebra . como te ordenou o Senhor teu Deus” Após a morte de Cristo o descanso aos sábados foi substituído pelos domingos. pública ou privada. Celebrar o dia do Senhor – Ressurreição de Jesus Cristo – Domingo. 2º “Todo pessoal empregado em qualquer empresa industrial.INTERVALO INTRA JORNADAS – ART. art.

surgiram as primeiras Leis esparsas na Década de 30. 7º XV DENOMINAÇÕES Repouso (Descanso) semanal remunerado Repouso (Descanso) Hebdomadário Folga (Descanso/Repouso) semanal Repouso/Descanso dominical CONCEITO – ART.desfrutar. a todo pessoal de casa empresa. com os dias consagrados pela tradição ou os costumes do País ou da religião. no curso de cada período de 07 dias. sempre que possível. Foi garantido em nível constitucional a partir de 1934. Esse descanso será concedido ao mesmo tempo. Consecutivas. O descanso coincidirá. XV CF/88 24 HS. sempre que possível. regulamentada pelo Decreto nº 27.308 e reproduzidas pela CLT (1943) Em 1949 a Lei nº 605. disciplinando-a de modo sistemático. Em 1940 foram reunidas no DEC-LEI nº 2. 1º LEI 605/49 – ART 7º. Atualmente CF/88 – art.048 dispõe especificamente sobre a matéria. CONSECUTIVAS 01 VEZ POR SEMANA NATUREZA JURÍDICA . de um descanso que compreenda como mínimo 24 hs.” No Brasil.

02 dias – ampliação legal – ex. HORAS EXTRAS – ENUN. 172 HABITUALIDADE INTEGRAM O RSR TST. bancários TRABALHADORES BENEFICIADOS URBANOS E RURAIS. C/ . MÊS. QUINZENA – 1 DIA DE SERVIÇO HORA – A HORA DA JORNADA NORMAL DE TRABALHO TAREFA/PEÇA – VALOR EQUIVALENTE AO SALÁRIO DAS TAREFAS/PEÇAS FEITAS DURANTE A SEMANA NO HORÁRIO NORMAL DE TRABALHO. INCLUSIVE DOMÉSTICOS EXCLUÍDOS – ART. 5º LEI 605/49 REMUNERAÇÃO DIA. SEMANA.SALARIAL – descansa e recebe Estado – proteger o empregado FUNDAMENTOS A)BIOLÓGICOS B)SOCIAIS C)ECONÔMICOS CLASSIFICAÇÃO DURAÇÃO 1 dia 1 dia e meio – semana inglesa – a partir do meio dia do sábado.

REQUISITOS PARA PAGAMENTO ASSIDUIDADE PONTUALIDADE ART. INCLUÍDA A SEXTA FEIRA DA PAIXÃO. TRABALHO NOTURNO REALIZADO NO PERÍODO DA NOITE LEGISLAÇÕES NÃO UNÂNIMES Espanha – 22 às 6h Alemanha – 20 às 6h Portugal – 20 às 7h França/Itália – 22 às 5h Argentina – 21 às 6h CARNAVAL NÃO É .: TERÇA FEIRA DE CONSIDERADO FERIADO.607/02) 1º Janeiro 21 Abril 1º Maio 7 Setembro 12 Outubro 02 Novembro 15 Novembro 25 Dezembro RELIGIOSOS – DECLARADOS POR LEI MUNICIPAL (TRADIÇÃO LOCAL). OBS. 6º LEI 605/49 FERIADOS CIVIS (LEI 9093/95 – 10. NÃO SUPERIOR A 04 POR ANO.

PAR. § 3º LEI 8906/94) DISSÍDIOS COLETIVOS – PERCENTUAL SUPERIOR A 20% DOMÉSTICOS NÃO TÊM DIREITO AO ADICIONAL NOTURNO E HORA NOTURNA REDUZIDA – ART. ÚNICO. LEI 5889/73 ADVOGADO – ADIC. 25% . 73. § 3º Lei 8906/94) ADICIONAL NOTURNO Razões de ordem econômica/social – trabalho à noite CF/1937 – primeira determinação constitucional s/ o trabalho noturno CF/88 – ART. § 2º CLT Rurais Lavoura – 21 às 5h Pecuária – 20 às 4h Advogado – 20 às 5h (art.Brasil – 22 às 5h – art.PAR. ART. IX. 20% TRABALHADOR RURAL – ADIC. 7º. 20. ART. 265/TST . 7º. ÚNICO CF/88 CONDIÇÃO PARA PAGAMENTO DO ADICIONAL NOTURNO TRABALHO À NOITE (FATO GERADOR) EN. 25% (ART. 73 CLT – ADIC. 20. 7º.

TRABALHO NOTURNO NOTURNA REDUZIDA 1ª HORA 30S 2º HORA 23H 45MIN 3ª HORA 37MIN 30S 4ª HORA 30 MIN 5ª HORA 22MIN 30S 6ª HORA 15MIN 7ª HORA 30S 22 ÀS HORA 22H 52 MIN 22H 52 MIN 30S ÀS 23H 45 MIN ÀS 00H 00H 37 MIN 30S ÀS 1H 1H 30 MIN ÀS 2H 2H 22MIN 30S ÀS 3H 3H 15 MIN ÀS 4H 7 MIN . 13º. 60/TST) HORA NOTURNA REDUZIDA LEI ESTABELECE FICÇÃO JURÍDICA NO SENTIDO DE QUE A HORA NOTURNA É CONSIDERADA REDUZIDA. A HORA NOTURNA SERÁ COMPUTADA COMO 52 MINUTOS E 30 SEGUNDOS. FACE AO ADICIONAL DE 25%. (ART. AVISO PREVIO. § 1º CLT) VANTAGEM SALARIAL PARA O EMPREGADO TRABALHADOR RURAL E ADVOGADO – NÃO TÊM DIREITO A HORA NOTURNA REDUZIDA. 73. FÉRIAS. ETC. (EN.NÃO HÁ DIREITO ADQUIRIDO ADICIONAL PAGO COM HABITUALIDADE. RSR. FGTS. INTEGRA O SALÁRIO PARA TODOS OS EFEITOS.

AO / TURNOS .8ª HORA 4H 7 MIN 30S ÀS 5H. MAS GANHARÁ 08 HORAS. HORÁRIOS MISTOS ART. OU SEJA.73. TABELA DEMONSTRATIVA DE QUE O EMPREGADO PRESTA 07 HORAS DE TRABALHO. VEZ QUE NÃO SE PODE PRORROGAR O QUE JÁ ESTÁ TERMINADO. MESMO AO EMPREGADO SUJEITO AO REGIME DE REVEZAMENTO. TRABALHO NOTURNO TERMINA ÀS 05 HS. 73 CLT – REVOGADO STF – SÚMULA 213 – DEVIDO ADICIONAL NOTURNO. § 4º CLT ABRANGEM PERÍODOS DIURNOS E NOTURNOS (AO CONTRÁRIO NÃO) REMUNERAÇÃO – DIURNO (NORMAL) NOTURNO (C/ ADICIONAL) TRABALHO PRESTADO EM SEQUÊNCIA HORÁRIO NOTURNO – APÓS ÀS 05:00 HS. § 5º. ART. CLT DOUTRINA CRITICA TERMO PRORROGAÇÃO. 73. REGIME DE REVEZAMENTO ININTERRUPTOS CAPUT ART. RECEBERÁ O PAGAMENTO DE 08 HORAS TRABALHADAS.

OJ – 06 SDI 1 TST PROIBIÇÃO DO TRABALHO NOTURNO PARA MENORES DE 18 ANOS – ART. MAS FOI A ÚNCIA MANEIRA ENCONTRADA PARA REMUNERAR O TRABALHO APÓS ÀS 05 HS. INTUITO TUTELAR DA LEI SERVIÇOS À NOITE MAIS PENOSOS QUE DURANTE O DIA TRABALHO REALIZADO APÓS ÀS 05 HS.: PAGAMENTO DO ADICIONAL NOTURNO MAIS O CÔMPUTO DA HORA NOTURNA REDUZIDA. PAGANDO SALÁRIO MAIS ELEVADO POR MAIOR DESGASTE DO OBREIRO. SEQUÊNCIA DO QUE COMEÇADO – O HORÁRIO DE TRABALHO. UMA HAVIA SERIA ILÓGICO PAGAR ADIC. ATENTA CONTRA PRINCÍPIOS HIGIÊNICOS DA MEDICINA DO TRABALHO.A CONTINUIDADE É CONSIDERADA RENOVAÇÃO. SE DEVIDO. SEM PERDA SALARIAL PARA O OBREIRO. APÓS ÀS 05 HS. XXXIII CF/88 . OCORRÊNCIA DE ACIDENTES DO TRABALHO. 7º. MAIS O ADICONAL DE HORAS EXTRAS. SERVEM PARA DESESTIMULAR O EMPREGADOR QUE IMPUSER O SERVIÇO APÓS ESSE HORÁRIO. NOTURNO DURANTE O DIA.