Química Reações Químicas

São fatos do nosso cotidiano, tais como:formação de ferrugem,acender palito de fósforo, entre outros;Pode ser considerada reação química, quando há indícios de:    Formação de gás; Formação de Precipitado; Mudança de cor;

As reações, são divididas em duas partes: -Reagentes:Transformação de uma ou mais substancias; -Produtos:Consequência do reagente.  Balanceamento

Par poder trabalhar na reação química, é preciso antes fazer uma análise nela, e logo de cara, temos que fazer o balanceamento, fato que equilibra o número de átomos que aparecem no reagente e no produto. Um exemplo de balanceamento: S+  S

Para balancear a reação acima com maior firmeza no acerto, aconselha-se, deixar para balancear as moléculas de hidrogênio por penúltimo e as de oxigênio por ultimo; Se liga: H2 +S +O2 H2SO4 2-----1----2------2--1---4 Nós, temos 2H nos dois lados-ok! Nós, temos 1S nos dois lados-ok! Opa!Temos 2 O te um lado e 4 O no outro, aí, é onde vamos trabalhar, tentando não modificar os demais o máximo possível. Basta, fazer uma modificação no reagente: Acrescentando 2 MOLS ao O2, sendo assim, a nossa reação já EQUILIBRADA ficará da seguinte forma: S+  S

Classificação das Reações Químicas

1

NOX(Número Óxidante) Utilizando a Tabela abaixo. AB+CD  AD + BC Reação de Óxido-Redução Fenômeno do nosso dia-a-dia. 2 .Simples troca ou deslocamento A+BC  AC + B Quando uma substância simples reage com um composto originando duas novas substâncias:uma simples e uma composta.Reação de síntese ou adição Quando duas ou mais substâncias originam um único produto A+BAB 4. 2.Análise ou decomposição AB A+B Quando 1 só substância gera 2 ou mais produtos. onde moléculas ganham ou perdem elétrons.1. é uma forma de descobrir o NOX de alguns elementos. duas substâncias compostas. ou seja. dão origem a 2 novas substâncias compostas. 3.Reação de dupla troca Dois reagentes reagem formando dois produtos.

logo o NOX do Cloro será +1 OBSERVAÇÃO: um átomo que não se encaixe as regras (como o Cloro).Oxidação perda de elétrons e aumento de Nox. precisamos multiplicar o nox. Agente redutor sofre oxidação. 3) + 2 + X = 0 -6 + 2 + X = 0 Logo o NOX do carbono será +4 Lei de Lavoisier A lei de Lavoisier refere-se à conservação de matéria durante uma transformação física ou química. 9 – Soma do NOX em íon sempre será a própria carga do íon. observe o exemplo: 3 . hidrogênio (H) e prata (Ag) terão nox +1 2 – Metais alcalinos terrosos. das regras. 3 (porque são 3 átomos de oxigênio!) NOX Ca = alcalino terroso = +2 Para descobrir o NOX do Carbono: (-2 . PO4 terá NOX -3) 8 – Soma de todos os NOX de uma molécula sempre será ZERO. que vão de acordo com a tabela acima: 1 – Todos os metais alcalinos. antes de enunciá-la. tem nox +1 c)CaCO3 Neste caso. Redução ganho de elétrons e diminuição do Nox. ele tem NOX = -1 . Mas. Responda os exemplos abaixo. de acordo com as regras acima: a)HCl Hidrogenio se enquadra na regra 1 -> nox +1 O cloro se enquadra na regra 6 -> nox -1 1 – 1 = 0 (regra 8) b)HClO Hidrogênio -> nox +1 Cl -> não há regra que se aplica Oxigênio -> nox -2 nox H + nox Cl + nox O = 0 . zinco (Zn) -> nox +2 3 – Alumínio (Al) -> nox +3 4 – Oxigênio (em qualquer parte da molécula) -> nox -2 5 – calcogênios (somente se aparecerem na extremidade direita da fórmula!) -> nox -2 6 – halogênios (somente se aparecerem na extremidade direita da fórmula!) -> nox -1 -3 7 – Íons compostos -> nox igual a carga do íon (por exemplo. Agente oxidante sofre redução. 10 – Elementos isolados e substâncias simples -> nox ZERO. NOX oxigênio = -2 . Veja as Regras a seguir. Acima notamos que no HCl. Regra: o número de elétrons cedidos é igual ao número de elétrons recebidos. não precisa ter o mesmo NOX em todas as moléculas. pelo numero de átomos do elemento na molécula. logo 1 + x + (-2) = 0. e no HClO.

