You are on page 1of 21

LEI Nº 9.

782, DE 26 DE JANEIRO DE 1999
Define o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, cria a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, e dá outras providências
25/10/2011 1

COMPETE À ANVISA
• •

• • • • • • •

coordenar o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária; fomentar e realizar estudos e pesquisas no âmbito de suas atribuições; estabelecer normas, propor, acompanhar e executar as políticas, as diretrizes e as ações de vigilância sanitária; autorizar o funcionamento de empresas de fabricação, distribuição e importação dos produtos de sua jurisdição conceder registros de produtos, segundo as normas de sua área de atuação; conceder e cancelar o certificado de cumprimento de boas práticas de fabricação; promover a revisão e atualização periódica da farmacopéia; atuar e aplicar as penalidades previstas em lei; A regulamentação, o controle e a fiscalização de produtos e serviços que envolvam risco à saúde pública são incumbências da Agência.
25/10/2011 2

radiofármacos e produtos radioativos utilizados em diagnóstico e terapia.ANVISA São bens e produtos submetidos ao controle e fiscalização sanitária: • medicamentos de uso humano. charutos e qualquer outro produto fumígero. hemoterápicos e de diagnóstico laboratorial e por imagem. • saneantes. derivado ou não do tabaco. • radioisótopos para uso diagnóstico in vivo. odontológicos. sangue e hemoderivados. • cosméticos. • órgãos. limites de contaminantes orgânicos. • cigarros. por outro procedimento ou ainda submetidos a fontes de radiação. suas substâncias ativas e demais insumos. • imunobiológicos e suas substâncias ativas. inclusive bebidas. produtos de higiene pessoal e perfumes. • conjuntos. tecidos humanos e veterinários para uso em transplantes ou reconstituições. Mendonça 3 . • quaisquer produtos que envolvam a possibilidade de risco à saúde. suas embalagens. obtidos por engenharia genética. seus insumos. reagentes e insumos destinados a diagnóstico. resíduos de agrotóxicos e de medicamentos veterinários. águas envasadas. • alimentos. aditivos alimentares. cigarrilhas. 25/10/2011 Preparado por: Lêda G. • equipamentos e materiais médico-hospitalares.

http://portal.br/wps/portal/anvisa/home/ 4 .anvisa.gov.

http://portal.br/wps/portal /anvisa/legislacao/ 5 .gov.anvisa.

br/saudelegis/leg_norma_pesq _consulta.gov.cfm 25/10/2011 Preparado por: Lêda G. Mendonça 6 .Sistema de Legislação da Saúde http://portal2.saude.

Mendonça 7 .25/10/2011 Preparado por: Lêda G.

Farmacopéia Brasileira • Disponível no site da ANVISA: • Farmacopéia Brasileira V Ed • Farmacopéia Brasileira Homeopática II Ed. 25/10/2011 Preparado por: Lêda G. Mendonça 8 .

gov.htm 25/10/2011 Preparado por: Lêda G.br/hotsite/cd_farmacope ia/index.anvisa. Mendonça 9 .http://www.

Mendonça 10 .25/10/2011 Preparado por: Lêda G.

Pecuária e Abastecimento. Mendonça 11 . 25/10/2011 Preparado por: Lêda G.MINISTÉRIO DA AGRICULTURA. Promover o Desenvolvimento Sustentável e a Competitividade do Agronegócio em Benefício da Sociedade Brasileira. PECUÁRIA E ABASTECIMENTO • Missão do Ministério da Agricultura.

Mendonça 12 .http://www.gov.agricultura.br/ 25/10/2011 Preparado por: Lêda G.

br/sislegis/action/detalha Ato.http://extranet.agricultura.gov. Mendonça 13 .do?method=abreLegislacaoFederal&chave=50674 25/10/2011 Preparado por: Lêda G.

Compêndios oficiais .

Mendonça 15 . 25/10/2011 Preparado por: Lêda G. tendo em vista a segurança dos consumidores.CODEX ALIMENTARIUS • O Codex alimentarius foi criado em 1963 pela(WHO/ OMS: Organização mundial da saúde) e (FAO: Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação) para o desenvolvimento de padrões e especificações de Alimentos.

http://www.jsp 25/10/2011 Preparado por: Lêda G.codexalimentarius.net/we b/index_en. Mendonça 16 .

Órgãos internacionais .

Mendonça 18 .WHO: ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE 25/10/2011 Preparado por: Lêda G.

25/10/2011 19 .

FDA: http://www.fda. Mendonça 20 .gov/ 25/10/2011 Preparado por: Lêda G.

EMA: http://www.europa.ema. Mendonça 21 .eu/ 25/10/2011 Preparado por: Lêda G.

Related Interests