BOLETIM CONJUNTO

SINTUNESP – ADUNESP – CEEUF (03/06/2013)

Sintunesp, Adunesp e CEEUF fazem reunião conjunta

Cresce o movimento na Unesp. A luta é agora!
Segmentos querem audiência com reitor
No dia 29 de maio, representantes dos três segmentos (Sintunesp, Adunesp e Conselho de Entidades Estudantis Unesp/FATEC – CEEUF) reuniram-se no campus de Marília para avaliar o movimento na Universidade, a partir do chamado conjunto de greve geral. Entre os servidores, 10 campi deliberaram pela greve para início em 3 de junho e um campus aprovou paralisação de um dia. Entre os estudantes, já são oito campi em greve ou com o início definido para 3 de junho. Entre os docentes, o movimento é crescente, com adesão à greve aprovada em Marília e IA/São Paulo e paralisações definidas em Assis e São José do Rio Preto. Os representantes do Sintunesp, da Adunesp e do CEEUF conclamam as unidades que ainda não iniciaram a mobilização a fazê-lo. As entidades encaminharam ofício ao reitor da Unesp, professor Julio Cezar Durigan, solicitando formalmente uma audiência para negociar os seis pontos considerados centrais da pauta dos três segmentos:
- Plano de permanência estudantil, com base nas reivindicações constantes na Pauta Unificada 2013. - Não ao Pimesp. - Paridade entre os três segmentos nos órgãos colegiados da Universidade. - Reajuste salarial de 11% para servidores técnico-administrativos e docentes. - Isonomia de pisos e benefícios. - Não à repressão aos movimentos sociais.

Sintunesp, Adunesp e CEEUF orientam suas bases a promoverem reuniões conjuntas para fortalecer o movimento e definir atividades em comum.

Atenção para o calendário
3 de junho (segunda-feira): Início da greve conjunta. 6 de junho (quinta-feira): Dia de atividades nos campi. 11 de junho (terça-feira): Participação no Dia de Paralisação nas universidades estaduais paulistas, convocado pelo Fórum das Seis, com ato unificado na Unicamp.

SEM ORGANIZAÇÃO, NÃO TEM LUTA! SEM LUTA, NÃO TEM CONQUISTA!

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful