Boletim nº 300

Jogo Rápido
4 de julho de 2012 www.assibge.org

Veja o informe da reunião do Comando de Greve com a Direção do IBGE. Página 2

GREVE FORTE faz o IBGE se mexer
A Greve no IBGE já é uma realidade. São 19 unidades paralisadas, sem contar as Agências, de onde está saindo grande parte da força do movimento.
anto isso é verdade que a Direção do IBGE começa a se mexer e já recebeu o Sindicato em reunião (leia as informações da reunião no verso deste JR). É fundamental consolidar a Greve em mais estados e unidades, sobretudo nas Agências em todo o interior e Regiões Metropolitanas. Daí a importância do papel dos Chefes e Coordenadores de Pesquisas, que estão com a corda no pescoço de tanto serviço e não têm pessoal para isso. Ao contrário das ameaças veladas e das palavras de incentivo à paciência que constam nos Boletins Internos da Direção do IBGE, não podemos esperar mais dois anos para ver como é que fica. Chegou a hora da

Em GREVE por tempo indeterminado:

T

Direção do IBGE dizer se apóia ou não as reivindicações dos trabalhadores ou se vai se curvar à política de arrocho do Governo. A hora é essa! Nas entradas das unidades estaduais é preciso reforçar as comissões de convencimento. Vamos fechar as Agências e parar a coleta!

• • • • • • • • • • • • • • • • • • •

Rio Grande do Sul Bahia (UE) Amapá Minas Gerais Espírito Santo Tocantins Paraíba Piauí Paraná Santa Catarina General Canabarro/RJ São Paulo Dipeq/RJ Sede/RJ Maranhão Mato Grosso do Sul Parada de Lucas/RJ Alagoas Sergipe

Greve geral do funcionalismo
Nosso movimento se funde ao do conjunto dos servidores federais, que cresce a cada dia. O funcionalismo cobra 22% de reajuste salarial emergencial, além da data-base em 1 de maio e paridade entre ativos e aposentados. Os trabalhadores do serviço público federal não aceitam mais a desculpa de contenção de gastos, ainda mais quando o Governo tem a mão aberta para incentivos fiscais e planos que beneficiam banqueiros e empresários. O movimento grevista do funcionalismo federal tem um Calendário de Mobilização já definido para julho. É importante que as Assembléias dos Núcleos da ASSIBGE-SN discutam este Calendário e fortaleçam as atividades nacionais, de 13 a 20 de julho, em Brasília.

Calendário da 16 a 20 de julho
Acampamento nacional dos servidores federais em greve, em Brasília;

Comando Nacional de Greve do IBGE
Em toda greve é formado um Comando.
Cabe a este grupo representativo da categoria discutir, traçar metas, avaliar os rumos e encaminhar a política para os trabalhadores. Como temos IBGE em todo o país nosso Comando de Greve é nacional e ajuda a democratizar os rumos do movimento. Dele fazem parte pelo menos 1 companheiro(a) de cada unidade em greve. Por isso, é determinante que cada Núcleo eleja um representante para o Comando Nacional de Greve, que se localiza no Rio. O Comando de Greve se reúne todos os dias, no final da tarde, na Sede do Sindicato.

18 de Julho
Grande Marcha dos servidores em greve, em Brasília;

20 de julho
Plenária Nacional dos servidores federais.

no Rio.org • assibge-sn@uol. A Executiva Nacional rechaçou esta opinião da Presidente e lembrou que os temporários têm suas reivindicações próprias – que constam da Pauta da greve . já que nem o Censo conseguiu sensibilizar o Governo a ceder qualquer melhoria para a categoria.. cuja duração é de um ano.8º andar . esses companheiros têm seus contratos aditados mensalmente. ao participar das reuniões em Brasília e levar proposições e preocupações com o futuro da Instituição. A que ponto chegamos: um órgão público contratando segurança privada durante o movimento grevista dos seus servidores. Parecem até os MIBs. é resultado de convênio com escolas públicas. De sua parte a Executiva Nacional e os membros do Comando de Greve reafirmaram que a categoria foi à Greve depois de ter realizado inúmeras paralisações e manifestações pontuais nos últimos dois anos. 210 . Alô. Submetidos a um regime de exploração intensa. aposentado! Esta luta também é sua! Se você se aposentou e está recebendo menos do que recebia na ativa. 2) Respeito à realização de funções exclusivas para os quais foram contratados. Presidente Wilson. Tire um tempo e se dirija à sua antiga unidade de trabalho. realizando atividades do IBGE.00 mensais. mas alega que esta greve Jogo Rápido • Boletim Informativo da ASSIBGE-SN • Sede: Av. mas de negociação da reposição dos serviços não executados no período de Greve.MIBs em ação nas portas do IBGE A Direção do IBGE está mesmo disposta a garantir o direito de quem quer furar a Greve.RJ . só está causando o repúdio dos trabalhadores. Na ocasião.assibge. quem vai se responsabilizar? Ficou acertado que os comandos de Greve seguirão mantendo uma postura apenas de convencimento e que. recebem R$ 240. Em alguns casos eles estão sendo ameaçados de perder o “estágio”. que assegura a todo trabalhador o direito de greve. A Direção do IBGE argumentou que não acha produtiva uma Greve da categoria neste momento. Pergunta que não quer calar: está previsto este tipo de expediente num órgão público? Houve licitação para a contratação? Quem paga? Sindicato cobra mudança de postura da Direção em relação aos trabalhadores A Executiva Nacional e o Comando de Greve dos trabalhadores do IBGE estiveram reunidos na tarde de 4 de julho com a Direção do IBGE. Relatou também que houve casos de impedimento físico a quem quer entrar para trabalhar. o que não implica em desconto salarial.. para garantir que não haja qualquer tipo de conflito. que é um instrumento de coerção permanente sobre os companheiros. companheirada! 2 Os dias parados durante a Greve Ficou entendido que a rubrica utilizada nestes casos será de falta-greve. se você recebe sua gratificação em valor menor que os companheiros da ativa. A importância dos temporários na luta Em muitos estados e unidades a postura dos temporários tem sido fundamental para o movimento. para que a categoria seja incluída numa negociação que renda frutos para os trabalhadores. ao contrário de assustar. salários em torno de R$ 700.Castelo . não inclui os temporários. os representantes do Sindicato reafirmaram a necessidade de uma postura ativa da Direção do IBGE junto ao Governo. Não houve acordo sobre este ponto. Esta atitude. secretariado e serviços administrativos. Força. que o melhor seria realizar manifestações pontuais.br • Jornalista responsável: Henrique Acker (MTb 17. o Sindicato encampou suas principais reivindicações na Pauta dos trabalhadores do IBGE.635) • Programação visual: Juarez Quirino . caso ocorra algum problema mais grave. A Direção do IBGE disse que tem cumprido seu papel. realizam tarefas que são de competência do pessoal do quadro e muitos dos seus direitos são desrespeitados. Alô. A Direção do IBGE alega que se trata de uma medida preventiva.00. visto que paralisar a produção é pior para o andamento das negociações e o reconhecimento do IBGE. A Presidente do IBGE reconheceu o direito de greve para todos. Por esta razão. Ministério Público! Isso pode!? Ainda mais num órgão público. Se você reside no interior vá até a Agência do IBGE mais próxima e apóie os colegas. Ministério do Trabalho! Alô. acabando com o aditamento mensal dos contratos. Três pontos foram fundamentais discutidos na reunião com a Direção do IBGE: Precarização do trabalho atinge situação insustentável no IBGE Em plena greve do IBGE é comum encontrar meninos e meninas do ensino médio uniformizados. 3) Salário igual ao inicial do Nível Técnico do IBGE. 1 A colocação de segurança privada e da PM nas portas do IBGE do Rio A Executiva e o Comando de Greve argumentaram que se trata de algo inadmissível e que está sendo repudiado pelos trabalhadores.Rio de Janeiro . São designados de “estagiários de produção” e. da parte da Direção do IBGE. Aposentado não é inativo! 3 Situação dos Temporários na Greve A Executiva Nacional reafirmou a legislação vigente no país e na Convenção da Organização Internacional do Trabalho. Ligue para os amigos do IBGE e venha participar do movimento. que coloca seus funcionários de terno preto e gravata nas portas das unidades do Rio de Janeiro. então a Greve também é do seu interesse. procure a Coordenação do Núcleo Sindical ou o Comando de Greve e participe das atividades. Para isso contratou até uma empresa de segurança privada. A Executiva lembrou que se trata de seguranças contratados e sem qualquer identificação e questionou que... Os representantes do Sindicato lembraram que não será mantendo o trabalho do IBGE que obteremos reconhecimento. dentre elas: 1) Fim do aditamento mensal dos contratos temporários. por serviços de informática.CEP 20030-021 www. caso não compareçam ao IBGE. poderá ser revista a decisão de colocar seguranças nas portas das unidades do Rio.e que a Direção do IBGE poderia colaborar. que não devem ser iludidos com a possibilidade de conquistarem qualquer reivindicação com este movimento. Este “trabalho”. Os representantes dos trabalhadores cobraram também uma postura mais incisiva da Direção do IBGE para que as negociações com o Governo sejam antecipadas e rendam frutos. Foram relatados casos de pressão sobre os temporários.com.