ANDRADE, Joaquim Pedro. Macunaíma (filme). Brasil, 1969.

Resenhado por Mônica Simões de ALMEIDA (Escola Superior Madre Celeste)

O filme Macunaíma,baseado na obra "Macunaíma, o herói sem nenhum caráter" de Mário de Andrade,foi produzido por Pedro de Andrade e filmado em 1969. Em meio a uma comédia muito bem elaborada, o filme tem como objetivo provocar uma reflexão a respeito dos elementos formadores da cultura brasileira da época, tais como: a negação da identidade, a miscigenação,racismo,conflito de culturas, os quais incorporam o romance de Mário de Andrade . O filme evidencia os principais eventos que ocorriam no Brasil no final dos anos sessenta, como as grandes mudanças que ocorreram no momento econômico, político e cultural, o desenvolvimento dos meios de comunicação, o aparecimento de novas tendências populares que mais tarde iriam influenciar em nossa literatura e em nosso modo de vida. O filme conta a saga de Macunaíma , um menino preto ,preguiçoso e feio de dar dó , que nasceu em uma família composta por índio,branco e negro (nota-se aí a miscigenação) no interior do Brasil. Com a morte da mãe ele emigrou com seus irmãos para a cidade grande e durante a viagem, ao tomar banho em uma fonte, ele torna-se branco.Na cidade, Macunaíma se encanta com as tecnologias da modernidade e chega a pensar que as máquinas eram humanas e os humanos eram máquinas. Depois de muitas peripécias e confusões, o herói acaba conhecendo Ci, uma guerrilheira urbana, com quem desenvolve uma relação e ao perdê-la juntamente com seu primeiro filho em explosão fatal,o herói preguiçoso parte em busca do amuleto da sorte que era representado por um muiraquitã que pertencia a sua amada Ci. Descobrindo que o amuleto se encontrava com o gigante da indústria e do comércio Wenceslau Pietro Pietra, Macunaíma após algumas tentativas infrutíferas de reaver o amuleto,pede auxilio a um terreiro de candomblé para enfrentar o gigante,findando por matá-lo em uma cena que ilustra figurativamente a antropofagia modernista,onde percebe-se a presença de vários corpos em uma "feijoada de gente" e finalmente tomando posse do tão cobiçado objeto.

a jaqueta verde usada por Macunaíma fazendo alusão ao regime militar e seu sangue que emerge das águas representando as diversas mortes ocasionadas pelo regime. Macunaíma encontra sua antiga palhoça caindo aos pedaços e no terreno e na mata próxima.lança um olhar severamente crítico e sério a respeito dos problemas que o Brasil enfrentava. levando consigo alguns objetos representativos da modernidade que mais gostou da cidade grande (observa-se a crítica ao consumismo da sociedade capitalista).De volta para o campo. como podemos constatar na profecia feita por Macunaíma sobre o sistema político brasileiro: Muita saúva e pouca saúde! .Abandonado pelos irmãos. algumas coisas simplesmente não mudaram. Por fim. O filme Macunaíma faz um diálogo não apenas com a tradição cultural.tais como: a antropofagia representada pela Iara (elemento folclórico tradicional e primitivo) devorando Macunaíma (elemento moderno). desde a caracterização do protagonista. é um filme profundamente político e bastante atual para a década de sessenta e mesmo para os dias de hoje. não havia nenhuma plantação ou animal do qual pudesse se alimentar. como também pelo imenso valor cultural e histórico que esse filme representa para nós e que infelizmente após tantos anos e vários regimes políticos depois. Embora o filme Macunaíma baseia-se em um romance produzido nos anos vinte.não só pela capacidade de Pedro Andrade conseguir adaptar uma obra tão complexa à arte televisiva. mas com numerosos elementos específicos dos momentos aos quais passava o Brasil na década de 60. como o tipo de um brasileiro preguiçoso dotado de uma perceptível inocência aliada com uma grande falta de caráter até a situação histórica pela qual passava o Brasil lembrando a luta de guerrilheiros contra a repressão imposta pelo regime militar. pois cada personagem e situação é uma síntese de temas que mesmo aliados a um estilo cômico. nosso herói é fisgado para a morte em uma cena que dá vazão a algumas interpretações. Macunaíma tem como companhia um papagaio e enfeitiçado pela Iara. Macunaíma é um filme notável .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful