You are on page 1of 4

A dimensão discursiva do trabalho filosófico

:
A dimensão discursiva do trabalho filosófico Os instrumentos essenciais da actividade filosófica

Introdução :
Introdução

Método da Filosofia :
Método da Filosofia Método argumentativo Em Filosofia, não é possível, obter provas empíricas ou formais para as teses sobre os grandes problemas filosóficos. Então, a argumentação é fundamental, porque, torna possível avaliar se uma teoria é ou não melhor que outra. A argumentação é também indispensável em múltiplas situações da nossa vida, uma vez que nos permite, por um lado, adquirir uma maior consciência das razões que nos levam a tomar decisões e a aceitar determinados pontos de vista, e, por outro lado, permite-nos sermos bem sucedidos na tarefa de apresentar aos outros os nossos próprios pontos de vista. Mas nem sempre argumentamos correctamente, ou seja, nem sempre as razões que apresentamos, permitem chegarmos às conclusões que pretendemos. Para que isso aconteça, é preciso que, em primeiro lugar, conheçamos o conjunto de regras que nos permitirão argumentar correctamente. À disciplina que estuda esse conjunto de regras chamamos Lógica. Se o método filosófico consiste na troca de argumentos, então, a Lógica é, inevitavelmente, um dos principais instrumentos da Filosofia.

Slide 4:
Analogia entre lógica e gramática É certo que podemos ter um discurso organizado e coerente sem conhecermos as regras gramaticais que compõem a nossa língua. Da mesma forma podemos ter um raciocínio bem estruturado sem o conhecimento da lógica. Mas, se conhecermos as regras gramaticais não só podemos ter consciência da estrutura do nosso discurso, como poderemos melhorá-lo e corrigir prematuramente eventuais erros. Assim, o conhecimento da lógica possibilita um melhor desempenho do pensamento, pois conhecemos as regras que definem o raciocínio correcto, dando-nos a possibilidade de melhor pensarmos e corrigirmos eventuais erros. Em resumo, se conhecermos as regras básicas da lógica, TEREMOS UM PENSAMENTO MAIS CORRECTO E ARGUMENTAREMOS MELHOR!

Instrumentos essenciais da actividade filosófica: :
Instrumentos essenciais da actividade filosófica: ARGUMENTOS PROPOSIÇÕES CONCEITOS

Slide 6:
Todos os homens são mortais. Sócrates é homem. Sócrates é mortal. CONCEITOS PROPOSIÇÕES ARGUMENTO

O que é um conceito? :
O que é um conceito? O conceito é um instrumento do pensar e coloca-se como um elemento constitutivo das proposições. É uma representação mental a partir da qual classificamos um determinado conjunto de objectos ou seres. Ex. Conceito de árvore, homem, mesa, etc 1

Slide 15: Voltemos ao argumento com que começámos: Todas as árvores são plantas. isto é. todas as árvores são seres vivos.B CTodas as plantas são seres vivos. que. debate. para que haja um terreno comum para uma conversa. Slide 13: O que éum argumento? Eis um exemplo de um argumento:1) A BTodas as árvores são plantas. Flor é condição necessária para ser rosa.Logo. são constituídas pela ligação de vários conceitos (plantas. do conceitoque este exprime.A CLogo. As referidas três frases são proposições. Slide 14: A clarificação de conceitosClarificar os conceitos édefini-los. por sua vez. O que faz de uma frase uma proposição? 2 . A definição é a clarificação do significado de um termo. O que é uma proposição? : O que é uma proposição? Uma proposição é uma frase. Exemplo: Uma rosa é uma flor. do conceito que este exprime. Todas as plantas são seres vivos. seres vivos. Tipos de frases: Interrogativas Imperativas Exclamativas Declarativas Slide 12: O que é um argumento? •Um argumento é um conjunto de proposições em que uma delas é defendida pelas outras. isto é. Uma boa definição… : Uma boa definição… É aquela em que se apresentam as condições suficientes e necessárias que permitem identificar um conceito e distingui-lo de outro. árvores). A proposição ou as proposições que a defendem são as premissas. rosa é condição suficiente para ser flor. Nem todas as frases são proposições. ●Este argumento é constituído pela ligação de três frases. É muito importante. Ex: O triângulo é uma figura com 3 lados.Slide 8: Conceito – ideia/representação mental Termo – suporte linguístico do conceito/forma de exprimir o conceito A clarificação de conceitos : A clarificação de conceitos Clarificar os conceitos é defini-los. Nesta definição. A proposição defendida –a tese –tem o nome de conclusão. todas as árvores são seres vivos. A definição éa clarificação do significado de um termo.

Encontramos a conclusão mais rapidamente se identificarmos o indicador. além de declarativa. o que facilita a identificação da conclusão..  8) De duas premissas particulares. nada se conclui.  2) Os termos da conclusão não podem ter extensão maior que os termos das premissas. podemos concluir que o consumo vai aumentar. for classificável como verdadeira ou falsa.Através dos indicadores de premissa conseguimos identificar as premissas. 3 . mas isso não é suficiente.  3) O termo médio não pode entrar na conclusão. tiver valor de verdade.: Todos os animais que ladram são cães e por isso o animal que tenho em casa é um cão.  5) De duas premissas negativas. Silogismo  1) Todo silogismo contém somente três termos: maior.  7) A conclusão segue sempre a premissa mais fraca. A conclusão surge no fim:Se a inflação baixa.3. o consumo aumenta. uma em cada linha. Assim… O que mostra que… Então.. A proposição antes do indicador por isso é uma premissa. mesmo que não saibamos se éverdadeira ou falsa. Slide 19: Clarificamos o argumento reconstruindo-o na seguinte forma padronizada: apresentamos primeiro as premissas.Logo. Ex.  6) De duas premissas afirmativas não pode haver conclusão negativa.  4) O termo médio deve ser universal ao menos uma vez. é necessário que seja declarativa. nada se conclui. médio e menor.Premissa Conclusão Slide 20: Indicadores típicos de conclusão E por essa razão… Segue-se que… Portanto… Por isso… Assim sendo… Por conseguinte… Daí que… Consequentemente…. Slide 18: Eis um argumento:Sabemos que. Argumento: Todos os animais que ladram são cães. Implícita está a outra premissa: Tenho em casa um animal que ladra. então o consumo aumenta. A inflação estáa baixar. isto é. Logo. Qualquer frase colocada a seguir a estes indicadores é a conclusão. Para que uma frase exprima uma proposição. A proposição a seguir é a conclusão. Tenho em casa um animal que ladra. se a inflação baixa. Uma frase sóexprime uma proposição se. Uma frase declarativa tem valor de verdade.Clarificamos os argumentos:Reconstruindo-os na forma padronizada. Dado que a inflação estáa baixar. o consumo vai aumentar.2. Slide 17: Para identificar os argumentos:Procuramos pela conclusão.Slide 16: Deve fixar o seguinte:1. o animal que tenho em casa é um cão.

109  1.Toda violeta é roxa  2. Toda violeta é flor Silogismo  3. 4 .Respostas exercícios p.Logo. roxa e flor  Argumento F. toda flor é roxa  Premissas (1 e 2)  Conclusão (3)  Quantidade – geral. Qualid – afirmativa  Predicados: em todas é particular  Termo: violeta. pq nenhum termo pode ser total na conclusão sem ser total nas premissas.