após algum tempo. Assim. 4 . E mesmo assim os resultados foramconfiáveis o suficiente para gerar resultados que são usados até hoje e foram confirmados com aparelhos melhores. a massa total inicial dos reagentes é igual a massa total final dos produtos. do hidrogênio 2 g/mol. e da amônia 17 g/mol. Então todos os experimentos foram feitos apenas usando as balanças disponíveis naquela época. ao invés de estar com mesma massa. ocorre a corrosão do mesmo. 2+ - Lei de Proust A lei de Proust também é conhecida como lei das proporções definidas enuncia o seguinte: “Uma determinada substância pura contêm sempre os mesmos elementos combinados na mesma proporção em massa. cada reação de decomposição forma 28 gramas de nitrogênio e 6 gramas de hidrogênio. de cada 56 gramas de ferro que entram em processo de corrosão (reação com a água e o oxigênio) 90 gramas de hidróxido ferroso são produzidos. ao entrar em contato com ambiente atmosférico úmido (reagindo com a água em estado de vapor e oxigênio gasoso). forma depósitos de ferrugem na superfície metálica: Fe(s) → Fe + 2e (oxidação do ferro) O2 + 2H2O + 4e → 4OH (redução do oxigênio) 2Fe + O2 + 2H2O → 2Fe(OH)2 (equação geral da formação da ferrugem) Sendo assim. pode-se estabelecer uma relação entre as massas dos reagentes e do produto: 28 gramas de N2 + 6 gramas de H2 ↔ 34 gramas de NH3 Assim.” Na época em que esse estudo foi feito. 1 mol de nitrogênio reage com 3 mol de hidrogênio gerando 2 mol de amônia. independente da sua origem.A síntese de amônia utilizada atualmente só foi possível ser obtida através das contribuições de Fritz Haber e Carl Bosch. está mais pesado. Ou em outras palavras. Tudo se transforma. Sendo também o total de 34 gramas de produto. Esta consiste na reação de hidrogênio (H2) e nitrogênio (N2) gasosos sob altíssima pressão (cerca de 200 vezes a pressão atmosférica) e temperatura (em torno de 500 °C): N2(g) + 3 H2(g) ↔ 2 NH3(g) ∆H = – 92 kJ A relação molar dessa reação é 1:3:2. a lei de Lavoisier continua válida mesmo em ambientes abertos ou em situações em que pelo menos um dos reagentes não é controlado. Apesar dessa lei ser convenientemente aplicada em sistemas fechados (sem interferência do meio externo). assim fica enunciada a lei de Lavoisier: Ao término de uma reação química. não haviam aparelhos modernos como os de hoje em dia. a massa é conservada quaisquer que sejam as modificações químicas e/ou físicas que a matéria sofra: na natureza. Sendo a massa molar do nitrogênio igual a 28 g/mol. uma possível falha estaria presente se tratando de sistemas abertos: quando uma barra de ferro é exposta ao ambiente atmosférico úmido. Portanto. nada se cria e nada se perde. Entretanto. como a reação é reversível. a cada reação de síntese são formados 34 gramas de amônia e. Vale lembrar que o ferro. Portanto.

o sal de cozinha pode ser fundido a temperaturas muito altas.Para isso.1+16.1+1. Mas mesmo após fundido.Isso significa que qualquer substância conhecida mantêm sempre a mesma proporção e elementos em sua composição não importando como ela tenha sido obtida ou o que se faça com essa substância após sua formação.Para encontrar ela. faça as transformações: 5 . Massa Atômica(u) Sempre expressa na tabela periódica. é “u”(unidade de massa atômica). Agora você: c)CaC d)NaCl: Massa Molar(M) Massa correspondente a 1 mol de uma substância. Exemplo: a) O 2.23+1.1=40u. O mesmo acontecerá se esse sal for formado em um ambiente rico em Cl. basta multiplicar a quantidade de átomos pela massa atômica. Quanto a sua origem de formação. Ex.:Massa Atômica do: H=1u C=12u Massa Molecular É a massa da substância química. o sal formado continuará tendo a mesma proporção de um pra um entre os átomos.O=45mol/g b)Nacl c)CO2 d)SO4 Agora. sua composição continua sendo de 1 átomo de Na para um átomo de Cl.1+1. sua unidade de medida é:g/mol. a) O MM O=2.16=18u b)NaOH MMNaOH=23. Por exemplo. será necessária a tabela periódica. o mesmo princípio é levado em consideração. Se nós formarmos NaCl em um ambiente rico em Na. sua unidade.

5 mol de H2CO3 em grama d)60g de NaOH em mol e)15g sw C2H6 em mol f)500g de CaCO3 em mol 6 .Obs.:Utilize a regra de 3.25 mol de H2O em grama c)3.44 X=44g b)0. a)2 mol de CO2 em grama: 1 mol de CO2----------44g 2 mol de CO2----------xg 1X=2.